quinta-feira, 20 de julho de 2017

O FRUSTRADO ALEXANDRE CHIVALE


A sociedade moçambicana indignou-se, num passado não muito distante. O caso é que moçambicanos de várias origens foram obrigados a consumir um debate ideológico, envolvendo o antigo combatente, e membro sénior da Frelimo, Sérgio Vieira, e um grupo de jovens entusiastas que queriam se afirmar na sociedade, que depois foi apelidado de G 40. O debate centrava-se na necessidade de Sérgio Vieira reconhecer que havia uma outra forma de pensar dentro da Frelimo, e que era preciso dar espaço a nova geração dos tais G40, que queriam um espaço. Esta grupo colocou em jogo as reflexões de Sérgio Vieira expressas em muitas das suas cartas publicadas em vários jornais.
O antigo Combatente Sérgio Vieira, no seu estilo conservador e intolerante, reprovava tudo que era feito por Armando Guebuza, este que alegadamente era defendido pelo G40, muita das vezes usando tom e escrita que espelhava o nível de ira que ele tinha. Várias vezes Sérgio Vieira, e em público chamou nomes ao Guebuza, num claro desrespeito e desafio. Muitos jovens do G40 chegaram até a usar o espaço público para dizer ao Sérgio Vieira que ele não era Frelimo, mas sim um simples membro, portanto, o que dizia não era vinculativo ao partido.
Este debate culminou com a retirada temporária de Sérgio Vieira da escrita, numa clara vitória do G40, mas depois regressou e com muita força, já noutro jornal onde tinha exclusividade. A pressão sobre ele feita pelos G40 já reforçados não cessou, até que um dia decidiu que definitivamente devia se retirar. Em suma, o que caracterizou o pensamento do Sérgio Vieira durante o tempo de Guebuza, foi uma critica céptica, que mesmo sem argumento o suficiente, o seu autor achava que devia dizer alguma coisa, quer seja na gestão pública assim como do partido feita por Guebuza.
Chegou Nyusi e Sérgio Vieira cessou seus ataques ao governo e continuou a perseguir Guebuza, a quem acusa de ser responsável pela crise que o país vive, numa clara fé que o G40 já era.
Mas Sérgio Vieira deixou um “legado” a esses G40: um pupilo emergiu desse grupo, usando, como ele, a intolerância e o insulto, por um G40 que acha que não está a ser contemplado no novo xadrez político e económico. Estamos a falar do insuspeito decano e sempre presente, Alexandre Chivale, que fazia parte do G40 nos seus tempos dourados, e que atacava Sérgio Vieira de toda vez que publicava uma opinião, quer seja via jornais ou televisão. Chivale era do grupo radical do G40, do lado oposto do radical Sérgio Vieira. Como entusiastas do debate, nunca pensamos que um dia ele podia ser exactamente aquilo que ele sempre acusou o Sérgio Vieira: anti-pátria, frustrado, que acha que a Frelimo devia ser o que sempre foi no tempo e quem ele manipulava a corte. Não há dúvidas que os acessos que Chivale, o Alexandre, tinha no consulado passado já não são os mesmos. Lhe fazem falta os convites à Presidência da República; lhe fazem falta chamadas para encontros chaves para opinar sobre este mais aquele assunto ainda que informalmente; lhe faz falta o acesso privilegiado a alguma informação privilegiada; lhe fazem falta oportunidades para singrar como advogado, porque a sua última oportunidades foi a sua indicação para o Conselho Superior da Magistratura Judicial.
O jovem Alexandre Chivale faz parte de um grupo do G40 que não aceita a derrota, e que achava que, o facto de aparecer na televisão a opinar sobre este ou aquele aspecto, o tornava automaticamente ministeriável. Sim ele queria ser chamado para o governo, e os seus próximos dizem que várias são as vezes que chegou a confessar que era seu desejo ir ao governo. Até aqui tudo bem. Mas as coisas começam a se estragar quando várias pessoas a quem ele combateu, como Osvaldo Petersburgo, Celso Correia e outros, são chamados para o governo e ele fica de fora. A situação agrava-se mais ainda quando Isac Chande, chega a Ministro da justiça, depois deste ter sido responsável pela instauração de um processo disciplinar contra Chivale na Ordem dos Advogados. De lá a esta parte, Chivale nunca mais conseguiu se assegurar-se e num jogo infantil procura dar a ideia, ao seu estilo aprendido na época do G40, de que Nyusi não está a trabalhar, e a sua equipa também não também não. Para isso está a usar a imagem de Guebuza, oferecendo-se para ser o contrapeso, pensando na possibilidade de Guebuza estar ofendido com Nyusi. Portanto, se Sérgio Vieira atacava Guebuza acusando-o de ter traído a Frelimo, e Chivale negava com vigor, hoje o Chivale trocou papeis com Sérgio Vieira.
Há uma série de mensagens que estão a ser produzidas e circuladas por Chivale, que contam com a colaboração da Celina Henriques, antiga adida de imprensa de Alberto Vaquina, ex-primeiro Ministro. Sobre ela iremos dar detalhes nos próximos artigos, sobretudo das suas incursões contra Nyusi num claro sinal de frustração por não ter conseguido a vaga de adida de imprensa na Presidência que ela tanto quis.
Assim, Chivale mostra aos frelimistas que um cão adestrado para morder sem doutrina, pode virar-se contra o herdeiro, pois pensa que o dono dava mais que o herdeiro, apesar de que o dono é quem fez o testamento para o herdeiro ficar com o cão.

