sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Acho que as Pessoas andam bem Zangadas com Guebuza!



Rogerio Antonio a sentir-se pensativo.

Não é normal o que presenciei ontem. É sobejamente sabido que a morte sempre representou Dor e Amargura, mas não é esse sentimento que paira no seio de algumas pessoas. Parece que as pessoas estão pouco se lixando com esta tragédia que abalou a família Guebuza.

A título de exemplo, ontem a noite subi um chapa que fazia o trajecto Praça dos Heróis-Ponto Final, ao longo da viagem, um tipo que estava no último assento grita em viva voz: “vocês sabiam que filha de Guebuza morreu?” Um dado curioso foi a reação dos demais passageiros que estavam no mesmo meio de transporte, respondiam em coro: “é bom, que ele sinta também a dor dos milhares de moçambicanos que morrem por causa dele, a justiça foi feita”.

Epah! Fiquei estupefato, não quis acreditar que fosse normal que as pessoas comemorassem mesmo sabendo que trata-se duma morte. Até aqui não consigo compreender o que leva tanta gente a sentir-se indiferente, ou melhor, satisfeitas. É caso para dizer que as pessoas andam “Full” com a família Guebuza.

Enfim, tenha o eterno descanso Valentina Guebuza.

Américo Matavele
Maputo, Moçambique ·

Sobre a celebração do infortúnio alheio

Entendo que as sociedades desenvolvem-se pela solidariedade dos seus componentes. As pessoas partilham tudo, e principalmente os sentimentos, assumindo cada um como seu o sofrimento doutra pessoa, o que lhe vai fazer ajudar.

Sociedades sem capacidade de sentir a dor do outro são sociedades estagnadas, cuja tendência é de regressão moral.


Este espírito da assumpção do sofrimento alheio como seu, parte de uma base, de uma educação-base, que é somente dado na família. Não é por acaso que a CRM diz que a família é a célula base da sociedade.

Como disse num post algures, a sociedade não passa de receptáculo da educação que as famílias dão aos seus, e não ao contrário. Culpar a sociedade pela degradação dos valores, é o mesmo que culpar o calor pelo sol abrasador. É contra a própria natureza.

As famílias agora viraram um covil de silêncio e de aceitação tácita da perversão dos valores, pois ela, aliás eles (pais e mães), já não se assumem como educadores, mas como máquinas que servem somente para a criação de condições materiais para os filhos.

Pensamos, nós os pais, que cercar os meninos de bens materiais vai lhes tornar melhores pessoas na sociedade, e descuramos a parte da moral, ética e dos bons costumes. Eis o resultado.

Aliás, vi de alguns pais esse comportamento contra-natura de celebrar a morte como paga pelos “pecados”, como se todos nós fôssemos Jesusis Cristos (sim, no plural), e para cobardemente escondermos a nossa vergonha, atiramos as culpas para a sociedade.

A sociedade não educa, ensina. Quem educa é a família. Conheço pessoas com títulos de PêAgáDê, com muita ciência na cabeça, mas em termos de educação são zero. Há diferença.

Precisamos aceitar que só revigorando a família como centro de transmissão de valores é que podemos resgatar a sociedade, e não ao contrário, mas para isso temos que aceitar as consequência de ter uma família, e seguir todos os procedimentos para a criação de um ambiente familiar são.

A educação não vem por decreto, mas é um processo, um martelar constante sobre a necessidade de abraçar a ética e a boa educação como duas muletas sem as quais a personalidade cai e se transforma num monstro.

Aliás, a ética e a boa educação estão patentes no ser, e é por isso que é doloroso fazer o mal. Isto é, mesmo as pessoas que celebram o infortúnio alheio sentem, lá bem no fundo, que o que estão a fazer é mau. E sentem dor ao fazê-lo.

Portanto, a educação parte da família, e esta é que molda a sociedade, e não ao contrário.

Nhanisse!

PS1: Há desvios e patologias no meio de tudo isso, mas um desvio é uma minoria, diferentemente do que assistimos actualmente.

PS2: PlayStation 2.

Calton Cadeado

Tanto ódio, meu Deus! Tanto ódio! Triste. Muito triste!

