sexta-feira, 14 de abril de 2017

O discurso e a prática

O discurso e a prática 
Ontem nos TPM, o presidente Nyusi fez a defesa de um modelo de gestão empresarial que não encaixa na postura do Governo. Ele falou de "gestão empresarial" remetendo à ideia de gestão privada, que é voltada para resultados, sendo mais eficiente que a gestão estatal. E até sugeriu que se os autocarros avariados dos TPM fossem entregues a privados os mesmos estariam a circular no dia seguinte. Uma visão acertada mas e a pratica? Veja-se a eficiência do MPDC no Porto de Maputo e compare-se com o marasmo dos CFM, o pesadelo da LAM e a disenteria dos próprios TPM? Pois o Governo continua a perpetuar estilos de gestão estatal no sector empresarial do Estado. Nao vou mexer nas quinhentas. Basta ver o perfil de gestores dessas empresas e os critérios de sua nomeação. Espero que estas visitas sirvam para uma mudança profunda neste sector.

PS: Há semanas escrevi que suas visitas ministeriais ja tinham sido suficientes e que era preciso ele atacar o sector empresarial do Estado. Espero que ele vás a fundo nesta empreitada. Há muita coisa por destapar. O roubo e a incuria governam.

NYUSI QUE NÃO ENGANE O POVO.
.
. Felipe Nyusi, chefe do governo da frelimo, visitou ontem algumas instituições do ramo do ministério dos Transportes e Comunicações, dirigido pelo corrupto Carlos Mesquita. Como é do domínio público, Nyusi visitou as instalações da empresa de transporte aéreo de bandeira nacional, Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) e na sequência a empresa municipal de transporte público de Maputo ( EMTPM) e INATER. No final da visita Nyusi disse estar muito desapontado devido a várias insanáveis promiscuidades naqueles sectores e prometeu agir com mão pesada por concluir que necessita de uma urgente intervenção. É uma vergonha sim. Ele pensa que oque diariamente publicamos aqui é brincadeira?. Todos os santos dias abordamos assuntos ligados a promiscuidades, desleixos, burocratismo, inoperância e muito mais coisas que são promovidas pelo governo dele que prejudicam grandemente o povo moçambicano. Na empresa de transportes públicos de Maputo, por exemplo, encontrou autocarros parqueados por falta de bateria, pneu, parafusos soltos. Quer dizer, quando um machimbombo tiver bateria um pouco desgastada automaticamente deve ser dado como incapaz de operar deixando o povo sem transportes, horas a fio nas bichas nas paragens que acabam por viajar pendurados nos "My Love's" Nas LAM, muitos aviões parqueados por estarem em condições obsoletas. Viajar de avião das empresa LAM é coisa do outro lado do mundo . Tem que contar com muita sorte para isso acontecer. Você vê a sua viagem a transformar-se num autêntico pesadelo. Ou é cancelada ou o aparelho apresenta falhas em pleno voo. É um ridículo. Nalgum momento Nyusi falou de reestruturar. Sabe qual seria a melhor forma de resolver isso, camarada?. Seria toda frelimo ser expurgada. Colocar o lugar à disposição de outros porque vocês não passam de palhaços politicamente incorretos. Diga agora, camarada Nyusi, em que ministério do seu governo está minimamente bem?. Nenhum. Resposta simples. Quer conhecer os que hipotecaram a economia?. Eu ajudo a indicar um deles. Você mesmo senhor camarada Nyusi é um deles. O senhor foi o arquiteto do roubo de dinheiro na dívida ilegal da Proíndicus. Mentira ou verdade?. O povo não é seu parvo. Procure outra maneira de sair bem na fotografia.
.
Muzungu Ndini, terras alheias.

GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Calisto Meque Meque Esse está se enganar a si mesmo
GostoResponder1 h
Minerio de Oliveira somos adultos agora quermos coisas serias
GostoResponder1 h
Costa Manhiça EU AXO QUE O PR FOI INFELIZ NESSA VISITA AO DAR A CULPA AO TRABALHADORES,OS QUE COMEM O TACO DAS RECEITAS NAO SAO OS MECANICOS NEM OS COBRADORES MAS SIM OS GESTORES QUE TEM O DIREITO D COMPRAR AS BATERIAS E PENEUS SAO OS GESTORES QUE FICA COM O CASH
GostoResponder21 h
Gabrielhenriquesferrao Ferrao Em pleno séc XXI não vem kem dar chucha queremos coisas no concreto nada de falácias
GostoResponder11 h
Nelo Dos Santos Isso está de mal pra o pior
GostoResponder11 h
Francisco Nhaca Você é um frustrado
GostoResponder1 h
Francisco Nhaca Vai diz diz teu líder sair do mato
GostoResponder1 h
Benedito Cangela Aqueles gestores escangalharam aquela empresa emtpm, o porq visitar sem o ministro do pelor, a quem pedir explicacao, ta lhe cobrir, o Mesquita ocupado em negocios pessoais, pr faz de conta, o povo ta atento pois nunca votara a divida para alimentar se de tsek
Biatriz Anginho Todos ladroes rua.
GostoResponder147 min
Elias Simango Mocambicanas mocambicanos onhuzi quando avisamos k afrelimo estam destruir esse pais onhuzy pessa metiras ogi viu nos tpm k difactos afrelimo nao fuciona mais nesse pais nhuzy como da frelimo ficou vorgonhados fim da sitacso elias simango
Bino Mata Ja acordamos ha muito tempo.
Pedro Marley esse presidente é um palhasso pk eli nao resolveu o assunto dos carros eli pessa k somoxx criansas frelimo so dificulta a nossa vida energia subiu conbustivel carvao pao povo passal mal
Xivezara Chombo DES DA FUNDAÇÃO DA FRELIMO NUNCA CONATRUIU MAS SIM DESTRUIR NEM RENOVAR A RESIDÊNCIA É DIFÍCIL PELOMENOS PINTAR VAI NA POLÍCIA MUITAS VIATURAS PARADOS VEM POLÍCIA ANDAR APÉ OU DE BICICLETA HUMMMM
Silvestre Agostinho Thomo O tal meskita tava do lado a rir,,,o nyusi a gritar atrapalhar o povo,politica e uma merda pessoal.
Mandinho Luis Daniel A processar........ evito lapso primeiro ler com atenção e depois compreensão e depois decide se vai comentar ou não. Por me a processar....
GostoResponder9 min
Nelo Artur Leo Foi um passeio sem benificio ao povo
Lixos de camarada...acabaram de gastar combustivel du Governo em vão....
Nao vejo nenhuma firmesa nu nosso estado Moçambicano por causa desses Larapios.
GostoResponder7 min
Nacer Rungo Rungo Sabe a palavra de de Deus que vem na bíblia sagrada diz o diabo veio para matar roubar e destruir e estamos à ver isso por isso pensaram tabem para se meter mais igreja para serem acionistas por isso que querem as cotas pagas na autoridade tributária e por ai
GostoResponder1 min
Comentários
Júlio Mutisse Há anúncios de intervenção profunda
GostoResponder211 h

