quarta-feira, 7 de junho de 2017

Escangalhar o aparelho colonial


Ao longo do final da semana conversei com um antigo militar que fez parte dos primeiros efectivos conjuntos durante o período de transição e fundador das FPLM. Diz ele que durante o período que mediou a declaração do cessar-fogo e a declaração de independência (1974-1975) e logo depois da proclamação do marxismo-leninismo, muitos oficiais das FPLM no auge do espírito socialista e em cumprimento da directiva segundo o lema ESCANGALHAR O APARELHO COLONIAL e seu legado, muito equipamento foi destruído e essencialmente, deitado no fundo do mar. Conta ele que no quartel de Nampula, por exemplo, foram sabotados e depois deitados no mar motores de carros (novinho em folha) como Mercedes-Benz, UNIMOG, Land Rover ou VW, anteriormente adquiridos pelo governo colonial português, uma vez que ao espírito socialista, esses representavam os resquícios do colonialismo. Era necessário, segundo eles, fazer desaparecer da face, todos vestígios que fizessem lembrar a passagem do colonialismo por Moçambique.
No quartel de Maputo também foi sabota e deitado no mar ou queimado, equipamento diverso, sem falar da roupa.
A mensagem sobre “escangalhar “caiu muito mal nos estudantes do ensino técnico, que passaram eles próprios a roubar para suas casas, equipamento do laboratório. Em pouco tempo, por exemplo, o actual Instituto Industrial e Comercial Joaquim Marra ficou sem material de oficina pois, em cumprimento da directiva do então Estado Moçambicano, era preciso escangalhar o legado colonial. Se não fosse a juventude alemã a reequipa-lo.
Exemplo de como a comunicação foi malfeita.

PS: Mas alguém foi mesmo capaz de livrar-se de um UNIMOG para substitui-lo por um Uaz, Lada.
Comments
Agostinho Augusto
Agostinho Augusto Mediocridade.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Isso é ignorância pura. Se alguém fez isso, não era em resposta a nenhuma palavra de ordem. Era manifestação da mais grosseira ignorância. A palavra de ordem falava de "escangalhamento do aparelho de estado colonial", para fazer surgir um aparelho de estado de "tipo novo".

Agora, destruir equipamentos, casas, isso foi ignorância dessa fonte e seus semelhantes
Zenaida Machado
Zenaida Machado Aparelho = equipamento.
Ex. Meu aparelho de rádio = meu equipamento de rádio.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Só se for isso, Zenaida Machado... aquando da independência eu já era um pouco adulto. Andava já no Ciclo Preparatório. Vivi essa época e essas "orientações". Nunca ninguém mandou destruir equipamentos. Aliás, o Governo de Transição tinha uma Comissão Militar Mista (Chipande, Mabote, Veloso e outros) cuja missão era recepcionar esse equipamento todo, preserva-lo e garantir que viesse a ser usado pelo novo exército em perfeitas condições.

Eu ainda vi viaturas que tinham sido do exército colonial rebaptizadas ou rematriculadas como "FP" e a serem usadas pelas FPLM
Egidio Vaz
Egidio Vaz O viu não é tudo. Portanto, há quem mesmo fez isso. E aconteceu, como é o caso do testemunho do ilustre Feliciano, que em termos etários, lhe é contemporâneo. Também ouvi de um militar. Deitar um motor de UNIMOG não deve ter sido um trabalho simples. HOuve mobilização de meios. O motor é pesado e ninguém poderia levá-lo à cabeça té a praia.
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde Semàntica? Escangalhar aparelho do estado = escangalhar aparelho que é do estado. Penso que nao houve comunicacao entre a elite que mandou e os executores da escangalhacao. Até por que até hoje continuamos a escangalhar.
Ercílio Fernandes Bechardas
Ercílio Fernandes Bechardas O problema está mesmo na orientação que foi dada...ESCANGALHAR...o pessoal levou isso na letra. Cumpriram...
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Não esqueçam, a orientação era "escangalhamento do aparelho do estado colonial" e não escangalhar tudo o que era do colono. Se a fonte do Egidio Vaz tem as qualificações que ele refere, deveria ter sido capaz de estabelecer a diferença.

Até eu que só
estava no Ciclo Preparatório percebi, na altura, que não era para andar a degolar vacas ou destruir carros que tinham sido do colono.

Muitos de nós, que vivemos aqueles tempos, tendemos muitas vezes a exagerar as situações que assistimos.

Como eu disse, a Comissão Militar Mista não tinha a missão de andar a destruir quartéis e equipamentos que tinham sido do colono. Muito pelo contrário!!! Muitos dos membros dessa Comissão estão ainda vivos. Incluindo os que operaram nas províncias. Conheci alguns
Endo Atumane
Endo Atumane "Quem não se comunica se trumbica"
Faquir Bay
Faquir Bay Sempre não foi estranho cumprir as ordens, mesmo na actual fase, vivemos casos semilares de condenar alguém para agradar aos boss....
Brazao Catopola
Brazao Catopola Bom ponto esse levantado pelo Egidio Vaz, podíamos por aqui analisar os GD entre 1974-1977 infelizmente muito que se diz desse grupo menos abonatório. No entanto, foi fundamental para exactamente prevenir essas más percepções. Em entrevista a algumas pessoas que pertenceram aos GD's uns 5 disseram me exatamente o que diz o Egídio no entanto salientado a perspectiva do Gabriel Muthisse, houve muitos enganos e más percepções.
Remove
Joaquim Constantino
Joaquim Constantino Caro Egidio Vaz, eu digo mais, foi queimado muitos arquivos....estudos e outros documentos valiosos, que os portugueses colonos levaram tempo a construir.....e hoje seria uma boa base de continuação destes estudos...
Ps: Conheces a história
da construção das cidades Moçambicanas? Estudo e outros pormenores....tudo foi estudado e existia arquivos com todos estes detalhes....cada problema foi estudado e ainda apresentado solução.......enfim condenou se o Judas e também a Jesus.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Joaquim Constantino eu conheço o pai de um amigo que em Xai-xai se ocupou de salvar livros que eram mandados para a fogueira. Ele gostava tanto de livros e em vez de leva-los à fogueira, levava-os para casa. Bibliotecas inteiras substituidas pela literatura de Karl Marx e Lenine e Mao so. Grande obra.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Muitos aqui nunca visitaram o Arquivo Histórico, para ver a riqueza bibliográfica que o país tem. Falam da queima de livros, que episodicamente aconteceram, mas não conhecem a riqueza de arquivos que o país tem. Ainda na semana antepassada estava a pesquisar sobre a edificação da cidade da Beira. Que riqueza de material encontrei. Encontrei, também material interessante sobre a Cidade de Maputo.

Aquando do golpe de estado em Portugal, houve queima de arquivos, sobretudo em Portugal. Mas restou ainda abundante material que permite conhecer o nosso passado
Egidio Vaz
Egidio Vaz Pelo que a queima de livros foi também episódica. Perfeito. O Arquivo Histórico foi desde o tempo colonial um espaço protegido por lei. Ninguém lá foi atear fogo. Mas bibliotecas inteiras foram sim. As igrejas foram transformadas em feitorias ou centros culturais. Para dançar makwaela.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Isso também em resposta à famosa palavra de ordem, Egidio Vaz? Eu sei que se queimaram arquivos, Egídio. Aqui e em Portugal. Sobretudo arquivos da PIDE.

Não tenho conhecimento de queima sistemática de bibliotecas. Um e outro ignorante podem, sim, ter queimado livros. Mas isso não respondia a qualquer orientação
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse E, depois, Egidio Vaz, no período revolucionário não se cometeram desmandos por falta de leis. Os arquivos que se destruíram não foi por ausência de leis.

