quinta-feira, 15 de junho de 2017

A arrogância de um intelectual é pior que agressividade de um maluco


É bom ler até ao fim
Deparei-me, casualmente, aqui no facebook com uma reflexão de um amigo. Um artigo bastante longo e com barba grossa na cara. O artigo falava da moral, concretamente da honestidade, apesar do seu autor usar nos seus teores argumentativos falazes, uma linguagem soberba de arrogância cheia de ofensas e desqualificações de outrem, em parábolas
Para analizar este assunto de forma profunda vai ser dificil porque para desenvolver qualquer conhecimento filosófico-analítico, não é adequado propor experimentos, nem é adequado demonstrar uma tese por meio de um método lógico-matemático formal, creio que uma das grandes diferenças da filosofia com outras disciplinas como a sociologia é porque o método da filosofia é argumentativo ou seja, argumentar é afirmar algo, seguramente ou não, baseado em premissas. Isso inclui as artes e as ciências do debate civil, o diálogo, o bate-papo e a persuasão. Engloba o estudo das regras de inferência, da lógica e das regras de procedimento, tanto em cenários artificiais quanto no mundo real.
Falado da honestidade intelectual, eu diria que é pré-requisito importantissímo para o debate e para a filosofia em geral, é uma atitude que significa, de modo geral, a honestidade na aquisição, na análise e na transmissão de ideias.
Uma pessoa honesta intelectualmente quando cria um modelo educativo não exagera a força dos seus argumentos e sempre reconhece que os argumentos geralmente têm fraquezas, pois argumentamos usando a linguagem comum, que não permite uma descrição perfeita da realidade – afinal sabe-se que, o signo não é idêntico ao significado
Uma pessoa honesta intelectualmente demonstra a disposição de aceitar a existência de teses diferentes ou opostas também justificáveis racionalmente; embora a princípio uma pessoa necessariamente pense que sua tese é melhor do que as outras, é necessário reconhecer que outras teses são possíveis e dignas de discussão.
Uma pessoa honesta intelectualmente demonstra a disposição de aceitar discutir suas próprias teses, seus pressupostos e seus princípios; se uma pessoa não aceita discutir sua própria perspectiva, não tem o direito de exigir que a do outro seja discutida, aceita a possibilidade de estar errada; como ninguém conhece integralmente a realidade, mas somente a conhece a partir de uma perspectiva extremamente limitada, a pessoa não pode admitir a priori que esteja absolutamente certa, reconhece quando um argumento ou uma crítica do outro é bom; se a pessoa não consegue aceitar quando o outro apresenta um bom argumento ou uma crítica procedente, mostra que não está preparada para um debate sério.
Uma pessoa honesta intelectualmente admite as fraquezas apontadas pelos outros em seu argumento; se a pessoa não é capaz de aceitar que há pontos fracos em sua argumentação, mesmo quando esses pontos fracos são indicados, então não quer realmente debater o tema: quer somente impor sua tese ao outro
Uma pessoa honesta intelectualmente não simplifica nem distorce o argumento do outro; é importante mostrar que existe um esforço genuíno de compreensão da tese e do argumento do outro e, por isso, é preciso sempre argumentar contra o que o outro efetivamente afirmou, sem tirar frases do adversário do contexto original.
Temos que ter em conta que a arrogância de um intelectual é pior que agressividade de um maluco
GostoMostrar mais reações
11 comentários
Comentários
Chacate Joaquim
Chacate Joaquim A dleve ya mina ya felha hiku swukurhitiwa. Hei! qua puxão de orelha eh! Obrigado mano Alvaro Simao Cossa
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 14 h
Manjate Custodio
Manjate Custodio Eu acrescento uma pessoa honesta intelectualmente é humilde para consigo mesmo.
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 13 h
Alvaro Simao Cossa
Alvaro Simao Cossa Exactamente!
