quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Num acto inusitado, Frelimo quer debater caso da “Embraer”

Frelimo quer debater caso da “Embraer” na Assembleia da República


A bancada parlamentar da Frelimo pediu ontem, terça-feira, o agendamento, com carácter de urgência, do debate sobre o escândalo de pagamento de uma comissão no valor de 800.000,00 dólares a Mateus Zimba, que é actualmente gestor da “General Electric Oil & Gas” em Moçambique, e José Viegas, ex-presidente do Conselho de Administração da LAM. No Brasil, há um processo-crime em conexão com o caso.

“A bancada parlamentar da Frelimo tomou conhecimento de um processo-crime que corre os seus termos legais na República Federativa do Brasil, envolvendo alegadamente antigos gestores da LAM”, lê-se no requerimento apresentado ontem na Assembleia da República.

No documento, a bancada da Frelimo “requere o agendamento e debate, com carácter urgente e com a presença do Governo”.

Até agora, a única pessoa da LAM visível como estando envolvida no escândalo é José Viegas. Mas há outros elementos da LAM que podem ter beneficiado dos 800.000,00 dólares.

Mateus Zimba, que na altura da acção criminosa era representante executivo da petroquímica sul-africana “Sasol” em Moçambique, entra no esquema como consultor.

Para a execução do plano com sucesso, os gestores da LAM e o consultor Zimba decidiram criar uma empresa fantasma, sediada em São Tomé e Príncipe, denominada “Xihevele”. É com base nesta empresa que tudo se processou

É a primeira vez na história do multipartidarismo que a Frelimo quer um debate sobre corrupção.

Normalmente actua como força de bloqueio, para defender suspeitos e corruptos, seus agentes no Governo.

Já obstruiu várias propostas semelhantes vindos da oposição, com recurso à ditadura do voto.

Vinte anos depois, a Frelimo dá um passo com cheiro a ajuste de contas com Mateus Zimba ou com José Viegas. Mas não é prática da bancada da Frelimo condenar corrupção, normalmente defende-a, e daí a estranheza do acto.

A Frelimo nunca teve problemas em conviver com a corrupção e em reproduzi-la nas suas mais variadas formas. (André Mulungo)

CANALMOZ – 07.12.2016


A culpa pode morrer solteira

Dívida pública
A comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investigou a situação da dívida pública, com destaque para os polémicos avales concedidos pelo Estado para o financiamento das empresas Ematum, MAM e ProIndicus, concluiu ter havido violação da Constituição da República e das leis orçamentais por parte do Executivo de Armando Guebuza, responsável pela emissão das garantias dadas ao credores.
No seu relatório final, entregue na passada quarta-feira à Assembleia da República, e que vai esta sexta-feira à plenária parlamentar, reforça, com mais detalhes, o que já era do domínio público, nomeadamente, que as dívidas das três empresas, cujo valor do endividamento público é de 10,6% do Produto Interno (PIB) nacional, são ilegais, mas deixa dúvidas sobre qualquer responsabilização criminal.
“A comissão considera que o processo de prestação de garantias do Estado, na parte excedente, sem autorização, constitui uma violação da Constituição e das leis orçamentais, o que, nos termos do regime estabelecido na Lei nº 7/98, de 15 de Junho, que prescreve as normas de conduta aplicáveis aos titulares dos cargos governativos e explicita os seus deveres e direitos, acarreta responsabilidades”, conclui a alínea K do relatório, no capítulo referente às conclusões.
O relatório refere que, das várias personalidades ouvidas durante o inquérito, apenas o antigo Presidente da República, Armando Guebuza; o seu ministro das Finanças, Manuel Chang; e o presidente dos conselhos de administração das empresas beneficiárias das polémicas dívidas, António Carlos do Rosário, é que tinham total conhecimento dos contornos dos financiamentos.
Os restantes, incluindo o antigo governador do Banco de Moçambique, Ernesto Gove, e a antiga directora nacional do Tesouro, que em nome do Estado assinou, sob procuração, as garantias que viabilizaram os polémicos créditos, “demonstraram a falta de um conhecimento profundo dos contornos dos empréstimos, não tendo, por isso, dado respostas profundas que pudessem ajudar a comissão a obter informação capaz de esclarecer a dívida pública relativa às três empresas”, refere o relatório.
Apesar da responsabilização que a violação acarreta, esta pode nunca acontecer, na medida em que, segundo o relatório, a legislação é pouco clara sobre casos do género relacionados com altos responsáveis do Estado, pelo que a CPI deixa como uma das suas recomendações a necessidade de se aprimorar a legislação “relativa à identificação das responsabilidades dos dirigentes superiores do Estado, que actualmente se encontram consagradas de forma muito vaga, indeterminada e em instrumentos legais dispersos”.
Ainda assim, a comissão recomenda à Procuradoria-geral da República (PGR) a, no quadro da auditoria forense em curso, apurar “a efectiva aplicação dos financiamentos contraídos” pelas três empresas, bem como a “existência ou não de indícios de aproveitamento ilegítimo e ilícito dos fundos públicos” por parte de algumas pessoas ou instituições, o que subentende a existência de dúvidas por parte dos membros da comissão sobre a aplicação do dinheiro.
No meio das suas recomendações, a CPI deixa claro que o Estado não deve arcar com as responsabilidades de pagar as polémicas dívidas, as quais “devem ser pagas pelas três empresas” sem ónus para o erário público.

