quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

GAZA E VOTO ÉTNICO!


Edgar Barroso
October 23, 2014 ·

Dr. Calton Cadeado, que já foi meu colega e monitor de Estudos de Paz e Conflitos no curso de Relações Internacionais e Diplomacia (turma de 2001-2006), eu tenho uma dúvida. Lembro-me perfeitamente que foi um dos nossos analistas políticos que mais se bateu contra o "apelo eleitoral étnico" do MDM, nos pleitos eleitorais recentemente realizados em Moçambique.

O que tem a dizer sobre o eleitorado da província de Gaza? Como é que se explica o facto dos eleitores gazenses terem votado à quase 100% na Frelimo de Mondlane, Samora e de Chissano? Será que votaram mesmo no manifesto eleitoral daquele partido? Ou foi incondicional afinidade ao rosto de Filipe Nyusi, seu candidato presidencial? Ou, muito provavelmente, foi a consumação histórica do VOTO ÉTNICO?!

Cá para os meus botões, foi mesmo por folcróricos critérios de identidade. Isso é politicamente perigoso, para quem apregoa como um dos principais estandartes do seu manifesto de governação a CONSOLIDAÇÃO DA UNIDADE NACIONAL. Os eleitores de Gaza mostraram um mau exemplo para todo o país e podem, muito honestamente, ter aberto um precedente para os povos de outras províncias com orientação progressista no seu sentido de voto. E já se começou a ouvir por aí expressões do tipo "aqueles machanganas pensam que são os donos do país". Outros falam de VOTO CEGO, outros mais de VOTO IGNORANTE. Eu prefiro chamá-lo de VOTO PERIGOSO.


LikeShow more reactionsCommentShare
125 Manuel J. P. Sumbana and 124 others
2 shares
143 Comments
Comments

Eusébio A. P. Gwembe Será Gaza sinónimo de étnia? Acaso, Nyusi é um gazense?
October 23, 2014 at 10:07am · Like · 6

Gabriel Muthisse Nada disso Edgar. Quando eu regressei de Cuba, nos princípios da década 80', quase todos os anciãos da minha família e da minha aldeia identificavam-se com a Renamo. Isto por conta da sua oposição às aldeias comunais. Como deve saber, os gazenses são criadores de gado. Preferem viver isolados, para terem espaços de apascentar os seu gado, visto que quando as manadas estão juntas o pasto érapidamente deplectado, sobretudo em períodos de seca. Lembro-me que eu tinha discussões terríveis, principalmente tendo em vista as minhas crenças comunistas da juventude. O que mudou a preferência política dos gazenses nao tem nada a ver com identificação étnica. Foi o roubo de gado e o tipo de guerra que a Renamo protagonizou em Gaza. Foi naquela província que ocorreram os maiores e mais frequentes massacres. Ou pelo menos os mais frequente. Nao é pois verdade que o voto gazense seja étnico porque, a ser assim, meus parentes e conterrâneos nao se teriam identificado com a Renamo nos princípios da década 80'.
October 23, 2014 at 10:10am · Like · 20

Cristina Ussene para mim tambem classifico VOTO TRIBALISTA, e anti democratico. SOFALA, ZAMBEZIA, NAMPULA, TETE, NIASSA MANICA esses sim sao autenticos democratas. Quem disse que esta regiao era contra a UNIDADE NACIONAL falhou. Quem e afinal contra a UNIDADE NACIONAL? CABO DELGADO , tambem e tribalista....
October 23, 2014 at 10:10am · Like · 1

Nomis Erudam Falando sinceramente, não sei se chega a 10 a percentagem de moçambicanos que orientam o seu voto com base na preferência a determinado plano de governação.
October 23, 2014 at 10:11am · Like · 6

Gilder Anibal COM CERTEZA, voto perigoso. Gaza votou muito mal. E, tera uma assembleia provincial como uma casa de papa e' que manda. Isso e' muito perigoso para a propria populacao! VOTA-SE o manifesto e nao o nome de candidatos e seu partido. Nao creio que TODOS de GAZA pensem da mesma forma para votarem 100% num candidato e seu partido! ENFORCARAM-SE os gazenses, numa democracia. Isso nao funciona!
October 23, 2014 at 10:15am · Like

Edgar Barroso Eusébio A. P. Gwembe, repara nas balizas que eu arrolei:

1. Os eleitores de toda a província de Gaza votaram na Frelimo e em Nyusi a quase 100%.
2. Os "pais da nação" moçambicana são todos oriundos de Gaza: Eduardo Mondlane, Samora Machel e Joaquim Chissano.
3. Em termos de percepção política, o leitorado daquela província vê convicta e "hereditariamente" a Frelimo como seu partido, seja lá quem for a comandar os seus destinos.

É a materialização da construção social de afinidade política, baseada em sentidos de pertença ou de identidade étnica.
October 23, 2014 at 10:16am · Like · 3

Bone Waka Gabriel Muthisse FALOU TUDO.... desta vez foste infeliz dr. Edgar
October 23, 2014 at 10:16am · Like

João Ferrão Júnior Gabriel Muthisse será que para alem da Frelimo só existe Renamo?
October 23, 2014 at 10:19am · Like · 2

Noa Inacio Conteúdo interessante. Questões de partida pouco assumi veis. Entre as quais? Nyusi não eh de Gaza 2. O apelo ao voto de Nyusi em Gaza não teve bases étnicas e nem podia ter o 3. Aqui estamos a referir a um comando dos eleitores e não de um míssil do candidato? PS: Já ouvi gente ganhar porque disse, não queremos ser governantes por vigentes. Quem eh daqui sabe o.que digo
October 23, 2014 at 10:25am · Like · 1

Noa Inacio VientesSee Translation
October 23, 2014 at 10:25am · Like · 1

Janeth Laice E Hamela Provavelmente meu irmao Apóstolo Da Desgraça nao saiba, ou nao se lembre porque era pequenino, mas eu, apesar de tambem pequena, nao me esqueco de ter que voltar escoltada de Massinga porque houve um massacre em Homoine, e olha que havia viajado dois dias antes para passar ferias. E aquela gente ateh hoje, se lembra como ontem o que passou com a RENAMO, entendo que a populacao de Gaza tenha o mesmo sentimento.
October 23, 2014 at 11:06am · Edited · Like · 3

Edgar Barroso Gabriel Muthisse, interessante raciocício. Confesso que desconhecia esse contexto histórico específico anti-comunista do povo de Gaza. Entretanto, tenho as minhas reticências e passo já a elencá-las:

1. A guerra civil em Moçambique, de 1976 à 1992, não ocorreu só em Gaza. Houve massacres massivos em todas as outras províncias do país.
2. Na década em que voltou de Cuba, Moçambique não era ainda uma democracia multipartidária. A Renamo nem existia como partido político. Acho paradoxal dizer que os seus parentes e conterrâneos se identificavam com algo que não existia e que, como movimento armado, os massacrava e pilhava.
3. Se o voto dos eleitores de Gaza não é "historicamente étnico", então é o quê? Eles identificam-se integralmente com o manifesto eleitoral da Frelimo, de um modo sui generis se comparado com todas as restantes províncias do país?! Se sim, por que será?
October 23, 2014 at 10:26am · Like · 7

Donaldo Chongo Porque não encomendamos um estudo psico-social para tentar compreender, taxativamente, o comportamento eleitoral de Gaza? Carlos Serra e toda sua equipe investigativa seria-nos útil, não acham?
October 23, 2014 at 10:27am · Like · 4

Zito Do Rosário Ossumane Bom dia! Senhor Ministro Gabriel Muthisse, gostei bastante da sua explicação até porque acompanho todos os seus posts e devo confessar-lhe são bastante didacticos mas se calhar estou a ser um pouco ignorante (pode ate ser) mas hoje é quinta-feira e estamos no horario laboral e não é que eu nao aprecie a sua presença aqui no Facebook mas acho que seria-nos mais util a trabalhar (digo ai com os papeis a rever as coisas dos My Loves). Minhas sinceras desculpas se este post constituir ofensa à alguem mas ao ministro eu sei que não será, até porque tem um tom de humor embora sarcastico HEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE
October 23, 2014 at 10:30am · Like · 2

Lúcia Dénis informe-te mais sobre a província de Gaza e teras a resposta dos resultados eleitorais, sem precisar de massacrar os teus botões.
October 23, 2014 at 10:35am · Like · 1