Edgar Barroso a pergunta certa deveria ser "porquê tanto ódio?", não acha?
Gosto · Responder · 4 · 12 h
Ocultar 23 respostas

Calton Cadeado Porquê tanto ódio?!
Gosto · Responder · 11 h

Edgar Barroso é disso que a academia deveria se ocupar, num futuro urgente... sem preconceitos, sem politização e polarização, só pura ciência e ao serviço da comunidade... é o ódio, institucionalizado ou instrumentalizado, que tem estado a emperrar o desenvolvimento deste país (e das suas gentes).
Gosto · Responder · 7 · 11 h

Edgar Barroso passei o dia a "documentar" as manifestações de ódio e de intolerância, de gozo e de intriga, de sarcasmo e de insensibilidade, que uma larga maioria dos meus amigos do Facebook e do Whatsapp faziam hoje, à propósito do assassinato da Valentina Guebuza... será que eles todos estão mesmo "doentes"? será que temos apenas um punhado de cidadãos de bom senso, em toda a extensão territorial (ou virtual) deste país? porquê é que os que se comportam "como deve ser" são os de um grupo específico? o que é que faz com que a maioria celebre, satirize ou se contente com tamanha tragédia? crise de valores? má educação? inveja? porquê?
Gosto · Responder · 9 · 11 h

Calton Cadeado Edgar Barroso! Eu não tenho respostas para as perguntas pertinentes que colocas. Só estou bastante triste em ver essa manifestação de ódios. Isso é tão triste que as pessoas até parece que se esqueceram que a Valentina Guebuza tinha uma mãe! Não se pensa e nem se respeita a dor de mãe!
Gosto · Responder · 3 · 11 h

Calton Cadeado Edgar Barroso! Ódio institucionalizado! Ódio instrumentalizado! Preciso saber mais sobre as premissas desses ódios!
Gosto · Responder · 11 h

Fatima Mimbire O pais está doente pq os seus habitante tbm estão, sobretudo aqueles q era suposto serem "a seiva da nação".
Gosto · Responder · 1 · 10 h · Editado

Edgar Barroso ódio pelos endinheirados... "felicidade" de os ver a sofrer fatalidades do género e por saberem que não são exclusivas das pessoas comuns... não são premissas, são suposições...
Gosto · Responder · 4 · 11 h

Láilo Machava A sociedade foi sempre assim?
Gosto · Responder · 11 h · Editado

Calton Cadeado Fatima Mimbire! Não percebi!
Gosto · Responder · 11 h

Calton Cadeado Edgar Barroso! Ok
Gosto · Responder · 11 h

Emidio Beula Edgar Barroso Perguntas pertinentes... Mas a interpelação encerra alguns "preconceitos" do tipo "grupo específico" e "maioria"... Seria interessante operacionalizares o que chamas de "grupo específico" e a "maioria" Maioria no facebook???
Gosto · Responder · 1 · 11 h

Calton Cadeado Estou a tentar fazer uma comparação com outros países, mas não consigo ver paralelismo!
Gosto · Responder · 11 h

Emidio Beula Edgar Barroso Nem mais. Catarse social... Assim, as "pessoas comuns" evacuaram dos seus corações a mágoa e hoje terão uma das noites mais calmas de sempre...
Gosto · Responder · 2 · 11 h

Emidio Beula Calton Cadeado E pode não existir esse paralelismo. Antes de partir para a busca de paralelismos, seria interessante compreender em que circunstâncias as pessoas celebram a morte?
Gosto · Responder · 1 · 11 h

Don Tivane Uma apetência paranóica pelo sofrimento do outro, gente sedenta em ver/partilhar sangue. Alegria desmedida pela dor do outro, como se tal "medida" mitigasse o karma reservado a todos/cada um de nós. É de facto lamentável. Da banalização à morte passámos para a sua celebração, sobretudo quando a mesma bate na porta dos que são/julgamos economicamente mais estáveis. Sem se aperceber, através dos discursos/partilhas/acções/atitudes, muitos de alguns de nós cimentam as bases desses comportamentos paranóicos que aos poucos vão contribuindo para uma espécie de cegueira colectiva. Perdemos o foco, caramba.
Gosto · Responder · 3 · 10 h · Editado

Calton Cadeado Emidio Beula! Concordo, meu caro! Acho que é legítimo perceber esse ódio! E preciso frieza para perceber isso.
Gosto · Responder · 11 h

Calton Cadeado Don Tivane! Perdemos foco!
Gosto · Responder · 11 h

Edgar Barroso Beula, presumi que o Calton se referia às redes sociais. Eu tomei como vitrina o Facebook e o Whatsapp (minhas redes).
Gosto · Responder · 2 · 11 h

