quarta-feira, 19 de julho de 2017

President Nyusi eulogises legend of Ngungunhane

Egidio Vaz, meu mbuya, nao me desiludas...say a word!
Mozambican President Filipe Nyusi on Saturday highlighted the role played by the national hero and symbol of resistance to colonial rule, the emperor of Gaza, Ngungunhane. Speaking at a rally in the village of Tchaimite, in the district of…
clubofmozambique.com
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Egidio Vaz
Egidio Vaz Foi um equívoco grande. Se tivesse prestado atenção iria entender aquele era o local impróprio para falar daquele energumeno. Lá em Chibuto não querem falar dele.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
5
· Ontem às 9:06
Manage
Rildo Rafael
Rildo Rafael Egidio Vaz lembras da 1ª publicação do Jornal "Embondeiro" do nosso amigo Ericino de Salema como uma entrevista ao historiador Yussuf Adam com o título: "Somos todos herois até Ngungunhana que raptava mulheres"...Até hoje tenho este número!!!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
6
· Ontem às 14:49 · Editado
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo e reclamam da qualidade do ensino. uma vergonha.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
7
· Ontem às 14:19
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo não lhe disseram que até aquela pouca vergonha de trazer as ossadas desse déspota, o "heroi" era maguiguana.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
5
· Ontem às 14:27
Manage
Danilo da Silva
Danilo da Silva Na ânsia de fabricarem heróis cometeram aberrações.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· Ontem às 14:32
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo é o nosso conceito de heroi que não está bem.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
5
· Ontem às 14:39
Manage
Rildo Rafael
Rildo Rafael Elisio Macamo, os critérios definidores do que é ou não heroi é problemático na pérola do índico! Daí a ambiguidade!!
GostoMostrar mais reações
· Responder · Ontem às 14:49
Manage
Soshangane Wa Ka Machele
Soshangane Wa Ka Machele o pandza comecou na historiografia.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
4
· Ontem às 14:55
Manage
Aunicio da Silva
Aunicio da Silva O pilha galinhas. Ouvia-se, após a sua captura pelos portugueses, "levem esse ladrão de galinhas que acaba as nossas mulheres".
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· Ontem às 15:12
Manage
Júlio Mutisse
Júlio Mutisse Cossa, Maguiguana, o General indino fujão que abandonou homens e a realeza "busca de apoios?"
Vakity... se nos faltam heróis heroifiquem me
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· Ontem às 16:27
Manage
Jose Cossa
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 22 h
Manage
Júlio Mutisse
Júlio Mutisse Lá veio um Cossa....
A história o confirma. Onde foi morto o General Maguiguana?
GostoMostrar mais reações
· Responder · 22 h
Manage
Luis Mucave
Luis Mucave Muita treta
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 22 h
Manage
Luis Mucave
Luis Mucave Ngungunhane era um déspota cruél.
Era imperador,tinha uma corte e fazia Diplomacia com a colonia.
É uma figura da nossa história.

O resto é treta.
A história da Humanidade aqui e lá,está cheia de Ngungunhanes.
Outros na modernidade ou pós modernidade,qual surata do encontro inadiavel,matam em massa,mas,suavemente.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 21 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Na época em questão havia algum soberano que não fosse déspota?!?!?! Nós gostamos de reproduzir a ideologia colonial, aquela que justificou as "guerras de pacificação"
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 21 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Se fossem a ler a história Russa, só como um exemplo, e avaliar o perfil moral e ético (à luz da configuração do mundo de hoje) ficavam de queixo caído. Um Ivan o Terrível, por exemplo. Ou Pedro o Grande. Gungunhane, ao lado desses heróis e conquistado...Ver mais
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
6
· 20 h · Editado
Manage
Soshangane Wa Ka Machele
Soshangane Wa Ka Machele Gabriel Muthisse Soshangane nao foi um piegas. foi visionario...deixou Tchaka Zulu e migrou, m'fecanizando tudo isto e dando origem a nos, mtxanganas, os bravos!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 20 h
Manage
Luis Mucave
Luis Mucave Eu só não quis dizer o que o meu mais velho Gabriel Muthisse disse,mas,heg vamos deixar de brincar...um imperador é imperador,asqueiroso,mau,cruél,mas,não se dirige um império com piegas.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 20 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse É o que estou a dizer, Soshangane Wa Ka Machele. Parece que, para nós, é possível fundar e consolidar um império com votos, com fóruns de sociedade civil, com direitos humanos... impérios se fundam com força e sob liderança de pessoas enérgicas e de fibra. Soshangane, Muzila, Gungunhane, Tchaka, Mzilikaze e outros não foram mais déspotas que outros soberanos do seu tempo.

Essa de que era ladrão de galinhas não passou de propaganda para justificar a guerra (de ocupação) que lhe foi movida. Desse jeito, temos de agradecer aos portugueses por nos terem liberto!!!!!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
4
· 20 h
Manage
Rildo Rafael
Rildo Rafael Gabriel Muthisse Não estamos a legitimar a heroicidade de Ngungunhada a partir de óculos de fora com analogia que pretende fazer com Russia, Mongólia, China, etç!
GostoMostrar mais reações
· Responder · 19 h
Manage
Rildo Rafael
Rildo Rafael Gabriel Muthisse Nem tanto! O Ericino de Salema deve ter nos seus arquivos uma célebre entrevista do Yussuf Adam sobre a heroicidade ou não de Ngungunhane! Podemos partir da nossa própria história!
GostoMostrar mais reações
· Responder · 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Sabe, Rildo Rafael, vocês vão acabar admirando só os heróis dos outros. Todos os vossos não prestam....

Já agora, quem em Moçambique, ou em África, merece ser herói? Pelos vistos, pelas vossas cartilhas, ninguém!!!!


O que eu estou a dizer -vos é que esses "outros" que vocês admiram não são melhores que Gungunhane. Não são melhores que nenhum dos conquistadores africanos que, para vocês, eram simples bandidos
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 19 h
Manage
Rildo Rafael
Rildo Rafael Gabriel Muthisse Ai teremos que estabelecer critérios!!!
GostoMostrar mais reações
· Responder · 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Conheço essa entrevista. Não concordo com as suas premissas.

Sabe, Rildo Rafael, que o Grande Mahatma Gandi tinha ideias francamente racistas? Mas nem os indianos, nem o mundo deixam de admira-lo. Muitas vezes, essas coisas de se ser herói são relativas. É uma questão de focarmo-nos nas grandezas e ignorar as fraquezas. Herói absoluto não existe em lado nenhum
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 19 h · Editado
Manage
Dino Foi
Dino Foi Gabriel Muthisse : Mais Velho, déspota é déspota e não interessa o tempo dele. Hirohito massacrou a Asia e levou guerra às portas da América, não poderemos dizer que foi do tempo.
Ngungunhane eu acho que não merece, respeito que ache o contrário.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Que critérios, Rildo Rafael? Procurar santos? Isso não existe. Herói é uma convenção social, histórica e nacional
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Dino Foi, diga-me o nome de um herói mundial, dos séculos passados, conquistador e fundador de impérios, que não seja déspota
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 19 h
Manage
Nhecuta Phambany Khossa
Nhecuta Phambany Khossa Julio Mutisse, o General Maguiguana Khossa, foi à busca de apoio. Moreeu em combate. Não foi capturado.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Dino Foi, diga-me o nome de um herói mundial, dos séculos passados, conquistador e fundador de impérios, que não seja déspota..

