sábado, 31 de dezembro de 2016

Estamos no grau zero, certo?

MARCELO REBELO DE SOUSA


1.382
98
Só nos resta aguardar pela publicação no site da Presidência da nota congratulatória de Marcelo Rebelo de Sousa pelo regresso das andorinhas na primavera, pois estas não são menos que George Michael.
Durante horas pensei que o lamento oficial de Marcelo Rebelo de Sousa pela morte de George Michael era uma piada das redes sociais à hiperatividade presidencial a que MRS nos vem habituando. Nem acreditei quando li as notícias. Tive de ir ao site da Presidência da República confirmar que a mais recente exuberância pesarosa de MRS existia mesmo. Pelo que, queridos concidadãos, está na hora de assumirmos mais esta cruz nacional (e peço perdão por trazer este travo quaresmal para o tempo natalício): temos um Presidente que perde tempo a emitir lamentos oficiais pela morte de estrelas pop estrangeiras.
Enquanto aguardamos a publicação no site da Presidência da nota congratulatória de Marcelo Rebelo de Sousa pelo regresso das andorinhas na primavera (que as andorinhas não são menos que George Michael), ou talvez mesmo um comentário oficial do Presidente sobre a problemática das notícias falsas, devemos, quem sabe, perder uns momentos e dirigir a uma qualquer divindade do nosso agrado uma oração pedindo uma mordaça para Marcelo Rebelo de Sousa (já que o bom senso e o sentido das proporções não são suficientes para o moderar).
Há pouco tempo o caso Cornucópia teria dado uma lição ou duas ao Presidente, se tivesse capacidade de aprender. Ouvida a notícia do encerramento do teatro, Marcelo Rebelo de Sousa abalou para o local do crime – por razões além do entendimento humano – e sugeriu – outra vez por razões além do entendimento humano – que a Cornucópia devia ter um regime de exceção.
Fez figura triste, claro. Se MRS queria falar sobre teatro e arvorar-se em defensor da cultura paga pelos contribuintes, podia, com mais propriedade, ter comentado a penúria da programação do Teatro Nacional D. Maria II. Eu já vou na segunda temporada seguida a tentar encontrar uma peça decente para comprar bilhetes e assistir. Népias. Na temporada passada, nem com o centenário de Shakespeare – celebrado pelo mundo inteiro com magníficas encenações – fomos brindados com uma produção normal de uma peça do prolífico dramaturgo no D. Maria. Só tivemos direito a invenções criativas (ataque de tosse) boas para afastar os mais previdentes.
(Não é totalmente verdade. Houve uma produção para crianças há pouco tempo, sobre a evolução das espécies, a que tentei levar os meus filhos. Não consegui. Cautelosamente terminou no fim de semana em que se iniciaram as férias de Natal dos petizes. Alguém no D. Maria não deve ter querido correr o risco de ter uma sala cheia de espetadores nos últimos dias do ano.)
É possível que Marcelo Rebelo de Sousa esteja encadeado com a sua popularidade, e veja como parte fundamental das suas funções presidenciais tirar selfies com os portugueses, mas alguém devia aconselhá-lo a mais recato – porque corre o risco grande de ninguém o levar a sério quando falar de assuntos importantes (se se conseguir aperceber deles). E de nos fazer duvidar se tirará o tempo para presidir durante uma crise governativa ou um aperto nas contas públicas, ou montanha russa semelhante, em vez de continuar com os seus brinquedos presidenciais.
