terça-feira, 3 de janeiro de 2017

O enigma do discurso indirecto

Marcelo Mosse
O enigma do discurso indirecto
Nyusi falou hoje com DHL em mais uma prospectiva para a paz e no seu testemunho sobre essa conversa, que acaba de passar na TVM, ele disse que os dois vão continuar conversando. Que não é de um dia para o outro; que é preciso ir criando confiança; que o Governo não descartou mediadores; e que ele, Nyusi, estava animado porque “Dhlakama falou comigo usando um discurso directo”.
O PR enfatizou que DHL não usou um “discurso indirecto”.
Minha interpretação é a de que Nyusi percebeu que, do lado da Renamo, tudo depende de DHL e que DHL alimenta uma forte convicção. E sobretudo remete para a ideia de que DHL é a autoridade máxima na Renamo; o dono do processo decisório do grupo.
Mas o recurso de Nyusi a essa caracterização da conversa com DHL alimenta um enigma. O de estabelecer a própria natureza do discurso de Nyusi na conversa com DHL, ou seja, se Nyusi também goza desse poder de autoridade, sobretudo porque o recurso àquela caracterização faz pensar que Nyusi admite que, entre os dois interlocutores, pode haver forças incontornáveis, cuja voz é decisiva no roteiro da paz. Estou certo?


GostoMostrar mais reaçõesComentarPartilhar
138138
Comentários

Jeck Alcolete Colocadas como colocas, a balança tende a #SIM como resposta a tua questão.
Gosto · Responder · 2 · 23 h

Hermenegildo Evan Sitoe de acordo com os tipos de discursos e seus respectivos conceitos, sim está certo
Gosto · Responder · 1 · 22 h

Buene Boaventura Paulo Aqui o Nyusi deve estar a passar a mensagem da famosa mão externa, só que desta vez ele está a perceber que Dhlakama tem de facto autoridade. Essa de que Dhlakama sempre interpretou ideias alheias não começa com Nyusi e parece que ele, o Presidente está a cair no real sobre a Renamo. Espero que seja um bom começo para ele, o PR ter a Renamo como interlocutor válido no roteiro da paz em Moçambique. Estranho é o papel secundário que o PR joga neste processo de sensação das hostilidades, pois em analogia o Presidente Colombiano jogou como principal com os FARC.
Gosto · Responder · 7 · 22 h

Egidio Vaz Isto dito no leito de uma profunda credulidade. O que ninguém percebe é mesmo a ginástica do discurso em terceira mão.
A minha ideia é que os dois estão buscando soluções. Vamos ser serenos. E depois da paz, voltamos a fazer politica
Gosto · Responder · 15 · 22 h · Editado

Eduardo Calane Mais serenos ainda meu caro e ilustre academico?


Helio Filemone Inguane Quem detem poder deve fazer uso do mesmo. A autoridade deve acompanhar o poder que se detém. As acções contam mais que qualquer escrita num papel que não se quer ver efectivado. Bem haja a vontade pré-disposta pelas partes em encontrar soluções para este conflito que não se justifica a necessidade do mesmo.
Gosto · Responder · 4 · 21 h

Raposo Andrade Essa de discursos: directo para um(personagem), indirecto para outro interlocutor(narrador), eu queria poder perceber melhor na perspectiva que ambos buscam, incansavelmente, a PAZ(o sonho e maior legado de todos nós, Moçambicanos sedentos dela)! Bem hajam
Gosto · Responder · 2 · 21 h

Álvaro Xerinda Paz, Paz e Paz
Gosto · Responder · 3 · 21 h

Brado Africano Discurso directo ou Discurso Indirecto, o povo quer a Paaaaaaaaaaazzzzzzzzzzzzzzzzzz!!!!!!!!!!!!!
Gosto · Responder · 2 · 21 h

Paulo da Conceição Oremos irmãos!
Gosto · Responder · 1 · 20 h

Eduardo Calane Marcelo Mosse, certo ou errado, o Presidente Nyusi que se desunhe e va buscar os apoios onde quiser dentro do seu partdo , se esse for o caso.
Nos estamos fartos e cansados de gente a morrer, povo a sofrer, o pais a ter centenas e centenas de empresas a fechar, a economia, as financas, tudo completamente em processo de decomposicao nao obstante os discursos oficiais....
O Presidente Nyusi foi eleito para resolver os problemas do pais e jurou a Contituicao para garantir a seguranca do povo, acrescentando, que este era o seu PATRAO!
Chega de desculpas e lenga lengas, estamos fartos de uma novela mortal
Presidente Nyusi, fale todos os dias ou vao encontrarem se onde acharem mas acabem com este inferno
BASTA!
Gosto · Responder · 8 · 19 h

Fatima Mimbire Palavras contundentes, maduras e sabias. Elas vêm do fundo do coração e eu corroboro c esse apelo. Falem todos os dias, mas queremos paz HOJE e AGORA. L
Gosto · Responder · 1 · 10 h

Muhamad Yassine Acho que o PR se está a desfazer de alguns contornos internos e tomou a mão as rédeas da negociação. Na Renamo sempre esteve claro que o Líder tem a última palavra


Jose Luis Tomocene E se precisarem de crédito para continuarem falando, nós podemos ajudar. O certo é que queremos a Paz. Alicerce para o Desenvolvimento,
Gosto · Responder · 3 · 12 h

Josue Mucauro Parece que chamadas ao pouco vai trazendo paz, parabens aos dois, mais é preciso que nesses processo o PR é que dê a palavra final e não ser secundado com "rider"...
Gosto · Responder · 12 h

Mahamad Hanif Mussa Quero acreditar-te Egidio Vaz mas custa-me!
Gosto · Responder · 12 h

Gulumba D. Mutemba Certíssimo meu mano.
Gosto · Responder · 10 h

Ser - Huo O perigo dessas chamadas é alimentarem uma expectativa sem limites ao povo. Dhlakama pode ter autoridade e bem usar discurso directo com todas pausas e vírgulas que quiser, nada perde com isso, mas o discurso de Nyusi tem (ou devia ter) limites de estadista. Não vai ele exibir autoridade típica de governos ditatoriais, em que o big boss faz tudo na hora e lugar que quiser, sem consultar a nenhum colégio. As chamadas de Nyusi acredito eu que sejam preparadas pós consulta aos seus pares. (se bem que de domínio de palavra o PR precisa de mais ensaio... coisa que Dhlakama já é mestre)
Gosto · Responder · 3 · 10 h

Zee Mavye Penso que sim. Ao reconhecer DHL como um lider, estamos a dizer que ele é quem orienta e conduz as acções do partido. E tendo dito isto usando o discurso directo, está, sem sombras de duvidas a assumir a sua posição de lider do Partido, aquele quem tem que saber SER Leal aos propositos do partido, enquanto isto, mediador, integro, ousado...
Gosto · Responder · 10 h

Julino Manhique Sinto que nyusi esta sendo muito cauteloso para nao defraudar expectativas ao mocambicanos porque o lider da renamo as vezes comporta se como camaleao, isto é , muda com ambiente, mas deixamos os dois tratar do assunto estamos esperancados com a paz, ja deram um sinal dos 7 dias
Gosto · Responder · 1 · 9 h

Zee Mavye Chamo a isso de politica de responsabilização. E está sendo muito bem usada pelo PR..


Eduardo Calane A mim ja nao me importa quem eh o mestre ou quem domina quem!!!!
PAREM COM ESTE INFERNO, SENHORES DA GUERRA E QUE DECIDEM QUEM PODE MORRER OU VIVER!!!!!
Gosto · Responder · 2 · 7 h

Mahamad Hanif Mussa Defendi, e continuo com este andar de coisas, a defender isto parte de cenário dum teatro arrastado até ao próximo pleito. Não cabe na minha cabeça aceitar de bom grado o jogo defensivo do PR. E, existindo boa vontade já se teria ultrapassada esta crise e não agora que descobriram que pelos Watsaap e outros telefones se fazem acordos entre um Chefe de Estado dum Estado que se prese e um líder de oposição que faz guerra...??? Onde estamos? Não somos ou melhor não sou estúpido, criança que se possa conquistar com um rebuçado! Contudo, sim, como diz Eduardo Calane, BASTA!