Vocês hao-de ficar só com os heróis dos outros. Porque todos os vossos não servem
GostoMostrar mais reações
· Responder · 19 h
Manage
Luís Loforte
Luís Loforte Agora falou, Muthisse, o herói não só é relativo, como também é temporal. Gungunhana terá sido herói no seu tempo, mas se calhar sem cabimento na perspectiva hodierna, em alguns casos nem mesmo no seu espaço temporal. O meu avô e seus contemporâneos falaram-me de tenebrosas sevícias inflingidas por Gungunhana a gerações inteiras em terras por onde passou, levando a que muitos dos seus generais e seguidores o abandonassem e, finalmente, o entregassem ao inimigo comum, o colonialismo. De resto, é sempre redutor estabelecermos fronteiras geográficas, ou até raciais, quando discutimos conceitos. Na História mundial há exemplos em excesso de heróis que viram déspotas após à sua proclamação. Exemplos "recentes": a revolução francesa e o Stalinismo!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 19 h · Editado
Manage
Dino Foi
Dino Foi George Washington. Aqui afunilo mesmo para separar o déspota do império, tanto mais que se formos para a definição epistemologica de um império o que Ngugunhana tinha era uma porção do Sul de Moçambique!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 19 h
Manage
Júlio Mutisse
Júlio Mutisse Ok Nhecuta Phambany Khossa há dez anos que temos este "diálogo"
GostoMostrar mais reações
· Responder · 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse George Washington era esclavagista, Dino Foi. Não consta que tenha, em vida, liberto qualquer deles. Há maior déspota que um indivíduo que compra e vende gente? Pelo menos Gungunhane não tinha escravos, que eu saiba
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Mais Velho Luís Loforte, vai ver as biografias dos Reis Macedônios. São todos heróis universais. Ao pé deles, Gungunhane era um menino de coro de igreja
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 19 h
Manage
Dino Foi
Dino Foi Gabriel Muthisse : era e ficou abolicionista como os outros 6 quando avançaram para a revolução americana.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 19 h
Manage
Nhecuta Phambany Khossa
Nhecuta Phambany Khossa O império de gaza se extendia até ao vale do zambeze, pelo interior.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 19 h
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo para mim é um grave erro considerar ngungunhana de heroi. é um insulto aos machopes e um insulto aos machanganas que sofreram sob o seu jugo despótico. as partes de gaza que percorri têm várias histórias que celebram a sua derrota pelos portugueses. muitos apoiaram os portugueses porque julgavam que estes estivessem a trazer a liberdade. há registos das multidões que foram ao porto fazer pouco dele quando foi levado ao desterro. os portugueses exageraram os feitos desse desgraçado (que não construiu nenhum império, herdou-o do pai e do avó e não o manteve por ser bêbado e sem coragem) para aumentarem a sua grandeza. não é à toa que em moçambique só havia monumentos e ruas a maguiguane, o verdadeiro herói da "resistência". sou suspeito para dizer isto. não considero samora, fidel, gadafi heróis de nenhuma espécie...
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Não ficou abolicionista, Dino Foi. A abolição apareceu no tempo de Abraham Lincoln, após a guerra de secessão
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
4
· 19 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Mas Elisio Macamo, a conquista de um império não se conclui numa geração. Isso por um lado. Todos os conquistadores que conheço, até por imperativos de submissão, têm de exercer algumas técnicas de terror. Um povo minoritário como o Nguni não tinha como controlar um extenso território que, grosso modo, ia do Incomati até ao Zambeze, sem terror. Essa é técnica universal aplicada por todos os conquistadores.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 18 h · Editado
Manage
Nhecuta Phambany Khossa
Nhecuta Phambany Khossa Conta se aos dedos os imperadores ao nível mundial que governaram sem a mão de ferro. Há vários exemplos na Europa, África e Ásia.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 18 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Eu não conheço nenhum, Nhecuta Phambany Khossa
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 18 h
Manage
Dino Foi
Dino Foi "Leão de Gaza"! Espero que os gazenses o entronizem, para mim era mais um dos nossos irmãos que a bem ou a mal tentavam manter a sua hegemonia e não exatamente combater o jugo colonial para se ter um Mocambique uno e indivisível.
MACHEL bombardeou arrozais ma ZAMBEZIA, ficou muito tempo sem querer falar com os bandidos armados mas, eu o respeito como herói! Ngungunhana nao.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 18 h
Manage
Luís Loforte
Luís Loforte O conceito de escravo é variável, Muthisse, mas sempre com um denominador comum: haver gente que faz o que não quer e por obrigação, pior, na base da violência. Gungunhana tinha magotes de gente violentada e fazendo o que não queriam, logo, escravos. O meu bisavô materno, contava o meu avô, foi escravo de Gungunhana, servindo como carregador de mantimentos nas longas deslocações, amarrado e sob chicote. E isto para não falar das inúmeras escravas sexuais que ele foi arregimentando. Não está em causa compará-lo a outros déspotas, mas sim constatar e reconhecer um facto histórico. Na sociedade das Missões, em Lausane, Suíça, há muita informação sobre o lastro esclavagista de Gungunhana e que me pareceu escrita por pessoas que o faziam apenas no interesse histórico. Sempre que vou passo horas a ler muita informação sobre nós. O álcool parece também ter sido o grande inimigo de Gungunhana!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 18 h · Editado
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo claro que não, Gabriel, mas isso ajuda a contextualizar os méritos de ngungunyan. são muito poucos. quando foi testado (pelos portugueses) revelou-se o líder fraco que era. armas e apoio (dos ingleses) tinha. não soube capitalizar isso porque vivia no estupor da bebedeira. o império de gaza foi um empreendimento colonial tal e qual os portugueses com a agravante de que era apenas rapinoso. não trouxe nenhum progresso, nada, só matanças. mzilikaze em bulawayo foi mais progressivo do que soshangan...
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
4
· 18 h
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo Nhecuta Phambany Khossa , ninguém é obrigado a celebrar a "heroicidade" dum déspota só porque todos são assim. não percebo a que propósito vem esta discussão. não há nada em ngungunyan que faça dele herói, nem mesmo dentro da lógica dos impérios que se constroem assim. o presidente insultou muita gente com este discurso mal informado. eu cresci num meio em que ninguém dizia nada de positivo sobre esse desgraçado. só havia escárnio.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 18 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Dino Foi, só um reparo: "Gaza" de Gungunhane não corresponde à província de Gaza. Incluía partes de Maputo, de Gaza, de Manica, de Sofala e, provavelmente, do Zimbabwe. Não tem de ser entronizado pelos gazenses, sobretudo se esse termo se confinar aos habitantes da actual província de Gaza.

Nem Gungunhane, nem Makombe, nem Mutaka tinham como lutar por um Moçambique uno e indivisível. Isso não existia no tempo deles. Gungunhane, especificamente, lutava pelo território que, grosso modo, ia do Incomati ao Zambeze
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 18 h
Manage
Luís Loforte
Luís Loforte Concordo plenamente com o Dr. Macamo, em particular no facto mais do que comprovado de Gungunhana "vivia no estupor da bebedeira". Li em Lausane que Gungunhana chegou a ter um médico pessoal suíço e que passou a vida a dissuadi-lo de todas as maneiras para que ele deixasse de beber, que isso estava a ser o grande óbice dos seus intentos.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 18 h
Manage
Dino Foi
Dino Foi Gabriel Muthisse : dou te créditos aí Mais Velho, às tantas peguei o exemplo errado. O fundo do meu argumento tem a ver com erros cometidos e mesmo assim vermos frutos.
No caso do Leao de Gaza vou precisar de ser empurrado.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 18 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Elisio Macamo, praticamente nenhum potentado local resistiu às armas europeias. Os poucos que conservaram seus territórios eram protectorados britânicos (Swazilandia, Lesoto e outros). Gungunhane resistiu até onde pôde, recusando, durante muito tempo, entregar os seus aliados rongas.

