domingo, 2 de julho de 2017

Cinco comandantes demitidos na sequência do roubo de armas em Tancos


Cinco comandantes demitidos na sequência do roubo de armas em Tancos

2.384
84
O Chefe do Estado-Maior do Exército decidiu exonerar cinco comandantes para não interferirem nas averiguações, na sequência do roubo das armas, em Tancos. E não lhe passa pela cabeça demitir-se.
O chefe do Estado-Maior do Exército revelou que mandou abrir três processos de averiguações
JOHN D MCHUGH/AFP/Getty Images
O chefe do Estado-Maior do Exército, General Rovisco Duarte, revelou, este sábado, na RTP, que decidiu exonerar os cinco comandantes das unidades ligadas à segurança dos paióis de Tancos de onde foram roubadas armas de guerra, na passada noite ou madrugada de quarta-feira para quinta-feira.
Foram demitidos o Comandante da Unidade de Apoio da Brigada de Reação Rápida, o Comandante do Regimento de Infantaria 15, o Comandante do Regimento de Paraquedistas, o Comandante do Regimento de Engenharia 1 e o Comandante da Unidade de Apoios Geral do Material do Exército, anunciou o General Rovisco Duarte, explicando que são os comandantes das unidades que dão forças à segurança física e militar dos paióis.
Questionado sobre se os comandantes não terão zelado pela segurança do paióis, o general negou-se a dizer que tenha insinuado isso com estas exonerações.
O ponto é: como esses comandantes são quem nomeia os militares que fazem as rondas e asseguram a proteção do local, “exonerei-os por uma questão de clareza e para não interferirem com o processo de averiguações”, explicou o chefe do Estado-Maior do Exército, depois de revelar que mandou abrir três processos de averiguações. Um no âmbito funcional, “que tem a ver com a armazenagem e gestão do material”, um segundo relacionado com a averiguação de segurança “que tem a ver com a intrusão e aí estão envolvidas todas as unidades que reforçam a segurança do paiol” e um terceiro que recairá sobre o sistema de vigilância “que tem a ver com o projeto que o Exército vinha a implementar há uma data de anos e que tinham sido dadas ordens para se acelerar a implementação e logicamente quero ver esclarecidos estes problemas”.
Questionado sobre o que terá levado ao roubo naqueles paióis em específico, Rovisco Duarte respondeu que ficou “surpreendido”. “Entre 20 paióis que existem naquela área de 34 hectares com perímetros de cerca de 3.000 metros, com duas vedações, eles vão escolher dois paióis que têm o material que consideramos o mais sensível , o que significa que temos de tirar algumas conclusões”.
Quando se escolhem dois paióis num lote de 20, e que por acaso não são os mais próximos do sítio de entrada onde foi feito o corte, podemos tirar conclusões que houve conhecimento do que constava nesses paióis”, afirmou o responsável, acrescentando que esse é agora um assunto para a Polícia Militar Judiciária investigar.
O chefe do Estado-Maior do Exército está certo de que o roubo terá ocorrido todo num mesmo momento.
Já esta manhã o chefe do Estado-Maior do Exército tinha dito que quem roubou o material de guerra do quartel de Tancos tinha “conhecimento do conteúdo dos paióis” e admitiu a possibilidade de fuga de informação.
“Para haver algo deste género tem de haver informação interna”, assumiu, em declarações à SIC, acrescentando que, além da investigação conduzida pela Polícia Judiciária Militar e pela Polícia Judiciária, vai decorrer um inquérito no Exército para apuramento de eventuais responsabilidades.
Por sua vez, o ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, admitiu, este sábado de manhã, que os 44 lança-granadas, os quatro engenhos prontos a detonar, 120 granadas e 1.500 munições de 9 mm roubadas esta quarta-feira ao Exército no paiol de Tancos podem ter como destino o terrorismo.