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 12 h
José Jaime Macuane
José Jaime Macuane As ciências e talvez com mais profundidade e angústias as sociais, são um empreendimento inacabado. Qualquer tentativa de reivindicar posse da abordagem mais adequada dos problemas sociais, mesmo sob a capa de longos debates epistemológicos e qualificação do debate (dos outros) é puro embuste intelectual. Concordo consigo, caro Alvaro Simao Cossa, alguns dos nossos colegas nem sequer passam ao teste das premissas para o bom debate ou boa reflexão que eles mesmos definem.
GostoMostrar mais reações
 · 
4
 · 8 h
Jaime Langa
Jaime Langa Aproposito da capacidade argumentativa nos debates cito aqui o deputado kathupa dizendo na AR que " quando enfraquece a força do argumento, os colegas, referindo-se a Renamo, optam pelo argumento da força" fim de citação. O mano Alvaro Simao Cossa como bom machangane que é deve conhecer aquela piada de dois amigos de Chibuto que se encontram e falam sobre outros amigos e um diz " lembra-se daquele gajo Alvarito que gingava muito e pastava connosco cabritos? Outro responde sim lembro-me. "Eh vali swoswi sê i dotori" (dizem que é doutor agora) depois de um curto silencio o amigo diz " aaaaaaaa ningaxibaaa" posso lhe bater....assim vingam os argumentos naturalmente....
GostoMostrar mais reações
 · 
7
 · 7 h
Zé Miguel Dias Pereira
Zé Miguel Dias Pereira mas ca granda carrada de mau feitio com tu estás, hein José Jaime Macuane ?
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 7 h
Isalcio Mahanjane
Isalcio Mahanjane O sinal de fraqueza pode residir aí... optando-se pelo grito para silenciar vozes de outrem... contudo, este aprendizado vale para todos nós, comuns mortais e falíveis...
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 6 h
Alvaro Simao Cossa
Alvaro Simao Cossa Exactamente meu conterrâneo Isalcio Ivan Mahanjane os ensinamentos aqui escritos tocam a todos nós, sem excepção, principalmente aos que se posicionam como intelectuais
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 5 h
Helder Shenga
Helder Shenga Não vou comentar ao vosso nível mas só gostaria de dizer muitos debates que ocorrem por aqui ou nas ditas ciência sociais os intervenientes gostam mais de se oporem mesmo que uma das partes envolvido no debate reconheça que o outro esteja certo ele não vai reconhecer abertamente e fará tudo para mostrar outro lado belicista dele. Dizia alguém mesmo sem razão continue em não aceitar. Infelizmente.
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 2 h
Alvaro Simao Cossa
Alvaro Simao Cossa Estimado amigo Helder Shenga isso acontece por insensibilidade e ou por inveja, simplesmente.
GostoMostrar mais reações
 · 1 h
Helder Shenga
Helder Shenga Infelizmente vejo que muitos optam por inveja mesmo.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 1 h
Alvaro Simao Cossa
Alvaro Simao Cossa invejar a ciência é mesma coisa que invejar a Deus Helder Shenga
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 48 min · Editado
Fazal Laca
Fazal Laca Ilustre Prof. Doutor Álvaro Simão Cossa, espero que esteja de saúde e muito boa disposição.
- Infelizmente é verdade a observação feita em relação ao artigo a que se refere de alguém arrogante e que se dava ao luxo até de ofender.
- Sabe Prof. Doutor Á
lvaro Cossa, salvo alguma excepção mas, para nós os outros já se tornou normal, ouvirmos insultos, arrogância e prepotência e sem considerar o pacato cidadão que é o garante do bem estar deste doutor. Um doutorzinho que fez a Licenciatura em Geografia e que não tem nada a ver com o que é a actividade do seu dia a dia. Mas, o importante é A tal "categorização proficional" e o resto é ... Tinto.
- Hoje aqui no meu País, dá - se um pontapé a uma pedra e ... saem logo uma dúzia de doutores.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 45 min

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.