quinta-feira, 29 de junho de 2017

Quem é Óscar Pérez, o autor do ataque de helicóptero na Venezuela?

VENEZUELA

“Patriota e nacionalista”.

1
Pegou num helicóptero, disparou tiros para o Ministério do Interior e lançou explosivos contra o Supremo Tribunal venezuelano. Mas quem é este militar? Conheça Óscar Pérez.
Pérez tem um vasto currículo de experiência militar
Instagram @oscarperezgv
Óscar Pérez pegou num helicóptero, sobrevoou o Ministério do Interior e o Supremo Tribunal da Venezuela, onde começou a disparar tiros e a lançar granadas. Mas quem é este militar que prometeu livrar a Venezuela de um governo corrupto e se juntou à já longa lista de inimigos de Nicólas Maduro?

O homem que sai à rua “sem saber se vai regressar a casa”

Óscar Pérez Integra o Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminais – o CICPC. Tem 16 anos de experiência nesta agência de investigação criminal. Pérez também já foi membro da Brigada de Ações Especiais e chefe da divisão aérea da Polícia Científica.
O nome Óscar Pérez nem é assim tão estranho para alguns venezuelanos. Na verdade, o militar tem também uma veia de ator e co-produtor. Em 2015 fez uma participação no filme Morte Suspensa, que retratava um sequestro verídico de um empresário português em Caracas e a forma como as forças de segurança o resgataram. No filme, Pérez era, curiosamente, piloto de um helicóptero, mergulhador de combate e paraquedista livre.

O “guerreiro de Deus”

Investigador do CICPC, Piloto de aeronaves, Operador tático, Especialista, Instrutor de K9 [treino de cães], Fundação GV33 [fundação que se dedica a crianças carenciadas]. Venezuela, a minha nação e a minha paixão.”
É desta forma que Óscar Pérez se dá a conhecer na sua conta de Instagram [entretanto apagada pela empresa]. Foi, aliás, nessa rede social que se apresentou, recentemente, como um “patriota e nacionalista”, que integra uma “coligação de funcionários militares, polícias e civis”, que procura encontrar um equilíbrio e combater o governo “transitório e criminoso” venezuelano. Ao longo de cinco vídeos – que conseguimos ter acesso através de outras contas do militar – jura um combate à tirania do governo de Maduro e uma luta pela esperança, incitando os venezuelanos a sair às ruas. Termina ao apresentar-se – a ele e ao grupo de encapuçados – como os “guerreiros de Deus”.
O primeiro dos cinco vídeos do militar, no seu Instagram.
Paraquedismo, mergulho ou simplesmente a perito em armas, o militar não esconde as suas capacidades. Óscar Pérez fazia também regularmente visitas a organizações de caridade, onde gostava de ajudar crianças carenciadas.
A defesa de causas parece ser um característica bem vincada. Por isso se terá feito acompanhar de uma bandeira onde se lia “350 Liberdade” no helicóptero utilizado para o ataque. A mensagem aludia ao artigo da Constituição venezuelana invocado pela oposição para uma desobediência civil ao governo de Maduro pela falta de garantias democráticas.
Óscar Pérez está ser investigado por “vínculos à Agência Central de Inteligência” e à embaixada dos Estados Unidos, revelou o ministro de Comunicação da Venezuela, Ernesto Villegas. Fonte do Governo diz ainda que está ainda a ser investigado por alegadamente ter mantido contactos com a CIA e por um plano de tentativa de golpe de Estado. O governo caracteriza a sua conduta como “ofensivas conduzidas por fatores extremistas da direita venezuelana com o apoio de governos e de poderes estrangeiros”.
PARTILHE
COMENTE
1Comente e partilhe as suas ideias
SUGIRA
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.