Gabriel Muthisse Edgar, a Renamo existia e fazia uma guerra, ainda em locais distantes de Gaza. A Vz da África Livre fazia emissões em que proclamava-se contra as aldeias comunais (para o teu conhecimento, meu amigo, para além das aldeias comunais à volta de Xai-Xai, construídas por vítimas das cheias do Limpopo, conheces outras?). Os massacres não tinham começado ainda. É verdade que houve guerra e massacres em todo o país. Mas mas matanças feitas em Gaza eram sistemáticas, constantes e a única forma que a Renamo tinha de fazer a guerra naquela província. Durante muito tempo convenci-me de que a Renamo só tinha raptado e massacrada como vira acontecer a Gaza. Mas quando, ainda em plena guerra, fui a Tete, soube que havia carros de combate do exército queimados. Em Sofala e em outras províncias vi blindados do exército destruídos. Conheces algum carro de combate destruído em Gaza? Mas deves ter ouvido falar de valas comuns em quase todas as localidades. Foram esses factos que criaram um tipo de "bloqueio democrático" na população de Gaza. O MDM é visto, com razão, como rebento da Renamo. Os mais conhecidos lideres do MDM passaram por aquele Partido. Por fim, se fosse tribalismo, nestas eleições ter-se-iam alheado. É sabido que Nyusi nao é de Gaza. Esta é a prova adicional de que nao há etnicismo aqui.
October 23, 2014 at 10:37am · Like · 7

Gabriel Muthisse Estou fora do país, caro Zito Oussumane. Se reparar, quase todas as minhas postagens e comentários ocorrem quando fora do escritório. Principalmente quando fora do Maputo. Quando tenho mais tempo livre.
October 23, 2014 at 10:45am · Like · 3

Edgar Barroso Ainda não li aqui sequer um argumento suficientemente forte para rebater o que eu acho mais consistente: Gaza votou na Frelimo porque a Frelimo é historicamente dos machanganas.

PS: Gabriel Muthisse, então os quase 100% do eleitorado de Gaza à Frelimo e ao seu candidato é um VOTO VINGATIVO?

Isso também é muito perigoso para a consolidação da da reconciliação e da unidade nacional...
October 23, 2014 at 10:46am · Like · 2

Waka Chitlango Nao podemos pegar num factor isolado e concluirmos.O facfo de a Frelimo ter sido liderado por Mondlane,Samora e Chissano,todos d Gaza tb joga o seu papel nas populacoes.Por mais que venha alguem do norte todos sabem que a frelimo teve esses gazenses muito na linha da frente,pelo menos aparentemente.
October 23, 2014 at 10:47am · Like

Anacleto Machava Tal como os recentes ataques às populações e às colunas (que o povo tanto pediu para que fossem abolidas) na zona centro, os massacres em Gaza e Inhambane não foram protagonizados pela Renamo. Há anos o jornal "Savana" publicou uma séria de artigos explicando o outro lado (aquele que nos é escondido) da história!
October 23, 2014 at 10:51am · Like · 4

Gabriel Muthisse Entenda-o assim, Edgar, como voto vingativo. Você votaria num líder, ou num movimento que se dedicou, sistematicamente, a roubar o seu gado e a massacrar os seus parentes? Perdoar é bom e desejável. Mas esse perdão nao se deve converter em ingenuidade. Eu não sabia que a FRELIMO era dos mashanganas. Estou a saber consigo que Gruveta, Nihia, Chipande, Pachinuapa, os irmãos Juma, Tanzama, Sergio Vieira, Oscar, Veloso, Dai, Muxanga, Kidas, Marina e milhares de outros são Shanganas. Estou a saber contigo que Nyusi é Shangana. Na década 80', quando tu ainda eras pequeno, para se imitar uma pessoa da FRELIMO imitava-se pronuncia do norte. Reveja tuas concepções.
October 23, 2014 at 10:53am · Like · 8

Nadinho Mate Na guerra a arma serve para defesa e procurar comida.so a renamo tinha armas?em gaza existe uma aliança perpetua com a frelimo.
October 23, 2014 at 10:56am · Like · 1

Lyndo A. Mondlane Anacleto Machava, estas completamente equivovado..eu vivi essas situaçoes, alguns aqui foram capturados depois de violencia desmedida e nao acabarm em nenhum quartel do governo..estas a deturpar a historia..mas se te relaxa..continue...
October 23, 2014 at 10:56am · Like · 1

Julião João Cumbane Caro Apóstolo Da Desgraça, compara os resultados em Gaza e em Cabo Delgado, e tamém em Niassa, Tete e Inhambane; depois ficará bem fazer as perguntas que fazes ao Calton Cadeado. A resposta que o Gabriel Muthisse deu para a tua questão não é de refutar totalmente. Ela vem acompanhada de uma outra questão que deve integrar a tua análise do voto de Gaza.
October 30, 2014 at 10:44am · Edited · Like · 1

Anacleto Machava Eu também vivi meu caro Lindo A. Mondlane, sou de Mabunganine e quando Chibuto e Manjacaze foram atacados, o administrador era um familiar meu! Parem de encher as cabeças das pessoas com mentiras! É melhor não falarmos deste assunto do que andar a dizer inverdades do tamanho do mundo!
October 23, 2014 at 10:59am · Like · 3

Gabriel Muthisse Então, Anacleto Machava, a Renamo nao fez guerra em Gaza? Que outras manifestações deste movimento conheceste em Gaza nos meados da década 80' e princípios da década 90,. Conheces algum ataque a uma posição das FPLM que tenha ocorrido? Onde?
October 23, 2014 at 10:59am · Like

Anacleto Machava A Renamo fez sim guerra mas não a podemos atribuir actos que por ela não foram cometidos!
October 23, 2014 at 11:01am · Like

Salomao Huchuza Moiane Eu sou de Gaza, Apesar de nao ter crescido la. Sou um dos que nunca votara na Renamo pois sei o que os matsangas (assim sao chamados ate hoje em Gaza. Mesmo que de forma civilizada Renamo) fizeram na minha familia. Estes homens mataram em Gaza mataram....See More
October 23, 2014 at 11:04am · Edited · Like · 5

Lyndo A. Mondlane pois deveriamos estar a viver realidades distintas... as tropas do governo en manjacaze em concreto, tiveram comportamento exemplar, vivia ai..e me sentia seguro pelo menos em machulane..dfram herois aqueles senhores..pelo que nao sei onde vivias tu Anacleto Machava...e todo aquele que viveu naquele canto do pais, pode confrmar aqui...
October 23, 2014 at 11:03am · Like

Joaquim Joao Correia Gaza e' um caso para se estudar !!!
October 23, 2014 at 11:04am · Like · 1

Edgar Barroso Gabriel Muthisse, sobre o comentário a mim dirigido, segundo o qual não sabias que os outros líderes históricos da Frelimo eram também machanganas... Ponto de ordem: eu estou aqui a falar do eleitorado de Gaza. São esses que, a meu ver, têm a Frelimo como sua, whatever it takes.

Só.
October 23, 2014 at 11:05am · Edited · Like

António Tambe Talvez fazermos "um flash back" ao periodo da camapanha e a alguns factores historicos desde periodo anterior a colonizacao, durante colonizacao e pos colonizacao para perceber certos fenomenos.
October 23, 2014 at 11:04am · Like

Dinis Chembene Eu colocaria esta questão para além de Gaza (acho muito tendencioso concentrar-se em Gaza de onde vem os nossos 2 primeiros presidentes e Mondlane), mas olharia para as características do voto no sul rural. Tirando Maputo cidade, Matola e se calhar Maxixe e Inhambane com características mais urbanas qual é o grau de inserção da Renamo e outros partidos da oposição? Concordo com parte da explicação de Gabriel Muthisse, ainda hoje em muitas partes do sul, principalmente criadores de gado ainda culpam a Renamo pela sua situação de pobreza. Se a Renamo e outros partidos não tiveram estratégias de penetrar em zonas onde não granjeavam simpatias o mesmo foi diferente em relação a Frelimo (claramente se aproveitando da maquina do governo) que com politicas como por exemplo a reabilitação das autoridades tradicionais, a extinção das aldeias comunais e recentemente a questão dos 7 milhões conseguiu ficar mais próxima de um eleitorado que antes lhe era hostil. Enfim acho que devemos olhar para esta situação da tendência de voto para além da questão étnica. Ela tem uma certa influencia claramente, mas não é determinante.
October 23, 2014 at 11:05am · Like · 2

Anacleto Machava Boa pergunta Dercio Nicolau!!!!
October 23, 2014 at 11:06am · Like · 1

Gabriel Muthisse Que tipo de guerra fez em Gaza Anacleto? Podes referir alguma batalha? Algum ataque a uma posição das FPLM? As nossas preferências políticas nao nos podem fazer rescrever a história. Mais de um milhão de pessoas nao podem ser tão burras! Ou estarem a ser enganadas! Nao podem nao ter vividossa guerra, Machava. Para tu de trazer estorietas! Nao há tribalismo nenhum no povo de Gaza.
October 23, 2014 at 11:06am · Like · 1