Soberania hipotecada
Uma das conclusões que ressaltam das investigações dos parlamentares é de que o governo hipotecou a soberania do Estado ao “assinar em baixo” no processo do endividamento em causa.
De acordo com as conclusões da CPI, “o acto de o Governo emitir garantias faz com que o Estado assuma compromissos no plano internacional e, com efeito, comprometeu-se, renunciando à sua soberania, submetendo a sua soberania, submetendo-se ao regime dos tribunais britânicos, através do acto Legislativo de 1978, sobre a perda ou renúncia de imunidade dos Estados que se comprometem com empresas britânicas, o que implica processos de execução internacional”, salienta.
Pelo facto de as garantias emitidas terem ultrapassado os limites legais, à margem do parlamento, a comissão entende que havia espaço para uma declaração de nulidade das garantias, contudo, a possibilidade deve ser ignorada, porque, mais do que ajudar, poderia prejudicar o país. “A eventual declaração solene da nulidade pela assembleia da república nunca teria os efeitos desejados”, refere, destacando a perda de confiança no plano internacional como um dos efeitos.


Egidio Vaz

Notei com muito entusiasmo e satisfação que a Bancada Parlamentar da Frelimo na Assembleia da República, requisitou a comparência - e com urgência - do governo, para esclarecer o escândalo da LAM/Embraer (veja o vídeo no post anterior caso ainda não saiba).

Mas mais do que isso, eu também gostaria que a justiça agisse preventivamente: ponham estes canalhas na cadeia! O caso já foi julgado e os implicados (Embraer) condenados em dois estados sobreranos: EUA e Brasil. Estes canalhas encareceram o custo dos aviões Embraer e ainda por cima gozam do ar fresco cá fora? Com quantos dinheiros estais vós da Procuradoria da República de boca fechada? Ou será por causa da ligadura ensanguentada com os quais estais ocupados, lambendo os beiços?
Chega de impunidade!


Comentários


Marcelo Junior Foste terrivelmente violento na linguagem...
Gosto · 2 · 19 h


Egidio Vaz entao, eles roubam eu pago bilhete caro. roubam de novo eu pago o bilhete ainda caro. eles roubam ainda e eu tenho que pagar. E querem uma linguagem suave. Sabem eles quantos mataram por causa disso?
Gosto · 13 · 19 h


Marcelo Junior Daí a expressão 'canalha' serve que nem uma luva!
Gosto · 3 · 19 h


Antonio Pescoso A expressão do Egidio Vaz seria empregue desde muito depois de 3 mês da tomada de posse do atual PR
Gosto · 2 · 19 h


Arlindo Chissale Merecem todos os adjetivos pejorativos existentes
Gosto · 1 · 19 h


Moniz S. Walunga Egidio Vaz, desta vez tenho que te dar um abraco por te colocares do lado certo! Este Pais ja' enjoa com falta de responsabilizacao de prevaricadores! Na verdade o que se passa neste Pais exige dos mocambicanos duas atitudes: (1) colocar-se do lado errado e defender a podridao; ou (2) colocar-se do lado certo e denunciar a podridao para ser espurgada para que o Pais de todos nos possa caminhar de forma celere e equilibrada e com pouca gatunagem! Simples quanto isso!
Gosto · 2 · 18 h · Editado


Stelio Semedo Mais um assunto para atirar areia aos nossos olhos e desviar as atenções do processo de descentralização que ainda não foi submetido a AR, e o relatório da CPI sobre as dividas ocultas.
Os desatentos não vão perceber
Gosto · 8 · 19 h


Lenon Arnaldo Julgado, onde? Condenado (prisão ou pena de outra natureza).
Gosto · 1 · 19 h
19 h


Fernando Striker Bulshit só!
Tal governo é formado por membros de que partido?
Tudo que será discutido na AR terá saído do edifício branco.
Quer dizer, um teatro esdrúxulo mesmo!
Cansei!
Gosto · 1 · 17 h


Elvino Dias E os que trouxeram a desgraça do Atum?
Não gosto · 12 · 19 h


Joaquim da Costa Esse teatro é mesmo para desviar a nossa atenção. JC
Gosto · 1 · 19 h


Egidio Vaz Joaquim da Costa esse é um caso real, com provas e tudo. Os outros casos estão em processo.
Gosto · 1 · 19 h


Raul Novinte Existe algum sistema de justiça para prender canalhas em Moçambique? Qual? PGR? Hummmm... Forget it........
Não gosto · 7 · 19 h