“Demitir-me não me passa minimamente pela cabeça”

“Ninguém se sente confortável numa situação destas e ninguém lamenta mais que o Exército porque fomos atingidos no nosso orgulho e no nosso prestígio. E foi particularmente ingrato sermos atingidos desta forma quando eu pessoalmente tenho vindo a fazer muito esforço na implementação da vigilância e da segurança das unidades”, afirmou ainda o General Rovisco Duarte.
Ainda assim, o responsável militar garantiu que a demissão não lhe passa “minimamente pela cabeça”.
Quanto a um possível reforço de segurança, o general referiu que “o grau de ameaça que estava previsto não nos impunha um reforço de segurança”. “A segurança destacada era suficiente uma equipa que fazia rondas periódicas. Em determinada altura, quando foram instalados os meios de segurança, era um meio complementar.”
A segurança [em Tancos] era semelhante à que está montada em Santa Margarida, assente num sistema de rondas que o Exército considerava suficientemente dissuasor.”

Mais votados11
Todos85
Joao Eduardo Gata
agora
O Ministro da Defsa já se demitiu? Ainda não? Porquê? Comentários do Pateta-Mor Marcelo? Nada? Ou será que "tudo o que poderia ter sido feito, foi feito"? Este é o MAIOR ROUBO DE ARMAMENTO NA EUROPA neste século ! Servirá para Terrorirtas assassinarem centenas ou milhares de civis inocentes por tod a Europa. Responsabilidades? A Europa deverá CASTIGAR ete Governo Português.
Carlos Mambo
44 m
Quantos casos existem, de pessoas com responsabilidade no exercito que venderam o material do exército para beneficio próprio?
Manuel Domingues
1 h
Espero que nunca sejam usadas,mas se tiver de ser que seja contra este desgoverno de totos falhados. 
Tiago CoimbraManuel Domingues
14 m
Meu caro, provavelmente no caso de serem atingidos, recusar-se-iam a morrer, apesar de "este ser o dia mais sangrento da minha vida ". 😂
Jorge Silva
2 h
Já há relatório das armas roubadas ou é pra ficar no segredo dos Deuses
Comme d'habitude ....
Escandaloso
Ruy Magalhães
5 h
eles são exonerados dos cargos e não demitidos pois continuam na folha
Paulo Esteves
6 h
O melhor da notícia é a fotografia!!!
Pelo camuflado parece um talibão!
Eu se o vir por aqui vou à GNR.
Estejam tranquilos.
Soldado MilhoesPaulo Esteves
5 h
E é ! O Jornal é tão pobre que põe um RPG2 de fabrico russo a ser usado provavelmente por um combatente não regular, para Ilustrar um "Roubo" de armas em Portugal!

Parabéns ao Observador que anda com os "Níveis" sempre em alta 


Soldado Milhoes
6 h
Já tinha dito aí noutro comentário que era isto devia de ser feito!
Agora a PJM vai indagar o que se passou ! E o Exercito vai arrumar a casa para não tornar a acontecer. 
Não é o Ministro que tinha de se demitir! O máximo que eu podia admitir, era o chefe de estado maior do exercito por o lugar à disposição.
Não é da competência do ministro andar a guardar paiolins!
Agora os comandantes e todos os envolvidos vão apanhar umas porradas!


Rogerio Manuel
7 h
O que está a acontecer de mal no país são as consequencias da Desastrosa Governação de Passos Coelho/PPD/PSD/CDS, destruindo milhares e milhares de familias, milhares de empresas e depauperando organismos vitais do Estado, com cortes sem critério e sem inteligencia.   Este governo PS é talvez o melhor governo desde o 25 de Abril.   Mas tudo leva tempo a recompor-se.
Engelbert von SmallhausenRogerio Manuel
4 h
Quem sabe, talvez o melhor governo desde D. Afonso Henriques. Avante Camarada, o sol brilhará para todos nós.
O melhor com a mesma equipa do pior. Só falta o socras para a equipa de sonho estar completa,,,
"Tem paI que é cego..."
António MeloRogerio Manuel
1 h
Viva o mais baixo defice da democracia!! Sem  investimento público!! VIVAAA!!
Luis Ilheu
7 h
Concerto Solidário para a "compra" de armas.... em que cenário é que as Forças Armadas estavam a pensar utilizar o armamento roubado....no resgate de portugueses...na Venezuela...no Rio de Janeiro...
José Relva
8 h
Demitidos?! Onde o conteúdo refere isso?
Rogerio Manuel
9 h
E com 20 paióis é aceitavel a vedação ser uma rede de Capoeira de Galinhas ? Parece um filme cómico.
Luis IlheuRogerio Manuel
8 h
houve tempos em que o exercito português não usava vedação
Luis Ilheu
9 h
Serviço Militar Obrigatório!!!