Nadinho Mate Ouvir dizet è uma coisa.mas xtar no mato é outra coisa.
October 23, 2014 at 11:06am · Like

Geronimo Alexandre Hehehehe ai não posso opinar pois a tal guerra findou 2 anos depois do meu nascimento
October 23, 2014 at 11:10am · Like

Dulce Celina Bila Edgar, concordo que seja de alguma relevância estudar essa tendência de voto regional, mas descordo completamente que haja alguma periculosidade nisso pois igual dinâmica é observada em democracias bem consolidadas. Se olharmos para as eleições no Brasil recém acontecidas e tendência de voto para o segundo turno, vemos que o nordeste e norte do Brasil apoia o PT enquanto que o sul apoia o PSDB e isso não é problema. Se olharmos para os EUA a tendência do voto é estadual.
October 23, 2014 at 11:12am · Like · 1

Gabriel Muthisse "Ainda não li aqui sequer um argumento suficientemente forte para rebater o que eu acho mais consistente: Gaza votou na Frelimo porque a Frelimo é historicamente dos mashanganas"
October 23, 2014 at 11:13am · Like · 1

Gabriel Muthisse as palavras acima são tuas, Edgar.
October 23, 2014 at 11:13am · Like

Anacleto Machava Caro Gabriel Muthisse de facto, as nossas preferências políticas não nos podem fazer reescrever a história! Diga a verdade ainda que doa! Gaza é, indiscutivelmente bastião da Frelimo mas isso não quer dizer que os Gazenses não conhecem a verdade!
October 23, 2014 at 11:13am · Like · 1

Salomao Huchuza Moiane Eu digo ao meu filho e sobrinhos que este homem mandou matar o vosso avo e queima-lo dentro do carro eh por isso que vcs nao tem avo. Isso depende deles se vao votar naquele que lhes tenha proibido do direito de ter um avo. Acho que desta me compreenderam analisando os resultados. irei continuar a fazer isso. Nao tenho ganhos directos em votar na Frelimo mas tambem nao perco algo em nao votar na renamo e seu presidente.
October 23, 2014 at 11:18am · Edited · Like · 2

Moisés Arlindo Valério Sitoe É por isso que continua sendo a provincia mais pobre deste país porque continua a votar cegamente,
October 23, 2014 at 11:16am · Like · 1

Anacleto Machava Nunca votei e dificilmente votaria na Renamo tão já. Sou membro de outro partido. Mas não podemos admitir que nos tentem meter na cabeça informações que nada tem a ver com a realidade.
October 23, 2014 at 11:17am · Like · 1

Moisés Arlindo Valério Sitoe Meu Pai é natural de Chibuto localidade de Xikonelane conheço muito bem como funciona o sistema de votação la, não escolha mas sim uma instrução expressa dos lideres locais em que votar.
October 23, 2014 at 11:18am · Like · 3

Giro da Fonseca Consuma-se em Gaza o que o partido frelimo quer. Que é reduzir a "insignicância a oposição" ou, o assassino político da oposição.
October 23, 2014 at 11:18am · Like · 2

Julião João Cumbane O voto de Gaza tem uma explicação e não é étcnica, é política, é de ressentimento. Na província de Gaza a RENAMO (hoje Renamo) fez chacina de gente indefesa. Não atacou posições das FPLM (como era conhecido o nosso exército regular na altura), atacou aldeias! Já alertávamos para que não se pensasse que fosse um dado adquirido que o "banho de multidões" que ia aos comícios do "pai da democracia" fosse votar nele. Está provado agora que o eleitorado de Gaza foi aos comícios de Dhlakama e do MDM para "ver"; era ironia, como eram irónicos os aplausos dos espectadores ao dançarino de Nghalangha da estória de Gabriel Muthisse.
October 23, 2014 at 11:19am · Like · 2

Anacleto Machava Moisés Arlindo Valério Fonseca - obrigado.
October 23, 2014 at 11:19am · Like

Gabriel Muthisse Fiz-te perguntas, Anacleto Machava, que ajudariam a alicerçar as tuas afirmações. Nao respondeste nenhuma. Posso repetir: (i) em que parte de Gaza ouviste falar de uma batalha entre Governo e Renamo? (Ii) conheces algum ataque da Renamo a uma posição d...See More
October 23, 2014 at 11:21am · Like · 4

Lyndo A. Mondlane Anacleto Machava, as que vivi eu sao reais, repito nao sei onde vivias tu e em que tempo..os que voltaram no 2ª poço (com o dificil que era encontrar 1 poço em gaza naqueles tempos) nao voltaram em nenhum quartel do governo..os que voltaram em Nhanjele depois de mais de 60 ou 80 km de caminhada, nao voltaram no quartel do governo..nao falarei aqui mas tenho familiares que foram liquidados porque estavam simplesmente exaustos..nao tergiverse os factos..fale das suas vivencias.....as que tivemos outras, nao nos tente enrolar por favor..estas a ofender a muita gente aqui
October 23, 2014 at 11:24am · Edited · Like

Edgar Barroso Gabriel Muthisse, porquê é que não há tribalismo em Gaza? Somente porque votaram em Nyusi? Ora, é muito pernicioso ter esse tipo de leituras e descurar convenientemente a essência da orientação de voto local. Eles sabem que Moçambique tem, como seus percursores e estandartes, figuras incontornáveis da história da Frelimo e do próprio país oriundos de Gaza. É nesse sentido que acham que o país e a Frelimo é "deles". Eles sabem perfeita e conscientemente que a Renamo e o MDM, por exemplo, são "os outros". Que esses partidos da oposição têm, na sua estrutura dirigente máxima, "extra-gazenses".

Se isso não é etnicidade, eu sou loiro, de olhos azuis e parecido com o Brad Pitt. Não, com o George Clooney. Heheheheheh...
October 23, 2014 at 11:22am · Like · 3

José Luis Sousa Compatriotas, será que a Renamo que está a fazer política hoje é a mesma que esteve a lutar pela democracia que todos nós temos hoje (ainda que aparente)?

Será que o povo de Gaza parou no tempo (socialismo), de tal forma que não exerga, ainda, a impo...See More
October 23, 2014 at 11:30am · Edited · Like · 6

Luís George Generoso Caro Apóstolo Da Desgraça , uma proposição vingativa das províncias centrais e norte do país a excepção de Cabo Delgado contra Gaza que interpretação teria? Porque não uma introspecção para que se desconstrua a razão que teria proporcionado estes quase...See More
October 23, 2014 at 11:28am · Like · 1

Adrian Magoo Muito se fala da forma como a renamo fez a guerra no Sul. Alguem pode me dizer como a tropa governamental fez a Guerra em Micaune-Chinde, Namanjavira, Alto Benfica, Tacuane, Socone?
October 23, 2014 at 11:29am · Like · 5

Israel Falkao Zefanias Estou a aprender muita coisa aqui. O problema eh que quando ficam um tempo sem postar fico ansioso. Quero ver o fim e perceber definitivamente o que aconteceu em Gaza.
October 23, 2014 at 11:32am · Like · 5

Edgar Barroso Não sei se é impressão só minha, mas denoto aqui um deliberado exercício, por parte do Gabriel Muthisse, em vitimizar Gaza como a província mais martirizada pela guerra civil de 1976-1992. Ora, não foi isso o que aconteceu. Houve massacres, destruições e pilhagens, feita por ambos os lados da guerra (Governo da Frelimo e a RENAMO) e em toda a extensão territorial de Moçambique.

O eleitorado de Gaza é o único, em todo o país, que não soube lidar com isso e o ultrapassar. Parece ser o único que guarda marcas eternas da sua aversão a tudo o que venha da oposição, independentemente do que estes tenham como proposta de reconciliação social, de desenvolvimento e de governação local. Pelos números percentuais (quase 100% de votos para a Frelimo e para o seu candidato), espelha-se claramente um sentido irracional de votação que encontra consistente fundamentação apenas em factores étnicos: GAZA PARA OS GAZENSES.