Star Neves É isso mesmo Dr. Egídio, o lugar deles é na cadeia sim.
Gosto · 19 h


Antonio Pescoso INACREDITÁVEL a bancada da FRELIMO a exigir com muita urgência que o GOVERNO (eles) comparecer na assembleia para o esclarecimento das tal polêmica é muito estranho PARA MIM
Gosto · 19 h


Raul Novinte A Bancada parlamentar da Frelimo, finalmente está despertar , aprendendo a função de deputado kkkkk
Gosto · 1 · 19 h


Antonio Pescoso Isso sr for o caso.
Não ser que os antigos dirigentes que estão envolvidos ja não são camaradas de verdade sendo assim eles querem se aproveitar para linchalos
Gosto · 1 · 19 h


Buene Boaventura Paulo Apenas para as outras bancadas não tomarem a iniciativa, mas no fundo é para matar e supultar o processo.
Gosto · 4 · 19 h


Ricardino Jorge Ricardo Palhaçada na urgência, e aqueles "outros" que lesaram a Pátria inteira e o seu povo?
Gosto · 3 · 19 h


Fernando Striker
Gosto · 17 h


Fernando Striker
Gosto · 17 h


Fernando Striker
Gosto · 17 h


Fernando Striker É de grande piada esta convocatória.
Brincadeira de "banana ainda não comeu".
Gosto · 5 · 17 h


Helder Condjo Concordo consigo caro Buene Boaventura Paulo.
Gosto · 7 h


Jeronimo Matsolo Sim, pq nenhum dos implicados é membro activo
Gosto · 19 h


Jaime Chambule Eu também acompanhei a preocupação da frelimo! Mas aque se procurar perceber oque leva a frelimo chegar a este extremo! OS GAJOS COMERAM SOZINHOS!
Gosto · 2 · 19 h


Kleber Alberto Este pais e de tamanha nogeira que os gatunos roubam e tem a ousadia de andar na sociedade, exibindo o produto do roubo e humilhando o pobre povo roubado.
Gosto · 1 · 19 h


Estevao Simoes No caso ematum mam pedimos urgencia tambem
Gosto · 1 · 19 h


Antonio Serra Pena é que muitos outros casos iguais e até piores não tiveram a mesma sensibilidade
Gosto · 1 · 19 h


Egidio Vaz O caso EMATUM não parou. Afinal,está a correr seus trâmites. A Kroll vai desvendar a quantas fomos roubados e dai faremos justiça
Gosto · 7 · 19 h


Eddy Lumasai A fé.
Gosto · 19 h


Buene Boaventura Paulo Estou atento
Gosto · 19 h


Fakir Madeira Madeira Condenar sem julgar? Acho ridiculo, vamos aguardar que a justica faca o seu trabalho, alias, vamos ao slogan da justica"principio de presuncao e inocencia"Hahaha!
Gosto · 19 h


Dercio Nicolau Eh!!!ya muito forte este post
Gosto · 2 · 19 h


Euclides Cumbe Chega de lamberem os beiços, chega de impunidade, esses canalhas devem ser responsabilisados
Gosto · 1 · 19 h


Nelson Junior Senhor Egidio , admiro e respeito a sua atitude em tentar com tanto esforco de recordar aos dirigentes mocambicanos que o povo mocambicano eh digno e merece mais...Quando a frelimo proclamou a independencia nos garantiu que seriamos um Pais de valores humanos...mas, a realidade em que vivemos eh clara: a frelimo transformou Mocambique num Pais de lideres-repito, lideres porcos, ladroes e falsos...E o povo sofre as consequencias-Seja como for, pelas informacoes que estao no ar, parece de que os dinheiros roubados da Lam , uma parte foi pra a frelimo..,sendo assim, ninguem e ninguem vai parar nas prisoes...tudo passa entre, com e para os camaradas...Que vergonha e que miseria!... eramos humilhados pelo colono, mas hoje eh o nosso libertador que nos humilha e nos desvaloriza como um povo
Gosto · 2 · 19 h


Ernesto Nhaule Mas a nossa PGR de que está a espera mesmo??
Gosto · 1 · 19 h


Nelson Junior A PGR eh frelimo-Period!
Gosto · 1 · 19 h


Nelson Junior Ps!...diziam eles que a frelimo era o povo e o Pais...Mas esta santa frelimo realmente conhece o povo mocambicano???!!!....
Gosto · 19 h


Sanito Maria Olga Jorge Xihivele.
Gosto · 1 · 19 h


Antonio Gomes Está muito empolgado Sr.Egidio Vaz! O mínimo que se pode esperar de alguém que opina como o Senhor, será alguma contenção. Sobre o caso em questão será justo ouvir os visados, não acha?!
Gosto · 18 h · Editado


Egidio Vaz Pois é, seria justo ouvir os implicados. Um,q uando questionado com os jornalistas simplesmente disse que não se recordava. Nem se recordava que comprou dois aviões! Outro ficou mudo, não atendeu a chamada.
Gosto · 5 · 18 h


