sábado, 15 de abril de 2017

Eu Confio em Ti Nyusi: O Beat que Tramou a Pátria*


Eu Confio em Ti Nyusi: O Beat que Tramou a Pátria*
Camarada Presidente, não duvide que este beat entrou no ranking das melhores músicas na história da campanha eleitoral em Moçambique.
Camarada Presidente, não existe em Moçambique alguém que não saiba cantar esse beat, foi um verdadeiro hit que durante a campanha do ano de 2014, tornou-se muito popular mais que o nosso hino nacional, aliás tornou-se na música mais popular do ano 2014 deixando para atrás o Xingomana dos Afro Madjaias.
Camarada Presidente, todos cantamos esta música, e confesso que foi um verdadeiro hit, até o meu sobrinho Shelley que na altura tinha seus dois anos cantava esse beat e confesso que, se a nossa constituição permite-se que putos dos seus dois anos votassem, ele teria votado em ti, Nyusi.
Camarada Presidente, agora permita-me confessar que este beat tramou a pátria, a melodia desta música, nos fez renunciar da nossa razão e deixar a emoção tomar conta do processo da escolha do nosso Presidente.
Camarada Presidente, acredite que essa música dopou a maioria do povo moçambicano até ao ponto de cegamente confiarmos em ti sem o questionar.
Camarada Presidente, lembra-se da passagem que diz o seguinte "...todos numa voz a cantar essa vitória que já é de todos nós no futuro e na memória", pois é Camarada Presidente o povo realmente estava esperanço que esta vitória fosse de todos, mas a sua vitória ela não foi de todos nós, ela foi daqueles que abusaram da nossa soberania, encurralando um povo ao abismo e incertezas em nome dos seus apetites privados, essa vitória foi daqueles que aceitaram serem pagos para fabricarem comentários sobre a sustentabilidade da dívida pública, meu Presidente essa vitória foi daqueles que em nome da história legitimam atos de corrupção* em detrimento de combate-la.
Camarada Presidente, se essa vitória fosse do povo, a nossa magna casa não teria aceite tornar soberana a dívida que lixou o país aliás meu Presidente o senhor não teria tido a coragem de deixar que aquilo fosse possível.
Camarada Presidente, a sua vitória não foi do povo, foi uma vitória para um punhado de pessoas que viram na sua vitória um grande jackpot meu Presidente.
Camarada Presidente, permita-me lembra-lo mais alguns trechos do hit que constituem uma denuncia clara de que fomos tramados.
Cantemos meu Presidente
"... Então levanta a tua mão vamos juntos nessa dança", Camarada Presidente nós pensávamos que a sua vitória pudesse-nos proporcionar uma dança Kizomba, mas não, o povo está dançando pandza tanto sofrimento, tanta inflação, desnutrição, analfabetismo, esfomeatização e tantos outros *ãos`.
O beat continua
"vem aí uma mudança junta-te a nós e avança, Nyusi é a nova força nossa fé e confiança", Camarada Presidente, é isso mesmo, nós o considerávamos a nova força tínhamos fé por isso o confiamos, mas acredite meu Presidente me parece que estávamos enganados nenhuma força estamos sentindo, andamos desmoralizados, pois a pátria foi sugada, saqueada e burlada.
Meu Presidente conforme consta do beat achávamos que, com a sua vitória, teríamos mais trabalho, paz, energia, mais saúde e alimento, mas parece que tudo parou no tempo e a sua vitória constituiu para nós um presente envenenado*, meu Presidente têm somente um ano para fazer história e entrar nela, ou seja tornar-se num Presidente mais amado depois do Samora e sabe muito bem como podes fazer a tal história meu Presidente.
Meu Presidente, pode crer que ainda neste mandato Eu confio em ti, mas saiba que findo o seu primeiro mandato poderá sentir que ninguém mais confia em ti, entretanto meu Presidente antes que isso aconteça faça valer do *poder que lhe foi confiado pelo povo, pois, se não amanhã não terá mais poder para repor o seu bom nome.
Camarada Presidente, não irei mais alongar-me, termino está minha singela opinião, fazendo-o lembrar da primeira parte do beat, "quando o sol aquece a terra, ninguém pode parar, é como a força de um rio quando desce para o mar".
Com este trecho quero somente dizer quando o povo for a *despertar* e descobrir que foi *tramado* será que nem *o sol e o rio*.
Atenciosamente
*
Bitone Viage
10/04/2017
País
4 456 256 pessoas visitaram este local
GostoMostrar mais reações
Comentar
54 comentários
Comentários
Rael HI 😂😂😂
Rmano El Bambino Que horas são ai???
