terça-feira, 25 de julho de 2017

“ALA REGIONALISTA SULISTA” DA FRELIMO FINALMENTE A SER CONFRONTADA!

Jorge Fernandes adicionou 3 fotos novas.
15 h · 
“ALA REGIONALISTA SULISTA” DA FRELIMO FINALMENTE A SER CONFRONTADA!
O PR Nyusi homenageou Filipe Samuel Magaia, primeiro comandante da guerrilha da Frente de Libertação de Moçambique como herói, com estátua e tudo.
Geralmente os heróis da Frelimo até agora foram da “ala regionalista sulista”.
Foi a “ala regionalista sulista” que o liquidou – Samora Machel organizou o seu assassinato, tomando depois o lugar do assassinado como responsável da Defesa da Frelimo e tomou a mulher de Filipe Samuel Magaia como sua esposa – passou de Josina Muthemba para Josina Machel.
Parece que, finalmente, a “ala regionalista sulista” começa a ser afrontada.
Na Frelimo “é norma matar”. Deveria ser acrescentado que essa norma foi uma das grandes armas da “ala regionalista sulista”, que liquidava os do Centro e Norte de Moçambique que lhes fizessem sombra.
14 comentários
Comentários
Boa Matule
Boa Matule Engraçado que o norte tem sido cúmplice, não acha?
 · 
5
 · 15 h
Gerir
Vasco Acha
Vasco Acha Neste caso que é do norte? Sera o Filipe S Magaia? Ate pode ser uma vez nacido em Mocuba apesar dos pais sulistas
 · 
2
 · 14 h
Gerir
Jorge Fernandes
Jorge Fernandes A mae de FSM era Mocubense.
 · 
3
 · 14 h
Gerir
Linette Olofsson
Linette Olofsson Bandidagem programada
 · 
3
 · 14 h
Gerir
Edgar Gonoury
Edgar Gonoury Com o mulherengo que ele era foi facil os comunistas lhe porem uma linda mulher a frente para ele dar cabo do marido e ascender.ao lugar dele. Golpe primitivo mas que resultou Tornou-se chefe do DD cargo que era do Magaia Ha estava a subir
 · 
2
 · 12 h
Gerir
Carla Eunice Piccola Ruas
Carla Eunice Piccola Ruas Ivandra P. Magaia a D.Ana Magaia, mãe do Filipe Magaia, era da Zambezia. Casou-se com o Enfermeiro Magaia, do sul, que foi transferido para Quelimane.
 · 
6
 · 8 h
Gerir
Adelio Nicolau Fernandes
Adelio Nicolau Fernandes Ela é uma Magaia, mas n conhece a historia do F.S.Magaia.
 · 4 h
Gerir
Macuacua Massiquele Roberto
Macuacua Massiquele Roberto Nesta evocação doentia de tribos, os filhos seriam de onde ja agora?...

E caso os filhos dos filhos de casassem com macuas, Jawas, cenas, changanes, macondes, chuabos, etc, etc?


Parem com esta mania de evocações tribais, porque muitos de nós mocambicanos nem .sequer sabemos as nossas origens...

Estão a dizer magaia por causa apelido...

Mas eu conheci um maconde com apelido matola que nunca falou sequer uma palavra changana ou ronga...

Se vamos começar a nós identificarmos pelos nomes e apelidos, seria melhor que muitos começassem a correr para os notários, para regularizarem as suas origens, com tantos alys, pereiras, andrapopoulus, ghandi, é outros nomes não originários de Moçambique ; se olharmos o país em termos etnologicos....

Para o conhecimento de todos, nas profundezas do Planalto maconde existem descendentes das tribos unguni...

Os ngoni...

Como se diz lá...ou vangoni!

Como chegaram lá? 

Conversem com qualquer maconde de mueda originário e ancião que vão entender o quão complexa e a etnicidade do moçambicano...

Em nacaroa por exemplo.ha uma zona chamada mavalane...

