domingo, 18 de junho de 2017

MERCEDES-BENZES: O QUE DEVE SER FEITO?

MERCEDES-BENZES: O QUE DEVE SER FEITO?
Retomei o assunto do Mercedes-Benz, desta vez para sugerir um debate um pouco mais abrangente e esclarecedor.
Comecemos pela lei. O estado possui um sistema complexo de equiparações e equivalências que lhe permite regular o sistema remuneratório e de regalias. Não conheço o nome da lei as ela existe. É esta lei que por exemplo, equipara os vogais da CNE a vice-ministros, membros da comissão permanente da Assembleia da República a membros do governo, juízes do tribunal supremo a ministros etc. É com base nesta racionalização que se atribuem Mercedes-Benz a uns e carros 4x4 a outros. Sucede que a luz deste dispositivo, os membros da comissão permanente da AR equiparam-se a membros do governo. E os membros do governo andam de Mercedes-Benz branco. Nesta ordem de ideias, é logico sugerir que os membros da Comissão Permanente da AR andem igualmente de Mercedes-Benz. De referir que antes, eles andavam de Peugeot. Portanto, esta é a razão porque os membros da CP da AR não vem razão para alarme e, proibi-los a adquirir tais máquinas pode ser visto como injustiça.
Portanto, aqueles que devolveram os Mercedes-Benz não fizeram nada de concreto. Foram tão-somente populistas, na medida em que os cargos que ocupam lhes permitem a usufruir um conjunto de regalias que inclui subsídio de combustível, viatura protocolar, subsídio de renda de casa, entre outros mimos. É de lei.
Analisadas as coisas, dá para perceber o problema é bem mais complexo, bicudo. O estado escolheu atribuir Mercedes-Benz a todos membros do conselho de ministros e cargos equiparáveis. Nesta ordem de ideias, magistrados de topo, ministros e vice-ministros e deputados ao nível da Comissão Permanente têm direito ao Mercedes-Benz com viatura protocolar.
Para corrigir isso, deveremos rever a lei.
Mas os deputados, lá na AR possuem um conselho de administração da AR. Este conselho de administração é responsável pela gestão da casa. Os membros deste CA provêm das três bancadas. Foi este CA que deliberou a compra dos Mercedes-Benz, fundando-se na lei. Negociaram a aquisição de carros 4x4 para todos 250 deputados. E deliberam sobre tantos outros assuntos. O MDM, Renamo e Frelimo sentaram naquele CA e decidiram comprar os Mercedes-Benz para os membros da CP. Eles poderiam ter decidido o contrário, encomendando por exemplo outras marcas. Não o fizeram.
Chegados até aqui, dá para sugerir que o debate que se impõe é mesmo se actual sistema de equiparações, benefícios e regalias é o mais adequado para atender as necessidades do nosso estado. Atinente a este ponto, dá igualmente para questionar sobre a pirâmide salarial entre os membros da Assembleia da República. Ao que sei, existe uma grande iniquidade salarial naquela casa. Os membros da Assembleia a República que não sejam parte de nenhuma comissão de trabalho ganham menos. Os que fazem parte de uma comissão ganham relativamente mais que os anteriores. Os membros da Comissão Permanente ganham melhor que os dois. Ser relator de uma comissão permite ter uma viatura, senha de combustível, e um salario melhor, etc., etc. Quem não faz parte de uma comissão está ferrado. Ou seja, numa mesma casa de 250 deputados, a diferenciação salarial é de longe gritante. Nos outros parlamentos não é tanto assim.
Portanto, sem querer devolver o debate nos termos anteriores, julgo que ainda podemos melhora-lo questionando a própria lei e os fundamentos para tais excessivas equiparações. O Presidente Nyusi questionou há dias porque é que as pessoas prezavam tanto as regalias do que o próprio trabalho. Ou seja, andar de Mercedes-Benz pode chegar a ser muito mais importante do que o próprio trabalho. Porquê? Como se justifica que altos dignitários, já bem pagas ainda beneficiam de senhas de combustível para viaturas particulares, por exemplo? Porque é que não podem comprar com seu próprio dinheiro? 
São gorduras desse tipo que precisam ser cortadas. Mimos injustificáveis.
O parlamento pode legislar no sentido de tornar o nosso estado menos honeroso? Está ai o verdadeiro teste. Se os que querem devolver os Mercedes-Benz forem mais audazes, começariam por aqui. Legislar para tornar o Estado menos sobrecarregado com despensas evitáveis.
GostoMostrar mais reações
71 comentários
Comentários
Acacio Sabado Cossa
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 17 h
El Patriota
El Patriota Injustiça é o povo ser transportado como bovino ou suíno!
