segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Pensando no futuro



Juma Aiuba


Violar os direitos da criança é autorizar que o teu filho faça publicidade de Frozy, Fizz e quejandos. Pisar nos direitos da criança é deixar que o teu filho promova caldos, rajas e outros temperos que atentam a saúde. Atentar contra os direitos da criança é permitir que a tua filha faça vídeoclipes de músicas que promovem a nudez, a prostituição e outras poucas vergonhas. Beliscar os direitos da criança é levar os teus filhinhos para verem rabos de cantoras dançando quadradinho em pleno 1 de Junho. Estar contra os direitos da criança é deixar os teus filhinhos vendo novelas eróticas das 21 horas.


A Joaninha é uma heroína. Ela e a mãe dela. São as minhas heroínas. Emprestaram as suas imagens para salvarem vidas. Dizer que aquela campanha viola os direitos da menina Joaninha é pura discriminação.

Quando ela crescer vai ter orgulho de ter ajudado milhões e milhões de pessoas a aderirem ao tratamento do HIV, as miúdas que promoveram Coca-Cola estarão a contar campas de outras crianças que morreram de câncro. No futuro, a Joaninha estará a viver num mundo onde as pessoas com HIV se tratam sem discriminação nem estigma, enquanto as vossas filhas terão vergonha dos cânceres que promoveram.

"Saber é Viver", da Fundação Clarisse Machanguana, é, até hoje, o melhor projecto de consciencialização sobre a adesão ao tratamento de HIV. Por isso, deviamos pensar nas pessoas que estão sendo beneficiadas com a publicidade da Joaninha, em vez prevermos com maus agouros o futuro da menina. Um futuro que ela ofereceu a sua imagem para que seja risonho. Se você pensa que a Joaninha será discriminada no futuro, por ser seropositiva, então você não merece fazer parte do futuro dela. Aprenda, hoje, com a Joaninha a não discriminar as pessoas que vivem com o HIV. É isso que a Joaninha quer para construir o futuro com que ela sonha.

- Co'licença!

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.