segunda-feira, 3 de julho de 2017

Manuel de Araújo, participou na última terçafeira (27) no congresso internacional sobre novas energias para a África que decorreu em Berlim, na Alemanha.

www.cidadedequelimane.com | Ano 3 | Número 154 | Quelimane, Segunda-feira, 03 de Julho de 2017 Director: Manuel de Araújo | Propriedade do Conselho Municipal de Quelimane Sede: Av. Josina Machel n.º 1.018 - Edifício Sede do CMCQ, Torre Direita | Registo: 01/GABINFO-DEC/2013 e-mail: bonssinais@cidadedequelimane.com | Telefones: 848556239 - 24213218 - Portal de Notícias de Quelimane www.cidadedequelimane.com Toda a Actualidade da Cidade, 7 Dias por Semana Na Zambézia Av. António Leitão Marques 02 O Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane, Manuel de Araújo, participou na última terçafeira (27) no congresso internacional sobre novas energias para a África que decorreu em Berlim, na Alemanha. N o encontro, foram discutidas soluções de energia descentralizada que possam contribuir de forma rápida e efectiva para o abastecimento em áreas rurais na África, que também promovam o desenvolvimento económico e que possam gerar empregos necessários, novas receitas e valor agregado regional. O encontro foi aberto pelo Ministro da Economia e Desenvolvimento da Alemanha Dr. Gerd Muller e contou com a apresenta- ção da Ministra dos Recursos Minerais e Energia do Uganda, a senhora Irene Mutoni, representantes do GIZ, Presidentes de Municípios alemães e do Movimento Cooperativo Alemão e representantes da indústria alemã. Na discussão sobre cooperativas e municípios, parceiros para África, Manuel de Araújo falou dos desafios e potencialidades das Energias renováveis em Moçambique. Na ocasião, Manuel de Araújo fez saber que Quelimane, bem como a maioria das cidades moçambicanas, obtém electricidade a partir da Hidroeléctrica de Cahora Bassa e os custos de manutenção da linha são muito elevados. "Para os municípios, ter investimento em energia é uma forma de desaceleração e paragem de migração da população jovem para as grandes cidades" - disse Manuel de Araújo. De Araújo considera que a criação de instituições locais de abastecimento de energia depende de conhecimento, tecnologia e de recursos financeiros necessários, dai que defende estabelecimento de confiança com os cidadãos para apoiar as actividades locais. “Precisamos criar confiança e construir uma parceria a longo prazo, porque este é um problema a longo prazo. Precisamos incluir a África no trem do desenvolvimento sustentável" - disse. A partilha da experiencia das cooperativas alemãs para a cooperação com os parceiros africanos, o abastecimento descentralizado de energia e a forma como as cooperativas, os municípios e outros actores descentralizados podem se envolver em um esforço conjunto com a África, foram os temas de fundo da conferencia “New Energy for Africa: Co-operative - Descentralized – Renewable” A participação do Edil de Quelimane na reunião de Berlim foi patrocinada pelo Governo Alemão. Texto: Sérgio Zacarias Fotos: Redacção Propriedade do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane Registo N° 01/GABINFO-DEC/2013 Endereço: Av. Josina Machel, 1-018. CP. 68, Telefax: 24213218 Director: Manuel de Araújo. Editor e Chefe de Redacção: Sérgio Zacárias Redacção: Sérgio Zacárias e Domingos Francisco • Fotografia: Domingos Francisco e Manuxo Soares • Maquetização: José Vicente • Revisão: Gabinete de Comunicação e Imagem. Na Alemanha Manuel de Araújo, Edil de Quelimane 03 Decorreu na última quartafeira (20), na cidade de Quelimane, a eleição do novo Corpo Directivo do Conselho Empresarial Provincial da Zambézia (CEPZ), onde foi reeleito Alfredo Ramos ao cargo do Presidente, com 22 votos, num universo de 