Então, se não se queimaram os acervos do arquivo histórico, tal não se deveu ao facto de estarem defendidos por leis. As leis defendiam também as bibliotecas. E as igrejas...
Alvaro Simao Cossa
Alvaro Simao Cossa Gabriel Muthisse é muito dificil discutir com gente que quer perseguir sensacionalismo, onde eventos e temas em notícias são exagerados para aumentar os números de audiência ou de leitores sem aprofundar a razão da (des)informação. Eu digo que nessa fase tinha 13 anos e estive no ciclo preparatório do ensino secundário e a viver na cidade de Chibuto, confirmo que maior parte dos carros militares do exército colonial foram imediatamente, depois da independência, rematriculados e passaram a ter chapas das FPLM, igualmente vi a mesma situação em Chokwé e Xai-Xai, quando em 1976 estive no grupo de recenseadores da população, os equipamentos militares coloniais não eram destruidos, mas sim enquadrados nas FPLM e ou alocados no combate às calamidades naturais
Joaquim Constantino
Joaquim Constantino Meu Caro Gabriel Muthisse.... Os arquivos foram distribuídos sim............conheço a Beira e já tive privilégio de conhecer e fazer algumas buscas nos arquivos........já tive o privilégio de conversar com Engenheiro que esteve envolvido na construção da cidade Beira........hoje com 95 anos...
Ps: ......Esta feliz com a informação que possui o Arquivo Histórico de Moçambique...? Será que não tinha que ter muito muitas informações nos arquivos? Onde estão?
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Alvaro Simao Cossa, mais propaganda que história. E caça a "likes" com sensacionalismo e falsidades. Como eu disse, também vi viaturas do exército colonial rematriculadas "FP". A história contada por Egidio Vaz é sem dúvida uma mistificação. Uma mentira. Uma falsidade. Sobretudo tendo em conta a "fonte" que ele alega que lhe confidenciou isso: um especialista militar treinado no estrangeiro!!!! Não faz sentido um especialista desse gabarito destruir Berliets, Mercedes Benz e outros equipamentos valiosos
Alvaro Simao Cossa
Alvaro Simao Cossa Gabriel Muthisse isso só cabe nas mentes dos mentecaptos, e por que a Frelimo não destruiu as cidades feitas pelos colonos e pontes, e por que não se recusou da lingua portuguesa?
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Pois, há gente que acredita em tudo que ouve por aí
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde Mas tambem nao é logico queimar uma biblioteca inteira, mesmo que seja caso singular, sob pretesto de existirem tantos livros e bibliotecas, que ate hoje, 40 anos depois do "escangamento", algumas capitais provinciais os estudantes giram a sol quente a procura de uma fonte bibliografica. Com todo respeito, ir deitar na agua um carro independentemente da marca enquanto acabavamos sair das matas onde este era substituido pelas pernas marchando tantos kms, nao faz tanto sentido, mas infelizmente aconteceu, mesmo sendo, como disse "caso unico".
Feliciano Dos Santos
Feliciano Dos Santos Tive um professor de música que dizia que essas coisas de compasso binário, solfejo, etc eram coisas do colono. Devíamos era aprender danças locais.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Kkkkkk
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador Também tive uma informação quase idêntica. Meu pai, contou-me que, chegaram a acontecer coisas mais graves. Por exemplo, alguns currais chegaram a ser invadidos. Nessa invasão alguns militares degolavam animais com prenhas e os deixava apodrecer, alegando esse tal de "escangalhamento" do Estado colonial. Segundo ele, essas acções estavam mais associados a ignorância. Concordo com o que diz, Gabriel Muthisse.
Jose Cossa
Jose Cossa Precisamos doutras fontes para validar esta...se todos entenderam desta maneira ou alguns
Germano Mutane
Germano Mutane As pessoas não estavam preparadas para o pós guerra. Em princípios de 1975, na Mao-Tse-Tung, na zona do parque dos continuadores, uma senhora conduzindo uma viatura VW fusca (xifufununo) foi mandada parar para fiscalização. Depois de exigir a documentação do carro foi lhe solicitada para que abrisse a parte dianteira do carro para verificação do motor. Porque a senhora sabia que o motor estava na parte traseira ela convidou os militares para irem a parte onde se localizava o motor... De imediato levou umas corronhadas e chapadas por manobras subversivas, pois foi esconder o motor na parte traseira do carro... O resto deixo à vossa imaginação..
Egidio Vaz
Egidio Vaz kkkkk
Sidonio Pedro
Sidonio Pedro Isso nem para anedota serve.
Germano Mutane
Germano Mutane Infelizmente foi realidade... Não contaram vivi...
Jemusse Abel
Jemusse Abel Kkkkkkkk
Jemusse Abel
Jemusse Abel Germano rendi!!
Tiago Valoi
Tiago Valoi Kkkkkkkkkk. Essa de esconder o motor de xifufununo atras desaguentei
Masoka Helder
Masoka Helder É triste o que aconteceu.
Senyto Ussene
Senyto Ussene Kkkkkkkkkkk. Tiro o meu chapéu
Mauro Sérgio Langa
Mauro Sérgio Langa 😂😂😂😂
Lourenco Rosario
Lourenco Rosario Contar a História assim, vira anedota, mas você Egídio tem a responsabilidade de enquadrar e se possível, deixar linhas de reflexão. A História é construída de pequenas estórias e muitos episódios, mas isolar isso não serve para nada. Aqueles que viveram esse período, confrontaram se com uma amálgama de novidades, País independente, novidade do exercício do poder por um punhado de governantes recém chegados da luta, experimentando a politica e a governação com a mente ainda na luta. E, acima de tudo, tendo na rua, ex guerrilheiros, tentando manter a ordem pública, completamente confusos entre a cultura da guerrilha e a urbanidade, com todas as contradições que um período imediatamente pós colonial transporta. Os dicursos de Samora Machel reproduzidos de uma forma linear provocavam um efeito cascata. Não é por acaso chamamos a esse período de revolucionário, isso não tem nada de positivo nem negativo. Tem apenas o condão de não ter tido qualquer método previsível daquilo que hoje se chama de estratégia. O PPI é ponto mais alto da confusão entre ideias e estratégia. Se quer promover uma reflexão sobre este período, faça sem pinceladas de leitura política.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Professor Lourenco Rosario acabou de dar uma grande pincelada política desculpabilizadora. Pela forma como "entende" o período, tudo fica justificado e ficamos assim mesmo. "Foi o contexto" a grande justificação pelas atrocidades cometidas incluindo o ódio ao saber.
Lourenco Rosario
Lourenco Rosario Um dos períodos mais terríveis da história da humanidade, foi o nazismo. Os alemães fizeram a catarse necessária. Hoje você não ouve os intelectuais alemães isolarem episódios dessa época para enxerta los na nossa época. Em Budapeste, existe um museu, em que lado a lado, você vai encontrar o testemunho das épocas de terror, o nazismo e o comunismo. Ninguém quer desculpabilizar, nem escamotear a nossa história. Mas se quer ser útil para os nossos jovens, não isole episódios , racionalize a reflexão. Senão, Egídio, peça ao Gilberto Mendes para produzir uma peça sobre a época machelista. Acredito que vai ter o teatro cheio por longo tempo e prestará melhor serviço à juventude.
Egidio Vaz
Egidio Vaz O Professor Lourenço entendeu como outros políticos aqui que destaquei um ou dois episódios e os generalizei. Não foi se quer este objectivo ao postar aqui. Muito menos infundir a ideia de que a ditadura de Machel foi responsável pela desgraça que se seguiu. Apenas fiz observações anedóticas sobre como a comunicação mal canalizada pode produzir efeitos catastróficos. Esse foi o objetivo. Não conheço outra forma de ser útil. Como historiador que sou, sei fazer o devido enquadramento. Não quis aqui fazer esse papel. Ora, que houve sabotagem lá houve. Factos são factos, enquadrados ou não. Gostava de perceber a utilidade a que o Professor se refere.
Lourenco Rosario
Lourenco Rosario Quando se quer fugir à discussão, apelida se de político ao outro e vai daí, ficamos tranquilos. Meu caro, não costumo fazer render muito tempo, redes a minha opinião. Mas sobre este período, acho que nos falta seriedade intelectual para abordá lo. Chamar ditador a Machel ou ditadura a época da sua governação com instrumentos de análise actuais é fácil. Elementos não faltam, partido único, censura, prisões, chicotadas públicas determinadas pelos tribunais, fuzilamentos judiciais e políticos, enfim muita farinha para fazer o bolo. Mas o historiador tem responsabilidades, assim como qualquer educador, trazer essa época para que a nossa juventude entenda donde viemos para onde vamos e como vamos. Sabe qual a diferença entre as atrocidades das Cruzadas Cristãs e as do Estado Islâmico? É o tempo meu caro Egídio,
Paulo da Conceição
Paulo da Conceição Egidio Vaz por favor arranje um te-te à te-te entre a sua fonte e o Sr. Gabriel.... parece que um estava na estória e outro ouviu... queremos saber quem sabe mesmo se eram ordens ou senão? !?!?!
Egidio Vaz
Egidio Vaz O que posso dizer é que ele não é nenhum lesa-pátria. Foi não apenas um dos primeiros oficiais das FPLM como dos mais bem treinados no estrangeiro e responsaveis até bem pouco tempo antes da transição. Portanto, nem está frustrado; é formado em outras áreas da ciencia e trabalha nelas com competência. É funcionário do estado.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Se é uma fonte idônea pode ser referenciada. Essa orientação nunca existiu Egidio Vaz. Isso é falso. Quem é essa fonte?
Egidio Vaz
Egidio Vaz Gabriel Muthisse nao lhe digo. Já o descredibilizou. POde ficar na sua saga propagandistica. Pelo menos já referenciei a serie de coletaneas do discurso do Presidente Samora. http://mozambiquehistory.net/
«… every file put together by a secret service (of any nation you like) is exclusively made up of…
mozambiquehistory.net
Egidio Vaz
Egidio Vaz Quer dizer, porque na altura o senhor Gabriel Muthisse estava vivo e ele envolvido no processo, tem a coragem de chamar a pessoa falsa e o que o senhor acompanhou de verdadeiro! Granda estratega.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Egidio Vaz, se quiseres, podemos um dia falar de propaganda e de propagandistas. Trazendo textos, autores e tudo... poderias, querendo, trazer os meus textos de propaganda...
Paulo da Conceição
Paulo da Conceição Sr. Gabriel é previlegiado nas informações sr. Dr. Egidio Vaz... nao se pode negar. Ele nessa altura já era antigo combatente! (A sua fonte)
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Insisto, se quiseres ir por essa via é só dizeres
Sidonio Pedro
Sidonio Pedro Egidio vaz, tudo é uma questão de fontes, de versões. Porquê te irritas com a versão do Gabriel Mutisse?
Egidio Vaz
Egidio Vaz Não me irrito. Ele chama peremptóriamente que a minha fonte está a mentir. Mas a literatura está cheia de exemplos do gênero. Apenas este é um na área militar. Portanto, existem fontes alternativas que podem atestar pelo menos que houve sabotagem.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Eu dei fontes para ler
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Eu dei-te o contexto, Egidio Vaz. Dei-te a designação exacta da orientação. No que se refere ao exército falei-te da Comissão Militar Mista e suas funções. Dei-te alguns nomes de membros da Comissão Militar Mista (portanto, fontes orais idôneas). Dei-te fontes documentais, como é o caso do Acordo de Lusaka. Poderia dar-te outras informações, se mostrasses disponibilidade para debater sem emoções este assunto. Há livros de memórias que se referem a este assunto: José Moiane, Sérgio Vieira, Jacinto Veloso e outros
Jonas Joaquim
Jonas Joaquim A ser verdade entao em Cabo Delgado devem ter sido deitados ou destruidos muitos carros a avaliar pelo nr de combatentes e quase cerca de 90 por cento analfabetos.Meu pai que pertencia a este grupo contou me que no auge da guerra libertadora havia um grupo de sabotagem que destruia pontes para para impedir a circulacao da tropa colonial mas isso foi muito criticado e proibido por isso apesar da regiao norte da provincia ter sido a zona que mais se destacou nas incursoes militares da Frelimo so foi destruida apenas uma ponte sobre o rio Mwagamula dai a minha conclusao de que a tua fonte mentiu.
Jonas Joaquim
Jonas Joaquim Deve tambem se lembrar da palavra de ordem da altura que dizia "Vamos proteger as nossas conquistas". Ha coisas que foram destruidas como por ex estatuas do Albuquerque e sequases que representavam o trunfo colonial. Penso que o papel de um historiador nao ee contar mentiras para alem de que coisas do pos cessar fogo podem ser testemunhadas tambem por civis nao apenas pelos militares. Sabe se que muita coisa bizarra aconteceu mas ouvir contos de um bebado nao ee seguro
Egidio Vaz
Egidio Vaz Jonas Joaquim, quem foi o bêbado que me disse isso?
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador Era muita ignorância a mistura. Aconteceram coisas bizarras. Alguém, que foi meu docente, diz ter levado uns bons chambocos, no actual Jardim Tunduru. Razões: estava a beijar a nomorada. E isso, era tido como hábito do colono.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse É só ler o Acordo de Lusaka, na parte que fala da Comissão Militar Mista. Essa Comissão, com membros provenientes da FRELIMO (Chipande, Mabote, Veloso e outros) tinha entre outras, a missão de inventariar o equipamento do exército colonial que não seria repatriado para Portugal. Inventaria-lo, preserva-lo e garantir que viesse a ser usado em perfeitas condições.

