terça-feira, 6 de junho de 2017

O "gajo mais inspirado de todos os gajos"* (#canalmoz)


Maputo (Canalmoz) – Quando recebemos a notícia no domingo, ficámos atónitos a olharmos uns para outros, não só pela incredulidade, mas também com sentimento de desamparo, que um mais velho colega acabava de nos creditar. Ficámos a olhar e a telefonar uns aos outros e a nos perguntar a nós mesmos sobre como vai ser daqui para frente, sem o nosso “mano Noé”, como te tratávamos.
E por falar em formas de tratamento, há mais com que cobardemente te tratávamos sem nunca te ter dito que eras tu. “O gajo mais inspirado de todos os gajos.” Sim. Porque tu conseguias todos os dias ter uma opinião no nosso diário “Canalmoz” e, todas as quartas-feiras, uma outra opinião no semanário “Canal de Moçambique”. Verbo e ideias era o que não te faltava. E para ter isso tudo e todos os dias, só podias ser “o gajo mais inspirado de todos os gajos”.

Empurraste-nos à amarga experiência da malcriadez da morte. Essa triste grandeza que todos vamos experimentar no dia último. Se era certo que este dia iria chegar e vai para cada um de nós nesta sala, é também certo que a arrogância com que a morte te tirou do nosso meio, não nos deu tempo nem para preparar lágrimas suficientes para chorar a falta que nos fazes.
Deixaste-nos desamparados porque foste tu que, juntamente com outros colegas, iniciaram no meio de tantas dificuldades o sonho da criação de um semanário verdadeiramente independente e que hoje se chama “Canal de Moçambique”, a nossa casa. Com todos os receios que tínhamos deste a tua força e vontade e hoje estamos aqui como colaboradores do semanário independente e de referência dos moçambicanos. Teu sonho e nosso sonho. Uma antiga ambição conjunta. Foste tu o nosso primeiro colunista, que, a partir daqui, da cidade Beira, nos brindava a cada semana com uma abordagem não localizada, mas holística de tudo o que se passava neste país.
Não morreu Noé Nhantumbo. Morreu um cidadão na acepção francesa do termo. Um cidadão ciente dos seus direitos e deveres. Mas, acima de tudo, um cidadão que nunca aceitou negligenciar os seus deveres. E nos deveres há um em que eras mestre. O dever de participar através do direito à indignação e s seguir à palavra. Tomaste da palavra e te fizeste ouvir. Escreveste perspectivas, propuseste soluções, elogiaste os bons, caricaturaste os maus, sem nunca ter perdido a fineza. Um homem que inspirou todos nós, desde que fundámos o “Canal de Moçambique”, e hoje nos tornámos o semanário de referência deste país. O “Canal de Moçambique” fica pobre sem ti, Noé.
Mas, se a tua morte deixou um vazio nos nossos corações, então é justo que se diga que também nos deixou cheios. Cheios das tuas ideias rebeldes. Cheios das tuas investidas de pensamentos alternativos por um Moçambique, não melhor, mas menos pior do que este.
Quem não vai ter saudades das tuas laboriosas crónicas diárias no “Canalmoz” e semanais no “Canal de Moçambique”? Vamos ter saudades do teu sotaque beirense. Um colunista prolífero e versátil, como te chamou um dos colegas da nossa casa. Escrevias como quem o faz para deixar marcas no tempo, lançando avisos à navegação. Eras um pensador. Eras e continuas a pertencer à família deste jornal onde desaguam não só todos os rios, mas as quizumbas, que tu atacaste ferozmente com a sua força anímica. Descanse em paz o "gajo mais inspirado de todos os gajos". Até já, Noé.

*Elogio fúnebre dos colaboradores do “Canal de Moçambique” e "CanalMoz", lido no velório de Noé Nhantumbo, no dia 31 de Maio no Auditório Municipal da Beira.
LikeShow more reactions
Comment
26 Comments
Comments
Isabel Paunde
Isabel Paunde Num país em que o dinheiro compra muitos fica aqui um exemplo raro de quem manteve sempre os seus valores e ideias. Ser herói é Isto, manter firme os seus valores qdo todos se perdem. Aos nossos actuais analistas, jornalistas que se desviam por migalhas inspirem se. O país precisa de homens de coragem e de trabalho para desenvolver e Noé foi um exemplo. Fizeste a tua parte. Bayete
LikeShow more reactions
· Reply ·
2
· June 4 at 8:04am
Adelino Costa Razão
Adelino Costa Razão Fiquei muito triste quando tomei conhecimento do desaparecimento físico deste grande profissional, fiquei triste ainda por não ter visto a notícia a passar nos canais televisivos , mas se fosse um lambebota do regime certamente que iam noticiar a semana toda.
LikeShow more reactions
· Reply ·
1
· June 2 at 6:42pm
Vital Cassume
Vital Cassume ATé sempre o gajo mais inspirado de todos os tempos do nosso grande Canalmoz!!! Descanse em paz
LikeShow more reactions
· Reply ·
1
· June 2 at 2:27pm
Estevao Maloa
Estevao Maloa "Morte".... Levas todos e tudo para si. Nao te percebo, ohnnnn insaciavel
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 5:48pm
Ismael Baptista
Ismael Baptista PAZ A SUA ALMA. Q situação da morte quando invade a um lugar, até ja Noé Nhantumbo
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 2:57pm
Zeca Lino Muchone
Zeca Lino Muchone Na verdade estamos triste nos beirences , sem Noé não teremos a nossa literatura com tanta vitamina , falo das crônicas que sempre prestei atenção na leitura do jornal independente.Descasa em paz Bairro da Manga te acompanha até último adeus.
LikeShow more reactions
· Reply · June 4 at 4:19pm
Jawardo Cesar Joao Joao
Jawardo Cesar Joao Joao Foi o Noé,ficou a ARCA,-canal moz-pra que nela se escrevam mais estorias e historias desta patria.
LikeShow more reactions
· Reply ·
1
· June 2 at 2:07pm
Gervasio Avelino
Gervasio Avelino Descanse em paz, Noe Nhantumbo.
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 2:56pm
Marques Bráz Bráz
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 3:50pm
Leonardo Manhique
Leonardo Manhique Paz e sua alma
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 6:06pm
Sergio Magaicane Mangui
Sergio Magaicane Mangui Paz à sua alma,mestre Noé!
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 3:35pm
Joaquim Joao Correia
Joaquim Joao Correia Rip...ate sempre ...
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 2:56pm
Dias Coutinho
Dias Coutinho Que a sua alma descanse em paz e que Deus dê a ele um eterno descanso.
LikeShow more reactions
· Reply · June 3 at 12:36am
Sergio Baloi Sergio
Sergio Baloi Sergio Foi um grande homem
LikeShow more reactions
· Reply ·
1
· June 3 at 5:46am
Isaias Nyamunda
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 9:45pm
Mario Chico Bonde
Mario Chico Bonde Triste mesmo
LikeShow more reactions
· Reply · June 3 at 10:40pm
Francisco Nabila
LikeShow more reactions
· Reply · June 3 at 10:43am
Peter John
Peter John Muito triste. RIP
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 4:21pm
Marsal Jemuce
Marsal Jemuce Noé,xtaras sempre
vivo em cada um de nós;
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 5:40pm
Ginoca Ramos
Ginoca Ramos R.I.P.
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 9:01pm
Juliao Mussalafo
Juliao Mussalafo Paz a sua alma
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 10:34pm
Chico Ivo
Chico Ivo Adeus Noé..
LikeShow more reactions
· Reply · June 2 at 9:54pm

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.