Alfredo Chambule Tem bola de cristal?
GostoResponder11 h

Manuel Da Conceicao Saide Ansiosos pra ver
GostoResponder10 h

Júlio Mutisse Acho que estudou os assuntos
GostoResponder10 h

Manuel Da Conceicao Saide Levou muito tempo pra tal
GostoResponder10 h

Eduardo Zimba Vamos esperar para ver.
Fausto Quinhas O problema esta em uns q dao duro e outros a curtirem a mola...
GostoResponder211 h

Denilsio Hilario Palhaçada essas visitas. Quem não sabe dos desmandos que há nos ministérios??? Vem nos falar de problemas que sabemos, e vivemos todos dias. Não queremos ouvir queremos discurso! Tudo que é jornal já tem primeira página garantida. O PR não precisa vir a imprensa dos problemas sobejamente conhecidos por todos nós. Ele deverá aparecer com resultados, reformas! Começando por retirar o regime alojado nos seus sectores pilares.
GostoResponder711 h

Estevão Wa Ka Nhabanga Sem duvidas meu caro, resultados é o que o povo espera do seu Presidente.
GostoResponder111 h

Estevão Wa Ka Nhabanga Passou das LAM, sinceramente não achei necessário pois a menos de 30 dias passou de la vice ministra, será que não deu o relatório,!?
GostoResponder311 h

Jasmin Rodrigues Muito certo Denilson... ele so hoje esta a dar se conta dos problemas que o POVO (Patrao) sente e vive todos os dias e ha anos!!! De que adianta?? 

Isso alias faz me perceber que ele nao tem nocao dos problemas do povo!!! Mau pra um Presidente!!!
GostoResponder19 h

Jasmin Rodrigues Ele que venda um dos carros do filho e pague salarios e compre mais autocarros!! Que exemplo da ele como PR para que as coisas mudem?? NADA!
Sonita Castanha Degradante
GostoResponder11 h

Victor Darsan Eleições autárquicas à vista!....
GostoResponder211 h

Estevão Wa Ka Nhabanga Alguêm terá que ser enérgico e corajoso no congresso se não, opah!
Amália Garrine Acções, previsam-se.
GostoResponder11 h

Miguel Manjaze O PR está a tentar imitar o Presidente Samora. Infelizmente, a sua intervenção fica morrebunda nas intenções. Ao passo que o Presidente Samora, ainda no decurso da sua visita, traçava um plano de acção concreto e de implementação imediata, para remediar às anomalias que as tivesse constatado.
GostoResponder211 h

Manuel Da Conceicao Saide Vamos s esperar pra ver o que vai dar essas visitas
Alfredo Chambule Res no verba!
GostoResponder11 h

Mangane Mangane Bala Aquele foi um passeio que simplismente não trará mudança alguma, foi crítico ver um autocarro estacionado a mais de 3 meses só porque não tem pneu...... Levem cadeiras sentarem porque de pé vão cair aguardando-se das tais mudanças
GostoResponder211 h

Jose Eduardo Embora venha da oposicao, nao é de despresar o repensar da estrutura de gestao dessas empresas. Ha muita gente com nada para fazer na supraestrutura de ALGUMAS destas empresas. TPM é um exemplo.
GostoResponder111 h

Estevão Wa Ka Nhabanga Tem que haver coragem e retirar os excessos
Gabriel Muthisse Miguel Manjaze, quando o Presidente Samora visitou a COGROPA a comida apareceu na mesa dos moçambicanos? Quando visitou a ENCATEX as bichas para roupa terminaram? Quando visitou a APIE as listas de espera, eternas, para ter casa desapareceram?

Nessa altura há gestores que foram destituídos. Outros foram presos. Os problemas desapareceram?
Muita gente fala dessas ofensivas samorianas sem avalia-las.
Analisarmos processos. Nem tudo anda mal devido a qualquer incompetência! Não é muito popular dizer isso. Sobretudo quando a nossa ânsia por sangue é grande. Mas é verdade o que digo
GostoResponder311 h

Milton Machel Ou seja, Samora Machel nao deveria ter feito essas Ofensivas Politicas e Organizacionais...pois eram tudo bluff!? Nao e' assim, mais velho? Ja agora, Presidente Armando Emílio Guebuza nao conduziu nenhuma "campanha" organizacional pelo pais? Qual foram os resultados praticos, tangiveis e mensuraveis a medio e longo prazo, por exemplo, dos guebuzianos Conselhos de Ministro Alargados? De que resultaram as denuncias espectaculares em comicios na four-by-fourizante Presidencia Aberta e Inclusiva? Ah, by the way, onde consigo adquirir o livro sobre as epopeicas Presidencias Abertas e Inclusivas do Presidente Guebuza? como acabou a ofensiva guebuziana contra o burocratismo e o deixa-andar no funcionalismo publico?
GostoResponder210 h

Gabriel Muthisse Kkkkkkkkkkkkkk, Milton Machel, se os problemas do país se resolvessem com ofensivas! Era tão fácil. Há quem goste e encoraje que o nosso Presidente as faça. Nos mesmos moldes em que Samora as fez. Pois que se façam, se essa é a vontade do povo... E de Milton Machel.


