quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Maior ladra de jóias do mundo tem 86 anos e foi apanhada a roubar (outra vez)

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA


Doris Payne, conhecida por ser a maior ladra de jóias do mundo, foi detida (mais uma vez), nos EUA, pelo roubo de um colar de diamantes no valor de quase 2000 euros.
Este anúncio surge passado um ano de Payne ter sido detida num centro comercial em Atlanta a roubar uns brincos Dior de quase 700 euros
AP
Doris Payne, de 86 anos, é considerada a maior ladra de jóias do mundo — e foi apanhada a roubar outra vez. Agora foi detida numa loja em Dunwoody (Geórgia), na terça-feira, quando roubava um colar de diamantes de quase 2000 euros.
Um comunicado feito pelas autoridades e citado pelo The Guardian, conta que Payne está a enfrentar agora uma acusação por furto. Este anúncio surge passado um ano de Payne ter sido detida num centro comercial em Atlanta a roubar uns brincos Dior de quase 700 euros.
Doris Payne é conhecida por roubar joalharia em lojas de todo o mundo há 60 anos. Até já realizado um documentário que conta a sua história de vida, chamado “A Vida e Crimes de Doris Payne”.

Tudo começou quando era criança e com um incidente que lhe pareceu ser muito conveniente. Doris Payne estava a experimentar relógios numa loja e achou que a distração do dono do estabelecimento era uma boa altura para os roubar. Desde aí, achou que se podia sustentar desta forma.
O Daily Mail conta que, ao longo do tempo, Payne esteve ligada a 22 nomes diferentes, nove datas de nascimento e cinco números de Segurança Social. No entanto, o seu modus operandi é sempre o mesmo: entrar nas lojas, interpretar o papel de uma mulher elegante e experimentar um grande número de jóias. Depois disso, espera por uma distração dos empregados e leva algumas para casa.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.