domingo, 18 de junho de 2017

25 pessoas morrem em incêndio em Pedrógão Grande




39 mortos no incêndio de Pedrógão
Governo acaba de actualizar o número de vítimas mortais.
Partilhar
PUBLICO.PT



Público
56 min ·


AO MINUTO: Nova actualização do número de vítimas do grave incêndio no distrito de Leiria.

7 comentários
110 partilhas
209209
Comentários Principais

GostoComentar
Partilhar

Comentários


Escreve um comentário...



Vasco Braga Anda tudo revoltado com o incendio em Londres, e isto ??? Que tal revoltarem se agora contra estes Estados corruptos que não fazem fiscalizações e fecham os olhos por uns milhares na Suiça, contra os donos destas matas que não fazem as manutenções e limpesas devidas?? Malta a receber fundos do estado e da UE e vai tudo parar ao Mercedes-Benz novo ou a casinha no Algarve??? Acordem Pah !!!!

Gosto · Responder · 12 · 47 min

Linda Colaço-Prévot My god ! Que preconceitoso ! E o Sro tem tudo limpinho ?

Gosto · Responder · 1 · 11 min

Vasco Braga Olhe Linda Colaço-Prévot, vá dar uma vollta pelas matas do seu pais lindo e depois diga alguma coisa. Veja com os seus proprios olhos. Eu tenho tudo limpinho, mas voce devia ir lavar os olhos

Gosto · Responder · 8 min


Escreve uma resposta...



Marta André "...os culpados somos todos nós"
... por capitalismo, pela lei sega e mansa, por política, por egoísmo, por ignorância, pelos loucos e não loucos... a culpa é de todos que directamente e indirectamente viram a cara a uma realidade de um país que não sabe cuidar de meia dúzia de hectares de floresta e assim consegue ser um dia mais trágico, com vítimas!

Gosto · Responder · 4 · 36 min · Editado

João Santos Na Califórnia foram muito práticos morreram 5 bombeiros num incêndio em 2006 e foi julgado em 2009 . O incendiário sabem o que aconteceu ? Pena de Morte . Não digo tanto , mas já está na hora de ver os incendiários como terroristas e penas , mas , muito pesadas , se não mesmo equacionar a volta prisão perpetua . Somos o único país da Europa Ocidental que não tem no seu código penal prisão perpetua . E até em Espanha voltou a prisão perpetua em 2015. Eu já disse pode existir imensas deficiências na prevenção existe centenas e milhares de propostas para corrigir essas deficiências , mas não adiante resolver essas deficiências , se grande maioria é fogo posto , se não passar por quem ateia fogos , não adianta......

Gosto · Responder · 4 · 26 min · Editado

Lucia Reis Concordo

Gosto · Responder · 1 · 14 min


Escreve uma resposta...



Renato Ruas Tristeza ...

Gosto · Responder · 1 · 50 min

Miguel Teixeira E o verão ainda nem começou....

Gosto · Responder · 14 min

Maria Dias Oliveira Paz as suas almas. Comdulencias as famílias. 😭

Gosto · Responder · 27 min
Comentários Principais está selecionado e, por isso, alguns comentários podem ter sido filtrados.
Escreve um comentário...


Público
8 h ·


Além das 19 mortes, há 21 feridos e dois desaparecidos.

78 comentários
500 partilhas
1 m1 m
Comentários Principais

GostoComentar
Partilhar

Comentários


Escreve um comentário...



Sandra Pereira Abomina-se tanto o terrorismo...e isto é o quê??? Estes animais que ateiam os fogos são uns autênticos terroristas...espalham o medo, o pânico, o desespero, o sofrimento...penas pesadas para estes assassinos terroristas!!!

Gosto · Responder · 70 · 8 h
Ocultar 14 respostas
Comentários Principais está selecionado e, por isso, algumas respostas podem ter sido filtradas.

Pedro Abreu sabes se foi ateado? e seja como for, ir de carro para um sitio daqueles..... epa!! :S falam tanto de quem ateia os incendios, mas esquecem-se sempre durante o resto do ano de limpar o mato para prevençoes. num maluco nao controlas.... prevençao controlas!

Gosto · Responder · 5 · 8 h · Editado

Sandra Pereira Não sei, mas imagino!!!! Depois de em agosto o meu pai ter perdido a casa nos incêndios da Madeira, incêndio esse posto por uma mão criminosa e assassina, não acredito em incêndios que surjam do nada!!! O criminoso pegou o lume e o vento e o calor fizeram o resto!!! Não controlamos os malucos, como você diz, mas o maluco que pegou lume ao Funchal já tinha sido julgado por fogo posto...logo teria de ser controlado!!!!!!

E ninguém vai de propósito para uma estrada com fogo...o vento muda de direçao e isso é o suficiente para qualquer um de nós ser apanhado, até aqueles que acham que não...

Gosto · Responder · 13 · 8 h · Editado

Pedro Abreu o dia de hoje foi horrivel. assustador em termos de temperatura. entao este vento quente à noite... acho "facil" um incendio começar apenas por si.
Mas o que me custa muito é ver um ano inteiro de desinteresse TOTAL com isto e nestas alturas aparecem todos nas tvs a dizer "que é preciso fazer algo!". infelizmente esse algo é esquecido quando o verao termina. Quem vai a zonas como a deste incendio sabe bem o perigo que existe neste tipo de mato.

Gosto · Responder · 3 · 8 h

Pedro Abreu nao so pelos matos nao estarem devidamente regulares, mas sem qualquer tipo de acessos ou espaços em aberto para quando estas coisas acontecem. já para nao falar na falta de apoio aéreo.

Gosto · Responder · 8 h

Pedro Abreu Sandra Pereira e nao estou a dizer que nao tenha sido ateado, mas na minha cabeça é melhor saber como resolver estes incendios de forma adequada e nao o que fazer a esses criminosos. isso é para depois....

Gosto · Responder · 8 h

Luis Sousa Penas não existe neste pais.

Gosto · Responder · 8 h

Sandra Pereira O grande problema deste país é a falta de PREVENÇÃO!!!! Aliar uma mente doente e criminosa a uma temperatura altíssima e vento forte, que foi o que aconteceu no Funchal em agosto do ano passado, só pode resultar em desgraças como estas...é preciso prevenir e condenar os criminosos e notificar os proprietários para a limpeza dos terrenos..

Gosto · Responder · 2 · 8 h

Sonya Afonso E a floresta de eucalipto e pinheiro, mto combustíveis...mau ordenamento florestal!! Todos os anos a mm bosta....mas este incêndios não são de origem espontânea!!! Será preciso morrerem pessoas p se tomar providencias?!?!?!

Gosto · Responder · 7 h · Editado

André Diniz Tão fácil ser populista, tão difícil mexerem-se para melhorar a situação
Muitos juízes são abominados por darem penas leves, muito fazem com a falta de provas efectivas e a falta de nexo de causalidade reconhecido pela jurisprudência quanto aos homicídios.
Já tentarem criar um nexo de causalidade para imputar todos os danos, como fazem, é sinal de muito trabalho e vontade de melhorar o país

Gosto · Responder · 6 h

Pedro Abreu não há ornamento, não há prevenção, não há preparação anual, não há incentivos a bombeiros ou formação de novos bombeiros ( centenas ou milhares! ) há preocupação "hoje" e não "amanha". não há interesse de quem se devia interessar. Se calhar porque é algo que "Lhes" tira dinheiro e não lhes dá dinheiro... Mas milhões em turismo para os espanhóis e afins se virem divertir para o nosso País? Isso que dá tanto dinheiro, sim, é preocupação! esses sim têm o Verão preparado! Pode-se falar muito dos criminosos nos "fogo posto", mas estes para mim são igualmente culpados. e não há "pêsames" e caras negras de pesar na TV que os desculpe.

Gosto · Responder · 6 h

João Panão Sem dúvida, mas prevenções desta envergadura, a nivel nacional, por muito boa vontade pessoal, tem de partir dos mais altos cargos, com apoio, meios e investimento.

Gosto · Responder · 6 h

João Santos O que é interessa a prevenção , limpeza das matas e florestas e tudo mais , se alguém mete fogo ? Não serve rigorosamente para NADA , as matas e florestas não incendeiam-se sozinhos só esporadicamente é que pode acontecer um a outro , mas a grande maioria é fogo posto O que adianta ? Por isso concordo com penas muito , mas muito pesadas......

Gosto · Responder · 1 h

Antonio Cruz Mesmo sendo fogo posto numa floresta ou mata, nesta altura do ano tem de existir mais vigilância para intervenções mais rápidas. O problema é que o nosso território é completamente desordenado a nível habitativo e ainda por com a praga dos eucaliptos que já existem por todo o lado este tipo de situações ainda piora mais, criando terrenos mais secos e sendo uma espécie altamente combustível.

Gosto · Responder · 1 h

Antonio Cruz João Panão = a mais €€€€€

Gosto · Responder · 1 h
Comentários Principais está selecionado e, por isso, algumas respostas podem ter sido filtradas.


Escreve uma resposta...



Pedro Pinheiro Augusto Aquecimento global, monoculturas florestais, ausência de meios de prevenção, desinvestimento nos meios de combate, corrupção, desleixo... A tempestade perfeita, cada vez mais frequente. Uma vergonha. Lamento imenso as vítimas.

Gosto · Responder · 25 · 8 h

Bruno Miguel D'Almeida Vieira Nada de grave ne, so e grave quando se chega a lisboa. Ou entao 49% do pais a arder, e so e grave quando chega aos 50%.Amanha ja vai um gajo se oferecer para plantar mais eucalipos, certo? Isto e terrorismo ambiental. Para alem das vidas humanas e bem materiais, e muito triste isto.

Gosto · Responder · 29 · 8 h · Editado

Bruno Miguel D'Almeida Vieira quando arder tudo nao ha turistas

Gosto · Responder · 8 h

Vania Franco 21 fogos ativos ate ao momento! !

Gosto · Responder · 7 h


Escreve uma resposta...



João Duarte Isto só é possível devido a passividade de todos os governos que insistem em dar dinheiro a quem supostamente deveria estar no combate dos incêndios e não está devido a avarias nos meios que foram pagos para fazer esse trabalho...

Gosto · Responder · 13 · 8 h · Editado

Maria Fernanda Ferreira Ricardo Me faço essa pergunta. ..Como pode isso acontecer tantas vitimas fatais. ..É inaceitável porque essa zona de trânsito não foi fechado. ..Devem ter havido falhas para que providências não fossem tomadas. ..Muito triste e inaceitável ...Deus conforte a todos.

Gosto · Responder · 7 · 8 h

Maria Mascarenhas Exactamente. Com incêndios relativamente pequenos, lembro-me de a estrada ser a 1ª coisa a ser cortada para que ninguém ficasse sem saída! Nessa altura nem havia ainda uma inovação chamada 'Protecção Civil'...

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Palmira Trindade Ninguém pode prever a mudança de intensidade e direcção do vento que agravou a situação. Acredito que todos estão a fazer o melhor que sabem e podem para que termine depressa.

Gosto · Responder · 2 · 7 h

Pedro Abreu quantas vezes nao passamos de carro com incendios por perto pensando sempre que é "seguro"?

Gosto · Responder · 7 h


Escreve uma resposta...



Ana Luisa Rodrigues Já aqui se referiu , se houvessem torres de vigia em locais estratégicos como já se fez no passado, o patrulhamento de zonas críticas , uma política florestal diferente , mais apoio em termos de meios humanos e materiais (reforço meios aéreos em 3-4 meses ano) etc, etc, etc .... tudo seria diferente . Os meios humanos é trazer a tropa , os do RSI e afins para o terreno ; há aqui mais coisas para fazer que nos quartéis e nos cafés !

Gosto · Responder · 6 · 8 h · Editado

Carla Almeida Octavio Machado, agora Presidente dos Bombeiros Voluntários de Palmela acaba de dizer na televisão que não houve falhas na prevenção e culpa a natureza por este fogo. Temos o nosso País entregue aos bichos

Gosto · Responder · 9 · 8 h

Pedro Pinheiro Augusto Alguém se lembra já do filme e das promessas do ano passado? Pois este ano, está tudo igual, mas pior. Mais quente, com mais eucaliptos, com menos meios, menos prevenção. Vai ser um longo verão.