GostoMostrar mais reações
 · 
9
 · 16 h · Editado
Huntelais Adelino Vinho
Huntelais Adelino Vinho Vejo que a ideia de a ideia de alguns membros da CP é indubitavelmente um sinal de estarem a favor de um rápido e pontual reparo das muitas e tantas regalias que estes tem. Outrossim, isto lhes deixa numa posição confortável e católica em relação a sua real tarefa na AR. Se queremos mudanças alguem com tomates no lugar deve começar a mover e a mudar a consciência colectiva. Não se trata de populismo...
GostoMostrar mais reações
 · 
4
 · 17 h
Fernando Jorge Cossa
Fernando Jorge Cossa foram gasto 228 milhões de meticais para 18 viaturas, onde cada Mercedes custa 11 milhões de meticais, se o papel do deputado é discutir assuntos relacionados com o povo, ou com o nosso belo Moçambique, porque não levaram esse valor para aquisição de autocarros, medicamentos, visto que em alguns centros de saúde há escassez de medicamentos, compra do material didáctico para o ensino primário, investirem na agricultura entre outros serviços públicos.
GostoMostrar mais reações
 · 
8
 · 16 h
Nacer Choy
Nacer Choy Bando de maldosos. Não tem nível nunca foi a escola nem aulas mínimas de direito tiveram nem um pouco de curso de administração pública tiverem e só de política querem viver aquilo que não conquistaram por mérito. E tu ai a sacrificar a vida é transportado em camiões de cimento e verduras quando estão vazios. Por mim eu acho que a lei é clara sim mas sendo o representante legal do povo é preciso respeitarem o povo. Os ministros e de mais não são nossos representantes são pessoas da confiança do presidente e podem dormir e vir o cargo acabar. O deputado deve ter carácter. Reputação e honestidade. Não levar um desgraçado que vem do posto administrativo e já querem Mercedes.
GostoMostrar mais reações
 · 
11
 · 16 h
Jeremias Chilaw
Jeremias Chilaw Julgo que esta-se a concentrar em demasia na marca mercedes, que me parece nao ser problema. O problema, no meu entender, eh que os deputados ja receberam carros ha dois anos e no contexto actual nao cabe a compra de mais carros. Ha o erro de se pensar que, como disse a chefe de bancada da RENAMO, poderia se comprar carros de campo para os membros da CP. Ora, os carros de campo que os dirigentes usam em Mocambique, a nao ser que esteja errado, tem sido as Toyotas Prado, Landcruise e outras SUVs, em media, custam 6 milhoes de meticais, ou seja, mais carros do que os mercedes. Por agora tinha que se parar com as aquisicoes de novas viaturas ate que a situacao economica o permita.
GostoMostrar mais reações
 · 
9
 · 16 h
Nairinho Mabote
Nairinho Mabote Os carros devem ser adquiridos pela assembleia da República. O deputado que não tiver renovado o seu mandato deve devolver o carro que recebeu. Chega que tratar o cargo de deputado como profissão.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 14 h
Raúl Nhagumbe
Raúl Nhagumbe É injustiça gritante. Uns andam de Mercedes porque são chefes. O povo a ser transportados como se de vacas tratassem. Será que a comunidade internacional financia o Estado para os chefes levarem a vida do primeiro mundo e o povo viver na indigência? É triste o mendigo viver melhor da sua mendicidade e em contrapartida os filhos desse mesmo mendigo viver de restos que o mendigo mor deita na lata de lixo. 

Mendigo = Governantes que mendigam no ocidente e na Asia.

Filhos do mendigo = povo que anda transporte de mercadorias.
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 16 h
Douglas Harris
Douglas Harris Afinal o chefe não é o povo???
GostoMostrar mais reações
 · 16 h
Raúl Nhagumbe
Raúl Nhagumbe Se fosse povo deixava seus pares transportar-se de camiões de carga?
GostoMostrar mais reações
 · 16 h
Reok Costa
Reok Costa Era tão bom um tag aos malandros que estão na AR, de todos os partidos. Na Tanzânia o PR quando entrou começou a eliminar gorduras, começando do Conselho de Ministros, todos andam de Toyotas. Precisamos de políticos com tomates, numa só causa, o povo. O resto são balelas, enquanto o partido continuar a justiçar conforme a Lei, vão entregar o país para o oposição, isso é sério, o povo anda farto, os jovens de hoje, já não são de ontem.
GostoMostrar mais reações
 · 
4
 · 16 h
Araujo A Mathe
Araujo A Mathe O assunto nao é so mercedes. Sabe quanto o estado paga de aluguer, as residencias em que vivem estes senhores?