Destruir equipamento é vandalismo. Houve, obviamente, casos de roubo e de má fé. Por exemplo levar equipamentos para casa, alegando que eram do colono. Levar gado de fazendas pecuárias para casas privadas alegando que esse gado tinha pertencido aos colonos... Isso não passou de roubo!
Jose Cossa
Jose Cossa Houve neste processo aproveitadores da situação. mesmo na saida em debandada dos colonos(por boato), alguns aproveitaram coisa alheia. isto nao tem outros nome: roubo!
Mateus Mateus Jr.
Mateus Mateus Jr. De facto houve aproveitamento dos pertences coloniais para casas particulares e andava-se nas fazendas de carros a fazer recolhas. Julgo que foi ñ por ordens superiores mas é o que aconteceu na vista dos populares que até hoje podem testemunhar se forem a ser perguntados.
Geraldo Obra
Geraldo Obra Sim havia muita ingenuidade. Mas também há quem fez dessas coisas por pura maldade e vingança.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Por exemplo aviões foram, grosso modo, repatriados. Mas viaturas e parte do armamento ficaram aqui e foram usados. Isso que estou a dizer está documentado. Qualquer historiador pode acessar fontes credíveis (documentais e outras)
Egidio Vaz
Egidio Vaz Kkkkk. Qualquer historiador pode também recolher ao acervo "palavras de ordem" e ver, ler as lamentações, denúncias e o mal-estar documentados do Presidente Samora em relação a cultura de falta de cuidados, zelo ou mesmo sabotagem activa dos que na altura tinham a responsabilidade de zelar pelo bem-comum. . E isto já nem é preciso ir tão longe. Basta pesquisar no website http://mozambiquehistory.net/
Está tudo lá.
Germano Mutane
Germano Mutane Havia muita sabotagem sim. Lembram se dá comercialização agrícola? Mandavam para a minha terra (interior de Chidenguele) onde não havia energia e nem havia planos de electrificacao (até hoje ainda não há energia elétrica), ferros eléctricos, lâmpadas, ventoinhas e outros electrodomésticos, para a minha avó trocar com castanha e milho... em contraparida deixavam nas lojas em Maputo cimento ferros de engomar a carvão, candeeiros a petróleo, velas etc... Era sabotagem pura e alguns destes sabotadores são os que hoje detém a hegemonia financeira...
Egidio Vaz
Egidio Vaz Exactamente mano Germano Mutane. Há quem a todo custo quer fazer-nos de néscios e amnésicos.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Isso aconteceu, e não tem nada a ver com destruição de equipamento por especialistas treinados no estrangeiro. Isso resultou ou de sabotagem para provocar carências ou incompetência
Egidio Vaz
Egidio Vaz Senhor Gabriel Muthisse está a distorcer como sempre a minha nararativa. Em momento algum disse que moçambicanos especialistas treinados no estrangeiro destruíram o equipamento. Eu dei dados biográficos do meu interlocutor que também foi treinado no estrangeiro. São coisas diferentes que o senhor bem sabe mas está aqui para fazer o spinning a sua maneira
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Esse especialista, treinado no estrangeiro, portanto culto, não participou na destruição de Berliets, de Mercedes Benz e outros equipamentos valiosos do exército colonial (queimando-os ou submergindo-os no mar, vandalicamente)? Foi o que entendi que você disse. A minha insistência, neste debate, é fazer-lhe perceber, senhor Egidio Vaz, que não é verosímil que uma pessoa com essas credenciais tenha feito isso.