Mas elas, as ofensivas, não são suficientes para camuflar a complexidade dos desafios que enfrentamos. Problemas, por exemplo, dos TPM, não se resolvem com ofensivas, punição de gestores e quejandos. Se resolvem avaliando, com frieza, o que está por detrás da inoperância do nosso sistema de transporte urbano. É preciso saber quanto custa, na realidade, transportar cada passageiro (o que já se sabe)! E determinar se o que pagamos é suficiente para conferir sustentabilidade ao sistema. Vilipendiar gestores, como o fazemos nos jornais e no facebook, pode nos agradar. Mas não leva a nada!!!
GostoResponder610 hEditado

Eduardo Macamo Maning!
GostoResponder10 h

Jasmin Rodrigues Ou mesmo contra a luta contra a pobreza absoluta! Onde estaonas evidencias???
GostoResponder19 h

Eliha Bukeni Gostei quando o PR recomendou que fossem aos ficheiros identificar os responsaveis pelos projectos falhados do MTC. Veio-me a mente o projecto do transporte multimodal da era Zucula, cujos barcos de luxo para o transporte Matola rio-Baixa estao a apodrecer no cais do porto de pesca. Gostei tambem da critica sobre a diversificacao de aeronaves (Boing, Embraer, Bombardier Q-400, etc), os ficheiros deste caso nao devem rocar a tangente a era G.Mutisse. Gostei de ver que o PR tambem nao esta convencido da tese de que o espaco aereo de Moz ja esta liberalizado. Gostei de ver que o PR nao e dogmatico da ideia de companhia de bandeira a qualquer custo. Gostei d ver o PR a se indignar ao constatar que mais de 600 pessoas prestam servico de apoio a 5 aeronaves. Eu julgo que a LAM precisa de uma operacao cirurgica e a cirurgia implica a sangue sim e esta deveria de comecar pelo topo da direccao do MTC, onde parafraseando do E. Salema, temos avancados com mais de 50 jogos, sem um unico golito!
GostoResponder29 h

Gabriel Muthisse Então o tal G. Mutisse, seja ele quem for, foi o autor da diversificação de aeronaves!!!! ups!
GostoResponder19 h

Titos Cau Kkkk... avancados com 50 jogos sem um unico golo? So podem ser guarda-redes! Que troquem de camisola.
GostoResponder19 h

Jonas Joaquim Gabriel Muthisse devia ter vergonha de comentar sobre este sector porque foi parte do problema, nao lhe fica bem desvalorizar os esforços que o PR esta empreender porque ainda nao sabemos como ele pensa em resolver apenas esta a falar e a tirar para fora o seu desapontamento
GostoResponder8 h

Jonas Joaquim Gabriel Muthisse ou sao as tais accoes subversivas?
GostoResponder8 h

Gabriel Muthisse O que é que eu desvalorizei, Jonas Joaquim?
GostoResponder8 h

Milton Machel mais velho, näo respondeu as minhas perguntas sobre as ofensivas guebuzianas e guebuzisticas. deram resultado?
GostoResponder16 h

Milton Machel de uma coisa tens razäo: Nyusi sem a Frelimo é como Raúl Domingos sem a Renamo....kkkkk
Erasmo Manuel Presidente Samora Machel mandava embora tdos esses que estão a dirigir essas Empresas(TPM,LAM) porque não estão a servir ao povo mas sim aos seus interesses individuais. 

Agora Papa Nhusy quer usar táctica do saudoso Samora?Aconselho a por aquela farda de pingo de chuva e mandar ao campo de reeducação tdos esses seus putos....
Hehehehe isso ainda vai animar porque daqui a pouco vêm ai Eleições vão ver o que o povo Moçambicano vai fazer dessa vez...
Chega de Old school
GostoResponder111 h

Sonita Castanha Gostava de poder imaginar o que os Moçambicanos vão fazer, mas lendo várias vezes as opinião em alguns debates e vendo o quanto se vendem fácil. Não consigo ter uma resposta para o resultado das eleições, mas gostava de poder ter....È uma tristeza, mas cada povo só tem o governo que merece!!!
GostoResponder110 h

Jasmin Rodrigues Concordo Erasmo. Ja chega de explorar a memoria e os feitos do Samora e copia los mal!!! A tactica de Samora funcionou num determinado contexto e era!! Hoje a dinamica e diferente... 

querem explorar o Samora para garantir votos... mau!
Tiago Tendai Chingore Esses anúncios de intervenção profunda quando vão deixar de ser teoria e ser práxis. Já saturou o povo. Lam parece estamos no século X. Transporte público não existe até com problemas de pneus? É uma desgraça saborosa
GostoResponder210 h

Joaquim Joao Correia Ma gestao...fazem contratos com fornecedores piratas q da nisso....e os motoristas vao bolando pneus na primeira esquina
GostoResponder10 h

Jasmin Rodrigues O problema e a ganancia e as comissões. E tudo começa deles próprios!!!
KingKinho Vasquinho Nunca se é tarde aprendi com o Presidente da John Maghfull da Tanzânia 25% mais velho que Nhusi um perdedor eterno e ainda derrotado em Zanzibar e contra todos é tudo está ganhando terreno nas mudanças do CCM Chama Chá Maapinduzi. Trouxe uma revolução e confiança do sistema político caduco e letárgico
GostoResponder510 h

