terça-feira, 30 de maio de 2017

Daviz Simango viajou para Holanda em missão de trabalho


Simango diz que foi à Holanda para prosseguir com projecto de digitalização do Município da Beira
“O Daviz Simango não integrou todas as visitas do Chefe de Estado, fez parte apenas de visitas específicas e objectivas que estavam previstas”. Foi deste modo que o presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) reagiu ao questionamento sobre a essência da sua viagem à Holanda, na comitiva do Presidente da República.
Prosseguir com o projecto de digitalização do Município da Beira foi, de acordo com o edil, o principal motivo que ditou a sua integração na comitiva presidencial. “Nesta viagem, tivemos a possibilidade de trabalhar com o cadastro holandês, que está a ajudar o Município da Beira na digitalização das nossas informações”, afirmou, acrescentando que o objectivo é adequar-se à realidade e facilitar a vida dos munícipes.
Sobre a sua relação com Filipe Nyusi, Simango frisou que sempre manteve contacto com o Presidente e que continuará o fazendo, em benefício dos moçambicanos. “Já conversei com o Presidente várias vezes, aqui na Beira e em Maputo, e nunca ninguém questionou sobre alguma possibilidade de eu estar a render-me. Nós, como moçambicanos, em qualquer parte do mundo, devemos defender os interesses comuns.
Os comentadores do programa “Pontos de Vista” da STV, Tomás Vieira Mário e Ericino de Salema, disseram que o Presidente da República, Filipe Nyusi, pensou nos interesses do Estado ao convidar o edil da cidade da Beira, Daviz Simango, para fazer parte da sua comitiva na viagem à Holanda.
A visita do Presidente surgiu em resposta ao convite do rei Willem Alexander. Para além de Daviz Simango, fizeram parte da delegação presidencial os ministros dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, dos Transportes e Comunicações, das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, bem como o vice-ministro da Indústria e Comércio, a primeira-dama, incluindo uma delegação de empresários.
Na Holanda, o Presidente Nyusi foi recebido em audiência pelo rei Willem-Alexandre e manteve conversações oficiais com o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte. O Chefe de Estado manteve, igualmente, encontros com diversos governantes do Reino dos Países Baixos, parlamentares, senadores, membros da Câmara dos Deputados, assim como visitou instituições científicas, financeiras, empreendimentos socioeconómicos, além de participar no Fórum de Negócios Moçambique-Holanda.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.