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 16 h
Francisco Pacheco Chigogoro
Francisco Pacheco Chigogoro DEBATE SO DEPOIS DE DEVOLVEREM AS MAQUINAS,EU JA ESTOU CANSADO ANDAR NOS MY LOVE,CONSTIPACAO NEM PASSA,MORDOMIAS TEM D SEREM PARA O POVO,NOSSO VOTO TAMBEM MERECE PELO MENOS UM TENIESSE PARA VIAJARMOS COMODOS,EM PLENO SECULO XXI VIAJAMOS COMO BOIS,JA BASTA
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 16 h · Editado
Crocante Andrade
Crocante Andrade Não precisamos rever nada. Vamos ser sensatos e tomarmos em conta a conjuntura que o país vive. Olha que se os tempos fossem bons ninguém ia questionar. Sigam o exemplo da Tanzânia, andem de vitz meus caros porque se não o PR vem com um discurso e os outros a seguirem rumo contrário... logo, estamos perante um paradoxo
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 16 h · Editado
Mulopwana Murrom'pwe
Mulopwana Murrom'pwe Estás correcto Egidio Vaz
GostoMostrar mais reações
 · 16 h
El Patriota
El Patriota Catavento!
GostoMostrar mais reações
 · 16 h
Mulopwana Murrom'pwe
Mulopwana Murrom'pwe Kakakkaka. A abordagem foi aceitável.. .. Se continuares assim com estes adjetivos vou mandar parar a Estrada
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 16 h
El Patriota
GostoMostrar mais reações
 · 16 h
Mendes Mutenda
Mendes Mutenda Devolver na media para depois levar em em surdina?
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 16 h
Wamba Muthine
Wamba Muthine Mas o meu caro Egidio Vaz sabe que varias sao as propostas que nao deram seguimento naquela casa devido a minoridade destes, frente a maioria do regime bajulador. Portanto acho insensato menosprezar o gesto destes, de devolverem os carros, tomando em conta que pode ser este, o ultimo recurso para se indignarem.
GostoMostrar mais reações
 · 
5
 · 16 h
Jawardo Cesar Joao Joao
Jawardo Cesar Joao Joao Se este membro da CP for de corola importado 2nda mao perde sua qualidde de membro mais alto do parlamento?afinal porque cantam toda a hora que estam defendendo o povo?qual povo?aquele de MIRREMENE,MARRONGANE,MAQUIVAL,MADAL...que nunca bebeu aqua que sai duma torneira apesar de estar perto de um centro urbano?chama-se ensulto à nós que somos chamados de povo...por isso samora quando encontrava um diretor com uma barriga grande,mandava-o à um centro de preparaçao militar,pra vazar a barriga e sentir na carne a verdade do sofrimento do povo...
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 16 h
Muhamed Carlos Assane
Muhamed Carlos Assane Ai esta, as pessoas que mais ganham, sao as que que mais despesas suas, sao pagas pelo estado. 

Salario alto, mais subsidios. 


Salario baixo, nenhum subsidio.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 16 h
Cassamo Esteves
Cassamo Esteves Egidio concordo consigo a Assembleia da Republica tinha que revisar a lei ou por outra os k acham k sao gastos descessario numa altura de contecao de custos,tinham que propor junto a AR revisao da lei em vez de estarem a cantar.Se os mercedez nao fossem comprados seriam eles mesmos a reclamar que é de lei.Sou de opiniao que tratando-se do periodo atipico que estamos a atravessar seria bom revisar essa lei.Porque os Deputados nao andam de carros mas enconomicos em termos de consumo de combustivel (Vitz por exemplo)? Porque os membros da CP nao usam propio dinheiro para compra de combustivel!Porque terem subsidio de renda se eles podem pagar pessoalmente uma vez ganharem diferente dos outros deputados?Por mim tinham que revisar a lei sobre varias tantas regalias que existem e corta-las porque algumas nao fazem sentido uma vez que podem fazer com os seus bolsos!Enquanto a lei continuar como esta nao vai adiantar em nada.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 16 h
Ajm Selemane
Ajm Selemane O monopartidarismo provocou este tipo de disparates. Sao os msm que ainda mandam. Nada mudou. Os outros vao a reboque e com a fome a pobreza nada lhes resta senao agradecer.
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 16 h
Heleno Bombe
Heleno Bombe Bando de malandros
GostoMostrar mais reações
 · 16 h
Trigo Vaz Trigo
Trigo Vaz Trigo Veja so o peso de cada Mercedes
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 16 h
Ani Zita
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 16 h
Tomas Pereira
Tomas Pereira Estamos em crise financeira. Era imperioso que adquirissem os Mercedes-Benz nesta altura?