Isso é, repito, perigoso e atentatório à consolidação da unidade nacional.
October 23, 2014 at 11:41am · Like · 5

Andre Dimas A maioria das zonas assoladas pela "guerra da paridade" a Renamo e o seu Lider ganharam as elexoes... Essa de guerra e roubo de gado nao cola pra justificar nada disso sobre os resultados em Gaza. Eu sou de la, tenho o resto da minha Familia e amigos la. Tambem conhexo e vivi muitas historias de como foi a Guerra . Lembro ter visto uma reportagem na Stv onde um morador la das bandas de Vanduzi disse para todos nos que quem queimou suas palhotas foi o enxercito governamental alegando que o homen escondia armamento e homens da Renamo em sua casa, isso nao ee de hoje. O Regulo Mangunde e sua familia que o digao.
October 23, 2014 at 11:56am · Edited · Like

Gabriel Muthisse Gaza nao deixará de votar como vota só PIRQUE algumas pessoas preferem ver voto étnico. Quantas pessoas Gaza tem na CP da FRELIMO! Quantas pessoas tem no CC? Gaza teve algum precandidato nas eleições internas? Deve voto étnico se está a falar aqui. De lealdade a Presidentes falecidos? Podemos ser mais lúcidos de que isto!
October 23, 2014 at 11:48am · Like · 2

Boa Matule Este país vai voltar a guerra! Sinto o odio que muitos nutrem pela Renamo e consequentemente do povo a Norte do Save! A Renamo näo esteve na guerra sozinha! A Frelimo cometeu massacres e foram tantos! A Frelimo pilhou... Uma coisa é sermos incoerentes por defendermos os nossos partidos e a outra é mesmo ser covarde meramente para dividir mais o frágil Povo que luta pela uniao! Sou de Gaza e consciente do que aconteceu durante a guerra civil... Mas também ví os abusos dos militares da Frelimo!
October 23, 2014 at 11:49am · Edited · Like · 2

Calton Cadeado Apóstolo Da Desgraça! Eu nao sei se o meu nome, aqui, eh para rebater u pensamento meu ou eh para fazer passar um pensamento seu. Se for para rebater o meu pensamento, primeiro devo-lhe convidar a clarificar, com detalhe, conceitos. No seu post, ha, claramente, uma mistura desconexa conceitos (propositadamente ou nao, intencionalmente ou nao, nao sei)! Por ultimo, devo concordar com a importancia do factor historico que eh trazido por Gabriel Muthisse para perceber muitas coisas sobre o comportamento politico de Gaza. Os livros e as testemunhas orais mostram o conflito que Dhlakama teve com o Apartheid por causa da necessidade de intensificar a guerra no Sul (para pressionar a capital/ o centro de poder) enquanto ele queria consolidar a sua posicao na zona Centro. Por ultimo, Apostolo da Desgraca, essa sua colocacao eh um falso problema. Va para outros paises, com historico de eleicoes. Perca um tempinho a estudar o mapa politico eleitoral e vai constatar que isso nao eh problema nenhum. Mais facil de ver isso, eh nas eleicoes americanas. Voce vai constatar que, com uma pequena diferenca, ha estados que, tradicionalmemte votam republicano e outros votam demococratas. Quando eh na America nao eh problema. Mas, quando eh Gaza eh problema?! Quando eh Nampula eh problema? Quando eh Sofala eh problema?! Este post, Apostolo da Desgraca, so vale para ajudar a esclarecer muitos equivocos!
October 23, 2014 at 11:51am · Like · 14

Germano Milagre Gabriel Muthisse vamos partir do pressuposto que a sua conclusão de que o voto é ainda como resultado da guerra dos 16 anos ( e esquecendo que temos um número significativo de votantes que nunca viram essa guerra ) e porque exclui desse cenário o MDM ? Por acaso também está associado a essa guerra ? E já agora porque é que pela 1a vez na história da Frelimo o PR não é o Presidente da Frelimo ? Será precisamente por não ser Machangana ou Ronga ou Mchope que não têm confiança total para ser o todo poderoso como Guebuza foi ( e pelos vistos quer continuar com poder ao insistir continuar como Presidente da Frelimo ) ...
October 23, 2014 at 11:56am · Like · 1

Germano Milagre Dr Calton Cadeado em 87 não se saía de Maputo á toa mesmo até a Namaacha ... eram raros os que se aventuravam e muitos que iam em coluna eram atacados ... como é que a Dhlakama não atacava no Sul ? Chegávamos a ver combates do outro lado da baía á noite ...
October 23, 2014 at 11:58am · Like

Edgar Barroso Gabriel Muthisse, vou tentar ser conciso: o que eu estou a dizer é que os quase 100% de votoa para a Frelimo e para o seu candidato justificam-se, muitto provavelmente, pelo argumento étnico. Fiz a devida contextualização (colossos históricos da FRELIMO e de Moçambique que são de lá oriundos). Frisei que a tendência de voto é sui generis, se devidamente comparada com a das restantes províncias (onde o eleitorado distribuiu o seu voto um pouco por todos os partidos e candidatos).

Ora, todo o mundo aqui sabe que a Frelimo tem como seu principal bastião a província de Gaza. Todo o mundo aqui sabe como a Oposição é perseguida e reprimida na província de Gaza. Todo o mundo aqui sabe que a Frelimo, tida como "de Gaza" pelos gazenses, apresentou um candidato de fora dali (mas que não era oriundo dos "tradicionais inimigos" dos seus patriarcas gazenses, que os chacinavam e pilhavam). Foi só fazer 1+1...
October 23, 2014 at 12:01pm · Like · 1

Wa Ka Mate Só fico triste que moçambicanos, especialmente os lideres, estejam tão presos ao passado. Há tempo para pensar os desafios actuais da socidades?

Já vamos na segunda Amnistia. Abandonemos o passado!
October 23, 2014 at 12:08pm · Edited · Like · 2

Julião João Cumbane Gabriel Muthisse, o Anacleto Machava não responde aquelas perguntas porque não tem resposta; falta-lhe evidência. Muitos dos adeptos do "Messias" de hoje não têm conhecimento sobre a nossa história ou, por qualquer razão, querem simplesmente ignorá-la.
October 23, 2014 at 12:05pm · Like · 2

Jeremias Chilaw Eu tenho dificuldades de perceber o problema da forma como se coloca, mas começo por dizer o seguinte: as pessoas são livres de votar para quem quizerem e nos moldes que quizerem, não vejo problema nenhum aqui. O problema poderia ser se o candidato da FRELIMO ou membros do partido tivessem apelado ao voto usando como base as afinidades étnicas, ai sim poderiamos condenar o eleitorado de Gaza. Agora, condenar alguem pela sua orientação de voto parece-me até um abuso aos direitos que as pessoas tem de se expressar livremente em processos eleitorais. Mais ainda, creio que há uma tendencia de selectivamente falar-se de Gaza usando os critérios étnicos, mas sabemos que a nível nacional há locais onde a FRELIMO quase que nunca ganha e nunca se levantou a questão étnica do lado da oposição e os defensores do perigo do voto étnico, sempre que isso acontece falam de uma alegada libertação das zonas que votam contra a FRELIMO.
October 23, 2014 at 12:11pm · Like · 9

Julião João Cumbane Anacleto Machava, a Frelimo tem o país inteiro como seu "bastião". Em nenhum círculo eleitoral a Frelimo teve zero assento na Assembleia da República!
October 23, 2014 at 12:11pm · Like

Manuel Antonio Makanga ...
October 23, 2014 at 12:15pm · Like

Edgar Barroso Dr. Calton Cadeado, fico deveras satisfeito por ter respondido ao meu chamamento. Aprecio esse gesto. Mostra abertura intelectual para o debate.

Ora, vamos por partes:

1. Primeiro, as questões que levantei foram de pedido de esclarecimento. Primeiro, para revisitar o seu pensamento (política anti-tribalista) aquando da campanha eleitoral tanto para as eleições autárquicas no ano passado como para as gerais deste ano. Segundo, para expôr o meu, em função do que o "voto de Gaza" deixa a entender (política tribalista).

2. Segundo, parece-me que está a ser contraditório na sua intervenção. Se dantes defendia que não se pode apelar à etnicidade para reivindicar dividendos políticos (malta "Quelimane para os chuabos" ou "não queremos vientes aqui em Nampula"), hoje está a dizer que o voto étnico (ou regionalista, ou politizado) do povo de Gaza é um fenómeno natural até em democracias consolidadas como a dos Estados Unidos da América, segundo exemplifica. Caricato, não é verdade?
October 23, 2014 at 12:17pm · Like · 2

Germano Milagre Uma das qualidades da frelimo ( ala machangana em especial ) foi sempre ser apologista do fim do tribalismo nos discursos e depois pratica-lo atrás das portas ... só vermos a historia da frelimo de 64 ate aos nossos dias ...
October 23, 2014 at 12:18pm · Like · 2

Manuel J. P. Sumbana Tenho a impressão de que estou mais inclinado a concordar com a explicação de Gabriel Muthisse. A forma como a guerra foi feita em Gaza e alguns pronunciamentos étnicos (exportar o Machanganas para Gazankulo e os Makondes para Angola) podem ter criado muitos ressentimentos na população de Gaza, principalmente nos Matchanganas. Não sei se por estas razões, a Renamo também tem feito muito pouco trabalho político em Gaza deixando a Frelimo à vontade para espalhar a sua mensagem a bel-prazer. Os níveis de analfabetismo em Gaza são altos (gente de "elite" como Gabriel Muthisse emigram para outros pontos urbanos do país ou fora dele) o que torna Gaza um terreno forte para a indoctrinação dessa população.
October 23, 2014 at 12:23pm · Like · 8

Edgar Barroso Jeremias Luis Chauque, eu já transcendi isso. Repare, eu estou apenas a tirar ilações, em função de factos. O objecto do post são os resultados no círculo eleitoral da província de Gaza e o seu evidente carácter pernicioso aos olhos da luta pela reconciliação e unidade nacionais. Estou a dizer que Gaza pode estar a remar contra a maré, nessa trincheira.