25 votos, dos quais 1 voto nulo e 2 em branco. A lfredo Ramos, que concorria à própria sucessão, mostrou-se confiante para o exercício das funções que lhe foram conferidas ao referir que a palavra de ordem é trabalho. Na sequência do seu discurso, Alfredo Ramos disse não se esquecer dos desafios impostos pela situação económica do País, considerando que o crescimento e o desenvolvimento económico que se pretende alcançar só é possível se tomar em consideração as acções concretas e não apenas os discursos. Para o presente mandato que se estende até o ano 2020, Ramos acrescentou que a sua reeleição é uma oportunidade de poder continuar a desenvolver e implementar as acções que o Conselho Empresarial Provincial da Zambézia vinha implementando desde o mandato anterior com maior rigorosiNa Zambézia Alfredo Ramos, Presidente do CEPZ 04 dade de modo a alcançar os resultados desejados. “Nenhum dos ideais plasmados no manifesto que decidimos seguir poderá ser concretizado se não unirmos esforços e lutarmos juntos para a sua materialização” – disse. Entretanto, o Presidente das Confederações Económicas de Moçambique (CTA), Agostinho Vuma, desafiou o actual Presidente do CEPZ a levar avante os pleitos do sector privado da Zambézia com maior responsabilidade, promovendo o diálogo publicoprivado de modo a garantir coesão na implementação das estratégias de desenvolvimento da Província. Segundo Agostinho Vuma, a nova estrutura profissionalizante dos Conselhos Empresariais Províncias inaugurada através da elei- ção do novo Corpo Directivo, extingue a figura do Vice-presidente do Conselho Empresarial Provincial, passando a contar com o Gestor Provincial para coadjuvar o Presidente Provincial no exercício das suas competências. Para Vuma, o presidente reeleito deve desenvolver uma estrita parceria com o governo provincial para tornar o diálogo público privado numa ferramenta de solução de conflitos e eliminação de barreiras aos investimentos e desenvolvimento de negócios na Zambézia. Refere-se que o Conselho Empresarial Provincial da Zambézia conta actualmente com 33 membros. Texto: Sérgio Zacarias Fotografia: Redacção 05 A Confederação das Associações Económicas de Mo- çambique (CTA) disponibiliza 400 mil dólares para financiar projectos de investimentos no âmbito do fortalecimento do sector privado, visando criar maior autonomia financeira às empresas do sector privado, sobretudo as que operam em grupos de associados. S egundo Agostinho Vuma, eleito recentemente ao cargo de Presidente da CTA, os primeiros dias governação foram dedicados ao lançamento das bases necessárias para o alcance da consolidação do diálogo público-privado, o reforço da capacidade institucional, bem como do desenvolvimento do movimento associativo empresarial. Falando na última quartafeira (28) na cidade de Quelimane por ocasião da eleição do Presidente do Conselho Empresarial Provincial da Zambézia, Agostinho Vuma disse que o programa de apoio directo ao desenvolvimento associativo, designado Fundo de Apoio ao Associativismo, procura incentivar as associações e os Conselhos Empresariais Provinciais (CEP) a desenvolver a sua capacidade para elaborar projectos e angariar patrocínios de forma profissional, competitiva e sustentável. Agostinho Vuma apelou as associações presentes para regularizar a sua condição jurídica e de filiação para que possam reunir requisitos para aceder ao fundo em prol do desenvolvimento empresarial da Província e do País como um todo. O lançamento oficial do Fundo de Apoio ao Associativismo foi realizado na última quinta-feira na cidade de Pemba, na Província de Cabo Delgado. Texto e foto: Sérgio Zacarias Agostinho Vuma, Presidente da CTA @conselhomunicipalquelimane @MQuelimane