sábado, 21 de janeiro de 2017

Josina Z. Machel: Os contornos de uma manipulação (1)

Josina Z. Machel: Os contornos de uma manipulação (1)
Depois do veredicto médico de que tinha perdido parte da vista na sequência de uma agressão do seu ex-namorado, R. Licuco, em Outubro de 2015, Josina Machel enxergou mais longe e, do túnel da violência, ela vislumbrou uma luz cintilando no fundo. A luz do activismo contra esse drama cada vez mais presente na nossa sociedade: a violência contra as mulheres.
E tomou uma decisão que está a mudar o rumo de sua vida: dar voz e olhos a centenas de vítimas anónimas. A marca do olho perdido está incólume na sua face, mas essa marca passou também a ser um símbolo de esperança, a cor vibrante de uma bandeira que pretende dizer “Não”. Por isso, ela se abraçou na activação de um Movimento. Kuhluka é o nome, de origem chope, que remete para “resiliência”. É assim: há na face da terra umas plantas, mesmo que daninhas, que resistem a qualquer tipo de intempérie. Você tenta eliminá-la, ela se finge morta, mas depois renasce aguerrida, e garrida de cores também.
É assim como Josina pretende ver as vítimas da violência doméstica, sobretudo as mulheres. Para que elas não se enterrem no silencio, para que cultivem sua auto-estima e assumam que há mais vida para lá do trauma. A Kuhluka já está legalizada em Moçambique e vai se juntar a outras ONGs que também trabalham área. Não pretende substituir ninguém. Vai ser complementar, usando outras metodologias. Por isso, sua natureza é a de um movimento para activação de alertas sobre abuso e ajuda judicial “pró bono” às vítimas, entre outras abordagens.
Depois de perder um olho, Josina concluiu que esse olho ela não o teria de volta e, sobretudo, que não há dinheiro no mundo que lhe possa devolve-lo. Mas há quem ande por aí, em clara manipulação, insinuando uma alegada ganância por ela ter fixado neste caso uma indemnização de 300 milhões de Meticais. Não! Ela não precisa desse dinheiro. Quem precisa são outras mulheres que, diferentemente dela, não tem meios para lutar contra seus agressores e carcereiros. Se ganhar o caso na vertente cível, Josina vai aplicar todo o valor na implantação da Kuhluka. As mulheres precisam!!!
Gosto
Comentar
Comentários
Juvêncio Abilio Comé
Juvêncio Abilio Comé Abaixo a violência doméstica!
Faquir Fernandes
Faquir Fernandes Violência doméstica não se tolera
Cremildo Jive
Cremildo Jive Avanti, de algum lado tinha que começar o pleito para livrarmos ou ao menos reduzirmos esse mal " violência doméstica" de que enferma nossa. Sociedade.
Marcelo Mosse
Marcelo Mosse Nos primeiros 15 "gostos" deste texto só aparece uma mulher. Interessante né?
Juvêncio Abilio Comé
Juvêncio Abilio Comé Geralmente, as mulheres estão entretidas com os afazeres de casa, a esta hora. Portanto, poucas pegam o telemóvel para ler textos, senão para dar uma vista rápida de olhos e, no máximo pôr um like numa foto e tal. Elas já estão cansadas de mergulhar telemóveis nos lavatórios, etc.
Rui Costa
Rui Costa Marcelo ironias sobre assuntos sérios, a parte, mas, há muito" gajo" farto de levar porrada.
Homer Wolf
Homer Wolf Nesses bonecos do "gosto, riso, suspresa... etc", falta um que expresse duvida, tipo "sei não"...
Gosto · Responder · 6 · Ontem às 14:34 · Editado
Eduardo Chichava
Eduardo Chichava Eu já tinha chegado à mesma conclusão. Os homens é que são contra a violência doméstica e não as mulheres. Infelizmente.
Joaquim Gove
Joaquim Gove Isso preocupa, sim, mas vamos pensar que maior parte da nossa juventude (entre esta, mulheres em maioria ainda) não gosta de ler textos tratando de assuntos sérios, tampouco com alguma extensão (ñ que este seja muito extenso). Talvez por isso se manifestem em menor número. 
