quarta-feira, 7 de junho de 2017

Nyusi lança construção da estrada em Niassa


Filipe Nyusi lança a primeira pedra para a asfaltagem da estrada Lichinga-Cuamba, em Niassa
O Presidente da República, Filipe Nyusi, lançou ontem a primeira pedra para a asfaltagem da estrada Lichinga-Cuamba, na província do Niassa. Trata-se de um troço de cerca de 300 quilómetros, que liga as principais cidades da província. As obras estão avaliadas em oito mil milhões de meticais, financiados pelo Governo, em parceria com o Banco Africano de Desenvolvimento e Agência Japonesa para o Desenvolvimento Internacional.
Falando no distrito de Ngaúma, onde se realizou a cerimónia, Nyusi disse que o lançamento da primeira pedra para a asfaltagem da estrada que liga as duas principais cidades da província marca a concretização do sonho de várias gerações de moçambicanos. “A asfaltagem marca a concretização de um sonho de várias gerações e é um dos grandes compromissos deste ciclo de governação”, disse o estadista moçambicano.
Para o Presidente da República, a infra-estrutura, que vai impulsionar o desenvolvimento, faz jus ao slogan dos moçambicanos “Do Rovuma ao Maputo”.
Por outro lado, Filipe Nyusi exortou a população a ser vigilante e denunciar os oportunistas, para que se conserve melhor e se valorize os equipamentos e material de construção da estrada Cuamba-Lichinga. “A população deve ser vigilante, com vista a fazer face ao roubo de combustível ou de parte do equipamento na empreitada. Eles (os empreiteiros) vão descarregar muita coisa, areia, pedra, todo o material. Sejam vigilantes e, se alguém roubar, denunciem”, apelou.
O Presidente da República lembrou que é preciso haver disciplina e cumprimento de metas no projecto. “Aos irmãos moçambicanos que vão trabalhar nesta obra, pedimos que haja muita disciplina. Peço que haja disciplina e muito trabalho”, concluiu.
Por seu turno, os representantes do Banco Africano de Desenvolvimento e da Agência Japonesa para o Desenvolvimento Internacional destacam que a obra vai impulsionar o desenvolvimento do Corredor do Norte. “A economia da província de Niassa vai crescer e estamos felizes com isso”, disse Joseph Ribeiro, em representação do Banco Africano de Desenvolvimento.
A estrada Lichinga-Cuamba é crucial para o desenvolvimento de Niassa e vai reforçar a recém-inaugurada linha férrea que liga as duas cidades.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.