cidadedequelimane.com conselhomunicipaldequelimane.blogspot.com cidadedequelimane.blogspot.com 06 O Círculo de Escritores Mo- çambicanos na Diáspora (CEMD) realizou a partir da última quinta-feira (29), o X Encontro de Escritores Mo- çambicanos na Diáspora na sede da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA). Este encontro teve duração de dois dias, com o objectivo de dar a conhecer a cultura moçambicana no estrangeiro e a presença de autores moçambicanos na diáspora, assim como fortalecer as relações entre autores e especialistas literários moçambicanos e portugueses. A iniciativa levada a cabo anualmente, serve igualmente para estudar formas de intercâmbio e de cooperação entre os escritores, poetas e intelectuais moçambicanos na diáspora e os residentes em Mo- çambique. Segundo o Presidente do CEMD, Delmar Maia Gonçalves, o programa do encontro reserva sempre, a realização de debates e conferências sobre vários temas, destacando-se “Literatura Moçambicana”, “Literaturas Lusófonas”, “Relações Interculturais Lusófonas”, “Literatura, Criação, Intercâmbio e Lusofonia” e “Universalismo e Encontros com o Mundo”. Este ano, pela primeira vez o CEMD decidiu homenagear com o título VALOR E PRESTÍGIO do CEMD 2016 o Professor Doutor Manuel de Araújo, pois no ano anterior não houve possibilidade devido a factores de vária ordem - disse Delmar Maia Gonçalves para acrescentar que “Esta atribuição tem a ver com os esforços, o empenho, a entrega e a seriedade deste edil de colocar Quelimane na rota internacional e estar a recuperá-la e ao prestígio dessa pequena urbe (já desfrutado no passado). Galardão mais do que justo”. No mesmo evento foi premiado Lívio de Morais como artista plástico do ano, Gisela Ramos Rosa, poetisa e escritora do ano, e o músico angolano Waldemar Bastos, como artista internacional do ano. Houve também um momento de homenagem póstuma ao escritor moçambicano Ascêncio de Freitas. O evento teve lugar na sede do Circulo de Escritores Moçambicanos na Diáspora em Lisboa, Portugal. Texto: Sérgio Zacarias Fotografia: Redacção 07 As obras de construção da estrada da Av. António Leitão Marques, no troço mercado do Brandão à Contamina, na cidade de Quelimane, experimentam uma nova dinâmica desde a última quarta-feira (28) e prevê-se que até princí- pios do mês de Agosto a infra -estrutura seja concluída para permitir livre-trânsito viaturas, pessoas e bens. T rata-se de uma via de grande importância para a população daquela área e circunvizinha, uma infra-estrutura que custa cerca de 11 milhões de meticais, valor disponibilizado pelo Fundo de Estradas. A estrada será revestida de asfalto ao invés do pavê, tal como estava previsto no projecto original. Segundo o Vereador para a área de Infra-estruturas e Urbanização no Conselho Municipal da Cidade de Quelimane (CMCQ), Yassin Calú, a alteração do previsto não terá custos adicionais. A estrada ora em construção vai alarga as possibilidades de circulação livre e segura de pessoas e bens no período chuvoso, ao que Yassin Calú afirma que “as obras representam um ganho para a população e é uma demonstração do empenho da edilidade, que com esforços continua a mobilizar recursos para a implementação de planos virados ao bem-estar dos munícipes. Por seu turno, o Director de Estradas, Pontes e Drenagens no CMCQ, António Mundeia, disse que após a conclusão da estrada será interdita a circulação de veículos de grande porte naquela via, sendo apenas permitidas viaturas ligeiras e transporte de pessoas e carga ligeira. “É preciso tomar alguma medida, particularmente para salvaguardar a própria infra-estrutura” – afirmou, para acrescentar que o nível do lençol freático da cidade de Quelimane é muito alto e os solos