quinta-feira, 4 de maio de 2017

Macron venceu o debate do século em França por KO


Macron venceu o debate do século em França por KO

Jornais franceses e outros europeus e também norte-americanos dão vitória ao candidato centrista no debate contra a nacionalista Marine Le Pen. Todos salientam que foram duas horas e meia "brutais", com insultos e ataques pessoais.
A maioria dos jornais considera que Macron esteve melhor nas questões sobre economia
Foto
A maioria dos jornais considera que Macron esteve melhor nas questões sobre economia ERIC FEFERBERG/REUTERS
O primeiro e último debate entre os candidatos à Presidência de França tem presença garantida nas primeiras páginas e no topo dos sites da maioria dos jornais de referência europeus e norte-americanos. Para quase todos eles quem esteve melhor foi Emmanuel Macron, e nenhum deu a vitória a Le Pen, mas o que mais salta à vista é a brutalidade da troca de palavras entre os dois.
"Macron e Le Pen expõem as suas diferenças num debate brutal", salienta o francês Le Monde na análise ao debate na sua edição online. E prossegue no mesmo tom: "Os dois finalistas da eleição presidencial enfrentaram-se, quarta-feira, durante duas horas e meia com trocas de insultos e acusações ad hominem."
Na apreciação ao debate ponto por ponto, o Monde destaca "o festival de erros e de intoxicação de Marine Le Pen", dando como exemplo o momento em que a candidata da extrema-direita disse que Macron era ministro da Economia de François Hollande quando a venda da empresa de telecomunicações francesa SFR foi negociada com a Altice/Numericable, em Março de 2014 – nessa Primavera, o ministro da Economia era Arnaud Montebourg; Emmanuel Macron só entrou em Agosto do mesmo ano.
Na primeira página da edição em papel do Le Monde está uma fotografia de Marine Le Pen de dedo indicador em riste, a apontar para Macron, que está fora da imagem, e também para o leitor. "Nas vésperas da eleição presidencial, o debate televisivo entre os dois candidatos foi de uma brutalidade inédita", escreve o jornal. E entrega a Marine Le Pen um outro papel que não a de candidata à Presidência: "A candidata da Frente Nacional pôs-se mais no lugar de chefe de uma oposição radical do que no de que candidata à Presidência da República."
 Voici la une du « Monde » bouclée à l'instant et en kiosque dès cet après-midi. Et pour vous abonner ➡️http://bit.ly/2jSHufD 
O Libération – mais à esquerda – afirma na sua edição online que Marine Le Pen "soterrou o debate numa avalancha de intoxicação". O Libé chama-lhe "um debate impossível", porque em frente de Macron estava Le Pen – o jornal lista uma série de "insinuações sem provas" por parte da candidata da extrema-direita, "que confirma um pouco mais o naufrágio de Le Pen".
Na primeira página da edição em papel, uma imagem dos dois candidatos durante o debate, com sorrisos nervosos, e o resumo: "Marine Le Pen multiplicou os ataques e as provocações, evitando debater as questões de fundo com Emmanuel Macron, que jogou a cartada da razão."
PÚBLICO -
Foto
DR
O Le Figaro alinha com os outros jurados que dão a vitória a Macron por KO e escreve que o candidato "amparou o choque e impôs-se a Le Pen": "Num debate entre as duas voltas de uma brutalidade inédita, e durante o qual faltou muitas vezes a moderação, o líder do En Marche! dominou a sua adversária nas questões sobre economia."
PÚBLICO -
Foto
DR

"Macron conquista a audiência"

De França para o Reino Unido, o britânico The Guardian não chama o debate à primeira página da edição em papel, mas tem esta manhã o assunto em destaque no seu site. E o resumo da análise é o mesmo – um debate em que os dois candidatos "trocaram insultos". O jornal britânico destaca ainda uma sondagem rápida feita após o debate que deu a vitória ao candidato centrista.
O site da BBC é ainda mais taxativo, e a sua análise vai para além do que se passou no estúdio de televisão, com base na mesma sondagem aos telespectadores: "Macron conquista a audiência do debate francês." Para a BBC, Emmanuel Macron "foi melhor num debate com Marine Le Pen dominado por querelas".
Os principais jornais espanhóis têm nas suas primeiras páginas desta quinta-feira referências ao debate das presidenciais francesas, mas o La Razón e o La Vanguardia apresentam duas enormes fotografias dos dois candidatos, ao contrário do El País e do El Mundo, que fizeram apenas pequenas chamadas.