Raúl Nhagumbe Quem duvido que Dhlaka tem autoridade o problema é dele. Vê que os seus homens cumprem as suas ordens ao pê da letra. E do lado governamental é contrario. Prova disse é a denúncia que o homem da perdiz o fez. Vialação das treguas por parte governamental.
Gosto · Responder · 1 · 6 h

Galhardo Cagaia Entre varios comentarios, o que me poe triste nao é se a Paz sera duradoira ou não, duvido a seriedade do governos em assegurar a inicitiava de criar confiança. Como é possivel o Lider da Renamo adormecer e acreditar que o seu homologo esta interessado no assunto....... O que o povo diz ao Presidente Nyuzi sobre as mortes provocadas pelos esquadroes da morte? Esta tregua seja tal como foi interpretada, não é saúdavel, alguma coisa de traz dela, espero que nao crie uma tragedia no Pais.
Gosto · Responder · 2 · 5 h

Sura Rebelo E o quê será q DHL pensa dos discursos indiretos ou diretos dr FJN?
Gosto · Responder · 5 h

Leonel Manuel Manhavele Essa situação k nunca passa so fortalece as riquezas dos k ja o dispõem. Recursos expostos para a defesa nacional nao sao auditados com tudo?????
Gosto · Responder · 1 · 3 h

Jaconias Massango Dhlakama estava há muito procurando forma de sair da confusão em que ele proprio se meteu, e parece ter encontrado resposta por parte de Nyusi. Que haja paz, o resto é proprio de mentes do século XV. Frelimo "aynamiuschu!"
Gosto · Responder · 1 h · Editado

Jasmin Rodrigues Estou a ver a entrevista do PR...e chego à conclusão: NAO TEMOS PRESIDENTE EM MOCAMBIQUE!! Pelo menos nao e este indivíduo que vi em entrevista (Nyussi).... porque mais parece um estudante do ensino primario contentado com o conhecimento que ja tem (soletrar o be a ba!!!)



CanalMoz

A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Terça-feira, 3 de Janeiro de 2017. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.

Ernesto Malawiano Como sabeis quem está no mato a atacar pessoas e bens é o tal Dhakama dai que tem de ser ele a dizer não vai atacar a ninguém. Esta correcto a posição do PR
Gosto · Responder · 2 · 6 h


Gonty Songs Não perde oportunidade de mostrares as pessoas que tens boca suja! são vocês que promove a guerra!
Gosto · Responder · 1 · 3 h


Ernesto Malawiano Nem é por ai senhor Gonty Songs, com muita pena me perceber mal a minha ideia.
Gosto · Responder · 3 h


Varanda Varandinha isso nem e idea mas sim deliquencia. agitacao para que a paz nao reine no seio dos que sofrem........a momentos que da para pautar em silencio se nao sabemos elugiar os bons feitos. se conseguimos um semana, depois dois meses significa que ha esforcos na tregua definitiva que vale a pena saudar..ao inves de incitar mais violencia........reflita como academico ....tenho dito que bons estudantes fazem mudancas.....torne se bom estudante.optmo ano


Macome Antonio Grande inteligencia demostrada pelo PR Filipe Nyusi. Ao Afonso Dhlakama, tambem o povo le agradece por te aparecido em si, a lucidez.
Gosto · Responder · 3 h


Luis Inês Ngive Que anuncie uma paz duradoura e difinitiva, como também faria- nos grande favor se abandonasse as matas, pois, a continuar por lá, mais dias menos dias, pode fazer marcha atrás e atacar as populações. Contudo, acho melhor deixat a política pra os políticos, apesar dos nossos políticos, várias vezes defenderem interesses estomacais, por outras, das suas barrrigas. Por isso não vejo motivos suficientes pra festejar esta paz provisória q a qualquer altura pode ser deitada no lixo e voltarem a atacar o povo inocente. E meu apelo, é que haja paz duradoura, incondicional, efectiva pra que o povo retome às suas vidas e as flores q murcharam como resultado deste conflito, voltem a ser a esperança desta nação. Ni fambile...
Gosto · Responder · 1 · 5 h


Cassamo Aboobacar Quando ele estava na cidade tentaram assassina lo 3 vezes. Esqueceu?
Gosto · Responder · 3 h


Macome Antonio Cassamo Aboobacar , mentiraaaaaaaaaaaaa.
Gosto · Responder · 3 h


Constantino Diogo Ubisse Mas todo mundo viu isso. Alguem ainda diz que é mentira. Facil distorcer a realidade
Gosto · Responder · 2 h


Djicaze Dzovo Dzovo Ha pessoas que so querem ver o DHL no mato. Como é que alguém pode querer ver o seu líder no mato e ele na cidade? Me parece que DHL representa uma ameaça para alguns membros do seu proprio partido. Por isso lhe querem bem longe. No mato. Esse discurso de que querem lhe matar, está caducado e ja fere o ouvido. Ou ha gato?


Matolinha Fernandes Primeiro, estes dois (Nyusi e Dhlakama) dividiram bem o Povo moçambicano, e neste momento REINAM como querem. Estão feitos/combinados um com o outro, "agora" já não existem dúvidas.
O grande problema é que aquele Povo que pede PAZ, é o Povo o mesmo que, nas "eleições, vota em "movimentos armados".

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!
Gosto · Responder · 55 min


Cassamo Aboobacar Aos que responsabilizam a Dlakama no MATO como responsável desta situação lembrem que quando esteve na cidade tentaram mata lo 3 vezes..
Gosto · Responder · 2 · 3 h


Macome Antonio Mentiraaaaaaaa
Gosto · Responder · 3 h


Cassamo Aboobacar Macome Antonio se vc for imparcial, o que duvido muito, ou desinformado ou outra coisa consulte.http://pda.verdade.co.mz/.../55065-novo-ataque-contra...
Novo ataque contra comitiva de Dhlakama no centro de Moçambique
@Verdade Online - Jornal que está a mudar Moçambique
PDA.VERDADE.CO.MZ|DE DGA
Gosto · Responder · 3 h


Constantino Diogo Ubisse Essas provas nao sao verdadeiras para alguns. O importante é defender o indefensável. Eu ate penso que deixar o Dlakama anunciar a prorogaçao das treguas pode significar que ele Nhusi não tem nenhum poder sobre nada do que está a acontecer.... há muitas interpretações possiveis


Alberto Benjamim Mathe Esses políticos fazem um sujo andam a tramar alguma coisa...andam se oferecer as minas
Gosto · Responder · 4 h


Naftal Abilio Na ntxuvaa, há o que chamamos de xikuitsi(colecionar), ku dzemma(estar a deriva). Nesse caso nos somos dados.fodaaas...
Gosto · Responder · 5 h


Joy Coulson A história repete-se. Já apareceu alguém para untar as mãos de Afonso Bandido Dhlakama com uns milhões de dolares. Tudo aponta que desta vez seja outro dirigente de uma grande empresa mineira a pagar a propina do Afonso Bandido Dhlakama. Em 1992 quem pagou Afonso Bandido Dhlakama para assinar o AGP foi o sr. Tiny Rowland. O bandido Joaquim Espião Chissano também reclamou a sua parte para assinar o AGP. A única coisa que o preocupa o Bandido Dhlakama é pilhar Moçambique e os Moçambicanos tal os seus amigos da Frelimo.
Gosto · Responder · 4 h


Ginoca Ramos É a ver quem rouba mais.


