sexta-feira, 5 de maio de 2017

Será que Moçambique vive tempos felizes?!...


DE VEZ EM QUANDO por: Afonso Brandão
O que foi não voltará a ser. Mas temos de estar sempre preparados para a Felicidade, acaso para a descobrir ou inventar. As imagens ditosas desses dias antigos que remontam a Setembro de 1975 estão delidas. Fomos envelhecendo quase sem dar por isso e aquele ali já não sou EU, nem ELA é ela: somos outros com a absurda ilusão de que somos os MESMOS. Passámos pelo Tempo. O Tempo não magoa: pune; não damos por ele, mas ele dá por nós.
Na Mesquita Muçulmana da Ilha de Moçambique está (ou esteve em tempos remotos) inscrita --- penso eu --- esta sentença, em forma de velado aviso: "Todas as horas nos ferem; a última mata-nos". Vivemos rodeados de perigos; porém, o prestígio da palavra LIBERDADE exultava-nos e convidava-nos a ir em frente. As Guerrilhas --- quer da FRELIMO ou da RENAMO --- que também contribuiu para que o nosso País deixasse de pertencer ao Colonialismo Português ---, são produto de jovens que foram, à época, Soldados e guerrilheiros a partir das matas: são os beijos que nos eram proibidos, os beijos frescos e felizes que prendiam o Tempo, e parecia que os não queríamos largar.
Vivemos de memórias inesquecíveis e estas constroem a Saudade, é o que é. E as memórias são inesquecíveis porque as seleccionamos, e somos sempre novos antes que a Realidade nos surpreenda com a Desconfiança e o Sofrimento.
Claro que os velhos, com a consciência de o ser, propendem para a Melancolia, pois talvez entendam que já não são precisos. Os velhos. Preenchem o que lhes sobra com a ideia de que alguma vez foram felizes. Isso basta aos velhos.Não sabem quanto das suas lembranças enfada os novos; não sabem ou não querem saber, o que vem a dar no mesmo. Ou foram ignorados ao longo destes 42 Anos de Independência...

Todavia, viveram, arrebatados, os vertiginosos dias de Setembro de 1975, porque eram muitos novos, porque combateram pela Independência de Moçambique como Soldados que eram, e a Esperança era o Sonho cuja substância se tornara palpável. Não queriam "mandar aqui": os desejos eram mais modestos: apenas desejavam que a Felicidade do Povo Moçambicano se prolongasse. Ainda não tinham sido castigados com a evidência de que até o Amor morre. E os sonhos ficam adiados. As revoluções ou as guerrilhas, não: transformam-se, mas a raiz inicial é sempre a mesma, singela e única: o homem precisa de Liberdade e de ser Feliz no País que libertou do Colonialismo Português, depois de tanta luta e persistência...
Hoje, volvidos que são quatro décadas, será que Moçambique progrediu, evoluiu, as Escolas prosperaram, a Saúde está bem e o Desemprego diminuiu?!... Que dizem os nossos actuais Governantes relativamente a estas questões?
E os Partidos da Oposição --- a começar pela Renamo que tem sistematicamente criado problemas e eventuais dificuldades à FRELIMO, o Partido no Poder --- tem procurado consensos suficientes...?!
O AUTARCA – 05.05.2017

Comments

1
Francisco Moises said in reply to moolla sidat...
Dhlakama insiste que se faca coisas que ja falharam no passado por causa da ma fe da Frelimo. Nyusi vai ganhar e ja ganhou. Como fe-lo Chissano e Guebuza no passado, alguns macambuzios da Renamo poderao estar nas tropas e policia da Frelimo e serao frelimisados ou, pouco a pouco, Nyusi vai tira-los na sua competencia como presidente da Republica.
Muitos da Renamo estarao excluidos e la nas matas.
Parece-me que a propria Renamo gosta deste jogo de assegurar que a Frelimo seja o chefe que lidera e ela a Renamo o cabo da terra da Frelimo com Dhlakama como o regulo-mor. Muitos deles renamos vivem la no mato e tem as suas machambas e cooperativas para o bem estar deles -- comida e fabrico de bebidas alcolicas tradicionais ja que a Frelimo os excluiu.
Muitos deles da luta dos 16 anos ja estao mais velhos do que o proprio Dhlakama. Mas eles ja treinaram jovens para continuarem com a luta continua do banditismo armado enquanto que a Frelimo continuara com a luta continua do terrorismo e totalitarismo.
Alguns anos, a mais ou a menos, Dhlakama sera um cadaver e esquecido e a Renamo tera que adaptar ou sumir para o inferno. Ou lutarao entre eles os chefes bandidos armados para decidirem que haja um chefe enquantoa a Frelimo asistira, aplaudira e encorajara que os bandidos lutem.
INTERESSANTE VER O QUE ESTE SHOW DARA.
2
moolla sidat said...
VAMOS VER NO QUE VAI DAR ESTE SHOW.