Um conselho: Deixem Chivale com as suas frustrações com o governo e frelimo, porque no tempo que frequentava a presidência eramos obrigados a ve-lo na TV e a ouvi-lo na rádio a falar baboseiras numa de estar em cima, bem como ler os artigos por si assinados, que nem sabemos se de facto ele é que escrevia. Rex, vamos embora. Cheira mal aqui.
GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Ariel Sonto
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
2
· 3 h
Eliminar
NicriSs Manejo Jr.
NicriSs Manejo Jr. #Chivale mostrou a sua verdadeira posição, pôs naquela altura a sua consciência estava corrompida.
GostoMostrar mais reações
· Responder · 3 h
Eliminar
Homer Wolf
GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 3 h
Eliminar
Cheu Domingos
Cheu Domingos Fiquei curioso na passagem que diz: "Rex vamos embora"
GostoMostrar mais reações
· Responder · 3 h
Eliminar
Vagner Basilio
Vagner Basilio Deve ser chamamento a um cão dele.
Homer Wolf
Homer Wolf ´Xa lá convocar meus brodas Profe Julião, Jah Yahwah Matavele e Djone Lenon... O "trio de ataque"
Homer Wolf
Homer Wolf Náo fique em cima do muro, homem... Posicione-se!... Gêquarente tambem... (antes que guengue Chivaleaks arrase com o "nosso Nyusi" em Setembro - o que seria trágico para todos nós)
Américo Matavele
Américo Matavele Txóca X2.
Homer Wolf
Homer Wolf tsc...depois quando a "casa cair" não venha aí chorar (lágrimas de crocodilo) pelos cantos...
Américo Matavele
Américo Matavele A casa está firme! Muito obrigado.
Homer Wolf
Homer Wolf Jah te ouça, amigo!... O que menos precisamos nesta altura da champions é do regresso do Guebuzismo.
Vá que o homem decida criar mais umas tantas empresas estratégicas fantasmas, a troco da penhora do pouco que ainda nos resta... tsc
NicriSs Manejo Jr.
NicriSs Manejo Jr. #Julião grande ponta de lance
Arsenio Manjate
Arsenio Manjate Só agora é que dizem que ele está frustrado! Quando defendia os interesses do partido tinham opinião diferente. Um reparo, não é a sociedade que está indignada, mas sim a Frelimo. Não nos envolvam em vossos problemas domésticos .
Luis Jamissone
Luis Jamissone Só agora? Ponha doméstico nisso kikikikiki isto está a animar.
Luciano Mapanga
Luciano Mapanga Isto ainda vai animar. Eh eh eh
Tili Ka Makane
Tili Ka Makane El Patriota Theo Crush Matsule notificacao aqui.
El Patriota
El Patriota Acabo de ler... De facto, descascam-se!
Tili Ka Makane
Tili Ka Makane Parece ser o inicio duma nova temporada.
El Patriota
El Patriota O que é muito salutar. Nós da plateia temos saudades desse tipo de shows....
Homer Wolf
Homer Wolf Vc náo está a ver a gravidade da situação!...
El Patriota
El Patriota Não. Eu quero show
Homer Wolf
Lúcio Langaa
Lúcio Langaa grave isto, gravissimo, estes ainda podem nos #atrofiar a vida estes
Ce Henriques
Ce Henriques 😂😂😂😂😂😂😂
Luis Jamissone
Luis Jamissone Dizia meu falecido chefe que animal que tem chifres não se esconde no saco, porque tarde ou cedo ele vai furar o tal saco. kikikikiki Moçambique anima pah.
Homer Wolf
Homer Wolf Assim, no caso quem é o chifrudo nesta história?
Munhamane Thandabantu Mandlaze
Munhamane Thandabantu Mandlaze 😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂
Luis Jamissone
Luis Jamissone É uma simples parábola ilustre, só para reflexão, viver em Moçambique é bom
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane NA FRELIMO HÁ ESPAÇO PARA TODOS EXPRESSAREM LIVREMENTE O QUE PENSAM, SEJA DENTRO OU FORA DOS ÓRGÃOS. LOGO, PESSOALMENTE NÃO VEJO PROBLEMA NENHUM QUANDO...