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Pedro Negrão Filipe Tem de haver mão pesada e exemplar para quem ateia fogos. Já chega de folclore, temos de arrumar a casa.

Gosto · Responder · 22 · 8 h

Pedro Abreu foi ateado? falam tanto de quem ateia os incendios, mas esquecem-se sempre durante o resto do ano de limpar o mato para prevençoes. num maluco nao controlas.... prevençao controlas!

Gosto · Responder · 8 h · Editado

JD Mondego Pedro Abreu há fortes indícios de ter sido ateado. Sabemos pelas estatísticas que a grande % dos incêndios são de origem humana. Para quê essa tua conversa?

Gosto · Responder · 7 h

Isabel Lourenço Não sei a causa do incêndio, mas algo vai mal neste país...😈
http://www.lusopt.pt/.../3411-ateia-30-fogos-e-sai-em...



Ateia 30 fogos e sai em liberdade
Foi condenado a dois anos e dois meses de prisão, suspensos por igual período
LUSOPT.PT

Gosto · Responder · 1 · 7 h


Escreve uma resposta...



Pedro Miguel O que se passou?! Mais um incêndio normalissimo no nosso país, só que desta vez fez 19 vítimas mortais. E serão mais! Continuem impávidos e em férias tranquilos, os nossos governantes e a pactuarem com o negocio, e a parte das vítimas, também vai começar a ser normal como os incêndios...

Gosto · Responder · 2 · 7 h

Leopoldo de Verona Eis o terrorismo à portuguesa. Ainda hoje em Loures um cigarrinho atirado da ponte ia destruindo umas quantas casas. Só eu sei a pena que tenho do pessoal que arrisca a vida por causa da cambada de desleixados que habitam neste canto à beira-mar plantado.

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Sandro Parrança É fantástico, o mesmo gajo da ANB deu uma entrevista telefonica a culpar a falta de gestão da Proteçao civil, agora na televisao ja virou o bico ao prego, a culpa é de ninguem, acontece....

Gosto · Responder · 3 · 8 h

Jonas Das Fazendas É preciso haver tragédias destas para que se acabe verdadeiramente com o negócio todo que existe por trás dos incêndios... É muito triste num país como Portugal, que tem uma diversidade florestal linda os governos patrocinados pelas grandes empresas deixem que tudo vire cinzas... Afastando o turismo, destruindo toda a fauna e biodiversidade existente, revolta-me profundamente ter visto um incêndio no parque natural da serra da Estrela, passado pouco meses os madeireiros a deixar a serra completamente careca, não é preciso ser um gênio para perceber que é tudo um negócio vergonhoso de gente sem escrúpulos! Que alguém seja responsabilizado por esta tragédia para que as famílias das vítimas tenham alguma justiça feita!

Gosto · Responder · 48 min · Editado

Ricardo Mendes Conheço bem, essa zona... Não é terreno fácil de combater os incêndios, mas porra. Todos os anos há sempre incêndios ( Proença a nova, sertã, cernache do Bonjardim) e são sempre de grandes dimensões. fdx durante estes anos todos o que é que foi feito para evitar isto???? será que nunca pensaram que isto pudesse acontecer?? Enfim... Deixo as condolências as famílias.

Gosto · Responder · 2 h · Editado

Rivelino Moreno SE fosse o PSD que estivesse no governo amanhã o PCP/BE já pediam a demissão do governo,assim nem uma palavra de ninguem do governo,devem estar ainda a jantar.....

Gosto · Responder · 19 · 8 h

Daniel Vladimiro Sousa Que merda de comentário numa altura destas.

Gosto · Responder · 8 · 8 h

Fernanda Mourinha Se o fosse o PSD...imagina-se o que seria. Mas isso já muita gente o disse. Não li só aqui ,

Gosto · Responder · 3 h


Escreve uma resposta...



Rui Soares Incendiários = Terroristas. Enquanto os incendiários não forem tratados e condenados como verdadeiros terroristas, nunca haverá bombeiros que cheguem para esta tragédia que acontece todos os anos.

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Susana Santos Rivelino Moreno comentário mais desnecessário, depois da morte de 19 pessoas... A culpa não é só do governo, é também da falta de prevenção, dos próprios donos dos terrenos e acima de tudo da falta de mão pesada com os incendiários...

Gosto · Responder · 16 · 8 h

André Diniz E qualquer um dos 5 partidos maiores compactuaria da mesma forma com a actual situação, que ninguém se engane
Ou não fossem as autarquias por exemplo responsáveis por utilizações diversas dos meios de combate a incêndio e pelo seu desgaste prévio

Gosto · Responder · 6 h


Escreve uma resposta...



Wilson Sunahara A questao posta e extremam.pertinente. A ver vamos se apos tamanha tragedia,apos os discursos de circunstancia, tudo nao ficara na mesma. Temo q nada se alterara.

Gosto · Responder · 2 min

Guilherme Ferreira Fácil....prevenção! Uma palavra muito desconhecida em Portugal.

Gosto · Responder · 15 · 8 h

Leonor Fonseca Fonseca Só cortando as árvores! Quando o fogo é ateado nestas condições climáticas fica incontrolável.

Gosto · Responder · 8 h

Guilherme Ferreira Por isso é que não se deve aguardar até à ultima. Organização da floresta? Já se sabe que as árvores resinosas como o eucalipto são propensas a esta tragédia eo que se tem feito? Meios para os bombeiros? Que muitas vezes têm viaturas a cair de podre ou nem sequer viaturas têm. Legislação mais pesada para os que não limpam o mato em redor das casas e principalmente para os que têm a infeliz ideia de atear os fogos?

Gosto · Responder · 7 h

Guilherme Ferreira Para não falar que os aviões raramente estão todos em condições de operar...apesar de em algumas situações não ser possivel opera-los claro.

Gosto · Responder · 7 h

Ibrahim Mané Leonor Fonseca Fonseca e não só há pessoas que têm "ferros-velhos" e muito lixo acumulado nos arredores das casas

Gosto · Responder · 1 · 7 h


Escreve uma resposta...



Carolina Pereira M O primeiro ministro e o presidente da república só servem para, quando há tragédias, fazerem discursos simbólicos e dar as condolências. Trabalhar a sério para governar da melhor forma este País é que não, isso já dá muito trabalho. Vergonha de gente!!

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Conceição Taveira Grande desgraça,nunca mais se resolve o problema dos incēndios,nem quando os comboios eram a carvão houve tantos fogos.Fala-se muito e não se faz nada,isto para mim såo actos terroristas.

Gosto · Responder · 2 · 7 h

David Rangel Patrulhem as matas com o exército seus conas. Tirem-nos das casernas e ponham-nos a fazer reconhecimento

Gosto · Responder · 10 · 8 h

Hélder Gomes Proteção civil inutil. Bombeiros com falta de meios. Falta de prevenção e de planeamento.
Todos os anos a mesma coisa.
Uma vergonha. RIP

Gosto · Responder · 4 · 8 h

Isaque Marques Há anos que isto se prevê, o principal responsável GOVERNO actual e anteriores . Vergonha.

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Olga De Carvalho Que Deus ajude estas pessoas ! Como e possível isto acontecer ! 19 mortos

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Sandro Parrança Toda a gente sacode a agua do capote... os bombeiros ja culpam a proteçao civil... vai começar a dança de a culpa n é minha... mais do mesmo

Gosto · Responder · 3 · 8 h
Ocultar 14 respostas

Guilherme Ferreira Infelizmente é sempre assim em Portugal. Quando são noticias animadoras correm a chegar-se à frente...quando são estas catástrofes...fogem todos. Depois é dinheiro e tempo gastos em inquéritos internos para se chegar sempre à mesma conclusão...ou seja nenhuma.

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Sandro Parrança São chamados os ratos do costume, só querem chicha. Quando dá merda fogem todos

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Sandro Parrança Fim de semana grande tava tudo na praia as prevençoes deviam estar reduzidas ao minimo.... o nacional porreirismo nunca nada acontece.. agora quero ver como justificam 19 mortes...

Gosto · Responder · 8 h

Sandro Parrança Mas que se lixe isto tudo amanha ha futebol.......

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Alberto Silva Morreram tantos quanto o prédio em Londres... no caso de Londres a comunicação social levou o assunto ad-nauseum sobre as causas e consequencias de algo que se passou num país lá fora. Agora temos cá isto e assobia-se para o lado ? Estava tudo preocupado com a afluência às praias e como o jogo de amanhã.

Gosto · Responder · 7 h · Editado

Sandro Parrança Ui....toda a gente sabe que não são os competentes que estão lá......

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Alberto Silva Sandro Parrança Como em tudo o resto. Rega com futebol e praia e tudo se esqueçe.

Gosto · Responder · 7 h

Sandro Parrança Agora ouvi um tipo qualquer da proteção civil a dizer que a culpa é do pessoal que não corta o mato..... já se estava mesmo a ver a culpa é mesmo do zé povinho..

Gosto · Responder · 7 h

Sandro Parrança Amanhã é domingo bate-se um peixe grelhado no gigi na quinta do lago e arruma-se o assunto

Gosto · Responder · 7 h

Sandro Parrança Em vez de darem noticias às pessoas relativamente as frentes de incendio e as localidades afetadas e indicaçoes as pessoas, fazem declamaçoes de pesar em catadupa... acho que ninguem sabe ao certo o que ainda está a arder e os perigos eminentes..

Gosto · Responder · 7 h

Alberto Silva Continuem a pensar que a culpa é do mato que o problema nunca será resolvido e provavelmente irá morrer mais gente.

Gosto · Responder · 7 h · Editado

Sandro Parrança Pronto o presidente já disse que foi um infortunio... deu uns abraços, choraram todos na televisao e pronto.

Gosto · Responder · 7 h

Sandro Parrança A PM inglesa mandou abrir uma investigaçao para apurar responsabilidades no caso do incendio do predio, no nosso caso resolve-se com uns abraços dos governantes em direto, espetaculo lamentavel..

Gosto · Responder · 7 h · Editado

Alberto Silva Sandro Parrança Quando vejo tanta gente a arranjar desculpas para o sucedido fico logo desconfiado.

Gosto · Responder · 1 · 6 h


Escreve uma resposta...



Eduarda Ferreira Canunes Eu metia estes incendiários dentro do fogo sem dó nem piedade, que Deus me perdoe, mas não são dignos de dó nem piedade

Gosto · Responder · 5 h

Leonor Fonseca Fonseca O exército e o povo têm que ir controlar o acesso às matas! Única forma de termos paz!

Gosto · Responder · 7 h

Carlos Sousa Um país de pinheiro façam plantações de eucalipto para alimentar a indústria do papel e depois gritem o da Guarda.

Gosto · Responder · 7 h

Maria Mendes Pinheiro Inacreditável 25 mortos num incêndio meus Deus temos de Tomar prevenção proteção civil militares e população

Gosto · Responder · 2 h

Cristina David Montes Devemos apoiar os bombeiros; mas penso que a situação terá sido mal calculada e que não foi solicitado o apoio devido: a nossa zona é de incêndios, o nossa gente está treinada para lutar nestes momentos. Como explicar este pânico? O sentimento que me foi transmitido foi exatamente o da solidão e impotência. Haja agora solidariedade.

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Madalena Ribeiro So nao entendo o facto de dezanove pessoas terem morrido. E dezasseis dentro das viaturas. Como e possivel??? Nao percebi

Gosto · Responder · 1 · 6 h

Joaquim Kaz Esta zona é um barril de polvora há dezenas de anos! Andaram sempre a ignorar e todos os anos sempre a mesma preocupação!

Gosto · Responder · 7 h

Maria Rocha Que tristeza tão grande, estou sem palavras só soube agora....

Gosto · Responder · 7 h

Manuel Eduardo Correia Quando voltarem a falar na liberalização das plantações de eucaliptos, esta é uma das consequências.