Indo especificamente ao teu ponto, eu penso que não nos devemos circunscrever apenas aos APELOS ETNICISTAS ao discutirmos objectivamente este assunto. Vocês, como pretensos intelectuais, devem também começar a pronunciar-se, com igual ou maior preocupação, em torno do que os resultados eleitorais (VOTO ETNICISTA) como os de Gaza representam como desafio ou ameaça à reconciliação e unidade nacionais.

É precisamente esse vosso espírito selectivo que eu critico, percebes?
October 23, 2014 at 12:40pm · Edited · Like · 1

Gabriel Muthisse Germano Milagre, quando o Presidente Guebuza foi eleito nao era Presidente da FRELIMO. Vocês não conhecem a história do vosso país.
October 23, 2014 at 12:33pm · Like · 2

Rodrigues Tembe Eu gostaria de dar a minha contribuição neste forúm e primeiro dizer que sou de Gaza, natural da localidade de Mudimpsane. Sai de lá em 1983 na companhia da minha mãe porque o meu falecido pai encontrava se na África do sul e não podia arriscar voltar pa lá pelo facto de ter sido um secretário da Frelimo e renamo tinha conhecimento, chegado lá seria executado. Saimos de Mudimpsane, largando tudo que tinhamos, saimos a pé até Maqueze. Em Maqueze quem não tivesse guia de marcha, principalmente os homens eram encarcerrados e diariamente por volta das 17 os militares levavam pessoas pa ir cortar lenha, passado um tempo ouvia se disparos e as tais pessoas nao voltavam. E dos meus tios que estava na nossa companhia ficou preso mas não foi morto porque tinhamos um nosso tio Fabião Chongo que era comandante das FPLM em Maqueze e cuidou de nós por quase umas semanas até que o nosso pai veio nos buscar pa Chibuto bairro 1 onde tinha arranjado um espaço que até hoje pertence nos. Em Chibuto, ficamos apartir de 83 e sofremos com a seca na época e embora assistiamos incurções militares pa outras localidades nós estavamos bem. 88 foi a primeira vez que a renamo entrou na cidade e durmimos dois dias fora, perdi amigos, familiares etc. Desde essa altura fomos assistindo massacres, foi nessa altura que vi pessoas mortas pela primeira vez, mas também houve muito oportunismo, houve muito roubo de gado porque bastava ouvir se um disparo, fugiamos e no dia seguinte apenas ouvia se que gado do fulano e beltrano sumiu e não se falava de nenhum rasto dos matsangas como eram chamados. Acabamos saindo de Chibuto em 1991 para Maputo, Laulane one o meu pai fixou a nossa residencia actual. Até a morte dele em 2010, não falava bem da renamo por causa das perdas que ele teve na vida: familiares, bens etc. Sempre teve que começar de zero. Todavia, é me difícil saber se o que leva as pessoas de Gaza votarem na Frelimo e seja qual for o candidato pode ter origens nas cicatrizez que a guerra deixou oi podem existir outros factores. No passado, eu pessoalmente nao votaria na renamo porque tinha esse sentimento de perda e não dispunha de nenhuma capacidade de análise e capacidade de ver a vida e avaliar todo o nosso percurso histórico. Se pudesse votar hoje, votaria qualquer partido, seja Renamo, Frelimo, MDM, desde que me apresentasse um projecto que me garantisse um Moçambique com oportunidades iguais para todos. Sorry for the long post and any spelling and grammar mistakes.
October 23, 2014 at 12:35pm · Like · 10

Bento Naiene um povo burro e bussal
October 23, 2014 at 12:40pm · Like

Edgar Barroso Rodrigues Tembe, o teu depoimento foi didáctico, esclarecedor e de uma mais valia histórica única.. Muito obrigado.
October 23, 2014 at 12:46pm · Like · 1

Jorge Matine Edgar aconselho-te a esperar um pouco ate que dados do STAE estejam disponiveis para podermos aferir quem realmente votou em Gaza ( jovens, velhos, mulheres, novos eleitores e como se comportaram estas variavesi em cada distrito - zona urbana e rural). Neste momento parece prematuro falar de questoes etnicas pois ha distritos onde nao temos shanganas como grande expressao etnica.
October 23, 2014 at 12:46pm · Like · 4

Victor Sengo Isaura GuilaSee Translation
October 23, 2014 at 12:49pm · Like

Manuel J. P. Sumbana Tu podes ter algo a dizer, mesmo assim, Jorge Matine. Foste médico ali...
October 23, 2014 at 12:51pm · Like

Edgar Barroso Certo, Jorge Matine. Mas, em nome da ciência, temos sempre que correr um pouco mais do que o tempo. Etnicidade pode não ser suficiente para explicar o fenómeno eleitoralista em Gaza, mas não deixa de ser um factor determinante.
October 23, 2014 at 12:55pm · Like

Victor Sengo Para sabermos a gravidade da situação e necessário recorrer a dados estatísticos. Qual é a faixa etária predominante em Gaza, se for de Jovens e muito grave, mas se for de velhos teremos que esperar a geração passar.
October 23, 2014 at 12:59pm · Like · 2

Jorge Matine Manuel J. P. Sumbana aqui fala-se de eleicoes e nao penso que a minha contribuicao sem os dados do STAE seria valiosa. Os numeros de Eleitores e o seu comportamento eleitoral nao sei ate que ponto tem paralelismo com o perfil epidimiologico de Gaza.
October 23, 2014 at 12:59pm · Like

Momade Adamo Meus caros, embora em grande parte a população moçambicana seja analfabeta ou pouco escolarizada, durante a campanha, circularam mais panfletos, camisetas e bonés e em nenhum momento vi os habituais "LIVRINHOS'' contendo manifestos eleitorais de cada partido. Ou seja, muitos eleitores, lamentavelmente, votam nos partidos e nos respectivos candidatos desconhecendo absolutamente do futuro que lhes espera. À maioria não interessa o manifesto, mas sim o sentimento de pertença incondicional, inocente, inconsciente e inconsequente... a um determinado partido.
October 23, 2014 at 1:03pm · Like · 3

Jose Luis Freaq Son As teorias do voto racional perdem sua razão de ser,neste contexto.Sorte de Anthony Downs que não acompanha estes factos,teria que rever de imediato suas proposições.
October 23, 2014 at 1:04pm · Like · 2

Germano Milagre Dr Caldon Cadeado o problema não é a Frelimo ganhar em Gaza ... são as margens que estão em causa ... conhece alguma eleicão dos últimos 40 anos, nalgum estado dos EUA onde um dos partidos tenha tido 85% dos votos ? Já para não falar em algum condado onde um dos partidos tenha tido 100% do votos ... em Gaza essas coisas acontecem ... e mesmo no contexto Moçambicano é só em Gaza que isso acontece ... eu tenho para mim que o povo de Gaza não é assim tão alinhado com a Frelimo como os resultados aparentam ... o que acontece quanto a mim é que as Sonias Dzimba e Fernadas Moçambique deste mundo em Gaza têm as costas muito quentes e "trabalham" com muito á vontade ...
October 23, 2014 at 1:08pm · Like · 1

Jorge Matine Edgar entendo as tuas questoes mas nao tenho dados para contribuir bem assim como "vota-se bem". Olhando para aquilo que as projecoes dizem de Zambezia, Nampula e sofala a questao etnica parece ser secundario pois parece haver outras variaveis eleitorais que foram mais expressivas. para o cientista jose Chichava " os conflitos étnico‐tribais exprimem uma relação diferenciada de certos grupos sociais com o Estado, manifestando‐se quando determinados grupos étnicos vêem‐se prejudicados e discriminados no acesso a recursos". Entao tambem como podes ver durante esta campanha Gaza foi eleitoralmente definida como a mais pobre e aquela que menos almeja a riqueza, sera que podemos dizer que a tribo de Gaza vota 100% porque pretende continuar pobre ou porque o projecto dos 100% tem maior expressao no seus modus de vida? eu nao sei Edgar, so tenho muitas questoes que podem ser objecto de analise plausivel se tiver os dados do STAE.
October 23, 2014 at 1:13pm · Edited · Like · 1