Navalha Agnaldo Navalha Eu confio em ti nhussy eu confio em ti nhussy
Fahardine Sualehe Sualehe Falou tudo. " Um presente envenenado" ( Bitone) .
Luciano Mapanga Eu confio em ti...
Angela Sindi Eu confio em t Nyusi
Geraldo Sigaúque Phambheni mupfana!
Isac Mimbir para o resgate da juventude moçambicana.........Bitone EU confio em ti......
Rael HI Também confio em você Dr. Bitone Viage
Cidalia Betuel Bombe Eu confio em ti Nyusi, avanca nao ha recua
Weiss Mocalacha Tramou mesmo...kkkkkl
Star Neves Gostei kkkkkkkkkk
Tesoura Júlio Tuboi Now I trust in you ilustre Bitone Bitone Viage. KkkkVer Tradução
Roy Carlos Camaradas não escrevem no FB, falam nos órgãos.
GostoResponder1311/4 às 12:36Editado
Angela Sindi Claramente
Logo se ve que BV não tem disciplina partidaria
Weiss Mocalacha Kkkkkkkkkk..... capaz no fórum nai existe espaço para críticas
Luciano Mapanga Camarada Roy aceita meu pedido de amizade. Estou na lista de espera ja passa muito tempo...
Nordine Mussagy Amide Quem poder vai fazer chegar o texto do Dr Bitone Viage
Gildo Gervasio Assimo Nos outros também precisamos nos informar
Juma Mutualibo Na minha opinião o Bitone Viage,fez o uso do seu direito à Liberdade de Expressão. Essa coisa de órgãos não passa de um mecanismo para controlar as mentes. Ele esteve muito bem em toda a explanação isto porque transmitiu aquele que é o real sentimento do POVO de uma forma aberta,clara e sem nenhuma tendência pejorativa a figura do presidente. Então irmãos,vamos emigrar do Analógico para o Digital. O tempo do controle e limitação do pensamento passou. Vamos abraçar os novos desafios de uma forma aberta e destemida para juntos construir um Moçambique próspero e seguro de se viver. Se continuarmos com histórias de órgãos este país já mais irá avançar.
Lúcio Langaa Nos órgãos fala-se outra coisa para além de hossanas? Fala -se?
Chandrek Niconela Não acredito que seja post dum camarada como é o caso do jovem dr Bitone Viage que bem conhece os nossos estatutos, não lhe condeno mas acredito que conheces órgãos onde podes colocar a sua questão. 
Eu ainda confio em Filipe Jacinto Nyusi nosso Presidente, quem não sabe que o Nyusi entrou no seu mandato com momentos atípicos, associado pela conjuntura económica internacional?
Weiss Mocalacha Kkkkkkkkkk.....
Angela Sindi Disse tudo cda Chandrek Niconela
Proudly Felix Mondlane Orgaos=>sao instrumentos para controlar, hiponitizar,dopar,limitar,cegar as mentes
Novo Combatente De Moz Filipe Nhussi entrou num momento atipico de conjuntura economica internacional ou entrou e encontrou problemas de guerra e dividas ocultas ja criadas por Armando Guebuza? No caso de dividas ocultas especialmente da Empresa Proindicus Nhussi eh um dos envolvidos, ha documentos publicados pelos Jornal Canalmoz que confirmam isso.
Dady Tivane Só os neutros continuam a confiar em nhussi. Gente que não gosta de enxergar o óbvio. Confia pra continuar a viver na sombra e fingir k está tudo bem enquanto rasta.
GostoResponder111/4 às 13:31Editado
Homer Wolf Ntsém!
Luciano Mapanga Você conhece Nhusi dele quando ver?
Proudly Felix Mondlane As organizacoes como "Amigos de Nyusi,+Nyusi..."

Se sentiram envergonhados com a governacao do amigo e desapareceram.
Angela Sindi Como t enganas
Existem e gozam de boa saúde
Dady Tivane Gozam de boa saude sim, esses nunca sentem vergonha, apenas agem sorrateiramente como cumplices de ladrões.
Raúl Salomão Jamisse Bitone escreveu como um moçambicano governado pelo Nyusi e não membro do partido no poder para se lhe recomendar estatutos. Ademais se ele não escrevesse assim estou a pensar seriamente "eu ia fazê-lo" doutra maneira.
Percina B. Rucunucha Kikiiikiii... Não deixem o ego cegar_vos
Nordine Mussagy Amide Eu já perdi a confiança
Muzungu Ndini Disse.