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Angelo Fernandes Só mesmo neste país por k raio não cortaram a estrada se havia incêndio não entendo alguém tem k ser responsável de levar essas pessoas a uma morte certa

Gosto · Responder · 7 h

Maria Machado Sem palavras!!!!........ que tristeza. Que DEUS os acolha na luz e conforte familiares e amigos e que proteja os bombeiros que tanto arriscam!!!!

Gosto · Responder · 8 h

Cmary Fernandes Continuem a deixar plantar eucaliptos desmesuradamente e não punam quem não limpa os seus terrenos. Todos os anos é a mesma coisa. E não fazem nada de concreto...

Gosto · Responder · 7 h

Maria Couto Terrível, a destruição e morte bateu nos a porta ... Tristeza e Angústia
Sentido pesar a tds q sofrem

Gosto · Responder · 1 · 8 h

António Manuel Pereira Já lhe chamam ''Tragédia 19''! Não me lembro de tamanha mortandade!

Gosto · Responder · 4 · 8 h

Eduardo Silva As câmaras municipais são as responsáveis pela limpeza das matas e terrenos não há desculpas todos os anos é a mesma coisa lol

Gosto · Responder · 7 h

Isilda Rodrigues Por que razão, ano após ano, continuam a ser publicadas imagens de incêndios activos?

Gosto · Responder · 7 h

Sandra Sousa Eucaliptos​, Eucaliptos​, Eucaliptos...

Gosto · Responder · 8 · 8 h

Ismael Alves Batista Um governo de incompetentes...cobardes! Todos os anos acontece a mesma coisa...que tristeza!!!

Gosto · Responder · 1 · 7 h

Lurdes Matos Que tragédia.. Vidas humanas.. Que medidas vai tornar o governo. É urgente evitar estas tragédias quando chega o verão.. Algo falhou.. Parabéns pelo trabalho dos bombeiros portugueses.. Obrigado.. 😱😅💙

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Maria de Maria Mas para que querem os aviões?? Ponham o exercito apagar incêndios

Gosto · Responder · 5 · 8 h

Anabela Melo de Carvalho Conhece a zona? É de difícil acesso a floresta era densa... eucaliptos enormes que projectam o fogo em segundos... a força do fogo é terrível... os aviões só podem actuar durante o dia... o incêndio parece que se descontrolou a partir das 18h... com ventos cruzados... é uma tragédia terrível...

Gosto · Responder · 1 · 8 h · Editado

Maria de Maria Não não conheço, mas o exército deve conhecer e tem meios

Gosto · Responder · 8 h

Luis Miguel Leitao Mateus Por acaso conheço a zona. E infelizmente tem muitos eucaliptos..

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Anabela Melo de Carvalho Maria de Maria... o exército não faz milagres... eu conheço muito bem a zona... o ic8 é uma estrada com grandes declives... com acessos bastante difíceis... com um incêndio descontrolado... ventos cruzados fortíssimos... o que é que o exército faz??... por vezes não há meios que cheguem... por muito trágico que seja...

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Maria de Maria Lamento o que aconteceu. As plantações de eucalipto é um grande problema. O exército pode perfeitamente auxiliar em situações de incêndio s

Gosto · Responder · 7 h · Editado

Luis Sousa Por acaso já passei férias nessa zona e aquilo mete medo, na altura até havia um incêndio, mas nunca como esta dimensão.

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Anabela Melo de Carvalho Maria de Maria a srª não parece querer entender que o exercito não consegue fazer nada em ribanceiras enormes... com eucaliptos gigantes... a arder... não faz o exercito nem faz ninguém... o exercito não está preparado para combater incêndios... quem está são o Corpo de Bombeiros e a Unidade de combate da GNR... o exército pode ajudar com máquinas... e com homens... sempre sob o Comando de quem "sabe"... O que deveria era haver um Corpo profissional de Bombeiros...

Gosto · Responder · 7 h

Maria de Maria As máquinas e homens tb pode auxiliar na limpeza de matas e ajudar a planear a não plantação de eucaliptos em certo tipo de terrenos

Gosto · Responder · 7 h


Escreve uma resposta...



Joaquim Oliveira Como é possivel???

Gosto · Responder · 8 h

Paulo Gomess Minha solidariedade aos amigos portugueses.

Gosto · Responder · 5 h

Aldina Rivotti Estou em estado de choque com tanta desgraça.

Gosto · Responder · 2 · 8 h

Marcus Vinicius 😪

Gosto · Responder · 8 h

Gena Baptista Horrível . Pobres Famílias ....!

Gosto · Responder · 2 · 8 h

António Pinto De Almeida Atear fogos é terrorismo , não pode ser tratado de outra forma

Gosto · Responder · 1 · 8 h

António Pinto De Almeida Porra😢

Gosto · Responder · 1 · 8 h

Walid Maciel Chaves Saad Horrível,uma grande tragédia !

Gosto · Responder · 8 h

Ana Faria Que tristeza :( !

Gosto · Responder · 8 h

Paulo Gomes Que cenário este de tragédia e horror, muito triste!

Gosto · Responder · 8 h

Mara Jones Que tristeza!! Sentimentos aos familiares!!

Gosto · Responder · 8 h

Ana Maria Martins

Gosto · Responder · 8 h

Paulo Veiga Bota eucalipto

Gosto · Responder · 7 h

Nando Santos Os meus sentimentos a todas as famílias

Gosto · Responder · 3 h

Linda Pacheco Falta de coordenação só pode...

Gosto · Responder · 7 h

Mimi Rijo LCunha Um horror!... Como ê isto possível!!!????

Gosto · Responder · 7 h
62 de 78
Ver mais comentários
Em direto/


Pelo menos 25 pessoas morreram num incêndio em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria — autarca diz que número de mortos pode ser maior. Marcelo, no local, diz que "não há falta de competência".



EPA
ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO HÁ 8M
PartilheMomentos-chave

Há 38mNúmero de vítimas mortais aumenta para 25
Há 3hO que se sabe até agora
Há 3hAntónio Costa anuncia 24 mortos e que "é possível que haja mais"
Há 5hMarcelo Rebelo de Sousa: "Não há nem falta de competência, nem falta de capacidade"
Há 5hAntónio Costa fala com autoridades para ter "ponto de situação"
Há 5hMarcelo Rebelo de Sousa já está no local
Há 6hHouve falhas na energia e nas comunicações
Há 6hPresidente da Câmara: "Não tenho dúvidas de que foi fogo posto"
Há 6h16 pessoas faleceram carbonizadas no interior de veículos
Atualizações em direto

Há 8m5:41João Cândido da Silva
Governo declara estado de contingência

O Governo declarou na madrugada de domingo o estado de contingência para o incêndio que deflagrou na tarde de sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, informou a Lusa. “O estado de contingência activa determinados meios e permite também outras possibilidades para tudo o que se vier a desenrolar a partir daqui e também para o que já aconteceu”, disse o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

Num briefing com os jornalistas, em Pedrógão Grande, junto ao posto de comando, o governante disse, pouco depois das 04h00, que o incêndio está também a afetar os concelhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, todos no distrito de Leiria.

Jorge Gomes confirmou a existência de 25 mortos, 11 feridos civis e cinco bombeiros, dois deles com bastante gravidade, estando um internado no Hospital Santa Maria, em Lisboa, e outro no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. Às 04h00, o incêndio estava a ser combatido por 593 operacionais, apoiados por 191 viaturas e cinco máquinas de rasto, segundo o responsável.

O secretário de Estado da Administração Interna adiantou que estão a caminho do teatro de operações quatro pelotões do Exército para, logo pela manhã, procederem a operações de rescaldo e verificação. Segundo Jorge Gomes, o fogo continua esta madrugada com quatro frentes activas, duas delas muito intensas, na Graça e em Vila Praia.
Há 28m5:21João Cândido da Silva
Mais de 1.500 bombeiros combatiam às 04h20 cinco grandes fogos rurais

Mais de 1.500 bombeiros combatiam pelas 04h20 cinco grandes incêndios florestais que lavram desde sábado nos distritos de Coimbra, Castelo Branco, Leiria e Santarém, segundo a página de internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC). O maior é o que está a consumir floresta em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, e que já causou a morte a 25 pessoas.

A arder desde as 14h43, está a ser combatido por 672 operacionais e 218 veículos, de acordo com o ‘site’. No posto de comando, o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, referiu que às 04h00 estavam mobilizados 593 operacionais, apoiados por 191 viaturas e cinco máquinas de rasto.

No distrito de Coimbra, um outro fogo está também a consumir floresta desde as 14h52 na freguesia de Álvares, concelho de Góis, estando no terreno 375 homens, apoiados por 110 veículos. Naquele distrito deflagrou um outro incêndio na freguesia de Espinhal, concelho de Penela, pelas 21h15, que mobiliza 152 operacionais e 48 viaturas. No concelho de Ferreira do Zêzere, distrito de Santarém, 226 homens e 60 viaturas combatem as chamas que deflagraram às 20h09 numa zona de floresta.

O último dos grandes incêndios que lavram esta madrugada em Portugal continental regista-se no distrito de Castelo Branco, no concelho de Oleiros, freguesia de Orvalho, estando a ser combatido por 192 operacionais, apoiados por 59 viaturas.

Lusa
Há 37m5:12João de Almeida Dias

Escreve o João Francisco Gomes, no local:

Situação dramática nas pequenas aldeias do concelho de Figueiró dos Vinhos. As chamas entram no interior das aldeias e lavram junto às habitações, chegando às ruas.



Seguir
João Francisco Gomes @jfranciscogomes


Chamas lavram mesmo no interior das aldeias do concelho de Figueiró dos Vinhos. Vídeo filmado há minutos numa rua da localidade.
07: 08 - 18 Jun 2017 · Figueiró dos Vinhos, Portugal


11 Retweet
1 favorito
Twitter Ads info and privacy
Há 38m5:11João Cândido da Silva
Número de vítimas mortais aumenta para 25

O número de mortos no incêndio que deflagrou na tarde de sábado numa zona florestal no concelho de Pedrógão Grande, distrito de Leiria, aumentou para 25, disse o secretário de Estado da Administração Interna. Jorge Gomes disse aos jornalistas que as vítimas, todas civis, foram apanhadas pelas chamas quando circulavam por estradas, à exceção de três que foram atingidas por uma nuvem de fumo junto ao cemitério de Figueiró dos Vinhos.

O governante, que falava em Pedrógão Grande, junto ao posto de comando, adiantou ainda que existem 11 feridos civis e cinco bombeiros, dois deles com gravidade. Às 04h00, o incêndio estava a ser combatido por 593 operacionais, apoiados por 191 viaturas e cinco máquinas de rasto. O governante adiantou que estão a caminho do teatro de operações quatro pelotões do Exército para, logo pela manhã, procederem a operações de rescaldo e verificação. Segundo Jorge Gomes, o fogo continua esta madrugada com quatro frentes ativas, duas delas muito intensas.

Lusa
Há 1h5:01João de Almeida Dias



Seguir
João Francisco Gomes @jfranciscogomes


O momento em que uma oficina mecânica é atingido pelas chamas em Figueiró dos Vinhos.
06: 59 - 18 Jun 2017 · Figueiró dos Vinhos, Portugal


1 Retweet
1 favorito
Twitter Ads info and privacy
Há 1h4:59João de Almeida Dias

Mais, do João Francisco Gomes, diretamente de Figueiró dos Vinhos:

Carlos Lopes tem andado todo o dia junto à população de Figueiró dos Vinhos, que já o trata como “próximo presidente da Câmara”. É um dos candidatos às eleições autárquicas no município e vive a 400 metros do local onde as chamas lavram.

Diz que os incêndios aqui são comuns e admite que “os bombeiros estão a fazer o seu trabalho o melhor que podem”.