No maravi na região de erati, na via de komala que vai ao Monte erati, vamos encontrar os maravi que são descendentes das tribos do Malawi..

Há um regulado chamado chamado tubruto em que muitos falam as línguas de Malawi...

Sabem esta questão da tribo deve ser bem fundamentada com os factos da nossa história, que é bem Real...

Talvez , por isso, haja correntes nas redes que já vinculam muitos comentadores do face a analfabetos funcionais...

Não conhecem a história mas assumem atitudes tribalistas e regionalistas...

Onde é Sul e onde é Norte se o que nos orienta são os hemisférios Sul e morte divididos pelo Equador e longitudinalmente , o hemisfério Oeste e Leste pelo meridiano de grenwhish..?

E defacto a única maneira de se descubrir a ascendência é a pesquisa da história genealógica?

...Se nem.sequer a nossa própria história conhecemos, porque não lemos e nem temos sequer a competência de sermos curiosos...

Agimos apenas como papagaios humanos, que parlamos frases e palavras sem.conhecer sequer o significado do seu conteúdo...

Quem é de onde neste país?

Não é por aí que vamos justificar virtudes ou pecados...

A única coisa que eu sei e que é de lei, é que todo o habitante de Moçambique pode adquirir a sua nacionalidade, decorridos 10 anos de residência permanente em Moçambique.

Agora que haja moçambicanos do Norte ou do Sul não sabia, porque Moçambique ainda não é por lei uma República federativa...

Acho ridículo.pessoas que nem sequer sabem dizer a sua origem, vir aqui assumir atitudes tribaiis.

os bantu tem nomes próprios e apelidos próprios...

Procurem antes de falarem, as origens dos vossos apelidos e ascendência...

Detesto pessoas hipócritas, quando se trata de evocar a mocambicanidade.

Podemos discutir suspeitas de um crime caso acham haver motivos para tal, mas não vincular uma atitude puramente humana a factores tribo ou raça...

todas as tribos e raças tem filhos criminosos...

Não devemos pautar por condutas pouco coerentes...
 · 
4
 · 4 h · Editado
Gerir
Leonelson James Sunday
Leonelson James Sunday Aqui concordo plenamente contigo Macuacua Massiquele Roberto, nalgumas vezes as pessoas discutem coisas que não sabem.
 · 1 h
Gerir
Macuacua Massiquele Roberto
Macuacua Massiquele Roberto É triste falar de coisas que não sabemos...
Acho que há uma tentativa de aproveitamento étnico nestas atitudes...
Não ha e nunca houve alas na frelimo...