Joaquim Joao Correia Justamente ..este Governo Mocambique nao tem politicas bem defenidas p as empresas publicas..q privatizem entao !!!! Vejam os meios circulantes das areas estatais como a saude educacao agricultura q nao fogem a regra dessas TPm .....
GostoResponder110 h

Armenio Naene Aqui existe uma falha no modelo de gestão de frotas dos autocarros. Penso que temos que primeiro saber copiar para depois pensarmos em inventar modelos falhados de gestão. Se não vejamos foram adquiridos 200 autocarros sem respectivos pneus sobressalentes e acessórios. Penso
GostoResponder110 h

KingKinho Vasquinho A questão das marcas também impera meus senhores e provoca conflito de interesses
GostoResponder310 h

Armenio Naene Claramente kinginho , temos que banir certas marcas nos transportes públicos, chega de cemitérios de autocarros
Joaquim Joao Correia Essas empresas vao sempre estar na banca rota enquanto tiver gestores ladroes na frente do destino delas...vejam as LAM quanto gatunos formou ??? E andam a solta por ai..
GostoResponder10 h

Manuel Da Conceicao Saide Mas faz sentido mesmo a população sofrer de falta de transporte pk nos autocarros não tem pneus e baterias?
GostoResponder110 h

Armenio Naene Continuando... o que corresponde a capacidade de manutenção reduzida a cinzas. Se não vejamos era preferível termos adquirido 80 articulados e o resto em peças e sobressalentes. Que incluiriam pneus, câmaras de ar, lâmpadas, casquilhos, ponteira, rótulas, correias, lâmpadas, faróis, stops, bocais, vidros , rolamentos enfim toda gama para os manter na estrada pelo menos durante 5 anos, aqui importa ressalvar que a marca recomendável para transportes urbanos nunca devem ser os mais lindos , mas sim robustos com caixa semi automáticas, sem não teremos sempre autocarros impróprios como os das marcas adquiridas nos últimos 15 anos. A área de transportes urbanos nunca deve satisfazer a seu belo prazer o povo, como por exemplo colocar autocarros a funcionar ate aos Domingos que é uma pura brincadeira ou sufoco este dia deveria servir puramente para manutenção de rotina , volto a repisar que autocarros dos Emtp não devem operar aos Domingos
GostoResponder110 h

Titos Cau Nao temos vias para circulacao de articulados. Os sobressalentes que referes eram capazes de sumir magicamente dos armazens em poucos meses para destino incerto. A ferida é muito mais profunda do que meras questoes de planificacao e competencia.
Armenio Naene Grande Gabriel Muthisse hoje em dia penso que existe áreas que nunca deveria ir à concurso público, porque a adjudicação directa é uma alternativa para o governo se impor porque não o fazem na área dos transportes, onde teriam o prazer de pagar o caro, Bom e eficiente, comprando o bom para aguentar mais tempo. Mas também o governo deveria entender que só concorrem os que oferecem péssimos serviços e de baixa qualidade, os que têm nome como a Marcopolo, Mercedes, hino, Toyota, busaf, nunca apareceram a concorrer. Agora o lixo chinês, indiano etc sempre ganham concursos e o que se vê sao os nossos cemitérios de autocarros uma pura vergonha parece que este país não tem consultores nesta área?
GostoResponder10 h

Titos Cau Mas parte da frota dos TPM eram VWs.
GostoResponder9 h

Gabriel Muthisse Pois, Titos Cau! Como esses VW todos estão pendurados, Arménio Naene há-de vir dizer que não são tecnicamente recomendáveis
GostoResponder19 h

Armenio Naene Vw sao frágeis tem muitos sensores electrónicos na sua composição, por isso estão pendurados e com adaptações na instalação eléctrica, senhores estejam atentos a nossa vizinha Suazilândia e restantes países da SADC que tipo de frotas usam, imaginem quanto custa o sensor da cambota e de temperatura dos vw acima de usd 1000-00 , sensor da caixa? Por exemplo um teste electronico ou diagnóstico computarizado de qualquer alerta do tablier custa em média 20 mil Mts no agente da marca , onde vamos parar ? Por aí não vamos longe,. . temos que cair na real capacidade financeira e técnica para os manter, se não o nosso consolo serão os my loves de luxos que infelizmente retornaram aumentando a desgraça de milhares de famílias, por favor não não enganemos - nos em soluções populistas temos que ser tecnicamente eficazes nas opções para o nosso povo
GostoResponder18 h

Titos Cau Referi os VWs porque tinhas sugerido que se optasse pelos Mercedes, Marcopolo, Toyota etc para as frotas de transporte publico ao inves das marcas chinesas ou indianas. Afinal, que marca(s) de autocarros sugeres para o transporte publico em Mocambique?
GostoResponder8 h

Luís Loforte O crescimento exponencial da população urbana, somado à indisciplina social em que vivemos, torna praticamente difícil, senão mesmo impossível resolver este e outros problemas da nossa vida colectiva. De nada vale uma solução técnica quando não se resolvem os problemas sociais. As mega metrópoles são a principal ameaça à existência humana. Aí também é necessária alguma coragem política. naturalmente evitando politiquices.
Gabriel Muthisse Na China fazem transporte público com autocarros chineses. E funciona muito bem. Eu vi isso pessoalmente.


Na Índia fazem transporte público com autocarros indianos. Não vi cemitérios de autocarros lá.

O problema não está nos autocarros chineses ou indianos. Eu já vi autocarros desses que você chama robustos arrumados depois de 3 ou 6 meses de uso. Por falta de pneus ou baterias. A questão que nos devia ocupar é: Porque os TPM não conseguem manter seus autocarros? Porque ee que os chapeiros não conseguem manter os seus autocarros e, também, não conseguem reinvestir? É porque são incompetentes?