Remeji Mac Bitone Viage livre das correntes de satanás.
Luciano Justino Chemane Excelente reflexão , caso para dizer que senti muita falta deste Bitone, que diz as coisas com frontalidade. Voltando ao texto gostei mais da parte que diz "sabe muito bem como podes fazer a tal história meu presidente", é claro, só mandar o pato para a capoeira
Juma Mutualibo Na minha opinião o Bitone Viage,fez o uso do seu direito à Liberdade de Expressão. Essa coisa de órgãos não passa de um mecanismo para controlar as mentes. Ele esteve muito bem em toda a explanação isto porque transmitiu aquele que é o real sentimento do POVO de uma forma aberta,clara e sem nenhuma tendência pejorativa a figura do presidente. Então irmãos,vamos emigrar do Analógico para o Digital. O tempo do controle e limitação do pensamento passou. Vamos abraçar os novos desafios de uma forma aberta e destemida para juntos construir um Moçambique próspero e seguro de se viver. Se continuarmos com histórias de órgãos este país já mais irá avançar.
Carlos Edvandro Assis Tiro chapeu ao poste Bitone Viage. Nao ha nada a acrescentar esta tudo bem dito.
GostoResponder211/4 às 12:43Editado
Weiss Mocalacha Tbm descobri
Filho De Deus Estás de parabéns. Mas antes tarde do que nunca. Tu és muito inteligente para sub aproveitares a tua inteligência em polimentos asquerosos e desmedidos.
Eu sempre disse que a verdadeira oposição neste país deve surgir ou da OMM ou da OJM pois estes são
 usados ingenuamente para fins contrários à sua criação. No lugar de servirem aos interresses dos seus associados e do povo moçambicano em geral, são usados o enriquecimento ilícito e desmidido de uma pequena minoria corrupta e insana.
Parabéns que venham mais cartas dessa natureza. Quem sabe assim as coisas melhoram.
Teixeira Teté Parece que ainda reside o medo da liberdade de expressão, nao se pode criticar/sugerir nada, por isso que o país está como está.
Domingos Manecas Parabéns! Palavras sem algemas, descomprometidas com agenda política, que cega a muitos jovens moçambicanos.
Woodrow Less Attack Boa observacao Caro Bitoni, olha tu Eu e a maioria dos jovens que conatituem o povo desta Bela patria sabem muito Bem que enquanto os nossos governantes abandonarem por pouco que seja a sua sede pelo bem publico e pelo poder Nada acontecera , talvez seria o momento de usarmos a seguinte frase '' quando o poder se comfunde com o caos , é preciso usar outro poder para garantir o equilibrio'' esse poder so sera alcançado quando o povo deacobrir que tem algo a dizer.
Eduardo Matine Grande Bitone, excelente raciocínio irmão, sem muito português embalsamado, próprio linguajar de massas, de povo para empregado do povo..! Que patrôes seriamos nõs se nosso empregado não nos prestasse contas? Amandla, phambeni!HUgs
GostoResponder111/4 às 13:28Editado
Alvaro Manhica Eduardo Reflexão interessante. Na minha opinião, acho que o sol ja aqueceu a terra, ou seja, o povo ja despertou. Portanto não ha como voltarmos a confiar, nem que faça a grande magia neste pouco período que lhe resta. Se por ventura o povo decidir confiar, afirmo com todas letras que, o povo virou "covarde"!
Pense comigo, depois de três anos de mandato a decepcionar o povo de todas formas, como pode mudar no fim? Só se for para manipular-nos. 
E mais, com a experiência que temos de outros presidentes que daqui passaram, está claro que o cenário será o mesmo!
É uma pena que não deixou o fracasso para o segundo mandato.
Novo Combatente De Moz Tenho a honra e previlegio de ter como amigo virtual um dos criticos mais serios e sensatos da actualidade. Consigo Bitone Viage a nova era eh possivel: a juventude eh capaz. Abracos!
Novo Combatente De Moz Quantos Mocambicanos hoje ainda acreditam em Nhussi?
Américo Matavele Acho que o mano Bitone está no mar alto. Quem está em terra e vê navios a passar, normalmente se faz de marinheiro (mesmo não sendo), com o único objectivo de poder entrar naquele navio e navegar. O problema é o pensamento de que aquele navio tem tudo de bom. Esquece que o navio é a remos, e que quem entrar lá deve ajudar a remar. Não é um navio de recreio ou de turismo. Ora o mano Bitone não viu isso. Hoje, não sei se acha que conseguiu entrar no navio ou se já tem o próprio barco. Mas se tem o seu próprio barco, é melhor levar uma caneca e começar a retirar a água que está a meter. Ou se está no navio, por favor não afogue os que estão a navegar. O melhor mesmo, é clarificar-se. Ntsém e nhanisse!