Elisio, qualquer um que reina 10 anos, quando é deposto, os apupos não faltam. Gente que era ovacionada poucos meses antes, até com sinceridade, quando depostos é o que se conhece. A nossa história nacional, e mesmo a universal, ensinam como terminaram (ou saíram) todos os que lograram chegar aos 10 anos. De rastos! Sem qualquer excepção.

Não é a derrota ou os apupos que definem um herói
GostoMostrar mais reações
· Responder · 18 h
Manage
Dino Foi
Dino Foi Gabriel Muthisse : sim por isso o meu "Leao de Gaza".
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 18 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Sobre a bebedeira, há testemunhos em como isso não o impedia de discutir assuntos de Estado com argúcia e habilidade.

Aliás, li testemunho inquestionável segundo o qual, o Marechal excedia-se neste aspecto, nos seus últimos anos de vida. A sua heroici
dade é posta em causa por isto?

É por isso, amigos, que eu digo que os únicos heróis que hão-de nos restar, são os heróis dos outros (que também eram déspotas e bêbados)
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 18 h · Editado
Manage
Luís Loforte
Luís Loforte Gabriel Muthisse, eu ainda mantenho o Eduardo Mondlane como o meu herói preferido, e não é de "outros".
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 18 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Ya, Mais Velho Luís Loforte. Vai, todavia, ler o livro do meu compadre Barnabe Ncomo. Has-de descobrir um Mondlane tribalista. E outras coisas que o desqualificariam como herói, se estivermos a procura de santos
GostoMostrar mais reações
· Responder · 18 h
Manage
Luís Loforte
Luís Loforte Gabriel Muthisse, li tudo isso e, surpreendido, porque a pedido do Nkomo fui eu a fazer a revisão do seu livro, marquei um encontro com o autor para lhe manifestar a minha estranheza. Lembro-me de lhe recordar a complexa história da FRELIMO nos anos em que teve o Dr. Mondlane à cabeça. A minha tese era e é que Mondlane teve que conviver estrategicamente com o tribalismo exacerbado de muitos changanes na esperança de eles, com o tempo, mudarem de postura. Não sei se sabe que Mondlane nunca desejou um fim rápido da guerra, ou que ele esteve prestes a abandonar a FRELIMO, certamente farto de gente tribalista e com ideias retrógradas. Segundo Janete, sua esposa, foi ela a persuadí-lo a ficar, desfazendo as malas por algumas vezes. A história da FRELIMO é mais clomplexa do que pensamos. "A vito la munhu la yila", razão por que não devemos falar aqui de nomes, embora possamos, com um pouco de exercício mental, saber de quem falamos. Estando ou tendo sido posto fora do "barco", era difícil encontrar alguém que não olhasse para Mondlane como um tribalista, ou pelo menos como um homem com eles feito. E voltando ao livro do Bernabé, acho que ele escreveu-o começando pelo epílogo, quer dizer, sabia o que perseguia. Para mim, o livro do meu amigo Nkomo é um manifesto político, e devo confessar que marcou uma época. Fiz-me perceber, Muthisse?
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 17 h · Editado
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Luís Loforte, se houve tribalismo na FRELIMO não me parece que se possa circunscrever a um único grupo étnico. O próprio livro de Nkomo traz exemplos de tribalismo praticado por outros grupos.

Mas não quero discutir isto aqui
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 17 h
Manage
Luís Loforte
Luís Loforte Aceito, mas falo apenas dos grupos mais influentes: ndaus e changanes. Aliás, grandes problemas de Moçambique são daí derivados. Ou não acha?
GostoMostrar mais reações
· Responder · 17 h · Editado
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Os dois grupos vinham das duas mais importantes metrópoles de Moçambique. Nada estranho. E com elevados níveis de iniciação política nas associações, nas igrejas protestantes, na África do Sul e na Rodesia. Tudo isso contou
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
4
· 17 h
Manage
Luís Loforte
Luís Loforte Exactamente! É como não esperar que em Xai-Xai (antiga Vila-Nova de Gaza) imperem pessoas que não sejam de Manjacaze e Chibuto!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 17 h
Manage
Dércio Donaldo Mariote
Dércio Donaldo Mariote Nesta ordem de ideias, o nosso Pai da Democracia é/pode ser um herói...
GostoMostrar mais reações
· Responder · 16 h
Manage
Luis Mucave
Luis Mucave Sinto que o meu amigo e conterrâneo Elísio Macamo e o mais velho não estã a dar qualidade ao debate.
Sei do anti Samorismo primário do Elísio e falamos disso no último sábado.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
4
· 16 h
Manage
Luis Mucave
Luis Mucave O mais velho,digo,Luís Loforte.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 16 h
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo futseka, lulu.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 5 h
Manage
Eusébio A. P. Gwembe
Eusébio A. P. Gwembe Chamar desposta, cruel, alguém que foi capaz de proibir a escravatura no seu reino, alguém que naquele seculo XIX ja tinha nocao de direitos humanos, com a visao do homem do seculo XIX é facil.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 2 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Pois, Eusébio A. P. Gwembe. Muitos desconhecem o impulso civilizacional que os Nguni trouxeram para estas paragens. Para além da proibição do tráfico negreiro, eles proibiram muitas outras coisas. Muitos dos povos que foram subjugados pelos Nguni matavam os filhos albinos e aleijados. Os Nguni proibiram isso. Proibiram, também a justiça pelas próprias mãos. Estes foram avanços covilizacionais de grande alcance. Deram um sentido mais largo à dignidade humana. Muitos cientistas sociais deveriam estudar melhor o mapeamento dos linchamentos ao nível nacional
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 1 h · Editado
Manage
Josina Malique
Josina Malique Gabriel Muthisse Clerigos inclusos? LOL
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 1 h
Manage
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Mz como tal nao existia..
GostoMostrar mais reações
· Responder · 35 min
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo Eusébio A. P. Gwembe, está ser sério? ngungunyan defendeu os direitos humanos? come on! que escravatura ele proibiu se ele próprio a praticava? francamente.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 28 min
Manage
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Tipo Churchill.. outro criminal
GostoMostrar mais reações
· Responder · 19 min
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo sabes, Lyndo, a mim diz muito pouco o argumento segundo o qual churchill, lincoln, etc. teriam sido também maus. não tenho absolutamente nada contra esse argumento. não vejo nenhum problema em incluir essas pessoas no grupo dos vilões da história se houver matéria para tal. o que não aceito é descrever déspotas como gadafi, castro e samora como heróis só porque churchil e lincoln também cometeram crimes. se eles cometeram crimes, estão também sujeitos à mesma crítica.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 14 min
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane So e so os bombardeios de dresdem teriam lhe valido ao churchil um conselho de guerra, numa so noita mais de 50.000 alemaes civis e inocentes mortos numa cidade q nao tinha valor estrategico.. so por isso merecia um tribunal prof... foi criminal, nao havia, necessidade, nao falarei de hamburgo, ou outras cidades q bombardeiaram por prazer..
GostoMostrar mais reações
· Responder · 6 min
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Castro e khadafi, incluso khadafi ate nao tenho problema.em incluir lhe como criminal, mas uma coisa é isso, outra é como esta libia hoje q ate organizaçoes neonazis alugam.barcos para ir patrulhar a costa libia, aquilo foi um desastre, nao foi pragmat...Ver mais
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 min
Luís Loforte
Luís Loforte E para celebrarem um homem que, além de déspota era analfabeto, deram o nome de Gungunhana à Escola Secundária de Lichinga. Uma aberração!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 18 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Analfabetos eram muitos celebrados heróis da humanidade, Mais Velho Luís Loforte
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
4
· 18 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Elisio Macamo, para a FRELIMO, Gungunhane foi sempre herói. Uma das bases mais importantes da guerrilha, durante a luta de libertação nacional se chamava Base Gungunhane. Creio que se situava na província do Niassa
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 18 h
Manage
Noe Nhancale
Noe Nhancale Concordo com o mais velho Gabriel Muthisse, por este andar nunca teremos herois, vamos sempre celebrar os herois dos outros.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 7 h
Manage
Nhecuta Phambany Khossa
Nhecuta Phambany Khossa Na África do Sul Txaka Zulu é herói, mas governou com a mão de ferro. Júlio César, Alexandre o grande, Carlos V, os faraóis, a dinastia Ming, Luis XIV, são heróis em seus paises, mas governaram também com a mão de ferro.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 7 h
Manage
Josina Malique
Josina Malique Kikikiki. Hitler e Staline sao igualmente herois. Estamos a procura de que? Santos? Joana D'Arc eh "heroina, suponho eu. Mas mandou cortar testiculos de muitos homens.. li algures...
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 5 h
Manage
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Kikik Josina Malique., essa de joana d arco..kkk tsc...kkk hitler nao é heroi, o camarada stalin sin embora nao oficialmente, um recente sodeio lhe situou como o personajem mais importante da russia ou uniao sovietica, a frente de putin e lenin q vai terceiro
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 47 min · Editado
Manage
Josina Malique
Josina Malique Sao herois sim. Inclusive o Putin! E isso tem aver como prisma a partir do qual analisamos a questao.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 30 min
Manage
Josina Malique
Josina Malique Lyndo, um dia vais me confidenciar que os lideres da ETA reclama o titulo de herois. E se nao o reclamarem pode ser que a historia ou um historiador assim os retrate.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 29 min
Manage
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Putin podera naobter corte democratico, mas ha algo que fez e com exito, levantou a autoestima dos russos q andava muito baixo, graçs a putin, russia ja se tem q escutar quando diz algo, coisa q nos tempos de yeltsin nao era possivel.. se estivesse putin a nivel de hoje aquilo de deamembrar um estado e fazer referendum como em kosovo, nao teria sido possivel.. e muitas arbitrariedades q hoje ja nao se podem cometer.. ai onde putin ganha pontos.. fwz voltar russia a sua pptencia se bwm q nao como antes, nas esta proximo, graças a ele, siria nao sera libia.. so por isso é motivo de celebraçao..
GostoMostrar mais reações
· Responder · 26 min
Manage
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Kakakak. ETA.. até q eu entendia sua reivindicaçoes, veja Josina Malique, que ETA, nao era renamo, a renamo foi criminal q merecia um tribunal especial, e nao é o caso de ETA, q incluso antes de algum atentado, avisava a policia.. sempre avisou, excepto quando o atentado era contra um politico em concreto ou um policia.. nos demais caso, chamava antes ao 112, para dizer onde estava a bomba e quanto tempo faltava para explodir.. era outra coisa aquilo
GostoMostrar mais reações
· Responder · 11 min · Editado
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo essa não conhecia, Gabriel. acho, contudo, estranho que em maputo não haja rua ou avenida ngungunyan, só magiguan... lembro-me de várias sessões de estudo político em que ngungunyan foi representado como o mau da fita, aquele que nos dividiu, etc.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 5 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Mas, como Luís Loforte disse, a escola secundária mais importante do Niassa, na altura, recebeu o nome de Gungunhane. E creio haver una rua, em Lichinga, com esse nome.