Se não fizermos essas perguntas, e se não as respondermos com ciência, vamos culpar marcas de autocarros, vamos culpar pessoas e os problemas não vão ser resolvidos.

Quantos gestores já "matamos" na EDM, nas LAM, nós TPM...?
GostoResponder610 h

Jasmin Rodrigues Caro Gabriel! 

1. China china... toda hora china... nao ha outros exemplos??? Outras referencias? Ate mesmo de Africa? Francamente! 
2. A questao deste pais e qualidade da governacao? Qualidade das pessoas a lideraram essas Empresas! O privado nao tem desses problemas porque?? 
3. Qual o cadastro que cada um desses Governantes deixa qdo toma uma determinada pasta? O Mesquita foi recebido muito bem assumindo que sendo ele conhecedor da area resolveria o problema do "Mylove"... resultado??? So agravou ainda mais o problema e esta mais preocupado com os seus proprios negocios e sua agenda de comissoes e adjudicacoes! Ataquem e questionem as pessoas a frente destas areas e chega de vir a imprensa com bla bla blas... o povo vai sentir o trabalho!!
GostoResponder9 h

Gabriel Muthisse Dá os exemplos e as referências que lhe apetecerem, Jasmin Rodrigues. Ninguém lhe proibiu...
GostoResponder9 h

Jasmin Rodrigues Convido lhe a si a comecar... quero perceber ate onde vao as suas limitacoes (claramente demosntradas aqui) 

Pensei que fosse pessoa de debater ideias... referenciou o caso da China. Percebo que ve como um ataque qdo alguem o desafia para demonstrar outros exemplos- ate de africa... e mau?? No meu pensar nao! No seu sim! 
Ninguem me proibiu- demonstra de novo um pensar diferente do meu... nao se proibem ideias e opinioes. Qdo refere a proibicoes- pode se assumir (atencao que digo que pode!) que tem por habito proibir um livre pensar...?!?!? 
Mmmmmmmmm.....
GostoResponder9 h

Jasmin Rodrigues E o convite mantem -se: convido lhe a usar referencias de outros Paises para alem da China. E se possivel mais próximo da nossa realidade! E o motivo e que dai sim poderao saor ilacoes mais realisticas e que possam ser copidas...que me diz?
GostoResponder8 h

Luís Loforte Gabriel Muthisse, na China há disciplina social e isso é início da solução de problemas.
Jeremias Mondlane Eu concordo com a posição do PR, pois ha perto de um ano k apanho os amarelinhos e os verdinhos ou smart kikas como se denominam e nunca me queixei. Por vezes e por capricho faço a fila porque quero assento. TPM nem nas horas mortas vejo como solução p o meu destino. E veja se k sou de uma geração k apanhava o sessenta e um no 700 e era regular p sair da matola a capital.
GostoResponder10 h

Titos Cau Infelizmente os smart kikas vao morrer em breve com o fim da garantia da Sir Motors. A mentalidade do nosso sector privado nao difere muito do sector publico, pelo menos a nata que se beneficiou dos autocarros. Sacar e saquear sem se preocupar com manutencao e reinvestimento.
Elísio Cuinica Coisas serias: Em algum momento fico irritado comigo mesmo. Fico irritado por ser tão passivo; por ser "um deixa andar"; por nunca me preocupar com o que me pertence. Talvez não um tenha culpa. É prática, cultura ou forma de ser e estar do Moçambicano. Todos temos receio, temos vergonha de revendicar bem alto o que nos afoga, o que nos faz mal ou prejudica. Admitimos que num chapa que transporta 20 a 30 pessoas o motorista simplesmente incurta a rota ou imprime velocidade não aconselhável. Testemunhamos e reclamamos nos bastidores o que devia ser em público. Tenhamos outra postura meus amigos. Vamos exigir que os nossos dirigentes, gestores públicos e outros, tenham responsabilidades. Que sejam culpados publicamente por má gestão ou desvios. Sinceramente sinto raiva e vergonha quando vou para aqui pertinho na fronteira, vejo estrema diferença na gestão do bem público. Xissaaaaaa! !! COISAS SÉRIAS PAAAAA!!!!
GostoResponder210 h

Manuel Moises Americo Se as instituições esperarem que o Presidente da República vá visita-los para depois operarem-se mudanças para o melhor, o Presidente vai terminar o mandato enquanto algumas instituições o esperam para receberem orientações. Assim, sendo estaríamos num estado falhado. E mais, esta equipe de gestores é a equipe que o Presidente montou, logo, ele é também o maior responsável pelos desmandos dessas instituições.
GostoResponder19 hEditado

Tomas Luis Tomas Toluto Gostei imenso da intervenção do nosso chefe de estado, espero que os gestor da coisa pública coloque o interesse do povo em primeiro lugar, não de indule particular. Porque a tarefa deles é servir o povo mas não se servir.
GostoResponder19 h

Armenio Naene Correctamente dito, mas na China e Índia onde esses modelos funcionam, eles dão fabricantes e mudam acessórios ao seu belo prazer até motores mudam na hora, agora pelos conhecimentos profundos que tenho sobre a área de viaturas recomendo nunca se deve importar ou incentivar o seu uso como transporte público porque tens um desgaste acima de 35% ano sem que haja a sua reposição garantida localmente, em partes vitais como suspensão,sistema travões e motores. Ai as políticas não se encaixam nunca estaremos à por água num tambor furado. Infelizmente todos autocarros importados da índia e China não sao tecnicamente recomendaveis
GostoResponder19 h

Gabriel Muthisse Quem lhe disse que não são tecnicamente recomendáveis, Armenio Naene? Nunca viu Laylands pendurados por aí, 3 ou 6 meses depois de comprados? É porque não são tecnicamente recomendáveis? Por este andar, para além de mudar gestores cada 6 meses, vamos mudar marcas com a mesma regularidade. Por preguiça de pensar...
GostoResponder19 hEditado