Comments

1
Ohaawa wamacua said...
m Recado ao sr Afonso Dlakama e seus generais.
Podem assinar a tregua, podem recebeu mordomias para satisfazer vossos interesses. mas saibam que os interesses da maioria oprimida do centro e norte esta acima desses vossos interesses. o povo esta cansado com os malandros da Frelimo. A Frelimo ja nao tem papos para o povo. Unica saida alternancia embora a oposicao mocambicana tem agenda muito fraca. saibam que os males que a Frelimo criou partem da propria Frelimo. O estrangeiro pode aconselhar para a Renamo desarmar-se issso so serve para pilahrem aindamais o povo. A Frelimo precisa entrar na oposicao para se reorganizar ao novo momento. o povo nao pode continuar a sofrer com a Frelimo.
Ate breve thanks
2
Ohaawa wamacua said...

Um Recado ao sr Afonso Dlakama e seus generais.
Podem assinar a tregua, podem recebeu mordomias para satisfazer vossos interesses. mas saibam que os interesses da maioria oprimida do centro e norte esta acima desses vossos interesses. o povo esta cansado com os malandros da Frelimo. A Frelimo ja nao tem papos para o povo. Unica saida alternancia embora a oposicao mocambicana tem agenda muito fraca. saibam que os males que a Frelimo criou partem da propria Frelimo. O estrangeiro pode aconselhar para a Renamo desarmar-se issso so serve para pilahrem aindamais o povo. A Frelimo precisa entrar na oposicao para se reorganizar ao novo momento. o povo nao pode continuar a sofrer com a Frelimo.
Ate breve
3
Francisco Moises said in reply to Frank...
De acordo, a verdadeira paz vira depois da eliminacao dos dois grupos -- a Frelimo e a renamo. A Renamo nao e uma alternativa a frelimo. Esta no poder faria exactamente o mesmo como a Frelimo com o Bandido Armado-mor como presidente vitalicio da Republica.
4
Senhores Chuphai, Frank, Laboret:
Estamos todos de parabens. Demonstramos a maturidade. Todos apontamos a acusaçao a Dhlakama e nao a Renamo. Como eu disse algum tempo atras, a Renamo devia ser politica e nao um bando desorganisado dirigido por um homem caduco e senil que nao tem senso de partida, de direçao e de chegada.
A Paz é o desejo de todos nos. "A paz na liberdade e nao a paz na escravatura" como diz uma ou mais personagens no romance historico que acabei de escrever e que anda algures na Gra-Bretanha, Estados Unidos e Canada a ser avaliado para publicaçao. A paz com dignidade é um direito. A liberdade é um direito. Estas personagens nesta ficçao sao moçambicanas de armas nas maos contra o regime carlito (de Karl Marx ou Frelimo) de Maputo dirigido pelo "Dirigente Numero Um (Leader Number One)" da Republica popular de Moçambique que termina morrendo quando o seu aviao se despenha no Matopo Hills no Zimbabwe quando vinha de Ndola na Zambia e o aparenho perder direçao para Maputo.
A Paz na escratura como a temos onde pessoas vivem no medo e onde o regime carlito descarrega sobre seja quem seja e onde o proprio presidente carlito -- carnuddo, barrigudo e bochechudo -- opera esquadroes da morte, isto la nao é paz e nem liberdade. É pior do que uma escravatura.
É uma situaçao que acarreta consigo as sementes da guerra. Dhlakama esta derrotado por causa da idade que nao lhe permite mais ser agil como o fazia no passado e por causa da deterioraçao mental. Coisas que ele nao reconhece e insiste em querer remar a armadilha contra uma maré muito forte e fluida e a ser lider vitalicio.
A capitulaçao do Dhlakama nao significa necessariamente o fim da guerra em Moçambique. A Frelimo pode agora exigir o desarmamento total da Renamo. Temo coisas piores podem acontecer. Tenhamos a ousadia de nos abrirmos a muitas questoes que abrangem a situaçao:
Sera que Nyusi esta nisto com Dhlakama? O carlito nao quer incomodos de disparos contra o seu regime da Frelimo, mas de nenhum modo quer ele a igualdade com Dhlakama e a Renamo.
Sera que a Frelimo quer mesmo conviver com a Renamo? Os falcoes de guerra carlitos querem acabar com a Renamo que aparantemente se mostra agora fraca e kaputt, palavra do alemao para dizer acabada ou caduca.
Nao vinha o tal Unay Cambuma, que tentei respeitar apesar da sua maneira lirica de contar as coisas, que os tais Generais inepteis do Dhlakama andavam chateados come ele por nao lhes permitir varrer a Frelimo? Estamos ainda por ouvir o que eles tem a dizer. Dados a oportunidade que Dhlakama lhes negou, aqueles homens podem correr com a Frelimo de Gorongosa. Ninguem deve duvidar isto. Andam por ai muitos jovens que nao querem ouvir da Frelimo.
A maior parte da Renamo nao esta em Gorongosa e ha zonas sob o seu controlo em muitas partes de Moçambique onde a Frelimo no pisa a pata. Que tal do quartel-general de Morrumbala que os veternaos formaram contra vontade do proprio Dhlakama. Aqueles homens estao naquelas montanhas, uma zna muito propicia para a guerrilha.
Dhlakama lixou-se por querer fazer tiros banditescos aqui e acola com a intençao de conseguir concessoes da Frelimo e nao com uma estratégia para indireitar a Frelimo. Ele proprio tem medo da Frelimo e querera ser o ultimo a sair de Gorongosa como o fez depois do acordo de Roma. E nem assim , aqule tempo, todos os homens dele sairam das matas e confiaram na Frelimo. Estao la em Maringue e armados. Estao em Tete, Manica, Sofala e algures.
Sera que os homens da Renamo irao confiar na Frelimo? Nisto tenho as minhas duvidas.
Ha muitos incognitos nesta situaçao.
5
Frank said in reply to Chuphai...
"Para me o mais importante como vivente de Moçambique, é a PAZ, seja ela torta mas se a PAZ existir de verdade, Parabéns povo Moçambicano!"