"Num debate cara a cara agreste, Macron cola a Le Pen a acusação de estar a brincar com 'a amargura das pessoas'", escreve o La Razón. O La Vanguardia é mais cauteloso e afirma que "os dois sobreviveram": "Le Pen e Macron saíram ontem sem demasiados arranhões do debate para as presidenciais francesas."
PÚBLICO -
Foto
DR
O El País é mais reservado na chamada de primeira página – uma pequena fotografia de Le Pen e Macron, lado a lado, antes de o debate ter começado, e um sublinhado para as questões europeias: "O europeísta Emmanuel Macron e a nacional-populista Marine Le Pen, defensora da saída do euro, enfrentaram-se ontem à noite perante milhões de telespectadores."
O El Mundo não tem sequer uma fotografia, mas também destaca que o debate entre Macron e Le Pen foi "cheio de insultos". "O líder centrista põe em evidência a debilidade do programa da candidatura ultradireitista ao Eliseu", aponta o El Mundo, referindo-se a Marine Le Pen.

Macron "quebra o padrão"

Do outro lado do Atlântico, o Wall Street Journal põe na primeira página uma grande fotografia, com um casal a assistir em casa ao debate pela televisão, ela recostada no sofá, ele inclinado para a frente e com ar preocupado. Mas a legenda é meramente informativa: "Um casal de Lyon, França, assiste ao debate em directo entre os candidatos presidenciais Emmanuel Macron, defensor da União Europeia, e Marine Le Pen, uma nacionalista que quer desmantelá-la. Os eleitores vão votar no domingo."
PÚBLICO -
Foto
DR
Também o The New York Times mostra aos seus leitores na primeira página alguma informação sobre o importante debate – há uma reportagem em França, mas também uma chamada para o "debate entre rivais": "A batalha entre Marine Le Pen e Emmanuel Macron ofereceu aos eleitores diferentes visões para a França."
Já o Washington Post deixa de fora da sua primeira página o debate e prefere presentear os seus leitores com mais um texto sobre a diferença de idades entre Emmanuel Macron e a sua mulher, Brigitte Trogneux: "O francês Macron quebra o padrão com uma mulher muito mais velha."
Em Portugal, para além do PÚBLICO – que resume tudo no texto escrito pela enviada Clara Barata ("Macron ganhou contra Le Pen num debate que foi um combate") –, só o Diário de Notícias chamou à primeira página o debate presidencial em França: uma fotografia em grande destaque, com os candidatos já sentados, e o título "Debate em França: tudo o que separa Le Pen e Macron".
Público
5 h · 
É unânime: para os jornais franceses, europeus e norte-americanos, Emmanuel Macron ganhou contra Le Pen num debate que foi um combate "brutal" com insultos e ataques pessoais.
Jornais franceses e outros europeus e também norte-americanos dão vitória ao candidato centrista no debate contra a nacionalista Marine Le Pen.
PUBLICO.PT
Comentários
Maria Bastos
Maria Bastos Espero que E. Macron ganhe por tudo o que ele representa.
A senhora, apesar de elogiar os emigrantes portugueses, não é fiável e representa um perigo para a europa e sobretudo para Portugal.
Espero que não aconteça o mesmo que nos EUA!
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
13
 · 4 h
Leonardo Vilaça
Leonardo Vilaça o macron já era o vencedor do debate acontecesse o que acontecesse, nem que a Le Pen fosse muito superior... os jornais esquecem-se é que quem vota não são eles, são os eleitores franceses. Já se assistiu a este filme nas presidenciais dos EUA.
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
6
 · 3 h
Americo Sousa
Americo Sousa Eu vi na France 2, em direto logo sem tradutores, com os Moderadores que lá estavam e sem comentadores. Ora por muito que possa custar a muita gente, a minha opinião para mim é a que conta e o Sr. Macron, pelo seu comportamento durante o debate, o alto nível cultural demonstrado, o conhecimento dos dossiers, deu um "grande baile" aquela Sra., por sinal fraca aprendiz de "arrogante" , "convencida" e para cúmulo nem para conselheira servia, quando para ser a Presidente de quem quer que seja. As "mulheres" todas, e os Franceses em geral mereciam muito melhor do que levarem com aquela LOIRA ainda por cima hoxigenada. O Sr. Macron será o melhor Presidente para França. No Domingo tiraremos isto a limpo.