Nelson Junior Nao seja ingenuo e nao tente convencer-nos sobre o inconcebivel: os implicados jamais e jamais nos dirao a verdade ou as verdades: estas manobras mafiosas de fszer businesses tem sido o pao de cada dia ja ha anos....ja nao somos uns estupidos ou ignorantes
Gosto · 3 · 18 h


Egidio Vaz Há semans a Tanzania ecnomendou três aviões Bombardier ao preço de US$200 mil (duzentos milhoes de dolares americanos): https://goo.gl/G9zMJ7
Gosto · 2 · 17 h · Editado


Etelvino Uassiquete Uassiquete US$200 mil ou US$200 milhões?
Gosto · 17 h


Egidio Vaz Etelvino Uassiquete Uassiquete $200-million. Portanto, estas certo. É isso mesmo
Gosto · 2 · 17 h


Egidio Vaz Ja corrigi
Gosto · 2 · 17 h


Jasmin Rodrigues Ainda nao corrigiu... alis confunde mais: USD 200mil e USD 200milhoes sao coisas diferentes.
Gosto · 16 h


Mahamad Hanif Mussa ...e até se pode escrever o "final feliz" do caso pois esses, aqui não se safam e têm a sentença ditada.
Gosto · 18 h


Ndipe Nguenha E/sera uma simples formalizacao do caso na AR e nao resultara em nada. Neste pais a justica serve para "peixe pequeno".
Gosto · 1 · 18 h


Osvaldo Ossumane Amade Ninguem sera responsabilizado isso e MOZ. Deixa esses dai desses estados se enforcarem ca Ar Fresco para os Caras
Gosto · 18 h


Arlindo Francisco João Vicente Que se passe um pente fino!
Zero sem contemplações.
Gosto · 2 · 18 h


Sualey Scolfield Sualey Cada dia novo escândalo de corrupção. . ..
Esse país esta de mal a pior. Desse jeito vamos parrar na sarjeta.
Gosto · 18 h


Mário Ali Em Mocambique a cadeia e para os desgracados. Os frelixos nao se prendem. Pelo contrario, quando roubam promovem a categoria mais alta de pilhagem.
Gosto · 18 h


Azarias Felisberto A FRELIMO peca pelo facto de não se preocupar com os que colocaram o país todo na banca rota so para engordar as contas . Esse caso poderá ser o único em se vai encomendar a tal de justiça so para distrair o povo .
Gosto · 1 · 18 h


Egidio Vaz Um jurista acautelou-me dois a três factos concretos. Primeiro que na altura da falcatrua o que estes tipos fizeram não era corrupção. Segundo, que para que o caso desse andamento, a LAM tinha que meter queixa. E que em terceiro lugar, que mesmo que o processo iniciasse já, levaria tempo para chegar ao fim. Ou seja, chances para estes palhaços sairem ilesos são maiores. Por causa disso, provavelmente não deveremos esperar que a PGR aja tão rápido. Não sendo jurista, faço o meu apelo político: se roubar é mau, se onerar empresas para tirar ganhos pessoais é mau punível em Moçambique, então que vao avante.
Gosto · 13 · 18 h


Fernando Striker Esse jornalista entende do mundo de direito penal e administrativo (substantivo e adjetivo) mesmo?
Gosto · 1 · 17 h


Jasmin Rodrigues Eu discordo! Pode se sim mover uma accao contra eles! Esta mais do que provado que impuseram uma sobrevalorização de um bem, usaram da sua posicao para impor uma comissao desmedida... so isso por si sao 2 crimes que devem ser levados ao tribunal e la que se faca justica!!!
Gosto · 1 · 16 h


Ed Mazive não é por não ser tipificado como corrupção que deixa de ser roubo, abuso de cargo, má fé, associação para delinquir, lavagem de dinheiro, possível fuga ao fisco,, e mais.....
Gosto · 3 · 15 h


Amilcar Joaquim Inguane Lugar de ladrão é na cadeia
Gosto · 18 h · Editado


Lucas Sixpene E verdade Dr, kem rouba milhoes, mata milhoes.
Gosto · 18 h


Alberto Domingos Ngome eu nao sendo jurista levanto a segte questao para os jurista: quem deve submeter a queixa em nome da LAM?
Gosto · 18 h · Editado


Abdur Rahman Rassul Vou mudar agora
Gosto · 18 h


Carlos Augusto Carlos Carlos Fungulamasso
Gosto · 18 h


Carlos Jossia Escrevi ...mas apaguei !!!!
Gosto · 17 h


Egidio Vaz kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Gosto · 17 h


Baltazar Fael Meu caro, isso não é verdade, posso-lhe dar uma explicação suficiente e técnico-jurídica.
Gosto · 2 h


Baltazar Fael Lembra-se do caso "Aeroportos" com as necessárias adaptações
Gosto · 2 h