Armenio Naene Penso se em viaturas protocolares temos opção em marcas , axo que deveria haver o mínimo de censo em relaccao aos transportes públicos da nossa pérola do índico , isto é, na opção protocolar existe uma linha de itens a observar prioritariamente dentre elas conforto, estabilidade, velocidade e manutenção. Descuramos muitas vezes o consumo das mesmas, por exemplo v6/v8/v12 etc. Sao viaturas que um cidadão comum não as pode , o estado jamais pensaria em descer a sua linha de opções pelos motivos acima mencionados. Por isto é outros motivos claramente debatidos, chumbaria a importação de modelos inapropriados para a nossa estrutura financeira. Se os mesmos fossem " tranquilos " de certeza os nossos" cunhados" teriam na sua frota
GostoResponder19 h

Titos Cau O modelo de transporte e de gestao de tudo estao caducos. Nao é uma questao de competencia ou custos operacionais.
GostoResponder9 h

Nguila Nyangulane O problema deste Pais reside nas pessoas. E sao apenas quatro pessoas que estao a lixar a nossa vida individual e colectiva: eu, tu, ele e nos.
GostoResponder19 h

Miguel Manjaze Concordo com sr. Gabriel Gabriel Muthisse. As marcas nunca foram problemas. O cerne da questão no perfil dos gestores e no modelo de gestão. Vá para LAM, por exemplo, analisar o custo das remunerações e mordomias do conselho de administração vs receitas brutas, verás a vergonha. Até o dono do chapa ou do my love pode se assustar. Praticamente os aviões são deles. Por isso, o resto não lhes interessa!
GostoResponder28 hEditado

Valdano Tchaka O Ministro dos transportes deve ser evacuado com maior urgência e de forma imediata ,constitui um alto perigo para o ministério e o Estado,falta lhe musculatura,estrutura e propostas concretas para debelar o colapso do sistema dos transportes públicos,está engajado emagrecer o Estado e a punir a população para alavancar o seu negócio pessoal,e uma grande vergonha e vexame o presidente sair do palácio presidencial para dar aulas de gestão ao ministro e sua máquina hibernada...auto-carros não andam porque falta pneus e baterias ,aviões avariados, mas monopolizaram o espaço área ,um gravoso insulto a nossa inteligência.
GostoResponder8 h

Armenio Naene Para reorganizar nos o sector temos que optar pelos busaf, Toyota , o resto que aguarde não vale a pena modernizar sem ter o básico. Os erros não sao eternos temos que reorganizar auscultando os entendidos na matéria. Em 1 semana daremos a nossa modesta opinião, este país não pode ficar refém de teorias
GostoResponder18 h

Armenio Naene Infelizmente a nossa máquina política confunde as pessoas, agarram - se a projectos e teorias. Caro Tchaka na troca de conhecimentos ou experiências nao se deve referenciar pessoas mas sim o sistema
GostoResponder8 h

Domingos Manga Algo vai mudar...
GostoResponder8 h

Rosário Ventura Torres em relação ao transporte aéreo, será que o PCA do INAC cdnte Abreu viu e ouviu o grito do PR? por incrivel k pareça, desde k AEG deixou de ser o ministro d transporte, este ministerio se transformou num autentico marasmo, sobretudo na LAM. Foi um alívio ouvir o PR dizer "...k bandeira???" só faltou completar..."k nao voa". Nisso, pelo menos o PR tá de parabens. Tal como o MM disse, falta ir a profundidade da tomada de decisão ( muitos devem estar a pensar: se fosse Samora Machel). Entreguem os TPM/TPB e a LAM a kem sabe fazer negocio e gerar lucros, com uma única condição de pintar a nossa bandeira (eles nao se importam com isso), para o país k tanto precisa.
GostoResponder7 h

Rui Costa Calma aih com o Presidente Samora e a ofensiva de 1979 como referencia. Houve " atitude" na época ,para o fazer num momento de falta de quadros geral e criar exemplos e padrões. Miúdos com 20 e poucos anos assumiam papéis inimagináveis pelo País; hoje com paletes de Drs por m2 eh fundamental , "aleijar "a incompetência, a impunidade,a negligencia a corrupção e afins ;do Peru ouvi o termo " morte civil "pela primeira vez (ver google) . Não pode criar sorrisos o facto de fulano tal ter feito uma bolada para a vida porque( se) Governou uns anos .... a tal "morte civil "tem que virar avidez não o sangue! e Setembro de 2017 já chegou , 2018 comeca para a semana e 2019 esta a seguir ao virar da esquina.
GostoResponder27 h

Rrg Magaia Me parece mais campanha ...
GostoResponder15 h

Kleber Alberto EMTPM e a maior comedia de transportes publicos, se aparecem na paragem e um milagre, ja nao ha horarios e tao pouco fazem falta, houve greve, mx ninguem sentiu. Apesar de moribunda, qualquer desgracado que la chega, apenas olha para os seus proveitos e relega o resto para o Deus. Vamos quebrar os paradigmas, vamos formar os gestores em paises que isto funciona, valha me Deus, mandamos para la gente que nao sabe o que e uma chave francesa, imagina o resto das pecas.
GostoResponder22 h

Natingue Musico A I deia de se entregar os autocarros avariados aoa privados fez me pensar!!!afinal é possível os avariados voltar a andar ???Então os deixam avariados de proposito,,,,porque opresidente sabe qUE os privados investem nos mecânicos capazes e na manutenção....encontro me em Lisboa neste momento e tem aqui meios de transportes diversificados(MACHIBOMBOS,METRO,COMBOIO,AVIÕES)PARA OS TERESTRES ,NEM TEM GRANDES ESTRADAS OU AVNIDAS,MAS ELES CIRCULAM NO MESMO ESPAÇO E COM HORÁRIOS CERTOS.TEMPO DE MUDAR E PENSAR NESSAS SAIDAS POIS MAPUTO CRESCEU DEMAIS A POPULAÇÃO TRIPLICOU
Nyusi sempre soube de grande parte daqueles problemas. Nesta visita ministerial, que é a sexta, salve o erro, ainda não percebi o real objectivo destas "rusgas" nyussiânicas.
Se o presidente quiser dar-nos uma semana realmente SANTA, pode simplesmente tirar alguns demónios que infestam o ministério dos transportes e comunicação, em especial na questão de transporte rodoviária e aérea.
Boa Páscoa.