A lei não tem nada de errado. O governo está a reduzir custos. Os Mercedes-Benz usados pelos membros do governo foram adquiridos antes da crise. Se eles sao equip
arados a membros de governo convem que o sejam em tudo. Deviam falar a mesma lingua que é austeridade. Alguns jovens já estão a ser usados como manipuladores da opinião pública em troca de vantagens incofessaveis. Idoneidade é indispensável em certos momentos da vida em sociedade
GostoMostrar mais reações
 · 
7
 · 16 h · Editado
Franque Rangeiro
Franque Rangeiro Quem criou a lei?
GostoMostrar mais reações
 · 13 h
Tomas Pereira
Tomas Pereira As leis são criadas pela Assembleia da República. Os decreto lei são criados pelo governo através duma lei que a Assembleia da República cria, delegando competências ao governo para criar um decreto lei quando se trata duma matéria que o governo melhor domina. A Assembleia da República tem poder legislativo. Governo tem poder Administrativo e Os Tribunais tem poder Judicial.
GostoMostrar mais reações
 · 11 h
Rimdzela Nhantumbo
Rimdzela Nhantumbo Bom li atentamente o seu texto,dá pra entender segundo a sua explanação k tudo k se fez até aqui ñ agiram a margem da Lei, o ponto k se levanta é o time em k se adquiriu as tais viaturas,. E agora o k fazemos nos próximo tempo? a k se rever a lei sim porque eles têm muitas gorduras e recebem bem e mesmo assim a quem reclama pelas condições de trabalho.
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 16 h
Franque Rangeiro
Franque Rangeiro Quem criou a lei?
GostoMostrar mais reações
 · 13 h
Andre Nunes
Andre Nunes Me parece que a indignação não está na legalidade, mas no "timing" da compra, olhando para a situação orçamental do País, as restrições há tempo anunciadas e aplicadas aos "outros", e as necessidades mais urgentes.
Em 2015 quando a Grécia entrou em crise, o PM por solidariedade não usava gravata, e o ministro das finanças além de não usar gravata, também não andava de Mercedes, apanhava táxi e andava de mota.
GostoMostrar mais reações
 · 
4
 · 16 h
Tome Shakushasha
Tome Shakushasha Concordo com a legalidade do acto. eh um facto. Mas a questao eh analisar a legalidaev do acto sob ponto de vista de merito do mesmo. aqui reside a razao de muitos alaridos, sobretudo se cinsiuderarmos o actual cenerio economico -financeiro em que o pais esta mergulhafdfo, em que todas as forecas vivas da sociedade apela que apertemos o cinto. Todpo devemos percorrer o mesmo caminho.socrendo ao adagio popular "À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta"
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 16 h
Tome Shakushasha
Tome Shakushasha * a AR deve estar acima de qualquer suspeita
GostoMostrar mais reações
 · 16 h
Álvaro Xerinda
Álvaro Xerinda Dizem que estamos em crise podia o Estado aprovar uma lei de contenção de gastos
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 15 h
Dom Ze
Dom Ze No meu país o governo tem dinheiro para carros luxuosos para deputados, mas quando vamos aos postos de saúde não há medicamentos, por sinal devemos buscar nas farmácias privadas, e lá (nas f. privadas) encontramos os medicamentos que procuramos. É melhor viver no meu país.
GostoMostrar mais reações
 · 15 h
Emilia Macuacua
Emilia Macuacua A questão de fundo xta na base . Não ha transparência não tem firmeza ,nada .falo da forma como os nossos deputados são eleitos é preciso se rever .o povo devia ter uma oportunidade de escolher aos dedos os deputados que deviam representar na AR .
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 15 h
Rodrigues Tembe
Rodrigues Tembe O ilustre esta se esforcando muito pra trazer justificativos a favor de um lado e mesmo um mendigo desconfia dessa postura...
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 15 h
Edwin Hounnou
Edwin Hounnou Eu penso que a injustiça não parte do facto da aquisição de Mercedes para os membros da CP da AR mans de to do o sisters instalado no país que permite que o povo seja transportado com gado e as nossas crianças estudem em péssimas condições. É reformular todo o sistema gerador de injustiças.
GostoMostrar mais reações
 · 15 h
Caifadine Manasse
Caifadine Manasse Mas restaurar um sistema e melhorar não fazer populismo usar Mercedes um ano depois vir dizer k não sabia k o povo anda no My love isso é aberração e populismo barato.
GostoMostrar mais reações
 · 11 h
Esperança Machavela
Esperança Machavela Finalmente uma abordagem desapaixonada. Fora do juízo de valor sobre o "momentum" da aquisição é importante compreender o contexto das equiparações. Elas visam estabelecer equidade entre os titulares dos órgãos directivos dos três poderes.
