segunda-feira, 12 de junho de 2017

PR exonera Vice-Ministro da Saúde



Mouzinho Saíde já não é Vice-Ministro da Saúde
O Presidente da República, Filipe Nyusi, no uso das competências que lhe são conferidas, exonerou Mouzinho Saíde do cargo de Vice-Ministro da Saúde.
 de uma nomeação de fechar a boca. Não estranha que de seguida o próximo despacho seja de promoção do homem da insignificancia, para ser porte-parole das terças-feiras. É que esse camarada merece promoção, demonstrou que tem tudo para singrar: ele não tem vergonha.
Ora, o PR nunca demite aqueles que a fauna eleitoral e patronato soberano está de olho. E.g., o brada que assina contratos consigo próprio, depois de tanto barulho por tanto malabarismo aparente, continua ali tao significante no seu posto (por acaso mais calmo), talvez porque conhece bem a lei mais que o povo que so reclama;
Alias, o teórico das insignificancias, esse que chamou o povo de burros que não sabem ler o valor de zeros num número grande, continua ali tao significante, talvez porque suas afirmações insultuosas foram insignificantes aos ouvidos do boss do pelouro da mola, do PM, e do próprio PR.
_______
EDITADO antes de publicar: O glorioso sabe fazer gestão de seu pessoal mais do que ninguém. Nunca um quadro é marginalizado, alias, mesmo quando mandam para a Brigada Operativa aka BO, ha sempre um plano na manga (que o diga o ja esquecido Cambaza, esse famigerado que veio nos recordar que temos uma comissão de Ética publica). O Dr Mouzinho deixou o 'vicerato' ministerial para ser o novo principado do Hospital Central da metropole. Good

Mouzinho Saíde é novo Director do HCM

Mouzinho Saíde deixa pasta de vice-ministro da Saúde para ocupar cargo de Director do Hospital Central de Maputo
Mouzinho Saíde, vice-ministro da Saúde, até ontem, tomou, hoje, posse como novo Director do Hospital Central de Maputo (HCM), a maior unidade sanitária do país.
Em actualização
Comentários
Wilson Profirio Nicaquela O nosso maior valor é a vida. Sabe gerir as recem (re) instaladas clinicas especiais para as vidas mais preciosas dentro do SNS que o populista saudoso combatia, aliás, que O Ivo, aquele diferente do que trocou olhares com Beyoncé, havia eliminado recentemente.
Responder1 h
Mussá Roots Ele foi exonerado e não "demitido"... Me parece haver diferença...exonerar não é necessariamente " punir" mas demitir tem esse carácter punitivo.

Para passar a outras funções. Tinha de ser exonerado, primeiro...
Responder

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.