Fosse isto colocado em forma de gracinha e com um texto ainda reduzido, garanto que os "Like" das manas subia...
Gosto · Responder · 1 · 23 h
Elson Guila
Elson Guila Cumprindo com o princípio de colocar like na publicação depois de concluir a leitura, só posso dizer que nenhuma mulher leu na íntegra.
Gosto · Responder · 2 · 23 h
Reginaldo Mangue
Reginaldo Mangue Muito interessante!
Gosto · Responder · 23 h
Eliha Bukeni
Eliha Bukeni Kkkkkk... quer ver activismo das mulheres, posta algo sobre bow, lurdes, liloca, liza e logo veras!
Gosto · Responder · 23 h
Agoo Gustavo
Agoo Gustavo Eu já tinha dito ao MM que as mulheres só gastam tempo a ler sobre sapatos, vestidos, maquilhagem, violência doméstica e tradição...
Gosto · Responder · 19 h
Carlos E. Nazareth Ribeiro
Carlos E. Nazareth Ribeiro Contei SEIS, Marcelo Mosse!! E outras SEIS no "coração".
Gosto · Responder · 15 h
Nairinho Mabote
Nairinho Mabote A ocultação do nome Rofino foi propositada?
Taiboz Taibo
Taiboz Taibo São necessários estes esclarecimentos até para minimizar os apetites insanos dos boateiros de costume, as redes sociais estão mais nefastas que a lixeira do hulene. Avante contra violência.
Cremildo Jive
Cremildo Jive Marcelo Mosse, é um despertar tutubeante, mas creio que as "vozes" e mais "gostos", vão aparecer, ainda que amiude....
Sergio Baloi Sergio
Sergio Baloi Sergio Por respeito a dignidade há baixa
Léu Pita Dos Santos
Léu Pita Dos Santos Força, que ela ganhe a causa
Ambrosio Olga Micaias
Ambrosio Olga Micaias Incluir homens violentados
Carmen Sotta Anselmo
Carmen Sotta Anselmo Bem haja Josina Machel
Da Camara Rafael
Da Camara Rafael Palhaçada. Não?
Antonio Mateus Mupendo
Antonio Mateus Mupendo Homens e mulheres violentos deveria estar na cadeia
Maria Narotam
Maria Narotam Tenho as mhas dividas MM sera k esse $ vai mesmo ajudar mulhers n mesma situacao?? Honestamente n acredto....ja vi mts ong's, fundacoes associacoes a ajudarem se a si proprias em nome dos outros....SIM repodio violoncia domestica, concord c a indmzcao mas n a esse nivel...
Joaquim Gove
Joaquim Gove Eu tenho as mesmas dúvidas... Até me parece que ñ há uma lei/regulamento e/ou sistema que obrigue e fiscalize as execuções orçamentais das ONG's. Será que há isto?? (é que não sei mesmo) 
Não havendo, acho que é o que faz com que muitos inventem organizações e usem destas para saciar as suas barrigas. 
No caso, a ser aplicado o valor desta indemnização (300 milhões) para o referido fim, seria bastante bom.
Gosto · Responder · 3 · 23 h
Ambrosio Olga Micaias
Ambrosio Olga Micaias Talvez. R licucu, ja vinha sendo violentado e na tentativa de se defender excedeu, e por excesso de legítima defesa será rematado os 3000 paus_ palhaçada
Gosto · Responder · 2 · 23 h
Nairinho Mabote
Nairinho Mabote O senhor tem noção da asneira que disse?
Gosto · Responder · 1 · 23 h
Janio Bruno Sansao Muzima
Janio Bruno Sansao Muzima Abaixo a violência doméstica
Gosto · Responder · 23 h
Davio David
Davio David Lamentar apenas a cultura de filantropia depois de se ser vitima...Nada contra mas parece protagonismo egocentrico, ja dizia Alice Mabota,os herdeiros e a familia Machel tem a responsabilidade de libertar mais eh o pais,enfim ...pelo menos assunto das calcinhas!