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 15 h
Alcides Mugema
Alcides Mugema ja ouviste falar dos G16? Essa mudança repentina tem razoes... N sou mudou como nos ultimos posts ela fala bem do PR ... É Kiki Kiki Kiki... melhor não falar mais
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 15 h
Franque Rangeiro
Franque Rangeiro Você é um analista que procura distrair a opinião pública. Que te garante que para a compra dos carros houve auscultação dos deputados? Estamos atentos aos seus posicionamentos , tudo é porque procuras manchar o mdm pela porrada psicológica que recebeste por um membro sénior daquele. Tu sabes que o país neste momento tá mal e os mocambicanos como a sua família em mutarara passam mal e você tá aí em maputo a puxar o saco. Seja analista de facto faz sentido sim que os deputados nao recebam os carros. O sr tem ideia de como são os deputados na Suécia apesar de nao ser um país africano? São verdadeiros representantes do povo. Cale a boca com os seus artigos e mais desta vez foste infeliz.
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 15 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Infeliz. Se calhar nem sabe onde fica o parlamento moçambicano.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 14 h
Franque Rangeiro
Franque Rangeiro Estudei em maputo e vivi no bairro central, alto mãe e loberdade. Por tanto 24 de Julho era minha avenida e terminei o curso na vizinhança de flat com o Fernando mazanga. K k k nao se extressa cota só nao concordamos com alguns xomentarios
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 14 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Franque Rangeiro eu conheço pelo menos três parlamentos do Mundo. Nao conhecer de fora, conhecer de dentro, pessoas e como funciona, visitar e aprender deles como as coisas sao feitas: parlamento britanico (2006), americano (2013) e Moçambicano desde 2004. Portanto, sei do que estou a dizer.
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 14 h
Franque Rangeiro
Franque Rangeiro Tudo bem . Mas nao quer dizer que nao temos direito de opinar nos seus comentários aliás como humano és pa cível de erros. Agora só esperamos que vais dar razão ao governo pelo facto de até agora nao querer publicar o conteúdo do relatório da crol sobre as dividas ocultas mesmo passando o mês que prometeram. Grande, vamos lutar por este país sabes muito bem que a muita coisa de mal que se passa aqui.
GostoMostrar mais reações
 · 14 h
Caifadine Manasse
Caifadine Manasse O MDM esta representado na comissão permanente e tudo k se compra é remetido pelo CÁ onde também estão representados as propostas passam e o Sr Lutero foi o primeiro a usufruir do Mercedes a ums meses apenas axa k outros membros não deveriam ter.o Venâncio também tem um carro por ser relator nunca abdicou.essas são regalias k eles usufruem no silêncio. São populistas e falsos
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 11 h
Franque Rangeiro
Franque Rangeiro Falaste o que a em que tempo te referes ? Que deputado da outra bancada que não tem regalias? Até o filho do Fernando mazanga o Ivan já tá bem. Você tá analisar o que?
GostoMostrar mais reações
 · 11 h
Felisberto Tomas Xavier
Felisberto Tomas Xavier Posso estar equivocado, a mim me parece que a questao esta no timing e nao se tem ou nao direito conferido pela lei. Ou seja ficou-se com a sensacao de falta de sensibilidade da situacao pelo que o povo passa nos ultimos 2 anos. A terem sido comprados em outros tempos nao creio que o grito soasse a mesmo nivel. O que fazer com os Mercedes? Bom, voltamos a etica. A lei confere SIM mas neste momento o Mercedes e imprescindivel?
GostoMostrar mais reações
 · 
5
 · 15 h
Abel Vilanculos
Abel Vilanculos Com tantas regalias e se o salario do Deputado somente so serve para guardar ou entrar em negocios, quandp é que ele vai sentir o que o povo sente com falta de dinheiro????!!!!
GostoMostrar mais reações
 · 15 h
Nhanengue Nhanengue Nhanengue Nhanengue
Nhanengue Nhanengue Nhanengue Nhanengue Para o povo "patrão" que apenas precisa de um meio de transporte condigno,remoção do lixo,energia e outros serviços básicos é um grande calcanhar de aquiles,mas quando se trata de regalias que favoreçam os (in)reprentantes do povo sempre saiem a ganhar socorrendo se na lei.
GostoMostrar mais reações
 · 15 h
Francisco Manguana
Francisco Manguana O chato é querer fazer perceber que a atribuição dos Mercedes-Benz é por lei. Entendam: o problema não está na atribuição de viaturas, mas sim naquelas viaturas de grande valor monetária numa altura que se propala a quatro ventos a austeridade como palavra de ordem. Não negamos o direito que os membros de CP de AR tem de serem atribuídos viaturas, mas reclamamos o facto de nao se ter revisto de acordo com a conjuntura a questão sobre o custo das viaturas a atribui-los tomando em consideração a situação actual da economia do pais???
