terça-feira, 13 de junho de 2017

Adeus multas por excesso de velocidade. Saiba como


304
3
As multas por excesso de velocidade penalizam-nos duplamente. Não só nos vão ao bolso, como, ao retirar-nos pontos, mais cedo ou mais tarde inibem-nos de conduzir. Mas a VW tem a solução.
Autor
  • Alfredo Lavrador
Se vive apavorado com a possibilidade de, por distracção ou pelo mais inocente dos motivos, ser apanhado em excesso de velocidade, saiba que a Volkswagen lançou um sistema virtualmente anti-multa, em que o condutor só infringe a lei se quiser.
Os limites de velocidade impostos pela lei existem por um motivo. Ou até por vários, mas todos eles têm a ver com a redução do risco de acidente, para automobilistas e peões, em determinados locais e pelas mais variadas razões. Contudo, muitas vezes, eles apenas são respeitados porque as penalizações, vulgo ‘multas’, assustam qualquer um. E cada vez mais.
Dificilmente haverá condutores que nunca tenham circulado acima da velocidade prevista pela lei, pois mesmo os mais cumpridores – que os há – podem ser surpreendidos porque há sinais que estão pouco visíveis, já para não falar dos que foram esquecidos das obras que, em tempos, ali tiveram lugar. Mas a verdade é que a prevaricação provoca consideráveis rombos na carteira, além de retirar pontos à carta de condução, punição que as autoridades encontraram para lidar com os menos sensíveis às multas pecuniárias.
Estas penalizações têm conseguido disciplinar os condutores, mas a tecnologia também tem contribuído de forma decisiva. Neste aspecto, a principal ajuda ao condutor é fornecida pelo sistema que, recorrendo à câmara de vídeo colocada no topo do pára-brisas, “lê” os sinais e informa quem vai ao volante dos limites previstos para aquele local, afixando-os no painel de instrumentos. Mas agora a tecnologia foi ainda mais longe, tornando virtualmente impossível um condutor ser multado – a menos que faça questão.
A Volkswagen criou uma versão mais sofisticada do ACC, ou Cruise Control Adaptativo, que está interligada ao GPS e ao sistema de navegação, o que lhe permite saber exactamente onde o veículo se encontra a cada momento. Denominado Predictive Cruise Control (PCC), o inovador dispositivo não só lê os sinais de trânsito e informa o condutor, como reduz progressivamente a velocidade para respeitar o limite imposto pela lei.
Como se isto não bastasse, o PCC sabe igualmente quando está a entrar ou a sair de uma povoação e, mesmo que não exista um sinal a informar da velocidade máxima prevista para o local, ele sabe qual é e dá a dica a quem vai ao volante, afixando o valor no painel de instrumentos, para de seguida desacelerar e travar para adaptar a velocidade de circulação ao valor autorizado.
Mas o PCC, que vai surgir pela primeira vez montado no novo Volkswagen Arteon, vai mais longe na sua tentativa de livrar o condutor de multas, uma vez que também vai evitar situações embaraçosas e potencialmente perigosas. Assim, sempre que se aproxima um cruzamento ou uma rotunda, impossível de descrever à velocidade a que o veículo circula, o novo sistema da marca alemã determina qual a velocidade ideal para lidar com a situação que se aproxima e trata de adoptar uma velocidade mais consentânea com a manobra que o condutor vai ter de realizar em breve. Acabaram-se pois aquelas chegadas a um cruzamento em T – ou a uma rotunda – a 90 km/h, só porque era essa a velocidade para que estava programado o Cruise Control e o condutor ia distraído.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.
Comparador de carros novosExperimentar agora

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.