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
13
 · 3 h
Maria Marques
Maria Marques Que engraçado, eu também vi em directo e, não obstante não querer a FN na presidência por razões óbvias, tirei uma conclusão oposta. Macron cometeu 5 erros que lhe podem, e deviam, retirar votação independentemente do que dizem todos os patrões de jornais, televisões e rádios. Os franceses mereciam melhor evem qualquer dos casos vão ter o pior. Como sempre o pior seja em que país for sempre contará a desfavor de tidos nós.
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
1
 · 2 h
Olga Lemos
Olga Lemos Quais foram os 5 erros... Na sua perspetiva, claro...?
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 1 h
Olga Lemos
Olga Lemos Américo, gostei da sua análise. Não diria melhor...
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
1
 · 1 h
Francisco Da Silva Teixeira
Francisco Da Silva Teixeira 'As "mulheres" todas, e os Franceses em geral mereciam muito melhor do que levarem com aquela LOIRA ainda por cima hoxigenada.' Pode crer, a mulher-disfarce de Macron é mesmo do pior.
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 41 min
Margarida Coutinho
Margarida Coutinho Se ela ganha á conta de contarem que o Sr. Macron venceu o debate....estamos mal!!! Também a Sra. Clinton era a vencedora e foi o que já se viu, deixamos um imberbe chegar ao poder de uma grande nação mundial.....
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
3
 · 2 h
Nuno Filipe Soares Laranjeira
Nuno Filipe Soares Laranjeira os knights da Le Pen com orgasmos 3x "Eu ou a Merkel vai.." mas depois mendiga à goldman sachs ou/.. Bank of Russia :^] e nada muda $RULES 

A Senhora dos planos sem plano, que quer fazer éne de reformas sem financiamento dos bancos diz-se que vai destrocar com vinho ou champanhe...
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
7
 · 4 h
Artur Coelho
Artur Coelho Macron, pode desiludir, até porque já saltou de um barco afundar... contudo, é preferível arriscar, num dotado a arriscar numa pessoa cheia de preconceitos, para o futuro da Europa.
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 1 h
Álvaro Vieira
Álvaro Vieira O cartel mafioso da alta finança, Rothschild, para o qual o rapazola já trabalhou, tudo fez para entregar a vitória ao Macarron. O puto (em alta política, alguém com 39 anos de idade é isso mesmo), caso vença, vai seguir à risca as instruções e recados do dono. É para isto que atiraram com ele para estas eleições, ou seja, um jovem imberbe, pessoalmente muito ambicioso e que está a cagar para a França e para os franceses pobres e trabalhadores.
 · Responder · 
18
 · 4 h
António Fernandes
António Fernandes Marine corre o risco de ganhar! Os portugueses votam massivamente na mulher candidata! E o excesso de confiança do Macaron, pode trair a euforia... C'est la vie !
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
2
 · 3 h
Rudi Bergner
Rudi Bergner fascistas de baixo nível começam a ter poucas hipóteses.. mesmo assim o trump ganhou de forma parecida.
MAs esta L Pen é uma ofensa â raça humana
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 2 h
Francisco Ferreira
Francisco Ferreira À sim , eu vi o debate , nao è nada disso ou melhor foi ao contrario , porque estar a inbentar as coisas , isto sò pode ser de malucos que nao viram as duas horas de confrontos que foram ganhos por ela , teve alturas que ele nao savia que dizer porque ela tem razao em muitas coisas que se passam è tudo culpa da chamada Alemanha , uniao europeia è uma disiluzao , porque nao è uniaò , è uma desoniao e muito triste que sò pertende impor regras e os paises tem as suas regras e tradiçoes no qual a uniao naò respeita .
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
3
 · 2 h
Álvaro Vieira
Álvaro Vieira A Killary venceu-os todos e, mesmo aqueles debates que nunca aconteceram, também os venceu. 
Atenção, isto não quer dizer nada. Mas, uma coisa é certa, o esquema montado há décadas pelo sistema, de privilegiar sempre as mesmas elites, tudo vai fazer para que o seu rapaz de serviço vença estas eleições.
GostoMostrar mais reações
 · Responder · 
8
 · 5 h · Editado
Corvus Orff
Corvus Orff Isto não foi um debate. Até a comunicação social o reparou. Como pode ser um debate se existe ofensas e ataques pessoais? Isso chama-se falácia ad hominem. Coitados dos grandes filósofos! Que dor eles teriam se vissem como hoje são os 'debates'!
