domingo, 4 de dezembro de 2016

Falsa embaixada americana no Gana encerra após cerca de uma década em funcionamento

Três pessoas morrem em acidente de viação em Maputo

Entre as vítimas está uma criança
Três pessoas morreram num acidente na EN4, ocorrido por volta das 6h de hoje. Entre as vítimas está uma criança. O motorista de um Toyota Mark X, que vinha no sentido Malhampsene-Ressano Garcia, teria despistado-se, atropelando mortalmente as vítimas. A Polícia de Trânsito alega excesso de velocidade, pois o motorista foi submetido ao teste de álcool e não estava embriagado.
Notícia em Desenvolvimento

Instituição emitia apenas documentos falsificados
Numa nota, o Departamento de Estado dos Estados Unidos revelou que o estabelecimento em causa era governado por criminosos turcos e ganenses, de acordo com Notícias ao Minuto.

Falsa ou verdadeira, o facto é que esta empresa operou durante cerca de 10 anos numa propriedade da capital de Accra, Gana, onde a verdadeira embaixada dos Estados Unidos também está localizada.

A embaixada falsa hasteava a bandeira dos Estados Unidos três vezes por semana, assim como pendurava uma fotografia de Barack Obama dentro do edifício, ao mesmo tempo que emitia documentos contrafeitos num valor superior a 5500€.

Os serviços desta embaixada eram publicitados através de flyers e cartazes espalhados não só pelo Gana, como também na Costa do Marfim. Os clientes chegavam de vários locais e, enquanto aguardavam pelos seus documentos, ficavam hospedados num hotel.

Segundo as autoridades norte-americanos, foi possível o esquema ter continuidade porque era apoiado por oficiais ganenses corruptos.

Depois de buscas ao local, avança Notícias ao Minuto, foram apreendidos cerca de 150 passaportes de dez países diferentes, legítimos e falsificados, assim como outros documentos de identificação juntamente com telemóveis e portáteis.

Armando Guebuza lidera delegação moçambicana no funeral de Fidel Castro

Comitiva indicada pelo Presidente da República para representar o país
Armando Guebuza chefia a delegação que segue para Cuba, para representar Moçambique nas cerimónias fúnebres do ex-Estadista, Fidel Castro. Segundo um comunicado da Presidência da República, a missão à Santiago leva uma Mensagem do Presidente Filipe Nyusi, endereçada ao seu homólogo cubano, Raúl Castro.  

A equipa, composta por Eusébio Lambo, ministro dos Combatentes; Raimundo Pachinuapa, antigo Inspector do Estado; Miguel Nkaima, Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República de Moçambique junto da República de Cuba e António Macheve, Director Adjunto para Europa e América, no Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, vai se ajuntar a outras delegações internacionais que já confirmaram a sua presença no último adeus ao El Comandante.

Também enviarão representantes os dirigentes da Rússia, dos Estados Unidos da América, da Coreia do Norte, do Brasil, Alemanha e do Canadá.

Confirmaram presença, no local, os ex-Presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff, Robert Mugabe.

O líder da revolução cubana morreu aos 90 anos e as homenagens duram uma semana.

Acidente de Viação faz cinco mortos em Nampula

Desastre envolveu uma carrinha de transporte de passageiros
Cinco pessoas morreram na sequência de um acidente registado na manhã de hoje, em Nampula. O acidente ocorreu a 30 quilómetros da cidade de Nampula e envolveu uma carrinha de transporte de passageiros que fazia o trajecto cidade de Nampula – Angoche.

Segundo testemunhas, a carrinha teria despistado e de seguida capotado, matando quatro pessoas no local. A quinta vítima morreu no Hospital Central de Nampula.

Até agora, O País ainda não conseguiu apurar o número exacto de pessoas que seguiam na viatura.  

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.