terça-feira, 4 de julho de 2017

Aumento da Taxa do Lixo visa responder ao aumento populacional na Matola



Município da Matola garante que aumento da Taxa do Lixo vai melhorar capacidade de recolha de resíduos nos bairros
Dias depois de populares de alguns bairros da Cidade da Matola terem-se manifestado contra a medida que agrava em 15 meticais a taxa de lixo, o Município reagiu avançando que a decisão visa responder ao desafio do aumento de produção de lixo na urbe. Para a edilidade, a taxa estava desactualizada, uma vez que não era mexida desde 2007, isto é, 7 anos.
“De acordo com o senso de 2007, tínhamos uma população de 675 422 habitantes e as projecções do Instituto Nacional de Estatística apontam que temos 1 000 000 (um milhão) de habitantes, significa que houve um incremento de 67,5% de habitantes e isso contribuiu muito na produção de resíduos sólidos na nossa cidade. Em 2007, a produção diária de lixo na cidade era abaixo de 350 toneladas por dia, de lá para cá houve um incremento nessa quantidade. Hoje estamos a falar de 600 toneladas por dia. Isto quer dizer que as taxas aprovadas há sete anos estão desajustadas com a realidade actual”, disse Laiton Melo, Vereador da Área de Salubridade, Ambiente, Parques e Jardins Municipais.
Segundo o Município da Matola, a falta de actualização da taxa de recolha de lixo causava constrangimentos operacionais. Neste contexto, a medida poderá aumentar a capacidade de recolha de resíduos nos bairros. “Este agravamento vai contribuir para a melhoria dos serviços por nós realizados. Assim podemos aumentar a nosso raio de acção. Neste momento, dos 42 bairros existentes na nossa urbe, atingimos 35 no que à recolha de lixo diz respeito”, disse o vereador.
Recorde-se que a bancada do MDM na Assembleia Municipal da Matola discorda da medida e promete reunir assinaturas para fazer um baixo assinado, de modo a revogar a decisão tomada pela bancada maioritária da Frelimo.   

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.