Para não destoar do nível do Presidente da República, o primeiro-ministro escolheu falar-nos na sua mensagem natalícia num cenário de um jardim de infância. Houve quem se escandalizasse e se risse, mas eu opino que Costa deveria sempre falar ao país num jardim de infância. Além de ser cenário perfeito para o conteúdo possível de uma mensagem de Costa, revela que no PS julgam que os seus eleitores têm capacidades intelectuais semelhantes às encontradas na população pré-escolar.
Costa foi Costa. Diagnosticou como grande problema nacional o ‘défice de conhecimento’. Curioso. De repente lembro-me da paixão pela Educação de Guterres e dos programas maravilha de Sócrates: os quadros elétricos nas salas de aula, o brinquedo Magalhães, o Novas Oportunidades, o choque tecnológico. Nem sei como com tanta eficaz política socialista para a educação e conhecimento ainda poderemos ser deficitários. Diria que Costa também se baralha quanto aos problemas prioritários.
De caminho, Costa lá encontrou maneira de insultar as empresas na mensagem de Natal – insultar os criadores de riqueza agora é um must de esquerda. Precisam de ser melhores e incorporar mais conhecimento – diz o anafado primeiro-ministro (resultado de uma vida num aparelho partidário) aos já ressequidos empresários que pagam os impostos excessivos que sustentam a geringonça, e que criam emprego aos trabalhadores que também pagam impostos em demasia para a mesma geringonça.
Talvez o PR tenha alguma coisa a dizer das banalidades vazias que Costa proferiu no Natal. Ou da elegância de Santos Silva, que equiparou a concertação social a uma feira de gado. Claro que forçar uma demissão de um ministro, nem pensar, que o Presidente já calou respeitosamente quando Costa impôs a permanência no governo do senhor das viagens da Galp. Houve tempos em que Costa dizia que um ministro nunca se podia esquecer que era ministro, mas os critérios de Costa são, como tudo nele, muito elásticos.
No entanto é bem provável que Marcelo Rebelo de Sousa tenha assuntos mais importantes para ocupar o seu tempo na Presidência. Afinal talvez saiba de alguma pastelaria, detentora de um rico património imaterial que é a receita de um bom pastel de nata, que esteja para falir, sendo necessário o PR ir renegociar-lhes o empréstimo com o banco. E também morreu a Princesa Leia.
Catarina Sousa Mendes
1 d
Excelente! Mas o histerismo não acaba com apelos à razão exactamente porque não é do foro racional. Neste tipo de reacção humana funciona qualquer coisa que provoque um choque e quebre essa espécie de hipnotismo trazendo as pessoas de volta à realidade. Até lá que vá gozando o pratinho porque o acordar da nação não lhe trará vida fácil.Faz também parte da natureza humana a agressividade na reacção aquilo que fere o ego e não há nada que fira mais o ego do que perceber que se foi tolo.
Interessante intervenção. Ao jantar, um amigo nosso reconheceu como tem sido tolo ao apoiar o PS. Já me não lembro ao certo porque se falou no consul de Bordéus, o Aristides, que dizem que ajudou mais de 30 mil a fugirem do holocausto dos socialistas alemães. Um dos meus filhos mostrou-lhe um livro escrito por um embaixador que desmistifica essa farsa política. No fim, sentiu-se tolo porque tinha acreditado em algo sem o mínimo fundamento racional. Isto, vai de encontro ao que diz.
Miguel LCastro Fonseca Henriques
1 d
Errado!
Rui Martins
1 d
Brilhantes Maria João. Mas as bestas que votam nestes canalhas, adoram estás fantochadas. E adoram viver da teta do estado comandado por gente ainda mais ridícula que eles. 
Jose Morais
1 d
Que bodega de tema, certo?
Almeida Carvalho
2 d
Dá a impressão que não tem mais nada que fazer, e gasta o País uma fortuna para tanta baboseira.
José Montargil
2 d
Os critérios do Costa não são elásticos, são inexistentes.