Repara, Elisio Macamo, que Manyanga é um herói importante da FRELIMO. Mas não existe, no Maputo, uma rua com o seu nome. Para além da Liceu que se chamou, antes, António Enes
GostoMostrar mais reações
· Responder · 5 h
Manage
Josina Malique
Josina Malique Instituto Industrial e Comercial de Lichinga AKA "Ngungunhane, rebaptizado em 1976. Tinha nome de um militar portugues.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 5 h
Manage
Josina Malique
Josina Malique Conseiderada martir e heroina pela Patria e pela Fe, foi canonizada pelo Papa Bento XV. Na verdade chamam0lhe heroina Francesa e Santa da Igreja catolica, a Santa padroeira da Franca. Entretanto, para Shakespere ela era uma bruxa. Foi morta aos 19 anos. E a historiografia sobre ela e muito esparsa. Tio Elisio Macamo, serviria este pequeno caso como analogia dos processos de definicao/criacao de herois?
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 4 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse De certeza, te referes a Joana D'Arc, Josina Malique... biografia interessante a dessa personagem. Elisio Macamo, Luís Loforte e outros amigos deveriam ler a biografia desta SANTA
GostoMostrar mais reações
· Responder · 4 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Santos e heróis nós os proclamados conhecendo os seus defeitos
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 4 h
Manage
Josina Malique
Josina Malique Gabriel Muthisse precisamente! Eu tapo os ouvidos quanto a tudo de pouco catolico que se diz o Presidente Samora. A grandeza dele reside nos seus mais emblematicos feitos. E as suas palavras e visao sao quase que profeticamente validos ate hoje. Nao prciso que seja Santo para aceita-lo como meu heroi. Ainda que algumas coisas nos causem dor, elas devem ser entendidas apenas nsquele contexto.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 4 h
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo bom, vamos clarificar uma coisa: para mim o herói não é aquele que é considerado por todos como herói. nesse sentido, pouco me importa o que se diz sobre fulano e beltrano. importa como foi a sua conduta e o que ela representa para os valores democráticos que defendo. sobre o desgraçado lá de majacaze, dou a mão a torcer. não sabia da existência dessa nomenclatura em niassa. continuo, porém, a achar sintomático que em maputo ele não tenha merecido menção e que só magiguan tenha sido relevado. não me parece acidental. até 1982 não se falava deste fulano. quando se falava, como o fez a revista tempo na sua edição número 413 de 3 de setembro de 1978 era para o criticar como, cito, "chefe feudal, como rei que oprimiu o seu povo... tinha escravos e impunha ritos religiosos desumanos e cruéis". a sua heroizição começa com a recrudescimento da guerra, sobretudo em gaza, no início da década de oitenta, como resposta ao recurso que a renamo faz à tradição e culmina com o panfleto da frelimo de 1985 que celebra os dez anos de independência. na verdade, essa heroizição é feita através da inscrição de moçambique na história portuguesa, pois a ideia de ngungunyan como herói encaixava perfeitamente na glorificação dos feitos portugueses, algo que passou completamente despercebido à frelimo. o médico suíço liengme que privou durante anos com ngungunyan (e que foi expulso pelos portugueses por causa disso) tem uma visão completamente diferente dessa figura que herdou e deu de bandeja um império tão colonial quanto foi o português em moçambique. não sei se o livro de ungulani ba ka khosa, "ualalapi" teria tido tanta força quanto teve se não tivesse sido uma crítica contundente a esta glorificação insensata (e típica de samora machel que cada vez mais via o seu carisma comprometido pelos problemas que não conseguia resolver).
GostoMostrar mais reações
· Responder · 2 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Porque colonial, Elisio Macamo? Porque vinha de fora das fronteiras de "Moçambique"? Essa entidade, Moçambique, existia nessa altura?