 · Responder · 
7
 · 5 h · Editado
João Ferreira Do Rosário
João Ferreira Do Rosário Contra o vazio de argumentos baseados apenas no zero imigração (imigração é necessária apesar de todos os populismos) ou na saída da França do Euro e UE, catastrófica em termos sócio-económicos e geopolíticos para a França, e nada mais, o resultado foi o óbvio... 😁
 · Responder · 
1
 · 53 min · Editado
Manuela Carrilho
Manuela Carrilho Boa espero que que esta demónio de saias perca as eleições
 · Responder · 
14
 · 5 h
Ricardo Costa
Ricardo Costa Macron, esse menino da mamã, só é "um caso adiado", pois LePen daqui a cinco anos governará a França!!!
Vai ganhar o Macron: vamos ter mais atentados, mais terror, mais neoliberalismo, portanto mais miséria para o povo, mais fome, mais desemprego, mais
...Ver mais
 · Responder · 
31
 · 5 h
Filipe Brizida
Filipe Brizida Exato, ela ganha daqui a 5 anos, e tal como todos os demagogos, conservadores, de tiques autoritários, condicionadores de liberdades e direitos individuais como ela, vai recuperar a França de forma pujante à semelhança do que acontece quando pessoas como ela chegam ao poder por esse mundo fora.
O problema, é que os países ricos, quais meninos mimados, acham que estão muito mal, quando na verdade estão fartos de estar bem!
 · Responder · 
23
 · 5 h
Maria Barros
Maria Barros ia comentar..mas as suas palavras..faço das suas minhas também..sem tirar nem por.
 · Responder · 
8
 · 5 h
Jorge Mealha
Jorge Mealha Macron vai ser um presidente com pés de Barro sem uma estrutura política própria que o suporte, vai ser muito pior que Hollande, vai abrir caminho para o triunfalismo de Le Pen nas próximas eleições.
 · Responder · 
3
 · 5 h
Nuno Filipe Soares Laranjeira
Nuno Filipe Soares Laranjeira Há uma grande diferença entre os teus sonhos, e a provável realidade futura LUL! o desespero é tanto
 · Responder · 
1
 · 5 h
Wilson Santos
Wilson Santos Meu deus! O horror! A tragédia! França toda destruída! Europa em ruínas! Fujam, corram para as montanhas!
 · Responder · 
6
 · 4 h
Rogerio Varela
Rogerio Varela E a "menina" do papá ?
 · Responder · 
4
 · 4 h
Dário Félix
Dário Félix Esse discurso fez-me lembrar o que a extrema direita da Alemanha deixou no fim da II Guerra Mundial por causa dos Judeus ("Os judeus roubam-nos o trabalho, mais desemprego, mais porta escancarada aos judaicos, mais desigualdades, ...") Juro que me fez lembrar Hitler...
 · Responder · 
3
 · 4 h
Katya Marques
Katya Marques o macarrão é menino da mamã, e a le penis é menina do papá
🙊
 · Responder · 
2
 · 4 h
Fabio Portela
Fabio Portela A sua resposta é a melhor que já aqui li, Filipe. Estão a afiar os dentes à loba, convencidos de que ela não os vai comer​! 😂
 · Responder · 
1
 · 3 h
Ricardo Costa
Ricardo Costa Por mim é-me completamente indiferente, que ganhe MLP ou Macron(Merkel), há uma Mulher que vai ganhar estas eleições, e os Franceses é que vão sofrer!!!
Eu vivo no Paraíso que é Portugal, governado á vez pelo PS e PSD, um Pais destruído, cheio de desig
ualdades e onde se cria emprego atualmente do mais precário que existe.
Mas tenho todo o direito de opinar sobre política em França, quem não gostar da minha opinião, coma só as batatas!!!
 · Responder · 3 h
Jose Pires
Jose Pires llllllllllllllloooolllllllllllllllllllllllllll...então é porque não viram o mesmo debate que eu vi , isso com toda a certeza !!!!....deve ser por isso que os mass merdias portugueses a partir de um determinado momento do dito debate , decidiram deixar ...Ver mais
 · Responder · 
8
 · 5 h
Miguel Santos
Miguel Santos Pois ... ponham-se a dar como certo e depois tem uma desagradável surpresa ... não confiar nas sondagens ( são encomendadas ) para desmotivar
 · Responder · 
4
 · 5 h
Claudio Assunção
Claudio Assunção Sim a hillary clinton também ganhou os debates todos por KO e tinha avanço em todas as sondagens.