De facto o RdeSousa ter imensa pena do George Michael é extraordinário. Inédito, inesperado. 
De qualquer maneira prefiro mil X o George Michael ao RdeSousa.
Xico Zé
2 d
o george era um grande cantor .... o marcelo gostava dele talvez por andar sempre de microfone na boca até nas casas de banho publicas ....nao largava o microfone 
Gil Silva
2 d
A opinião desta senhora vale o que vale...Muito pouco.
Eu, pessoalmente, prefiro ver um presidente 'hiperativo' do que um espantalho que não dá 'cavaco' cheio de mordomias a viver à custa dos cidadãos.

É compreensível que muitos não gostem disso... Acostumaram-se a viver à sombra de outros....



José MontargilGil Silva
2 d
A opinião da jornalista "vale o que vale...Muito pouco", escreve o Gil Silva. 
Mas a do Gil, coitado, não vale nada! ZERO!
Manuel Augusto
2 d
Carrega Marcelo ! Para grande azia dos pafianos e troikistas...........
Jorge pedro
2 d
Estamos perante a melhor articulista da imprensa portuguesa! É só isso!
Pedro Torres de CastroJorge pedro
2 d

Corroboro
Jorge pedro
2 d
Estamos perante a melhor articulista da imprensa portuguesa! E mais não digo!!!!
Manuel Antunes
2 d
Marcelo ficou deslumbrado com o brinquedo que lhe deram: a Presidência da ´República. Parece um garoto a brincar com um papagaio na praia, a acorrer e a dar-lhe guita enquanto ele sobe e redopia no ar. Os banhistas deixaram o areal todo para o Senhor Presidente. Arrumaram-se bem arrumados, direitinhos, à entrada da praia e batem palmas enquanto Sua Excelência corre para trás e para a frente à procura do melhor vento para o seu papagaio. Pobre País.
António Hermínio Quadros SilvaManuel Antunes
2 d
Bem apanhado
António Hermínio Quadros SilvaManuel Antunes
1 d
É um brinca na areia
João Barbosa
2 d
"Pelo que, queridos concidadãos, está na hora de assumirmos mais esta cruz nacional (e peço perdão por trazer este travo quaresmal para o tempo natalício): temos um Presidente que perde tempo a emitir lamentos oficiais pela morte de estrelas pop estrangeiras"

hahaha, muito provavelmente nunca na história da humanidade algo de tão absurdo foi feito pelo líder de um país. 
Hapax Legomena
2 d
Esta menina é tão burrinha que até mete dó. 
Paula PereiraHapax Legomena
2 d
E onde encontrou V.Exa nesta crónica sintomas da referida burritude?? Esclareça por favor...

Manuel Almeida Gonçalves
3 d
Marcelo é um medíocre. Um PR reality show. Uma vergonha para o país.
Fernando Kosta
3 d
ARTIGO  E X C E L E N T E  !!!!!!
Parabéns. Creio que já ninguém da maioria silenciosa acredita nesta espécie de presidente. Quanto ao fulano que perdeu as eleições que até o Pato Donald venceria estamos conversados. Trata-se de um evidente criatura mentirosa movida unicamente pela sede de poder. Percebe-se que a generalidade do povo vá na cantiga. Afinal o estado de bovinidade identificado pelo ministro ainda em funções reflecte-se em quase toda a sociedade portuguesa....
Maria Do Carmo FonsecaFernando Kosta
12 h
pois é. mas pelo menos há já bastantes que começam a perceber!!
Jacinta Marques
3 d
Pessoalmente já estou cansada deste PR que não largou a pele de comentador...Perdoem me,mas não há pachorra! 
Amora Bruegas
3 d
Divertido e inteligente artigo..., cá em casa todos gostaram dele, cheio de humor, espiritual. De vez em quando, nada como algo divertido para ler em virtude de "tristezas não pagam dívidas"!
O pinóquio Marcelo.., está cada vez mais a ficar ridículo. Será que ninguém o alerta disso, que é uma moeda de duas caras?
João Gata
3 d
Marcelo Rebelo de Sousa está a comportar-se de uma forma crescentemente ridícula e lamnetável. É o que acontece quando um PR quer ser "amado" pelo Povo: torna-se cada vez mais populista e demagogo. É lamentável a degradação a que estamos a assistir do papel de um PR. Triste,...., muito TRISTE.
Lucilia Fonseca Domingues
3 d
Por vezes imagino o candidato Tino de Rãs no lugar do Marcelo e acabo a pensar que talvez fizesse melhor figura. Tristeza de povo que elege tais governantes. 
Boa!Com a vantagem de que o Tino toca concertina e canta uma coisa chamada "Pão com manteiga" ("bread and butter",ganhar a vidinha)
António Hermínio Quadros SilvaLucilia Fonseca Domingues
3 d
Acho a sua ideia excelente,já tinha tido a mesma ideia, só que tinha pensado no Tony Carreira. D. João II dizia o mesmo a respeito do povoléu mas de outra maneira - Bem ruim deve ser este reino, para que esta gente seja a melhor dele.
Filipe Costavictor guerra
3 d
E tem profissão util, tem uma arte, já o Marcelo é comentador.
Paula Pereira
3 d
"Manifesto o meu pesar pela morte de George Michael, um artista e compositor versátil e talentoso, com uma longa carreira de inequívoca qualidade.Tal como David Bowie e Prince, para mencionar apenas alguns que este ano nos deixaram, partiu demasiado cedo e de forma inesperada. É difícil não pensar no que George Michael nos podia ainda ter dado, mas pelo menos teremos sempre o que a vida dele nos deixou.Marcelo Rebelo de Sousa” LIndo! Amei!...teremos sempre o que a vida nos deixou,...é de um Kitsh fabuloso!
Victor Batista
3 d
Eu ja nao leva a serio essa triste figura que è Marcelo! 
Para mim, quando ele abre a boca, ou sai anedota ou fantochada! 
Vamos todos nos pagar bem Caro, os desmandos dessa patetica figura. 
Vasco AbreuVictor Batista
3 d
Nunca levei a sério essa figura... Sou de direita e a minha família também... Nenhum dos seis votou em marcelo... Desta vez não votamos, excecionalmente!
Pedro Sousa RodrigoVictor Batista
3 d
Vitor aposto que votaste naquele a que os laranjolas chamam "cata-vento ahahah