Se as houve essas foram desde logo sanadas...
Para afirmar com muita propriedade tem de saber como é que eram compostas as companhias, os batalhões , os esquadrões, as secções preparadas para as Missões de guerrilha...
É normal que num.conflito tão longo e tão grande como este, haja infiltrados, traidores, psicopatas e todo o tipo de pessoas...
Apenas não se pode defender ou tomar posições sem.propriedade...
Veja por exemplo a sua ascendência racial...
Seria de bom tom relacionar este facto do qual não tem controle a factos aleatórios fruto de situações que não tem.nada haver com a sua origem?
As pessoas não se tornam melhores ou piores por causa da sua ascendência, senão a distribuição de crimes não seria global...
Foi mal dr. Como acadêmico assumir estas atitudes divisionistas...
Deus faz o sol brilhar e a chuva cair do mesmo jeito para todos.
Não podemos nunca incentivar o trbalismo e o divisionismo ou qualquer outra forma de descriminação para fundamentar ou assumir atitudes ou posições nas contribuições que fazemos com as nossa ideias. 
Isso configurá atitudes reacionárias que em nada ajudam a nossa mocambicanidade. 
Pode até ser um crime público pois pratica esta atitude de forma ostensiva e pública...
Temos que ter muito cuidado com as emoções e problemas pessoais e frustrações...
Muitos de nós usamos esta plataforma para exaltar o nosso patriotismo e o nosso desejo de ver o moçambicano mais patriota e nacionalista, distante da falácia da tribo; raça; etnia, ou qualquer outra manifestação divisiinista...
Não é essa atitude que um intelectual deve assumir publicamente...
Vamos discutir Moçambique sem olhar para as coordenadas geográficas...
Pior quando todos nós conhecemos as nossas fragilidades que amanhã possam também ser cobradas de forma falaciosa como factor negativo à nossa prosperidade...
Vamos dizer:
Abaixo o tribalismo, o regionalismo , o racismo nas redes sociais e que viva Moçambique uno e indivisível !
 · 
3
 · 5 h
Gerir
Adamo Mussa
Adamo Mussa Isso é tudo treta, quando dizem que não há hegemonia sulista na liderança da Frelimo. A teoria de que não há tribalismo, é o faz de contas, é poeira nos olhos desse povo que já abriu bem os olhos. A actual liderança é que deve abrir os seus olhos e encarar seriamente a realidade, em vez de tentarem travar o vento com a peneira. O Presidente Samora, cuja memória tenho muito respeito, dizia que nenhum regime consegue manter-se na ponta da baioneta. Costuma-se dizer, para bom entendedor, meia palavra basta.
 · 
1
 · 3 h
Gerir
Macuacua Massiquele Roberto
Macuacua Massiquele Roberto Adamo mussa, a ser assim, então o tribalismo é uma praga que afeta a todos nós mocambicanos...

Veja as estatísticas dos elementos que ocuparam os cargos de liderança neste país; desde o nível local ao nacional no estado e no governo, se quer fundamen
tar as coisas com base na tribo...

Faça este exercício para ter mais evidências e ser mais justo...

Não podemos olhar as coisas pelo lado pessoal é familiar, apenas porque a oportunidade não bateu a nossa porta...

Tudo se prova com Factos! 

Agora fazer deduções com base no umbigo não ajuda...

Veja como foi feita a seleção dos jovens moçambicanos para irem se formar em Cuba e outros países socialistas amigos no tempo em que o país era governado por machanganas como diz...

Para o seu governo, o governo presidido por Samora Machel, priorizou os jovens das províncias com menor racio de escolas secundárias e primárias do segundo grau per capita...

Razão pela qual o maior contingente foi exatamente o das províncias do norte do país...

Não ha pior caracter num ser humano que a ingratidão...

Coloquem sempre isto nas vossas cabeças e a ingratidão e a desonestidade são amigas inseparáveis...

O facto de muitos dirigentes não terem.apelidos do nosso clã ou tribo, não significa que sejam do Sul Centro ou do norte!

Significa apenas que somos ignorantes e que nem sequer conhecemos a extensão e a dimensão etnologica do nosso país em termos de províncias, regiões...

E se sabemos e nos fingimos ignorantes é por pior do que ignorantes, estamos a ser demagogos e estúpidos oportunistas...

Eu sempre constatei esta atitude tão baixa de certos círculos que se autovitimizam.para alcançar ganhos desonestos...

É como alguém que se finge cego para extorquir dinheiro de pessoas honestas de boa vontade. ..

Essa coisa de Sul e norte foi sempre usada por pessoas oportunistas que se infiltram nas organizações para obter ganhos e privilégios usando a lei do menor esforço..

É o argumento dos fracos de espírito...

Há pouco tempo, a quando da visita da sua excelência PR Nyusi, um grupo de camaradas elaborou uma longa lista negra de dirigentes não naturais de uma certa província cujo nome nem sequer vou citar, com nomes e endereços de cargos ocupados na função pública ( saliente-se para que se entenda e se recorde a forma de provimento de vagas neste sector ), alegadamente porque não eram naturais...

E eu pergunto: se os do Sul São tribalistas e regionalistas os de outras regiões so país que se comportam.assim são o que?