Gosto · Responder · 5 · 23 h
Célia Macamo
Célia Macamo Muita gente segue este caminho depois de experiências traumáticas. Absolutamente normal. Drogas, cancros, acidentes de carro, criminosos... muitas pessoas que já passaram por isso depois se dedicam ao trabalho voluntário. E a Josina já era activista contra a violência doméstica
Gosto · Responder · 2 · 21 h
Narcísio Mula
Narcísio Mula Eu também penso é ganância. Mas vamos esperar para ver os resultados de tal Kuhluka.
Gosto · Responder · 1 · 23 h
Alfredo Chambule
Alfredo Chambule Eu espero pela decisão do tribunal. Até hoje, há muitas zonas de penumbra neste caso.
Gosto · Responder · 4 · 23 h
Teonilde Joaquim
Teonilde Joaquim Stop a violencia
Gosto · Responder · 23 h
Alfredo Chambule
Alfredo Chambule Eu não conheço as posses do ora réu, mas 300 milhões de meticais???? A um câmbio de 70 meticais, estamos a falar de mais de 4 milhões de dólares norte americanos!!!!
Gosto · Responder · 7 · 23 h
Janio Bruno Sansao Muzima
Janio Bruno Sansao Muzima Bem feito pra ele
Gosto · Responder · 23 h
Alberto Mathe
Alberto Mathe Também duvido que esse cidadão seja capaz de pagar essa quantia, que até parece absurdo o montante fixado para a indenização, mas vale a intenção de acabar com a violência doméstica.
Gosto · Responder · 1 · 23 h
Momade Adamo
Momade Adamo Um olho perdido não é susceptível de avalição pecuniária, ou seja, não tem preço! Esse valor é mesmo uma compensação, e não indemnização (rigorosamente falando)....
Gosto · Responder · 2 · 21 h
Mario Tique
Mario Tique Mas, Alfredo Chambule, se este caso já teve o seu desfecho em tribunal na África do Sul, ficou provado que eles stavam embriagados e ele não a agrediu a ponto de a lhe cegar. Então o Sr. que é perito na matéria de advocacia o que acha deste caso?
Gosto · Responder · 21 h
Marcelo Mosse
Marcelo Mosse A outra manipulação é dizer se que este "caso" foi julgado na África do Sul. Não é verdade.
Gosto · Responder · 2 · 20 h
Mario Tique
Mario Tique Mosse eu ouvi em algumas fontes crediveis
Gosto · Responder · 1 · 20 h
Marcelo Mosse
Marcelo Mosse Mário Tique não te estou criticando. Eu sei...
Gosto · Responder · 2 · 20 h
Jorge Ganhe
Gosto · Responder · 23 h
Carlos Mamudo
Carlos Mamudo So despertamos quando acontece em nossas irmãs, a ignorância e a duvida cega-nos até chegar o fatídico dia
Gosto · Responder · 1 · 23 h
Célia Macamo
Célia Macamo Para alguns nem assim
Gosto · Responder · 21 h
Francy Tsurre
Francy Tsurre Bem haja a associação. 
Abaixo a violência doméstica.
Gosto · Responder · 23 h
Janio Bruno Sansao Muzima
Janio Bruno Sansao Muzima A maior covardia de um homem é despertar o amor de uma mulher sem ter intenção de ama-la
Gosto · Responder · 1 · 23 h
Siro Siro
Siro Siro Para o bem da verdade, é importante que o caso seja muito bem esclarecido... Abaixo a violência doméstica... Para as poderosas que terminem também com a violência moral/psicológica (palavrões de exibicionismo - copiar a cultura das novelas e forçar a sua implementação nas casas de forma unilateral ), e coloquem-se como as costelas dos homens.

Ps: Valencia doméstica é muito abrangente.
Gosto · Responder · 5 · 23 h
Elias Matsinhe
Elias Matsinhe "Mas há quem anda por aí, em clara manipulação, insinuando uma alegada ganância por ela ter fixado neste caso uma indemnização de 300 milhões de Meticais. Não! Ela não precisa desse dinheiro."