Egidio Vaz Gostava tanto de saber caro Baltazar Fael. Essa coisa de não conhecer as técnicalidades das colocam-nos em posição inferior ou efémera.
Gosto · 57 min


Lourenço Jossias Essa da queixa da Lam e duvidosa. Pgr investiga qualquer suspeita k seja noticiada pela imprensa...
Gosto · 3 · 17 h


Carlos Macandza Banalização da acção penal pondo em risco direitos humanos dos cidadãos. A imprensa investiga, julga e condena, bem mesmo antes dos órgãos constitucionalmente competentes se pronunciarem, é triste...
Gosto · 4 h · Editado


Baltazar Fael Não investiga toda a suspeita, mas, denúncia. Segundo, a denúncia em causa deve estar relacionada a um crime público.
Gosto · 2 h


Carlos Jossia Pgr ??? nossa ???
Gosto · 17 h


Lourenço Jossias Sim
Gosto · 17 h


Eugenio Lourenco Silva Desgraça denovo
Gosto · 17 h


Abel Vilanculos Quando o povo pega no ladrão de galinhas e faz a justiça pelas suas proprias mãos , é porque ja se cansou de ver o mesmo ladrão passeando a classe na Aldeia!!!
Gosto · 17 h


Arlindo Francisco João Vicente

Gosto · 16 h


Caetano Chicane Vaz....alguém escreveu no seu Facebook ."... presunção de inocência. ....."
Vamos aguardar
Gosto · 16 h


Egidio Vaz A-ha!
Gosto · 16 h


Nelson Junior De inocencia???...senhores sejam realistas-os estados unidos e o brasil provaram tudo.......ainda falam de inocencia?...voces voces voces, sempre a defenderem estes gatunos
Gosto · 15 h


Heleno Bombe Haver vamos
Gosto · 16 h


Navalha Agnaldo Navalha K venham
Gosto · 16 h


Sergio Serpa Salvador Agente "C" e Entidade Moçambique. Jah AmericoAmérico Matavele, seria bom ouvir sua opinião.
Gosto · 15 h


Américo Matavele Vai aguardando.
Gosto · 1 · 15 h


Egidio Vaz
Gosto · 15 h


Américo Matavele É porque ha pessoas que pensam que sou um Fernando Lima, e que tenho capacidade para comentar todas as matérias. Hellooooouuu... Fernando Lima é um so. Essa capacidade sobrenatural só uma pessoa pode ter numa geração.
Gosto · 6 · 15 h


Sergio Serpa Salvador Como assim, mano! Estou na expectativa. Sei que podes. Kkkk
Gosto · 15 h


Egidio Vaz
Gosto · 14 h


Rebeca Cipriano Kkkkk
Gosto · 7 h


Dinis Tivane Armii Chilla
Gosto · 15 h


Novais Jose Angolano Angolano Opovo moçambicano na cagada, nada do bem.
Gosto · 14 h


Antonio Martins Tudo encafifado, o barco anda a deriva no alto mar, o comandante não consegue controla-lo e aos poucos está se afundando , quando derem por ele já será tarde.
Gosto · 1 · 14 h


Faruk Ibrahim Crime de gestores públicos contra o Estado, seu patrão e fiel depositário dos impostos dos moçambicanos, devia ser cobrado com pena máxima. Nos tempos do Presidente Samora configurava crime contra a Economia e Segurança do Estado e lembram-se ao que dava direito? Graças ao Senhor hoje não existe a pena de morte.
Gosto · 1 · 14 h


Guedes Caetano Vc Egídio Vaz não tem nada a fazer? Gosta de teatro digital? Quem foi convocado nesta carta? VAI, mas é beber uma Manica, 2M...qualquer coisa que te relaxe.
Gosto · 8 h


Eliseu Soares Mais um filme, uma fachada, mais uma demorada, eu digo francamente este país não tem justiça, apenas edificios grandes cheio de procuradores.
Gosto · 1 · 8 h


Salvador Agostinho Mulumbua Isso nunca vai ser resolvido meu caro. Se este caso se resolver e os culpados forem presos, todos os casos devem ser resolvidos e os culpados vão também a cadeia.
Gosto · 6 h


Filipe Nhalungo Bancada maioritária está fazendo jogo de entretenimento, não haverá nada. Culpa vai morrer solteira.
Gosto · 2 · 5 h


Eliseu Soares De facto
Gosto · 5 h


Rui Neves E o pato mor que provavelmente foi quem ordenou a estes senhores a negociarem a comissao? esse nunca vai para cadeia so os outros que cumpriram as suas ordens ilegais, anima ser chefe neste Pais pq nos tornamos invictus e intocaveis.
Gosto · 1 · 5 h


Stelio Semedo Caso para dizer, não atirem areia aos nossos olhos!!!

Caso Embraer/LAM vs. Caso EMATUM/PROINDICUS/MAM vs. Guerra Civil - FRELIMO/RENAMO...Ver mais
Gosto · 1 · 5 h


Nelson Junior http://macua.blogs.com/.../como-meio-mundo-anda-a-roubar...