“Felizmente a minha casa não foi afetada, mas há aqui muita gente nesta zona aqui em baixo que perdeu tudo”, conta ao Observador no café “Figueiras”, que se mantém aberto, mesmo estando muito próximo das chamas, a oferecer água e comida aos moradores que desesperam por notícias.
Há 1h4:57João de Almeida Dias
Desespero em Figueiró dos Vinhos. "Uma pessoa bem pode pedir ajuda que ninguém cá vem"

O João Francisco Gomes, do Observador, continua a enviar-nos alguns relatos diretamente de Figueiró dos Vinhos:

Amélia Rocha, 60 anos, está desde as 19h00 sem conseguir aproximar-se da sua casa, que não sabe se ardeu ou não. Fugiu com o seu marido na autocaravana e os dois continuam à espera de novidades da casa e dos terrenos que possuem em torno da habitação. “Ninguém nos diz nada”, conta ao Observador no local.

Os medicamentos que Amélia, à espera de uma segunda operação a um tumor no nariz, tem de tomar diariamente ficaram para trás, em casa.

O filho e o neto fugiram, mas Amélia não abandona as proximidades da sua casa. Teve de libertar as 15 vacas de que é dona e também não sabe se as vai recuperar. E lamenta a pouca presença de bombeiros: “Uma pessoa bem pode pedir ajuda que ninguém cá vem”.

“É um drama”, desabafa, revelando que está sem comer desde que fugiu de casa. “Como é que alguém consegue comer com uma tragédia destas?”, questiona.

“Se não tivesse saído de lá na caravana agora estávamos os dois mortos”, remata.
Há 1h4:34João de Almeida Dias
Em Figueiró dos Vinhos, oficina é consumida por chamas, habitantes combatem fogo sem bombeiros

João Francisco Gomes, jornalista do Observador, escreve a partir de Figueiró dos Vinhos o relato de uma oficina, com produtos inflamáveis, que acaba de ser consumida pelas chamas — e conta a história de um homem que saiu da Sertã (a cerca de 30 quilómetros) para ajudar um amigo:

Em Figueiró dos Vinhos, uma oficina mecânica com diversos produtos inflamáveis no interior acabou de ser apanhada pelas chamas. Sem bombeiros no local, são os residentes das habitações em torno da oficina que vão tentando apagar o fogo.

Fernando Moreira, 61 anos, reformado da GNR, passou a tarde aqui, e acabou de ligar “pela décima vez” para o 112 a pedir presença de bombeiros no lugar. “Há muita falta de organização dos bombeiros. Há 22 anos que aqui ando e vejo aqui incêndios e é sempre assim, têm de ser as pessoas a apagar o fogo”, conta.

“O dono da oficina tem a casa lá junto da oficina, a família vive mais para cá”, conta Fernando, que se deslocou da Sertã para ajudar um amigo a remover as máquinas agrícolas do centro das chamas.

Dono de vários terrenos do lado de lá do rio, afirma que “ainda não ardeu nada” seu, “mas deve arder amanhã”. “Mas preferia mais que ardessem os meus terrenos do que esta gente a morrer aqui”, desabafa.


Fernando Moreira, 61 anos, diz ao Observador que já ligou 10 vezes para os bombeiros, mas para já só os populares combatem as chamas em Figueiró dos Vinhos
Há 2h4:16João Cândido da Silva

A tragédia provocada pelo incêndio de Pedrógão Grande não é um caso único. A lista negra elaborada pela Lusa recorda outros eventos dramáticos em que as chamas reclamaram vidas, incluindo aquele em que, em 1966, na serra de Sintra, 25 militares do Regimento de Artilharia Anti-Aérea Fixa de Queluz morreram quando tentavam combater as chamas.
Há 2h4:09João Cândido da Silva

Habitantes da freguesia de Avelar, no concelho de Ansião, improvisaram um centro de acolhimento que está a fornecer alimentação e alojamento a dezenas de pessoas que abandonaram as respetivas casas para fugirem ao avanço das chamas, informou a Lusa. A Câmara Muncipal de Ansião está a prestar apoio às pessoas que escaparam ao incêndio.
Há 2h3:58João Cândido da Silva

Equipas da Polícia Judiciária estão no terreno com o objetivo de investigar as circunstâncias em que o incêndio teve origem e como alastrou. O presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande afirmou estar convicto de que se tratou de fogo posto.
Há 2h3:53João Cândido da Silva

A GNR procedeu ao corte do trânsito em várias estradas na zona afetada pelo incêndio, de acordo com a Lusa.
A circulação mantém-se impedida no IC8 entre os quilómetros 90 e 84;
A EN2 está cortada junto ao cruzamento das Fontainhas e entre os quilómetros 290 e 298, na zona de Chã de Alvares e o mesmo sucede com a estrada municipal 1202 junto à localidade de São João do Deserto e à Estrada Nacional 337 na mesma zona.
A Estrada Nacional 112 está encerrada entre os quilómetros zero e três e entre os quilómetros 51 e 55.
Há 2h3:39João de Almeida Dias
Vídeo: Habitantes de Figueiró dos Vinhos ajudam no combate aos incêndios

Num vídeo enviado pelo jornalista do Observador João Francisco Gomes, que está em Figueiró dos Vinhos, pode ser visto como os habitantes daquela localidade usam os escassos meios que têm à mão — como baldes de água — para apagar o incêndio que ameaça as suas casas.



Seguir
João Francisco Gomes @jfranciscogomes


Em Figueiró dos Vinhos, o fogo ameaça as casas e os habitantes tentam apagar as chamas como podem.
05: 36 - 18 Jun 2017


99 Retweets
22 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 2h3:32João de Almeida Dias

O incêndio que matou pelo menos 24 pessoas neste sábado é, recorde-se, na zona de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria. No mapa em baixo, o pin vermelho indica a localização específica daquele município:



A zona em questão pode ser vista em maior detalhe no próximo mapa. Recorde-se que o incêndio lavra entre Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos:


Há 3h3:05João de Almeida Dias
Há viaturas de bombeiros na A13 a caminho do local do incêndio

O João Francisco Gomes, do Observador, está a caminho de Pedrógão Grande. Pelo caminho, na A13, viu várias viaturas dos bombeiros a caminho do incêndio.




Seguir
João Francisco Gomes @jfranciscogomes


Na A13, a caminho de Pedrógão Grande, várias viaturas dos bombeiros dirigem-se para o incêndio.
05: 01 - 18 Jun 2017 · Ferreira do Zêzere, Portugal


1 Retweet
33 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 3h3:01João de Almeida Dias
Há mais de 1500 bombeiros a combater 11 incêndios em todo o país

O presidente da Protecção Civil disse que estão 1537 homens a combater 11 fogos em todo o país. Vão ser auxiliados por 413 veículos.
Há 3h2:48João de Almeida Dias
Presidente da Proteção Civil nega que bombeiros estiveram sem comunicação

Rui Esteves, comandante nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil, diz que não há maneira de saber quando terminará este incêndio. “Não é possível fazer uma previsão, porque há coisa que nós não controlamos, que é a meteorologia”, disse. “Não podemos ter uma varinha mágica e dizer que daqui a duas horas termina o incêndio.”

Sobre as falhas nos sistemas de comunicação, Rui Esteves disse que, dos três tipos de comunicação usados por bombeiros, apenas um, o SIRESP, falhou. “Em momento nenhum a rede operacional dos bombeiros ficou em causa, nem a rede estratégica da Proteção Civil ficou em causa, portanto os operacionais tiveram sempre comunicação”, garantiu.
Há 3h2:48João de Almeida Dias
Presidente da Proteção Civil nega que bombeiros estiveram sem comunicação

Rui Esteves, presidente da Associação Nacional de Proteção Civil, diz que não há maneira de saber quando terminará este incêndio. “Não é possível fazer uma previsão, porque há coisa que nós não controlamos, que é a meteorologia”, disse. “Não podemos ter uma varinha mágica e dizer que daqui a duas horas termina o incêndio.”

Sobre as falhas nos sistemas de comunicação, Rui Esteves disse que, dos três tipos de comunicação usados por bombeiros, apenas um, o SIRESP, falhou. “Em momento nenhum a rede operacional dos bombeiros ficou em causa, nem a rede estratégica da Proteção Civil ficou em causa, portanto os operacionais tiveram sempre comunicação”, garantiu.
Há 3h2:45João Cândido da Silva
O que se sabe até agora
O incêndio deflagrou às 14h00 deste sábado em Escalos Fundeiros, no concelho de Pedrógão Grande, norte do distrito de Leiria;
Condições meteorológicas consideradas “atípicas”, com ventos fortes e com frequentes mudanças de direção, humidade escassa e temperatura elevada, fizeram com que o incêndio passasse a ter quatro frentes, três das quais qualificadas como “violentas”;
O fogo alastrou para localidades de outros dois concelhos: Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos;
Aldeias ficaram cercadas e isoladas pelas chamas, nalguns casos sem acesso a energia elétrica e a serviços de comunicações;
O Itinerário Complementar 8 (IC8), entre o nó da zona industrial de Pedrógão Grande e o nó do Outão, foi cortado ao trânsito a partir das 19h00;
Seis bombeiros ficaram feridos, dois dos quais se encontram em estado grave, e foram transportados para unidades hospitalares em Coimbra e em Lisboa;
Numa primeira contabilização oficial das vítimas, o secretário de Estado da Administração Interna anunciou 19 vítimas mortais: 16 pereceram quando circulavam na estrada que faz a ligação entre Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra e três sucumbiram na via pública intoxicadas pelos fumos gerados pelo incêndio;
O balanço mais recente indica que o número de mortos subiu para 24, mas acredita-se que a contabilidade poderá ser agravada.
Há, também, 21 feridos, incluindo os bombeiros. Dez estão em estado grave;
Duas pessoas foram dadas como desaparecidas, mas as autoridades não confirmaram, ainda, a veracidade desta informação;
O Governo vai decretar luto nacional, mas o primeiro-ministro não indicou quando.
Há 3h2:40João de Almeida Dias

Há cinco grupos de bombeiros a caminho de Pedrógão Grande. Partem dos distritos de Évora, Setúbal e Lisboa.
Há 3h2:33João de Almeida Dias
António Costa anuncia 24 mortos e que "é possível que haja mais"

O primeiro-ministro refere que vai haver auxílio das autoridades espanholas no combate aos incêndios. Espanha vai enviar dois aviões Canadair de combate ao fogo. Depois de conferência com o IPMA, que confirmou que vai haver trovoada seca amanhã, da parte da tarde, entre Coimbra e o norte do Alentejo.

“A prioridade agora é que os incêndios estejam controlados durante a manhã de forma a que os meios estejam o mais disponíveis possível para fazer frente a novas ocorrências que tenham lugar da parte da tarde”, disse, numa conferência de imprensa.

Quando lhe perguntaram o que provocou este incêndio, a sua propagação e a forma como matou pelo menos 24 pessoas, a maior parte encurralada numa estrada, disse: “Neste momento é obviamente prematuro tirar ilações sobre o que se passou naquele local, algo de muito especial aconteceu”.

António Costa disse ainda que “é possível que haja mais vítimas mortais” mas não quis referir números quando confrontado com as afirmações do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, que assumiu que o número de mortos podia ser “mais do que o dobro” do que os 19 então confirmados.
Há 3h2:20João de Almeida Dias
Número de mortos sobe para 24

António Costa anuncia que o balanço de mortes sobe para 24.
Há 4h2:17João Cândido da Silva

Governo deverá decretar três dias de luto nacional em homenagem às vítimas mortais do incêndio em Pedrógão Grande.
Há 4h2:14João de Almeida Dias
Especialista diz que faltam engenheiros florestais no terreno

Domingos Lopes, coordenador de engenharia florestal Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, disse em entrevista à SIC Notícias que “precisamos de engenheiros florestais no terreno” e que a tragédia deste sábado “pode tornar a acontecer”.

“Faltam meios, mas, acima de tudo, meios humanos, com formação na área de quem mais conhece a floresta e deve conhecer em Portugal, que é a engenharia florestal”, disse, esta madrugada. Referindo-se a engenheiros recém-licenciados, disse que “este país precisa como de pão para a boca de os meter no terreno e a trabalhar”. “Quem conhece o terreno, obrigatoriamente tem de perceber a floresta”, acrescentou.