Red Baron
9 h
Dois pesos e duas medidas...

Porque não demitu também o Comandante do Regimento de Comandos quando mataram 2 recrutas na instrução?

Ou será que queria que ele interferisse nas averiguações em curso?

O Exército está entregue á bicharada...
Luis IlheuRed Baron
9 h
o Exercito não está entregue á bicharada mas há quem queira...numa altura de fragilidade ainda espezinhar mais!!!
Luis Ilheu
9 h
ca para mim o "Sebastião Pereira" está por detrás disto tudo...o Jornalista Ramon e adepto do passismo em Portugal sabe de alguma sobre o roubo!!!?? pode perguntar ao Sebastião Pereira se sabe quem é que fez isto e quem o encomendou!!!???
Tiago Maymone
9 h
Rondas? "Suficientemente dissuasoras"? Para guardar este tipo de material? Se eu fosse criminoso profissional neste momento estaria a rir à gargalhada. Um caso destes dava para mandar abaixo pelo menos cinco governos de direita...
Luis IlheuTiago Maymone
9 h
rir a gargalhada estão quem fez isto...sabiam que os politicos ainda iam fragilizar mais as Forças Armadas num Tempo em que não podem estar fragilizadas...
Luis Ilheu
9 h
os passistas depois de terem destruido o sistema financeiro português...terem apoiado o roubo das comunicações portuguesas pelos judeus holandeses de matriz marroquina...agora o alvo...são as Forças Armadas de Portugal...só podem mesmo ser judeus!!!???
Helder Carneiro
9 h
Só a cozinha de campanha não foi roubada porque precisam dela 2 vezes ao dia
Paula Pereira
9 h
Mas ainda temos Estado?Falha em Pedrogão, falha em Tancos, e pelos vistos os generais portugueses e demais comandantes são segundo o CEME gente de pouca confiança que podem comprometer as averiguações!!! Mas estão todos loucos?????
Luis IlheuPaula Pereira
9 h
temos é armamento perigoso ai a circular por Portugal e só se escutam vozes a pedir demissões...eleições...
José RelvaPaula Pereira
8 h
A culpa é do comentário do passos, aliás o kosta dirá que o governo anterior tem a culpa.
Jorge SilvaLuis Ilheu
1 h
Desculpe contradizer e falo por.mim....
Enquanto cidadão parece q tenho o direito de saber o q se passou. Ou não?
V.Exa o afirma ...armamento perigoso....
Não se deve questionar nada ?


Joao Odiragram
10 h
Safou-se a mulher da limpeza pois deve estar de férias.....
 
