segunda-feira, 26 de junho de 2017

Tchizé contra campanha de João Lourenço


Lisboa - Tchizé dos Santos, é dentre,  os filhos do Presidente José Eduardo dos Santos a que mais manifesta sentimento de orfandade politica com a retirada do seu pai da liderança do Estado angolano. Por outro lado transmite no seu circulo de convício que vai votar em João  Lourenço por uma alegada imposição partidária.
Fonte: Club-k.net
Deputada não se conforma que o seu pai deixe o poder 


Na véspera do anuncio da retirada de JES, da corrida presidencial, Tchizé dos Santos, mesmo sabendo da condição de saúde de seu pai, teria, através do seu Tea-Club,  se antecipado a patrocinar uma campanha “Presidente fica” que teve como objetivo  encorajar  o pai a não largar o poder.


A campanha presidencial feita com recurso a outdoors nas ruas de Luanda trazia como slogan “Camarada presidente continua a conduzir os destinos do país, o povo pede”.

Desde o período da fracassada campanha que promoveu a persuadir o pai a manter-se no poder e depois do MPLA anunciar João  Lourenço como seu candidato, a deputada Tchizé dos Santos foi a militante que nunca era vista a fazer propaganda,  em favor da campanha de   Lourenço. A mesma manteve se em silêncio e retirou-se, há dois meses para a Inglaterra, onde estão os seus filhos a estudar. Entregou a gestão do seu Tea-Club, a uma amiga Zélia Pitra e mesmo a distancia realizou um evento, em Luanda, denominado “Angola 25 graus”.

Nas ultimas semanas, Tchizé dos Santos recorreu aos grupos do Whatsup para fazer reparos a organização da campanha do MPLA, interpretados pelos seus colegas, sinal de um suposto desespero.
 
Numa destas sua mensagens, que o Club-K, teve acesso, Tchizé expressa quanto a campanha eleitoral do novo candidato do MPLA, a seguinte critica:  “a isso eu chamo descoordenação total, ou na melhor das hipóteses indução em erro de quem esta a tomar as decisões da campanha”.

A mesma considera que seu pai ainda goza de popularidade e dá como exemplo a reação das pessoas quando da recém chegada de Barcelona. “JES é muito maior que tudo isso. A reação do povo a sua chegada á Luanda apos a ultima viagem que fez deixou isso claro”, escreveu adiantando que “agora cabe a cada um fazer as leituras que entender.”
Para não ser mal entendida quanto a sua abstenção na campanha eleitoral, a deputada,  confirmou que vai votar porque ouve uma orientação do partido sob liderança de seu pai.

“Aproveito já para fazer aqui a minha declaração de voto nas eleições de 23 de Agosto de 2017. Eu vou votar no 4, porque eu amo o MPLA e sigo as orientações da sua direção encabeçada pelo camarada Presidente José Eduardo dos Santos, que pediu claramente a todos os militantes para apoiarem a campanha do nosso candidato, camarada João Goncalves Lourenco e nele votamos.”, escreveu Tchizé dos Santos.

Para a deputada, “o resto é resto. Cada um faz as tentativas de sabotagem que quiser. O nome de JES já é uma marca de referencia em África”.


Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.