Este trecho sugere-me um Marcelo Mosse assessor da Josina. Tsém!
Gosto · Responder · 9 · 23 h
Sandu Clifton
Sandu Clifton Ela não precisa? Claro que precisa. Para a luta que ela decidiu abraçar. Senão porque pediria? 
Mas já agora podemos pedir indemnização para satisfazer causas sociais?
Gosto · Responder · 20 h
Nelsoncarlos Tamele
Nelsoncarlos Tamele Precisa nao p satisfazer apetites dela, mas p uma causa nacional!
Gosto · Responder · 19 h
Naona Jone
Naona Jone Bem haja Josina Machel.
Gosto · Responder · 23 h
Ilidio Dos Santos Namburete
Ilidio Dos Santos Namburete Avante. O percurso é longo e sinuoso.
Gosto · Responder · 22 h
Kleber Alberto
Kleber Alberto Abraco a causa, mas essa mola toda? E aruinar o outro, nao tem nada de didactico.
Gosto · Responder · 1 · 22 h
Paula Macucule
Paula Macucule Se fosse possivel aruinar cada agressor que sem pensar nas consequências envereda pelo caminho da violência , este mal tinha dias contados...
Gosto · Responder · 3 · 18 h
Dito Pedrao
Dito Pedrao Ephá ja seria muito bom, nao se façam de despercebidos a violencia, psicologica, emocional e fisica esta ganhar contornos alarmantes de mulher para o homem. Precisamos q as organizaçoes trabalhem nos numeros pra ver pra onde pesa a balança. Amigos os homens estao a levar muita purada fisica e psicologica, ate banhos de agua quente tomam.
Gosto · Responder · 1 · 22 h
Célia Macamo
Célia Macamo Devem reportar e se despir de preconceitos
Gosto · Responder · 21 h
Dito Pedrao
Dito Pedrao Célia Macamo isso é sério, nao podemos olhar essa questao de animo leve.
Gosto · Responder · 21 h
Célia Macamo
Célia Macamo Estou mesmo a levar a sério! Muitos homens são vítima de violência doméstica mas não denunciam por causa do preconceito. Os homens sentem vergonha de dizer ao mundo que são abusados por uma mulher por causa do carácter machista da nossa sociedade. Acredito sinceramente que eles devem ser mais corajosos e denunciar parceiras agressivas, e estas devem ser exemplarmente, tal como os homens agressores
Gosto · Responder · 1 · 15 h
Célia Macamo
Célia Macamo Dizia exemplarmente responsabilizadas
Gosto · Responder · 1 · 15 h
KingKinho Vasquinho
KingKinho Vasquinho Penso que a indemnização sugerida tira o sumo das reais causas da violência e a motivAção da queixa. Penso que o juiz precisa de serenidade Para julgar com consciência. 
Venho de ONGs e com propriedade digo que a missão N1 da ONG é defecto FundRi
sing mas não se pode ser vítima e angariadora de fundos em simultâneo separamos as águas. Árbitro e Jogador ao mesmo tempo não poďe ser companheiros Moçambique precisa de homens e mulheres fortes e firmes
Gosto · Responder · 5 · 22 h
Elias Matsinhe
Elias Matsinhe Isso KingKinho Vasquinho. 
É justamente isto que as pessoas estao a colocar em causa.
Gosto · Responder · 1 · 21 h
KingKinho Vasquinho
KingKinho Vasquinho Logo estamos com.causa-efeito e relação reciproca
Gosto · Responder · 21 h
Luciano Mapanga
Luciano Mapanga Sentença antecipada?
Gosto · Responder · 1 · 22 h
Tomocene Antonio Tomocene
Tomocene Antonio Tomocene Kem este maluco eu mataria
Gosto · Responder · 1 · 22 h
Tres Setas
Tres Setas Ainda não transitou em julgado! Por isso o activismo em causa é um aproveitamento de um ambiente favorável. 
Se o outro for inocentado, tudo vem a baixo!