Senhor Egídio, se esse individuo informou-lhe desse modo, ou lhe estava a mentir, ou estava a gozar consigo. Daí a importância de cruzar fontes.

A coisa piora quando você diz que ele fazia parte da estrutura provisória das Forças Armadas. A única entidade que se assemelha a isso é a Comissão Militar Mista. Membros dessa Comissão tinham sido escolhidos a dedo. E não haveria como fazerem o que você diz que esse oficial fez.

Essa narrativa, senhor Egídio Vaz, é falsa. Um e outro guerrilheiro analfabeto pode ter feito isso, numa certa escala. Mas isso não aconteceu da maneira sistemática que você sugere, ainda por cima com enquadramento de oficiais bem treinados
Antonio Serra
Antonio Serra O que sei é que muitos documentos valiosos foram queimados
Quivi José Faera
Quivi José Faera E o meu pai conta que os colonos tambem vandalizavam fabricas estragando motores
António Botelho de Melo
António Botelho de Melo O teu Pai deu exemplos específicos, ou ficou-se por aí?
Quivi José Faera
Quivi José Faera Textafrica um dos exemplo
Quivi José Faera
Quivi José Faera Textafrica um dos exemplo
Alfredo Macuácua
Alfredo Macuácua A expressão "escangalhar o aparelho colonial" foi um slogan que, em certa medida, foi cumprido a letra... recordo-me da destruição de vários monumentos históricos deste país. E essa destruição foi feita sob ordens de altos dirigentes da época...
Capitao Barulhento
Capitao Barulhento (fot.RicardoRanjel)
· Reply ·
3
· 15 hrs
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Isto é na Praça da Independência!!!! Deveria continuar ali Mouzinho de Albuquerque?
Alfredo Macuácua
Alfredo Macuácua E porquê não (risos)...
Esse debate de monumentos (já agora os nomes coloniais na toponímia da zona nobre da capital) é discutível porque ao se "escangalhar" esses monumentos, apagam se alguns trechos da nossa história... a história nossa não começa em sessenta e dois...
Egidio Vaz
Egidio Vaz Então o senhor Gabriel Muthisse vai justificando a cada escangalhamento. Hehehe
· Reply ·
2
· 6 hrs
Abel Vilanculos
Abel Vilanculos Egidio, cuidado com esses meus camaradas que ainda restam por ai, faço parte dessa geraçao e eu não vi isso!!!
Sinceramente, aparecem muita gente a falar coisas que nunca com Fizeram parte deste Estado!
Ainda hoje, temos varias leis e mais coisas pe
rtecentes ao tempo colonial e que não se escangalhou! Porque cada coisa, foi analisada e tomada a medida que era necessaria.
Posso lhe garantir que esse seu amigo, está te induzindo para um erro grave! Isso é MENTIRA.
Eu conheci carros usados pela tropa colonial que as FPLM , usaram, inclusive, conheço membros das forças especias colonial, que foram repescados para transmitir conhecimentos tecnicos as forças Moçambicanas.
Ja ouviste falar do Chefe Benedito no tempo colonial? Foi membro das Forças Especias colonial e era ao mesmo tempo instrutor de Cães da Policia Colonial. Esse mesmo, fez parte das FPLM na instrução dos Cães policiais!
Mintam pouco, porque ainda vivemos alguns e sabemos o que aconteceu.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Curiosamente está nos livros. Heheheheh. Pode ler na coleção "parvras de ordem". Está ali documentado tudo.
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Pois Abel Vilanculos... como é que um oficial "treinado no estrangeiro" se engajaria na destruição de equipamento militar valioso?!?! Que um guerrilheiro analfabeto o fizesse, por ignorância, ainda se entenderia. Mas um especialista! Esse está a gozar com o Egidio Vaz, ou a mentir. Não há outra hipótese
Abel Vilanculos
Abel Vilanculos Egidio, o escangalhamento de algumas coisas coloniais, isso foi de facto aconteceu, mas tudo foi criteriosamente analisado . Aquilo que era nocivo para a nova Sociedade que se estava a criar, foi banido e criado novas coisas. Foi nesse sentido e não na forma como seu amigo lhe apresenta os factos! Isso é Mentira, repito, é MENTIRA.
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador Ilustre, Abel Vilanculos, poderia dar-nos exemplos do que foi "escangalhado criteriosamente?" E mais, o que é isso mesmo, de escangalhar o aparelho do Estado colonial? Esse discurso era muito vazio. Não me surpreenda que tenham surgido "marginais" destruindo tudo o que lhes parecia do colono.
Vitorino David
Vitorino David Podem ter acontecido casos isolados, Agora, generalizar!....
Felisberto Chambela
Felisberto Chambela O senhor Abel Vilanculos estava cego nessa altura? Ou não tinha nascido.
Felisberto Chambela
Felisberto Chambela Eu assisti in-loco meu camarada. É real.
Felisberto Chambela
Felisberto Chambela Vitorino David A destruição não termina nos bens apenas, mas também em mentes humanas. Quantos irmãos nossos não foram atirados à sua sorte para os campos de reeducação? NÃO É ISSO DESTRUIÇÃO? Para além de que muitos lá morreram. Mas há quem diz que isso é mentira. MUITOS IGNORAMOS A NOSSA HISTÓRIA, que pena!
· Reply · 1 hr
Jemusse Abel
Jemusse Abel Confundiram com o ludismo! Kkkkk uma luta contra as maquinas e nao o sistema próprio dos maus entendidos. O que faltou era cavar as estradas tambem e deitar o alcatrão no mar!
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Pois Jemusse Abel! Depois viriam alguns historiadores industriar-nos que essa destruição de estradas era uma resposta à palavra de ordem do escangalhamento...
Pereira Luis Viagem
Pereira Luis Viagem Sinceramente eu nao entendo o que se passa com Gabriel Muthisse, super inteligente mas...
Jemusse Abel
Jemusse Abel Então houve destruičao das estradas ooo Muthisse em nome de escalhar o resquícios do colonialismo?
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse Não conheço nenhum caso desses, de destruição de estradas, Jemusse Abel. Mas se especialistas treinados no estrangeiro levam motores de Mercedes Benz para o mar, ou os queimavam, não me espantaria se um engenheiro de estradas viesse dizer que destruiu estradas pavimentadas para cumprir a orientação de escangalhar o que era do colono. Depois desse especialista, fonte do Egídio, nada mais me espantaria
Jemusse Abel
Jemusse Abel Ahh entendido mais velho Muthisse!
Nhanengue Nhanengue Nhanengue Nhanengue
Nhanengue Nhanengue Nhanengue Nhanengue E nesse processo de escangalhar o legado colonial,porquê não demuliram também os imóveis deixado pelo mesmo que tempo depois foram nacionalizadas?
Egidio Vaz
Egidio Vaz Tentaram.
حليمة إبراهيم
حليمة إبراهيم Ignorância ....😶
Joaquim Constantino
Joaquim Constantino Caro Egidio Vaz, eu digo mais, foi queimado muitos arquivos....estudos e outros documentos valiosos, que os portugueses colonos levaram tempo a construir.....e hoje seria uma boa base de continuação destes estudos...
Ps: Conheces a história
da construção das cidades Moçambicanas? Estudo e outros pormenores....tudo foi estudado e existia arquivos com todos estes detalhes....cada problema foi estudado e ainda apresentado solução.......enfim condenou se o Judas e também a Jesus.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Uma verdadeira idade média. Purga ao conhecimento. Hehehe
Egidio Vaz
Egidio Vaz Nasci em 1978 e comecei a estudar sete anos depois. Felizmente meus pais e tios contaram-me as várias peripécias. Mas foi sobretudo o estudo da história e a exposição aos documentos produzidos pelo próprio Estado que descobri essa zaragata.
Egidio Vaz
Egidio Vaz Senhor Nelson Junior, eu apontei casos específicos e em locais específicos. O melhor seria dizer que não aconteceu e repor a verdade. Mas eu sei que aconteceu e é verdade. Nao generalizei. Mesmo assim, existem outros casos que foram aqui mesmo reportados. A ilação que queria trazer e os objectivos foram clarificados também. A necessidade de comunicar bem. Não foram objetivos políticos
Felisberto Chambela
Felisberto Chambela Até hoje a cultura de destruição continua em peso. CONVIDO VOS A ASSISTIR A MAIOR DE TODAS VERGONHAS NA MATOLA. Autocarros quase em estado novo no Municipio foram vandalizados e vendidos (até hoje) NA SUCATA DE FERRO, Edificios nem de antiguidade histórica a desaparecerem... ainda teem duvidas?
· Reply · 1 hr
Felisberto Chambela
Felisberto Chambela O complexo industrial da Machava não foi destruido? Que mais provas querem da cultura de destruição?
· Reply ·
1
· 1 hr
Samuel Simango
Samuel Simango No período pós independência neste país aconteceram coisas bizarras que contadas hoje podem ser consideradas puras anedotas. Não tenhamos vergonha da nossa história recente.
Buanamade Lupagire
Buanamade Lupagire Dr. E.V, nao sei se foi problema de comunicação mas o escangalhamento existiu, ate o o Dr. Machungo numa das suas entrevistas na STV abordou esse assunto de escangalhamento por parte da população, mas fez referencia apenas ao sector económico e por sua vez o Partido Frelimo teve que intervir para parar com a destruição.
Jeremy Timbe
Jeremy Timbe Acho que teria sido acertada a decisão se sua implementação tivesse sido ao extremo de literalmente escangalhar toda a obra do colono. Tentem imaginar alguém que invade sua modesta casa, agride te, viola mulher, filhas e filhos e resolve assentar-se na...See More
Alberto Tomás Reis Pereira
Alberto Tomás Reis Pereira Estou a gostar muito desta troca de ideias, sem preconceitos e sem sensura. Não tínhamos dúvidas que se cometeram exagero de ambas as partes, como também aconteceu aqui em Portugal. Mas nenhum de nós tínhamos experiência democrática. O que eu penso que é muito mais grave que passados quarenta e três anos as mentes de alguns, (dos dois lados) não terem evoluído.
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador Sabe, acredito eu, a ideia não é responsabilizar o Partido-Estado pelo radicalismo e ignorância de algumas pessoas. Ninguém precisa ter vivido o período imediatamente a independência para entender que houve gente que agiu em nome do Estado, destruindo bens valiosos. Isso é um facto. Há várias documentos que atestam isso. Reconhecer as coisas erradas passadas, não significa sermos menos patriotas. Pelo que entendi, Egidio Vaz quis fazer perceber que, problemas de comunicação do Partido-Estado, precipitaram algumas acções irresponsáveis. Ninguém está condenar o Partido-Estado. Faz-se uma crítica a ineficácia da comunicação. E mais, nem todo velho uma fonte fidedigna e idónea. A auto valorização interfere bastante neste processo de fontes orais. Afirmações categóricas, do tipo "É MENTIRA". Isso é matar debate. Volto amanhã!
Gabriel Muthisse
Gabriel Muthisse "...Em pouco tempo, por exemplo, o actual Instituto Industrial e Comercial Joaquim Marra ficou sem material de oficina pois, em cumprimento da directiva do então Estado Moçambicano, era preciso escangalhar o legado colonial..."