Victor BatistaPedro Sousa Rodrigo
3 d
Em si e que nao votei! 
O Sr nao se candidatou! 
Experimente candidatar-se e poderemos ter um xuxa util! Quem sabe? 
então o catavento não é o Marcelo?
Pedro Manuel Moço Ferreira
3 d
Excelente.
Carlitos Sousa
3 d
Marcelo nunca saiu do grau zero. Quem não se lembra dos seus "factos políticos", dos seus mergulhos no Tejo, das suas guerrinhas com Santana Lopes ?! Deixou de ser um menino traquinas que adorava fazer partidas?
Não conseguiu descolar da pele de comentador de banalidades. Mas aperfeiçoou a sua técnica de agradar a gregos e troianos, (com muito afecto...), de modo a garantir a reeleição.
Enquanto Costa conseguir iludir metade do eleitorado com o "seu paraíso terrestre", Marcelo junta-se alegremente ao cortejo.
André Agos
3 d
Tal como no famoso livro, e com comportamentos por parte de quem nos governa e respectivos apoiantes em muito similares aos dos personagens, eu diria mesmo "MENOS QUE ZERO"...
Fernando de Matos
3 d
VOU REPETIR:
De caminho, Costa lá encontrou maneira de insultar as empresas na mensagem de Natal – insultar os criadores de riqueza agora é um must de esquerda. Precisam de ser melhores e incorporar mais conhecimento – diz o anafado primeiro-ministro (resultado de uma vida num aparelho partidário) aos já ressequidos empresários que pagam os impostos excessivos que sustentam a geringonça, e que criam emprego aos trabalhadores que também pagam impostos em demasia para a mesma geringonça
Jacinta MarquesFernando de Matos
3 d
Disse bem,ressequidos empresários...
Vasco Abreu
3 d
Sondagens há muitas! Eu não acredito nos números da popularidade de marcelo... Portanto, quem continua a argumentar com bases nesses valores está a contribuir para alimentar o mito!
Pedro Sousa RodrigoVasco Abreu
3 d
Vasco  você só acredita nas sondagens que dessem boas percentagens ao seuu querido Coelho, mas como politicamente está morto e  bem enterrado, tem-se contentar com as que dão ao Costa uma quase maioria política...é a vida  é só meia dúzia de fanáticos laranjolas ainda acreditam que o Coelho ressuscitará ao 3º dia...
Dark Prince IIVasco Abreu
3 d
Num país onde o povo acha piadinha a ser chamado de gado por quem o governa, acho que as sondagens até pecam por defeito! :-P
Ouça e olhe que não me tenho enganado: Costa nunca ganhará eleições em Portugal... Esse é o vosso desespero!
Pedro Sousa RodrigoVasco Abreu
3 d
Vai uma apostinha a Vítor????estou-lhe farto de dizer-lhe que o seu querido Coelho não ganhará mais nadinha...o Zé Povinho não se esquece de todas as tropelias que ele lhes fez e mais hão-de ser os do próprios partido a correr com ele
Marco magalhaesPedro Sousa Rodrigo
3 d
Não percebo porquê???  O homem agora até paga os impostos e tudo!
Cala-te xuxo comuna
Jose Miguel Pereira
3 d
Antes o populismo calculista de MRS que o populismo labrego de uns quaisquer extremistas. Melhor ainda seria populismo nenhum, claro.
Eduardo Cruz
3 d
Esta comentadora pafienta não gosta de quem votou, renega aquilo que apoiou á um ano, certamente saudosa de um Cavaco com cheiro a mofo.

O seu êxtase é anafar-se com comentários ridículos sem qualquer conteúdo limitando-se  a geringonçar ideias esconsas como quem escreve sentada numa cadeira com uma perna partida, fazendo equilibrismo entre a indisfarçável mediocridade e o indisfarçável apoio ao seu líder Passos .

Certamente há que alimentar as claques ávidas de insultos e outros mimos e aí está a explicação para as croniquetas e espaço dado a esta mente brilhante digna de uns Malucos do Riso.   