são lamacentos, sendo assim, a estrada torna-se vulnerável a erosão, por isso deve-se evitar cargas pesadas. Texto: Sérgio Zacarias Fotografia: Redacção Av. António Leitão Marques O Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane, Manuel de Araújo Participou na última segunda-feira (26) no Fórum Político de Estoril, realizado em Portugal. O evento foi organizado pelo Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica de Portugal. O Fórum Político de Estoril, que evoluiu a partir do encontro internacional de estudos políticos, lançado na Convenção da Arrábida, em 1993, vai comemorar seu 25º aniversá- rio. Também, marca o 20º aniversário do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica de Portugal, cuja fundação, em 1996/97 foi inspirada nas reuniões da Arrábida. Para o ano de 2017, o fórum decorre sob o lema "Defendendo a tradição ocidental de liberdade sob a lei", que expressa o compromisso que tem animado tanto o fórum e o Instituto desde a sua criação. Como sempre, o encontro reúne uma ampla gama de perspectivas políticas, de modo a enfrentar os novos desafios enquanto recorda-se as antigas lições legadas por "Tradição ocidental de liberdade sob a lei." A participação do Edil no Fórum Político de Estoril é patrocinada pela Universidade Católica de Portugal. 08 Funcionários do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane beneficiam de capacitação em matéria de selagem de produtos manufacturados comercializados ao nível da urbe. Trata-se de agentes de Fiscalização e da Polícia Municipal que serão envolvidos em operações de combate à comercialização de bebidas espirituosas e tabaco, não certificados. A capacitação ministrada pela Autoridade Tributaria, teve arranque na última terça-feira (28) e estende-se até princípios do mês de Julho, visando dotar os agentes de Fiscalização e da Policia Municipal de técnicas que possam reduzir a comercialização de produtos de consumo específico (bebidas alcoó- licas e tabaco) contrabandeados, de modo a contribuir para o amplo pagamento de impostos, acrescendo as receitas nos cofres do Estado. Pio Cassi Cassi, técnico de Autoridade Tributária na cidade de Quelimane, disse que após a formação os fiscais dos mercados e agentes da polícia estarão aptos para implementar os métodos de sensibilização aos munícipes para optarem pela compra de produtos selados como forma de barrar o comércio ilícito dos produtos em questão. Segundo Pio Cassi Cassi, a partir de 1 de Julho até 17 de Novembro de 2017, será levada a cabo uma campanha onde uma equipa multi-sectorial constituída por técnicos do Instituto Nacional de Actividades Económicas (INAE), Agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM), de Fiscaliza- ção e da Polícia Municipal, onde serão abrangidos todos os mercados, armazéns e lojas da cidade, com principal foco para os armazéns de grande porte de modo a certificar se a comercialização de bebidas e tabaco está sendo realizada dentro dos padrões exigidos pela Autoridade Tributária. Numa primeira fase, a campanha vai se cingir apenas na sensibilização aos munícipes para comprarem produtos certificados, bem como aos comerciantes, para comercializar produtos selados. Na segunda fase serão tomadas medidas coercivas aos comerciantes que não aderirem a selagem de produtos. Cass Cass, disse ainda que o benefício da selagem dessas bebidas alcoólicas e do tabaco poderá reduzir o custo de transporte da mercadoria, porque antes os automobilistas eram obrigados a percorrer longas distâncias como forma de fugir a cobrança de impostos e com a nova modalidade de trabalho da Autoridade Tributária implementada em parceria com os actores de fiscalização, vai trazer ganhos ao estado, bem como aos