Sérgio
Sergio Serpa Salvador, acredita que as barbaridades que se referem eram "em cumprimento da directiva do Estado Moçambicano? Acredita que oficiais treinados no estrangeiro, portanto cultos, se engajaram na queima de Mercedes, Berliets e demais equipamentos? Acredita que oficiais escolhidos a dedo, para integrarem a estrutura provisória das forças armadas durante o período de transicao, como diz o Egidio Vaz, poderiam, contrariando as instruções da direcção do movimento de libertação, no sentido de inventariar e preservar o património que outrora pertencera ao exército colonial, poderiam dedicar-se à destruição sistemática desses bens? Eu não acredito nisso.
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador De facto, essa afirmação é problemática. Conheço alguns professores da Joaquim Marra que estudaram e leccionaram neste Instituto (vivos), vou aproveitar a minha as minhas férias, no chimoio. Vou aprofundar esse assunto com os meus conterrâneos. Seguramente, terei alguns subsídios importantes. Houve exageros. Mas, até esse ponto de destruir uma escola, é difícil acreditar (vou dar o benefício da dúvida) E, esse debate trouxe a curiosidade de produzir um artigo científico. Um bom tema.
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador Vou vasculhar um artigo de António Rita-Ferreira. Tem dados interessantes, li-o, quando fazia a minha monografia. Muito interessante. Tem alguns detalhes sobre o período de transição.
Armenio Naene
Armenio Naene Realmente excessos inexplicáveis, dentre eles quando se escangalhou a polícia toda, foi algo que nos deixou expostos aos temíveis milicianos , muita dor,... enfim
Vasco Acha
Vasco Acha Em Angoche e Inhambane estatuas de descobridores foram deitadas abaixo destruidas e escondidas era uma limpeza ideologica e da hiatoria e a formacao do homem novo livre de marcas colonias...
Yussuf Adam
Yussuf Adam Egidio Vaz e preciso cruzar as fontes e estabelecer a magnitude do fenomeno... Houve abusos e destruicoes. Coisas que nao lembra ao menino Jesus como se diz. Em Pemba meteram santos e outras reliquias catolicas na prisao. Conta quem viu. Mas so soube disto 30 anos depois de comecar a minha investigacao em Cabo Delgado. E uma pista e vamos investigar...
José de Matos
José de Matos Nelson Junior , e por isso deviam prender as imagens ? Wena, pah!
Conheces os padres catolicos, Bispos, etc., que contribuiram para a luta de libertaçao?
Nelson Junior
Nelson Junior Oh caro Sr
Nelson Junior
Nelson Junior Oh caro Sr.nao sei se, ja reparou de que em tudo o que menciono, apresento exemplos, assim evitamos ataques ou contra ataques pessoais...uma coisa eh falar da Igreja Catolica, como instituicao e outra eh mencionar padres ou bispos a nivel individual que desempenharam actividades corajosas contra o mau e o deshumano branco colonialista...Caro Sr.a luta de libertacao nao foi so travada com as armas la nas matas de Cabo Delgado,Mueda , Tete e Niassa...A heroica luta de libertacao teve varias caracteristicas....A Igreja Catolica como instituicao,foi usadaa pelo regime fascista pra lavar cerebros dos negros...evidentemente, dentro da instituicao houve os ditos padres ou bispos rebeldes...O caro Sr. bem sabe disso....bem eu me recordo, de padres (portugueses)que eram informadores da pide...isto eh bem conhecido....
Nelson Junior
Nelson Junior Cortesemente Exmo Senhor Jose de Matos, rogaria que nao tocasse tanto no periodo colonial...gastemos as nossas energias e tempo no presente e no futuro...pois, se, vamos falar do branco colonialista, corremos o risco de reabrir as feridas que ainda nao estao bem saradas...por favor!...muitos de nos tivemos familiares torturados e mortos nas cadeias da pide, so, so so simplesmente por aspirar uma liberdade como ser humano...e nao so:...houve tantas e tantas jovens negras violadas por brancos analfabetos, ignorantes e maus...por favor, por respeito, ao povo mocambicano que apanhava tanta palmatoria so e so por ele nao falar correctamente esta lingua portuguesa...I beg you!
· Reply · 1 hr
Nelson Junior
Nelson Junior Sabe uma coisa, Sr.Jose Matos??...Ha uns anos atras tive a oportunidade de ter uma pequena conversa com a Winnie Mandela, numa das capitais da Europa...como sabe, a Winnie foi presa muitas vezes pelo regime branco racista da Africa do Sul...dizia ela, que durante a sua estadia na cadeia, recebeu choques electricos na vagina e nos seios...e por inumeras, inumeras vezes foi violanda por tantos tantos policias( que eram brancos) e pelos guardad prisionais( a maioria deles eram brancos)...lhe rogo, com toda humildade de evitar de pintar de cor de rosa as actividades do branco em Africa...plse!...infelizmente, os que lutarem pra o orgulho da Africa e dos Africanos, tambem eles cometem o mesmo erro...e as vezes sao piores
· Reply · 1 hr
Egidio Vaz
Egidio Vaz Professor, contei um episódio. É estranhamente todos entenderam que foi assim em todo lado. Apontei exactamente onde isso aconteceu. E as pessoas aqui entenderam que foi emitido lado. Não sei onde estão a ler isso. Eu não escrevi
Egidio Vaz
Egidio Vaz Vejo neste debate que alguns estão com vergonha do que fizeram ou deixaram de fazer para parar com a chacina ao conhecimento e a sabotagem. Peso de consciência e querem justificar tudo pelo tempo e contexto. Continuação do bom debate
Charles Brown
Charles Brown Caro Egidio Vaz, a maior parte das transições há aproveitamento e tambem mal entendidos. recordo me que o meu pai foi membro dos CONSELHOS DE PRODUÇÃO, que tinha entre outras tarefas, revitalização da industria sabotada pelo colono na sua saida. Esses conselhos de produção integrava os antigos trabalhadores das fabricas, que conhecia as maquinas e que foram capazes de dar detalhes do tipo de sabotagem. Foi assim que a Mobeira, Açucareira de Mafambisse, a Lusalite, etc, continuaram operar. Veja só que a rede de transporte de Açucareira de Mafambisse constituida por jeep, foi dexado por colono. Agora o antigo militar que se refer, pode fazer parte dos que faziam mal aos outros. Em 1983, só porque PR Samora Machel disse que, se a guerra não cessar, se for preciso fechamos escolas, universidades, no dia seguinte carros militares fecharam portões das ecolas, e nos recolheram para treinos militares em Dondo, eu fiz parte desses estudantes.
Gomes Foloma
Gomes Foloma kkkk, foi mais um mal entendido mano Egidio Vaz
Zeca Sunde
Zeca Sunde Uma voz aqui diz que se devia destruir tudo que o colono deixou para a reconstrução do africanismo perdido, muito bem, mas o que seria com a língua que deles herdamos enquanto as nossas reduzimo-las a mera línguas de cães? Como seria a nossa educação?se continuamos a bater com o pé no chão que com as nossas línguas não é possível fazer ciencia! O que nos levou a tentar estranhar tudo que era do colono com a desculpa de não nos lembrar da sua opressão, porem, não o fizemos com a questão linguística e ideológica? Acham que tínhamos dominou suficiente da cultura europeia? Acham ate hoje nao somos seus submissos principalmente por causa de lingua? Quantos dos nossos irmãos ate hoje morrem de fome nas cidades quando visitam seus familiares que se autoproclamam civilizados por estes não conseguirem usar garfo e faca na mesa! Vamos pensar bem, algo não foi bem acautelado!
Nelson Junior
Nelson Junior Ps!..eh bem conhecido, que os padres do Macuti( Beira),o Bispo de Nampula( o qual eu o conhecia muito bem) e tantos tantos contribuiram na luta de libertacao, pra nao mencionar no Padre Filipe Couto( o qual o conheco muito bem)....eh so olhar os factos!....
Paulo da Conceição
Paulo da Conceição Dr. Egidio Vaz seu post vai ganhar um "Oscar" reúne os " Spielbergs " da nossa "nobre" história!!!! OREMOS IRMÃOS!
· Reply · 1 hr
Featured For You
  • velosof2@gmail.com
  • 65,342 people like this
  • 64,782 people follow this
  • Posts
    Canal de Moçambique, nr. 412 - 7 de Junho de 2017.
    Comments
    Jackson Henrique N
    Jackson Henrique N Ooh coitado dos deputados estão a trabalhar em condições tao precárias, e precisam novos Mercedes ano 2017, nem falo da Presidente da Assembleia, bastante competente que ja pediu a cotação e tudo, so a espera que a Autoridade Tributaria confisque e roube so mais um pouco do que o gado Moçambicano produz, para adquirir estes instrumentos de trabalho tao necessários para os criadores de Lei e soluções para a pobreza do pais.
    Aurélio Bull Gza
    Aurélio Bull Gza Gosto da tua ironia. Muito concentrante
    Custodio Cumbane
    Custodio Cumbane Nós nos limitamos em comentar apenas nas redes sociais. Em outros países sai-se a rua e põe se um basta a este tipo de falta de respeito para com o povo k lhes elegeu
    Luiz Pereira
    Luiz Pereira aqui matam quando nao concordas com algo...... a policia nao pertence ao governo percebe isso
    Pca Paullo Chaiima
    Pca Paullo Chaiima O Povo sem Hospitais;
    Sem Medicamentos;
    Sem Escolas;