GostoMostrar mais reaçõesComentarPartilhar

7878
1 partilha
Comentários


Jeremias Chilaw Nyusi eh Presidente de um País. Não acredito que ele soubesse que autocarros estão parados por causa de pneus ou parafusos.
Gosto · Responder · 5 · 22 h

Ocultar 20 respostas



Homer Wolf Mas devia saber!... Até porque o trasnporte publico (urbano) é uma das pedras na sua bota.
Mais: ele proprio confessou o quão triste fica cada vez que vè pessoas amontoadas nas paragens à espera do My Love.
Logo ele "deve ter" procurado saber porque tal acontece
Gosto · Responder · 2 · 22 h


Jeremias Chilaw Quando ele vê gente apinhada a espera de atendimento no hospital? A espera de BI (ou outro documento)? O engarrafamento interminável? As crianças a estudarem em condições que sabemos?.etc. São problemas igualmente graves e a vários níveis
Gosto · Responder · 2 · 22 h


Homer Wolf Se ele admite que vê, então é sua função - como pai da nação - questionar as razões. E é função dos seus colaboradores reportarem-lhe exactamente o que se está a passar...
Gosto · Responder · 1 · 22 h


Jeremias Chilaw Bem, o grande inimigo nisto tudo é o hojismo. Meu caro, as coisas não funcionam do jeito que dizes.
Gosto · Responder · 1 · 22 h


Homer Wolf O que é o hojismo?
Gosto · Responder · 1 · 21 h


Jeremias Chilaw Hojismo é um comportamento derivado de uma acção impactante e que ocorreu numa data em que se debate um determina assunto. O hojismo tem como consequência q ignorância temporária de outros assuntos de igual relevância
Gosto · Responder · 2 · 21 h


Homer Wolf (Hhããã ???)

Gosto · Responder · 21 h


Homer Wolf É algum neologismo relativo à palavra "hoje"?
Gosto · Responder · 2 · 21 h


João Ferrão Júnior Tsk Jeremias Chilaw vá fazer a viagem de Jesus e até segunda feira. nhenhisse só
Gosto · Responder · 2 · 21 h


Gasto Em Pessoa Homer Wolf eu acho k o Jeremias Chilaw tentou dizer sobre o "hojismo" é o seguinte...
Esses responsaveis destes departamentos/estruturas sei la... Fazem as coisas quando sentem se pressionados.( por exemplo com a visita do PR)... Podem tentar limpar o pó por cima da mesa... Mas por baixo ha muito mais...
E de la pra frente não se faz mais nada... PR viu ok! A vida continua...
Não sei se percebi errado.
Gosto · Responder · 1 · 21 h


Laurinda Mapsanganhe Odeio lambibotismo camuflado de "saberes"!!!
Gosto · Responder · 3 · 21 h


Homer Wolf Eu tb (penso que) entendi assim... Mas mesmo assim, tentando contextualizar, náo consigo encontrar a lógica da coisa...
Esse tal de hojismo é que é, "mesmo-mesmo", o grande problema do sector dos transportes?
Gosto · Responder · 3 · 21 h · Editado


Laurinda Mapsanganhe E o nosso amigo lá (Chilaw) sempre dà a cara em defesa dos come-povo!!! Porquê hein.... Realmente as visitas do PR não têm relevância pois so anda a apontar (descobrir) o que nós ja sabemos e queremos é solução!!!!
Gosto · Responder · 4 · 20 h


Gasto Em Pessoa Homer Wolf penso que não... Ali precisa se de uma reforma ...reestruturação séria... O buraco é mais em baixo !
Gosto · Responder · 3 · 20 h


Maria João Marques Não percebi nada em relação ao hojismo ....:/ e em ele ser o inimigo para que as coisas funcionem com alguma normalidade .... vou pesquisar este hojismo
Gosto · Responder · 3 · 12 h


João Ferrão Júnior não te masses, que não vais entender nada
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Maria João Marques João Ferrão Júnior okapa ;-)
Gosto · Responder · 12 h


João Ferrão Júnior ainda podem inventar o ontismo. Melhor aproveitarmos a Páscoa para perdoar algumas lesões cerebrais.
Gosto · Responder · 2 · 12 h


Humberto Filipe So' me oferece dizer, triste P A L H A Ç A D A !!!
Gosto · Responder · 1 · 10 h


Lucilionglucuiane Timana Senti pena daquele sr mordendo a lingua a tentar dizer que vamos voltar a voar internacionalmente....
Fartei me de rir e perguntei aos meus botões: mal conseguimos voar internamente como ele tem corajem???
Gosto · Responder · 2 · 3 h

Escreve uma resposta...