 · Responder · 
4
 · 4 h
Luis Alexandre Costa
Luis Alexandre Costa Um tem políticas coerentes e realistas o outro tem política do medo e do neo fascismo... É normal
 · Responder · 
2
 · 4 h · Editado
Armenio Vilela
Armenio Vilela todos os jornalistas franceses e portuguêses gostam de fazer a pub para que a Europa venha muçulmana , tal é a razao demonstrada neste articulo ; ela é a unica a defender a França e até a Europa do terrorismo islamista actual que vos jornalista defendeis f °° p
 · Responder · 
5
 · 4 h
Rui Fernandes
Rui Fernandes A mídia transformou-se numa corporação com a agenda política de um grupinho de bilionários laicos que lançam toda a série de mentiras para enganar a gente ingénua. O povo que elegeu Trump não é tolo nem parvo: https://www.youtube.com/watch?v=xdfYiFpaxao
 · Responder · 
1
 · 4 h
Paula Sá
Paula Sá Agora em português...
 · Responder · 
1
 · 4 h
Armenio Vilela
Armenio Vilela Paula S quase em português VAI TE °°°°°
 · Responder · 
1
 · 4 h
Paula Sá
Paula Sá Armenio Vilela uma das características dos apoiantes de Trumps e LePens é de facto a classe ;) Passe bem!
 · Responder · 
3
 · 4 h
Luz Silva
Luz Silva Classe? Você disse classe? Mude de cérebro menina.
 · Responder · 
1
 · 3 h
Paula Sá
Paula Sá Luz Silva sabe o que é ironia ? Pois...
 · Responder · 3 h
Victor Neves
Victor Neves Pois claro, a Crooked Clinton, também ganhou tudo, mas no fim levou nas nalguinhas.
 · Responder · 
1
 · 4 h
Joaquim Melo Ribeiro
Joaquim Melo Ribeiro Simplesmente vergonhosa a forma como, por exemplo a SIC, os órgãos de comunicação social se referem a Le Pen!
 · Responder · 
1
 · 3 h
Paulo Alexandre
Paulo Alexandre É... já ganhou.... mandem foguetes antes do tempo... parece que ainda não apreenderam com o Brexit e com o Trump... cambada de chicos espertos...
 · Responder · 
1
 · 4 h · Editado
Vera Juzarte
Vera Juzarte A sério? Vi o debate em directo na TV francesa mas OK deve ter sido outro debate que me escapou.
 · Responder · 
1
 · 3 h
Daniel Omar
Daniel Omar Alinhem nos populistas, está Marine é um vazio de ideias tal como o idolo Trump hehehehe A montanha pariu um rato
 · Responder · 
5
 · 5 h
Ana Paula Silva Frias
Ana Paula Silva Frias Muita gente quer que esta mulher ganhe as eleições, não sei no que pensam.
 · Responder · 
2
 · 5 h
Renato Manuel Matos
Renato Manuel Matos Marine força
 · Responder · 
3
 · 5 h
Rubén Valente
Rubén Valente Pensamos no futuro, pensamos que caso ela não vença irá vencer um tipo que defende a banca e o sector financeiro que tanto mal têm feito à vida das pessoas sem qualquer punição sem qualquer pedido de desculpas!
 · Responder · 
3
 · 4 h
Rui Fernandes
Rui Fernandes Você ainda acredita na imprensa?! A mídia transformou-se numa corporação com a agenda política de um grupinho de bilionários laicos que lançam toda a série de mentiras para enganar a gente ingénua. O povo que elegeu Trump não é tolo nem parvo: https://www.youtube.com/watch?v=xdfYiFpaxao
 · Responder · 
3
 · 4 h
Paula Sá
Paula Sá Não pensam, esse é o problema.
 · Responder · 
5
 · 4 h
Rubén Valente
Rubén Valente Paula Sá quando tiveres quase 70 anos e estiveres quase em idade legal para te reformares, lembra-te do teu banqueiro preferido! 
E mais, é como a Le Pen disse, nestas eleições ganhe quem ganhar vai sempre ganhar uma mulher! Ou ela ou a Merkel!