Raiva Ernesto Raiva Raiva Esperteza..!?
Gosto · Responder · 6 h


Jose Dos Santos Manjoro Makako

CanalMoz
30 de Dezembro de 2016 às 7:10 ·


A edição (em PDF) do (#CanalMoz) desta Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2016. Seja assinante e passe a receber diariamente no seu e-mail.



Marinosledge Sledge Isso mostra que não temos Paz efectiva porque não há vontade política agora viram que querem curtir as festas decidiram entrar em férias mas logo depois vão voltar ao ataque e grupo cidade vão criar comissões para tirar o dinheiro
O único grupo que não quer entrar de férias é o esquadrão da morte
Gosto · Responder · 6 · 30 de Dezembro de 2016 às 8:38


Jossias Malukele é pá tu és um tipo cheio de ideias, chuta mais algumas. Ferraste bem nas festas?
Gosto · Responder · 1/1 às 11:35


Carlos Sérgio O telefonema não. Tem subsídios como salário, representação e outras regalias que se se fizer a curto prazodeixa-se. Deaferir.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 22:11


Jaime Paulino Esta mais que claro que trata se de interesses obscuros de alguns moçambicanos viverem a custa do sofrimento dos outros. Matam pilham humilham e dão intervalo para curtirem o que facturaram do povo dpois voltarão as armas. Q pena.
Gosto · Responder · 3 · 30 de Dezembro de 2016 às 7:24


Jossias Malukele Ó Paulino gramo à brava as tuas ideias, chuta mais algumas meu.
Gosto · Responder · 1 · 1/1 às 11:36


Jaime Paulino Boas entradas mano
Gosto · Responder · 1 · 1/1 às 11:39


Matolinha Fernandes Jossias Muleke.
Pareces uma mosca, não paras quieto...
Cala-te lá um bocado. Tá?

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!


Macome Antonio Estao de parabens os dois. O povo espera mais dos dois dirigentes, nao apenas uma semana, mas sim PAZ efectiva,
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 12:29


Matolinha Fernandes Nós (Povo) ainda vamos ter Futuro, mas só quando acabarmos/eliminarmos/erradicarmos/extinguirmos a frelimo e a renamo. Mas ainda falta muito, o Povo ainda está a dormir, ainda não acordou.
Se nas próximas eleições, os moçambicanos, não "gastarem" os seus votos em "Movimentos Armados", talvez que tudo mude.
Temos que tentar, temos que espalhar a mensagem por todos os cantos de Moçambique. Se os votos na frelimo e na renamo forem apenas os votos da "cabritada", eles não vão conseguir sequer eleger uma mosca.

Temos de experimentar.
Temos de espalhar a MENSAGEM.
Temos de deixar de votar em "Movimentos Armados".
Não existe outra forma de os derrotar que não seja a forma PACÍFICA E INTELIGENTE.
UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 16:04


Quimunda Muzila Atenção este dito Matolinha Fernandes é outro terrorista, tuga reacionário tentando passar por nacional. Agitador permanente, sua função é criar indecisão e pânico. Reparem que este anarcas quer apagar a história eliminando quem libertou o país do colonialismo e dando-lhe o mesmo estatuto que o dos terroristas armados que todos conhecemos. Cuidado com este Fernandes. Ele forma com Livaningo Tembe e Coulson o BandoDosTrês, conandado pelo dito Coulson que é assassino confesso e que já pediu que fossem enforcadas pessoas na av Eduardo Mondlane.
Gosto · Responder · 1 · 30 de Dezembro de 2016 às 16:17


Valdone Faquione Amone Amone parece me exagero e eu confesso aprovo o comentario d fernandes matolinhas vai nakilo k e real
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 22:08


Matolinha Fernandes Valdone Faquione Amone Amone

Temos de experimentar.
Temos de espalhar a MENSAGEM.
Temos de deixar de votar em "Movimentos Armados".
Não existe outra forma de os derrotar que não seja a forma PACÍFICA E INTELIGENTE.
UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!

Se não votarmos mais em bandidos, como é que eles nos vão conseguir roubar mais?
"Eles" vão ter que fazer uma Assembleia da República só para "eles" em baixo de uma árvore, ... na China.

O "trabalho" do Sr. Quimunda é dividir o Povo ele é pago para isso. A nossa obrigação é não deixar que nos dividam.
Só juntos nos podemos livrar deles.
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2016 às 3:44


Josefina Malule Matolinha é claramente um agitador portuga. Criou agora a personagem do Valdone para tentar ampliar a imagem do caos e dar a ideia de que conta com apoio "popular". Este senhor pretende destituir o estado do seu papel de garante da soberania nacional. É sempre assim que o caos começa. E naturalmente actua num jornal como este. E toma-nos por tolos.
Gosto · Responder · 1 · 31 de Dezembro de 2016 às 7:03


Matolinha Fernandes "Dona" Josefina, peço-lhe, a si ao seu marido Quimunda Gomes Muzila, que não insistam em continuar a tratar-me por algo que eu não sou (tuga ou portuga). Não sou. Sou "claramente"; moçambicano, só.

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!

Nota: A espreitar a página do Matolinha Fernandes,... que vergonha.
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2016 às 19:51


Jossias Malukele Eh pá porquê preocupar-se com esse bakunin de galinheiro? reparem como o tipo confessa quando quer mostrar o contrário...pobre diabo.
Gosto · Responder · 1 · 1/1 às 11:04


Matolinha Fernandes Jossias Malukele

"... reparem como o tipo confessa..." - aprende a ler antes de pensares em tirar conclusões precipitadas.
Mas a culpa não é tua, a culpa é do teu papá e da tua mamã.
Tsc,tsc,tsc...

Os teus amigos fizeram-te uma página nova no Facebook só para escreveres essas asneiras?
Vocês já começaram a perceber que o fim pode estar próximo e o desespero está bem patente nas vossas atitudes infantis.

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!


Osvaldo Altauba Amade quero ver quem ira comecar com os ataques. eu estou rezando dia e noite que isso pare para sempre assim esta BOM. Obrigado por pararem com os ataques
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2016 às 12:22


Jossias Malukele ó Amade vê lá se não abusas da reza meu, podem fazer dores de cabeça.
Gosto · Responder · 1/1 às 11:37


Matolinha Fernandes Eh,eh,eh...
Tu não paras miúdo...
O que é que te deram ao "matabicho"? Também quero.

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!
Gosto · Responder · 1/1 às 14:18


Neves Nhavene Inimigo da paz esse #Maluleke


Nuro Momad Mecore Os dois sao da mesma panela
Gosto · Responder · 2 · 30 de Dezembro de 2016 às 15:05


Joy Coulson Afonso Dlhakama caiu na armadilha do Felipe Gomate Nyusi e assumiu o papel de chefe dos bandidos armados. Por seu lado o Felipe Gomate assumiu o papel de chefe dos esquadrões de morte. E, assim estes dois bandidos continuam a matar e pilhar o Moçambicanos
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 12:10 · Editado


Macome Antonio Mostre sua cara, seu COBARDE,
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 12:18


Quimunda Muzila Muita atenção a este terrorista anarquista dito Coulson, tuga reacionário, a sua função é causar ódio e agitação social, já é altura de quem de direito investigar onde está este cavalheiro que insulta e se ri dos nossos comentários. Repito que é um perigoso terrorista, reparem bem o que ele escreve.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 13:00


Macome Antonio Quimunda Muzila , Esta bem.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 14:59


Valdone Faquione Amone Amone eu o concordo ele ta certo nyuse e dhalka sao dois malandros
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 22:10


Josefina Malule Este Valdone foi ostensivamente criado pelo Matolinha para dar a ideia de que conta com apoio "popular". Sem dúvida que estamos perante agitadores profissionais ou quase isso provavelmente ao serviço da Renamo.
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2016 às 7:05


Jossias Malukele Claro pá, tipo perigoso, olho neste joyzinho de rua.
Gosto · Responder · 1/1 às 11:06


Matolinha Fernandes Jossias Malukete está em toda a parte. Receio que quando ligar o meu televisor, ele apareça sentado no colo do Papa Francisco.