    Sem Transporte;
    Sem um salário digno, mas com uma dívida nas costas, e ainda vem os deputados esbanjar o luxo diante da nossa miséria.
    Luiz Pereira
    Luiz Pereira Os peugeot estão obsoletos, poh so tem 7 anos de uso e com as manutenções sempre em dia..... e nossos carros do japao com 14 anos!!!! entretanto esses deputados vao aceitar receber essas viaturas. o povo ouve, ve, cala mas nao esquece....
    Jerry Uamba
    Jerry Uamba O povo (nós) tem cabeça de pato, esquece rápido quando recebe uma camisete e boné.
    Fahardine Sualehe Sualehe
    Fahardine Sualehe Sualehe Isso doi! Nós povos desempregado e alegam que não tem dinheiro para nós contratar. Mas para alimentar esse "Vampiros" tem. Isso me doi. 5 milhões é um dinheiro que eles poderiam pagar muitos funcionários com salário mínimo até a reforma.
    Sitoe Gaspar
    Sitoe Gaspar Isto é Tudo que estes Senhores ilustres sabem fazer, passar por cima de sonhos Das crianças e espezinhar o povo através de suas politicas fantoches. Mas Eu e Deus estamos a ver Tudo Isto.
    · Reply · 1 hr
    Novais Jose Angolano Angolano
    Novais Jose Angolano Angolano O povo Moçambicano está na pobreza, pagando imposto anualmente, os donos de Moçambique vão esbanjar o dinheiro do povo Moçambicano, A Verónica Macamo não sente pena do povo sofredor.
    Alson Culhe
    Alson Culhe E assim foi:
    Vamos inicia a votação da requisição de viaturas de luxo para os Dignos deputados
    0 - votos contra