Vejam como são osgovernos e instituições do estado providas nas província do Sul do país e depois venham aqui expor as vossas demagogias com mais propriedade!

se este país tem tribalistas e há previlegios na criação de oportunidades com é que hoje temos muitos doutores e chefes de todas etnias e talvez em.proporções maiores das tribos que se dizem excluídas?

Onde é que buscaram financiamentos para se tornarem doutores e chefes?
Irmãos deixem essa atitude retrógrada de clanusmo tribalismo e regionalismo, estamos em.plena era da globalização onde a tendência do mundo é de superar essa barreiras...

Estamos numa era em que a competência e a excelência é a forma que vai vincar...

Deixem.de comprar certificados...

estudem a se formam com responsabilidade isso é que nos vai dignificar como moçambicanos...

É por estas e outras que o país está cheio de incompetentes a ocupar cargos...

Se fosse um Rapieque , um mscuacua ou um maganinmaja ou um djakama, um mondlane ou um.outro moçambicano a falar de tribo seria aceitável...

Mas um Mussa; ou um.Aly ou um mussagi ou um Pereira ou um Alves a falar de tribo, chega a ser um absurdo...

Em todo país ha mussas, há adamos, há mussagys, ha Alves , ha perairas, ha Porto alegres e etc; etc...

Não ha nenhuma tribo nativa com.estes apelidos.

como eu vou saber se o mussa que está ocupando um cargo de chefia no estado ou governo é de Gaza; Inhambane; Sofala; Niassa ; Nampula, ou Zambezia?

Eis a questão !

É mussa de onde? 

E já agora qual é a origem do nome Mussa?

Qual é a linhagem etnologica deste nome?

Não será um.descendente distante do Mussa Al Bin Biqui?

A ser assim, por que reivindica a sua naturalidade como africano?

Os bantu tem nomes etnologicos próprios...

É africano de onde?
Não procurem evocar direitos se não conhecem.legitimidade para evoca-Los...

É melhor cada um massar a sua Chma e comer com.o seu molho para encher a sua barriga e procurar a ganhar dinheiro com o seu próprio esforço...

Deixem.de procurar encher as vossas barrigas à custa dos outros...

Sabem, acho que já é altura de abandonarmos certas coisas e passarmos a nós olharmos como moçambicanos...

É uma atitude ridícula e retrógrada essa que certas pessaoas que se dizem intelectuais demonstram
 · 2 h · Editado
Gerir
Leonelson James Sunday
Leonelson James Sunday Mas aqui discordo completamente Macuacua Massiquele Roberto. Na FRELIMO sempre houve alas regionalistas. Os do centro de Moçambique, sobretudo na Beira é que estão fudidos na FRELIMO, estes, dificilmente poderão governar o país via FRELIMO. Mas isso é treta deles desde Tanzânia e começou logo após o isolamento do Urias Simango. Para mais informações pode contactar-me.
 · 
1
 · 1 h
Gerir
Macuacua Massiquele Roberto
Macuacua Massiquele Roberto Eis que aqui aparece i.a questão profunda...

Os do centro estão no meio entre o norte e o Sul...


Mas é preciso ver também as coisas por outros ângulos...

Há questões muito profundas...

Que mexem até com apelidos...

De alguns líderes...

Por isso nem me vou meter nessa discussão...

Mas já agora só para vermos ou analisarmos a profundidade das coisas e sua delicadeza: 

Há três simangos em termos de origem étnica ou regional: os simangos da família do actual presidente do MDM, os simangos da família do presidente di município e os Simangos chopes...

Uns são do Niassa , outros de sofala e outros de inhambane...

A questão é Havera lógica em ver os moçambicanos de acordo com a sua origem. Tribal ou mesmo regional? 

Os nomes e apelidos em Moçambique já não delumitam; nem tribos, nem regiões na sua identificação etnocultural...

Pior estes nomes que se usam no norte do país, que são de origem árabe...

A questão é quem pode provar a sua origem étnica com toda a propriedade...

