segunda-feira, 12 de junho de 2017

966 reclusos fogem da prisão na República Democrática do Congo


Ataque à prisão resulta em 11 mortos no Congo
O ataque ocorreu na prisão de Kangwayi, localizada na cidade de Beni, no Norte de Congo, tendo a troca de tiros entre assaltantes e elementos das forças de segurança provocado 11 mortos.
Na prisão ficaram apenas 30 reclusos que não optaram em fugir, tendo outros 966 escapado.                                                                                                                            
Segundo o governador de Beni, Julien Paluku, a troca de tiros estendeu-se igualmente à cidade vizinha de Butembo durante a perseguição que a polícia efectuou aos reclusos em fuga.
Vários ataques têm sido registados sobretudo nas províncias da zona Norte do Congo. Desde outubro de 2014, por exemplo, que várias centenas de pessoas foram mortas na província de Kivu do Norte, em diversos ataques atribuídos às Forças Democráticas Aliadas, uma rebelião muçulmana do Uganda. Dezenas de alegados membros da rebelião estavam detidos na prisão de Kangwayi.
O ataque à cadeia aconteceu um dia depois de um outro, a uma esquadra de polícia de Kinshasa, capital de Congo, que causou a morte de uma agente e quatro feridos graves.
Ataques contra prisões e fugas de reclusos têm-se sucedido há três semanas.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.