GostoMostrar mais reações
 · 14 h
Antonio Serra
Antonio Serra É injusto devolver os Mercedes? E não é injusto transportar o"patrao" no "my love"? Ou o pobre não tem lei que o proteja?
GostoMostrar mais reações
 · 14 h
Antonio Serra
Antonio Serra A lei das regalias aos "cidadãos de primeira", os únicos que parece terem direito a transporte, casa, amante, enfim vida condigna por acaso específica a marca e modelo dos carros?
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 14 h
Antonio Serra
Antonio Serra Por acaso transporte condigno é sinônimo de Mercedes?
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 14 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Ai está a grande pergunta. Porquê DEVE ser Mercedes-Benz? Qual é o deal?
GostoMostrar mais reações
 · 14 h
Rafael Duarte
Rafael Duarte Tudo o que sucede com a elite política Moçambicana somos nós que chancelamos em cada pleito eleitoral. por isso nada de espanto porque sempre foi assim. Podemos lamentar até onde quisermos mas nada vai mudar. Eu sou funcionário público e sei o que é trabalhar sem condições e no fim lhe exigirem bom desempenho. Na verdade as pessoas que nada fazem no estado são as mais bem pagas, mas o papel deles é só cobrar relatórios.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 14 h · Editado
Samuel Chacate
Samuel Chacate Olha Vaz na verdade o debate sobre as regalias é bicudo + do que se anda a falar por aí! Ora vejamos... temos tanta gente instruída que vive de sacrifício somente pk ñ ocupam cargo nenhum nos órgão de soberania...conheço auxiliares que só por ter sido eleito ultrapassaram de dia p noite alguém que ficou próximo de 20 anos na carteira e trabalha mais. Ora, muitas vezes quem trabalha menos ganha mais pk? Que teoria sustenta isso? Em nenhum momento se disse que ñ lhes é merecido sob ponto de vista legal + sim imoral para o tempo de crise. Rever as leis para a decua—los ao tempo de crise? É isso...o que pretende é que seja moral individual daquele grupo somente.
GostoMostrar mais reações
 · 13 h · Editado
Aurelio Jorge
Aurelio Jorge Todos eles um bando de mafiosos, mais em todo caso força Venâncio pela iniciativa. Como eli tinham que ser os 249 deputados.
GostoMostrar mais reações
 · 14 h
Samuel Alberto
Samuel Alberto ...Também quero ser deputado...
GostoMostrar mais reações
 · 14 h
Domingos Gundana
Domingos Gundana A Lei até pode prever todo o tipo de mordomias aos servidores gestores de topo do nosso Estado, mas o Governo que é o gestor do dia deve traduzir as necessidades de acordo com as condições que gere. Não é porque a Lei nos dá o direito ao almoço, almoçamos mesmo sem comida. Não é por ter carro que andamos do mesmo, enquanto não tivermos combustível. 

Mano, é preciso sim rever as regalias e mordomias, mas sempre haverá itens que ficar vão, portanto, cabe ao gestor saber dar prioridades, nas quantidades e qualidades. 

Todos sabemos que em teorias de liderança, costuma se dizer, a liderança tem custos, mas isso não pode referir gastos, também refere se a sacrifícios. 

Os Ministros e outros titulares do Governo, como os casos de Governadores, assim como Deputados, tem seus direitos por lei, mas quem materializa a lei é quem deve sugerir e negociar com o beneficiário na hora da execução. 

Todos os anos, muitos professores que terminam a formação, ficam sem enquadramento no sistema, por falta de cabimento orçamental, o que significa que a vontade de coloca-los está lá mas porque não há dinheiro, estes ficam desempregados. 

O Governo comprou porque tem muito dinheiro, ou seja porque tinha verbas para isso, mas não tem dinheiro para o décimo terceiro mês, não tem dinheiro para as horas extras, não tem dinheiro para pagar juízes eleitos, não tem dinheiro para repor os estragos nas escolas pelo ciclone em Inhambane, não tem dinheiro para construir novos estabelecimentos prisionais, não tem dinheiro para medicamentos, muito menos para pagar salários justos. 

Por mim, o gestor é que não tem capacidades de observar o tempo e o que pode. O atribuído podia questionar, podia sim, pois, numa família, quando saímos sem nada para comer em casa, no nosso regresso, encontramos uma mesa recheada, mesmo com tanta fome que sentimos e com o direito de comer, nada nos impede de questionar a proveniência dos alimentos.
GostoMostrar mais reações
 · 
17
 · 14 h
Sueky Divan
Sueky Divan Dignidade crianças sentadas no chão.