Gosto · Responder · 1 · 22 h
Vasco Jose
Vasco Jose Abaixo qualquer tipo de violencia. Agora deixemos o tribunal decidir. Deixemos de emocoes. Marcelo Mosse quando esta relacao estava " good" nunca fomos informados.
Gosto · Responder · 1 · 22 h
Avilas Vilanculos
Avilas Vilanculos .....SE FOSSE TUA IRMÃ FALARIA SUJO ASSIM VILÊNCIA NÃO, NÃO E NÃO
Gosto · Responder · 3 · 22 h
Nelia Chiziane
Nelia Chiziane Se pudessemos enxergar quem e quem antes ..nthla
Gosto · Responder · 21 h
Arsenio Manjate
Arsenio Manjate Deixem o tribunal decidir.
Gosto · Responder · 21 h
Damiao Cumbane
Damiao Cumbane Vou rezar para que essa coisa de centenas de milhões não abra precedentes perigosos para uma sociedade cuja população vive com menos de um Dólar por dia. Não difícil falar de números. O mais difícil e perigoso é o precedente que isso representa.
Gosto · Responder · 21 h
Esperança Machavela
Esperança Machavela Força, Jó
Gosto · Responder · 21 h
Vasco Jose
Vasco Jose Caro Damiao Cumbane nao ha dinheiro nessa economia.
Ate o governo entrou em incumprimento
Gosto · Responder · 21 h
Solomone Manyike
Solomone Manyike Contra a violencia de todo o tipo, a luta continua!
Gosto · Responder · 1 · 21 h
Dareoge Lbraimo Atumane
Dareoge Lbraimo Atumane Eu so Homem mais esta situação arepiame se não há entendimento há outras formas de resolver irmãos👏👏👏
Gosto · Responder · 1 · 20 h
Dareoge Lbraimo Atumane
Dareoge Lbraimo Atumane O valor que ela exige como forma de compensação não vai trazer a vista dela e não falem de valor porque vocês estão ofendendo uma pessoa que ta ferida tenhamos um pouco de sentimentos
Gosto · Responder · 2 · 20 h
Neima Mulchande
Neima Mulchande Pois pimenta nos olhos dos outros e refresco, ele k tivesse pensado antes de agredir, k tivesse pensado k e chefe de familia e que tem deveres e responsabilidades para com os seus. Deixemos k o Juiz dicida. Abaixo a Violencia, Amigo(a) se a relacao nao da saia dela nao Suge suas maos. Deixemos o espirito de querer manter as aparencias
Gosto · Responder · 20 h
Victoria Huo
Victoria Huo Abraco a causa
Muita forca para a Organizacao Kuhluka e que as mulheres juntem se a Organizacao em massa e todas numa so voz gritem;lutem contra este mal.BASTA VIOLENCIA CONTRA AS MULHERES
Gosto · Responder · 1 · 19 h
Paula Matusse
Paula Matusse Abaixo a VIOLENCIA DOMESTICA.
Gosto · Responder · 19 h
Sheshe Macamo
Sheshe Macamo Ele que não reclame do valor da compensação. Que pensasse antes
Gosto · Responder · 19 h
Charles Brown
Charles Brown Dito Pedrao, pode citar um caso conhecido? Se há a vítima tem todo o direito de notificar às autoridades. Não misturemos assunto. Cada caso é um caso.
Gosto · Responder · 19 h
Célia Claudina
Célia Claudina Todos (homens e mulher) podemos ser vítimas de violência, por isso devemos em uníssono dizer NÃO A VIOLÊNCIA
Gosto · Responder · 19 h
Saria Algy
Saria Algy FORÇA E SUCESSOS.
Gosto · Responder · 17 h
Abel Philip
Abel Philip Muito tristi, tem que ser respondabilidade este cara ai...
Gosto · Responder · 17 h
Marrengula Janu
Marrengula Janu Força mana Jo a muita mulher e homem que está a sofrer
Gosto · Responder · 16 h
Danny Jafar
Danny Jafar Abaixo qualquer tipo de violência. E bem haja a coragem demonstrada pela vítima, que sirva de exemplo para as demais vítimas!!!
