quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Desconhecidos arrancam olhos de um jovem em Manica


Primo da vítima é acusado de ser o autor do crime
Júlio Fernando Avanço, jovem de 22 anos, estudante da 12ª classe, foi arrancado os olhos pelo próprio primo na cidade de Chimoio, em Manica. Segundo contou a vítima, o primo convidou-o para um local de diversão na cidade de Chimoio, e de modo a atraí-lo, o malfeitor ofereceu-lhe 30 meticais.
“O meu primo apareceu e convidou-me para nós sairmos. Chegamos ao local onde ele havia-me dito que iriámos, deu-me dinheiro e disse para eu procurar uma mulher. Fui e voltei porque não consegui convencer aquela mulher. De repente, fui cercado, as pessoas começaram a bater-me, o meu primo abandonou-me e todas as pessoas me deixaram ali, eu já sem visão. Eles usaram as próprias unhas, os próprios dedos para me tirarem os olhos”, disse Júlio.  
O suposto autor do crime nega o seu envolvimento, mas diz conhecer os integrantes do grupo que deixou Júlio cego. A polícia suspeita que o caso esteja ligado ao tráfico de órgãos humanos.
“O indiciado alegou que estavam a tirar aqueles olhos para subtrair deles uma substância valiosa. Quando perguntamos que substância era, o indiciado afirmou que era mercúrio”, disse a porta-voz da PRM, em Manica, Elsídia Filipe.
A PRM já está a trabalhar no sentido de neutralizar os outros integrantes do grupo.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.