domingo, 7 de maio de 2017

Governadores da Renamo nas 6 províncias

Governadores da Renamo nas 6 províncias
A Renamo, seu líder, seus apoiantes e não só, reivindicaram por mais de 2 anos governação nas 6 províncias em que saíram vencedores nas últimas eleições gerais. De uma reivindicação verbal passou se para uma luta armada resultando em mortes e destruição de bens. Mas sempre eu disso que isso nunca passaria disso mesmo ou seja duma reivindicação verbal ou armada sem consequência na nomeação de um único sequer governador. O mais caricato é que houve tanta gente que acreditou que desta vez a frelimo ia se render e aceitar a proposta da Renamo. O que acontece é que a Renamo e muitos moçambicanos não conhecem a frelimo e a teoria de que frelimo só houve sob pressão das armas esta aprovado que não procede. Há dias o líder da Renamo apareceu a dizer que a nomeação de governador não é importante ou seja admitiu que renúncia a reivindicação de nomeação dos governadores, como assim?! Se ele apostou tudo nisso! Como já não é importante!? Sei que alguns dirão que é uma cedência para que se avance nas negociações para paz mas alguns de nós já sabíamos que a Frelimo nunca aceitaria e que a Renamo estava a lutar por uma causa que nunca venceria. Tanto tempo perdeu—se, tanta gente morreu, bens foram destruídos para que se alcançasse a principal reivindicação! Para hoje pararmos numa proposta de descentralização que pode ou não ser aprovado pela AR ainda que seja aprovado é para próximas eleições e se a Renamo não vencer nessas províncias como será?! A Renamo perdeu tempo, deixou de fazer política, deixou de funcionar em moldes democráticos ou seja nunca mais ouvimos dizer que reuniu a comissão política, Conselho Nacional muito menos fala—se de congresso. Será desta vez a Renamo terá delegados de listas em todas meses! O tempo que se perdeu não teria sido melhor usado na organização do partido! Não basta culpar toda desgraça a Frelimo os partidos políticos da oposição deve se organizar e serem coerentes para alcançar a Vitória.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.