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!

Jossias Malukele Oi pessoal aqui estou eu para vos saudar no novo ano e vos chatear quando necessário. Deus convosco e o diabo comigo.
Gosto · Responder · 1 · 1/1 às 12:16


Matolinha Fernandes Ámen!
Só não deves pousar muito tempo no mesmo sítio, senão ainda levas com o mata-moscas (conselho grátis).


Woldina Kwangu Quimunda, hoje o jornal canal não mexeu contigo?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 17:27


Jossias Malukele Estás com cócegas ó Woldina?
Gosto · Responder · 1/1 às 11:39


Jossias Malukele Ó meu caíste logo na isca e mostras ser apenas um macho malcriado disfarçado de mulher. Pobre diabo.


Isaias Miguel Mpanguiua Sem nenhum mediador.
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 18:40


Jossias Malukele Ó meu proponho o mediador messi para desempatar, okapa?
Gosto · Responder · 1/1 às 11:46


Matolinha Fernandes Oh Jossias Malukete, lá porque os "papás" te deram uma página nova, não é preciso andares para ai escrever muitas asneiras logo no primeiro dia.
Vais ficar cansado...né?

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!

Cadir Ibra
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 11:12


Hobety Luys Muhamby É verdade
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 9:35


Andrade Pedro Machina Normal pk
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 10:15


Teresa Rungo Grande piada...txe
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 13:16


Issufo Chona Quando eles querem tdo pode se resolver...
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 8:23


Alfredo Mazive Matolinha xta de parabens
Gosto · Responder · 8 h


Gany Jussa Tayob Sera que foi so telefonema?
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 8:11


Nuro Momad Mecore Tens razao matolinha vamos a isso chega
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 21:02


Elias Luis Alfandega Alfandega Kkkkkkk fantoxadas
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2016 às 8:40


Alfredo Mazive Apoiado Sledje
Gosto · Responder · 31 de Dezembro de 2016 às 15:23


Rachid Said Nos fazem de palhaços, afinal Dhlakama tambem manda nesse pais
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 18:48


Abdala Jacinto Kikkkikkk,ta-se mal com estes....
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 9:34


Taurino Castelo Castelo Isso é normal!
Gosto · Responder · 30 de Dezembro de 2016 às 7:29


Jossias Malukele ó meu estás mesmo um tourino do caraças.
Gosto · Responder · 1/1 às 11:47


Matolinha Fernandes Deram-te uma página nova no facebook e agora pareces as crianças quando lhes oferecem um brinquedo...
Não sabes dizer nada, mas andas por aí todo entusiasmado.
Infantil." ... reparem como o tipo confessa...". :)

UM MOÇAMBICANO NÃO É UM CABRITO!
UM MOÇAMBICANO NÃO VOTA EM "MOVIMENTOS ARMADOS"!
Gosto · Responder · 1/1 às 14:00


AJUDEM-ME A DISCERNIR
Que ganhos políticos o lider obterá desses acordos sucessivos, atendendo que não obteve, como era seu desejo, nenhum ganho no diálogo político ora interrompido, e os seus membros andam foragidos com medo dos esquadrões de morte ?
Benevolência, burrice, amor à paz ou comeu um pedaço de atum?

GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Mouzinho Zacarias
Mouzinho Zacarias Está pergunta vale um milhão de dólares
Gosto · Responder · 1 · 5 h
Rogerio Antonio
Rogerio Antonio Ganha a PAZ que tanto precisamos. Seguramente que o senhor não quer a Guerra. E mais, ele não é burro, certamente que sabe o que está a fazer.
Gosto · Responder · 1 · 5 h
Elvino Dias
Elvino Dias Mas que Paz Rogério? Uma paz podre assente em pilares de barro?
Gosto · Responder · 3 · 5 h
Gilberto Correia
Gilberto Correia Quem trouxer Paz para este país terá ganhos políticos imediatos. A política não deve estar acima das pessoas. O cálculo politico não deve estar acima da vida e do bem estar das pessoas. 
Ademais dentro de 2 anos começam as eleições e os mesmos sofredores serão os eleitores. 
Parabéns Afonso Dhlakama e Filipe Nyusi. 

