quarta-feira, 17 de maio de 2017

NOTICIA DE ULTIMA HORA DENÚNCIA E PEDIDO DE SOCORRO DOS RECLUSOS ENCARCERADOS NAS CELAS DO COMANDO DA CIDADE ANEXAS A B.O*


*NOTICIA DE ULTIMA HORA DENÚNCIA E PEDIDO DE SOCORRO DOS RECLUSOS ENCARCERADOS NAS CELAS DO COMANDO DA CIDADE ANEXAS A B.O*
Consta que nos últimos tempos tem se vivido um clima de terror e ameaçador nas celas do comando da cidade de Maputo, isto é, atentado à vidas Humanas por envenenamento e execuções sumárias, perpetrado por agentes da polícia da República de Moçambique afectos nas mesmas celas em conivência aos *agentes da PIC (SERNIC)*, mais conhecidos por *TEAM dos SONHOS* liderado por Chefe *OSVALDO mais conhecido por Búfalo*... Dos quais destacam-se *o Chefe das operações do comando da cidade inspector principal da polícia, conhecido por Chefe Homo/Mascarenhas, inspector da polícia de nome Jossias este foi instrutor da polícia por muitos anos transatos no centro de formação da polícia de Matalane, subspector da polícia de nome Zandamela este que faz parte do antigo grupo de execuções sumárias no seio da polícia que era conhecido por *GRUPO MAMBA, este especialista em assassinato, sargento da polícia de nome Magaia, este que já esteve expulso das fileiras policiais por cometimento de vários delitos e assassinatos no seu passado no seio da polícia da República de Moçambique, tendo sido reintegrado para o cumprimento de missões especiais , isto é, execuções sumárias comandadas pelos seus superiores Hierárquicos.* Nos dias de hoje, este grupo tem aterrorizado os presos, ameaçando-os de morte tendo sitado como exemplo o assassinato macabro orquestrado e perpetrado aos últimos dois reclusos de nome *José Aly Coutinho e Alfredo José Muchanga*no dia 24 de Abril do corrente ano, onde Maquiavélica mente retiraram os reclusos das celas deste comando com um único propósito mortífero, ao ponto de não se terem observado as normas da casa para o transporte dos reclusos para aquele fim triste, como conta a fonte ao mando do Director da ordem e segurança pública *António Mulungo* este que já exerceu a mesma função no *Comando da província da cidade da Matola e província de Cabo Delgado, Pemba*. Segundo a fonte, consta que este agente da Polícia da República de Moçambique foi transferido para o comando da cidade de Maputo vem fazer cumprir uma Missão específica em colaboração com os seus superiores Hierárquicos no sentido de Eliminar alguns reclusos que se encontram internados naqueles calabouços, donde se destacam na lista das possiveis execuções nomes sonantes como *Aníbal dos Santos Junior vulgarmente conhecido por Aníbalzinho, este tido como próximo do famoso Modo mas Assif Abdul Satar este conhecido por como Nini Satar. Anibalzinho corre sérios perigo de vida perante esta escumalha mortífera liderada por Mulungo* e outros reclusos que se encontram naqueles calabouços, nomeadamente: *Arnaldo Bedene Chissano mais conhecido por Angolano, Mahulana issufo, Tinga Miguel, Jaime Manuel, Tomás Carlos Machaieie, Luís Carlos, Norton Eduardo, Jorge Sipriano e "Felexi Manhiça"*, este último cujo já foi vítima por duas vezes de tentativa de envenenamento nas entregas de refeições pelos polícias. 
Nesta sequência os reclusos pedem uma intervenção a liga dos direitos humanos, a procuradoria da República de Moçambique, o Ministério da justiça, e outras entidades Copetentes para parar aquele ambiente que lá se vive tendo em conta que não há socego no dia a dia dos reclusos inclusive nas famílias dos mesmos... 
Por último a fonte realçou que *Mulungo*não está em condições de colocar ordem no desempenho das suas funções visto que encontra-se perturbado mentalmente e com a consciência fora do lugar, sabendo que a pouco tempo perdeu a sua *filha e genro*, estes que por azar foram assassinados por burladores de terrenos, quando faziam a cobrança do valor de um terreno na localidade da Santa Isabel distrito de Marracuene o qual foram burlados...
*Antonio Mulungo* superintendente principal da polícia tem a sua *Esposa* gravemente doente, num estado crítico de saúde, o que faz acreditar a fonte que por estes motivos a Polícia da República de Moçambique deveria analisar a situação deste membro, visto que já mostrou que tem descontado a sua fúria e vingança em cima daqueles presos, alguns inocentes ordenando a matança, a tortura física, psicológica, em suma, a opressão dos mesmos... Rematou a fonte.

- Via UC WhatsApp
Mostrar mais reações

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.