Emidio Beula Calton Cadeado Muita frieza mesmo. O que me incomoda não são os "milhares" que encontram satisfação na tristeza dos outros, são os porta-estandartes da bandeira dos Direitos Humanos que celebram a morte de um ser humano. Esse sim, deixam-me confuso!
Gosto · Responder · 11 h · Editado

Emidio Beula Edgar Barroso Good.
Gosto · Responder · 11 h

Calton Cadeado Edgar Barroso! É isso mesmo!
Gosto · Responder · 11 h

Fatima Mimbire Calton Cadeado o que estou a dizer é que estamos a caminhar p o abismo. Resumindo
Gosto · Responder · 10 h

Calton Cadeado Fatima Mimbire! Ok! Infelizmente!

Zuleica Gelo Triste e lamentavel
Gosto · Responder · 11 h

Calton Cadeado Lamentável! É o fim da moralidade e o triunfo do ódio! Triste!
Gosto · Responder · 2 · 11 h

Zuleica Gelo Concordo

Picardo Lémia Deus ensina-nos a amar uns aos outros. A falta de amor traz dor, tristeza, ódio e frieza. O nosso povo deixou de ser amado e eis a razão de tanto ódio. Não há mais espaço pra amor. Vamos deixar de julgar e resgatar o amor para que possamos plantar e colher mais e mais.
Gosto · Responder · 1 · 11 h

Calton Cadeado Quem julga é Deus, amiga Picardo Lémia! O povo deixou de ser amado. Acho interessante essa constatação. Estou curioso em saber quem deixou de amar o povo! Será que quando alguém deixa de me amar eu devo legitimamente criar ódios?! Pior, criar tanto ódio a ponto de fazer piada com a morte de uma filha só porque não gosta do pai! As pessoas até esquecem que ela tinha mãe! Isso é lamentável! Mas, concordo contigo que temos que cultivar o amor
Gosto · Responder · 1 · 11 h

Emidio Beula As redes sociais dão visibilidade a fenômenos que antes eram havidos como inexistentes, inimagináveis, porque tomavam curso em ambientes fechados e eram partilhados entre amigos FISICAMENTE presentes... Hoje, este artefacto da modernidade eliminou as fronteiras e a presença já não precisa ser tangível...
Gosto · Responder · 1 · 11 h

Calton Cadeado Certo amigo Emidio Beula!

Murose Mussana Exodo 20 verciculo 5.
Castigarei os filhos pelos erros dos seus progenitores.
Gosto · Responder · 11 h

Calton Cadeado 😳😳😳
Gosto · Responder · 10 h

Murose Mussana Estava a procura de uma resposta "logica" para a sua questao
Foi apenas o que encontrei

Paula Matusse Tristimente triste!
Gosto · Responder · 10 h

Roberto Chitsonzo Eu fico calado!.......... Simplesmente triste!
Gosto · Responder · 3 · 3 h

Arcangela Cristina Muquingue Muito triste
Gosto · Responder · 2 h

Amilton Munduze Amigo Calton, há uma certa teoria que diz que “a estrutura molda os indivíviduos”. Então este ódio resulta da estrutura que foi montada. Moldou-nos assim, infelizmente. Não podiamos ter plantado papaeira para colher maçã. Crise de valores. Esses não foram bem transmitidos.



Helio Maure Nunca se pode imaginar festejar a morte de alguém....há razões para isso? Dever haver e muitas.....
Gosto · Responder · 1 · 52 min


Julio Lacitela Kroll & The Gang em acçao. Vem ai mais estórias
Gosto · Responder · 1 · 51 min


Estevão Dima Sinto muito por esse tipo de pessoas. A que se respeitar a Morte.
Gosto · Responder · 1 · 50 min


Diny Camaca Claro helio. Sem duvidas a i imensas razoes para as pessoas festejarem exe momento de profunda dor e consternaxao da familia guebuza....e este sucedido vem provar ao sr guebuza k o povo no ta do lado dele e desejam ainda o pior pra ele
Gosto · Responder · 2 · 49 min


Láilo Machava Algumas dessas pessoas perderam os seus na zona centro e norte. Nossos familiares morrem todos os dias, vitimas de violência, e o governo nada faz! Paz a sua alma.
Gosto · Responder · 4 · 48 min · Editado


Rogerio Antonio Quais razões Helio Maure?
Gosto · Responder · 48 min


Rogerio Antonio Pode Láilo Machava ser mas será que não deviam respeitar essa tragédia?
Gosto · Responder · 47 min