A nível político, Domingos Lopes defende que o Ministério da Agricultura deve dar uma resposta ao problema: “O que eu quero é que o meu Ministério da Agricultura, como disse há um ano, tenham mais força do que o Ministério da Administração Interna no Conselho de Ministros”.

Segundo Domingos Lopes, para evitar tragédias como a de hoje é preciso apostar “na prevenção, não é no combate”.
Há 4h2:08João Cândido da Silva

Benfica e Belenenses divulgam mensagens de solidariedade.

Ver imagem no Twitter


Seguir
SL Benfica ✔@SLBenfica


O SL Benfica apresenta sentidas condolências às famílias das vítimas de Pedrógão Grande e manifesta solidariedade neste momento de dor.
03: 44 - 18 Jun 2017


765765 Retweets
968968 favoritos
Twitter Ads info and privacy

Ver imagem no Twitter


Seguir
Os Belenenses @CFosBelenenses


O #Belenenses solidariza-se com os familiares e amigos das vítimas da tragédia de Pedrógão Grande. #tweetpastel
02: 14 - 18 Jun 2017


3939 Retweets
6969 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 4h2:06João de Almeida Dias
Ministra da Administração Interna não fala, para já, de inquéritos. "O momento é de pesar"

No local, a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, confirma que estão 380 combatentes no local para fazer frente ao incêndio e que outros 120 estão a caminho. Além disso, também vão ser destacados dois pelotões de militares para o local. Recorde-se que o primeiro-ministro, António Costa, está reunido com responsáveis da Proteção Civil e também do IPMA para avaliar a situação.

Sobre o número de mortes, fixado nos 19 mas que o presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande disse que pode ser “mais do que o dobro” por haver ainda aldeias onde não foi feita nenhuma verificação, a ministra da Administração Interna disse que “é prematuro avançar outros números”. “Quando raiar o dia, quando esta situação for debelada, naturalmente teremos mais informações concretas”, disse.

Quando lhe perguntaram se já tinha sido aberto um inquérito para averiguar as causas do incêndio e a forma como o seu combate foi feito, disse apenas: “O momento é um momento de pesar ainda temos muito pela frente, não só aqui onde nos encontramos como noutras regiões do país”.
Há 4h1:56Rita Ferreira

Ver imagem no Twitter


Seguir
Adm.Interna PT ✔@ainterna_pt


Posto de Comando do incêndio de Pedrogão
03: 51 - 18 Jun 2017


44 Retweets
66 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 4h1:52Filomena Martins

A foto da emoção de Marcelo em Pedrógão em Grande.


Há 4h1:49João Cândido da Silva

António Costa está em reunião, por videoconferência, com responsáveis do IPMA, Instituto Português do Mar e da Atmosfera. O objetivo é o de avaliar as condições meteorológicas previstas para os próximos dias e, eventulamente, ajustar os meios de prevenção e combate aos incêndios.
Há 4h1:46João de Almeida Dias
Assunção Cristas: "Em profundo choque"

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, enviou uma nota às redações onde diz estar em “profundo choque perante a tragédia que se vive no distrito de Leiria”.

“Expresso o meu pesar pelas vítimas mortais e a minha total solidariedade para com as famílias atingidas”, disse. A candidata à Câmara Municipal de Lisboa deixa ainda uma mensagem aos bombeiros: “Um forte abraço pela forma heróica como estão a travar mais uma dura batalha contra as chamas”.
Há 4h1:45João Cândido da Silva
Passos Coelho manifesta solidariedade com os bombeiros e familiares das vítimas

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, manifestou durante a noite deste sábado a sua solidariedade para com os familiares das 19 vítimas mortais e os bombeiros que combatem um incêndio florestal em Pedrogão Grande, distrito de Leiria. “Quero expressar solidariedade e luto pela perda de vidas humanas”, disse Pedro Passos Coelho, durante uma sessão de apresentação do candidato à autarquia de Ansião. O líder do PSD tinha anunciado anteriormente a suspensão da actividade política agendada para domingo.

Já depois de ter discursado, Passos Coelho regressou ao palco e, perante cerca de mil pessoas, deixou uma mensagem “muito sentida de solidariedade” às famílias e aos bombeiros que continuam a combater as chamas em Pedrogão Grande e pediu um minuto de silêncio em memória das vítimas mortais.

“É uma tragédia muito grande, tivemos noção da proporção dessa tragédia há muito pouco e não quis deixar, mesmo num dia que era um dia de festa aqui para nós, de endereçar a todas as famílias enlutadas a nossa solidariedade”, disse Pedro Passos Coelho à agência Lusa, no final da sessão. O líder do PSD deixou ainda uma “palavra de reconhecimento, apoio e solidariedade” aos bombeiros que combatem as chamas. “Agora é o tempo das autoridades atuarem, não é o tempo dos políticos”, adiantou Passos Coelho, sublinhando “toda a confiança” no papel dos agentes de Protecção Civil, bombeiros e autoridades centrais e locais envolvidas no combate às chamas.

Lusa
Há 4h1:43Filomena Martins

Os bombeiros também estão nas redes sociais a dar conta do que se está a passar.

Ver imagem no Twitter


Seguir
Bombeiros d'Portugal @wwwbpscompt


IF Pedrogão Grande: Vinte Feridos, a Maioria em Estado Grave https://www.bps.pt/2017/06/17/if-pedrogao-grande-vinte-feridos-a-maioria-em-estado-grave/ …
01: 40 - 18 Jun 2017


55 Retweets
1 favorito
Twitter Ads info and privacy
Há 4h1:42Filomena Martins

A Administração Interna mostra no Twitter como está a acompanhar a tragédia.

Ver imagem no Twitter


Seguir
Adm.Interna PT ✔@ainterna_pt


PR, MAI, SEAI e Presidente da Câmara de Pedrogão Grande garantem todo o apoio numa das maiores das tragédias decorrentes dos incêndios
03: 34 - 18 Jun 2017


1111 Retweets
1212 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 4h1:40João de Almeida Dias
Presidente da Câmara convencido de que número de mortos, para já nos 19, "vai ser o dobro, mais do dobro"

O Presidente da Câmara Municipal Pedrógão Grande, Valdemar Ramos, admite a possibilidade de o número de mortos ser ainda maior do que os 19 inicialmente avançados.

“Estou chocadíssimos com o número de mortos, que eu estou convencido que vai ser o dobro, mais do dobro”, disse, referindo que há aldeias afetadas pelo incêndio que ainda não foram inspecionadas pelas autoridades. “Concerteza que vamos encontrar alguns cadáveres nalgumas casas”, disse.
Há 4h1:37Rita Ferreira
A maior tragédia causada por um incêndio em Portugal?

Estão confirmados 19 mortos no incêndio de Pedrógão Grande. O primeiro-ministro afirmou que esta é a maior tragédia causada por um incêndio. A Lusa recorda outros momentos graves:

Na memória dos portugueses estão os grandes incêndios registados em 2003, de norte a sul do país, e que provocaram duas dezenas de mortos.
Há mais de 50 anos, em setembro de 1966, um fogo na serra de Sintra foi notícia em todo o mundo, devido à morte de 25 militares do Regimento de Artilharia Anti-Aérea Fixa de Queluz (RAAF), quando tentavam combater as chamas.
Em 1985, em Armamar, foram 14 bombeiros apanhados pelas chamas e que não resistiram, enquanto em 1986, em Águeda, o fogo provocou 13 mortos.
Em junho de 2006, no distrito da Guarda, cinco bombeiros chilenos morreram ao combaterem o fogo.
Em agosto de 2013, quando se registaram mais de 7.000 incêndios, morreram nove pessoas – oito bombeiros e um civil – com 120 mil hectares de floresta ardida.
No ano 2012, centenas de incêndios registados provocaram seis mortos, quatro deles bombeiros.
No ano passado, os incêndios na Madeira provocaram três mortos e destruíram 37 habitações, uma situação que levou o Governo a fazer um pedido de ajuda à União Europeia para o combate ao sinistro.
Há 4h1:32João Cândido da Silva

Imagens da Lusa mostram a violência do incêndio e a devastação que semeou. Veja a fotogaleria com imagens da tragédia que se abateu sobre Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos.


Há 4h1:27Rita Ferreira

A tragédia de Pedrógão já está a ser noticiada em vários países da Europa:

Seguir
BBC News (World) ✔@BBCWorld


Forest fires kill 19 in central Portugal http://bbc.in/2rs78Yk
03: 17 - 18 Jun 2017


Forest fires kill 19 in central Portugal - BBC News

The majority died while trying to flee in their cars in the Pedrogao Grande area.bbc.co.uk



418418 Retweets
285285 favoritos
Twitter Ads info and privacy

Seguir
la Repubblica ✔@repubblica


Incendio in una cittadina del Portogallo: 19 morti http://larep.it/2sKv4dK
03: 23 - 18 Jun 2017


Incendio in una cittadina del Portogallo: 19 morti

Uno violento rogo si è sviluppato sabato sera nelle aree boschive attorno a Pedrógão Grande, nel centro del Paese. Sconosciute le cause,repubblica.it



88 Retweets
44 favoritos
Twitter Ads info and privacy

Seguir
EL MUNDO ✔@elmundoes


Al menos 19 muertos en un incendio declarado en el centro de Portugal http://trib.al/Cssgq64
03: 25 - 18 Jun 2017


Al menos 19 muertos en un incendio declarado en el centro de Portugal

Al menos 19 personas han muerto en el incendio declarado este sábado en el término municipal de Pedrógão Grande, en el centro de Portugal, en el que han resultado heridas una veintelmundo.es



6969 Retweets
1010 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 4h1:24Rita Ferreira

Palavras solidárias do Sporting Clube de Portugal:

Ver imagem no Twitter


Seguir
Sporting CP ✔@Sporting_CP


Os nossos pensamentos estão com os familiares das vítimas e com todos os afetados por esta tragédia em Pedrógão Grande.
03: 21 - 18 Jun 2017


550550 Retweets
675675 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 5h1:19Rita Ferreira

INEM também confirma número de vítimas mortais:

Seguir
INEM @INEMtwitting


19 pessoas morreram hoje no incêndio de Pedrógão Grande. Três das vítimas foram encontradas "na via pública, por... http://fb.me/1mI2KxEYr
02: 52 - 18 Jun 2017


77 Retweets
44 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 5h1:15Rita Ferreira

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, também já chegou ao local.
Há 5h1:14João de Almeida Dias
Marcelo Rebelo de Sousa: "Não há nem falta de competência, nem falta de capacidade"

Visivelmente emocionado, Marcelo Rebelo de Sousa acaba de falar aos jornalistas. O Presidente da República diz que “não há nem falta de competência, nem falta de capacidade, nem falta de imediata reposta perante desafios dificílimos”. “O que são é desafios muito difíceis”, acrescentou.

“Houve e há uma mobilização notável, com os meios existentes e os que estão a chegar, uma coragem e uma determinação, uma capacidade de resistência perante elementos naturais, infelizmente únicos”, disse o Presidente da República, que deixou uma “palavra de gratidão, de conforto e apoio a todos aqueles que estão o fazer o melhor que podem fazer.”