Sabes que a origem dos Mondlane é o Vale do Limpopo? E que foram empurrando os Macuacua e outros mais a norte, expand
indo desse modo o seu império ou Reino? Sabes que chegaram a dominar povos que falavam outras línguas, incluindo o Chope e o Xitswa, lá para Panda Mudjekene? Então, nessa tua lógica, os Mondlane são colonialistas em Mandlakaze?

Conheces algum fundador de reino/império que não possa ser considerado "colonialista" (em França, na Rússia, no Egipto, no Monomotapa, na Alemanha ou na Suíça)?

Ngungunhane era tão colonialista como Alexandre Magno, como Dario, como Aníbal, como Júlio César, como Viriato ou como qualquer outro desses heróis que estudamos na História Universal.

A democracia não pode ser um grande critério para a heroicidade. Ela, como a conhecemos hoje, é tão recente, tem menos de um século. E, nessa perspectiva, 90% dos heróis que a história regista teriam de ser descartados.

Muitos dos filósofos que algumas vezes citas, de forma "aprovativa", eram tudo menos democratas. Abraço
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 2 h · Editado
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo hmmm, os filósofos que cito não são heróis, Gabriel. segundo, se levas a discussão ao ponto de sugerir que tudo foi colonial, então, chamar ao regime português de colonial também não faz sentido. foi tudo menos colonial porque isso acontece em todo o lado. isso não pode ser o que queres dizer. mas a questão colonial impõe-se neste caso, pois ngungunyan não ofereceu resistência anti-colonial contra os portugueses; defendeu o seu poder sobre os povos da região. e isso, a frelimo reconheceu muito bem até 1982, 83.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 2 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse É isso que disputo, Elisio. Ngungunhane resistiu. A história regista batalhas em que se envolveu, com os portugueses. Perdeu muitos homens, tanto pelas armas portuguesas, quanto pela fome. Finalmente, foi traído e abandonado, circunstância em que foi agarrado à mão pelos homens do Coronel Galhardo e de Mouzinho de Albuquerque
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h · Editado
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse E, como te disse, Gungunhane foi sempre tido pela FRELIMO como um dos símbolos da resistência.

Não podes estar a tomar a sério a descrição "comunista" que dele faz a "Tempo". Havia, na altura, algum soberano que, pelos critérios comunistas, não pudesse ser descrito como explorador do povo?
GostoMostrar mais reações
· Responder · 2 h
Manage
Josina Malique
Josina Malique Elisio Macamo Algum dia destes teremos de fazer a distrinca entre os seus valores democraticos e a nossa (na verdade mais minha) exaltacao da independencia e processo de construcao de algum tipo de democracia. Os nossos herois vem desta narrativa emancipatoria. Aguardamos ansiosamente pela descoberta de herois da democracia. Ha factos que apenas sao uma interrupcao desse epopeica exaltacao...
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 2 h · Editado
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo desculpa-me, estava a atender alguém. tenho que tomar a sério essa descrição da tempo porque ela corresponde à política daquela altura. ou então não faz sentido falar de "frelimo". se me dizes que há "frelimos" diferentes, aceito, não compete a mim decidir isso. agora, quanto a ngungunyan ter resistido, essa é justamente a questão. resistiu a quê se, para pegar o teu argumento levado aos extremos, não se pode falar de "regime colonial"? se falarmos de regime colonial (português) temos que falar do regime colonial (zulu/nguni) e aí não faz sentido falar de resistência anti-colonial. ngungunyan defendeu o seu regime. os que se juntaram aos portugueses para lutar contra o seu domínio foram traidores? traidores de quê se moçambique não existia? quanto à sua combatividade, estamos a falar dum indivíduo diferente. esse medroso foi capturado sem nenhum esforço pelos portugueses. devias ler o relato do dr. liengme, o médico suíço que esteve com ele até ao fim. vou procurar e mandar-te isso. li há mais de vinte anos e não tenho os detalhes presentes.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Elisio Macamo, eu te perguntei porque consideras os Ngunis colonialistas. Não me deste uma resposta consistente
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo simples: porque eram zulus que subjugaram outros povos. igualzinho aos portugueses, mas mais brutais e menos interessados na melhoria das condições de vida dos autóctones. conheces alguma coisa digna de realce que eles construíram na nossa região? ou por todo o lado por onde andaram?
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse E eu te perguntei se os fundadores da França moderna eram também colonialistas. Subjugaram povos e impuseram o francês sobre populações que falavam outras e diversas línguas. Levar o termo "colonialista" para o extremo a que tu o levas é um pouco demagógico. No caso dos ngunis, no caso dos gauleses, no caso dos germanos... estamos a falar de expansão sobre territórios contíguos, processo que foi universal e que esteve na origem de praticamente todas as nações. Aí, dificilmente se fala de colonialismo. Fala -se de fundação ou construção de nações, de reinos, de impérios. Em que todos têm direitos de progredir. Lembra-te que Maguiguane, o comandante supremo, não era Nguni, era Shangana. Isso mostra o esforço de construção de uma nação. Não há postos a que não possam aceder os povos "conquistados".

Não foi assim com os portugueses em África. Eles comportaram-se, até ao fim, como colonizadores. O máximo a que um AFRICANO podia aspirar era ser continuo ou professor primário. Em "500 anos" só produziram aqui um único Capitão. O Capitão Jeremias. Os Nguni, em duas gerações, produziram Generais, Conselheiros, Ministros e homens da corte, Shanganas e Ndaus. Isso não te diz nada?
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 56 min · Editado
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse O que construíram? Talvez não tenham deixado edifícios e monumentos físicos. Mas trouxeram novos valores de dignidade humana. Foram os Nguni que proibiram o tráfico negreiro na nossa região, Elisio Macamo. Foram os Nguni que proibiram que filhos albinos e aleijados fossem massacrados. Foram os Nguni que proibiram justiça pelas próprias mãos. Isso é pouco?!
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 52 min
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo três pontos. primeiro, parece-me algo arbitrário restringir a colonização ao além mar. na europa não se faz isso. aqui fala-se da colonização romana, da colonização austríaca de muitas "nações" europeias. não há diferença entre o colonialismo português e o colonialismo nguni. estamos a falar de colonialismo. segundo, há sempre excepções à regra. creio que estás a romantizar a capacidade integrativa do império nguni. eu e os teus antepassados éramos "mabuyandhlela" naquele regime, mas é claro que houve uma e outra excepção, tal como elas existiram no regime colonial português e noutros. não houve nenhum esforço de construção de nação naquele tempo. houve a imposição dum regime violento sobre populações indefesas. que o digam os machopes, esses sim, que resistiram. terceiro, e a tempo de responder à última interpelação, francamente, Gabriel, só faz sentido falar de proibição de alguma coisa como algo positivo depois de discutir porque isso foi feito. esse comércio fazia concorrência à escravatura que eles próprios praticavam. e não te esqueças que se hoje existem tsongas na áfrica do sul é porque essa gente fugiu do terror dos construtores dessa tal nação. não precisas de embelezar este horrível império para defenderes a heroicidade não existente de ngungunyan. mais uma vez, o que é que esse império fez de positivo? nada. mas nada mesmo.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 48 min
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo nem mesmo os historiadores mais simpáticos a ngungunyan, tipo vilhena e, no limite, pélissier e liesegang encontram algo digno de menção no reinado desse fulano.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 42 min
Manage
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Gabriel Muthisse és uma biblioteca amigo
GostoMostrar mais reações
· Responder · 34 min
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Elisio Macamo, a quem os Nguni escravizaram? Reveja os factos históricos e concluirá que grande parte dos Shanganas que foram à actual Gazankulo não fugiram dos Nguni. Grande parte emigrou após a derrota e captura de Ngungunhana. Sucedeu até que alguns dos régulos lá eram Numayos, da linhagem do deposto e capturado imperador.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 28 min
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse A economia Nguni não se reproduzia a partir do trabalho escravo. Isso não é verdade
GostoMostrar mais reações
· Responder · 27 min
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo os nguni escravizaram os autóctones. eles viviam da predação como a renamo viveu nos anos da guerra dos 16 anos. quando ngungunyan aceitou se submeter à autoridade portuguesa (e ficou com o título de capitão) um dos pontos que ele teve que engolir foi justamente não "maltratar" os vários grupos étnicos que compunham as populações autóctones. o seu fim não veio como acto de resistência. foi porque dois chefes autóctones, matibejuana e mahazul se revoltaram contra os portugueses e na luta que se seguiu se refugiaram junto de ngungunyan que ele foi atacado e vencido sem nenhuma dificuldade pelos portugueses. os nguni não tinham nenhuma economia. eram "bandidos armados".
GostoMostrar mais reações
· Responder · 22 min
Manage
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Só podemos concordar em discordar. E veja a minha discussão ultrapassa Gungunhana. É sobre a nossa atitude sobre os "heróis" africanos. Enganos todos, sob os mais diversos pretextos. Nenhum deles é aceite. Seja Ngungunhane, seja Mondlane, seja Samora, seja Chissano, seja Marcelino, seja Guebuza... negamos estoicamente todos!!!!!!

