terça-feira, 11 de julho de 2017

FMI já começou a vasculhar “lacunas de informação”

Missão reuniu-se ontem com o Ministério das Finanças
Uma missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) está em Mo­çambique, desde esta segunda-feira, tendo ainda na manhã de ontem, se reunido com o elenco de Adriano Maleiane, no Ministério da Economia e Finanças (MEF).
A missão, segundo se sabe, vem no âmbito da discussão, com as autoridades moçambicanas, dos resultados da audito­ria internacional independente às dívidas ocultas, segundo prometeu a instituição da Bretton Woods logo após a divulgação, pela Procuradoria-Geral da República, do sumário executivo do relatório da Kroll.
Na comunicação emitida no âmbito da divulgação do sumário executivo, o FMI, recorde-se, denunciava a persistência de lacunas de informação, em particular no que respeita ao uso dos 2 biliões de dólares emprestados à Ematum, MAM e Pro Indicus.
Além de discutir os resultados da auditoria em si, é interesse do FMI abordar a questão de possíveis medidas de seguimen­to, incluindo trabalhar com as autoridades para abordar preocupações relacionadas com a gestão de recursos públicos.
Na verdade, segundo se percebe, é intenção do FMI pressionar as autoridades moçambicanas para que os promotores das “dívidas ocultas” sejam devida e exemplarmente responsabilizados, caso que se comprove o dolo em todo o processo, como parece ser o caso, pelo menos tendo em conta os resultados da auditoria. “A missão também aproveitará a visita à Maputo para reavaliar a situação macroeconómica e discutir as prioridades das autoridades relativas ao Orçamento de 2018” – referiu o FMI, colocando a possibilidade de retoma, mas com condicionalismos concentrados na necessidade de responsabilização daqueles que podem ter dado outro destino à boa parte dos 2 biliões de dólares de todo o pacote das dívidas.
Tendo iniciado ontem, o trabalho dos peritos do FMI vai até 19 Julho corrente, devendo, o grupo pronunciar-se exactamente depois de terminar todo o trabalho que vem fazer ao país.
MEDIA FAX – 11.07.2017

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.