“Queria aqui dar uma palavra de agradecimento e de apoio, porque essa missão vai continuar, está a continuar e vai continuar numa área muito ampla, muito dispersa, com condições por vezes imprevisíveis”, disse.
Há 5h1:12João Cândido da Silva

Foi ativado o Plano Distrital de Emergência de Protecção Civil de Leiria, de acordo com o anúncio feito pelo secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.
Há 5h1:07Rita Ferreira

Começam a aparecer mensagens de solidariedade pelas vítimas do incêndio:

Ver imagem no Twitter


Seguir
CEemPortugal ✔@CE_PTrep


Os nossos pensamentos estão com as famílias das vítimas e com todos os afetados por este terrível incêndio em Pedrógão Grande
02: 48 - 18 Jun 2017


4141 Retweets
7272 favoritos
Twitter Ads info and privacy

Ver imagem no Twitter


Seguir
FC Porto ✔@FCPorto


O FC Porto solidariza-se com os familiares das vítimas do incêndio em Pedrógão Grande.#FCPorto
01: 58 - 18 Jun 2017


713713 Retweets
985985 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 5h1:06João Cândido da Silva

A rapidez dos operacionais no combate às chamas é questionada por alguns habitantes da zona afetada pelo incêndio. Ouvido pela TVI 24, um habitante de Valongo afirmou que os bombeiros demoraram duas horas a chegar ao local e que, durante esse período, as chamas ameaçaram casas da localidade.
Há 5h1:00João Cândido da Silva

Duas equipas de apoio psicológico estão no local em Castanheira de Pêra e em Pedrógão Grande com o objetivo de prestar apoio a bombeiros que se encontram no combate às chamas e aos familiares das vítimas que pereceram.
Há 5h0:55João Cândido da Silva
Era praticamente de noite, tal o fumo que pairava pelo ar

Ao final da tarde, a Lusa ouviu dois testemunhos de habitantes da zona afetada pelo incêndio que lavra nos concelhos de Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos. “Estou muito assustada e não me recordo de algum incêndio semelhante nos últimos 10 anos”, disse à Lusa um moradora de Atalaia Fundeira. Às 19h30, em Pedrógão Grande, era praticamente de noite, tal o fumo que pairava pelo ar. “Temos muito medo que o fogo venha por aí abaixo e nos atinja”, disse também Palmira Coelho, outra moradora, antes de se refugiar em casa para proteger os seus bens.
Há 5h0:51João Francisco Gomes
331 bombeiros no local

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, revelou que se encontram no local 331 bombeiros no combate às chamas.

Foi também aberta a casa mortuária do Pedrógão Grande para receber os corpos das vítimas mortais, informou o governante.
Há 5h0:45João de Almeida Dias
António Costa fala com autoridades para ter "ponto de situação"

António Costa falou aos jornalistas em frente à sede da Proteção Civil em Lisboa. O primeiro-ministro vai estar reunido com o presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), coronel Joaquim Leitão. António Costa vai receber um “ponto de situação” e a partir daí tomará uma decisão em relação ao número de meios a serem utilizados no combate a este e a outros incêndios.

“Seguramente estamos perante a maior tragédia que temos vivido”, disse o primeiro-ministro, atendendo ao número de vítimas mortais, para já fixada nos 19.

Sobre as causas do incêndio e o seu combate, sobre o qual já se especulam ter havido falhas, nomeadamente no facto de 16 pessoas terem morrido numa estrada nacional encurraladas pelas chamas, o primeiro-ministro disse: “A seu tempo, temos de apurar o que é que aconteceu”.sobre meios, falaremos daqui a pouco
Há 5h0:45João Francisco Gomes
Marcelo Rebelo de Sousa já está no local

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa acaba de chegar ao Pedrógão Grande e deu, à chegada, um longo abraço ao secretário de Estado da Administração Interna, presente no local há várias horas.
Há 5h0:40João Cândido da Silva
Marta Soares: é preciso sorte para ajudar a controlar a situação

Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, atribui à conjugação de vários fatores em simultâneo como os ventos “atípicos”, temperaturas “altíssimas”, baixa humidade e a “saturação da atmosfera”, a gravidade do incêndio que afeta três concelhos: Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos. “Só com sorte a acompanhar os operacionais é que se consegue controlar” uma situação como aquela que se vive no terreno.

O presidente da Liga dos Bombeiros revelou que dois dos cinco bombeiros feridos estão em estado grave, mas tem esperança de que não corram risco de vida. Foram transportados para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Sobre as operações de combate, Marta Soares disse que, pelo que lhe foi dado conhecer, “nada falhou”.
Há 5h0:32João de Almeida Dias
Presidente Associação Nacional de Bombeiros diz que "alguma coisa aqui falhou"

Rui Silva, presidente da Associação Nacional de Bombeiros, diz que havia forma de prever a trajetória do incêndio — e, assim, evitar que 16 pessoas tivessem morrido encurraladas pelas chamas, na estrada nacional que liga Figueiró dos Vinhos a Castanheira de Pêra.

“Isto não devia ter acontecido, é um acidente que não tem justificação nenhuma”, disse à SIC Notícias. “O incêndio tem uma progressão que, embora não possa ser avaliada ao minuto e com muita exatidão, pode ser prevista a sua evolução e a forma como se vai propagando. Portanto, não podemos de nenhuma maneira aceitar que 19 pessoas percam a vida apanhadas por um incêndio que nós sabemos qual é o seu rumo. Portanto, achamos que alguma coisa aqui falhou.”

“Esperemos que, mais uma vez, o inquérito que se vai seguir não fique arquivado numa dessas gavetas ali para o Terreiro do Paço”, acrescentou.

Referindo-se às declarações do secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, que disse que o fogo “se propagou e desenvolveu de uma forma que não tem explicação”, o presidente da Associação Nacional de Bombeiros disse que era necessário haver uma “explicação técnica” e não uma “explicação política”.
Há 5h0:29João Francisco Gomes

O primeiro-ministro, António Costa, vai deslocar-se esta noite à sede nacional da Proteção Civil e deverá fazer uma declaração nos próximos momentos a partir de lá.
Há 5h0:22João Cândido da Silva

As dificuldades no terreno são grandes. O secretário de Estado da Administração Interna afirmou que “não se consegue penetrar na floresta e nos caminhos para as aldeias”.
Há 5h0:19João Cândido da Silva

Às 21h00, o incêndio em Pedrógão Grande envolvia a intervenção de mais de 300 bombeiros e de 101 viaturas, de acordo com informação da Proteção Civil.
Há 6h0:15João de Almeida Dias
Vídeo do incêndio

Um utilizador da rede social Twitter registou uma das zonas de incêndio, que galgou a estrada



Seguir
Dr.Palmeirense @drmarciobr


#Incêndio em Pedrógão Grande.#Portugal
Estradas cortadas.
00: 45 - 18 Jun 2017


3232 Retweets
2525 favoritos
Twitter Ads info and privacy
Há 6h0:14João Cândido da Silva
Houve falhas na energia e nas comunicações

Ventos fortes que sopraram em diversas direções ajudaram a fazer alastrar o incêndio em Pedrógão Grande. Houve falhas no fornecimento de energia elétrica e nas comunicações, que terão perturbado os trabalhos de combate ao fogo e de assistência. O secretário de Estado da Administração Interna referiu que os problemas de comunicações foram superados, havendo veículos prontos para substituírem antenas que tenham sido destruidas pelas chamas, e que, sob o ponto de vista da operacionalidade dos meios, a situação está “normalizada”, não podendo afirmar o mesmo em relação ao incêndio.
Há 6h0:13João de Almeida Dias
Presidente da Câmara: "Não tenho dúvidas de que foi fogo posto"

Em declarações à RTP, o Presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, apontou para a hipótese de o incêndio ter sido causado por fogo posto.

“Eu não tenho dúvidas de que foi fogo posto, precisamente junto ali aos Escalos Fundeiros, num sítio muito ermo, em que não é fácil despoletar ali um incêndio natural”, disse, há momentos.

“Isto nunca foi visto aqui. Foi sempre uma terra de grandes incêndios atendendo á floresta que tem, mas um acontecimento e uma tragédia destas não lembra.”

O autarca referiu que arderam “pelo menos 20 casas”. “Eu penso que ardeu muita, muita habitação”, acrescentou.
Há 6h0:07Rita Ferreira
"Os bombeiros estavam a bater às portas das casas todas, disseram para irmos para o quartel"

Na vila de Castanheira de Pera foram os bombeiros que bateram porta a porta a mandar as pessoas sair de casa. Assim fez João Pedro Barros que estava em casa dos avós da companheira, pessoas já idosas. Largaram tudo e foram para a rua. Inicialmente as indicações eram de que todos se dirigissem para junto do quartel dos bombeiros de Castanheira de Pêra, “mas as pessoas estão a sair da vila e a afastarem-se o mais possível do fogo”, relatou ao Observador.

“Há muita gente na rua, pessoas com panos na cara, uma confusão de carros, bombeiros e ambulâncias a passar”, relata. “Há quem conte que há mortos junto à estrada.”

As comunicações também são muito difíceis já que apenas a rede da Vodafone sem mantém a funcionar, todas as outras estão inativas.

Segundo João Barros, “o incêndio está mesmo no centro da vila” e por isso a prioridade das pessoas é abandonar o local. Quanto à sua família, decidiram deslocar-se até à Sertã e aí arranjarem um local para passarem a noite.
Há 6h0:03João Cândido da Silva
Incêndio grave também em Ferreira do Zêzere

Um outro incêndio grave lavra em Ferreira do Zêzere e ameaça algumas habitações, mas a SIC Notícias adianta que está a ser dominado.
Há 6h0:00João Cândido da Silva
IC8 foi cortado a partir das 19h00

O Itinerário Complementar 8 (IC8), entre o nó da zona industrial de Pedrógão Grande e o nó do Outão, está cortado ao trânsito desde as 19h00, disse fonte da GNR. Várias habitações estão em risco na vila de Pedrógão Grande, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários locais e da Guarda Nacional Republicana.

O incêndio passou para o concelho de Figueiró dos Vinhos, também no distrito de Leiria, onde haverá aldeias isoladas pelas chamas. A mesma fonte adiantou, ainda, que vários carros de bombeiros foram destruídos pelo fogo, sem precisar quantos.
Há 6h23:58João de Almeida Dias
Incêndio "propagou-se e desenvolveu-se de uma forma que não tem explicação"

Em declaração à imprensa, o secretário de Estado da Administração Interna admitiu que as estradas não estavam cortadas, oferecendo o crescimento rápido e inesperado do incêndio para não ter sido tomada essa medida. “As vias podiam até não estar cortadas porque não havia incêndio”, disse. “Como eu expliquei, houve um incêndio que se propagou e desenvolveu de uma forma que não tem explicação.”
Há 6h23:54João Cândido da Silva
16 pessoas faleceram carbonizadas no interior de veículos

O incêndio que está ativo em quatro frentes em Pedrógão Grande provocou 19 vítimas mortais civis, de acordo o secretário de Estado da Administração Interna. Jorge Gomes revelou que três pessoas sucumbiram na via pública devido à inalação de fumos e 16 faleceram carbonizadas no interior das viaturas em que circulavam na estrada que liga Figueiró dos Vinhos a Castanheira de Pêra. Estas vítimas não terão conseguido abandonar os veículos cercados pelas chamas.

Numa primeira informação prestada à comunicação social, o secretário de Estado havia informado haver 14 vítimas civis, entre as quais dez feridos em estado grave, que se somam às vítimas mortais. Jorge Gomes acrescentou que há seis bombeiros feridos, cinco dos quais foram já retirados da zona para receberem assistência hospitalar. O secretário de Estado disse haver dois desaparecidos, mas que esta informação precisa de ser confirmada, já que não existe a certeza de que estas vítimas não estarão incluídas no número de pessoas que foram transferidas para fora da zona em que lavra o incêndio.

Jorge Gomes revelou que o INEM montou uma unidade de assistência no centro de saúde de Pedrógão Grande e não especificou quais são as localidades afetadas. O esforço de combate ao fogo e de emergência médica envolve 101 viaturas de bombeiros e 13 ambulâncias.

Antes das revelações do secretário de Estado, o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, tinha referido haver aldeias “em muito perigo, completamente cercadas” e falta de bombeiros no combate às chamas, que lavram desde as 14h00. “Estamos a tentar evacuar aldeias completamente cercadas e em muito perigo”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal, Valdemar Alves, referindo que as zonas mais afetadas são as de Mosteiro, Vila Facaia, Coelhal, Escalos Cimeiros, Regadas e Graça.

Um ferido grave foi assistido por uma equipa do INEM, que incluiu um helicóptero utilizado para transportar o jovem para uma unidade hospitalar de Coimbra. Várias aldeias terão já sido evacuadas e, de acordo com a SIC Notícias, Marcelo Rebelo de Sousa está a caminho de Pedrógão Grande para acompanhar a situação.

