terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Governo reprime oposição e imprensa na Gâmbia


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - África
Escrito por Agências  em 03 Janeiro 2017
Share/Save/Bookmark
O Governo gambiano lançou uma repressão massiva contra os membros da oposição, detendo alguns deles e encerrando uma estação de rádio independente, a rádio FM Tanraga.
O opositor Daba Muhammed Kuyateh foi detido, domingo, na sua casa em Bakoteh, e está atualmente aprisionado na sede da Agência Nacional de Inteligência (NIA).
Sam Sar, editor-chefe do jornal independente "Foroyaa", confirmou o encerramento da rádio FM Tanraga em declarações à PANA, segunda-feira.
A repressão segue-se à afixação de cartazes nas ruas de Banjul, a capital, e a impressão em camisolas das palavras "GambiaHasDecided", ou "A GâmbiaJáDecidiu", por membros da oposição.
A NIA ameaçou deter a equipa de campanha #GambiaHasDecided e os seus simpatizantes, indicaram, à PANA fontes na cidade comercial de Serrekunda, onde testemunhas oculares revelaram que elementos das Forças Armadas removeram todos os cartazes e perseguiram jovens nas suas casas.
A rádio FM Tanraga já foi alvo de várias perseguições sob o Governo do Presidente Yahya Jammeh. Foi encerrada quatro vezes antes e assim como o seu diretor-geral, Alhagi Ceesay, também conheceu várias detenções. Não foi dada nenhuma razão para o encerramento da estação de rádio.
"Não devemos permitir que isto aconteça. Não devemos deixar a nossa liberdade ser derrubada por criminosos sob a cobertura da NIA. Vistam as vossas camisolas #GambiaHasDecided e levem as vossas bandeiras porque a Gâmbia decidiu", declarou Madi Jorbateh no programa oficial na ONG gambiana "TANGO".
Ele acrescentou que "A Gâmbia decidiu e nenhuma força na terra não pode parar isto. Todos os Gambianos no país e no estrangeiro devem manter-se de pé e não permitir que a nossa liberdade duramente conquistada seja destruída ou derrubada".

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.