Rafael Ricardo Dias Machalela Não é disso que se trata. Estou a dizer que já visitou ministérios mas não houve mudanças ainda.
Gosto · Responder · 3 · 22 h


Jeremias Chilaw Os ministérios não são iguais, nem em termos de problemas e muito menos termos de propostas de solução dos desafios identificados
Gosto · Responder · 3 · 22 h


Jeremias Chilaw Alias, nem mesmo em termos de organização
Gosto · Responder · 1 · 22 h


Rafael Ricardo Dias Machalela Pois. No caso dos carros em concreto, consta que 80% são doados e no âmbito da doação, não inclui o pacote de manutenção. Isso é outra discussão. O problema é que aquela empresa quase que transporta ninguém. Houve greve e nem sequer houve impacto. São 10%. Isso é mau
Gosto · Responder · 1 · 22 h


Homer Wolf «... pode simplesmente tirar alguns demónios que infestam o ministério ...» Como é que se faz isso?
Aliás, ele foi claro quando disse (aos trabalhadores) que a resolução náo passa siimplesmente por trocar as chefias...
Gosto · Responder · 2 · 22 h


Jeremias Chilaw Ele foi muito incisivo ao dizer que os mesmos autocarros que estão parados se fossem para abate amanhã estariam operacionais
Gosto · Responder · 2 · 22 h


Jeremias Chilaw Sabotagem
Gosto · Responder · 1 · 22 h


Francey Zeúte Deve ter uma fórmula para tirar esses "demónios " do Rafa. Mas antes, é preciso identifica-los. Quais são?
Gosto · Responder · 2 · 21 h


Gasto Em Pessoa Se eles propios não se identificam??? A resolução tem de começar de baixo...
Gosto · Responder · 1 · 21 h

Escreve uma resposta...



Á Imperatryz Pereyra Rafael Ricardo Dias Machalela meu Querido, penso eu que o problema em si não está com os demónios que estão no top lá no Ministério acredito eu que aquela casa precisa ser reorganizada e organizada apartir da própria raiz que na maioria das vezes tem estado já seca, daí a não produção dos frutos desejados.

Problemas sempre houveram e continuaram a existir dentro da casa mas creio eu que desta vez estão numa situação crítica e deverás lamentável . Que estas visitas não sejam apenas teóricas que se alcanse o trabalho prático para solucionar estes problemas. O Povo já está deveras cansado de Blá, Blá, Blá e visitas Presidências que apenas os seus resultados terminam numa pasta de arquivo em um Gabinete qualquer. Boa Páscoa .
Gosto · Responder · 3 · 21 h


Gasto Em Pessoa Eu queria te chamar para este post...ainda bem viste
Gosto · Responder · 2 · 20 h


Á Imperatryz Pereyra Vi sim e muito atenta, daí o meu contributo no mesmo. Grata
Gosto · Responder · 1 · 11 h


Escreve uma resposta...



Luís Loforte Como chefe de governo, parece-me de todo lógico que o PR vá fiscalizar os órgãos e organismos que dão corpo a esse governo. Agora, o que não me parece minimamente lógico é dizer, sem consequências políticas, que um ministério "não tem visão estratégica" sobre matérias sob sua alçada. Então alguém é eleito para promover e tolerar estruturas de Estado sem visão estratégica? Uma consequência da pergunta anterior: com que conforto vive um ministro a quem o seu chefe aponta falta de estratégia? Puro surrealismo!
Gosto · Responder · 3 · 21 h · Editado


Jose Eduardo Corri todos comentarios a procura de algo relacionado com os CFM e Porto, nao encontrei patavina. Concluo tristemente que sou o unico que nao compreendi nada sobre o assunto nos pronunciamentos do PR. Alguem pode dar-me esse esckarecimento?
Gosto · Responder · 1 · 20 h


Savage Thomas Sankara Rich Hojismo... Kakakakakkkk... Essa é boa, talves a conta geral do estado 2015 seja também um hojismo irelevante...
Kakkkkkkkk
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Sura Rebelo Realmente concordo com Nyusi. Prob de mentalidade. Paras um autocarro por causa pneus ou bateria. Esses chefes e ministros fazem o quê afinal?
Gosto · Responder · 1 · 12 h


Gina Barros Temos problemas gravissimos em todas as frentes. Tem que se ter "as coisas no lugar" para se fazer o trabalho de fundo - INAE - que faca um trabalho total e completo - Supermaecados e M_ercearias, roubalheira total, precos injustificaveis
Gosto · Responder · 1 · 7 h


Gina Barros LAM - acho que nao deve ser sempre as chefias a serem trocadas, porque assim sempre irao sofrer sabotagem dos "confortaveis", tem de ser la do fundo, exigir responsabilidades, comecar a haver avaliacoes periodicas de cada individuo, pelo chefe do sector e este avaliado pelo chefe do departamento, por sua vez avaliado pelo seu director e assim sucessivamente. Iremos encontrar muito lixo em muitas mentes, junto a muita preguica ireesponsabilidade, etc
Gosto · Responder · 1 · 7 h


Gina Barros TPM - E um horror, motoristas que se comportam mal, tratam mal os seus passageiros, autocarros mal programados e muitas vezes andam vazios, porque a populacao prefere os my loves que o inferno que e andas nos autocarros. Ha que se por o dedo nas feridas, cortar salarios, regalias, e fazer sentir de que se a empresa nao rende, nao ha de onde se tirar
Gosto · Responder · 1 · 7 h


Gina Barros Tem muito trabalho, mas compete a todos nos denunciar sempre. Os Tribunais que sao antros de corrupao, principalmente os de menores,. Quem tem dinheiro neste pais consegue levar a justica para ir maltratar e prender quem esta a ser injusticado.
Gosto · Responder · 1 · 7 h


Lucilionglucuiane Timana MTC está uma dor de cabeça...
Terminal de zimpeto mal projectado, entrada muito apertada, corredores estreitos e manobras terriveis e perigosas para os autocarros dos EMTPM Que o digam os motoristas desta empresa...
Vejo terrenos ali ao lado daquela terminal e fico dummm, ntlhan...
Gosto · Responder · 4 h


Lucilionglucuiane Timana Hoje mesmo por pouco uma sra ia ser atropelada por um autocarro dos EMTPM...
De facto o resultado destas visitas não se vê meu carro #Rafael...
Gosto · Responder · 4 h

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.