Janeth Laice E Hamela Moisés Arlindo Valério Sitoe, nao ha como controlar o que cada cidadao preencheu no Boletim de voto. O seu pai segue intricao a risca porque quer e gosta. Se nao gosta, denunciou nalgum lugar essa "obrigacao" dos lideres?
October 23, 2014 at 1:14pm · Like

Manuel J. P. Sumbana Estou, Jorge Matine, apenas a falar do facto de a tua profissâo dar-te a chance de interagires mais intimamente com as populações. ..
October 23, 2014 at 1:14pm · Like · 1

Mindo Da Villa a passividade de Gaza ja os levou a desgraca que se ve hje, sem nem vias de acesso pra alem de infrastruturas. o partido no poder nos quer ver assim adormecidos pra melhor dominar. a zona norte tem estado a crescer e Gaza no banco assistir.
October 23, 2014 at 1:22pm · Edited · Like

Julinho Taimo Clap Clap Clap eu gosto deste miudo Zito Do Rosário Ossumane, mais uma vez me ganhou. Hehehehehe
October 23, 2014 at 1:30pm · Like

Jorge Matine Tive essa chance Manuel J. P. Sumbana e pode ser de grande ajuda mas neste momento seria um tiro no vazio se for para estabelecer um paralelismo com o perfil epidemiologico da provincia. agora se for para falar no vazio sei que Gaza foi das provincias onde o controlo social pareceu-me mais forte e a organizacao das familias parece encontrar menos conflitos com a organizacao administrativa do estado e maquina partidaria do partido no poder. Trabalhei em Niassa e zambezia e nao vi nada igual. penso que edgar devia concentrar a sua questao nos artefactos, practicas culturais ou de organizacao etnica/cultural que favoreceram uma maior aceitacao da mensagem da FRELIMO. mas nao sei, sao tiros no vazio.
October 23, 2014 at 1:43pm · Edited · Like · 3

Sergio Pereira Caros compatriotas,
A minha posição é simples...como diz a Exma Senhora Mamphela Aletta Ramphele, que foi companheira do grande Steve Biko (activista anti-apartheid da África do Sul na década de 1960 e 1970), do qual teve 2 filhos, nós em África temos de DEIXAR DE VOTAR NO PASSADO, E COMEÇAR A VOTAR PARA O FUTURO.
Estas últimas eleições foram o reflexo disso e deve ser por isso que Gaza e o país não vão a lado nenhum...
October 23, 2014 at 1:36pm · Edited · Like · 3

Germano Milagre Eu atrevo-me a ir um pouco mais longe ... Gaza quanto a mim é a província onde o povo é mais reprimido ( ou se quisermos aonde têm menos liberdade ) do país !
October 23, 2014 at 1:37pm · Like · 1

Manuel J. P. Sumbana Úteis esses tiror, Jorge Matine. E concordo contigo.
October 23, 2014 at 1:39pm · Like · 2

Mindo Da Villa quem dera aos camaradas se todo povo fosse tao bom como Machanganas de Gaza. Ate a mercedes nao poderia ter sido devolvida ""na teoria""
October 23, 2014 at 1:41pm · Edited · Like · 1

Germano Milagre Tendo a concordar em grande medida com a análise do Jorge Matine
October 23, 2014 at 1:40pm · Like

Claus Stauffenberg Rodrigues Tembe. Você é exemplo do que se pretende na essência numa sociedade mais esclarecida.
October 23, 2014 at 1:50pm · Like · 1

Mario Albano
October 23, 2014 at 1:54pm · Like

Marcelo Machava Por mim, a provincial de Gaza nao devia constar dos circulos eleitorais do Pais, porq nem todos os concorrentes sao permitidos transmitir os seus programas nela
October 23, 2014 at 2:08pm · Like

Rafael Ricardo Dias Machalela Gaza é um caso de estudo
October 23, 2014 at 2:15pm · Like · 1

Tony Ciprix Apóstolo Da Desgraça, estás a ressuscitar os mortos por conveniencia historica, envernizados pelo mito da Unidade Nacional, mas mantendo os demais na condicao de subalternidade. O argumento da pobreza de Gaza, para recusar a hipotese que vc levanta, é meramente discursivo. O episódio do Instituto Mocambicano de que Francisco Nota Moises ainda tem de memória tardará a desaparecer. Leiamos a História dos reacionarios, quem eram e de onde eram a Maioria? E o que nos dizem indirectamente os livros de História de MOÇAMBIQUE sobre os revolucionarios? Parece existir uma linearidade: resistencia heroica DESDE Txaka ate Ngunganhane, passa por MONDLANE o "arquitecto", da " desordem" dos movimentos do Centro e Norte, funda-se a FRENTE, vem Samora, e por ali vai. Não defendo a vitimizacao do norte de Save, mas Sim a culpabilizacao pela subalternidade voluntaria.
October 23, 2014 at 2:24pm · Edited · Like · 1

Aurélio Bull Gza A unica e grande verdade é que para o povo de Gaza vê a FRELIMO como partido da sua etnia é por isso que dificilmemte aceitarão outro partido. O resto aqui é LERO LERO.
October 23, 2014 at 2:37pm · Like · 3

Aurélio Bull Gza A minha origem é Gaza e tenho estado muito naquela provincia. Sei o que digo.
October 23, 2014 at 2:39pm · Like · 3

Tony Ciprix Dito.See Translation
October 23, 2014 at 2:40pm · Like · 1

Nazimo Aly Mussa Por uma questao de ignorancia mesmo, gostaria de saber como se chamaram ou sao conhecidos os "maiores e mais frequentes massacres" de que fala Gabriel Muthisse que aconteceram em Gaza. So me lembro do chamado Massacre de Homoine em Inhambane.
October 23, 2014 at 2:41pm · Like · 2

Nazimo Aly Mussa Em que ano e quantas mortes caro Dercio Nicolau?
October 23, 2014 at 4:24pm · Like · 1

Nazimo Aly Mussa Obrigado Dercio Nicolau. Registado.
October 23, 2014 at 4:33pm · Like

Nazimo Aly Mussa Claro que e relevante. E muita gente.
October 23, 2014 at 4:38pm · Like · 1

Jeremias Chilaw Meus amigos, atenção ao que diz o Gabriel Muthisse sobre a relação entre o roubo de gado e a não preferência da RENAMO em Gaza. Queria partilhar a seguinte história: em 1994, durante a campanha eleitoral uma brigada da RENAMO foi ao distrito de Magude, um dos mais fustigados pela guerra, para pedir o seu voto a população. A RENAMO foi recebida pela população, mas esta condicionou a participação na campanha eleitoral à devolução do gado que a população sabia que se encontrava numa das bases mais temidas da RENAMO na zona Sul: Ngungwe. A RENAMO não conseguiu satisfazer a pretensão da população. Esta, por sua vez, decidiu que enquanto a RENAMO não devolvesse o seu gado nenhuma actividade política daquele partido seria aceitável e somente nestas eleições é que a RENAMO consegue fazer alguma campanha, mas somente na vila de Magude. Hoje, os membros da RENAMO em Ngungwe são os mais nobres criadores de Gado no distrito de Magude e as populações por vezes tem que ir recomprar o gado, o seu gado, aos homens da RENAMO. Perante isto, como pensam que a RENAMO sera tratada em locais como Magude?
October 23, 2014 at 4:42pm · Like · 2

Gildo Hotflava Mabote Que exigencia absurda, os gazenses infelizmente sao refens da historia por isso votam pela continuidade mesmo sendo continuamente desgracados...
October 23, 2014 at 5:20pm · Like · 2

Tony Ciprix Kakakaka.See Translation
October 23, 2014 at 5:21pm · Like · 1

Higinobalane Balane Porquê questionar a liberdade e o poder de decisão que cada um tem? Não me apresento contra nem a favor, sou pela LIBERDADE/ Livre Arbítrio.
October 23, 2014 at 6:01pm · Like

Alex Paulo Dos Anjos De facto a renamo maltratou muito a população de Gaza e de quase todo o sul de Moçambique, porisso principalmente pelas matanças em massacres crueis contra a população, daí ser dificil votar nos famosos "matchangas". Dificilmente irá mudar esta tendéncia mesmo porque os lideres da Renamo não se atrevem a reconhecer o erro dos ex-bandidos armados e pedir desculpas... Mas, acredito que nas proximas eleições gerais se a Frelimo claudicar nas promessas o povo gazense pode mudar.
October 23, 2014 at 6:28pm · Like