Como meio mundo anda a roubar o outro meio -Aprenda a roubar em 5 minutos(video)
Imagine um empresário, um banqueiro, um advogado e um amigo. E veja como o dinheiro de vários negócios lícitos e subornos ilícitos entra e sai do circuito legal. Mesmo em Portugal. Os Panama Papers estão a denunciar práticas globais de ocultação de dinheiro e património, numa investigação jornalísti...
MACUA.BLOGS.COM
Gosto · 1 · 5 h


Bata Eduardo Armando Acredito que por mais que haja esclarecimento em torno do caso não haverá responsabilização entre camaradas não se lixam.
Gosto · 5 h


Sidonio Bras Só é notícia quando é a Frelimo a tentar retratar-se. Já tocámos todos os Batuques e ninguém nos ouve!!!
Gosto · 4 h


Nelson Junior Se, a Renamo e a Frelimo continuarem a pensar de que Mocambique e os Mocambicanos sao "propriedades privadas" que lhes pertence e se, contemporaneamente nao houver um corajoso ou uma corajosa a liderar o povo, Mocambique contiunara a ser uma Republica de Bananas com uma Farsa Democracia....e como tal, como consequecia havera dois Mocambiques: um pra eles e o outro pra a maioria....e dizem que estamos unidos!...Que hipocresia
Gosto · 4 h


Valter Chiziane Mx um teatro da ferlimo para tentar ganhar a confiança do povo, mx ja é tarde, porque nós ja vós conhecemos e sabemos q essa é a vossa maneira d governar xte pais
Gosto · 2 h


Baltazar Fael Meu caro Egidio; isso é tudo mentira, posso-lhe dar uma explicação sobre o assunto e talvez discutir tecnicamente com o jurista que te passou essa informação
Gosto · 2 h


Ricardo Manuel No que è que into vai dar? Estao identificados os infractores, entao o estado(povo) tem que agir
Gosto · 1 h


Francisco Wilson Talvez com orientacao da frelimo pode haver a justica mas caso contrario vamos continuar a murmurar
Gosto · 1 h


Arsenio Comolo DB Que justica seja feita,que esta solicitacao dos parlamentares do partido Frelimo nao seja malabarismo para enganar o povo e este pensar que eles sao serios.
Gosto · 1 h




Egidio Vaz

3 h ·



Ladrões de confiança, gatunos de boa conduta

Os termos não são originalmente meus. Li-os no mural do Juma Aiuba. Todavia é sobre essa gente que quero falar.

São gatunos de confiança os que mais beneficiam do acesso à justiça e dos direitos de cidadania. Agora que estamos a falar do escândalo da LAM /Embraer, são os gatunos de confiança e ladrões de boa conduta que beneficiam da "presunção da inocência", dos bons advogados e da protecção da imprensa.


Falamos dos suspeitos envolvidos na falência do Nosso Banco à boca pequena, pois seus gestores, esses gatunos de confiança, também devem gozar do princípio de presunção da inocência.

Falamos dos que tiraram proveito a partir das dívidas soberanas, mas não devemos chama-los nomes, pois os casos, ainda em segredo da justiça, impõem silêncio e presunção da inocência.

O nosso estado pequeno e com tanta gente por atender, dedica paradoxalmente, grande parte das suas energias e recursos escassos, protegendo os gatunos de confiança. É a eles que dignos magistrados, doutos juristas e iluminados comentadores dedicam seu engenho para salvaguardar a sua "honra e o bom nome".

Mas a honra, o bom nome e as próprias vidas dos milhares de cidadãos estão em perigo outras perdidas em consequência dos actos destes gatunos de confiança. Não há dúvida que estamos encurralados em consequência das dívidas ocultas. Não há dúvidas que os aviões Embraer custaram caro. Não há dúvidas que o Nosso Banco faliu em consequência da gatunagem. E não há dúvidas que são milhares de afetados, outros mortos em consequência da guerra.

Paradoxalmente, é todo um aparelho do estado que se ERGUE PARA DEFENDER ESTE GRUPELHO de malfeitores, fazendo NADA.

E sabem o que estes gatunos de confiança estão a fazer?

Enquanto as notícias vão aparecendo aqui e acolá, eles vão fazendo o que podem: pagam articulistas, compram editores, compram políticos e o mais grave, vão matando os outros cidadãos que publicamente se mostram indignados.

Quando finalmente estes tipos forem à barra da justiça, meio-mundo terá morrido, processos viciados e alguns factos eliminados. É o preço que um povo pode pagar quando a justica é lenta.

Um dia serei judicialmente processado por ofender o bom nome da PGR. São uma vergonha.

HONREM A TOGA QUE VESTIS OU TROQUEM-NA POR PLUMAS DE MOCHO!