É preferível uma paz podre a uma guerra. Trabalhemos para a Paz efectivam
Gosto · Responder · 6 · 5 h
José de Matos
José de Matos Esta questao é legitima, Viva a Paz, mas Paz sem qualquer base politica é sempre problematica e fragil!
Gosto · Responder · 5 · 5 h
Gilberto Correia
Gilberto Correia É mais fácil construir a Paz efectiva a partir de uma paz podre do que de uma guerra.
Rogerio Antonio
Rogerio Antonio Mano Elvino Dias, eu já não lhe compreendo. Ao longo do ano andou a chorar alegando que estes 2 senhores (Nyusi e Dlhakama) deviam devolver-nos a PAZ, pouco a pouco sinais de reabertura de confiança começam a surtir efeitos, e o senhor mesmo assim, não sente-se satisfeito. Afinal, o que realmente os senhores querem? Eu acho que o líder não é Burro, ele certamente deve saber o que está a fazer. Vamos aguardar pelos 2 meses de trégua.
Gosto · Responder · 4 · 4 h · Editado
Elvino Dias
Elvino Dias Então, o meu irmão Gilberto Correia acredita nas eleições em Moçambique. .... eu deixei de acredita-las desde as falcatruas do dia 15 de outubro de 2014. E eu acredito que foram aquelas falcatruas que entornaram o nosso caldo da paz. Por vezes o caos é necessário para repôr a ordem já desorganizada
Gosto · Responder · 3 · 4 h
Gilberto Correia
Gilberto Correia Acredito na evolução Elvino Dias. Nada é estático na vida. Tudo muda.
Elvino Dias
Elvino Dias Rogerio Antonio todo o mundo quer a paz, até os que guerream têm a paz como o fim último, mas não deve ser uma paz qualquer enquanto os problemas que nos conduzem a guerra não foram resolvidos
Gosto · Responder · 4 · 4 h
Chaibo Arthur
Chaibo Arthur Com certeza
Elvino Dias
Elvino Dias Para uma paz efectiva, é preciso resolver definitivamente os problemas que nos levaram a guerra
Gosto · Responder · 2 · 4 h
Francisco Campira
Francisco Campira Amigo Elvino Dias, tu sabes que eu te prezo mui mas considerar de burrice o enorme esforço que o Presidente Dlhakama está empreendedo no sentido de ver o país em PAZ, considero um grande insulto ao Líder da Renamo e a mim particularmente. 
O debate que
 propões realizar em torno deste Acordo não obstante ter sido feito verbalmente o que eu pessoalmente não concordei, esbarra - se com as últimas notas que fizeste com palavras redigidas no teu posto. Mas respondendo a primeira parte do questionário que fazes, tenho a dizer que o maior ganhador neste Acordo é claramente o Líder da Renamo e o povo moçambicanos que está exausto deste conflito protagonizado pelo Regime da Frelimo.
Gosto · Responder · 4 · 4 h
Rogerio Antonio
Rogerio Antonio Mas estes sinais que estão sendo dados pelos 2 lideres não sao bons? Na sua opinião querias que enquanto não se alcança consensos definitivos nas matérias em discussão não houvesse trégua? É isso mesmo?
Gosto · Responder · 1 · 4 h · Editado
Elvino Dias
Elvino Dias Rogerio Antonio perceba os meus escritos, são bastante esclarecedores acima
Gosto · Responder · 1 · 4 h
Jose Majasse Dombe
Jose Majasse Dombe Para mim é a benelolência talvez.
Gosto · Responder · 4 h
Kelvintino Massas
Kelvintino Massas As chamadas estão a funcionar, haja paz
Gosto · Responder · 4 h
Calisto Meque Meque
Calisto Meque Meque Elvino Dias, foste longe de mais, Afonso Dhalakma de burrice não tem nada, é melhor pensar antes de escrever para evitar ofensas.
Gosto · Responder · 2 · 4 h
Domingos Gundana
Domingos Gundana Ai que triste, o post só me lembra um passado recente quando alguns irmãos considerados de gema numa lista de 40 andavam de rádio a rádio, de TV a TV, escrevia em seus murais nas redes sociais e até em colunas de jornais, em seus dizeres, eles agitaram o poder de decisão política do país com palavras seguintes: NÃO MATO PARA A GUERRA EM MOÇAMBIQUE, DHLAKAMA JÁ NÃO TEM QUEM O POSSA APOIAR, OS ANTIGOS GUERRILHEIROS JÁ SÃO VELHOS, ELE NÃO TEM ONDE ADQUIR ARMAS, O PAÍS TEM UM EXERCÍTO CAPAZ DE REPELIR QUASQUER TENTATIVA DESESTABILIZADORA, QUE O PRESIDENTE GUEBUZA TIRE O EXERCÍTO DOS QUARTEIS PARA ACABAREM COM OS BANDIDOS QUE OUSAREM MEXER COM O PAÍS. Tudo isto contribuiu e influenciou de certa forma para que o caminho da paz precária que vivíamos fosse substituído tão rápido por uma guerra que até então dízima gente. 
Irmão, com todo o respeito pela diversidade de opinião e pensamento até pela liberdade de expor o que pensamos, as vezes há pensamentos que devem ser dirigidas a pessoas específicas e não ao público no geral. Há várias formas de busca de ideias, ou do encontrar o pensamento do outro lado e não por esta via, acredito que vivendo em Maputo onde está a Sede da Renamo encontrando com o Secretário-geral daquela formação política e colocar estas questões em off teria respostas ou satisfatórias ou não. 
Há palavras que como cultos também podemos evitar pronunciar ou expor, o respeito pelas diferenças faz parte da demonstração do espírito de paz que carregamos. 
A Renamo e seu Líder perderam muitos membros seniores e bem como dizes alguns estão fugitivos no território nacional e nos países vizinhos, portanto, imaginar que este sacrifício é de borla seria um suicídio político. E podes acreditar que não vai assim ser. 
Todos nos esgrimimos nos últimos dias solicitando o calar das armas para dar espaço a palavra junto dos negociadores, que as equipas não deviam continuar a negociar enquanto nas cabeças dos seus integrantes esta uma arma apontada, e isso é o que está começar a acontecer e precisamos de dizer que esse é o caminho. Os mediadores exigiram isso dos dois lados, e nós moçambicanos também, os mediadores não abandonaram o diálogo, deram tempo para que o país demonstrasse sinais efectivas do entendimento e é o que está sendo dado. Só uma coisa, se existe alguém que jamais comeu com o regime do dia é o Líder da Renamo, portanto a sua suspeita relacionado com ematum fique de longe do homem. Guebuza mandou aprovar verbas para antigos Presidentes e o segundo candidato mais votado, ele o Guebuza e .chissano tem estas mordomias mas o Líder não se meteu nisso preferiu viver a sua maneira junto do cidadão, se te lembras, quando adquiriu a frota de viaturas novas para a sua escolta, os camaradas vieram ao público dizer que ele tinham apoio de uma mão externa, e o resultado disso queimaram nas em zimpinga. Por muitos momentos enquanto circulava pelo o país usou viaturas de seus Deputados nas províncias em que visitava a título de empréstimo, mas tinha uma viatura do Conselho de Estado a sua espera, ele não queria. 
Paz, precária não, pois ainda não se chegou a paz, ninguém viu o documento assinado da paz, apenas um caminho de entendimento para essa direcção dado pelos dois 
Líderes sim. Como podes correr para afirmar que as bases destas tréguas já são de paz precária? Não se assinou nenhum cessar fogo, apenas trégua. Os processos eleitorais fraudulentas não podem e nunca devem nos desmoralizar para mobilizar os outros a pensarem no fim do direito à voto para os cargos políticos, apenas devem nos encorajar a mais vigilância para a transparência do mesmo, pensarmos nos poderes dos órgãos de gestão e arbitragem dos resultados, estamos a falar da CNE e STAE e do Conselho Constitucional que validam resultados em última estância. Aquele abraço e bem vindo a trégua que os esquadrões da morte e os amantes da guerra sejam vencidos pelos amantes da paz.
Gosto · Responder · 2 · 4 h
Calisto Meque Meque
Calisto Meque Meque Esse homem ofendeu o povo moçambicano com essa publicação.
Elvino Dias
Elvino Dias Meu irmão Calisto Meque Meque, eu não pertenço a nenhum partido político para ter limitações nas minhas escritas por conta da disciplina partidária. Sou livre de escrever como cidadão, desde que o faça dentro dos limites do que é legalmente me permitido
Gosto · Responder · 1 · 4 h
Calisto Meque Meque
Calisto Meque Meque Exagreste compatriota
Vitorino David
Vitorino David Caro Elvino Dias. Já falamos e concordaste. Se queres tirar mel das abelhas, não as espante senão colhe fel! Os dois dirigentes estão num bom caminho. E tú que ganhos políticos colhes ao atiçar a guerra?
Gosto · Responder · 1 · 3 h
Zicas Moronha
Zicas Moronha Afinal, não conheces Dlakhama? Ele faz sempre isso, quando se aproximam os pleitos eleitorais. É para se organizar, angariar o financiamento para a campanha eleitoral, ir as eleições, perder as eleições e voltar de novo ao mato. Assim, ele já definiu o seu lifestyle. É só esperar para ver.
Gosto · Responder · 3 h
Elvino Dias
Elvino Dias É isso mesmo Zicas Moronha ou é mais um comentário? Isso soa-me a senso comum que algo proveniente de um erudito como V. Ex cia
Gosto · Responder · 1 · 3 h · Editado
Evas Lopez
Evas Lopez Não estraguem o 2017 queremos terminar mestrados,doutoramentos, viajar a vontade etc não agitem o mestre de armas, se lhe deram um pedaço de atum vale apenas que forçar guerra que já forçou e não vi beneficio algum se não esconder-se e correr riscos de viver ao lado de ferras no mato,tanta gente morrendo e ninguém cedendo o que ele deseja, sera que o primo Dlakhama vai continuar a vida dele particular se privando??? Ele se for o pai bom que tanto dizem ira deixar o povo produzir, morrermos por doenças politicas trazidas por emprestimo e outras do destino mas guerra chega.
Gosto · Responder · 2 · 2 h · Editado
Zicas Moronha
Zicas Moronha Sem dúvida, Dr e Rock Elvino Dias. A outra coisa é que ele perdeu muito armamento e então tem que voltar a Cidade para se organizar. Dlakhama toma decisões de uma mulher tola que derruba o seu lar com as suas próprias mãos. Por isso, essa vontade que, quanto a mim, é sasonal, exterioriza-se apenas para mostrar claramente que ele pensa que é possível desenhar uma peça teatral através do uso de armas. Lembras-te como ele perdeu o Município da Beira? Começou a odiar e perseguir Daviz Simango a quando da eleição deste como Edil da Beira pela RENAMO. Pensando que lhe iria humilhar, decide afastá-lo das suas fileiras, sob pretexto deste não concorrer para aquele cargo noutras eleições autárquicas. Porém, dado o facto de o Daviz Simango ser um tipo inteligente, trouxe à sua mente a ideia de concorrer como Candidato Independente. Assim aconteceu, ele ganhou as eleições e, consequentemente, a Renamo ficou sem o Município da Beira. Concluindo: analisado rigorosamente podemos constatar que:
1. Dlakhama é um líder ditador e desorganizado;
2. Ele no fundo não está a lutar pela democracia, mas sim pelo regionalismo, isto é, o facto de a parte sul do País se ter destacado desde o início da luta armada como a parte do País com dirigentes, ou mais dirigentes, isso lhe incomoda;
3. Ele não ama os seus membros, pois se os amasse ele não teria dividido a Renamo em 2 blocos, uma Renamo do mato e a outra da cidade;
4. Ele teria começado a usar Diplomacia no seu Partido, pois estamos numa era moderna.
Se parares para ver, a geração de líderes com a postura de Dlakhama já não existe. Ele perde o seu rico tempo em estar a aplicar uma estratégia política antiquada. Aconselho-o a dar uma nova pintura a sua residência cá em Maputo, que clama por isso e levar uma vida normal. No fundo, no fundo, ele rende-se com a FRELIMO, visto que ele nasceu e saiu de lá e a FRELIMO nunca esteve preocupada com ele, como parece. Ele está a antecipar-se por saber que a FRELIMO está prestes a perder a paciência de lhe aturar.
Gosto · Responder · 2 · 2 h · Editado
Domingos Gundana
Domingos Gundana Mas que mentira mais descalada, esse discurso ja 18 anos e esta mesmo caducado, pare e pensa, busque perceber o Dhlakama para depois perceber aquilo que escreveu. Estas mesmo deslocado, e isso não ajuda em nada para a pacificação, afinal o que queres? Quando se vai a guerra condenamos e quando se vai ao dialogo achamos fraqueza naqueles que apelamos para não via armas. Mas que pena! Essa historia das autarquias que tenta trazer em especial ao caso da Beira, mano vá buscar mais dados, pois estas mesmo mal servido sobre o contexto real de como o PCN, seus membros vão a Renamo, como o Deviz chega la e vai Candidatar se a Beira, e quando se chega a decisão do nao ser candidato. Saber mais um pouco antes de falar so faz bem. Estes Senhores estão vivinhos e ainda no centro da politica moçambicana, portanto nao vamos criar neles algo que eles bem sabem e no dia em que decidirem nos contar irão contar. O Deviz vive e esta na politica ativa, o Dhlakama vive e esta na politica ativa, eles tem a verdade. Uma coisa nao tem nada que ver com a outra, precisamos da Paz, e se o caminho começa desta forma, porque razão lhe doi?
Gosto · Responder · 1 h
Elvino Dias
Elvino Dias Eu também discordo do comentário do Zicas. Soa mais a senso comum que algo proveniente de um erudito como ele
Raul Novinte
Raul Novinte Confio muito no Presidente Afonso Marceta Dhlakama. O Dhlakama é um homem integro e cheio de amor para com Moçambique e o povo moçambicano. Tenho certeza que tudo o que ele acordar com FJN será para o bem de Moçambique e muito mais a democracia. E também eu gostaria de deixar aqui os meios elogios sobre os pronunciamentos do PR Nyusi que parece ter entendido que Moçambique nunca teve uma verdadeira paz e é preciso ter uma paz que dure para sempre. O FJN já entende que essa paz não poderá ser meramente conseguida por meio de perdão entre Dhlakama e FJN, mas sim através de uma negociação e resolução de problemas graves e pendentes que assolam o nosso país desde 1975. Parabéns Presidente Dhlakama, parabéns FJN! Parabéns a todos moçambicanos.....
Gosto · Responder · 2 · 48 min · Editado
Maria Manjate
Maria Manjate Eu nao sei o k o grande lider vai ganhar; desconheço totalmente os seus planos e os seus motivos.
Uma coisa é certa: o povo vai ganhar muito com essa paz temporária.
Gosto · Responder · 3 · 1 h
Zicas Moronha
Zicas Moronha Bom parecer... Nunca se pode confiar num camaleão. Ele nunca deixara de mudar de cor.
Raul Novinte
Raul Novinte Pelos comentários que leio aqui, me dizem que há quem gosta que haja guerra em Moçambique. Mas eu pergunto , porquê ?
Gosto · Responder · 2 · 1 h
Maria Manjate
Maria Manjate A guerra nunca trouxe beneficios para ninguem. Todos devíamos torcer pela paz.
Gosto · Responder · 1 h
Zicas Moronha
Zicas Moronha Irmao, ninguem gosta de guerra. Dlakhama nunca foi serio.
Ismael C. Gocaldas
Ismael C. Gocaldas Deram lhe xuxa,kkkkkkkkkkk
Gosto · Responder · 1 h
Ismael C. Gocaldas
Ismael C. Gocaldas Mas foi uma posição certeira,o povo já esta cansado de guerras cíclicas.
Gosto · Responder · 1 h
Elvino Dias
Elvino Dias Estava a escutar há pouco a entrevista do líder. Interessante. A ser verdade o que ele diz estamos num bom caminho rumo à paz
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Raul Novinte
Raul Novinte Que assim seja!.....
Gosto · Responder · 1 h
Elvino Dias
Elvino Dias O problema é que dias às coisas é interessante. O problema está na implementação
Elvino Dias
Elvino Dias Ambas as partes estão de parabéns
Gosto · Responder · 2 · 1 h
Evas Lopez
Evas Lopez Implementação sempre trouxe falhas em quaisquer modelo de gestão mano porque falar já mais sera fazer,o fazer é acompanhado de desposição e competências só que aqui se falha de mais, em fim paz paz paz ultimamente o sr director dlakhama encontrou um bom negociador o PR Nhussy, mediadores agitadores e com interesses de pilhar Moçambique fora
Lucy Machava
Lucy Machava Essa paz ate parece p pedimos num agiota com data de reenbolço mas o k sei é k o lider vai cobrar com juros
O SENTIDO E ALCANCE DA MINHA PUBLICAÇÃO
Para os que nao compreenderam a minha anterior publicação; sou pela paz, mas não uma paz assente num paracetamol de 60 dias, para daqui a 2 anos assistirmos novos conflitos resultantes dos mesmos problemas actualmente adormecidos.
A conferência de imprensa do líder, transmite -nos a ideia de que para além daquilo que nos é dado a conhecer publicamente, ele tem conversado seriamente com o Chefe de Estado em busca de uma paz verdadeira.
Por mim, uma paz verdadeira é aquela que tem como ponto de partida e chegada os problemas que actualmente nos dividem de entre eles a descentralização, a exclusão social, eleições transparentes entre outros.
A não resolução desses problemas, vai, no meu entender, conduzir-nos a um ciclo vícioso de conflitos.
Tanto quanto, nos é dado a conhecer pela imprensa, a razão do retorno às matas do líder, prendia -se com esses aspectos que nos dividem, na convicção de que fazendo guerra pressionaria ao governo a ceder nas suas exigências. Todavia, tanto quanto eu saiba, nenhuma dessas exigências foi até aqui satisfeita, motivo que serviu de substrato a minha publicação.
Em outras palavras, se o que ele exigia por via de armas não foi satisfeito, qual é o sentido e alcance da trégua na perpectiva do líder?
Mas, pelo sim, pelo não, está de parabéns o presidente Nyussy e o líder da renamo, por ouvirem o clamor do Povo. É chegada a hora de o Presidente da República, assumir o principal protagonismo.

GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
Kelvintino Massas
Kelvintino Massas Palmas pelas ideias por aqui rabiscadas, pela paz, vamos a paz, o presidente da república a assumirá o protagonismo
Reformar a constituicao e convocar eleiçoes transparentes para governadores, ( ja q nao se pode usar eleiçoes gerais para nomeiar governadores) sería o mais sensato.. Esta claro q o governo nao tem capacidade para se impor e a renamo tampouco...
GostoMostrar mais reações
Comentários
Eusébio A. P. Gwembe
Eusébio A. P. Gwembe Aında bem que é voce que o dız. Quanto a capacıdade do governo para se ımpor, um dıa, num ano desses, eu dısse a mesma coısa. Engolı alguns sapınhos, Lyndo A. Mondlane. Mas era a voz da experıencıa porque afınal de contas quem treınou os homens da Renamo foı o proprıo exercıto. Nestas condıcoes, so uma varrınha magıca.
Não gosto · 8 · 20 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Camarada Eusébio A. P. Gwembe isto é Tom é Jerry, é com o desgaste q causa nao tem recorrido, por mais q se resista se acabará no mesmo, reformar a constituicao e se deixe de brincar com vidas e emocoes Dos cidadaos...
Gosto · 4 · 20 h · Editado
Mussá Roots
Mussá Roots A "Transparência" dessas eleições, é que será um grande desafio,para os maus hábitos que temos.
Gosto · 3 · 20 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Nao custa nada fazer algo é depois mostrar as cartas abertas, ganhamos todos e se alguem perde é porq nao fez bem seu trabalho.. Ha q ser consequente é assumir responsabilidades na viva..
Gosto · 5 · 20 h · Editado
Ariel Sonto
Ariel Sonto Que bom que já vê isso, Lyndo.
Gosto · 3 · 20 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Eu creía na capacidade do governo para resolver isto, más esta visto q este anda nu.. Entao toca replanteiar.. O perigo esta em outra pessoa algum dia zangar porq sua esposa lhe foi infiel, recrutar uns tantos cornudos tambem e por em xeque o estado exigindo a abolicao do dovorcio e a proibicao espressa da infidelidade.. Mas bom Sao apenas siposicoes
Gosto · 2 · 20 h · Editado
Bernardete Paulo
Bernardete Paulo Estamos com babalaza kkkkkkk falamos amanhã
Gosto · 20 h
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Se todos começassem ver isso como o meu amigo Lyndo A. Mondlane já começou a ver todo o impasse se resolveria. Mas eles querem isso? Falo dos donos da comissão mista querem isso? Não me parece. O que me parece é que deve estar a preparar uma trégua para entre preparativos das eleições autárquicas às eleições legislativas e gerais de 2019. Depois daí recomeçarem com o barulho das armas. Eu até desconfio que estejam arrependidos com o assunto de eleição dos governadores. Quero estar enganados, mas registemos as nossas conversas aqui.
Gosto · 5 · 20 h
Homer Wolf
Homer Wolf Mas isso eles já sabem há bué... A (não) ideia aqui é ir ganhando tempo (sabe-se lá porquê e até quando)...
Gosto · 6 · 20 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Más ganhar tempo a custa dos cidadaos?? Haja senso comum..
Gosto · 3 · 20 h
Eusébio A. P. Gwembe
Eusébio A. P. Gwembe Por maıs que eles nao queıram, Antonio A. S. Kawaria, este gesto de uma semana, em que Dhlakama esta desempenhando (e bem) o papel de porta-voz do PR em assuntos mılıtares, mosta que nos foi apontada a estrada larga e bem direita por onde havemos de caminhar, por ela seguiremos sem nos desviarmos pelos atalhos perigosos que por vezes surgem a um e outro lado do nosso rumo, que é o seguro. Caminhamos para uma situação de paz armada, na impossibilidade de melhor se conseguir (o desarmamento compulsıvo? Khalau saıu sem o conseguır apesar da promessa), que permitira viver e preparar com o tempo o bom entendimento entre nós. Só então, os moçambicanos poderão atingir a desejada paz.
Não gosto · 3 · 20 h
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria Sim é essa paz que vamos alcançar. Uma paz armada.
Gosto · 1 · 19 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane O q implica voltar a 1992, o pais caminha em circulos
Gosto · 19 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane O temor é depois virem outras exigencias, más com governo bananairo, tocara voltar as andanadas, tudo isto por falta de sentido de estado....
Gosto · 20 h · Editado
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane A frelimo so entende as coisas com violencia, ainda recordó aquela greve na ilha da juventude, so depois de uns quantos mortos e feridos é q reconheceu a situacao.. É triste negar tudo, para depois reconhecer tudo é mais a custa de muito sangue.. Essas coisas ou se nega tudo até o fim, ou se aceita tudo desde o principio...
Gosto · 19 h · Editado
Mussá Roots
Mussá Roots Aínda não se aceitou coisa alguma, Lyndo A. Mondlane...estão "ganhando" tempo, ao que se diz, até a abertura dos trabalhos na assembleia da República, para depois ganharem outro tempo, e assim em diante até as eleições.
Gosto · 3 · 19 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Mussá Roots, isto acabará como aquela campanha do PR guebuza fez ao Dlakama, negar tudo para depois aceitar.. nao ha exercito Ai, nao ha capacidade, aceitarao tudo, é questao de tempo..é Dlakama sabe jogar com o tempo.. é o nosso putin esse.. tempo para dar tudo é mais alguma coisa..
Gosto · 2 · 19 h · Editado
Mussá Roots
Mussá Roots Aceitar alterações no pacote (lei) eleitoral,é diferente de conceder as seis provincias que a Renamo reclama desta vez, Lyndo A. Mondlane...eles(Renamo) querem-nas, agora, segundo os resultados de 2014, e não o que sugeres, (eleição de governadores)...
Gosto · 19 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Nao aceitarao porq é absurdo, nao se pode usar a colheita de macas para ter limoes, o mais inteligente é convocar eleiçoes específicas para governadores é Ai ja se vería quem governa onde e com o desgaste actual a frelimo nao as pode convocar agora, as perderia
Gosto · 2 · 19 h · Editado
Hermes Sueia
Hermes Sueia Mano Lyndo houve cenas de pandaria que até redundaram em mortes em Cuba? Não sabia.......
Gosto · 1 · 19 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane Sim.. Uns quantos estudantes, o responsavel q perdeu um olho o outro catanado.. Depiis diso tudo foi distinto....
Gosto · 18 h
Giro da Fonseca
Giro da Fonseca Lyndo, não queres que te traga um paracetamol? Acho que consumiste algo ruím e lhe afetou o cérebro,
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane kikiki ante a incapacidade se precisa reaçao... senao passamos a vida a dar voltas no mesmo, se perde tempo precioso que seria usado em outros assuntos para o bem de todos
Gosto · 1 · 17 h
Mel Matsinhe
Mel Matsinhe Deixa-nos "comermos as festas" ate dia 4, wena! Kkk
Feliz ano!
Gosto · 2 · 19 h
Lyndo A. Mondlane
Lyndo A. Mondlane kakakak..esse espirito de imediatez onde encontrou?..kikiki aquele espirito vikingo de visao a longo prazo onde ficou?..kakakak...come boas festas..
Gosto · 1 · 17 h
Mel Matsinhe
Mel Matsinhe Aire. Por favor! KkkKkk
S.EXCIA, O PRESIDENTE FALA À NAÇÃO
Acho que toda gente já sabe. A trégua vai prosseguir por mais 2 meses, segundo avança "O País" nessa notícia que transcrevo abaixo. 
Neste momento estamos só à espera da confirmação, amanhã, através de um discurso à nação, que será preferido por S. Excia, o Presidente... da Renamo.
PS: Quer dizer, agora Dhlakama parece o DDT ("dono disto tudo") da área... 
Ele é que aparece, ele é que decide, ele é que anuncia... eh eh eh
------------ "O País", 02/01/2017.....
«O acordo de tréguas entre o Presidente da República, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, será estendido por mais dois meses, segundo garantiu ao CO País fonte ligada ao processo.
Afonso Dhlakama já tem prevista uma conferência de imprensa para amanhã, às 09h00, onde deverá confirmar a informação.
O entendimento para o alargamento das tréguas deve-se à evolução das conversações entre a Renamo e as autoridades moçambicanas.
De acordo com a nossa fonte, a interrupção das hostilidades militares será estendida até a realização da primeira sessão da Assembleia da República, onde se espera que sejam discutidos os pontos levantados pela Renamo.
O partido de Afonso Dhlakama exige a governação das seis províncias onde teve maior número de votos, defendendo que as eleições gerais de 2014 foram fraudulentas.»