Valdemar Alves acrescentou que o número de bombeiros a combater as chamas é “insuficiente” face aos incêndios que também destroem distritos vizinhos. “É impossível acudirmos a todas as aldeias. Estamos a todo o custo a ver se nos chegam bombeiros de Lisboa”, realçou o autarca, visivelmente abalado, afirmando que a situação é “bastante dramática”.

“Não tenho ideia de ter uma situação como esta em Pedrógão Grande. O fogo esteve às portas da vila, a 50 metros”, disse, frisando que na localidade temeu-se o pior. De acordo com Valdemar Alves, o secretário de Estado responsável pela Administração Interna está a caminho do concelho para averiguar a situação.

Maria Susana Beirão Antigamente havia umas figuras chamadas guardas florestais, que faziam isso mesmo e as matas eram limpas e até lhes era atribuída casa para habitarem. Talvez até diminuísse o desemprego se fosse criado esse trabalho novamente. Apenas uma sugestão.

GostoMostrar mais reações · Responder · 55 · 5 h

Patricia Cardoso E que falta fazem. Agora está tudo ao abandono. Não condeno os proprietários. Gente idosa e muita dela com fracos recursos económicos e limpar fica muito caro. Se houvesse civismo e penas duras não era todos os anos a mesma catástrofe.

GostoMostrar mais reações · Responder · 5 · 5 h

Carlos Paes Mamede Suzana....somos 1 estado falido desde a "abrilada"..vivemos numa fantasia permanente...não há dinheiro para guardas florestais...infelizmente...bjs

GostoMostrar mais reações · Responder · 4 · 5 h

Ana Castanheira Mas temos dinheiro para fazer obras que n são precisas

GostoMostrar mais reações · Responder · 6 · 5 h

João Mendes O problema está nas empresas privadas que combatem os fogos :/

GostoMostrar mais reações · Responder · 5 h

Patricia Cardoso Carlos Paes Mamede Só há para festarolas e passeatas. Somos falidos e cada vez mais dados ao lazer pela quantidade de espaços que há por aí a abarrotar.

GostoMostrar mais reações · Responder · 2 · 4 h

Luis Cadete João Mendes, não concordo consigo, os culpados não podem ser os privados, mas quem os contrata..

GostoMostrar mais reações · Responder · 3 · 4 h

Patricia Cardoso Luis Cadete Claro. Pois, não os fiscaliza. Mas, comem todos na mesma gamela...

GostoMostrar mais reações · Responder · 1 · 4 h

Luis Cadete Patricia Cardoso, esses contratos estão cobertos por uma nebulosa, mas não só, é precisar lembrar, que os mesmos precisam de pilotos e esses donde vêm?? É tudo um grave problema de interesses, que quem faleceu, nada tem a ver com isso, não esquecer a promessa de pôr a tropa a apagar fogos e nada, tem que haver responsáveis..

GostoMostrar mais reações · Responder · 4 h


Escreve uma resposta...




Frankie McMurphy Defendo isto há anos: pena máxima de cadeia para incendiários condenados e pesadas multas para proprietários que reneguem a limpeza dos seus terrenos segundo o regulamentado. Sejam estes incêndios uma fogueirita ou um de grandes dimensões. Em cinco anos grande parte do problema estaria resolvido. Há anos que me chamam exagerado, chamem-me lá outra vez. Pois, subitamente exagero é num espaço de horas morrerem 19 pessoas por mera negligência.

GostoMostrar mais reações · Responder · 17 · 5 h · Editado

Patricia Cardoso Antes das multas ver se os donos têm saúde/condições económicas para o fazer. Se há ajudas para tudo, no inverno faziam o levantamento e na primavera desmatavam. Mas, não esqueça que o mato é vital para o ecossistema. Se as pessoas fossem bem formadas não havia incêndios mesmo com mato.

GostoMostrar mais reações · Responder · 2 · 4 h


Escreve uma resposta...




Rui da Eufrázia Somos campeões europeus, vencemos o festival da eurovisao, saímos do deficit excessivo, a fitch parece que nos tirou do lixo... e afinal o que isto tudo muda na calamidade que é a destruição da floresta e a morte de seres humanos... triste! Muito triste!

GostoMostrar mais reações · Responder · 17 · 5 h

Jorge M. Silva Pereira Somos especialistas em organizaçao de eventos mas ainda nao na resoluçao desta calamidade que nos afecta todos anos. Enfimmm.

GostoMostrar mais reações · Responder · 4 h


Escreve uma resposta...




Artur Aragão É a saga anual dos incêndios. Para quando medidas sérias para prevenir estes acontecimentos? Porque não colocam os militares a fiscalizarem... Falta vontade política, aliás sempre faltou, para resolver de forma séria este problema... agora vão vir as palavras de circunstância. Deixem-se de palavras e passem à ação

GostoMostrar mais reações · Responder · 18 · 5 h

José Sebadelhe Enquanto os nossos políticos não forem civilmente responsáveis nada será feito! O último grande investimento público na floresta em Portugal foi no pinhal de Leiria! ... D. Dinis! Floresta não dá dinheiro a curto prazo,,,, a culpa é do vento! Era previsível em termos ambientais, só não via esta situação os senhores do parlamento. Todos! Senhores do ministério público onde andam? Senhores da justiça onde estão? Pois os aumentos salariais são mais importantes...

GostoMostrar mais reações · Responder · 5 · 5 h · Editado

Eduardo Queirós Há uns anos comentei a morte de alguns camaradas e insurgi-me contra algumas entidades... hoje mantenho a 100% a minha opinião! Senhor Ministro da Administração Interna, senhor Presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil, senhor Comandante Nacional da Policia de Segurança Pública, senhor Comandante Nacional da Guarda Nacional Republicana, senhor presidente do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, senhor Comandante Distrital do Distrito de Leiria, senhor Presidente da Câmara Municipal de Pedrogão Grande, senhor Comandante Operacional Municipal do município de Pedrogão Grande, e demais intervenientes, posso estar-me a esquecer de algum, façam um favor a vocês mesmos e demitam-se!!!! Quando a lei não se cumpre nem se faz cumprir, quando a instâncias não cumprem os seus propósitos e quando por inercia e falta de prevenção morrem 19 pessoas (civis) é a única atitude que podem tomar!!! Todos os atrás enunciados tem o dever de cumprir, e acima de tudo fazer cumprir o Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de junho alterado pelo Decreto-Lei n.º 17/2009, de 14 de janeiro...

GostoMostrar mais reações · Responder · 3 h

Luis Cadete Não me lembro de morrer tantos civis num incêndio florestal, estou chocado, 19 mortos e muitos feridos em estado grave, estou incrédulo!!!!!

GostoMostrar mais reações · Responder · 8 · 5 h

Patricia Cardoso Imagine o horror de ir numa estrada e ficar cercado pelo fogo. Há uns anos, no IP4 o incêndio começou no fundo de um vale. Os bombeiros foram tão bem orientados que o fogo subiu, lambeu uma ravina de vários metros, atravessou o IP4 e passou para o outr...Ver mais

GostoMostrar mais reações · Responder · 1 · 5 h


Escreve uma resposta...




Patricia Cardoso Estou de luto profundo pelo meu País! Entregue há décadas a gente que não sabe nada nem conhece a realidade do seu País. Os meus sinceros pêsames a todos os familiares das vítimas. Que mortes tão trágicas e tão evitáveis!

GostoMostrar mais reações · Responder · 11 · 5 h

Francisco Paulos ... é colocar os presos a trabalhar na limpeza das florestas acorrentados como se fazem nos States... durante os inverno e a primavera para que esta tristeza não aconteça... mas à muitos lobbies por detrás disto, e enquanto existirem estas tristes notícias vão continuar a aparecer!

GostoMostrar mais reações · Responder · 6 · 5 h · Editado

Teresa Coutinho Ouvi falar um sr. Que disse que as pessoas que morreram não foram cautelosas mais ao menos isto, é eu pergunto porque não fecharam as estradas , sim algo que a polícia fazia com grande facilidade assim estas 16 vítimas mortais não se tinham enfiado na boca do lobo e que são mts pessoas , um condutor incoerente acredito, mas mais do que isso tenho algumas dúvidas, digo eu...... descansem em paz

GostoMostrar mais reações · Responder · 6 · 4 h

Patricia Cardoso O que podemos fazer para ajudar? Estou tão triste. Um incêndio é um terror. Abram corta fogos nas matas mais próximas. Mandem retroescavadoras. Mais vale derrubar árvores do que ver tudo a arder. Já passei por isso e foi a única solução.

GostoMostrar mais reações · Responder · 5 · 5 h

Ana Seixas Palma Um ano sem medidas florestais e com seca por todo o país. Infelizmente isto pode ser só o início de um verão trágico por incúria e crime. Tristeza.

Gosto · Responder · 2 · 5 h

Manuel Araujo 19 mortos! Para já vê-se uma cortina de fumo! Os políticos é que estão a falar aos media. A dizerem generalidades! É pouco para o drama e a tragédia! Não se pode esconder o que se passou. Não será melhor ouvir os responsáveis técnicos sem controlo político? Com tantos técnicos de previsão e meios de comunicação modernos (ou estarão em Lisboa?!) é inconcebível o que aconteceu. A solidariedade com as vítimas exige que se conheçam os erros! E os culpados!

Gosto · Responder · 6 · 4 h · Editado

José Macedo Há uma coisa que não percebo. Antigamente havia umas torres de vigilância onde, mal viam um fumozinho, lançavam logo um alarme. Hoje, com a modernidade de meios, câmaras de vigilância, imagens via satélite, drones... (eu falei em drones? ah, esses só servem para assustar - por enquanto - os voos comerciais), e não se conseguem detectar os focos de incêndio? Há qualquer coisa que não está bem.

Gosto · Responder · 1 · 3 h

Maria Helena Sottomayor Onde está a tropa? Aviões mais helicópteros mais bombeiros nada só incompetência de governos.

Gosto · Responder · 11 · 5 h

Patricia Cardoso Quem está à frente dos lugares de decisão? Gente que o único mérito que tem é uma boa cunha. Competência: ZERO! Se não sabem para eles como vão saber mandar!

Gosto · Responder · 5 h

Luis Cadete Patricia Cardoso, é isso mesmo, ausência de competência e não esquecer a idéia de enviar os bombeiros de comboio, o que serviu de brincadeira na altura, pode ser a causa desta tragédia.

Gosto · Responder · 2 · 5 h

Patricia Cardoso Luis Cadete E alguém envia bombeiros de comboio?! Conheço aquela zona. São pinhais a perder de vista, por isso é chamado de Pinhal Interior. Quase claustrofóbico por não se ver povoações. Aquilo é o ganha-pão daquela gente. Zonas quase inacessíveis para limpeza. Estou de luto profundo pelo meu país. Enquanto tivermos ratos de gabinete que não saem para o terreno e sem competências para o lugar cada vez será pior. Já há muito que digo que se chegar a velha vou ter o patamar de qualidade dos meus bisavós...

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Luis Cadete Patricia Cardoso, estamos de luto, tudo isto é mau de mais, mas infelizmente expectável, nada disto me espanta..

Gosto · Responder · 1 · 4 h

Patricia Cardoso Luis Cadete Infelizmente cada vez me espanto mais em não haver mais tragédias. Mas. vivemos no país inventado pelo sr feliz e o sr sorridente.

Gosto · Responder · 1 · 4 h


Escreve uma resposta...




Susana Vieira Há vários factores que influenciam os incêndios, desde a florestação á base de árvores "gasolina", ao êxodo rural, fraca ou nenhuma manutenção das florestas (lixo, incluindo vidro e latão), ausência de meios humanos e mecânicos eficazes de combate aos fogos, e completo desinteresse do governo e dos cidadãos, que preferem gritar "mão criminosa" e continuar sentados a ver o fogo lavrar.

Gosto · Responder · 5 · 5 h

Luiza Pais Dias E desde que a plantação de eucaliptos começou, é cada vez mais difícil controlar os incêndios. Ardem muito rapidamente.

Gosto · Responder · 1 · 5 h


Escreve uma resposta...