O nosso destino é admirarmos os heróis dos outros. Alguns dos quais foram piores, moralmente e eticamente, que os nossos que abjuramos.

Desde ontem perguntei: qual é o herói moçambicano que aceitamos? Ko zwinnnn!!!!

Abraços a todos
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 10 min
Manage
Elisio Macamo
Elisio Macamo hum, Gabriel, agora estás a exagerar. para mim nunca se tratou de aceitar ou negar heróis africanos. não é nessas categorias que penso. mondlane foi para mim um grande herói pelo que ele representou. não sei que opinião teria tido dele se ele tivesse sobrevivido a luta. se ele se tivesse comportado como samora machel se comportou teria perdido o meu respeito. admiro mandela pelo que ele representou. admiro martin luther king. admiro políticos como olof palme da suécia. admiro todos aqueles que defenderam a dignidade humana nas suas acções e palavras. não tenho nenhum respeito por quem não respeitou a vida humana. essas são as categorias em que penso. e se queres saber mais, samora (apesar de não ser herói para mim) merece muito mais respeito do que aquele desgraçado de manjacaze. ele pelo menos construiu alguma coisa. ngungunyan não soube manter aquilo que lhe foi servido de bandeja.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 min
Yaqub Sibindy
7 h ·

DUAS ALAS NASCEM NO SEIO DA FRELIMO:
DIREITA, porta voz Alexandre Chivale! ESQUERDA, porta voz Deputado Caifanine!
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Mulopwana Murrom'pwe
Mulopwana Murrom'pwe "Caifadine" Caifadine Manasse
GostoMostrar mais reações
· Responder · 7 h
Manage
Eliazar Baltazar Manganhela
Eliazar Baltazar Manganhela Mais uma mentira esses são putos para criarem Alas.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 7 h
Manage
Elson Cuna
Elson Cuna Não é criarem alas, elas jà existem para quem quer ver, talvez esses "miúdos" seja para servir de porta voz, quando os idealistas estão por de tràs
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 6 h
Manage
Buanamade Lupagire
Buanamade Lupagire Nao precisa ser adulto para criar alas, qualquer tipo de grupo existe alas seja numa equipe de futebol, sala de aulas, etc., e isso eh de menos o mais importante eh coesao do grupo para o alcance dos seus objectivos e caso contrario isso torna-se num problema.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 3 h
Manage
Navalha Agnaldo Navalha
Navalha Agnaldo Navalha Ja estão criadas
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 7 h
Manage
Antolinho André
Antolinho André As duas alas estão toruturar a sua cabeça. Vai contando com essa ala. Frelimo é será sempre una. Todos os que saem da Frelimo não se identificam com a Frelimo por isso não é possível formarem uma ala credível que se pode identificar com a Frelimo porque da Frelimo não terá. Será composta de bandos de oportunistas e ambiciosos.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 7 h · Editado
Manage
Elson Cuna
Elson Cuna Isto està a começar a animar! "Xtou xkonfiar ki mundu xta dizabari"
GostoMostrar mais reações
· Responder · 6 h
Manage
Yaqub Sibindy
Yaqub Sibindy JOGOS DE INTERESSES PARIU DUAS ALAS NO SEIO DO PARTIDÃO:

1 - ALA DA DIREITA, de Armando Guebuza, defende à legalização das dívidas secretas e a suspensão de todos processos criminais abertos em torno das dívidas escandalosas!

Essa ala tem apoio de uma minoria esmagadora no seio da nova burguesia capitalista, capitalizada à partir das dívidas secretas!

2 - ALA DA ESQUERDA, liderada por Filipe Jacinto Nyusi que procura se livrar discretamente das dívidas secretas, abrindo às portas para à justiça actuar contra os responsáveis das dividas ilegais! Essa ala tem apoio da maioria dos membros da Frelimo e do povo moçambicano em geral, principalmente os que não acham justo obrigar o povo à pagar as dívidas privadas!

O campo da principal batalha entre às duas alas será no salão do próximo XI CONGRESSO da Frelimo, onde se espera à vitória ou derrota do Nyusi!

Nyusi vai sair à ganhar se conseguir o apoio do Congresso para recandidatar nas próximas eleições!

A ala do Guebuza, poderá sair à ganhar se conseguir encurtar o mandato do Nyusi, para não concorrer ao segundo mandato, pois à "direita da Frelimo" vai apostar num candidato da sua alta confiança para inviabilizar todos os processos de investigação criminal sobre as dívidas secretas e legalizar definitivamente o pagamento dessas dívidas pelo Estado!

Se a "direita da Frelimo" ganhar, diálogo com Dlhakama vai voltar para estaca zero, colocando de novo em marcha o plano de savimbinizar à democracia moçambicana ao estilo de Angola!

À batata quente está nas mãos do povo!