Pedro Sousa RodrigoEduardo Cruz
3 d
Esta fulana, mais uma muleta do Coelho que aqui anda, pensa que o Marcelo lê as suas crónicas...até pode ler, mas tal como eu e muitos só dá vontade de dar gargalhadas, mas enfim, vai alegrando a banda do Coelho que por aqui anda a tocar o réquiem a toda a hora, sempre os mesmos...
Paulo Correia
3 d
Estamos no grau zero, à esquerda. E Marcelo comanda as tropas.
victor guerra
3 d
A verdade é que ,parece que o povo gosta deste Estado-Prozac e o Marcelo era mestre de audiências.Este ano ,ainda conseguiram atamancar as contas-.Para o ano,o aperto virá de fora e veremos quem se chega à boca do palco
Paulo Nogueira
3 d
Excelente artigo, Maria João. Mas devemo-nos preparar para a postura de Marcelo: ele vai a todas e todos os dias tem que aparecer na com. social, particularmente na TV, para engrandecimento da Pátria e da sua personalidade (reinventou o culto da personalidade?).A sua homónima (a Ruella), tem-se "mexido" bem...
Jesus Manuel
3 d
Artigo ....classificação minha : zero elevado ao cubo..
Paulo FernandesJesus Manuel
3 d
0^3 = 0
João GataPaulo Fernandes
2 d
Não ligue ao Jesus....sendo de Esquerda, é BURRO....ao CUBO !!
João Antunes
3 d
Prefiro um PR vivo e a dar comunicados do que um PR morto vivo como o anterior
Marcelo TeixeiraJoão Antunes
3 d
O que posso dizer? Se gostam de comer palha, então a tem.
Cipião Numantino
3 d
Ultimamente estou relapsamente a confrontar os restantes comentadores com casos cinéfilos. Seguindo esta recorrente linha, a exegese redutora da espécie de parque infantil com que MJM nos confronta, faz-me lembrar um antigo filme francês que vi há muitíssimos anos. Se a memória não me falha chamava-se "Rei dos Doidos". O enredo girava à volta de uma cidade francesa que tinha um altaneiro castelo algures no sec. XVIII ou XIX. Um grupo foragido de malucos de um hospício psiquiátrico, juntou-se sob o comando de um ainda mais doido que eles e tomou de assalto esse tal castelo. Cerraram os seus pesados portões, montaram conveniente guarda com as armas que encontraram ao seu dispor, e isolaram-se completamente da restante população da cidade. Alegação aduzida? Pois, nem mais nem menos, trataram de acusar todos os outros cidadãos da cidade que eram completamente malucos!!! Arvorando-se, eles próprios, de não estarem contaminados por tal maluquice, tinham obviamente, que se defender da intromissão dos doidos varridos que se encontravam fora das muralhas. O conceito foi elevado a tais extremos que se transformou numa guerra de cerco ao dito castelo. Sitiados, os doidos, resistiram heroicamente ao assédio daqueles que ainda julgavam mais doidos que eles. O resto, certamente adivinharão e não vos vou maçar com conclusões adrede mais que óbvias. O que eu quero ressaltar desta historieta, é o non sense efetivo que se apossa de algumas pessoas. E da analogia casual que observo no comportamento objetivo de muitos dos nossos políticos. Quase me sinto tentado a pensar que o nosso inefável e beijoqueiro PR pode, metaforicamente falando, ter dado num perfeito Rei dos Doidos. Por sua vez, o seu guerreiro condestável, pode muito bem ser transportado para o anafadinho e sorridente Dr. Costa. Será que não vivemos mesmo uma redutora experiência em que os que nos governam pensam que, fora do seu círculo pessoal, estaremos todos doidos? E que a promoção do seu auto-isolamento num confinamento estudado, os visa proteger do manicómio recorrente em que pensam que todos nós estamos situados? Olhem, eu não sei. Só sei que os casos de doidice assolapada de quem nos governa são mais que muitos. E, pelo sim pelo não, acabei agora mesmo de olhar furtivamente da janela para ver se à porta da minha morada não se encontravam forças dos bombeiros ou policiais com coletes de força nas mãos prontos a internar-me. Desta gente, por mim, já espero tudo. Preparem-se todos vós porque, ou muito me engano, ou num qualquer inesperado destes dias, vamos ter todos que gritar em uníssono por ... SOCORRO!...
Subscrevo totalmente. Também vi o filme e parece-me estar a revê-lo...
Cipião Numantinomaria silva
3 d
Cara Maria Silva, confirme-me sff se o nome do filme era mesmo O Rei dos Doidos. E já agora se alguém souber se anda por aqui na Net que faça o favor de nos dizer.
A tradução portuguesa do francês Le Roi de Coeur foi de facto O Rei dos Doidos. A propósito a quem vamos chamar de Coquelicot?
Joel Gabriel
3 d
Parabéns pelo belo e elucidativo comentário , sobre politiqueiros .