comerciantes que perdiam suas mercadorias quando surpreendidos com produtos contrabandeados. Texto: Luís Sumindila Foto: Redacção Combate a fuga ao fisco 09 Contacto: juliosilvamozbeat@gmail.com 10 Ao apresentarmos a segunda edição neste Jornal Municipal “ARTES E CULTURA”, espaço dedicado à diversidade cultural dos quelimanenses, vou explicar alguns conceitos do que significa “cultura” no seu verdadeiro sentido da palavra, para que todos percebam a profundida que desejamos alcançar neste pequeno espaço. A CULTURA A cultura tem uma série de características muito próprias, que revelam a sua grande importância no contexto humano. A cultura abarca o “todo”… A cultura está presente em todos os aspectos da vida humana, existindo normas, regras e padrões de comportamento. O aspecto fundamental da cultura, é o facto de esta ser partilhada, pois não é propriedade de um indivíduo, mas sim de todas as pessoas de uma sociedade. A sociedade e a cultura são inseparáveis, pois é a forma de viver do ser humano adaptante e desadaptante. É adaptante, porque o Homem modifica a natureza, de modo a satisfazer as suas necessidades, transformando-a para se adaptar melhor. É desadaptante, porque o próprio homem coloca-se em perigo ao efectuar determinadas transformações no seu habitat, que afectam a natureza que se vai destruindo gradualmente. 1. DANÇA Quando se fala de dança, teremos obrigatoriamente de falar dos coreógrafos que tem por missão criar passos e gestos, ritmo na própria dança. Fomos ao encontro do conceituado coreógrafo do grupo Montes Namuni, o JOSÉ FRANCISCO VICENTE. Dr Júlio Silva, Antropólogo Cultural /Etnomusicólogo Embaixador da Cultura de Cidade de Quelimane Contou-nos que a sua vida tem sido quase toda ligada à dança. Lembra-se que em 1991, começou a dançar em intercâmbios demonstrativos que se realizada periodicamente na sua Igreja . Mais tarde é convidado por um dos seus colegas para participar em actividades do grupo polivalente da casa da Cultura. A paixão e o entusiasmo foi crescendo e com diversos companheiros resolvem formar a Companhia de Canto e Dança Montes Namuli. Com esse projecto em marcha tem a oportunidade de viajar por diversas Províncias mostrando a força das danças nacionais. Ao longo dos anos, fez várias formações na área da dança Contemporânea, o Balé , dança Jazz e Áfro Dance. Com essa experiência, coreografou os seguintes bailados: O computador e o feiticeiro, o batuqueiro das estrelas, sonhos nocturnos e muitos outros. 2. ARTÍSTA PLÁSTICO Visitamos o bairro Floresta B e deparamos com uma casa toda enfeitada de arte junto a estrada. Resolvemos entrar e deparamos com vários jovens pintando no pátio frontal. Á sua volta havia várias peças de arte (vasos de cerâmica esculpidos e pintados). Fomos recebidos pelo jovem Hamurabe Alberto Falso, mais conhecido por BINDA . Explicou-nos que é um apaixonado pela arte no seu todo, que dedica-se à pintura, escultura, ilustrações em Livros, desenhos em camisolas, etc… No seu quintal deparamos com um grupo de crianças felizes com lápis na mão, tentando desenhar numa folha branca um objecto que se encontrava no centro da respectiva mesa. BINDA explica que dedica parte do seu tempo a impulsionar aos jovens e crianças do seu bairro a ter o gosto do desenho. Este artista que hoje apresentamos já participou em diversos workshop por várias províncias. A sua obra já rompe fronteiras sendo apreciada em vários Países. O artista é de facto, um dos orgulhos das artes plásticas no seio quelimanense. 