Não seja tão apressado nas felicitações. Lembro que é uma declaração unilateral do líder da Renamo e não significa Paz porque a Frelimo não se pronunciou. O líder da Renamo com a declaração aasume o papel de bandido armado e deixa livre a governo para o atacar sempre que quiser. Por isso não há Paz, é uma ILUSÂO!
Paz só com a eliminação da Frelimo e da Renamo!
6
Frank said in reply to Francisco Moises...
Lembro que num dos seus comentários anteriores referiu que o líder da Renamo estava "Kaputt". O líder da Renamo, pela sua própria declaração, vem confirmar o seu argumento de que está Kaputt.
O Babuino da Gorongosa com a sua declaração unilateral de trégua e perante o silêncio do Chimpanzé da Ponta Vermelha assume-se como o agressor e responsável pelos assaltos a instalações e bens públicas e mortes de muitos moçambicanos. Esta declaração deixa as mão livres para a PGR instaurar vários processsos de crime contra o Babuíno da Gorongosa mal ele saia da mata.
O Babunino da Gorongoza faz esta declaração para salvar o seu "irmão" Chimpanzé da Ponta Vermelha que se encontra em apuros com as eminentes revelações da auditoria da Kroll.
7
JJLABORET said in reply to Francisco Moises...
Meu caro Francisco Moises,
Antigamente, por aqui, um laboratório farmacêutico propagandeava o seu produto, o analgésico "Doril". Anunciava no rádio e na televisão:
"TOMOU DORIL... A DOR SUMIU" !
Pois então suponhamos que Unay Cambuma "tomou doril" e logo sumiu... ELE!
Mas o que eu quero entender, é justamente para que serviu todo aquele cenário que o Unay Cambuma ufanisticamente nos apresentava, dando conta de centenas de corpos estendidos e deixados para trás nas matas, enquanto os ditos "rangers" pulavam de alegria vendo os periquitos "FRELOS" em fuga desordenada!
E foram repetidas suas narrativas por dezenas de vezes, o que se tomarmos em conta os seus números, em muito pouco tempo morreram mais de mil dos combatentes frelos, mandados para a Gorongosa nos seus rastros.
AGORA A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR, NÃO ACEITA CALAR...
"Para que"? Para que serviu disporem esses tais miseráveis Dhlakama e Nyusi, de tantas vidas em confrontos, se vemos agora que não se chegou a NADA?
QUERO UMA CAUSA! QUERO SABER DE UMA CAUSA PELA QUAL MATARAM! QUERO UMA CAUSA QUE TENHA SIDO AGORA RESOLVIDA, SOLUCIONADA, E QUE JUSTIFIQUE AS MORTES E SOFRIMENTOS DA POPULAÇÃO!
E você, Unay Cambuma, peço que venha agora aqui a cantar odes a uma batalha final que não existiu, uma vitória que não houve!
Mas você, envergonhado sumiu! Desapareceu porque de inútil só servia como "menestrel" enquanto havia mortes no mato, não?
Tal como desapareceram as pífias e falsas razões da pretendida e já agora ESQUECIDA "governação" das três províncias pelas quais Afonso Dhlakama CHACINOU jovens imberbes, forçados a medirem forças com seus calejados e manhosos bandidos fugidios na Gorongosa.
ESTÃO SE ESQUECENDO MUITO FÁCIL E RÁPIDO DE QUE HOUVERAM MUITAS MORTES, SEM RAZÃO PARA SE CHEGAR A NADA, OU NO MÁXIMO DOIS CÁLICES DE VINHO DO PORTO AOS DOIS CRÁPULAS DOMINANTES DA FORÇA!