O paulino das feiras , ainda se resguardava ,não tirava fotos com todos.
pq sabia q nem todos o mereciam. 
este PR é pau para toda a obra . o q vem a rede é peixe .

Mal empregado o meu voto. sempre pensei q quando chegasse a P da R o comportamento    fosse diferente .não austero , mas , cada um no seu lugar. Mal empregado o meu voto. Outros não pensarão como eu , mas sinto me  desfraldado e não representado por este PR.
Victor BatistaJoel Gabriel
3 d
Pois ,da proxima temos que varrer Marcelo e Costa, numa so vassourada. 
Pedro Sousa RodrigoVictor Batista
3 d
Vê lá se não és tu varrido com um pontapé no dito cujo 
Victor BatistaPedro Sousa Rodrigo
3 d
No mi amigo! 
Estou precavido. 
Rita LeeJoel Gabriel
2 d
desfraldado? sem fralda?
João Lopes
3 d
É verdade: «temos um Presidente que perde tempo a emitir lamentos oficiais pela morte de estrelas pop estrangeiras…e Costa deveria sempre falar ao país num jardim-de-infância». É o “Portugal dos pequeninos”, com dirigentes…à sua medida! Ninguém se deve queixar.
fernando simoes
3 d
Muito bem MJM. O nosso PR ameaça tornar-se no no maior casus ridiculus de que há memória. o homem parece o "paulinho das feiras"  na ânsia (que cansa até um morto) de fazer boa figura, de "chegar" a todos, de ouvir a todos, é uma canseira. Alguém faça alguma coisa, é cansativo só de ver!
Antonio Dâmasofernando simoes
3 d
Ó Fernando, "o nosso PR" salvo seja, deve ser seu, pois meu nem pensar, o antigo entretainer da TVI tinha graça (ás vezes) e era apenas uma vez por semana, a malta, mudava de canal, mas agora é em todos os momentos e todos os canais. O amor ou afectos, também saturam, podem trazer ódio. Está na altura de darem ferias ao homem, ou dêem ferias á tugalhada.

maria silvaAntonio Dâmaso
3 d
Graças a Deus que  há canais estrangeiros. A maioria são péssimos mas prefiro ver um filme ou documentário repetidos até à exaustão do que ver os canais portugueses com marionetas ridículas em palco 24 horas por dia e em simultâneo.
Maria Do Carmo Fonsecafernando simoes
12 h
por favor, ideias precisam-se!!
Joao Odiragram
3 d
Parece que só falta aparecer, nesta quadra natalícia, no circo Chen, a fazer de palhaço , actividade em que é tão competente,  para gáudio do Zé pagode carente de afectos......
Jesus ManuelJoao Odiragram
3 d
Oh margarido....as " elites".. pouco a 
pouco vão sendo arrumados..colégios amarelos..
Antonio Bustorff Bello
3 d
E nem uma palavra do Sr. Presidente sobre a morte de José Pracana, grande símbolo do fado.
António Hermínio Quadros SilvaAntonio Bustorff Bello
3 d
É muito mais cool quando eles são da estranja, e fica bem quando dizem aquele presidente português é um homem muito'a la page'
João Manuel Maia Alves
3 d
Quando morreu Arlindo de Carvalho, compositor, músico e cantor de tantos sucessos, alguns interpretados por Amália, não teve uma palavra, que eu saiba.
L. Rodrigues
3 d
Para além de totalmente descabida, a nota do PR sobre o falecimento de George Michael está de acordo com a artificialidade e ausência de critério com que Marcelo apresentava livros na TV: cabia lá tudo, principalmente monos que nem para decorar estantes tinham préstimo. Não acredito que ele perdesse tempo a lê-los, assim como não o imagino a consumir música de Michael.
Luis Oliveira
3 d
Votei no Marcelo para que o Ps não se vangloriasse e com a hipotética vitória do senhor Nóvoa, e assim viesse a branquear o assalto ao governo!
 Marcelo não tem estilo nem pinta para PR!! Se Marcelo está em alta, cá para mim, não é com as intenções de quem votou nele, mas talvez dos esquerdalhos!!!
CavacoSoaresampaioEanes1000--Marcelo 0!!!!!
hahahahahahahhahahahahahahahhaha
Jesus ManuelLuis Oliveira
3 d
Inverto Marcelo 100 - Outros zero
Joel GabrielJesus Manuel
3 d
pq tem a cabeça  aonde devias ter os pés.
Jesus ManuelJoel Gabriel
3 d
Caro joel... "as elites" depois de quarto de século de domínio no Arco de Governacso..vão para a feira do  gado..SE SABE FAZER ALGUM TRABALHO PRODUTIVO ...META MÃOS Á OBRA..
ANDO HÁ 40 anos no setor transacionavel da economia..
Victor BatistaJesus Manuel
3 d
Estas a falar de substancias alucinogenicas? 
Paulo Correia
3 d
Marcelo é e sempre foi isto. Inimigos de estimação e folclore. Lembram-se do táxi e do mergulho no Tejo? Não passa disto. Só parra e nada de uva. Mas o povo gosta de patetices...
Eu Mesmo
3 d
Não percebo a admiração, MRS está a fazer a persona que sempre fez, o de alcoviteiro que adora ter mais atenção que uma menina num baile de debutantes.
Helder Vaz Pereira
3 d
Com este Presidente, se o ridículo matasse...ele caía fulminado!
Jesus ManuelHelder Vaz Pereira
3 d
menina..agora quem manda no mundo são russos e chineses..

