quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Ataque à casa do jornalista John Chekwa em Catandica


Listen to this post. Powered by iSpeech.org
Supostos Forças Governamentais atacam casa de Jornalista em Catandica
Mais de 8 homens mascarados e munidos com armas invadiram na madrugada desta quarta-feira (7) a residência do John Chekwa, jornalista e delegado da Rádio Comunitária Catandica,   distrito de Báruè na província de Manica.
De acordo com as vitimas, dois rapazes ambos de 15 anos de idade, sendo o filho do jornalista e o amigo acompanhante, em primeiro lugar  os homens apagaram luz da varanda, partiram a porta principal e começaram espancar – lhes, ameaçando os rapazes de morte e exigir a cabeça de John Chekwa.
“ John Chekwa está onde você, está aonde? Perguntou um dos militar  quando entrava nos quartos daquela casa que sita no bairro Expansão  Mugabe no município de Catandica
Os homens declaram aos rapazes que eram da unidade das Forcas de Intervenção Rápida (FIR) e estavam a cumprir com a sua missão. “ Podemos matar aqui ou no matador?” perguntou um deles. Afinal existe um matador homem em Catandica?
Os rapazes foram amarados e deixados fora  da residência nas mãos do motorista do grupo. Eles tinham um carro de marca Mahindra, cor preto e neste  tinham outras pessoas que estavam a chorar.
Para além de espancar os rapazes roubaram  vários bens naquela casa, dos quais, TV, Receiver da ZAP, DVD, 2 Computadores desktop, 1 Laptop, 2 telefones celulares, impressora, Sistema de banco de dados, Câmera de vigilância, camera digital, gravadores, ventoinha, dinheiro no valor de 6 mil meticais, pastas com vários documentos,   entre outros e deixaram a casa sem porta.
Quais são estes homens que tinham armas de fogo de marca AKM acompanhados com  motorista que estava sempre em comunicação via  uma rádio de comunicação?
O que fez o John Chekwa? Porque ele está na lista dos malfeitores?  Ele é acusado e considerado com um homem que fez o partido no poder a perder as eleições gerais no distrito de Báruè. Como? Por causa de dar vozes aos pobres que sempre exigiam os seus direitos via rádio local. Para alem de produção de programas radiofónicos no âmbito de boa governação. O jornalista lutou bastante contra actos ilícitos nos sectores públicos muito mais corrupção na policia e desvio  de dinheiro nos  alguns sectores públicos que envolveu o administrador distrital e o secretario permanente. O jornalista sempre deu espaço de antena da rádio para o cidadão.
E como é que os rapazes fugiram das mãos dos criminosos? Tudo isto foi quando uma das vítimas que estava no carro a saltou e lançou uma pedra na cabeça do motorista do grupo. Com este ataque, o motorista caiu e os rapazes fugiram e esconder numa das obras abandonada perto da casa do jornalista. Neste momento os rapazes encontram – se em pânico e não estão bem de saúde.
(Recebido por email)
NOTA: Sem comentários... Se existirem, fotografe as marcas deixadas pelos pneus.
Fernando Gil
MACUA DE MOÇAMBIQUE

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.