Pretende ser governado pela ala da direita ou pela ala da esquerda da Frelimo?
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
3
· 6 h
Manage
Elson Cuna
Elson Cuna Isso de a Frelimo é una, é canção que a muito não se dança, só é dito para não mediatizar o que jà não precisa de lupa para ver e que cà fora do "partidão" é lhe feito coro por gente com o objectivo que só eles conhecem e outra que nem sabe porquê o faz
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 6 h
Manage
Munguambe Nietzsche
GostoMostrar mais reações
· Responder · 6 h
Manage
Sérgio Angelo Zameia Zameia
Sérgio Angelo Zameia Zameia politica anima pa.
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 5 h
Manage
Xavier Jossias Tualufo
Xavier Jossias Tualufo Que se mordam até ficar ossos
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 4 h
Manage
Fahed Sacoor
Fahed Sacoor quer dizer que nas proximas eleicoes teremos Frelimo contra Frelimo...
Negro Africano a sentir-se surpreendido.
2 h ·
Para quem assistiu ontem o programa "Linha Aberta" da STV, certamente ficou bastante surpreendido com o Sr na imagem. É que desde a nossa independência nacional foi a primeira vez que vi membros do mesmo Partido Político, num debate televisivo, completamente DESALINHADOS. O Sr na imagem é membro do Partido no Poder, mas mesmo assim lancou duras críticas à governação do PR Nyusi. Até parecia uma outra pessoa.
Há quem diga que anda "frustrado" alegadamente porque não consta do grupo de assessores do PR Nyusi. Até pode ser verdade, mas sem dúvidas que a oposição agradeceu bastante por ter visto membros do mesmo partido lavando "roupa suja" em rede nacional.
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Jossias Six
Jossias Six Quando passa repetição por favor
Eliminar
Binesio De Fernandes
Binesio De Fernandes Passou hoje as 4h.
Eliminar
Batista Cole
Batista Cole A disciplina partidária foi posta a parte. O homem encurralou outro camarada kkk
Eliminar
Neves Nhavene
Neves Nhavene O homem na imagem foi dito para escrever para o partido apresentar sua insatisfação kkkkkkk
Eliminar
Ricardo Ferreira
Ricardo Ferreira É o descontentamento interno
Eliminar
Jorge Fumo
Jorge Fumo Não creio, é tempo de sermos realistas, deixar de embelezar os relatórios, virmos a realidade.
Eliminar
Joaquim Joao Correia
Joaquim Joao Correia Estao abrindo os olhos...e esse ai.ja nao come alguns dolares
Eliminar
Velemo Massingue
Velemo Massingue Este ja deve estar na lista negra do partido kikikikikiki. Corajoso ele
Eliminar
Helder Saveca
Helder Saveca Assisti aquela peça teatral mal encenada, não se deixem enganar aquilo foi uma encenação teatral irmão
Eliminar
Sergio Baloi Sergio
Sergio Baloi Sergio A frelimo estas nos carris da divisão
Eliminar
Visnu Zitha
Visnu Zitha Autentica marionete esse... Não é preciso muito esforço para perceber que há uma agenda clara a cumprir.
Eliminar
Jorge Fumo
Jorge Fumo Porque deve embelezar, disse à realidade, o que ele vê.
Eliminar
Neves Nhavene
Neves Nhavene E só hoje é que ele vê isso ? O engraçado foi lhe ouvir a desmentir que o Nyusi herdou um governo falido.
Eliminar
Hamilton Mangoba
Hamilton Mangoba Alexandre Chivale não é o tal embaixador de Moçambique na Zambia?

Também acompanhei o debate ontem e fiquei sem saber...
Eliminar
Rafik Abdala
Rafik Abdala Até agora estou estupefato
Eliminar
Julio Lilito Boene
Julio Lilito Boene Este sr, salvo erro, é advogado do AEG. O resto façam as vossas análises. Não disse nada, nem estou a insinuar nada.
Eliminar
Neves Nhavene
Neves Nhavene Mas eu digo que ele estava em defesa do seu cliente Ntsém......
Eliminar
Emilio Francisco Chauque
Emilio Francisco Chauque Subscrevo o comentário de Júlio Boene.
Eliminar
Ricardino Jorge Ricardo
Ricardino Jorge Ricardo Para além de advogado, não deve ser também afilhado???
Binesio De Fernandes
Binesio De Fernandes Eu apanhei sono por causa daquele senhor que estava de camisa sem casaco.

Ele andava a dizer sua excelência presidente da República Filipe Jacinto.


Toda hora então acabei dormindo.
Eliminar
Taquidir Jamal Biassula
Taquidir Jamal Biassula Kkkkkkkkk
Afinal não fui sozinha que apanhei sono
Eliminar
Erasmo Manuel
Erasmo Manuel Kakakkaka epha
Eliminar
Alfredo D. Baltazar
Alfredo D. Baltazar Dizem que ele foi substituido por EV na assessoria ao PR. Por isso não anda moralmente bem.
Eliminar
Renato Tomas Muelega
Renato Tomas Muelega Afinal EV Já está a comer??? Então justifica-se o actualizar comportamento dele vive bajulando PR e sempre a atacar o MDM!
Eliminar
Alfredo D. Baltazar
Alfredo D. Baltazar Li num jornal da praça, em que o apontavam como assessor do Celso Correia. Parece que subiu ao degrão maximo...
Eliminar
Renato Tomas Muelega
Renato Tomas Muelega O homem vendeu a sua alma ao diabo
Eliminar
Rogério Supinho
Rogério Supinho Vi e fiquei estupefacto, Chivale surpreendeu a muitos.
Eliminar
Ergimino Mucale
Ergimino Mucale Perdi essa lavagem pública de roupa suja.
Eliminar
António Cipriano Gonçalves
António Cipriano Gonçalves Eu gosto de Gramsci quando fala de revolução passiva e de transformismo: artifício das elites em criar uma grande expectativa nas maiorias sociais de que algo vai mudar, enquanto elas as elites se reorganizam para tomar novas posições. No fim, a diferença é igual. Como andei a ler esse neomarxista de quem sou fã, prefiro a vigilância epistemológica, Negro Africano!
Eliminar
Jorge Fumo
Jorge Fumo Chega de aplaudir coisas que vemos de errado, dizer que está bom enquanto não está, nunca daremos passos a frente. O presidente precisa de ouvir as verdades para melhor condução do país, é o exemplo do Chivale deu crítica ao seu "chefe ". Não tem nada a ver com insatisfação.
Eliminar
Sergio Baloi Sergio
Sergio Baloi Sergio Hum Jorge higay nhima nhana wena
Eliminar
Manuel Cardoso
Manuel Cardoso Telefona teu padrinho Lara transferir, pagar
Eliminar
Francisco Mate
Victorino Simba
Victorino Simba Isso é oque o povo quer nao membros orgânicos. Negro Africano .
Eliminar
Francisco Pacheco Chigogoro
Francisco Pacheco Chigogoro Ja e bom ver e ouvir pessoas dignas de consciencia.;sem lambebotismo falam a verdade
Eliminar
Amade Chande
Amade Chande Possivelmente ele ainda nao leu o Estatuto do Partido
Eliminar
Socrates Mayer
Socrates Mayer Alinho com o Cipriano é revolução passiva para distrair às massas
Eliminar
Jose Eduardo
Jose Eduardo Eu desisto: se elogia é lambebotista. Se critica é frustrado. Se nao faz nenhuma das duas é cobarde. Se calhar o que esta errado sao os principios partidarios que proibem o militante de ter opiniao propria e ate de pensar.
Eliminar
Ergimino Mucale
Ergimino Mucale Pode ser que este PR não goste de aduladores.
Eliminar
Circle Langa
Circle Langa Negro Africano... Ele não estava necessariamente a fazer análise. Estava a fazer seu trabalho como advogado do antecessor. Isso era visível pela sua arrogância discursiva.
Eliminar
Socrates Mayer
Socrates Mayer Se não gostasse de aduladores não chamariam os que pensam diferente sobre o dossier paz de idiotas..
Eliminar
Elvino Dias
Elvino Dias Kkk poosha perdi. Só posso baixar no YouTube
Eliminar
Alfredo D. Baltazar
Alfredo D. Baltazar Convido aos que não assistiram o programa LINHA ABERTA ontem, para fazê-lo agora através da Stv notícias. Está doce...
Amilcar Carapura
Amilcar Carapura Andaste a onde ilustre
Duclesio Chico
Duclesio Chico No decorrer do tempo percebi que parecia um jogo de treino e/ou combino mas foi bem feito.
Eliminar
Abinelto Bié
Abinelto Bié Ya mano Rogério... Mas eu olho isso numa outra perspectiva - o enredo todo que oconteceu no "Linha Aberta" de ontem é uma evidência clara da existência de alas dentro do partido Frelimo. É claro que em qualquer partido as alas existem (há os que favorecem os outros, e os outros não...), mas o facto é que na Frelimo isso é atípico, nao tem sido apanágio daquela organização político-partidária trazer isso à tona. Todos são unânimes em concordar com os discursos dos chefes de Estado.. Pelo menos nos anteriores mandatos foi assim. São factos esses... E, a mim, isso tudo leva-me a crer que Chivale pertence a ala "guebuzista".