Mario De Almeida Langa Do mesmo modo que se mostra indiferenca pra o povo sofrido, o mesmo povo demostra de varias vertentes.
Tocando a ferida.
Gosto · Responder · 2 · 41 min


Láilo Machava O pai respeitou a do povo?
Gosto · Responder · 2 · 37 min


Mario De Almeida Langa Boa pergunta



Calvino Cumbe Ha quem postou foto de Zofimo com o titulo "heroi nacional"
Gosto · Responder · 1 · 46 min


Abinelto Bié A sério, Calvino Cumbe? Veja isto, mano Rogerio Antonio!
Gosto · Responder · 36 min


Novo Combatente De Moz Vi um post que diz Zofimo eh heroi nacional porque deu o primeiro tiro na luta contra Guebuza. Lamentavel.



Nelio Raul Joao Quem planta vento, colhe tempestade, é tudo o que posso dizer......
Gosto · Responder · 1 · 45 min · Editado


Pita Fundice Continuo a dizer k nem sempre a opiniao da maioria e certa. Hoje sao poucos que estao com sentimentos para a familia Guebuza e muitos estao festejando. Mas as poucas pessoas estao cobertas de toda razao.
Gosto · Responder · 46 min


Lhuvanhane Ticatica É pouco tinham morrer todos ficar só guepato
Gosto · Responder · 44 min


Ofece Deniasse Chania O povo faminto é muito nervoso e perigoso, nao controla a boca.
Gosto · Responder · 43 min


Diny Camaca Elementos das FDS,civis,viaturas keimadas na zona centro,eskuadroes da morte,crise economica,medidas k afectam os salarios,falta de medicamentos no hospitais de entre otras coisas,( ixo sim devia ser tragedia)e nao ixo ai.
Gosto · Responder · 1 · 42 min


Yolanda Matsinhe Concordo o moçambicano já perdeu a identidade existe muita falta de humildade e humanismo
Gosto · Responder · 41 min


Diny Camaca Identidade i humanismo na miséria...kkk...vce yolanda tambem.
Gosto · Responder · 40 min


Bitone Viage Rogerio Antonio temos uma sentada hoje
Gosto · Responder · 1 · 40 min


Cleto Goncalves Mas voce Rogerio Antonio esta a mais de 2 anos a postar as razoes e agora vem nos perguntar quais? Re leia os seus posts e abra igualmente o semanário canal de mocambique dos ultimos 2 anos
Gosto · Responder · 2 · 38 min


Hugo Romao Raja Viana Voce!



Diny Camaca Kuando moxanbicanos foram assassindos por humanos na RSA no registo da xenofobia e ca ficams indiferentes a economia do país sul africano caiu por ixo?nada..!!!
Gosto · Responder · 36 min


Adriana Dos Santos Se até a própria familia Guebuza não respeita e nunca respeitou o povo moçambicano. Vice- versa
Gosto · Responder · 2 · 36 min


Diny Camaca Nao continue cm exe cmentario humanismo dona yolanda
Gosto · Responder · 35 min


Abinelto Bié Pessoas perderam a sensibilidade, ilustre, a moral foi arrebatada. Não é típico d'um moçambicano esse tipo de comportamento... Há que chamar as pessoas à razão.
Gosto · Responder · 33 min


Kanarere Canpeao Nomala Ele plantou isso tudo hoje esta colhendo a porcaria.
Deixem de comentar esta mais novela. Mais tarde ou mais cedo concluiremos os efeitos desta.
Gosto · Responder · 33 min


Batista Cole Ne quero imaginar se tivesse acontecido com o próprio pai, acho que por essas horas haveria crise de champanhe no mercado.
Gosto · Responder · 6 · 31 min


Diny Camaca Se acontece cm o pai estariamos nas ruas a comemorar cmo se fosse kualificaxao dos manbas ao campeonato do mundo.
Gosto · Responder · 2 · 29 min


José Chambuca falta guebuza kkkkkkkkk
Gosto · Responder · 1 · 29 min


Gote Rafa É uma família lixo, que desimportou com o povo e desgraçou muita gente.
Gosto · Responder · 1 · 28 min


José Chambuca kakakakalakakaka dinheiro mata kkkkklkklklkkkkk
Gosto · Responder · 26 min


Augusto Mate É hipocrisia manifestar algo que não se sinta. Essas pessoas não fizeram senão exteriorizar o que lhes vinha no âmago.