Comentários
Ali Juhute
Ali Juhute O game tá clean
Gosto · 16 h
Homer Wolf
Homer Wolf Como assim?
Gosto · 16 h
Ali Juhute
Ali Juhute O Rider manda e os recadistas comandam...
Gosto · 1 · 16 h
Homer Wolf
Homer Wolf AÍ É QUE ESTÁ O "PROBREMA"!... Não estou a darem-lhe essa "corda" toda assim de mâo beijada.
Mahamad Hanif Mussa Bom sinal. Contudo, da forma como tem sido tratada a questão já não anima. Afinal o que o Governo ou o presidente Nyusi temem?
Gosto · 4 · 16 h
Myro Fernando
Gosto · 14 h
Augusto Gildo Buanaissa
Augusto Gildo Buanaissa Tema não cumprir o acordo. Assim podem dizer que o cessar fogo foi unilateral e eles não decidiram nada
Gosto · 1 · 13 h
Mahamad Hanif Mussa
Mahamad Hanif Mussa Myro Fernando, não seria de bom tom quem de facto manda no país a fazer as comunicações? Não traria maior credebelidade e confiança ao assunto? Ou fica bem "o inimigo" ditar as regras do jogo? Por outro lado, o que de facto está acontecendo em torno do assunto? Nós não temos direito a saber com que linhas as perdizes se cozem com a maçaroca e como tocam o batuque?
Gosto · 2 · 13 h
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Mahamad Hanif Mussa , desconfio que o governo quer dar a entender que a Renamo esta' a render-se sozinha porque ja' nao tem mais forca para continuar com a guerra! E, assim, o governo esta' a "dar" uma chance a Renamo para sair disto de forma airosa....a bem da da propria Renamo e....da Paz! E' so' de ver que mesmo com treguas os famosos esquadroes da morte estao a dar cabo dos membros da Renamo de forma desafiante sem reaccao desta, numa especie de anunciar que estao-se nas tintas com treguas da Renamo! Ou seja, a Frelimo esta' a exibir uma posicao clara de forca e #firme#... Minha leitura
Gosto · 2 · 4 h · Editado
Augusto Gildo Buanaissa
Augusto Gildo Buanaissa Moniz bota força e firme nisso. Aliás esse foi o discurso
Gosto · 1 · 4 h
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Augusto Gildo Buanaissa , e' minha leitura como a de tantos outros, kkkk. Posso estar tambem errado....mas eu desconfio que as "6 provincias" sao um sonho perdido da Renamo.
Gosto · 4 h · Editado
Augusto Gildo Buanaissa
Augusto Gildo Buanaissa Sonho perdido porque a Renado não sabe tirar vantagens quando está em superioridade. Deixa-se enganar muito fácil.
É quase impossível alguém ser enganado pela mesma pessoa infinitas vezes e mesmo assim não tirar nenhuma lição.
A Renamo consegue essa proeza.