3. ALFAIATES DE MODA Continuando a nossa viagem pelo bairro Torrone Velho, encontramos um jovem alfaiate que se intitule, Estilista de moda. Cria algumas pequenas colecções, exercendo algumas influências sobre a maneira como as pessoas se vestem. O jovem a quem nos referimos encontrava-se sentado em frente de uma velha máquina de costura. A clientela era constante. Seu nome é FILIPE MAURICIO ALBERTO. Na conversa connosco, diznos que é filho de um conceituado alfaiate e com ele aprendeu a arte de dominar a máquina de costura e a costurar roupas. Com um sorriso simpático, tentamos descobrir se já tinha feito roupas únicas para alguém importante. Afirmou-nos que durante um ano foi Estilista do cantor Stwart Sukuma e outros conhecidos na praça pública. De facto, pelas ruas da cidade, observamos gente de várias gera- ções a desfilarem pela cidade e pelos bairros com roupas feitas por este alfaiate-estilista. Neste nosso pequenino espa- ço, quisemos testar o empreendedorismo de um artista de moda que vai vestindo os Munícipes desta urbe. 11 4. TEATRO Nas nossas investigações culturais, fomos a casa da cultura assistir a uma peça teatral do grupo “TEATRO RELÂMPAGO” com a peça “MULHER QUE ENGOLE HOMEM”. Pode-se dizer que vi actores em palco que viviam intensamente as suas personagens, desde as suas fortes expressões faciais aos seus movimentos corporais. A peça teatral, retratava um tema social muito actual de um antigo combatente que ao receber a sua indeminização decide abandonar a família e se envolver com uma jovem charmosa da cidade, cheia de desejos materiais. A peça foi escrita pelo actor e encenador MUDJADJAI (Áximo Martins) que contracenou com duas talentosas actrizes, a Eugénia Luciano e a Aníca Daúde. O teatro em Quelimane está vivo e recomenda-se. 5. LITERATURA O Poeta e Escritor Delmar Maia Gonçalves, nasceu em Quelimane, Província da Zambézia e tem dedicado a sua vida aos livros. É um filho de Quelimane que vive na diáspora, mas que está sempre com o coração agarrado as suas raízes culturais e afectivas. O seu percurso literário é extenso e fantástico, digno de orgulho regional e Nacional. É actualmente o Presidente da Direcção do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora (CEMD), VicePresidente do Espaço Rui de Noronha – Associação, Membro da Direcção e Coordenador para Mo- çambique do Movimento Internacional Lusófono (MIL). Curador dos Encontros de Escritores Moçambicanos na Diáspora, do 4º Festival Internacional de Poesia “Grito de Mulher”, Membro do Conselho de Curadores do Festival Jovem da Lusofonia. Membro residente da Comissão de Honra do Prémio FEMINA. Membro do Júri do 1º e do 2º Concurso Internacional de Escritores InfantoJuvenis “La Atrevida”, em 2012 e 2013 respectivamente. Membro do júri do Prémio Literário Karinagana wa Karingana /Universidade do Minho, 2015. Coordenador literário da Editora Minerva e de CEMD Edições. Neste nosso espaço ligado a literatura apresentamos uma das suas dez obras literárias já publicadas. 6. FOTOGRAFIA Falar da fotografia em Quelimane é lembrar de um homem histórico conhecido por todos como KOMALLEMO (Aly Ismael Somal). Conta que foi obrigado a comprar uma máquina fotográfica para ajudar um amigo. Com a máquina na mão, resolve fotografar todos os monumentos que foi encontrando nos diversos distritos por onde passava. Para não estar dependente da revelação das suas fotos em lojas apropriadas, resolve comprar todo o equipamento necessário de revelação de fotos a preto e branco de forma que pudesse ir melhorando a qualidade de suas fotos. Nesse processo, obteve ajuda adquirindo conhecimentos técnicos e profissionais. A posterior decidiu abrir o seu estúdio de fotografia em 1980. 12 Desde essa altura, a sua vida ficou ligada à fotografia e as artes plásticas. Segredou-nos que o seu sonho era um dia realizar a primeira exposição fotográfica na sua terra natal. 