O porquê de assim se terem portado — outras quinhentas.
Gosto · Responder · 1 · 25 min


Mbongane Hohigo Molwene Jasse Quem planta espinhos não colhe rosas ponto final, não vejo razão de sentir alguma dor porquê e par quê... As pessoas estão zangadas e tem toda razão, acham pouco o nível de vida que atingimos, epah deixam o povo chorar a sua maneira, é a única forma honesta deles chorarem
Gosto · Responder · 2 · 24 min


Mauro Steinway Eu sinto indiferenca!
Gosto · Responder · 23 min


Mbongane Hohigo Molwene Jasse Se este governo tivesse construído e investido na moral social não estariam a festejar a morte de alguém, mas investiram e algo material para eles então está aí a resposta
Gosto · Responder · 4 · 23 min


Matilwene Bucar Caracter e perspnalidades sao coisas que nao se busca na escola, a gente ja nasce com ele. Sensibilidade, moral, etica nenhuma escola ensina isso, ou seja ate se pode ensinar mas deficilmente se pode mudar algo que está dentro de nós
Gosto · Responder · 14 min


Mbongane Hohigo Molwene Jasse Assim estas a sugerir para sentirmos a dor da família Guebuza, chorarmos a morte da filha dele que controlava os bens adquiridos pelo dinheiro usurpado em nome dos moçambicanos
Gosto · Responder · 10 min


Mbongane Hohigo Molwene Jasse É isso que estas a tentar transcrever aqui
Gosto · Responder · 9 min


Matilwene Bucar Em nenhum momento disse isso, quanto a morte da Valentina nada tenho a comentar, apenas falo do investimento a que te referiste
Gosto · Responder · 8 min


Mbongane Hohigo Molwene Jasse Então estas fora do contexto, procure outro fórum para essa discução


Tsutsi Fumo TF Princesinha Valentina Guebuza'Assim era tratada ela, o pai a desviar dinheiro do povo para que ela esteja no mesmo patamar com a princesinha Angolana.' Ca estamos nós a viver na miséria por egoísmo de uma única família.
Gosto · Responder · 22 min


Ebenezer Eben

Gosto · Responder · 23 min


Affonso Guerreiro Eu não sinto nem um pouco. Por mim toda a família Guebuza morria agora mesmo.
Tomara que ela esteja pelando no inferno.
Gosto · Responder · 22 min


Afzal Said Aly Muhammad Mas um fruto que ele plantou!mataram membro da renamo em nampula
Gosto · Responder · 22 min


Manane Manane pouco me interessa
Gosto · Responder · 18 min


Nito Ivo Tem certeza mesmo que não entende as pessoas? Nos últimos 10 anos estiveste em Marte?
Gosto · Responder · 17 min


Moiane Telma da Gloria Perguntem a ele, sabe muito bem a resposta que leva o povo moçambicano a se comportar assim. Mas paz a sua alma para sua filha
Gosto · Responder · 15 min


Angelo Malunguele Chumane Em meio a tanta dor e consternação, ninguém o poupa, tsk... Uns lamentam o facto de que teria sido ele a ser levado. Mas enfim, ninguém merece morrer, ninguém... O direito a vida é um bem inalienável.
Outros associam a morte de Valentina com uma justiça divina, os pais pecam e os filhos deles pagam. O ódio do povo tingiu a família inteira porque vive o luxo e o povo a sofrer por causa das dívidas ocultas de que ele não se arrepende, se fosse presidente os faria sem hesitar.

O povo está enraivado com pessoas que afundaram a economia do país, querem os culpados paguem por isso. Ja que a instituição da justiça moçambicana não provê tal acto, viram uma oportunidade para afogar as suas mágoas porque um dos filhos do "diabo" foi tirado a vida.
Esta é uma leitura que faço do que oiço falar por ai, pois, outros até, sequer acreditam que ela se foi. Dizem se tratar de uma farsa para o pai cada vez mais se distanciar da culpabilidade sobre o buraco financeiro.