Jose Alexandre Faia VOTO ESTUPIDO ...See Translation
October 23, 2014 at 7:44pm · Like · 1

Reinaldo Celso Manhica Magude é Provincia de Maputo e nao Gaza, pelo menos administrativamente falando!!
October 23, 2014 at 7:47pm · Like · 1

Jeremias Chilaw Voto livre
October 23, 2014 at 7:47pm · Like · 1

Li Litoska Voto de gente que sentiu na pele os bandidos armados
October 23, 2014 at 8:00pm · Like

Muzila Wagner Nhatsave hum, nyusi é machangana? a frelimo é só do sul?se ha quem apregoa o voto etnico tribal não somos nós.por acaso ja pensaste que este voto a que chamas de etnico possa ser de defesa perante a uma ameaça explicita e hostil as gentes dessa provincia proferida vezes sem conta pela oposição?
October 23, 2014 at 10:05pm · Like

Jeremias Chilaw A logica de Magude aplica-se a Gaza. Magude faz fronteira com Gaza e a oposicao nunca conseguiu mais de 5 % dos votos
October 23, 2014 at 10:06pm · Like

Reinaldo Celso Manhica Hum!!!!!
October 23, 2014 at 11:06pm · Like

Leonel Andre Matavele Pois é, Gaza é uma província que se votasse conscientemente, não votaria na Frelimo ném no candidato dela nas proporções actuais pois, continua sendo esquecida em muita coisa chamada "desenvolvimento" porém cega etnicamente falando, já que foi ensinada a acreditar que é o "Berço"! Paz
October 24, 2014 at 2:58am · Like · 3

Paulo Cossa Voto ignorante,voto cego tudo sai bem.Eu xtou orgulhoso por nao fazer parte deles.Eu votei bem nao fui coajuvado.
October 24, 2014 at 8:36am · Like

Jay Cee Malôa As questōes do Apóstolo Da Desgraça foram respondidas nos primeiros dois posts, a do Eusébio A. P. Gwembe e do Gabriel Muthisse. Por acaso, quando tb vi os numeros de Gaza, peguei no telefone e liguei para Cnmutemba Mutemba, machangana e frelimista para me explicar. Ela usou das mesmas palavras do Muthisse. Ademais, insistências a questão seria mera teimosia. É sabido que Gaza era severamente fustigada pela RENAMO. Nao se precisa muita pesquisa para se saber que mortes em massa traumatizam populaçoes e claro, o voto. A psicologia tb explica isso. Basta analizarmos Gorongosa onde se massacraram elefantes por causa do marfim, os mesmos traumatizados, ate hoje, nao deixam seus trofeus crescerem. A insistência a teoria do voto etnico gazenze pode tb ser vista num prisma contrario. E se eu disser que os massacres em Gaza aconteciam porque o Presidente de então era machangana? Quem seria o tribalista? É importante analizar estas questōes com cautela. Os jogos de interesse devem ser analizados de forma transversal, e nunca numa so abordagem. Interesses economicos podem se sobrepor a interesses etnicos. Vide Acemoglu et al. in An African Success Story: Botswana pag. 32 conclusao nr. 3.
October 24, 2014 at 2:14pm · Like

Salomao Huchuza Moiane Bom, meus irmaos/amigos! Nos de Gaza ainda temos trauma de guerra. Temos uma ferida muiiiito GRANDE no coracao que ao ouvir falar de Ndlhakhama=matsanga=renamo temos em mente os massacres. Nada de bom nos vem em mente senao isso. Nao votar p n sermos tribalistas? Isso nao. Somos pobres sim. Mas ainda nao temios quem podera nos tirar dela. Matemos quem pelo menos nos engana que nao atira em nos, naos nos acatana.... MDM nao e opcao ainda pois nos municipios onde esta n vejo mudancs nenhumas.
October 24, 2014 at 4:00pm · Edited · Like

Sisolhano Tovela Muitas vezes tememos as mudancas. Espero nao estar equivocada mas comparo esse povo aquelas mulheres que preferem continuar com "maridos" despotas so porque poem comida na mesa
October 24, 2014 at 11:28pm · Like · 1

Amandio Munguambe isso e verdade nao chegar hoje e dizer que vai mudar isso no caso do MdN o que fez de utel na beira e a perdiz nao decidiu voltar as matas quantos inocentes morrem quantas viaturas foram queimadas nao podemos ser enganados antes mas continuar com aquele pai pobre e humilde que temos em vez daquele que diz hei-de comprar e nem dinheiro tem para tal.
October 25, 2014 at 12:10am · Like

Salomao Huchuza Moiane Ninguem me convence que lutar pela democracia e matar civis. A nao ser que ja que Democracia eh o poder exercido pelo povo por isso para amedrontar este povo eh necessario mata-lo. As sim sendo, em Gaza ira governar pedras porque vai matar a todos.
October 25, 2014 at 9:36pm · Like

Liga J. Beira Renamo Salomao a arma que o grupinho usa não tira doce são bala e mata, se conhece o centro do país procura conversar com as pessoas irao dizer o que esse grupinho é capaz de fazer para se manter no poder, e já agora fique sabendo se tu podes se expressar a vontade foi graças a Renamo Resistência Nacional Moçambicana.
November 1, 2014 at 1:39am · Like

Liga J. Beira Renamo Salomao nos no centro temos o mesmo sentimento com esse vc grupinho, felizmente somos PESSOAS DE CORAÇÃO ENORME E QUE TEM ESPAÇO PARA PERDOAR.
November 1, 2014 at 1:42am · Like

Salomao Huchuza Moiane Que grupinho!!!??? Eu pelo menos e algumas pessoas da minha familia que sentiram na pele os vossos massacres em Nhancutse-xxai nao sentimos nada mesmo por vos. O que sabemos fazer e conviver convosco como SERES HUMANOS ah! Esta parte fique sabendo que tambem "PESSOAS DE CORACAO ENORME E QUE TEM ESPACO PARA PERDOAR". Alias, perdoar a quem verdadeiramente se arrepende. E quem se arrepende nao se orgulha pelo q fez. lutar pela Democracia vao atacar quarteis e carros governo e nao civis pah!
November 1, 2014 at 6:20am · Like

Liga J. Beira Renamo Salomao essa é a parte triste de qualquer revolução, vai ao centro e norte do país para saber o que esse grupinho fez ao POVO.
November 1, 2014 at 1:35pm · Like

Salomao Huchuza Moiane Eu sou adulto suficiente para perceber as coisas. Nao preciso de me deslocar para algum sitio. Eu ate nao tenho problemas com a Renamo. So quando resolve encontrar a soolucao matando civis indefesos ai provoca uma ferida enorme no meuu coracao. Sera q nao ha ouutra forma de lutar pela Democracia sem matar cidadaos indefesos? Eu nao estou a favor da guerra mas nunca irei votar-vos sabendo que mataram e queimaram meu pai. Nunca mesmo sabendo que raptaram minha familia toda. Isso nao. Eu ate achava interessante quando voces me contam que matavam e bebiam sangue humano para terem mais coragem.November 1, 2014 at 10:45pm · Edited · Like