7. A BICICLETA Desde os tempos mais antigos que o transporte se assumiu como um grande meio de deslocação. Referindo-me à bicicleta, transporte de destaque na cidade de Quelimane, é algo que tem sido escrito constantemente por poetas e escritores, inspiração de artistas plásticos e amantes da fotografia, pois cada bicicleta e seu proprietário são uma fonte de muitas histórias de vida. Quelimane é conhecida pela cidade da bicicleta onde diariamente mais de 30 mil bicicletas circulam pela cidade fazendo o trabalho de Taxistas, transportando as centenas de Munícipes que se deslocam para os seus postos trabalhos e seus afazeres diários. Essas bicicletas-Taxi, também são utilizadas para transporte de pequenas e medias mercadorias. Pelo que fui observando, a bicicleta tem muitas vantagens, pois é inofensiva ao meio ambiente e mantém saudável o homem do taxi-bicicleta (taxista). Nesta sua actividade, consegue criar receitas para a sua sobrevivência e da sua família quelimanenses. Além disso, dá vida e dinamiza a cidade tornando-se num símbolo cultural e numa grande atracção turística. A desvantagem que foi detectada, é o desconhecimento das regras de trânsito por parte de alguns, o que muitas vezes provoca determinados acidentes. 8. MÚSICA Quelimane sempre foi conhecida como a terra dos bons talentos musicais. Hoje vamos apresentar uma banda musical de jovens muito talentosos residentes em Quelimane, que tem vindo a efectuar um trabalho de mérito. Estamos a falar da banda Tudúlos que foi fundada em 2004 por Fidel Alberto Mussa, Janota José Manuel, Aldade Mário João, Gil Mário José, Joel António Amaral, Silvestre Assura Silvestre, Gilda António Bangueiro, Junta David Manuessa e Hamurabe Alberto Falso (Binda) Ao longo dos anos, a banda Tudúlos têm vindo a realizar espectáculos nacionais e internacionais no âmbito de desenvolvimento da actividade cultural e divulga- ção do produto artístico local e nacional, tendo participado em vários workshop e em festivais (juventude Africana, Youth African Conferencie em Mutare- Zimbabué). Aconselhamos aos Munícipes a adquirem o Cd deste grupo, pois estarão a contribuir para que a banda não perca o entusiasmo e a força que tem na divulgação da música quelimanense. 13 14 A ESCOLHA DA MULHER MAIS BONITA DE QUELIMANE Por haver tanta beleza natural desfilando pelas ruas da cidade de Quelimane e pelos bairros, o Conselho Municipal convida a todas jovens que se achem lindas a participarem no grande concurso “ BELEZA NATURAL”. Regras: 1 – Ter idade compreendida entre 17 aos 23 anos 2 - Ter no mínimo 1.60 de altura e um peso que varia entre os 55kg a 65 kg. 3 - Todas as candidatas devem se apresentar na Catedral Antiga junto do rio Bons Sinais, no dia 14 de Julho às 10 horas para a realização do primeiro casting. Serão escolhidas as 30 jovens mais belas que passarão para a segunda fase de casting. 4 - Na semana seguinte, das 30 candidatas apuradas, irá se escolher as quinze (15) mais bonitas que passarão à fase seguinte. 5 - Das 15 apuradas, serão escolhidas as cinco (5) mais bonitas da cidade. 6 - A final será realizada no dia da cidade (21 Agosto) e o prémio será entregue pelo presidente do Município de Quelimane. NOTA: As candidatas deverão se apresentar com trajes feitos pelos alfaiates, modistas ou estilistas da nossa cidade. Os ornamentos de beleza que as candidatas irão usar (brincos, pulseiras e colares), terão de ser de artesanato. As candidatas terão o voto popular através de SMS e também por um júri especializado (Fotogénica, porte corporal, estética feminina, naturalidade). O prémio será de 10 mil meticais para a vencedora que será capa da revista e participará em diversos eventos realizados pelo Conselho Municipal. 15 Para participar é extremamente simples: 1 - Tire as fotos que desejar e escolha cinco (5). 