quarta-feira, 5 de julho de 2017

Auditoria da Kroll foi em vão? Não


Pelo menos sabemos que existe no solo pátrio um Senhor Todo-Poderoso, Omnisciente e Omnipresente...mais arrogante que nem Deus que criou o mundo. Com a sua arrogância e convicção poderá ter arrastado muita gente nesta desgraça incluindo o alto magistrado da nação e o partido. Nos recordamos de um outro Indivíduo que não sei a sua letra impotente diante do "Todo-Poderoso" que lhe solicitou avalizar enquanto pelouro do ministério as suas pretensões de fazer dívidas.

- O ministro coitado e impotente respondeu ao Todo-Poderoso: "Não. Não podemos fazer isso".
- Mas o senhor Todo-Poderoso insistiu: "Não? o senhor vai fazer isso sim".

- O impotente ministro: "Ok vou executar, mas um dia você vai ficar na cadeia". Fim da conversa.
Soubemos também que o tal ministro chegou a chorar e publicamente admitiu que o seu maior pecado da sua vida foi o de colaborar pras dívidas. Seria possível não colaborar com Todo-Poderoso?

Em toda minha vida nunca soube da existência de tantos piratas que pululam na nossa costa e que havia urgência de captura-los sem perda de tempo. Volvidos três anos nenhuma amostra de um só pirata capturado.
Este senhor Todo-Poderoso começou a focalizar o seu discurso como Super PCA em gestão de pesca. Nenhum ematum os moçambicanos viram.
Agora o seu discurso desde a contratação e colaboração da PGR com a agência Kroll fala de "Assuntos de defesa e segredo do Estado".
Como super arrogante anda a dizer: "Dei pontapé e mandei pra rua estes gajos da Kroll do meu escritório, sei quem são". Mais adiante salienta:"Mostrei que não tenho medo de ninguém".
A sua grande justificação é: "independência econômica e assunto de defesa do Estado". Este senhor fala de " A nossa independência econômica está em risco, sabemos quem são estes senhores são e mostrei que não tenho medo a ninguém".
Este senhor fala de "nossa independência econômica" quando 50% do orçamento do Estado é suportado pela cooperação, fala de "independência econômica" mas vai pedir empréstimo de dinheiro dos outros? Fala de "independência econômica" pra envolver todo o povo na desgraça (subida da inflação a dois dígitos, desvalorização do medical, corte em tudo...). O Todo-Poderoso conclui dizendo "independência econômica ou morte, ganhamos" Ganhamos ou ganhou? Ganhamos o quê? Eu ganhei o quê com esta arrogância?
A única coisa que ganhamos foi ser mal visto por todo mundo, ser retirado a confiança de colaborar com o nosso país, ser abandonado por países doadores e investidores, ser cortado em sectores sensíveis do funcionamento do Estado, ser cortado os subsídios a todos pobres moçambicanos, estar com dificuldades economicas a todo nivel nacional.
Assim ganhamos?

Estás atitudes nunca vi em nenhum outro moçambicano . Nem mesmo Samora Machel pai da nação moçambicana.
Em todos países existem serviço de inteligência do Estado, mas como esta trafulhice com pretensão infinita de dinheiros? Nunca vi ou ouvi.
A Bíblia diz :"timor principium sapientiae" (o medo é já o início da sabedoria). Alguém que diz não ter medo de ninguém, talvez nem mesmo de Deus só pode ser um demônio. Um suicida que pode levar o povo à própria desgraça nesta sua "vontade ilimitada".
Sempre com a sua arrogância foi o primeiro a dizer:"O indivíduo A sou eu".
O que está a espera a PGR? O Partido se pronunciará ao mais alto nível sobre o assunto, tenho fé. Que não seja só o ex-ministro de justiça a ser condenado por 30 mil dolar.

GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Luis Baptista
Luis Baptista A PGR tem essa oportunidade para mostrar alguma competência.

GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 1 h
Eliminar
Alfredo Mauro Stelio Migano
Alfredo Mauro Stelio Migano Gula é pecado. Quem peca deve redimir - se, reconhecer e confessar os seus pecados. Quem arroga se perante os seus próprios pecados vai arder no fogo do inferno. Que o inferno lhes comece já. Nas ruas há muito ódio pela Frelimo por destes Omnipresentes e omniscientes arrogantes. Que a Frelimo se demarque e se reivente das cinzas.