Bom dia, pessoal. Estamos já a receber notícias sobre os resultados preliminares das Eleições Gerais realizadas ontem, em Moçambique. Até agora, apuramentos parciais favorecem ao candidato do partido no poder e seu respectivo agrupamento político. Eu, Edgar Barroso, orgulho-me profundamente por não ter votado neles. Milhões de mocambicanos também, certamente. Com efeito, houve muitas irregularidades e ilícitos eleitorais, antes, durante e após a votação. Em todo o país. Isso foi devidamente registado e divulgado, esperando-se que venha a ter o devido processamento judicial. Tem de haver responsabilizacao e respectiva penalização aos infractores. Considero estes atropelos à cultura democrática um inaceitável insulto à vontade e à determinação de todos aqueles que votaram pela diferença. Enchimento criminoso de urnas, politização da Polícia e respectivo uso desproporcional de força contra os cidadãos e a parcialidade e silêncio cúmplice dos órgãos de administração eleitoral são factores suficientes para deslegitimar e descredibilizar a assumpção de que estas eleições foram transparentes, livres e justas.
Reitero a minha convicta oposição à todos aqueles que, na liderança e nas massas do partido Frelimo, corroboram e apoiam a vitória eleitoral por cima do recurso à fraude, intimidação e repressão violenta aos seus oposicionistas. Continuarei, de pedra e cal, inconformado e revoltado com estas e demais práticas sujas, sórdidas e anti-democráticas. Saúdo efusivamente a todos os que como eu combateram, combatem e continuarão a combater a tirania, a opressão, a corrupção e a exclusão de larga maioria da população moçambicana, tanto nas urnas como no seu dia-a-dia. Lembro aos que já estão a celebrar vitória que os resultados finais ainda não foram apurados e enunciados. Muita coisa ainda pode acontecer, incluindo a legítima anulação e repetição das eleições, se necessário. E, independentemente dos resultados finais destas eleições, a luta continua!
PS: Eu vou continuar o mesmo Edgar, para os que pensam que me vão perseguir, intimidar, censurar ou repreender.
LikeShow more reactions
Comment
39 Comments
Comments
Naine Mondlane
Naine Mondlane Bem dito mano Edgar. Upsss cairam me ate lagrimas ao ler este "Texto" inspirador. nao tenho.muito a dzer se nao aguardar os pronuncoamentos da CNE e dos respeitivos orgaos eleitorais!
Cassimo Cabir
Cassimo Cabir Siyavuma.
Estamos juntos nessa luta irmao.
Silvio Letela
Silvio Letela Meu amigo Edgar,Será que a tal fraude, só favorece a FRELIMO? Os números falam por si, a vitória será RETUMBANTE. " O povo não é Burro completamente ". Aceita os resultados e da os parabéns aos justos vencedores. Um abraço
Homer Wolf
Homer Wolf Don't stop till you get enough...
Edgar Barroso
Edgar Barroso Silvio Letela, podes mencionar um único sítio onde a fraude eleitoral favoreceu a algum partido da Oposição?

PS: Jamais felicitarei a ladrões, criminosos e desonestos. Isso vai contra os meus mais elementares princípios éticos. Desculpa.
Victor Sengo
Gildo Hotflava Mabote
Gildo Hotflava Mabote Apenas os hipocritas ou desnorteados politicos, e alguns privilegiados sao pela continuidade... Eu declaro-me terminantemente contra os privilegios abusivos de alguns em detrimento da desgraca da maioria e assim continuarei, me opondo ate que um dia alguem me osca... Coragem irmaos
Silvio Letela
Silvio Letela Liga a rádio Moçambique,e acompanha os resultados. Os que tentaram cometer a tal fraude, estão sob custódia policial. A teoria do Sérgio Vieira, é aplicável neste momento, ou seja, o banho de multidão que enchia os comícios do Marceta, eram CURIOSOS.
Cofe Emanuel
Cofe Emanuel Desta Vez Frelimo ganhou Eleições, ha que reconhecer, mesmo sem fazer estas escaramuças que fez iria ganhar, aqui na Beira na escola onde votei frelimo ganhou em todas mesas, e havia fiscais de todos partidos
Germano Milagre
Germano Milagre Eu acho piada que os frelimistas nos referem para a TVM, radio Mocambique como se fossem orgaos fiaveis ... ainda nao perceberam que so eles acreditam nos seus orgaos partidarizados de informacao ... esse e logo o 1o grande problema desta falsa democracia
Inocencio Fernando Mondlane
Inocencio Fernando Mondlane Assino por baixo Dercio Agnelo Nicolau "Viva a vitoria de Filipe Nyusi e do Partido FRELIMO,o resto é o resto".
Anvit Ariande
Anvit Ariande Silvio n è verdade...o k acontece è k depois de tantos conflitos guerras muitos seguidores, militares da perdiz n foram se recensear pk o lider tinha decidido nao concorrer se è k acompanhaste o Dhakas teve um recenseamento especial e ele esqueceu se k nem simpatizantes nem seus militares recensearam
Janeth Laice E Hamela
Janeth Laice E Hamela Gosto do teu Fairplay. Tens pujança meu irmão.
Jose Guerra Tembe
Jose Guerra Tembe São revoltantes essas escaramussas. Ao fim do dia, o OE dirá que foram justas, livres e transparentes.
Estou triste pela victoria dos camaradas mas orgilhoso de ter feito melhor escolha.
Alfredo Macuácua
Hercio O Bom Samaritano
El Patriota
Claudia Julaia
Claudia Julaia Nunca deixarem de votar contra enquanto for viva Tsk....a luta continua!
Noa Inacio
Noa Inacio Me revejo nas interlinhas da congratulação aos vencedores. Me revejo no repúdio aos fraudulentos venham de onde vier. Aprendamos todos com isto.
Alex Paulo Dos Anjos
Alex Paulo Dos Anjos Nyusi the new Big Boss ntse! Frelimo hoyeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!
Elisabeth Jossai
Elisabeth Jossai Vamos ouvir a radio mocambique e assistir a TVM porque este profissionais estao a trazer informacao real a tempo e hora. E parem de desinformar, perder ee normal, simpatias diversas sao normais mas aceitar a realidade ee uma virtude, parabens ao novo presidente de Mocambique Filipe Jacinto Nyusi
Dinis Chembene
Dinis Chembene Há alguma intolerância em alguns comentários acima. Cada um de nós como membro da grande família moçambicana somos livres de escolher o partido com o qual nos identificamos. É importante respeitarmos e não rotularmos os outros. É uma grande pena que ac...See More
Monane Sergio Zitha
Sonia Muchate
Sonia Muchate Ja que se estah ja a assumir vitorias antecipadas, eu preferia ouvir as pessoas a dizerem Nyusi 'o mais recente empregado do povo', ao inves de se lhe tratar por big boss, as coisas andam mal quando tudo o que o povo tem e veh sao 'bosses' e nao servidores.
Julio Nhancume
Israel Falkao Zefanias
Israel Falkao Zefanias Nao vamos parar por aqui. A Luta Continua!
Elsa Do Rego
Elsa Do Rego its so true the text above
Elsa Do Rego
Elsa Do Rego descabido abusso total no poder e do uso dda policia
Mandasse Sitoe
Mandasse Sitoe so nao vai haver ilicitos eleitorais no ano em que a oposiçao ganhar. Tambem nao teria graça que todos nos votassemos no mesmo candidato, estariamos a auto renunciar a democracia.
Toninho Tembe
Toninho Tembe mais cinco anos de problemas ou mudancas, tal como disse antes, o verdadiro adversario de quem conta com a maquina da frelimo e a propria frelimo. isto significa que depois da vitoria e que nhussi vai conhecer o seu adversario que sera continuar com a politica dos ultimos cincos anos virada a satisfazer os empresarios aliados a frelimo que eriqueceram pelos favoritismos partdarios e lobbs, patrimonialismo e clientelismo politicos nos distritos manifesto pelos 7milhoes e presidencias abetras, ilenciamnto da emprensa e intelectuais e pouca atensao para o povo no geral, ou combater esses politicas que promovem o empresariado de rapina com pouco valor acrescentado que gere emprego, exclusao politica e intelectual de que denucie esses problemas e programas sociais mais abragentes. em qualquer das duas escolhas nhussy ira conhecer o seu adversaio real. em resumo: ou luta contra a coligacao politica de guebuza e se vira para os reais problamas do povo - com todos os riscos que pode enfrentar tal como Comiche e Ivo Garrido, ou continua e enfrente a furia popular e as denuncias dos intectuais e sociedade civil que esta cada vez mais forte. portanto, o verdadeiro adversaio do Nhussi vem agora.
Chivalhane Tembe
Bento Naiene
Bento Naiene o povo mocambicano abitou a sofrer, k pena desse povo
Tima Suale
Tima Suale Estamos juntos meu amigo, a luta continua...Cabeca erguida e consciencia tranquila por não compactuarmos com os opressores :D
Inocencio Fernando Mondlane
Inocencio Fernando Mondlane CHOREM....CHOREM...VAI VOS FAZER BEM!
Elias Sitoe
Elias Sitoe Povo moçambicano tem problemas sérios com mudança e por isso vai continuar a sofrer e andando de mylove pois teve chance de mudar tudo isto e nada fez
Muzila Wagner Nhatsave
Muzila Wagner Nhatsave tenham vergonha pa, sejam huimildes e aceitem mais uma vez a derrota. pediram paridade par5a que? estavam aonde. e parem de confundir dados esporadicos e mal contados com a situação geral. a vossa falta de humildade vos cegou na análise do processo.as ...See More
Calton Cadeado
Calton Cadeado Bom texto, caro Edgar! Bom texto. So faltou demonstrar o seu fair-paly. Creio que nao vi explicitamente o seu reconhecimento da Vitoria eleitoral de quem esta a frente, neste momento! Aquele abraco e boa sorte na continuidade oposicionist!

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.