Numa investigação feita a origem e ascendência do presidente mondlane, ficou provado que a sua origem é do Congo...

Mesmo se formos a ver a origem so presidente machel, encntraremos que ascende das tribos nguni...

Os ndau , apesar do presidente da renamo dizer que vai expulsar os machanganas para a África so Sul.porque são originários de lá,...

Os ndaus ou vandzau, São uma casta dos sitthole que nas tribos nguni de tchaka zulo, pertenciam aos ngamussoro ou feiticeiros videntes e advinhos do Império tchaca...

Portanto todas as tribos tsonga ou tonga São ramificações dos nguni...

São portanto familiares...

Essas tribos surfem do movimento npfecani que subiu através so Rio limpopo e nkomati fugindo de uma grande estiagem com o seu gado em direcção as terras altas do norte sé regresso a trajectória primitiva dos seus antepassados migrantes Bantu...

Por isso não entendo como certos xauvenistas demagogos reivindicam titularidade regional ou mesmo tribal sendo todos eles se grande tribo bantu na sua origem...

É ridículo e fruto de uma ignorância imperdoável para um Povo...

É falta de espírito patriótico...

A ser assim imaginem como seria América ( EUA ) um país erguido por emigrantes de todos os cantos do planeta...

Parem com estas pateteices que não nos unem e nem deificam o país...

Ninguém deve olhar o país segundo a região porque o norte, o centro e o Sul , São apenas pó dos de referência do posicionamento espacial.relativo...

Todos estamos sempre a norte ou a Sul de um determinado ponto.de referência..
.
Apenas sempre procuramos vantagens; sobre os nossos competidores para nos darmos bem na vida...

Esse é a forma mais desonesta de tirar partido das coisas e situações...

Saiam dessa!

Sabias caro amigo que todos os shaolins (curandeiros) originais da região Sul ou mesmo do Centro fazem rituais de diálogo e consultas aos antepassados em ndau? 

Por mais que nunca tenham aprendido ou falado ou sequer tenham tido qualquer tipo de contacto com os ndau?

Eles tem o espírito ndau...

Que se diz ser muito poderoso...
Eis os factos misteriosos da África Real...

Talvez muitos não entendem a afinidade natural que tem para com os povos da região dos grandes lagos...

Eles são os nossos kokwanas....

São estes factos curiosos que os nossos mestres e doutores deveriam trazer à discussão nas redes científicas que defendem...

Em vez de virem a público defender questões descabidas e falaciosas para se darem.bem na vida...
 · 7 min · Editado
Gerir
Jorge Fernandes
Jorge Fernandes Caro Macuacua Massiquele Roberto, quanta ingenuidade da sua parte. Não houve e não há alas na Frelimo? Os assassinados das regiões centro e norte de Moçambique o que provam? Etc. De resto, onde há um grupo há opiniões diferentes. Mas quando se juntam e actuam em conjunto uma parte desses elementos, com objectivos tacitamente aceites, isso constitui uma ala, em contraposição com os demais membros desse grupo. Isso parece-me elementar.
 · 
3
 · 4 h
Gerir
Macuacua Massiquele Roberto
Macuacua Massiquele Roberto Concordo dr...

Mas tal como disse no início, teríamos que saber a fundo qual foi o móbil do crime para entender quem.eventualmente teria interesse em ganhar com o seu assassinato...


Depois teríamos de conhecer a psicologia e natureza do crime...

Agora falar de alas regionalistas no seio de uma organização é uma atitude tendenciosa muito perigosa que pode induzir a pensamentos tribalistas ou mesmo divisionistas...

Saiba que atitudes xenófobas começam sempre com conotacoes e denotacoes de disvirtudes e sua vinculação a grupos sociais em.sociedades multifacetadas como estas, porque a turba procura sempre vítimas para dar vazão às suas frustrações.

Neste momento ha condições para isso:

A questão da dívida 

A recessão econômica do país 

As dificuldades e carência de renda em.muitos moçambicanos...