Gosto


Gosto

Adoro

Riso

Surpresa

Tristeza

IraPartilhar
170170
11 partilhas
Comentários


Juma Aiuba Presunção de inocência por conveniência.
Gosto · 12 · 3 h


Meque Magira Hà filhos e enteados no nosso seio.
Gosto · 3 h


Matias Lucas Vinte O sistema protegue estes bandidos.
Gosto · 3 h


Egidio Vaz Não há sistema. Há isso sim, cartéis de malfeitores.
Gosto · 4 · 3 h


Cleto Goncalves Honrem a Toga k vestis ou troque n por plumas de mocho...prontos
Assino por baixo
Gosto · 5 · 3 h


Nelson Badaga Badaga A nós so temos que recorer a violência verbal.
Gosto · 2 · 3 h


Julio Lacitela É sim... Isso explica porque os assassinos de politicos nunca sao encontrados e os do Portugues empresario, mesmo tendo sido á calada da noite sem testemunho foram presos.
Gosto · 3 · 3 h


Muhamad Yassine TufaVer Tradução
Gosto · 3 h


Samuel Badaga #Falou_tudo Egidio Vaz.
Gosto · 2 h


Pinheiro Junior Este país Cinseramente, vejo que não é suficiente mudar o dirigentes. Deve-se fazer mudanças profundas no sistema, porque isto n pode continuar assim. Uma autêntica pouca VEGONHA.
Gosto · 1 · 2 h


Valdemar Usta Mwa longa pyantsene, mano E.V! Takhuta!
Gosto · 2 h


Andre Raimundo Chavane Tenta roubar galinha, electrodomesticos ha-de ver aonde irAs parar!
Gosto · 2 h


El Patriota Bota plumas de mocho nisso.
Gosto · 2 h


Nelson Matsinhe E há quem diz que não se fala nada, que nos revoltados à porta fechada, aqui está o grito de indignação... Pena que vai tudo pelos ares, aos visados isto não passa de tolice, baboseira e abuso. A justiça só virá quando em Moçambique aprender se a separar os poderes.
Gosto · 3 · 2 h


Benjamim F. Malate É uma vergonha, enquanto que em países que consideramos irmãos por questões históricas como Portugal e Brasil, por ter o mesmo idioma oficial que o nosso, e por fazermos parte duma mesma comunidade (CPLP), os órgãos de justiça prendem: ex. PM, Presidente do congresso (parlamento), põem ex. presidente da república e presidente em exercício do senado ( que está na linha sucessória da presidência) como réus por envolvimento em casos de corrupção, prendem empresários antes considerados intocáveis,
aqui faz-se o inverso, criam-se tudo quanto é manobras para proteger gatunos do erário público, mesmo existindo evidências de ilícitos criminais nos casos em que estão envolvidos...pior são esses Pseudo-ANAListas de meia tigela defensores, quando tem oportunidade de mostrar seu sentido patriota ao povo, mostram que só estão preocupados com questões estomacais particulares.
Gosto · 7 · 8 min · Editado


Fernando Striker Tens que perceber que os mesmos presos não mandam o esquadrão da morte para abater juízes, procuradores.
São realidades distintas que deves abster de fazer uma comparação exacta.
Nos diferimos por completo.
Gosto · 1 · 2 h · Editado


Benjamim F. Malate Meu caro acho que estamos mesmo a falar de países diferentes, em Brasil não mandam matar juízos, procuradores e várias pessoas que lutam para levar a barra dos tribunais políticos corruptos e gatunos do erário público?

Peço para averiguar bem essa informação.

Nota: tudo que acontece cá tbm acorre lá, interferência do executivo no judicial. A diferença é que lá existe separação dos poderes prática e os que estão no judicial gozam de garantias verdadeiras, que faz com que a interferência do executivo muitas vezes não alcance os seus objetivos. E o povo lá não é "masoquista" como nós sabe lutar pelos seus direitos.
Gosto · 1 h


Benjamim F. Malate Se não devo nos comparar com os que estão a lutar para estar no bom caminho, com quem entao devo nos comparar os piores ( Angola)?
É exactamente por nos espelharmos nos maus da fita que estamos assim.

Qual é o delema de almejarmos ter juízes e procuradores, como os que têm em Itália, Brasil e em outras partes do mundo, que enfrentam os ditos intocáveis. Se continuarmos com esse pensamento nunca vamos sair do buraco em que nos encontramos.