    0 - abstenção
    250 - votos a favor
    É por consenso e aclamação que declaro aprovada a requisição de nova frota de viaturas para os Srs. deputados 🔨🔨
    👏👏👏
    Ângelo da Silva
    Ângelo da Silva hahahahahahahaha assim foi, pois beneficia a todos, pensam em mais ninguém senão neles.
    Edio Mutemba
    Edio Mutemba para aquisição dessas viaturas não teve nenhum voto contra, foram 250 votos dos digníssimos representantes do povo a favor.
    Ginoca Ramos
    Ginoca Ramos Que vergonha para o país, numa altura com uma crise como esta, ainda se dão ao luxo de comprar viaturas de luxo.
    Neusa Gimo Cumba
    Neusa Gimo Cumba Quando é p beneficio de todos partidos ha consenso no parlamento.
    Sha ntxeka parlamento.
    Zumbis........
    Jerry Uamba
    Jerry Uamba Infelizmente nos limitamos em desabafar nas diferentes redes sociais, atitude que é boa ZERO!!!
    Fahardine Sualehe Sualehe
    Fahardine Sualehe Sualehe Por isso eu digo sempre esses pseudodeputados não defendem o povo mas sim suas barrigas. Nenhuma bancada tem interesse em defender.
    Iván Del Auro
    Iván Del Auro Hélder Paulo se receberes esta edicao peco pra partilhar
    Teixeira Teté
    Teixeira Teté Só lamentações eh eh eh só pra isso somos bons, agir na pratica que é bom ZERO.
    · Reply · 1 hr
    Ernesto Nhaule
    Ernesto Nhaule Depois nao tem dinheiro pra pagar horas extras aos professores...
    Ismael Baptista
    Ismael Baptista O parlamento não tem crise, gente entendam. O país e povo sim, está em crise. Reparem, oficializam o rombo financeiro ou económico e dizem estar em crise? Kkklklk frente é o caminho e o resto q se danem kkklkkk é o mundo q vivemos, quem manda pode e quem é mandado deve, kkkķkk as vezes mandar palavrões pra o inglês ver kkkkk
    Chigue Marandza Cossa
    Chigue Marandza Cossa Digo e soblinho que no dia que os Mozambicanos conhecerem os seus direitos Mozambique sera como brazil
    Djicaze Dzovo
    Djicaze Dzovo De certeza que na aprovação da aquisição dessas viaturas houve consenso. Mas aquilo que é do interesse do povo é sempre chumbado. Reprovado. Quando o interesse é deles, há unanimidade e ovações. Quando se trata de benefícios próprios, o trio polémico Muchanga/Galiza/Venâncio desaparece. Não há "Pais da Democracia" para defenderem o povo. Não há "Moçambique para todos". "Avança-se e não se recua". Não há crise. Só há 250 falsários conluiados nas aldrabices ao povo.
    Zubairu Diallo
    Zubairu Diallo N foi o unico a usar o dinheiro k devia cade snhr geubuza ki ate hje estmx a pgr divida k. Sabemox
    Thomas Django
    Thomas Django são estes deputados ou é um conjunto de criminosos legimatos pela lei?
    Thomas Django
    Thomas Django GOSTARIA DE SABER QUE UMA DAS BANCADAS NEGOU RECEBER ESSAS VIATUAS.Mas como ninguém esta nem ai para o povo nem vão pensar duas vezes.todos são do mesmo saco.coitado do povo de Samora que pensa que ainda tem alguém a zelar por ela...PAIS DO PANDZA
    Jeronimo Jose Nhavotso Jerry
    Jeronimo Jose Nhavotso Jerry Indignai-vos. Hessel disse vocês não tomam consciência, seus ignorantes fofoqueiros conformados.
    Martins Chochel
    Martins Chochel Opah temos que assumir que este já não é País de Samora, agora é País Pandza que outro roxam e outros estão a beter, eles andao de Mercedes e nos a morer de fome, por causa de dívidas que eles cometeram
    Octavio Cesar Pechisso
    Octavio Cesar Pechisso Um prenda para os deputados por terem consigo incluir as dividas ocultas no orçamento do estado
    Luís Sitoe
    Luís Sitoe Numa altura em que o país está aos rastos com a roubalheira, eis que nos aparecem os "donos do país" com esta bomba...
    Ângelo da Silva
    Ângelo da Silva Esta gente perdeu a vergonha e a sensibilidade a bastante tempo.
    Marisa Tavira
    Marisa Tavira Macome Antonio, vem desmentir, ou voce anda tb em mbenz????
    Feliciano Daússe
    Feliciano Daússe Quando se trata do professor não há dinheiro
    · Reply · 1 hr
    Muhamed Carlos Assane
    Muhamed Carlos Assane Filhos da patria, que nao sao patriotas.
    · Reply · 1 hr
    Paulo Nhantumbo
    Paulo Nhantumbo Por favor quando chegar a vez de votarmos nao se esquecam disso.
    Muhamed Carlos Assane
    Muhamed Carlos Assane Epah, deixem os jovens viver
    · Reply · 1 hr
    Muhamed Carlos Assane
    Muhamed Carlos Assane Filhos da...
    · Reply · 1 hr
    Chigue Marandza Cossa
    Chigue Marandza Cossa O nossa problema e nao sacermos dos nossos direitos.
    Antonildo Luciano
    Antonildo Luciano Triste, muito triste é de lamentar!
    Diamantino Rodrigues
    Diamantino Rodrigues Mas quando vão ter um pio de vergonha na cara?
    Humberto Pedro Amade
    Humberto Pedro Amade Que tipo de pessoas vocês são???
    Alehandro Barros
    Alehandro Barros Filhos da P*ta.
    · Reply · 1 hr
    Helder Botelho Botelho
    Helder Botelho Botelho Trapalhoes deputados yahhh...
    Bresta Chavana
    Bresta Chavana Ta amarado isto
    Estevao Chambule
    Estevao Chambule Renamo e MDM vaku zwe tititi...
    Abel Rego Bernardino
    Abel Rego Bernardino Façam 5.000.000 MT x 250 deputados = ???
    Jerry Uamba
    Jerry Uamba Um carro desses dava para tirar varias crianças que estudam debaixo das arvores
    Neto Ndzawana
    Neto Ndzawana Gente sem vergonha!! Nesta altura em que falta quase tudo?
    · Reply · 1 hr
    Alson Culhe
    Alson Culhe coisa triste
    Cesar Matusse
    Cesar Matusse Sempre foi assim.
    Top Comments is selected, so some comments may have been filtered out.
    A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Quarta-feira, 7 de Junho de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.
    Comments
    Videos
    Delírio do povo quando viu Dr. Arroz fora da cela, ainda na sala da Esquadra.

    231

    41
    Última Hora*Última Hora*Última Hora*Última Hora* Na passada terça-feira foram descarregados no Porto de Maputo vários tanques militares que seguiram viagem em direcção à zona centro, o que levantou muitos receios sobre o futuro. Confira o vídeo em anexo que mostra uma invulgar movimentação das tropas governamentais em Moçambique.

    509

    282
    Os raptos não param. No vídeo, o momento em que o empresário Harish, dono do Grupo Harish Steel foi raptado ontem, terça-feira, na zona nobre da cidade de Maputo. a vítima entra para sua residência e depois é retirada à força por homens armados. Confira.

    161

    52
    Posts
    A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Terça-feira, 6 de Junho de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.
    Comments
    Jackson Henrique N
    Jackson Henrique N cobra Taxas*