Tudo isso são espoletas que a qualquer momento podem originar crises sociais violentas neste barril de pólvora chamado Moçambique, sobre o qual estamos sentados...

Foi uma situação mais ou menos idêntica que deflagrou os actos de xenofobia na África so Sul...

Porque evocar estes fantasmas agora, numa situação tão crítica socialmente no país...

Porque evocar ódios antigos e frustrações dos moçambicanos agora?

Pior quando se trata de figuras tão queridas e admiradas como vocês os nossos faróis...

Acho que não devíamos ser tão quentes e emotivos na colocação das nossas ideias...

Sobretudo quando não temos bases tão sólidas para fundamentar o que dizemos fruto das nossa elaborações dedutivas induzidos por elementos eventualmente triviais ou aleatórios que devemos ser implícitos e consequentes de um chamamento de pátria fruto di patriotismo e nacionalismo na prioridade que definiu-se ser na altura :

Libertar Moçambique.

Isso foi um.facto e hoje vivemos essa consequência...

Toda a guerra tem os seu podres porque a guerra em si é algo degradante e podre na condição de racionalidade humana...

Muita das vezes os mal entendidos se retroalimentam a ponto de se tornarem problemas muito grandes que podem descambar em mortes e actos muito violentos...

Eu propunha que abandonassemos estas teorias de conspiração de não temos elementos que nos possamos socorrer para provar o que afirmamos e principalmente se, como diz, buscarmos evidências tão elementares com as seguintes por exemplo:

# como eram formados os batalhões , companhias esquadrões , secções de combste ou patrulha durante a luta armada?

# era com base na tribo, etnia, região? 

Se sim quem.eram.os elementos que compunham a secção no dia em que ocorreu o facto?

# que factos ou elementos factuais dispomos para afirmar que o crime terá tido motivacoes passionais para viemos a público afirmar que o assassinato resultou desde facto?

# que evidências temos para afirmar sequer se houve ou não premeditação, uma vez que o associamos a pessoas da mesma etnia?

# e quem prova que defacto quem matou magaia foi alguém da região do Sul do país?

# se tem.como prova-lo qual é o nome do assassino?

# que circunstâncias factuais tem para provar isso?

# qual foi a arma do crime ?

# quem são os testemunhas e onde se encontram?

Como vê caro Dr. Como acadêmicos e clínicos, para avançarmos com uma tese tese temos wue seguir sempre uma lei, uma regra ou pelo um raciocínio válido e provar com evidências...

Se nao incorremos na vulgaridade de boatos e deduções bairristas dignas de meros mexeriaueiros...

Temos sempre que pautar por atiudes bem fundamenadas com argumentos válidos nas nossas deduções...

Pode ser que tenha bases, mas se as tem.traga mais elementos que eu me ajuntarei como muitas das vezes no apoio ao seu post...

Mas hoje, não!

Estaria a ser redundante nesta acusação pouco honesta....
 · 
1
 · 3 h
Gerir
Rui Jose de Carvalho
Rui Jose de Carvalho Filipe Samuel Magaia é do Sul, do bairro chamanculo, perto de xibinhanha, vizinho de guebuza. A mãe é ronga e o pai é chuabo.
 · 4 h
Gerir
Humberto Pinto da Cruz
Humberto Pinto da Cruz Mozambique precisa que se lhe escrevam a história, pois so far só se escreveu a E-S-T-Ó-R-I-A, que só à FIRlimo favoreCE e à seus heróis F-A-N-T-O-C-H-E-S enalteCE.

Os verdadeiros heróis da pátria a FIRlimo nem sequer deixa mencionar seus nomes.
 · 
1
 · 1 h
Gerir
Toneras Taimo
Toneras Taimo Devemos concordar que discordamos... espero que um dia nos contem a verdadeira história de Moçambique... além dessas fábulas
 · 
1
 · 58 min

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.