Sabe para mim, o grande problema em Moçambique nem é dos políticos e do governo, o verdadeiro problema é o POVO, que é "masoquista" gosta de sofrer, nem nas eleições tem coragem de arriscar eexperimentar o "novo".
Gosto · 1 · 1 h


Fernandes Muchanga Enquanto continuarmos a escrever isso nunca terá efeito temos que partir para pratica, ação, executar para que as gerações vindouras não façam o mesmo.
Gosto · 2 h


Manuel Nelinho Cossa "... e nós ainda lhes pagamos salários..." SM
Gosto · 1 · 2 h


Samuel Badaga #Sempre....
Gosto · 2 h


Francisco De Assis Cossa A minha questão é: nós como povo que sofre com esses escandalos todos o que devemos fazer para mudarmos o cenário ao envez de limitarmos em chama-los nomes que não lhes atinge em nada.
Gosto · 1 h


Hernane Mussagy onde anda prof.....
Gosto · 1 h


Evanex Saboroso Infelizmente nós povo temos muita culpa pelo que acontece neste Pais mesmo, somos acomodados, somos covardes, sempre digo que tem uma parte jovem neste Pais que mata e se esfola por causa do Futebol e acha que o melhor e não se meter na política. Outros que se interessam pela política gritam que o povo é ignorante e não sabe votar até tem razão em parte, porem como nos livrar dos maus políticos, imagine se a justiça e as Leis que regem a política em Moz eliminasse de vez todo político corrupto e não por alguns anos, quanta gente hoje estaria fora do cenário político, e se também a tal lei não permitisse que pessoas com fichas sujas ou processos, não pudessem concorrer, eliminaria em muito a possibilidade de votar mal, mas não é assim que funciona... olhe, e outros tantos que saíram da política foram ficar deputados tudo bem estudado para nao serem presos porque gozam da imunidade, outros são governadores etc
Gosto · 1 h


Graças Raul Braça Uahia ate quando estaremos incertos? qual sera a vida que o meu filho vao vai ter? que farei e que faremos entao todos noos os oprimidos por causas injustas? prefiro um colono doutro mundo que da minha propria terra
Gosto · 1 h


Francisco Wilson '' Um dia serei judicialmente processado por ofender o bom nome de PGR '' ........gostei da passagem. Ha muita coisa que deve mudar na nossa justica
Gosto · 1 h


Jaime Chambule Isto está mal!
Gosto · 1 h


Nelson Junior Estes gatunos por anos e anos nos convenceram ou tentam nos convencer que sao mais mocambicanos do que o resto...o resultado eh este: feriram e destruiram um inteiro povo...a integridade dum povo esta em jogo
Gosto · 1 · 1 h


Mondlane Calane Dzovo Kito Isso chamamos de massacre verbal.
Gosto · 1 h


Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde O sodotor falou na melhor maneira hoje. Veja :"Enquanto as notícias vão aparecendo aqui e acolá, eles vão fazendo o que podem: pagam articulistas, compram editores, compram políticos e o mais grave, vão matando os outros cidadãos que publicamente se mostram indignados." E o sodotor bomba a melhor logo la para o fim do texto
Gosto · 1 h


Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde E o sodotor bomba a melhor logo la para o fim do texto "HONREM A TOGA QUE VESTIS OU TROQUEM-NA POR PLUMAS DE MOCHO"!
Gosto · 1 h


Chemane Enoque Roubalheira sem limite
Gosto · 1 h


Dias Carlos Cada dia, semana ou mes, acordamos com essas noticias.....o quem falta ainda por descodificarmos senhores donos de tudo?????
Gosto · 1 h


Nelson Charifo O Acesso a Informação pelo Público ou a Publicidade é Peça Chave no Combate a Corrupção Não há um só caso de sucesso no combate à corrupção, no qual a regra de ampla publicidade das etapas de investigação e processo não tenha sido observada. A transparência e o fim do sigilo a acobertar os poderosos que tentam se esconder sob o manto da privacidade ou do segredo de estado é, com certeza, uma condição absolutamente necessária ao sucesso das ações de combate à corrupção. Foi assim em Hong Kong, Cingapura, na Georgia, em Botswana e na Estonia, apenas para mencionar alguns casos de sucesso mais que razoável.
Gosto · 1 h


Benjamim Muaprato O barco é o mesmo, a viagem também tambem. Há que vigiar e proteger todos compartimentos desta embarcacão pra que nao haja ressumação de algum líquido; Ou morremos todos ou chegados juntos. Coragem de enfrentar as ondas gigantes precisam-se. Caso esta embarcacão submerge, mesmo os que safarem, ficarão molhados. DEVE SER ESTA A LADAINHA DOS ENVOLVIDOS.
Gosto · 2 · 59 min


Aderito Paulino Maxava Mandou bem.
Gosto · 19 min


Fran Saia Sublime ilustre.
Gosto · 8 min


Naine Mondlane Bem dito!!
Mais eu penso que não há Como ilustre Vaz. o bandido e quem controla tudo. É só fechar boca e mais nada? Ainda que os mesmo fossem levados a barra da justiça, que impacto isso terá? Ainda te lembras dos antigos ministros dos transportes e interior ? Como equi eles estão hoje? E o Manhenje kê? Estão menos pobres ou mais ricos que ontem!?!
O que nos precisamos mesmo no nosso sistema de justiça e governo e nada mais nada menos que um Restar-te,, pois com a frelimo no poder? Nada vai mudar.......... !!
Gosto · 8 min


Benjamim F. Malate Dvd c v Xboxfg

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.