sábado, 3 de dezembro de 2016

Lava Jato ganha prêmio anticorrupção da Transparência Internacional

Brasil

Operação é destacada por lidar com "um dos maiores escândalos de corrupção do mundo". Entidade internacional destaca trabalho de promotores para garantir que "corruptos prestem contas por seus atos".




A organização Transparência Internacional (TI) concedeu neste sábado (03/12) o Prêmio contra a Corrupção 2016 à força-tarefa da Operação Lava Jato.

"A Operação Lava Jato começou como uma investigação local sobre lavagem de dinheiro e se transformou na maior investigação que expôs casos de corrupção no Brasil até o momento", disse a entidade, ao anunciar o prêmio durante a Conferência Internacional contra a Corrupção, no Panamá.

"Os promotores estiveram à frente das investigações desde abril de 2014. Lidaram com um dos maiores escândalos de corrupção do mundo, o caso Petrobras, averiguaram, processaram e obtiveram severas penas contra alguns dos membros mais poderosos da elite político-econômica do Brasil", completou a entidade.

Segundo a presidente do Comitê de Prêmios contra a Corrupção da Transparência Internacional, Mercedes de Freitas, a Lava Jato está fazendo um excelente trabalho para garantir que "os corruptos prestem contas por seus atos".

O Prêmio contra a Corrupção distingue pessoas e organizações de todo o mundo, assim como jornalistas, promotores, servidores e líderes da sociedade civil que expõem e combatem a corrupção.

LPF/efe







Entenda a Operação Lava Jato
O início

Em 17 março de 2014, a Polícia Federal deflagrou a Operação Lava Jato, que investiga um megaesquema de lavagem e desvio de dinheiro envolvendo a Petrobras, grandes empreiteiras do país e políticos. O nome tem relação com o posto de gasolina de Brasília onde a PF cumpriu um dos 81 mandados em seu primeiro dia de operação. Um dos primeiros detidos foi o doleiro Alberto Youssef (foto).



1234567891011121314151617181920212223242526272829303132333435363738
Leia mais


Odebrecht assina acordo de leniência com a Lava Jato

Empreiteira pagará multa de 2,5 bilhões de dólares. Emílio e Marcelo Odebrecht assinam acordos individuais de delação premiada, diz jornal. Em nota, empresa reconhece prática de corrupção e pede desculpas ao país. (02.12.2016)


No Senado, Moro contesta projeto de abuso de autoridade

Em debate no plenário, juiz diz que momento é inadequado para alterar legislação vigente e que mudança poderia "tolher investigações". Renan Calheiros defende projeto e garante que Lava Jato é "sagrada". (01.12.2016)


Moro veta metade das perguntas feitas por Cunha a Temer

Presidente é uma das testemunhas de defesa do ex-deputado e vai responder questões por escrito. Juiz indefere 21 das 41 perguntas, por considerá-las inapropriadas. Cunha é réu por corrupção em processo da Lava Jato. (28.11.2016)


Executivos da Odebrecht começam a assinar acordos de delação

Marcelo Odebrecht e mais 80 diretores da empreiteira fecham acordos com procuradores da Lava Jato. Depoimentos poderão incluir nomes de até 150 políticos, entre governadores, deputados, senadores e ministros. (23.11.2016)


Entenda a Operação Lava Jato

Polícia Federal investiga, há dois anos, um megaesquema de lavagem e desvio de dinheiro envolvendo a Petrobras, grandes empreiteiras do país e políticos. Entenda um dos maiores escândalos de corrupção da história. (16.03.2015)

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.