2 - Dirija-se a uma casa de revelação fotográfica e mande-as revelar no tamanho 10x15. 3 – Coloque as 5 fotos já reveladas num envelope. 4 – Coloque o seu nome e o seu contacto e entregue no Departamento de Comunicação e Imagem do Município (Sr. Sérgio Zacarias). A escolha da melhor foto será anunciada pelo Presidente do Município no dia da cidade (21/Agosto). O prémio será uma máquina fotográfica digital. Devido às novas tecnologias móveis e não só, tirar uma foto tornou-se numa prática constante nesta cidade e no mundo. Dado a esse facto, o Departamento de Cultura do Município criou um concurso da melhor fotografia da cidade de Quelimane. Este concurso fará parte das celebrações dos 75 anos da cidade. 16 O Conselho Municipal da Cidade de Quelimane lançou no dia 21 de Abril, a primeira revista sobre o carnaval de Quelimane. O evento aconteceu em paralelo ao início do Carnaval do Brilhante, edição 2017. Ao todo, são 42 páginas de conteúdos diversificados de cultura que dão corpo a revista que é a primeira a nível nacional. Imposto Pessoal Autárquico; Imposto Predial Autárquico; Imposto sobre veículos; Imposto Autárquico de SISA; Taxa sobre Actividade Económica (TAE); Reclames Luminosos e não luminosos; Entrada e descarregamento de camiões; Livretes de velocípedes com e sem motor; Livretes de Circulação; Licença de Transporte Escolar e outros. Para mais informações contacte o Sector de Receita e de Fiscalização no Conselho Municipal nas horas normais de expediente. Av. Josina Machel, Quelimane. Telefax: (+258)24213218 O Conselho Municipal da Cidade de Quelimane iniciou a 03 de Janeiro a cobrança de seguintes impostos e taxas: A revista pode ser adquirida na Secretaria do CMCQ ao preço de 500,00Mts República de Moçambique Município de Quelimane Conselho Municipal O Conselho Municipal da Cidade de Quelimane iniciou a 3 de Janeiro de 2017, a cobrança dos seguintes impostos:  Imposto Pessoal Autárquico;  Imposto Predial Autárquico;  Imposto Sobre Veículos Automóveis;  Imposto Autárquico de SISA;  Taxa Sobre Actividades Económicas (TAE);  Reclames Luminosos e Não Luminosos;  Entrada e Descarregamento de Camiões;  Licença de Velocípedes com e sem motor;  Livretes de Circulação; e  Licença de Transporte Escolar e Outros. Discrição Agrupamento Periodicidade Imposto Pessoal Autárquico (IPRA) IPEA para Habitação corresponde a 0.4% do valor do Imóvel; IPRA Comércio Corresponde a 0.7% do valor do Imóvel. DE Janeiro a Junho; Julho a Dezembro. Imposto Sobre Veículos De Janeiro a Março Imposto Autárquico de SISA No acto de compra do Imó- vel Imposto Pessoal Autárquico De Janeiro a Dezembro Taxa de Actividades Económicas Paga em 3 prestações 1ª – De Janeiro a Março 2ª – De Abril a Junho 3ª – de Junho a Setembro Nota: Findo o prazo estabelecido para a cobrança dos impostos e Taxas acima citadas, o munícipe está sujeito a multas. Para mais informações, contacte os Sectores de Receitas e Fiscalização respectivamente, no Conselho Municipal da Cidade de Quelimane. Os contentores de lixo instalados em diversos locais da cidade de Quelimane, continuam sendo alvo de vandalização e queima do lixo nos contentores. A destruição desses recipientes, utilizados para que as pessoas condicionem de forma correcta o lixo, causa prejuízos enormes para a cidade e aos cofres públicos, pois tira dos munícipes a opção de jogar o lixo no local adequado, provocando desta forma a poluição do meio ambiente. De lembrar que esses bens públicos são adquiridos com impostos pagos pelos cidadãos e devem ser cuidados pela população. O Conselho Municipal da Cidade de Quelimane apela a todos os munícipes desta urbe que abandonem esta prática.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.