 · Responder · 
1
 · 4 h
Paula Sá
Paula Sá Rubén Valente e você acredita mesmo no que diz a Le Pen ? Ela, como Trump, diz o que o povinho quer ouvir...ideias próprias e credíveis são zero! O que conseguem vocês ver para lá da xenofobia e do racismo é algo que me espanta ! Mas ok, acredite em quem quiser. Por mim, apoio qualquer um que se oponha a uma idiota fascista. E espero que os franceses também.
 · Responder · 
1
 · 3 h
Rubén Valente
Rubén Valente Não vi na Le Pen nenhuma política xenófoba ou racista, vi sim políticas nacionalistas que procuram defender a França do estrangeiro e dos riscos que de lá advêm. 
Não concordo em tudo com ela, mas a Europa precisa de uma França forte e precisamos de alguém que abale o sistema ou as gerações futuras não terão futuro!
 · Responder · 29 min
Sónia Faria
Sónia Faria Nao é os jornais que ele tem de convencer... Mas sim quem vai votar. Espero sinceramente que os jornais nao errem desta vez.
 · Responder · 4 h · Editado
Miguel Zeru
Miguel Zeru Os mesmos jornais que à priori já sabiam que iam meter, nos debates para a presidência dos EUA, que a Hillary venceu os debates por KO, ou que o Trump não ia ganhar as eleições. Um jornal tem de apresentar factos, a partir do momento em que decide ser juiz perde toda a credibilidade, e todos estes já a perderam. Foi por isto que o Trump ganhou, e é por isto que quase de certeza a Le Pen vai ganhar. Não façam o julgamento pela população, informem e as pessoas que o façam por si.
 · Responder · 6 min
Miguel Resende
Miguel Resende Unanimidade só na Coreia do Norte.
 · Responder · 
9
 · 5 h
Rosa Cortez
Rosa Cortez Vejam lá não se enganem, como se enganaram com os outros, também homem mulher, um mais conservador outro menos, a mesma coisa
 · Responder · 
1
 · 2 h
Luis Rodrigues
Luis Rodrigues Ah ah o jornalista que publicou esta notícia não viu o debate com toda a certeza!!!
 · Responder · 
1
 · 1 h
Ricardo Costa
Ricardo Costa Também Hillary, vencia os debates todos depois, viu-se!!!!!!
 · Responder · 
16
 · 5 h
Filipe Brizida
Filipe Brizida Exato, viu-se, ganhou a maioria dos votos dos Américanos!
 · Responder · 
3
 · 5 h
Ricardo Costa
Ricardo Costa Sim teve mais votos, mas lá as regras são diferentes, quer que lhe expliquei???
 · Responder · 
3
 · 5 h
Filipe Brizida
Filipe Brizida Claro que sei, pelos vistos quem não atingiu o ponto foi você!
 · Responder · 
1
 · 5 h
Diogo Azevedo
Diogo Azevedo A Hillary fez campanha em Estados garantidos em vez de apostar nos indecisos. Cair nesse erro após 2 campanhas do marido é estupidez.
 · Responder · 
4
 · 5 h
Ricardo Costa
Ricardo Costa Sim, tem razão, respondi sem ler com atenção o que escreveu, peço desculpa.
 · Responder · 5 h
Filipe Brizida
Filipe Brizida O meu ponto é simples, ela venceu os debates, convenceu a maioria dos cidadãos americanos, quase três milhões de cidadãos a mais deram-lhe preferência. Simplesmente o sistema eleitoral não lhe permitiu chegar à presidência.
 · Responder · 5 h
Ricardo Costa
Ricardo Costa Filipe, sim claro tem razão, mas na minha opinião o sistema eleitoral dos EUA, fazem sentido ser daquela forma, trata-se de uma união de estados, e nem todos os estados tem o mesmo peso político/económico ou social.
 · Responder · 
3
 · 5 h
Rubén Valente
Rubén Valente O Macron tem muitas ideias, todas elas já testadas e todas elas com os resultados que se vêm...uma sociedade cada vez mais desigual!
