quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Jovem nepalesa morre sozinha numa cabana por estar menstruada


Roshani Tiruwa, de 15 anos, morreu isolada numa cabana durante o período de menstruação por ser considerada impura. A jovem terá morrido por inalação de fumo.
O corpo da rapariga foi encontrado pelo pai dentro da cabana, no domingo
Twitter
Mais sobre
Uma jovem de 15 anos nepalesa morreu sozinha numa cabana, após ter sido obrigada a ficar isolada da sua aldeia por estar menstruada e ser considerada impura. A polícia ainda aguarda o relatório da autópsia, mas acredita que Roshani Tiruwa terá morrido por inalação de fumo de uma fogueira que acendeu durante a noite para se aquecer, conta a Reuters.
O corpo da adolescente foi descoberto pelo seu pai, no domingo, dentro da cabana, situada na vila Gajra, a oeste de Kathmandu, no Nepal, mas a morte da adolescente só foi conhecida na terça-feira.
E este não é um caso único. Roshani Tiruwa é a segunda rapariga a morrer este mês por causa da tradição hindu Chhaupadi, que defende que a mulher é impura durante o período em que está menstruada e que deve ser afastada de todas as pessoas. A prática foi proibida em 2005, mas ainda há relatos de mulheres que sofrem ataques de cobras, animais selvagens e até violações enquanto estão isoladas nas cabanas.

A tradição Chhaupadi

Chhaupadi é uma tradição religiosa hindu, praticada no Nepal, que proíbe as mulheres de estarem em contacto com outras pessoas durante o período de menstruação. Nesta fase, são consideradas impuras e são mantidas fora de casa, isoladas numa cabana improvisada ou até mesmo em estábulos.
As mulheres ficam também proibidas de tocar em homens e impedidas de comer certos alimentos, como manteiga, iorgurte e leite.
Ainda de acordo com a agência noticiosa Reuters, algumas comunidades acreditam que vão ser alvo de uma catástrofe ou de um grande azar se a mulher não for isolada rapidamente quando está menstruada. Durante essa fase, são ainda proibidas de beber leite e obrigadas a comer menos.
Os ativistas dizem que os esforços feitos pelo governo para acabar com a tradição Chhaupadi têm sido insuficientes. Em resposta, as autoridades afirmam que precisam de mais tempo e meios para lutar contra esses costumes que estão enraizados neste tipo de culturas.
“Foram lançadas diferentes estratégias para combater esta tradição, mas apagar rapidamente práticas que se encontram presentes há tanto tempo na sociedade é difícil”, declarou Binita Bhattarai, do Ministério da Mulher e da Criança.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.