«[A]Chivale mostra aos frelimistas que um cão adestrado para morder sem doutrina, pode virar-se
contra o herdeiro, pois pensa que o dono dava mais que o herdeiro, apesar de que o dono é quem fez o testamento para o herdeiro ficar com o cão.»

O «HERDEIRO» É QUE TEM QUE SABER COMO CUIDAR DO «CÃO ADESTRADO PARA MORDER SEM DOUTRINA», QUE HERDOU POR TESTAMENTO DO «DONO». E TENHO COMIGO QUE O «HERDEIRO» ESTÁ ASSUMINDO A "HERANÇA" COM A DEVIDA RESPONSABILIDADE, PARA NÃO SER MORDIDO COM GRAVIDADE.

ESTÁS SATISFEITO, Homer Wolf?...
Homer Wolf
Homer Wolf Eu ainda acho que, mais do que se precaver de uma eventual "mordidela leve", o herdeiro deveria era levar o cão à vacinação anti-rábica... ao invés de o deixar em (G)quarentena...
Julião João Cumbane
Julião João Cumbane E se o «cão» não responder à vacina antirábica, é para o «herdeiro» fazer como se não manter o "animal" em «[G]quarentena», ó Homer Wolf?...
Luciano Mapanga
Luciano Mapanga Abater o animal (politicamente) seria o mais sensato.
Noa Inacio
Noa Inacio Eu nunca escondi em varios corredores que gostava de saber nquem e este fulano afinal, que nao e um qualquer, alguem que cada vez mais mostra ser de dentro do sistema com mais informaçao que muitos de nos. Ora, hoje fico com a nitida impressao que nao se trata de apenas um individuo, que ha um grupo de pessoas que usa esta conta. Esse corte fino na escrita e elegancia contrasta com o bussal que o tem representado noutras vezes. Ops os entendores de politrica dizem que isto representa o seu verdadeiro estado "real politik" mas nao posso negar quem usou a conta hoje, escreve com paladar.
Jaime Langa
Alguns "Se" sobre Alexandre Chivale.
1. Se, considerarmos que o PR disse que nao devemos ter medo de ter opinioes contrarias, entao ele fez um bom debate na STV.
2. Se, ter uma opiniao contraria e nao falar, talvez por medo, for bom para o Partido, então ele fez um mau debate;
3. Se, ser Leal é melhor que ser Fiel então, por mim, fez um bom debate;
4. Se, para o partido, ser Fiel é melhor que ser Leal, então fez um mau debate;
5. Se, de tudo que falou no debate houver inverdades, então fez um mau debate;
6. Se, a aparição do chivale der força a outros jovens que tem opinioes contrarias a exporem-se seja nos orgãos internos do partido ou nas redes sociais, então isso é bom para o partido.
7. Se, o Chivale for publicamente retraído pela atitude, então ele fez um mau debate e isso é mau para o partido.
8. Se, na minha opiniao, o partido quer continuar a CRESCER e continuar a ganhar e convencer, então deve usar as mesmas pernas, braços e cabeça com que NASCEU. Porque doutra forma nao será o mesmo partido e não terá o mesmo ideial.
Comentários
Egidio Vaz