 · Responder · 
3
 · 4 h
Rui Fernandes
Rui Fernandes Vocês ainda não entenderam por que Trump, estando fora da política e praticamente sozinho, ganhou as eleições?! O povo que o elegeu não é tolo nem parvo: https://www.youtube.com/watch?v=xdfYiFpaxao
 · Responder · 
2
 · 4 h
Jose Carlos Silva
Jose Carlos Silva Eu vi o debate sou de esquerda mas acho que a sra foi mais clara para o seu pais. Senao a franca vai continuar a sabor dos paises do norte da europa.Doa democraticos......dizem
 · Responder · 
1
 · 2 h
Hernani Nunes
Hernani Nunes A esganada mental, enterrou-se de asneira em asneira. Sem um minimo de capacidade nada convincente em suma uma completa nulidade.
 · Responder · 
1
 · 3 h
Sérgio Loureiro
Sérgio Loureiro A mim nem um nem outro me satisfaz, mas a quem dariam os jornais a vitória?
Por KO é a manipulação que está presente em notícias deste tipo.
 · Responder · 31 min
Zé Mamzézas
Zé Mamzézas Coisa mais fácil do mundo vencer um nazi visto que são pessoas com problemas mentais e graves!!
 · Responder · 
2
 · 5 h
João A. Salvado
João A. Salvado O Macron está a ser levado ao colo como a Sra. Clinton...
 · Responder · 
4
 · 4 h
Manuel Pimenta
Manuel Pimenta Ainda bem que não sou francês! Assim não tenho que escolher entre dois males. Prefiro a minha geringonça 😂😂😂
 · Responder · 1 h
Luis Pedro Oliveira
Luis Pedro Oliveira Nem que só colocassem um boneco com a foto dele
Ganhava sempre para os jornalistas 
A pressão é grande
 · Responder · 
1
 · 4 h
Brian Holmes
Brian Holmes Atençao que essa é a opiniao da midia! No inicio o Macron diz que quer "elevar" as grandes empresas e que as menores nao sao importantes... diz que as pequenas empresas, nao criam empregos! . Por outras palavras, continuar a enriquecer os ricos e durante o processo, manter a classe media escravizada! Aqui fica o debate completo e façam voces o julgamento! https://www.youtube.com/watch?v=dH9uXWh3n-Y
 · Responder · 
1
 · 2 h · Editado
Rui Fernandes
Rui Fernandes Admiração! Mesmo que ele se estendesse ao comprido, os canais televisivos e os jornais nunca diriam o contrário. A mídia transformou-se numa corporação com a agenda política de um grupinho de bilionários laicos e, por isso, coloca também etiquetas insultuosas a quem não dança com eles. O verdadeiro jornalismo é coisa que se vai vendo cada vez menos e daí a animosidade que as pessoas mostram agora também pela própria imprensa. O denominado «quarto poder» está cedendo o lugar rapidamente às redes sociais...
 · Responder · 
1
 · 4 h
Jose Manuel
Jose Manuel anda tudo com medo da le pen .Qual e a dúvida e uma grande Mulher só quer o bem da França
 · Responder · 
1
 · 3 h
Dino Fidalgo
Dino Fidalgo CLARO....Os "mêsmos" Jornais e..."Jornaleiros" PROPRIEDADE do Ex-Patrão do POETA, e DONO da Goldman Sachs...E...Muito mais, a BILDERBERG !!!
 · Responder · 
1
 · 4 h · Editado
Bruno Cardoso
Bruno Cardoso Ahahahahahhahaha
 · Responder · 
4
 · 5 h
Carlos Silva
Carlos Silva Sempre a mesma tendência. Devem ter visto outro debate. .. KO ?
 · Responder · 
3
 · 5 h
Marisa Carreira
Marisa Carreira Pobre França! Ter de eleger um Macron para não eleger Le Pen.
 · Responder · 1 h
Jorge Fernandes
Jorge Fernandes Venceu, ou é melhor que tenha vencido?
 · Responder · 
2
 · 5 h
John Lu
John Lu debate do século?!?.....o publico cada vez mais um jornal paroquial....
 · Responder · 
2
 · 4 h
Alder Oliveira
Alder Oliveira Menos mal... agora só falta combinar com os eleitores franceses
 · Responder · 
3
 · 5 h
Guilherme Sousa
Guilherme Sousa Nop...ganhou foi Le Pen. Deixem de manipulação.
 · Responder · 54 min
Manuela Oliveira
Manuela Oliveira Debate do século? Calma, ainda só vamos na segunda década deste século!
 · Responder · 
1
 · 5 h
José ML Gabriel
José ML Gabriel O debate do século? Mas o século não é ainda uma criança?
 · Responder · 
1
 · 4 h

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.