sábado, 27 de maio de 2017

Pressão popular obriga Chivukuvuku a retirar nome da esposa na lista de Deputados




O Presidente da CASA-CE está inclinado em retirar o nome da sua esposa Maria Vitória Chivukuvuku da lista de candidatos a Deputados com a qual a Coligação concorre para as eleições de 23 de Agosto.

A informação foi avançada por uma fonte ligada a Coligação Eleitoral, garantindo que Abel Chivukuvuku já terá orientado o seu vice André Mendes de Carvalho “Miau” a proceder conforme, encontrar um substituto, e informar o Tribunal Constitucional.

Na lista divulgada nesta quarta-feira pelo TC, Maria Vitória Chivukuvuku ocupa a posição nº 9. Na mesma lista constam ainda, Américo Chivukuvuku irmão mais novo de Abel e Samuel Catumbela Chivukuvuku, sobrinho.

A presença dos quatro membros da família Chivukuvuku na lista de candidatos, foi divulgada pelo Jornalista da Voz da América Coque Mucuta, que lançou nas redes sociais, uma espécie de nota de repúdio a contestar a presença de tantos Chivukuvukus e Kerlans.

A reacção do público foi instantânea, com grande parte dos internautas a contestar o facto, e alguns poucos aficionados da Coligação a tentar defender a posição. Um destes defensores é Lindo Bernardo Tito, um dos vices de Abel, que também tem a sua esposa na lista. Olga Vitumbo Tito é número 27, de uma lista onde militantes que chegaram a candidatar-se a Presidência da Coligação foram colocados em posições ilegíveis. José Carlos Pinho e João Kalupeteka ocupam as posições 33 e 124 respectivamente.

Ante a revolta dos cidadãos, que vêm na atitude dos líderes da CASA-CE como uma cópia das acções do MPLA, Abel Chivukuvuku percebeu que foi um erro estratégico que pode minar as pretensões da Coligação vencer as eleições deste ano, ou então tornar-se a segunda maior força política do País.

Só uma interpretação como a que referimos acima, pode fazer com que o líder da CASA-CE retire o nome da esposa da lista de candidatos, mesmo depois da mesma ter sofrido várias alterações, estar já sob alçada do tribunal Constitucional.

Espera-se que o mesmo gesto seja seguido por Lindo Bernardo Tito, se o jurista e vice presidente da coligação primar pela sua boa imagem, e ter alguma consideração pelos cidadãos, que em ultima análise, são potenciais votos que se perdem ou se ganham.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.