Xavier Antonio Porque se fala muito mais?
É o problema da qualidade da pessoa.
Porque todos os dias as pessoas são assassinadas, umas em frente dos seus filhos, outras raptadas e mortas, cujos corpos andam ai espalhados, carbonizados, deixam filhos sem nada para comer ..Mas não se fala muito assim.
Nós assistimos na televisão altos dirigentes sorridentes pelo baleamento de outro ser humano. Onde estavam esses padres, pastores que hoje dizem-se sentimentalistas? Assistimos pessoas que se destacam nas televisões para com ajuda de ciência política para argumentar a favor da morte de outras pessoas. Vimos e lemos posts de professores de historias a se tornarem criminalistas para defender que a morte pelo baleamento foi normal. Mas ninguém aparece a falar de humanistas.
Sejamos verdadeiramente humanistas e não hipócritas. O verdadeiro sentimento humanista é imparcial. Perante a Deus somos todos humanos.
Gosto · Responder · 11 min


Hassane Ibrahimo Ela que descanse em paz... Mas, não podemos controlar o sentimento de cada um.. Vale a pena aquele que te diz tudo na cara do que outros que apunhalam te pelas costas.. Não se pode rir de uma morte, mesmo tratando se do seu maior inimigo. . Enfim. são sentimentos, meu caro #Rogerio. Meus mais sentidos pêsames a família enlutada. . Imagino a dor
Gosto · Responder · 4 min


Carlos Domingos Janota MEU CARO ROGER!! se me permita que carinhosamente assim te chame. Pois é, passei pelo mesmo dilema que o teu aqui na minha cidade (Beira) quando seguia o chapa Macuti-Baixa. O assunto era o mesmo - A MORTE DA VALENTINA GUEBUZA -, constatei o mesmo que voce!.
Curiosamente quando subi o chapa na terminal, eramos apenas 4 elementos que seguia-mos nele ( eu, o motorista, o cobrador e um outro sujeito que desconheco o nome) e eu levantei o assunto, no sentido de colher sentimentos face ao tragico acontecimento que abalou como tsunami - daqueles que devastam a costa japonesa- à familia mais poderosa de Moçambique. Eis que o passageiro ao meu lado manifestou-se de forma nao solidaria para com o Guebuza dizendo: é bom! Sabes quantas pessoas ja daiaram (morreram) nas tuas costas??.... Agora aguenta, se nao fosse a crise dava uma boda (festa) em teu nome. Fim da citacao. Enquanto o motorista dizia: agora leva todo o dinheiro e poe no caixao dela para levar com tua filha!!! Leva tambem os hoteis e nao esquece tambem as suas empresas e bancos!!! E continua: agora veja so, tanta gente que voce ( Guebuza ) matou e hoje matam a sua filha!!! Hhhheeee o mundo da voltas mesmo..

Em cada paragem, e cada vez que o nr de passageiros ia aumentado, em contrapartida o papu ia tambem se intessificando, e comentarios daquele genero ja abominava o chapa, que nem mesmo eu- o criador do debato- tinha espaco para opinar, e ate o meu distino final, ainda a meio da trajetoria do chapa, no cruzamento da Universidade zambeze no Matacuane, nao se falava mais de outro assunto.

É verdade, nao é so no Maputo, mas parece que todo moçambicano no geral anda fulo com a familia Guebaz ao ponto de perder alguma sensatez para com a familia neste doloroso momento que atravessa com o diluvio da sua ente querida.
Ps: ao meu ver todos devemos ter um pingo de solidariedade com esta familia e particularmente o proprio Guebaz- apesar de tudo que nos fez-... Enderecar sinceros pesames ao invez disso que fazemos!!!!
Gosto · Responder · 2 min


Eurico Rogério Roque Eu estou completamente indiferente a morte dela, foi injusto sim, mas não me afecta em nenhum sentido!
Mas desde ontem venho observando alguns comentários feitos por Moçambicanos de várias camadas e posso afirmar com segurança que a maior parte deles não está a celebrar a violência perpetrada pelo marido, e nem o acto macabro que sucedeu. Estão a celebrar o possível sofrimento que a morte dela irá causar a família Guebuza em particular. Para muitos Moçambicanos a família Guebuza encarna a causa do nosso sofrimento nestes últimos anos, logo, testemunhar o sofrimento dele é algo prazeroso.
"Respeitar o sofrimento" dos membros da família Guebuza é apropriado se alguém é amigo deles, mas os protocolos são fundamentalmente diferentes quando se trata do resto do público Moçambicano.

Presidente Guebuza é odiado pelos danos que infligiu no povo durante seu mandado - pelo seu legado de desigualdade, ganância e ruptura social que nos afecta até os dias de hoje. É difícil separar ele da sua filha, até porque a imagem que temos da Valentina é de alguém que compactuava com as malandrices do pai.

Exigir que tudo isso seja ignorado neste momento só porque eles estão em dor, ou porque não devemos rir da morte de alguém é meio injusto e irrealista.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.