sábado, 29 de julho de 2017

Governadora de Cabo Delgado quer ver situação de tortura a garimpeiros resolvida

Celmira da Silva repudia tortura a garimpeiros


A Governadora de Cabo Delgado, Celmira da Silva, reagiu à polémica das torturas a garimpeiros, numa mina de rubis naquela província. Celmira da Silva diz que o governo provincial é o principal interessado no esclarecimento das torturas retratadas em vídeos amadores.
“A nossa grande preocupação é esclarecer os casos. Repudiamos qualquer tipo de atitude daquela natureza, porque não é e nem deve ser a prática da nossa sociedade, por isso é que estamos interessados, mais do que qualquer outra organização, em saber exactamente o que se terá passado em Namanhumbir”, referiu.
A governadora referiu que Namanhumbir é um lugar onde reina a paz, e as comunidades estão presentes a trabalhar e esperam uma exploração de recursos de forma legal.
Contudo, reconhece a existência de garimpeiros ilegais na província e diz que na ilegalidade todo o tipo de crimes podem acontecer.
“Eram reportados à Polícia, crimes que tinham lugar nas zonas de garimpo, dada a ilegalidade”.
A governante acrescenta que esta prática preocupa o seu governo. “O garimpo ilegal na nossa província é real e verdadeiro e as nossas Forças de Defesa e Segurança tudo fazem para garantir a legalidade, porque os minérios são um activo da nossa província, são um recurso de extrema importância e procuramos que sejam explorados de forma legal”.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.