GostoMostrar mais reações
 · 14 h
Higino Muando
Higino Muando tenho uma duuida, será que os funcionarios publicos näo têm o direito de receber o decimo terceiro na totalidade? receberam 50 %(se näo estou equiuocado) porque houue uma razäo julgo eu, acho que deue hauer sacrificio para todos( ministros,uice-ministros,deputados,membros da CNE e PCA das empresas publicas)
GostoMostrar mais reações
 · 
5
 · 14 h
Luis Chocolat Antonio
Luis Chocolat Antonio Aqui em Mocambique sempre vimos este tipo de atitudes. Aqueles que andam nesses carros luxuosos chamam-se "ESTRUTURAS" nao fazem parte do povo sao Mocambicanos diferentes sao os iluminados.
GostoMostrar mais reações
 · 7 min
Mulumbua Ramu Junior
Mulumbua Ramu Junior Da maneira como me expôs a situação partindo, das explicação que por lei os tais Deputados da comissão Permanente tem a regalia de Mercedes, entre outras baboseira, a pergunta que não quer calar é: onde estavam os deputados, que se negam a receber as próprias regalias(Mercedes-Benz) por eles escolhidas, se é que estavam lá o que fizeram por esta situação??? Se algo fosse feito por eles no sentido de desencorajar, este seria o momento oportuno pra mostrar o seu desagrado que tinha que estar ligado ao primeiro momento da decisão de adquirir os M. Benz's.
GostoMostrar mais reações
 · 
3
 · 13 h
Franque Rangeiro
Franque Rangeiro Mas gente quem são os deputados? Nao nos pendamos nas leis meus senhores elas foram criadas por estes para o seu benefício. A verdade todos vocês aqui sabem, que é injusto dar mais e mais aqueles que têm num país em que há problemas. Eu me envergonho com os vossos posicionamentos . Será que vem noticiários da Diáspora ? Porque estamos a dormir ao invés de reivindicar mos pela injustiça que estamos a passar.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 13 h
Isma Sale
Isma Sale Egídio quando estiver a falar do parlamento Moçambicano não se esqueça que as decisões são por maioria de voto. Portanto o parlamento moçambicano é FRELIMO. A composição dos elementos nas comissões não é equilibrada. Diferentemente dos parlamentos que fazes referência e há alternância na governação.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 13 h
Agostinho Guilundo
Agostinho Guilundo A questão é: Tudo o que é legal é oportuno? 
Onde temos direitos também temos deveres. 
O dever do deputado é de fiscalizar bem, para depois ter o direito de mordomias. Não o contrário. 

Os funcionários trabalham depois recebem. Estamos no regime pré pago.
GostoMostrar mais reações
 · 
5
 · 13 h
Antonio Sitoe
Antonio Sitoe povo deve produzir mais ,os que estao no topo devem consumir mais.que paradoxo.......
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 13 h
Nildo Guambe
Nildo Guambe Na lei das mordomias também fizeram o mesmo, então nao me espanto por nada!!! O nosso parlamento tem tudo menos VERGONHA
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 12 h
Nildo Guambe
Nildo Guambe A lei não deve ser consumida de forma CRUA, a sua execução deve ser ponderada e adequada à realidade da situação na qual a mesma se pretende aplicar....
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 12 h
Marcio Morais
Marcio Morais A compra desses carros foi a prova de que a crise não é abrangente
GostoMostrar mais reações
 · 12 h
Caifadine Manasse
Caifadine Manasse Isso olhar pela legalidade aprofundar e acima de tudo trabalho .
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 11 h
Sidonio Bras
Sidonio Bras Se é de Lei, então de César o que é de César. .. Quem devolver não se acha maduro para o cargo e as consequentes regalias...
GostoMostrar mais reações
 · 11 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz
Traduzido do Inglês
ExatamenteVer Original
GostoMostrar mais reações
 · 10 h
Caifadine Manasse
Caifadine Manasse Egídio fizeste uma abordagem e análise mais correcta os sistemas no mundo são aperfeiçoado e melhorado .é esse sistema k da regalias aos Edis dos municípios sem olhar a cor partidária , aos presidentes das Assembleias províncias sem olhar a cor.o estado estrutura se para a sua estabilidade....países como Malawi dão Mercedes a todos Deputados imaginem Malawi.correm sempre para Suécia pk não falam do Brasil,EUA, Qatar, Senegal, Botswana, Portugal todos falam de Suécia. Suécia os filhos negam herança que os pais deixam bom exemplo cultivam trabalho ok devíamos fazer.
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 11 h
José Maodja António
José Maodja António O Presidente Nyusi devia ver a questão apresentado pelo Egidio Vaz. O Exemplo tá aí mão a obra.