Luisa Manuela Silva Verdade aonde param os guardas florestais agora??? Já não existe ...vão ver foi redução de custo os infelizes k morreram tiveram o azar de estar no sitio errado à hora errada, enfim, mais vale estar calada, são vidas humanas ....

Gosto · Responder · 5 h

Rivelino Moreno Se fosse o PSD que estivesse no governo o PCP/BE pediam a demissão imediata do governo.

Gosto · Responder · 24 · 5 h

Patricia Cardoso Mas, a culpa é do Passos. Esse criminoso, culpado de tudo. Até de nos tirar do défice excessivo com o seu brilhante ministro Vítor Gaspar.

Gosto · Responder · 3 · 5 h · Editado

Viteche Ashvin Até em situações trágicas têm a coragem de entrar em guerrinhas partidárias...fantástico.

Gosto · Responder · 4 h

Rivelino Moreno Não é guerrilhas,é a verdade,e ainda se devia de dizer muito mais,mas como não somos as esganiçadas dizemos só o minimo.

Gosto · Responder · 2 · 4 h


Escreve uma resposta...




Pedro Ivo Neves Desejo muita força e coragem a todas as frentes de combate. Condolências às famílias enlutadas. Deus permita que se consiga dominar rapidamente os incêndios activos e que o dia de amanhã seja totalmente diferente para melhor!

Gosto · Responder · 3 h

Manuel Araujo 24 mortos! As TVs estão desfocados na cobertura da tragédia. Em vez de darem indicações e ouvirem as pessoas vitimas da tragédia, e o que sabe a polícia e os hospitais, passam o tempo a dizer: "Está a chegar fulado de tal"! "Está a chegar a senhora Ministra"! "Está a chegar o primeiro-ministro"!, "Está a chegar o Presidente!". Depois, mostra-os a dar beijinhos uns aos outros! Isto é alguma informação útil para aquelas comunidades atingidas e em perigo e para o país? Agora, um tragédia como esta dimensão está transformada numa espécie de reportagem de passarelle de estrelas políticas a dizerem generalidades?! E não se ouve as pessoas, as comunidades, o povo!?

Gosto · Responder · 3 · 3 h · Editado

Délio Ormonde Borges Marcelo já chegou a Pedrogão, Costa e a Ministra ainda não. porque será?

Gosto · Responder · 4 h

Hugo Chambel Peço desculpa mas morreram 19 pessoas isso não pode passar ao.lado e em vao

Gosto · Responder · 8 · 5 h

Luis Cadete Nem mais.

Gosto · Responder · 2 · 5 h

Patricia Cardoso Luis Cadete Se fosse com o Passos a geringonça já estava a pedir cabeças e a comunicação social a uivar.

Gosto · Responder · 3 · 5 h

Hugo Chambel Caríssima Patrícia as responsabilidade é de todos porque todos os anos e a tragédia dos incêndios

Gosto · Responder · 5 h

Hugo Chambel E a falta de solução a organização e ordenamento do território e todos falam disso mas ninguém tem coragem de fazer esse trabalho de fundo

Gosto · Responder · 5 h

Hugo Chambel E falarmos de uma coisa que ninguém tem coragem de dizer é a falta de operacionais e a falta de formação e de equipamentos

Gosto · Responder · 5 h

Hugo Chambel E todos assobiam para o lado

Gosto · Responder · 5 h

Hugo Chambel E não há um investimento serio

Gosto · Responder · 5 h

Hugo Chambel E depois há estás tragédia s

Gosto · Responder · 5 h


Escreve uma resposta...




João Mendes Para quando o fim deste negócio dos incêndios? Força Aérea a combater os fogos e não particulares!!! Chega disto todos os anos...

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Stéphanie Marques Estão à espera de quê para pedir helicópteros? Espanha, França, o que não nos falta são meios para ajudar porra!

Gosto · Responder · 2 · 5 h

Celia Alexandre Há noite não trabalham

Gosto · Responder · 1 · 5 h


Escreve uma resposta...




Paulo M Santos Que tristeza. O mesmo flagelo todos os anos,mas desta vez infelizmente com muitas vítimas

Gosto · Responder · 5 h

Pedro Duarte Não metam os incendiários em casa c pulseira electrónica neste verão, não...

Gosto · Responder · 5 h

Ircilia Guiomar E nada fizeram desde os incêndios do ano passado depois de tanta conversa fiada! Porcaria de governantes! 😡😡😡😡 O PR vai lá agora! Cumprimentar os mortos! Porcaria 😡😡😡

Gosto · Responder · 4 · 5 h

Hugo Chambel Com o incêndios desta dimensão com aconteceu tão rapidamente, tem que haver responsáveis ,não é só falar das coisas quando acontecem

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Antonio Pereira Aqui houve erros,ou culpados desta tragédia,tirando o fogo!???vamos ver...

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Fernanda Cruz Justificação para tudo CALOR e VENTO… Querem mais?
É o que diz quem “sabe”…

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Maria Costa É uma vergonha...hipocrisia total....2 meios aéreos...Mete-me nojo o que diz o responsável máximo dos bombeiros..."nada falhou", que vergonha, como se pode fazer uma afirmação destas...mais uma vez a culpa morre solteira...as pessoas é que tiveram a culpa...noutro país já estarias a pedir a demissão...bem como outros responsaveis...MAS O NEGÓCIO DO FOGO CONTINUA...TANTA CONVERSA FIADA...IA-SE FAZER TUDO PARA EVITAR A DESGRAÇA DO ANO PASSADO...COMEÇAMOS BEM...19 MORTES E 31 FERIDOS...ALGUNS COM GRAVIDADE...

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Joaquim Alberto Santos Onde pára a ministra que manda os bombeiros ir para os incêndios de comboio e a PSP patrulhar o território a pé?

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Ludovina Lopes Margarido Ano de eleições. Tudo dito. É só fazerem a estatística. #Pedrogão

Gosto · Responder · 2 h

Hugo Chambel Apanhados no incêndio incontrolável, vergonha ,todos os anos com a mesma conversa que tem que prevenir mas o que foi feito

Gosto · Responder · 5 h

Hugo Chambel Como é possível todos os anos começa os incêndios e cada ano e pior que o outro

Gosto · Responder · 5 h

Carla Pereira Enquanto eu delirava com o tempo de praia perfeito. 😢 Se é para isto, que venha já nevoeiro de manhã e nortada de tarde.

Gosto · Responder · 5 h

Pedro Abreu Há certos casos em que a pena de morte deveria voltar a ser implementada! Estes fogos não são inocentes, não são por falta de prevenção nem por descuido, são fogos postos!

Gosto · Responder · 4 h

Carla Pinto Leite Inacreditável! Não me lembro de tal tragédia em Portugal. Não desta forma😢

Gosto · Responder · 4 h

Alberto Moreira Lamentável
será início trágico de verão esperemos que fique por aqui. Mas infelizmente há tanto mato e floresta com muito combustível .e o calor só agora começou.

Gosto · Responder · 5 h

Maria Do Ceu Veigas É triste o que está acontecer não temos terroristas de uma forma mas temos de outra o criminoso que fez isto é pena de morte !

Gosto · Responder · 4 h

Délio Ormonde Borges e ninguém mandou cortar uma estrada principal como essa?

Gosto · Responder · 2 · 5 h

Marco Lemos Todos os países europeus tratam e limpam suas matas....
Em Portugal só tratam e limpam os portugueses com impostos.

Gosto · Responder · 2 · 3 h

Albertina Silva pois aplicar multas A quem não limpa os seus terrenos está quieto

Gosto · Responder · 2 h

Marco Lemos O estado é dono da maior parte da mata.. e são o pior dos exemplos

Gosto · Responder · 47 min


Escreve uma resposta...




Isaque Marques Há anos que isto se prevê, o principal responsável GOVERNO actual e anteriores . Vergonha.

Gosto · Responder · 5 h

José Pinto É necessário saber o que aconteceu .As mãos criminosas que põem o fogo devem ser presas.Os meus sentimentos às famílias .

Gosto · Responder · 4 h

André Martins Campelo está neste momento cercado em chamas e permanecem lá habitantes sem conseguir sair do local e com falta de apoios..


Gosto · Responder · 3 h

André Martins Quero desde já felicitar o trabalho do #Observador em reportar as informações que vao tendo em directo nesta noticia. Obrigado

Gosto · Responder · 4 h

Patricia Cardoso O PM e o PR ainda estão a ver no mapa onde fica Pedrógão Grande?!

Gosto · Responder · 2 · 5 h

Joana Costa A senhora que está a mandar nisto percebe tanto de fogos como eu de pescas!!!

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Hugo Gabriel Para mim nao era prisão era atira los directamente para o que criaram

Gosto · Responder · 5 h

M Luísa Gomes Costa Lamentável! Como é possível? Mas será que não se consegue evitar isto todos os anos??!

Gosto · Responder · 5 h

Jose Alberto Teixeira Amigos de cada vez istamos pior é à gente que temos ô povo que temos os gouverno que temos istamos de cada vez milhor so ladroes e criminelles.no nosso pais

Gosto · Responder · 5 h

Paulo Oliveira Cosme Uma vergonha em Portugal ! Estou em estado de choque!

Gosto · Responder · 4 · 5 h

Filipa Alves Demissão do governo já ! 19 mortos ? Acabou chega RUA

Gosto · Responder · 5 · 5 h · Editado

Lurdes Soares estou sem palavras , tristeza,,, vergonha Portugal

Gosto · Responder · 5 h

Hugo Chambel Estavam a espera de morrer pessoas sem terem culpa nenhuma

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Patricia Cardoso Podia ser qualquer um de nós. Porque não fecharam as estradas? Esta gente nem conhece aquelas localidades serranas!

Gosto · Responder · 4 h

Hugo Chambel Estou de acordo consigo , é isso que me deixa me desolado

Gosto · Responder · 4 h

Hugo Chambel Podia ser um de nos

Gosto · Responder · 4 h

Hugo Chambel Estás respostas devem ser averiguadas e perceber o que correu mal

Gosto · Responder · 4 h

Hugo Chambel Mas não se pode assobiar para o lado e estás morte tem que haver responsáveis

Gosto · Responder · 4 h


Escreve uma resposta...




Maria João Furtado Mais um a somar aos anteriores. Até quando?

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Maria Margarida Machado Entao Marcelo? Ja esquecido do que prometeu?

Gosto · Responder · 3 · 5 h

Patricia Cardoso Ainda acredita nesse totó? Nesse entretainer que passa a vida a cobrir as asneiradas do Costa?

Gosto · Responder · 5 · 5 h


Escreve uma resposta...




Valdemar Rodrigues Pereira Pobres vítimas e famílias, que tristeza!

Gosto · Responder · 2 · 5 h

Anabela Afonso Ferreira Reis Muita gente a receber sem fazer nada há que limpar . Vergonha

Gosto · Responder · 1 · 5 h

Regina Nogueira Sem palavras e com uma raiva e dor enorme.

Gosto · Responder · 1 · 4 h

Hugo Chambel Que meio os bombeiros tem,que formação e preparação tiveram

Gosto · Responder · 5 h

Anita Monteiro Porque não enviam aviões militares combaterem os fogos

Gosto · Responder · 5 h

Jorge M. Silva Pereira Nem sequer tenho palavras....me sinto triste...

Gosto · Responder · 5 h · Editado

André Costa Mas os presos podem ser as pessoas que não limpam os próprios terrenos???

Gosto · Responder · 4 h

Elvira Guedes Lamentável.

Gosto · Responder · 5 h

Mafalda Felix Credo!!!Assustador...😢

Gosto · Responder · 5 h

Daniela Alegria Inadmissível, inacreditável.

Gosto · Responder · 5 h

Filomena Amaral Tristeza,, paz as suas almas!
Mto triste,,, revoltada.

Gosto · Responder · 5 h

Maria Julio Que tragédia! Paz à sua alma!

Gosto · Responder · 5 h

Maria Manuela Barros :(

Gosto · Responder · 5 h

Carmo De Freitas Estou chocada com esta notícia isto não pode continuar assim cada ano é pior

Gosto · Responder · 5 h

Maria Sousa E triste ouvir o que está acontecer.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.