Luis IlheuJoao Odiragram
10 h
vocês passistas...tudo serve...tal é o vosso desespero!!! Rui Rio deve assumir a liderança do PSD até ao próximo congresso extraordinario para a eleição da nova liderança..
José RelvaLuis Ilheu
8 h
O kosta e seus ministros nada têm a responder.
victor guerra
10 h
Só falta ir o tótó do ministro
João Magalhães
10 h
Quando um exército deixa assaltar o paiol deixa também de fazer sentido. É uma vergonha nacional e motivo de chacota. A partir de agora e enquanto as demissões de alto a baixo não ocorrerem, é chefiado por palhaços. 
vergonha nacional!!!??? os Passistas=Whaabis Catalães é que tem vergonha das Forças Armadas da Cristandade Portuguesa!!!
João MagalhãesLuis Ilheu
10 h
E se fosses para a caminha? 
Nem mais. 
Quando vier o inimigo só podemos corrê-lo à pedrada ... porque o nosso exército deixou roubar as armas de dentro do quartel !!
"Quando um exército deixa assaltar o paiol deixa também de fazer sentido."
.
sim...não diga mais nada!!!  quando o Bloco de Esquerda é mais moderado que os Passistas no ataque as Forças Armadas está tudo dito...Whaabis Catalães...
Manuel GoncalvesJoão Magalhães
10 h
mas tem de fazer o turno de palhaço de serviço...
sim...palhaço mas não ando a aproveitar um momento de grande fragilidade das Forças Armadas Portuguesas para as espezinhar ainda mais...isso fazem os passistas!!! o vosso desespero é tão grande....
Luis IlheuLuis Ilheu
10 h
os passistas são judeus...
Maria FernandesLuis Ilheu
8 h
É para dizer porcaria destas k lhe pagam? Parece um demente com fixação no Passos
José RelvaLuis Ilheu
8 h
O kosta a catarina ou o jeronimo nunca o fizeram.
Ivo Santos SoaresJoão Magalhães
42 m
Mas já foram exonerados os comandantes que estão directamente ligados ao caso. 
Como é óbvio haverá culpados, e tem de ser responsabilizados, mas não é a demitir toda a gente que se resolve. 
Ou acha que o ministro, o PM e o PR andam a ver se há furos nas vedações??? 
Isto é muito grave, é há que ter calma, ponderação e bom senso.... 
Luis Ilheu
10 h
Com problema na Venezuela, aqui ao lado, os movimentos independentistas whaabis catalãs prometem levar o Reino Católico de Espanha para o Caos...com tudo o que se passa na margem sul no mediterraneo...com a crise no Brasil que ninguem sabe ainda no que vai dar...com o Estados Unidos a quererem mudar de regime em Angola com o apoio da Arabia Saudita...quando num momento de fragilidade das Forças Armadas em Portugal os políticos a utilizarem para fazer chicana politica...são os estadistas que nós temos...
Jorge SilvaLuis Ilheu
10 h
Chicana política.em.relacao aos.mortos.de PG
Chicana política.em.relacao.ao.roubo.do.armamento
E q mais ?
Melhor toda.a.gente ficar.calada.pars.n molestar ....
Ridículo....

Luis IlheuJorge Silva
10 h
nã...pode-se falar mas peixarada!!!!??? PQP fora a mãe deles que não tem culpa nenhuma