GostoMostrar mais reações
 · 11 h
Jemusse Abel
Jemusse Abel Que defesa heee#?? É preciso coragem!
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 10 h
Gundoys Cuave
Gundoys Cuave A escrever ...
GostoMostrar mais reações
 · 10 h
Aira Alfaiate Rui
Aira Alfaiate Rui Ainda não conhecem este jovem??
GostoMostrar mais reações
 · 10 h
David Chimbire
David Chimbire Tá mau isso 💥💥💥💥💥💥💥
GostoMostrar mais reações
 · 10 h
Philippe Gagnaux
Philippe Gagnaux Muito comprido, mas é melhor ser populista do que consumista de luxo desnecessário haja lei q haja! Custa a acreditar q essa lei tenha especificado a marca Mercedes, e se vier não vem a cilindradas nem o nível de luxo. Existem Mercedes dignos é muito baratos! Apenas concordo q a lei tem mudar no sentido de poupar e ser mais específica.
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 9 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Está errado esse seu pensamento.
GostoMostrar mais reações
 · 6 h
Eurico Magagula
Eurico Magagula Parabéns Egidio Vaz pela abordagem. Poucas palavras são suficientes para um bom entendedor.
GostoMostrar mais reações
 · 8 h
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria 1. Houve reunião da CP e decidiu-se a compra de Mercedes Benz? Estou procurando a fonte. Mateus Katupa, o porta-voz ou Verónica Macamo, a PAR já disseram como decidiu numa reunião? Seria bom para continuarmos a questionar os tais que decidiram?
2. Conc
ordo com Philippe Gagnaux que vale a pena ser populista que ser consumista de luxo quando visivelmente a maioria anda aí muito mal.
3. O problema é de equiparações? Eu penso que não. Chegados aqui, o problema é da nossa crítica selectiva, penso eu. Porquê nunca criticamos o consumismo luxuoso dos ministros? Porquê muitos fecham os olhos quando são ministros que adquirem viaturas luxuosas novas? 
4. Voltando ao populismo, afinal quando os ministros, deputados, esses todos que adquiriram Mercedes Benz, está aí o Nyusi, escondem-os em tempo de campanha eleitoral, vão a pé aos pobres, comem com as mãos, etc, etc, fazem o quê?
GostoMostrar mais reações
 · 
2
 · 8 h
Caetano Morais
Caetano Morais Leis e mais! E essas leis que regulam salários e mordomias dos que aqui são mencionados que as faz e as aprova? Resposta: Os próprios beneficiários!! Pode-se crer que ninguém vai devolver nenhum mercedes. Aliás já se esgrimem argumentos para justificar o cúmulo do ridículo!
GostoMostrar mais reações
 · 4 h
Jaime Honwana
Jaime Honwana há uma grande distância entre os deputados e o povo, estou preocupado, devíamos discutir outros assuntos de interesse comum, sinto que o povo é que fiscaliza o governo incluindo os chamados dignos representantes do povo.
GostoMostrar mais reações
 · 3 h
Carlos Langa
Carlos Langa São estas coisas que ser debatidas e não de facto o populismo de alguns deputados
GostoMostrar mais reações
 · 1 h
Andre Raimundo Chavane
Andre Raimundo Chavane Podem comprar os carros k quiserem, eh vosso assunto, o grande problema k temos em relaxao aos Benzx tem a ver cm o momento em k eles foram adquiridos, pois isso acontece numa epoca em k fala-se d austeridade, momento em k falta quase tudo por causa da crise, nao vamx concordar cm a requisicao dos Benzs so pk eh d lei, nao ha lei sem excepcao.O k enoja um pouco no chefe do Estado eh k ele constata, lamenta e, dpois nada, por exemplo ele observou, k certas figuras acomodadas nx instituicoes publicas prezam mais as regalias, do k o trabalho, agora kual eh a medida k o presidente tomou ou pretende tomar, se eh k vai p xtancar essa situacao, ker dizer o povo chora, o mais alto magistrado da nacao tbm chora, parece k tamx num bom pais p fazer negocio d lencos.
GostoMostrar mais reações
 · 
1
 · 50 min
Juma Aiuba
Juma Aiuba Então aqueles bradas que disseram que não foram consultados sobre os Benz estavam a mentir?!?
GostoMostrar mais reações
 · 49 min
Egidio Vaz
Egidio Vaz Granda mentira. É simplesmente impraticável. Eles sabiam. Alguns já andavam nas viaturas.
GostoMostrar mais reações
 · 43 min
Egidio Vaz
Egidio Vaz Estão aí as caras
GostoMostrar mais reações
 · 43 min
Reinier Cedeno
Reinier Cedeno É mentira???!!!!
GostoMostrar mais reações
 ·

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.