domingo, 18 de junho de 2017

Partido Frelimo, o eterno vencedor

Comments

1
Frank said in reply to Francisco Moises...
"A Renamo nao existe politicament e é so um ome."
Caro Francisco,
Permita-me que o felecite por esta sábia declaração. É uma verdade que é dura de aceitar por parte de uma "auto-proclamada" oposição que na realidade não exite.
Em Moçambique existe um regime de partido único. O resto são fantoches que recebem favores da Frelimo para se manterem calados. É o caso dos Mercedes para a comissão política de fachada que inclui os fantoches da Renamo e do MDM.
As pessoas comuns em Moçambique já dizem abertamente que não estão representados no atual sistema político.
2
Muito interessante que sejam pessoas de fora como Edwin Hounnou que veem as coisas e a situaçao dificil em que a Renamo se encontra como resultado das manipulaçoes e manobras da Frelimo e da desorganisaçao mental do seu chefe. Nenhum renamista vê o que esta errado no comportamento do seu chefe e como o seu chefe assegura que a Frelimo continue e continuara a ser dirigente de Moçambique.
Nao sei se é justo culpar a Renamo. Penso que a Renamo, desativada e tornada inoperacional pelo seu dirigente, tem culpa por os seus comandantes nao agirem para acabar com o papel desorganisador do seu lider. Mas a culpa pela desorganisaçao do grupo no passador militarmente poderoso deve se imputar a Afonso Dhlakama que monopolisou a Renamo e a transformou em sua propridade pessoal que esta nos seus bolsos.
A Renamo nao existe politicament e é so um ome.
Ele faz e desfaz como um bandido autentico com toda a desinteligência que o caracterisa.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.