Andre Jorge Chifeche Queria elogios onde nao existem?
GostoResponder20 h
GostoResponder20 h
Rafael Augusto Mate Voces "camaradas" que condenam este raciocinio, queria perguntar o seguinte "ENTRE A CRM( art. 48) E VOSSOS ESTATUTOS MANIPULADORAS O REPRENTA O PAIS? Deixem o jovem pensar e opinar a vontade
Flavia Paulo Tsamba Nossa por isso que te admiro ídolo...dizes as coisas que a maioria tem medo de dizer . Outros tem oportunidade para tal mas optam por serem escovinhas ...há dias comentei com minha mãe o seguinte: será que todos estão tão cegos depois de uma notícia da África do sul que querem que o presidente renuncie a presidência. Bem que os moçambicanos fariam o mesmo.muita coisa melhoraria.
GostoResponder611/4 às 16:09Editado
Elidio Gildo Criticam a ele porque sabem que não há claridade dentro de vós e dos estatutos elaborados. Eu tenho medo de vós seus "trogoloditas" vos peço que mudem senão a mudança se fará em voz. Acredita porque Deus não é tolo nem bolo. Um dia vão cair...!
Valdo Deus Bazima Adorable publicacion, estamos rumo a concentraçao e centralizaçao ou seja a retorno disso. Sem querer ofender, eu prefiro um robo a governar o pais do que empresarios que dirigem seus negocios em nome do povo, mas quando isso nao for possivel, preparamos uma força muito mais energetica... "frosty"
Vasco Adao Fomos burlados Bitone Viage. kkkkkkkkkkkk
Valter Cuinhane burla autentica
Nico Voabil Confiar num mafioso para erguer uma nação.
Danny Banze Sim senhora!!!
GostoResponder112/4 às 0:21
Aristoteles Zacarias Buramuge palavras sabias isso mostra a academia ....
GostoResponder112/4 às 0:28
Tchuaia Cardial Rafael Gamboa Mais uma vez a bater na tecla certa grande Bitone Viage ...
GostoResponder212/4 às 1:17
Carlos Mabjeca Grande reflexão ilustre bitone eu sou da opinião que a revolução pode demorar mais esta por chegar.

Eu creio que o povo não é tão cego assim, esta vendo e testemunhando os acontecimentos do dia e creio que na hora certa vai decidir. 


E a revolução por mais que tarde mais ela está a vir porque o povo de hoje já não é tão cego como o de ontem, e a cada dia esta abrindo os olhos sabe muito bem distinguir o patrão do empregado. 
E estas de parabéns ilustre continue a ilucidar as massas.
GostoResponder212/4 às 8:27
Victor Fernandes Exacto Dr. Bitone , esta na hora de despertar........
GostoResponder112/4 às 9:23
Muzila Wagner Nhatsave melhor calar.kkkkk
Godinho Alberto Viagem Zomane Alguém há anos escreveu: "País do tédio e da candonga e sem horizontes por desvendar", e ai está, os candongueiros assaltaram o poder do povo e vão fazendo do povo tapete para lograr seus intentos.
Helio Arshel Armando Hummm
Sim, senhor...
Com este texto tiro chapeu. Tiro chapeu pelo conteudo e pela forma Como esta verdade é trazida a tona. Tiro chapeu pelas palavras inteligente que tocaram imediatamente a minha alma.

Gosto tanto de leitura, Confesso publicamente que nunca tinha lido um texto sequer que mexeu comigo. 
Estamos tramados
Valnir Fiel Caro Bitone Viage, achas que Sua Exa NJF* conhece esse beat(refiro-me aos contornos e sentido de sua letra) e responsabilidade que inspira? Acho eu que até o discurso de tomada de posse não tenha sido por si devidamente censurado para avaliar o cotexto em que se inseria face às possibilidades de realização, porque só o desconhecimento/ignorância ao que se discursa/promete para mim justifica tamanha incoerência à acção/prática. 
*Invertido para ser coerente com a realidade avessa que a figura neste momento inspira
GostoResponder113/4 às 6:45Editado
Julinho Taimo Gostei do paralelismo de ideias.
GostoResponder113/4 às 8:34
Hassan Faizal Kkkkk política é uma porraaaaaa.
Andre Jorge Chifeche Sim senhor. Grande raciocinio ilustre.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.