    Segundo: imposto é roubo
    ...See More
    Adelino Branquinho
    Adelino Branquinho Carambas! Outra vez eles, sempre eles, eles é que fizeram ,eles é que fazem, eles querem continuar a fazer? Puxa pá! Sei que roubar é humano; mas, vamos dar uma pausa nos erros premeditados.
    A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Segunda-feira, 5 de Junho de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.
    Comments
    Peter John
    Peter John Os billioes roubados por guebuza e Nyusi com seus lacais e agora o povo é que paga. Um povo pobre e desgraçado por essa elite da Frelimo. Esta na hora do povo Moçambicano se levantar. Oposição força a chamar manifestações do povo contra esta vergonha. Doadores parem já com toda a ajuda a Moçambique e digam a Frelimo para meter a mão no bolso e devolver o dinheiro que roubaram.
    Fernando Antonio Madavane
    Fernando Antonio Madavane kkkk, gatunagem sem vergonha sim. Quando fizeram as dívidas esqueceram se que o estado funciona com leis e esqueceram nas. Para pagar já se lembram que existe responsabilidade de estado.
    O "gajo mais inspirado de todos os gajos"* (#canalmoz)
    Maputo (Canalmoz) – Quando recebemos a notícia no domingo, ficámos atónitos a olharmos uns para outros, não só pela incredulidade, mas também com sentimento de desamparo, que um mais velho colega acabava de nos creditar. Ficámos a olhar e a telefonar uns aos outros e a nos perguntar a nós mesmos sobre como vai ser daqui para frente, sem o nosso “mano Noé”, como te tratávamos.
    E por falar em formas de tratamento, há mais c...
    Continue Reading
    Comments
    Isabel Paunde
    Isabel Paunde Num país em que o dinheiro compra muitos fica aqui um exemplo raro de quem manteve sempre os seus valores e ideias. Ser herói é Isto, manter firme os seus valores qdo todos se perdem. Aos nossos actuais analistas, jornalistas que se desviam por migalhas inspirem se. O país precisa de homens de coragem e de trabalho para desenvolver e Noé foi um exemplo. Fizeste a tua parte. Bayete
    Adelino Costa Razão
    Adelino Costa Razão Fiquei muito triste quando tomei conhecimento do desaparecimento físico deste grande profissional, fiquei triste ainda por não ter visto a notícia a passar nos canais televisivos , mas se fosse um lambebota do regime certamente que iam noticiar a semana toda.
    A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Sexta-feira, 2 de Junho de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.
    Comments
    Luiz Pereira
    Luiz Pereira jurararam respeitar a constituicao da republica e nao passam de meros bandidos camufulados de Juizes...
    Peter John
    Peter John Bandidos da Frelimo.
    A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Quinta-feira, 1 de Junho de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.
    Comments
    Peter John
    Peter John Ninguém queria o Moza e devia ser liquidado . O fundo de pensões do banco de mocambique comprar o Moza é um gigantesco conflito de interesses. Quem vai supervisionar o Moza? O dono ? Até dá vontade de rir. João Figueiredo foi posto fora do banco únic...See More
    Africa Asia
    Africa Asia Entao os funcionarios do moza passaram a ser do banco de moçambique e vao ganhar mais como os funcionarios de banco de moçambique.
    Canal de Moçambique, nr. 411 - 31 de Maio de 2017.
    Comments
    Peter John
    Peter John O senhor Zandamela fechou o Nosso Banco até aí tudo certo. O que eu quero saber é o que fez para averiguar o roubo de 30 milhões de dólares roubados ao Nosso banco por Mamade Rasul e Mussa Tembe? Onde está a investigação?
    Peter John
    Peter John Primeiramente nossa sentidas condolências à Família de Noé Nhatumbo. Grande jornalista vai fazer muita falta esta voz livre em mocambique.
    A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Quarta-feira, 31 de Maio de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.
    Comments
    Africa Asia
    Africa Asia Para alem de barcos para atum, agora vao comprar submarinos?
    A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Terça-feira, 30 de Maio de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.
    Comments
    Macome Antonio
    Macome Antonio Fala se de submarinos, afinal a renamo e o mdm nao estao brepresentados na CNE? Porque deixaram que isto acontecesse. Ou entao so pode ser uma especulacao de quem escreveu a noticia.
    Peter John
    Peter John Alguma vez a Frelimo tem uma política de inclusão? Nunca na vida nunca teve!! A política da Frelimo é de enganar a oposição e roubar o povo. Fazer do povo escravo para pagar os biliões de dólares que guebuza, Nyusi e companhia roubaram através de dívi...See More
    Media/News Company in Maputo, Mozambique
    Community
    Icon of invite friends to like the lage
    Invite your friends to like this Page
    Highlights info row image
    65,342 people like this
    Highlights info row image
    64,782 people follow this
    AboutSee All
    Highlights info row image
    Rua Samora Machel - nº11 - Prédio Fonte Azul - 2º Andar - Porta 4
    Maputo, Mozambique
    Pages liked by this Page
    Canal de Moçambique, nr. 409 - 17 de Maio de 2017.
    15 Comments
    Comments
    Tetao Da Silva
    Tetao Da Silva Quer diser,aque quando um entende leva o que quiser neste pais,quer diser,aque vale tudo nem,é ministro,é chefe do gabinete,é director,é técnico...afinal onde andam as boas pessoas?quer diser que ja vale tudo nem!épah
    Andrade O Visionario
    Andrade O Visionario Vai, agora escreve tudo de novo. Mas dessa vez em português..
    Suadique Sualé
    Suadique Sualé Quer dizer que todos esses inclusive Nyusi foram dividendos dos 1.8 milhoes! Em tudo que é corrupcao Nyusi está la, desde Ematum à Peregrinacao. Meu Deus
    Peter John
    Peter John Roubam todos os dias...mentem como respiram. Esta na hora do povo se levantar e dar uma oportunidade a Renamo. Legalizaram as dívidas ocultas e inseriram no orçamento de estado...biliões que roubaram e o povo, que nem tem para comer, que pague. Chega de escravidão!!!!
    Andrade O Visionario
    Andrade O Visionario Para de reclamar no facebook, fala tudo isso em viva voz..
    Peter John
    Peter John Não estou a reclamar no Facebook estou a comentar. Voz viva já me libertei desse regime a muito tempo e vivo em Londres obrigado.
    Matolinha Fernandes
    Matolinha Fernandes Andrade O Visionario
    Não se esqueça que a AK-47 não está na bandeira apenas como um ornamento, um enfeite. Ela está lá (sempre esteve), como um elemento dissuasor, e serve de aviso aos que não se "portem bem". Mais vale vivo e a "falar/teclar" no Facebook, do que morto e "calado" pela tal AK-47. Se é que nos entende...;)


    Nota: Pena que Gilles Cistac não tenha reparado a tempo nesse pormenor.
    Peter John
    Peter John Um dia o povo Moçambicano vai se levantar e acabar com a corja de bandidos que governa mocambique. O assassinato de Gilles Cistac foi um acto de cobardia. Tem muito medo essa gente. A AK-47 na bandeira é uma estupidez e já devia ter sido retirada a muito tempo.
    Ismael Baptista
    Ismael Baptista Se o Governo não cuida d legislação fazendo expulsões inconstitucionais e mais fora d lei, imaginem o pacato cidadão kkkkklk onde estamos?
    Dongue António
    Dongue António *As pesssoas clamam por um governo novo. Lutam por um país melhor. Acreditam na mídia, e são manipulados por ela.* Não existe e nunca vai existir um governo que não seja corrupto. Não existe esperança pra essa nação assim como não existe para este mundo. *Não importa quem vai subir ao trono, todos seram corrompidos por sua ganância e poder.* E este mundo está fadado a crise política e financeira " haverá peste, pragas e fome". *As pessoas deveriam estar preocupadas com o que realmente importa: A alma!. Cristo o Cordeiro de Deus, nosso redentor é o único capaz de nos levar a um estado de perfeição.* Não se iludam (não sou da esquerda nem da direita, ambos os lados são corruptos. *Eu votei uma única vez em Cristo Jesus).* Tenha em mente que o Mundo pertence ao maligno. Um conselho: *desligue sua Televisão e abra sua Bíblia!* (William Marrom Branham)
    Inacio Joao Madeira Madeira
    Inacio Joao Madeira Madeira Quando não se tem uma ponta por onde se peque da nisto e se haver é bom não desenrolar porque pode nao ter fim.
    Marino Gomes
    Marino Gomes Sempre disse que a ministra foi arrogante ,quem não sabe que os nossos jornalista gostam de sopa
    Frenque Alfredo Magenge
    Frenque Alfredo Magenge VOCÊS NÃO ESTÃO A PERCEBER, ESSE SENHOR USOU o dinheiro que o povo paga os impostos, apenas para ir à Meca perigrinar.
    Ginoca Ramos
    Ginoca Ramos Puxa, todos esses foram a Meca à custa do estado Moçambicano?
    Peter John
    Peter John Chamem mas é a policia para os prender a todos.
    Carmen Billa
    Carmen Billa Qual polícia
    Peter John
    Peter John É uma forma de dizer....tamvem sei que em mocambique a policia são bandidos encartados!!!!
    Peter John
    Peter John Mas o FMI trata lhes da saúde...no more money
    Jose Jeremias Uane
    Jose Jeremias Uane Pais que está na lista dos 10 países mais corruptos do mundo
    Kito Etava
    Kito Etava Este caso deve ser abafado caso nao ficamos sem governo.!!!!!
    Inacio Salatiel Salatiel
    Inacio Salatiel Salatiel Seja feita justiça e n andar a ameaçar os funcionarios d justiça... Chamar para quê ????

    Sem comentários:

    Gadget

    Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.