GostoMostrar mais reações
Dionisio Costumado
Dionisio Costumado PRA ALGUEM PEDIR PERDAO PRIMEIRO DEVE RECONHECER QUE EROU, OU QUE OFENDEU A OUTREM, DEPOIS DISSO SIM, S

GostoMostrar mais reações
Gitandra Valoyi
Gitandra Valoyi Boa reflexão! Só espero que, tal como algumas outras, não seja retirada em menos de 24 horas. É preciso despertar as consciências.

GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 1 h
Eliminar
Domus Oikos
Domus Oikos Não vou retirar prometido

GostoMostrar mais reações
· Responder · 1 h
Eliminar
Gitandra Valoyi
Gitandra Valoyi Agradeço! Se devemos subordinar os interesses individuais aos partidários, devemos, igualmente, subordinar os partidários aos nacionais, embora conscientes do que isso pode vir a significar.

GostoMostrar mais reações
Carlos Cardoso
Carlos Cardoso Sem duvida bem dito , mas Deus como é justo nao falhara a justiça dele diante dos Homens que sugam e prejudicam outros em beneficio da epuitite de trinfo.

GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 1 h
Eliminar
Ivo Dinis
Ivo Dinis Boa observação professor, esse pais tem me deixado com autoestima em baixo, impunidade a esse nível é inaceitável num país de direito, como é que um indivíduo se acha tão dono duma vasta nação como a pérola do indico, e sai por ai com a cara limpa exibindo a sua valentia como se de um intocável se tratasse. Que diferença ele tem com os restantes Moçambicanos? Se for a imunidade de ter sido alto dirigente outrora será que não ha mecanismos jurídicos que lhe possam quebrar? E o resultado desse exibicionismo ainda reflecte se no bolso do pacato Moçambicano, é mesmo caso de dizer um dia as coisas mudam.

GostoMostrar mais reações
· Responder ·
1
· 37 min
Eliminar
Heelio Sive Marcos
Heelio Sive Marcos Hehehe.volto...

GostoMostrar mais reações
· Responder · 18 min
Eliminar
Kadinho Kuti
Kadinho Kuti Uff!!!pátria entiada de deus!fazer mais como?