inês
10 h
Um exército que nem consegue guardar as armas é para defender quem ?!!
Luis Ilheuinês
10 h
é como as secretas...ou a unidades de contra-terrorismo...
Manuel Lisboa XII
11 h
Agiu correctamente o Chefe do Estado Maior do Exército. Não morreu ninguém devido ao desleixo, que deixou o roubo acontecer. Espera-se que não morra. Seria bom que a sua decisão servisse de exemplo nas esferas governamentais. Morreram tragicamente 64 pessoas e ninguém se demitiu do governo português. Há ainda noção de responsabilidade no exército português. Não serve de desculpa, mas aí sabe-se tirar conclusões e agir. Espera-se a descoberta rápida dos responsáveis. 
sim Passos deve se demitir!!!
a colocar as Forças Armadas de Portugal num tempo de fragilidade na campanha eleitoral...Passos é Judeu!!
Helder Vaz Pereira
11 h
A degradação das FAP, seja em pessoal, seja em equipamento, é só um reflexo do que se passa ao nível  de um Estado falido, irresponsável, ausente, enfim um... NÃO ESTADO. e  gente que nos tem governado são inimputáveis.  Basta  ver o que aconteceu com os fogos da semana passada com dezenas de mortos e feridos.  Mas os TUGAS gostam, comem e calam.
a porcaria da NATO impos uma reorganização militar que se está a revelar uma autentica tragédia...e depois assistir a politicos que atacam as FA num tempo de fragilidade destas é...
Corto Lemos
11 h
Um Estado que derrete à frente dos nossos olhos e que deixa de proteger os seus cidadãos e que inclusivamente por incúria ou incompetência ainda coloca os cidadãos em maior risco deixando armas militares cairem no "mercado negro" e acessíveis a um qualquer acto terrorista, este Estado e estes responsáveis só têm uma saída. Demissão imediata. Do Governo e das chefias militares.     
Luis IlheuCorto Lemos
11 h
Os Whaabis Catalães...Interesses estrangeiros querem o caos em Portugal !!! Não admira que os Catalães andem a exigir eleições em Portugal...
Susana Oliveira
11 h
O CEME esteve bem depois de ter reconhecido que houve um brutal falhanço na sua cadeia de comando ao terem sido passadas informações por militares de Tancos para os assaltantes. O que não faz sentido é que, após um fiasco deste tipo por parte do Exército, se pretenda a demissão do Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas ou do Comandante Supremo (PR) ou da tutela (ministro da Defesa)? Que culpa têm eles deste monumental fiasco do Exército?
Carlos MadeiraSusana Oliveira
11 h
A culpa (assumida)é sempre do superior máximo, em qualquer ramo, é assim que funciona, ou não há comando?, é tudo à lagarder.
Susana OliveiraCarlos Madeira
11 h
O seu comentário é pertinente. Faça o favor de me esclarecer algo que não sei: neste caso concreto, quem é o superior máximo? O PR (Comandante Supremo das FA) ou o PM (Chefe do Governo)?
O éxercito não estava preparado para ir socorrer as populações da zona de Leiria por causa do incendio de Pedrogão...todo o pessoal era pouco...
não vê que os Catalães não querem na Presidência alguem que não seja alinhado com os movimentos independentistas na Peninsula Iberica...rapare no PSD Passista= Whaabism Catalão
José MonteiroSusana Oliveira
11 h
A responsabilidade pelos paióis, sumiu quando do fecho da Escola Prática de Engenharia ali ao lado. Na looonga cadeia hierárquica do ramo, alguém se esqueceu de reatribuir a missão a um comandante local. Rondas a cargo de unidades da região, a de Tomar a 20 Km dali. Penso ainda não ter chegado ás FA, o comando colectivo, uma responsabilidade a dividir por vários. Uma nova teoria de Administração ou Gestão?
Susana OliveiraJosé Monteiro
11 h
"Rondas a cargo de unidades da região, a de Tomar a 20 Km dali": Tancos não dispõe de militares suficientes para fazer estas rondas? Que estão lá a fazer?
victor guerraSusana Oliveira
10 h
Ideal seria correr com o chefe máximo -mas o Marcelo é tão querido para a "esquerda"
José MonteiroSusana Oliveira
9 h
Não tem, Susana. A reforma do anterior governo (com a aquiescência do PS e restantes pp, diga-se), ao criar em Mafra um Escola Prática das Armas, solução desejável, decisão invertida (devia ter sido em Tancos), criou ali um vazio militar. Quanto ao regimento em Tomar, cuja tropa devia estar em Tancos, serve para ornamentar a falsa rede de quartéis província fora. Para glória e estatuto dos chefes do ramo. Com o/s ministro/s a fazer de conta.
Verbo PrincipalCarlos Madeira
9 h
"À Lagardère"!...
João Magalhães
11 h
Onde anda o comandante supremo das forças armadas? Sem comentários. 
Sum LusinateanJoão Magalhães
11 h
O Comandante supremo já disse que "ainda não é altura de falar". Como sempre, nunca é altura.
é altura quando for altura...era só o que faltava ter um Comandante Suprema das Forças Armadas de Portugal entrar no tempo dos Catalães, dos Whaabis Catalões os parasitas da Peninsula Ibérica!!! que tem uma filial actualmente no PSD e Bloco de Esquerda...
Joaquim Pereira
11 h
Defender paióis, com video vigilância é como defender a virgindade de uma gaja boa, em biquíni, com uma mascara de carnaval de bruxa.
É claro que as responsabilidades são politicas, quando a redução de soldados nas forças armadas sofreu um declínio devido à não obrigação do serviço militar, começou um caminho para o encerramento de unidades militares e para a redução de elementos militares para a segurança dessas instalações porque efectivamente não existiam.
É claro que isto é resultado do posicionamento, do governo do António Guterres, que acabou com a instituição militar como um serviço cívico, e profissionalizou, a defesa da pátria como profissão.
O serviço militar obrigatório acabou em 2004 ou seja à 13 anos. Será que as medidas tomadas em 2013 pelo ministro Aguiar-Branco com a redução de 8 mil militares não terá tido influência na falta de meios para controle das instalações militares ?
Susana OliveiraJoaquim Pereira
11 h
O SMO acabou em 2004, por pressão de Paulo Portas e contra a vontade de Durão Barroso. 
sim...mas defender as ancestrais comunidades cristãs que estavam a ser vitimas dos incêndios é como defender... 
José Monteirojoão reis
10 h
O que esse MDN fêz ou permitiu, foi esvaziar a Engenharia responsável pelos paióis, levada para Mafra, um aborto funcional e organizacional.
Quanto à redução de militares, fizeram o habitual.
Cortes na base entre os indios (soldados), manutenção de quadros (chefes). Nada de mudar três Academias Militares para uma.
Jose Melo
12 h
Parece que foi preciso alguém falar para haver consequências. Embora alguns deles de certeza são inocentes. E depois há uns coitadinhos que nem se devem ver ao espelho, que se alegram com as asneiras que dizem. Até se respondem a eles mesmos. Anormais.
Luis IlheuJose Melo
11 h
mas isto é alguma consequência...as armas continuam por ai e não se fragilizam as forças armadas quando estão fragilizadas...isso não são politicos, são catalães...
Luis Ilheu
12 h
existem para ai uns canideos desesperados com as eleições que até as Forças Armadas numa altura de grande fragilidade entram no jogo...
Luis IlheuLuis Ilheu
12 h
é só whaabis catalães...
Carlos MadeiraLuis Ilheu
11 h
Nem sabes o que escreves....se soubesses, não escrevias.