Cabe a nós, entretanto, tirar conclusões disto tudo.
Eliminar
Amilcar Carapura
Amilcar Carapura Acompanhei atentamente e claramente notou-se k 3 pólos fortes dentro do partidao, outro defendendo os ideias de Chissano, outros do Nyusi e outros do Guebuza, este último apoiado pelo camarada na imagem. Contudo acho e achei interessante a divergências de opiniões entre camaradas, isto revela k estamos na nova era.
Eliminar
Tomas Mujovo Mujovo
Tomas Mujovo Mujovo Porquê "lista negra", estamos num país que há liberdade de expressão n tem de quê temer...não viu refiler boy
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h
Eliminar
Gilder Anibal
Gilder Anibal CLIVAGENS NA FRELIMO E O DESESPERO DO PODER DE GAZA

i. FUNDAMENTAÇÃO


1. "...há sempre uma razão pela qual as coisas e as pessoas são o que são, (v. G. Anibal, 2008)... ".

2. NÃO É SEGREDO PARA NINGUÉM E SE ERA SEGREDO, HOJE EU MEMBRO SÉNIOR DA FRELIMO TAMBÉM VOU LAVAR A ROUPA SUJA AQUI NA REDE SOCIAL.

3. Existe uma ALA dura na FRELIMO LIDERADA pelo sangue de GAZA. E se lembram, esta ALA é a responsável pela INSTABILIDADE sócio-cultural e POLÍTICO-ECONÓMICO de Moçambique.

4. Foi a mesma ALA que cirou o grupo de CHOQUE denominado G40 constituído maioritariamente pelos naturais das Províncias de GAZA e Maputo. O LEMA deste grupo étnico é quase CEM POR CENTO tribalista, regionalista e sanguinário [...]. A sua MISSÃO e VISÃO ideológica é de DAR a CONTINUIDADE na LIDERANÇA do PARTIDO FRELIMO somente pessoas naturais de GAZA e Maputo sob alegações de que, NÃO DEVEM SER GOVERNADOS PELOS XINGONDOS [...]. Este é o verdadeiro TRIBALISMO NO SEU MAIS ALTO NÍVEL DE EXPRESSÃO.

5. E este constitui o EPICENTRO do PROBLEMA muito sério que o PRESIDENTE FILIPE JACINTO NYUSI está a ENFRENTAR dentro da própria FRELIMO.

6. Portanto, QUEIRAMOS ou NÃO, o poder dentro da FRELIMO já não pode e não DEVE regressar nas mãos dos naturais de GAZA e Maputo. Estas RAÇAS não conhecem o que é VIVER em HARMONIA e PAZ. E alguns estudos feitos avançam que, os CHANGANAS são pessoas que sofrem de CRISES DE IDENTIDADE E DE PERSONALIDADE (= Doenças Emocionais?).

7. Então, são estes INDIVÍDUOS que devem estar na LIDERANÇA do Moçambique moderno? NÃO. Não devem. A história mostra que, eles NÃO SABEM GOVERNAR e são CENTRALISTAS.

8. E este é o DESAFIO do PRESIDENTE FILIPE JACINTO NYUSI. Descentralizar o PAÍS e colocar Moçambique no MAPA de um País do SÉCULO XXI E PRÓSPERO PARA TODOS OS MOÇAMBICANOS.

9. AO PODER DE GAZA:
"... DEIXEM O PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE, A SUA EXCIA, O SENHOR FILIPE JACINTO NYUSI GOVERNAR ESTE PAÍS... ".

10. NÓS SOMOS PRO- NHYUSI E VAMOS PURIFICAR AS FILEIRAS DO PARTIDO FRELIMO.

ii. CONSIDERAÇÕES

1. O PODER DE GAZA já caiu e não deve ser DADO OUVIDO.

2. O PODER DE GAZA deve se CONFORMAR que o Moçambicano de HOJE, não e nunca será daquele de 1962.

3. MOÇAMBIQUE deve ser DESCENTRALIZADO para o bem da SOCIEDADE MOÇAMBICANA.

4. A UNIDADE NACIONAL na gestão do PODER de GAZA não passa de uma UTOPIA para deixar o POVO dormir enquanto eles ROUBAM os seus RECURSOS MINERAIS E NATURAIS em todo o TERRITÓRIO nacional.

5. O POVO MOÇAMBICANO DEVAI CONFIAR NO PRESIDENTE FILIPE JACINTO NYUSI ele é o único neste MOMENTO capaz de trazer a PAZ e unir as FAMÍLIAS MOÇAMBICANAS.

6. O SENHOR NA IMAGEM É UM DOS AVANÇADOS MEMBRO G40 QUE ACTUALMELNTE ESTÁ EM DESUSO NA GOVERNAÇÃO DO PR FILIPE NYUSI.

7. E ELE ESTÁ DESESPERADO PORQUE ESPERAVA que, com aqueles estúpros que andou a praticar na ERA do PRESIDENTE ARMANDO GUEBUZA, seria depois promovido ao CARGO DE MINISTRO OU OUTRO.

8. E é um dos resposáveis morais juridicamente falando de INCENTIVAR a contratação das DÍVIDAS OCULTAS que hoje, enfermam o Governo de NHYUSI e a vida dos moçambicanos. NÃO DEVE SER DADO OUVIDOS este Chivalinho. É UM TRAIDOR DA PÁTRIA MOÇAMBICANA.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h
Eliminar
Amildo Massango
Amildo Massango De facto esse sr esteve bem ontem, é a cultura que vinhamos desenvolvendo em que se um individuo lança criticas é visto com opositor. Agora resta aos demais membros dos partidos politicos assimilarem a ideia de diferença de ideias só assim vamos avante.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h
Eliminar
Joao Moreno
Joao Moreno É verdade isso. Não estou surpreendido com tamanha discrepância de puxarem a carroça para direções diferentes. Não nos podem atirar areia para os olhos e dizer que existem opiniões diferentes e podem fazer uso dessa liberdade.
Pergunto ao chivale estava onde quando passaram as dívidas pra o povo. Não se manifestou porque ?
Búfalo ferido, leão sem dentes....
Alfredo D. Baltazar
Alfredo D. Baltazar Convido aos que não assistiram o programa LINHA ABERTA ontem, para fazê-lo agora através da Stv notícias. Está doce...
Alfredo D. Baltazar
Alfredo D. Baltazar Convido aos que não assistiram o programa LINHA ABERTA ontem, para fazê-lo agora através da Stv notícias. Está doce...
Alfredo D. Baltazar
Alfredo D. Baltazar Convido aos que não assistiram o programa LINHA ABERTA ontem, para fazê-lo agora através da Stv notícias. Está doce...
Josefina Simão
Josefina Simão Kkkk ainda vamos assistir muita coisa em Outubro Kkk Kkk G20 foi destronado e os membros estão frustrados...Estou ansiosa por ver as decisões do congresso
Tomas Mujovo Mujovo
Tomas Mujovo Mujovo Buchileeeee.... hiii n ouve
Heleno Bombe
Heleno Bombe A oposição agradece

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.