Pedro Sousa RodrigoHelder Vaz Pereira
3 d
Oh Helder mas votaste nele....
Rão Arques
3 d
E aguardar que na companhia de Santos Silva faça uma ronda elogiosa pelas feiras do gado. 
Dark Prince II
3 d
97% de popularidade é sinal que é disto que a esmagadora maioria do povo gosta ... não há nada a fazer a não ser esperar 5 loooooooooongos anos !! :-)

It can't rain all the time!!! ;-)
Vitor Reis
3 d
Muito bem, bom artigo e com humor. Não estamos no grau zero, simplesmente porque nunca estivemos acima. Pensei entretanto que se poderiam atribuir alguns Prémios. São merecidos e por isso aqui estão eles: 

PRÉMIO “Opino, opino e não paro de opinar, comento, comento e não paro de comentar, falo, falo e não paro de falar” – MARCELO REBELO DE SOUSA;
PRÉMIO “Deus que se cuide, porque afinal sou eu que estou em todo o lado e a malta lá em Belém já anda bué cansada” – MARCELO REBELO DE SOUSA;
PRÉMIO “Sou teimoso, não saio, hei-de voltar a ser PM e não vou convocar um Congresso extraordinário só para fazer a vontadinha a alguns para depois me porem no depósito” – PEDRO PASSOS COELHO;
PRÉMIO “Sou bonita, bem-falante, com ideias arrumadinhas, mas qualquer dia peço ao Passos para fazer uma OPA sobre o CDS. Ninguém liga ao que eu digo” – ASSUNÇÃO CRISTAS;
PRÉMIO “Ando sempre bem-disposto e sorridente e adorei a minha mensagem de Natal deste ano. Já pedi ao Marcelo para apresentar a minha candidatura a Prémio Nobel da Física, porque comigo as vacas voam e as geringonças funcionam” – ANTÓNIO COSTA;
PRÉMIO “Digo sempre que estou contra para acalmar os meus militantes, mas depois concordo com tudo o que faz o governo do António” – JERÓNIMO SOUSA;
PRÉMIO “Gosto de aparecer na televisão e que me façam entrevistas, porque acho que sou bonita e que até tenho umas ideias giras para por Portugal a andar para trás” – CATARINA MARTINS;
PRÉMIO “A saúde está pior do que quando era Ministro aquele senhor que por acaso foi meu chefe na Médis e que, ao contrário de mim, não era de esquerda e não percebia nada disto” – ADALBERTO CAMPOS FERNANDES;
PRÉMIO “Face e Facebook, Facebook e Face, Face to Face, Facebook to Facebook. Se um dia acaba o Face ou o Facebook, escrevo onde?” – BRUNO CARVALHO;
PRÉMIO “Por vezes confundem-me com a minha maninha gémea Joana, mas eu sou a Mariana, aquela que teve a ideia de ir sacar o guito aos ricos para dar ao Centeno” – MARIANA MORTÁGUA;
PRÉMIO “Já não consigo defender mais o meu chefe secretário-geral e sinto que estar sempre a malhar no Passos é pior do que bater por vezes no Coelho – CARLOS CÉSAR;
PRÉMIO “Nunca pensei que o Orçamento de Estado fosse promulgado tão rapidamente, mas o PR percebeu que 2017 vai ser o ano em que vamos virar uma data de páginas, incluindo a página da página” – MÁRIO CENTENO;
PRÉMIO “O PS não anda a cumprir o acordo que assinou connosco por causa da redução da TSU para o salário mínimo, mas eu também sou como o Jerónimo, falo, critico, resmungo, mas voto a favor do António” – HELOÍSA APOLÓNIA;
PRÉMIO “A direita não percebe nada de economia e não entende que eu também posso ser candidato ao Prémio Nobel da Economia, porque já provei cientificamente que a austeridade é como o colesterol. Existe a má se for de direita e a boa se for de esquerda” – JOÃO GALAMBA;