Luis IlheuCarlos Madeira
11 h
sim são canideos...só podem estar ao serviço dos Whaabis Catalães...
Sergio Fonseca
12 h
Pelo menos no exército ainda há alguma vergonha.

Na protecção civil podem morrer 64 que é como se nada fosse.
Alexandre Policarpo
12 h
Só falta demitir o fascina e o cabo de dia. Mas o CEME e o ministro ficam lá, agarradinhos aos lugares. 
O 1º ministro anda desaparecido desde ontem, deve estar a secar as lágrimas da Tancinha...
Sergio Fonseca
12 h
Urgente: procura-se 5 comandantes familiares de Carlos César até ao vigésimo grau para preencher lugares vagos!
José Monteiro
12 h
Embora capaz de compreender...
Estão ilibados: Sexa o CEME e o Exmo MDN.
Com cinco comandantes que davam cada um uns indios para as rondas, sem que CEME, ou um dos seus generais comandantes, jamais tenham atribuído a responsabilidade a um deles, aposto. O grupo dos Cinco, sem que ninguém mande*
Com o fecho da Engenharia-Escola Prática ''deslocada' para Mafra, cumprindo a magnífica reforma Passos-Aguiar-CEMGFA-gen Chaves (pelo PSD): Defesa 2020.
A política, acaba de ilibar os seus. Ministro e general.
*À semelhança do país.
A bem do Regime.
Fernando Ribeiro
12 h
E muito bem. O que pensavam eles? Que anos a terem de gerir as FA com cada vez menos meios e dinheiro, por imposição política era desculpa? Não senhor. Os sucessivos governos podem desgovernar à vontade. A culpa será sempre de quem não a tem.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.