quarta-feira, 3 de maio de 2017

Não consegue enviar mensagens através do WhatsApp?

 Problema é mundial mas está a ser resolvido

130
1
Aplicação com mais de mil milhões de utilizadores está com problemas de funcionamento um pouco por todo o mundo. Duas horas depois do início da crise, WhatsApp começa a recuperar.
RITCHIE B. TONGO/EPA
Tem tentado enviar mensagens ou fazer chamadas ao longo desta noite através da aplicação WhatsApp e não tem conseguido? Então não é o único. Muitos utilizadores em todo o mundo queixam-se do mesmo nas redes sociais.
De acordo com o El País, as falhas do serviços estão a afetar países da América do Sul como o Perú, Brasil, México mas também já alastraram a Portugal, Itália ou Alemanha. A aplicação terá começado a ter problemas de funcionamento durante a apresentação de resultados desta tarde do Facebook — a multinacional norte-americana que adquiriu em 2014 o WhatsApp por cerca de 13,8 mil milhões de euros.
De acordo com o site Downreport, citado pelo jornal espanhol, o problema ter-se-á agravado a meio da tarde na costa leste dos Estados Unidos — início da noite em Portugal.
De acordo com relatos de vários utilizadores do Twitter, a aplicação começou a recuperar a sua normalidade, cerca de duas horas depois do início dos problemas. Não houve ainda confirmação oficial de que a aplicação esteja a funcionar por completo.
Até agora, nem o WhatsApp nem o Facebook confirmaram qual a causa do problema, emitindo um comunicado em que assumem apenas que existe uma falha no serviço e que estão a tentar “solucionar o problema o mais rapidamente possível”.
Vários utilizadores usaram outras redes sociais para se queixarem.
Whats App caiu em alguns lugares do mundo. O que será q aconteceu?

No mesmo dia, um ataque ao Google Docs

Também o Google Docs, uma ferramenta da Google que permite editar e partilhar documentos entre utilizadores, foi afetado esta quarta-feira mas noutro âmbito. Vários utilizadores relataram ter recebido um email com um convite falso para editar um ficheiro do Google Docs mas que, na verdade, se trata de um ataque de phishing.
Ao aceitarem o convite, os utilizadores serão redirecionados para uma outra página de login falsa onde se dá a opção de “continuar no Google Docs”. Ao clicar, o utilizador autoriza, sem saber, o acesso aos contactos e emails e permite que este email falso se espalhe.
A Google já informou que tomou medidas para proteger os utilizadores: “Tomámos medidas para proteger os utilizadores contra um e-mail a representar o Google Docs e desativamos contas ofensivas”. “Removemos as páginas falsas e a nossa equipa está a trabalhar para evitar que este tipo de falsificação aconteça novamente”, informou ainda um porta-voz num comunicado citado pelo The Guardian.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.