PRÉMIO “Os sindicatos protestam e eu estou na frente quando o governo não é colorido. Eu estou na frente a fazer de conta e os sindicatos não estão autorizados a protestar quando o governo é de pessoas amigas que também não resolvem os problemas, mas enfim…” – ARMÉNIO CARLOS;
PRÉMIO “Estou sempre com aquele ar de zangada, porque a bem da verdade ninguém me liga nenhuma e até acho que as propostas que me obrigam a fazer são só para chatear” – ANA AVOILA;
PRÉMIO “Vou ter um zoológico em casa, mas não me critiquem por favor, porque os meus animais vão andar em liberdade e, democraticamente, serão obrigados a votar no PAN” – ANDRÉ SILVA;
PRÉMIO “Ando confuso, não sei se avanço, se não, e acho que essa ideia peregrina que eu tive de lançar mais um imposto lixou-me as hipóteses” – RUI RIO;
PRÉMIO “Deus queira que a SIC não acabe, porque quero continuar a malhar passo a passo nesse perigoso coelho que por acaso é maior que eu e fazer comentários políticos talvez me ajude a um dia ser eleito o mais baixo (em altura) magistrado da Nação” – MARQUES MENDES;
PRÉMIO “Com tantas obras e obrinhas, estou mesmo na crista da onda e aviso os lisboetas que não tenho medo de outras cristas” – FERNANDO MEDINA;
PRÉMIO “Já devia estar reformado há muito. Este cargo que tenho atualmente dá-me um ar cansado, algumas vezes ando despenteado e nota-se bem que não tenho vida para tantos acontecimentos sociais” – FERRO RODRIGUES;
PRÉMIO “Já não sei o que é pior, se dizer que adoro malhar na direita, se comparar a concertação social a uma feira de gado. Tenho um ar pachola, mas às vezes espalho-me. Espero que percebam que isto é diferente dos corninhos do Pinho” – AUGUSTO SANTOS SILVA;
PRÉMIO “Só a esquerda é amiguinha dos trabalhadores e só a esquerda quer que eles tenham mais descanso por ano e só a esquerda quer afrontar o patronato, porque só há investimento se os patrões forem metidos na ordem” – BE, PC e PEV;
PRÉMIO “Renegociar a dívida, significa que não pagamos o que devemos, porque esses agiotas que nos emprestaram o caroço para os nossos devaneios exploraram-nos nos juros. Eles que paguem o que nos emprestaram, era só o que faltava serem os portugueses a pagar. Emprestaram porque quiseram” – BE, PC e PEV;
PRÉMIO “Pertencemos externamente à nova “troika” da governação, e mesmo não tendo ideias nenhumas, controlamos o governo” – BE, PC e PEV.
carlos mendesVitor Reis
3 d
gostei!!
Cuca Neco
3 d
Morreu a Princesa Leia e não é pouco. Fico chateado se o Marcelo não publicar uma nota oficiosa sobre a morte da Princesa no site da Presidência. Gostava bem mais dela que do George Michael.
António Hermínio Quadros Silva
3 d
Acha que estamos no grau zero? Eu acho que já passamos para a parte negativa do eixo dos xx resta saber onde iremos parar. De facto o presidente da republica de bananas que somos não tem emenda e digo-lhe aguenta-lo durante 5 - longos anos - 5 vai ser um trabalho que nem o Hércules quereria. Eu pergunto o que podemos ter feito que desagradasse tanto aos Deuses para que nos dessem  tamanho castigo? Direi como dizia D. João II '' Bem ruim deve ser este reino para eles serem os melhores dele'' ou de um modo mais fino, como dizia o matemático Giancarlo Rota '' Devemos estar perto do ocaso para que tão pequena gente produza tão grandes sombras''
Excelente, a frase de Giancarlo Rota.
Excelente !
Maria Do Carmo FonsecaAntónio Hermínio Quadros Silva
12 h
é uma pena, não é?

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.