8
Chuphai said...
Infelizmente esta é a pátria que Deus escolheu para eu nascer, viver e se possível morrer. Já tive possibilidades de viver na Hungria mas não senti me a vontade porque não quis ter um filho misto, não porque sou racista, mas sim porque gosto a pele que Deus me deu e os meus filhos devem ter a mesma pele bronzeada.
Falando do líder da Renamo, eu sabia que ele já não tinha capacidade militar em altura para prolongar a guerra. Também acho que psicologicamente, ele deu uma lição a Frelimo, porque se ele não tivesse ido ao mato já estaria morto. O que ele fez foi salvar a pele e parece que conseguiu porque ainda esta vivo e a Frelimo vai procurar outras formas de o matar, por isso continua escondido porque sabe mesmo que a Frelimo ainda não desistiu em matar Dlakama como esta matando o povo moçambicano em particular os funcionários publico com salario miseráveis, sem horas extras no caso de professores e para aquele que não tem outras fontes esta com dividas ate ao pescoço porque a meses que não tem dinheiro para viver. Até os ditos licenciados andam as tangas e cheios de dívidas, mas que fazer esta é a Frelimo que jamais vai mudar.
De bem ou de mal Dlakama ganhou algo, mas deve ter muito cuidado mesmo porque este ganho está envenenado.
Para me o mais importante como vivente de Moçambique, é a PAZ, seja ela torta mas se a PAZ existir de verdade, Parabéns povo Moçambicano! Mesmo sendo matado pela Frelimo que só desgraça é o que sabe proporcionar ao seu maravilhoso povo, vamos sobreviver a maneira, ate o dia que o povo nas urnas e não com armas vai derrotar o inimigo dos nossos tempos que nada menos chama-se Frelimo e seu governo…
9
Francisco Moises said in reply to Francisco Moises...
Por onde e que anda o tal Unay Cambuma? Porque e que nao glorifica estes (des)feitos historicos do seu chefe.
Antes do Bandido Armando-mor deslizar para a sua capitulacao e agora aparente derrocada, Cambuma tinha dito que o chefe dele dava a Frelimo algum tempinho depois do qual as forcas da Renamo haveriam de varrer a Frelimo at a toca, la em Lourenco Marques, agora Maputo (dizem?). Pelos vistos, parece-me que foi o chefe dele que foi varrido ate a sua toca e terminou de joelhos no chao a rogar a Nyusi para o este ultimo chimp para lhe desapertar a corda no pescoco. Literalmente derrotado por nao ter tido uma estrategia.
Coitadinho do coitaidinho. O seu Bandido armado-mor. Esta velho e caduco. A Renamo precisa dum novo dirigente ou dum dirigente novo.
10
Acordo sem lacunas com a Frelimo? Esta a sonhar este senhor. Ele proprio esta cheio de lacunas mentais nos miolos dos quais tem muito poucos. Ja esta embrulhado. Nyusi e a Frelimo contra ele somente que nao valorisa as ideias dos seus sequazes. Aproxima-se o fim do Bandido Armando-Mor. Ele nao conhece a Frelimo.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.