GostoMostrar mais reações
· Responder · 10 min
Eliminar
Jose Eduardo
Jose Eduardo Nem pirata nem instrumento de captura de pirata. Nem atum e instrumentos de captura fundeados na baixa da cidade. Nem vitoria na guerra nem instrumentos da sua concretizacao. Apenas o saldo da desgraça a ser paga por todos nos.
Igreja Católica posiciona-se em relação ao relatório da Kroll:
“Pedimos que o órgão competente declare inconstitucional a inclusão unilateral, ilegal e ilegítima” das dívidas ocultas
Aqui estão alguns extractos da carta:
«Não podemos permitir que ao povo moçambicano seja imputada a responsabilidade de pagar com a miséria, sangue e morte as dívidas contraídas em nome dele, de forma ilegal e inconstitucional...
Pedimos que o órgão competente declare inconstitucional a inclusão, por parte da Assembleia da República, das dívidas ocultas contraídas em 2013 no orçamento de 2015, de forma unilateral, ilegal e ilegítima e que a PGR responsabilize as pessoas e/ou instituições que não favoreceram o trabalho da auditoria independente com vista a esclarecer o destino dos empréstimos contraídos e os seus beneficários. Porém, acima de tudo, e em primeiro lugar, responsabilize aqueles que directamente contraíram a dívida.
Queremos ainda lembrar aos cristãos que trabalham na política de formal as palavras de Papa Francisco: “A política é uma das formas mais altas de caridade, porque procura o bem comum”. Ninguém está obrigado a obedecer disciplina de qualquer partido político ou aos dirigentes que contradigam à sua consciência cristã. Com efeito, não podemos colocar um partido político nem seus dirigentes acima da justiça, do amor a Deus e do amor aos irmãos. No final dos nossos dias seremos julgados conforme o amor. Não levaremos riqueza nem poder.
Maputo, 4 de Julho de 2017
Dom Luiz Fernando Lisboa, bispo de Pemba e presidente da Comissão Episcopal de Justiça e Paz».
Comentários
Rufino Infante OREMOS IRMÃOS.
Arao Jose Valoi Era bom que esta pressão surtisse efeito, mas pelo que conheço este País, será em vão
Abel Fernando Ubisse Musica em surdina para os autores
Arlindo Armando Matavele Nao ha laicidade nisto?
Arlindo Armando Matavele Eh Sr Jgreja nao se meta em meus assuntos "diz o Sr Governo" Entendido, voce tambem,Sr Governo faca o mesmo,laicidade reciproca entre nos,diz o Sr Igrejas
Lazaro Mabunda Nenhuma. Laicidade é na relação entre o Estado e a Igreja. Ou seja, diz respeito à não interferência do Estado na vida das igrejas e vice Versa, mas isso não significa que o Estado ou igreja não podem ter opiniões um contra a outra e vice versa. 2. Laicidade significa tambem que o Estado não possui religião adoptada como a oficial. É Estado Laico e não Estado Religioso.
Lazaro Mabunda As igrejas têm legitimidade de emitir opiniões sobre a vida política e para defender os seus crentes.
Antonio A. S. Kawaria Lazaro Mabunda, por isso eu quis saber a definicão da laicidade por parte do caro Arlindo Armando Matavele. Penso que como ele há muitos que não entendem o conceito.
Lazaro Mabunda A Igreja Católica, quando o Estado, atraves do Governo, entre 1975 e 1980, baniu e expulsou muitos missionários e fechou algumas igrejas, foi a única que travou uma discussão, atraves de cartas pastorais contra a violação do principio de laicidade, o que levou o governo, em 1981, a recuar e iniciar se uma relacao pacificou que (1) levou a intervenção da igreja nas negociacoes de paz e a vida, em 1988, do Papa João Paulo II, a Moçambique. A Igreja Católico foi o escuda para a sobrevivencia de outras igrejas. Isso está documento.
Arlindo Armando Matavele Outras igrejas"nao catolicas"se fazem ouvir dentro do bloco ODM,e ainda quem procurou a Renamo nas matas para assinatura do AGP,foram os sacerdotes catolicos
Arlindo Armando Matavele Ressalvo "ODM" para Organizacao da Sociedade Civil
Quivi José Faera Mais pressäo talvez hao de ouvir
Lazaro Mabunda Onde andam outras Igrejas?
Eddy Prínce Xisiwana Estão na colecta d dzimos irmão, kkkkk estão sacando o último centavo q resta nos bolsos d algums moçambicanos
Arao Jose Valoi Eh eh eh, tem outra agenda. Extorsão aos pobres crentes. Não há nada sério neste País, oh Lazaro Mabunda
Sarmento Abel Sande Outras igrejas talvez andam a pedir protecção política dos bizz dos seus crentes.
Nilo de Laura As outras igrejas darão a cara no período da campanha eleitoral, fazendo com que o povão acredite que abutres são pombas.
Izaidino Jaime Muchanga Aqui outras igrejas e seitas religiosas estão interessadas em tirar o último centavo do cidadão sob olho cúmplice dos políticos
Misa Gonzaga Vivendo a "Vida plena", fazendo de contas que nada aconteceu....
Avelino Namarrocolo O cerco se aperta, os malandros serao amarrados.
Eddy Prínce Xisiwana Amigo fiques tranquilo irmão nada irá acontecer nesta pérola, a não ser q jesus chegue na madrugada d domingo
Avelino Namarrocolo Bro eu tenho a esperanca que a pressao da comunidade internacional resultara, ou entao sera o fim da dinastia frelimista
Eddy Prínce Xisiwana Sérioooo...???amigo #Avelino #Namarrocolo ainda acreditas na comunidade internacional?esses so querem poços d gás e não estão para libertar o povo destes diabos pretos
Avelino Namarrocolo Kkkk vamos esperar pra ver Eddy Prínce Xisiwana.
Guidion Malhanga Caro Lázaro Lazaro Mabunda, não se esqueça de que essas outras igrejas, pelo menos a maioria, comportam-se como braço religioso do partido no poder. Niku zwehhhh tititi. ..
Paulo Simbine Como diz o Rufino Infante...