Gosto · Responder · 16 h
Marta Gune
Marta Gune Avante Josina! Pelas victimas de violência doméstica.
Gosto · Responder · 16 h
Henrique Miranda
Henrique Miranda Mas que raio de relacionamentos têm os descendentes dos líderes, dos PR? Por princípio deveriam ou poderiam ser a "nata da nata" e então como se relacionam com escória que "ama a tiro e à batatada"?
Aqui em Portugal algumas Fundações e ONG’s mais não s
ão, ou pouco mais são, que meios de fuga ao Fisco ou como promoção pessoal…
Acho óptimo promover e apoiar a causa do combate à violência doméstica, independentemente do género, e dar-lhe visibilidade também é importante. Já não aprecio a publicidade tipo “se eu ganhar, vou doar”. «Ganhou? Doou e não piou.» Se não ganhou, também não fica com a fama de que queria dar… - prefiro assim, pois caso contrário pode parecer outra coisa: “À mulher de César não basta ser honesta, tem que o parecer também.” [César sobre a sua mulher Pompeia teria dito “Não basta que a mulher de César seja honrada, é preciso que nem sequer seja suspeita”.]
Gosto · Responder · 4 · 14 h
Teo Nhangumele
Teo Nhangumele Intressante ângulo. Um dia teremos de discutir esse tema sobre as familias dos nossos dirigentes.
Gosto · Responder · 6 h · Editado
Eurico Chamusse
Eurico Chamusse Também não acho nada bem a josina dizer que quer levar o dinheiro para a organização, porque está a coagir o processo e massa cinzenta do povo. E se perder quem vai financiar?
Gosto · Responder · 3 h
Elton Xavier
Elton Xavier Esse dinheiro todo, a Josina não soube pedir indeminização, quem vai dar o agressor isso é mentira
Gosto · Responder · 9 h
Jose Pedro Damiao
Jose Pedro Damiao Boa iniciativa.
Gosto · Responder · 8 h
Teo Nhangumele
Teo Nhangumele Well done Marcelo! O dinheiro desse Licuco que sirva de esteira para a Kuhluka passar.

On a separate but relate aspect, qual é a nossa atitude nós os homens perante outros homens que violentam mulheres e crianças? Que tal criarmos um "task force" cham
ado "Wafa-Wafa", "Xikwha-kwha-kwha" ou "Ximbutso Muzaya" para dar correctivos manuais com efeitos profiláticos, em praça pública, aos violentadores de mulheres. Nthla...
Gosto · Responder · 1 · 6 h · Editado
Sauida Sale
Sauida Sale Força Josina realmente existem muitas mulheres que precisam de uma luz verde no túnel. Não a violência.
Gosto · Responder · 6 h
Ali Teques
Ali Teques Escolham o bom homem, nada de ilusões, as aparências iludem e só para verem, a mensagem k vc recebe do homem logo a primeira vista, ultrapassa as expectativas e é daí, que nasce a suspeita. Força, filha do povo!
Gosto · Responder · 6 h · Editado
Léu Pita Dos Santos
Léu Pita Dos Santos Marcelo Mosse, desejo muito que Josina Machel ganhe a causa nos contornos deste processo. Mas discordo com o pedido de indeminização, mesmo para essa causa que ela jura querer continuar abraçar embora saibamos que autora já militava por essa mesma causa. Mas 300 milhões é muito, talvez se para uma empresa com finalidade, legitimidade e aval do Estado de homens dotados de força e material afim de castigar a castigar outrém (isto estou a referir-me do uso da coersivo dó poder)
Gosto · Responder · 6 h
Eurico Chamusse
Eurico Chamusse Eu estou sofrendo violência doméstica(psicológica e física), mas não consigo denunciar a minha esposa. Mana josina, posso fazer na sua organização? Se sim, onde se localiza?
Gosto · Responder · 4 h
Lurdes Taela
Lurdes Taela Continue FIRME nesse propósito, todas as mulheres de certeza estão contigo Josina.
Gosto · Responder · 1 h
António Oliveira
António Oliveira Nice. ...

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.