Egidio Vaz Estamos perante TEOREMAS DE JAIME. O passo seguinte é perceber o que subjaz cada teorema. Que premissas sustentam cada teorema aqui enunciado? Por exemplo, quando é que discutir assuntos internos do partido no poder em pleno debate televisivo, que de princípio queria analisar o desempenho do mandato do presidente de um país e que coincidentemente é do partido em causa é bom para esse mesmo partido? Faço essa pergunta partindo do princípio de que DEBATE não é só bom porque é debate. E do ponto de vista estratégico-político, trocar ideias em público não é só bom pelo mero exercício d etrocar ideias. Deve ser igualmente útil para os objectivos estratégicos desta mesma organização. Pelo que, mais do que submetermo-nos aos teremas carterisianos, impõe-se antes de tudo, submeter o próprio Teorema de Jaime ao triplo filtro socrático: o teorema é bom, é útil e é verdadeiro?
Volto já.
Jaime Langa
Jaime Langa Em politica não ha teoremas pois nada se prova tudo discute-se.
Alexandre Chivale
Alexandre Chivale Mano Jaime Langa AKA Jaimito. Pode descansar, pois estou FIRME. Não é todos os dias que se tem manos como tu 😎
Jaime Langa
Jaime Langa Egidio Vaz refiro-me ao meu Partido FRELIMO. Onde sou membro do orgao de base. Lol
Taisse Sigaúque
Taisse Sigaúque kakakakakakakkakakkakak. Yhoooo...!!! Senti esse soco bem na boca do estomago.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Eu sei que é membro da Frelimo. Das poucas pessoas que não sabe disso consta Mark Zuckerberg, dono da Plataforma Facebook. E as perguntas que fiz fazem sentido nesta plataforma.
Jaime Langa
Jaime Langa Egidio Vaz sei que tu sabes que gosto de debater contigo mas como disse antes em politica não ha formulas magicas fixas nem teoremas, debatem-se ideias essas são flexiveis.
Norway Prince
Norway Prince Um debate jamais visto. Eu acredito que o Partido precisa aceitar opiniões diferentes, até porque assim garante a desejada democracia. É verdade que não é o normal do nosso Glorioso, mas ninguém disse seria assim para sempre. A liberdade de pensamento deve caracterizar os nossos partidos.
Jaime Langa
Jaime Langa Certo Norway Prince. Pleno acordo.
Américo Matavele
Américo Matavele "Se, na minha opiniao, o partido quer continuar a CRESCER e continuar a ganhar e convencer, então deve usar as mesmas pernas, braços e cabeça com que NASCEU. Porque doutra forma nao será o mesmo partido e não terá o mesmo ideial." Concordo, porém não vejo onde estão outros braços e pernas e cabeças que se aumentaram. As cabeças, pernas e braços são as mesmas, talvez as nossas percepções é que nascem assumpções que nos fazem ver gigantes ao invés de moinhos. Foco no trabalho de cada um ao nível do partido, e deixar as questões estratégicas para quem foi dada essa missão.
Jaime Langa
Jaime Langa Certo e concordo. E eu nao disse que existiam outros...
Josina Malique
Josina Malique Ainda perdidos entre normal dinamica do partido (evolucao), massinguita ou inovacao (revolucao)?
Américo Matavele
Américo Matavele Ainda nessa, mana. Ainda nessa.
Josina Malique
Josina Malique Ok... e um bom exercicio democratico. Parabens!

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.