'Oremos Irmãos'!
Anacleto Machava Eles que resolvam os problemas de corrupção, pedofilia, etc que efermam o Vaticano. Porra pá!
Vinho Julio Francisco O Senhor esteja connosco, Amen
Muthenwason Muhlanga Ouvi-nos Senhor!
Nelton Augusto Machavane Que Deus o oiça , melhores palavras de sempre vindo do um filho nascido em Moçambique que sente dor da opressão dos seus irmãos . Bem aja justiça
Rosário Tomás Baúque Baúque Yes! Uma aula de moral para todos,pessoas e instituições q têm uma palavra de relevo neste país e se associa à bandidos se calando à troco de arroz trinca e tal tséque. Senhores, vocês vão pagar o sangue, a dor, o suor,...do povo. Aqui ou na incerteza pois morte!
Wa Pessoa Mas desde quando Igreja Católica virou Instituição política? Assim quando os crentes ou padres roubarem as quotas deve ou não prender? Afinal o Estado não é laico? Outras coisas nesse país pa.
Gilberto Jonathan Chirindza KKKKK mas quando eles participaram para a Paz em 1992 nao disseste isso
Wa Pessoa O que eu sei é que Igreja serve para aconselhar ou mesmo servir como apaziguador. De que até propõe ou funciona como advogado nunca sabia. Foi a primeira vez que ouço
Rosário Tomás Baúque Baúque Sr Wa Pessoa, Sr Wa Pessoa, Sr Wa Pessoa, ñ é obrigatório fazer intervenção ou comentários. Cartas vezes vale a pena fazer o q mtos fazem: Calar-se irmão!
Todo o mundo constata problemas só o sr e Bancada maioritária na AR é que defendem a legalidade das dívidas! Talvés o sr ñ seja moçambicano, com todo respeito!
Sarmento Abel Sande Angariador de patricinio estomacal.
Wa Pessoa Ninguém falou da legalidade ou não. É preciso entender as coisas no seu verdadeiro sentido e lógica. Estou a falar de lógica. Desde quando igrejas entram nos assuntos políticos. Essa é minha pergunta. O estado é ou não Laico? Não juntemos alhos com bugalhos
Rosário Tomás Baúque Baúque Sr Wa Pessoa, o povo tá desgastado com o caso das dívidas ocultas e pior, com a sua transformação em públicas ou soberanas. Ñ venha o sr criticar a Igreja Católica qdo exerce um dos seus papéis. Por favor antes da próxima intervenção consulte a palavra "LAICO" no dicionário da língua portuguesa. Terá lido a última intervenção do sr Sarmento?
Wa Pessoa Não vamos discutir assunto laicidade. Acho que percebeu muito bem a minha questão. Qual é o papel das Igrejas perante o poder político?
Sammy Gabriel Dos Santos Entau aceitemos viver na miséria porque se trata de questoes politicas? E os politicos vao fazendo a festa e desbanjando, o povo ou a sociedade civil mantem se calados porque sao assuntos politicos? É por causa deste comportamento que nunca conseguimos reagir a nenhuma circustancia e mantemo nos calados porke tentams fazer coisas k nunca entendemos. Que pena...
Lazaro Mabunda Wa Pessoa, qual é o papel das igrejas perante o poder político? Podem ou não emitir opiniões?
Lazaro Mabunda Só instituições políticas é que devem ter opiniões? A Laicidade do Estado quer dizer que o Estado não possui uma religião, não professa nenhuma religião, porque há estados que possuem religioes. Na Europa muitos estão adoptaram a Catolicismo com religião oficial do Estado; Israel adoptou o judaismo, o Irão e a maioria dos países arabes adoptaram o islamismo. O Estado Moçambicano e muitos outros africanos optam pela laicidade, ou seja, não possuem religião oficial. Está claro? Ou seja, laicidade é em relação ao Estado e não ao Governo ou aos partidos politicos.
António Oliveira Finalmente a Igreja Católica enquanto instituição se posiciona contra o Poder Político.
Gilberto Jonathan Chirindza Lazaro Mabunda ajude-me será que este governo que diz ser de moçambique tem acompanhado ...se tem acompanhado o que se fala tudo o que e lugar ficam e sentem-se bem?
Moises Matos Maposse Oxalá todas as congregações religiosas se manifestem perante este cenário, neste caso concreto, a sociedade (povo) é que tá em jogo.
Abdul Ibraimo Moçambicano!Abre o olho, o passalinho está comeli aloz está comeli aloz na machamba.
Gaspar Americo Gove Gostei do conteudo
André Fumo Posicionamento correcto!!
Joaquim Joao Correia Vamos a luta..
Franzinho Soares Lembrem-se da guerra de duas espadas na idade média. A igreja católica sempre lutou para se afirmar no povo intrometendo-se nos factos políticos. Pensam k o povo se esgueceu da sua missão no regime colonial a referida confessão do pecado em k muitos dos nossos concidadãos foram presos por essa falsa doutrina. É melhor permanecer nas igrejas a espera dos conto contos em nome de dízimo mal interpretado pois dízimo é a décima parte de um todo e não as nossas moedas e cuidarem do celibato k não tem nenhum fundamento bíblico.
Paulino Malendza Este deve ser o papel da Igreja.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.