O pior é que mesmo assim continua a ser a única esperança de um futuro livre e promissor.
Hish  decepção
Gosto · 3 h
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Augusto Gildo Buanaissa , isso e' verdade! Falando com sinceridade fico a pensar que a Renamo vai desaparecer poucos aos poucos e um por um! A Frelimo desenhou uma estrategia de lutar com a Renamo que esta' a funcionar: eliminar fisicamente seus membros das cidades, bairros, vilas e localidades um por um. Daqui a nada somente ficarao os quadros seniores (malta Ivone Soares, Muchanga, o proprio Dhlakama, e um pouco mais), mas sem membros! E' o fim da Renamo....e' minha leitura, posso estar enganado!
Gosto · 1 · 3 h · Editado
Mahamad Hanif Mussa
Mahamad Hanif Mussa Gostei de ler os comentários.
Gosto · 1 · 2 h
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Mahamad Hanif Mussa , opah, obrigado! Mas, como disse, e' apenas uma percepcao e leitura individual, sem bases.
Gosto · 1 h
Homer Wolf
Homer Wolf "Hmmmm... Sei não!..."
Gosto · 1 · 16 h · Editado
Luciano Mapanga
Luciano Mapanga Sei não. Esse novo modelo de governação, deixá-me em dúvida.
Gosto · 16 h
Homer Wolf
Homer Wolf Temem (apenas) perder as 6 provincias caro Mahamad Hanif... eh eh eh
Gosto · 4 · 16 h
Mahamad Hanif Mussa
Mahamad Hanif Mussa Então isso não passará do tal jogo de entretenimento pois as 6 jamais serão "oferecidas" porquanto suicídio.
Gosto · 16 h
Meriamo Lucrécia
Meriamo Lucrécia Parece mesmo ser o DDT...gostei!
Gosto · 2 · 16 h
Adriano Novela
Adriano Novela Que se marquem as provinciais (governadores) para o ano e sai se do barrulho.
Gosto · 6 · 16 h
Homer Wolf
Homer Wolf Deixa-me ver se os amigos Jah Yahwah Matavele e Djone Lenonsabem mais alguma coisa sobre este novo "formato"...
Ah, Profe Julião se tiver algo a dizer tb, faxavor...
Gosto · 4 · 16 h
Lenon Arnaldo
Lenon Arnaldo Meu caro, estou a leste de muita coisa. Mesmo que eu quisesse saber, não sou tido e nem achado nessas "boladas"

Celebremos a paz efêmera. Acreditemos no velho adagio: brincadeira brincadeira o macaco acabou f...... a mãe
Gosto · 2 · 15 h
Homer Wolf
Homer Wolf Entáo náo te incomodo mais. 
Continua a COMER essas francesinhas, mas sempre COM "JEITO"... que é para não engordar
Gosto · 3 · 15 h
Lenon Arnaldo
Lenon Arnaldo Homer Wolf já sou gordo mesmo. É só empacotar kkkkkkk
Gosto · 1 · 15 h
Homer Wolf
Homer Wolf Só não queria ser indelicado... eh eh eh
Gosto · 15 h
Lenon Arnaldo
Lenon Arnaldo Homer Wolf bwakwakwakwakwa
Gosto · 14 h
Ricardino Jorge Ricardo
Ricardino Jorge Ricardo E os "Apóstolos" o que têm a dizer desta vez?...
Hummm! Vai animar isso.
Gosto · 2 · 16 h
Nito Ivo
Nito Ivo Muito triste. Já não há comentários para essas anormalidades. 
Para me acalmar prefiro fantasiar que tudo isso faz parte de um plano muito inteligente do PR para assassinar Dhlakama. Mas se as coisas são como sabemos então estamos perdidos.
Gosto · 4 · 16 h
Tesoura Júlio Tuboi
Tesoura Júlio Tuboi Kkkkk.........estás a agitar....kkkk
Gosto · 1 · 16 h
Dioclécio Ricardo David
Dioclécio Ricardo David Mas o PR não podia aproveitar-se da situação em anunciar isso em viva voz em horário nobre? Creio que começava 2017 "em grande", pelo menos no discurso.
Gosto · 2 · 16 h
Ricardino Jorge Ricardo
Ricardino Jorge Ricardo Mas é verdade, será que o PR discursou mesmo no começo de ano?
Gosto · 16 h
Donaldson Peterson
Donaldson Peterson esta é mais uma prova de que o PR não é homem de oportunismo e ainda segundo alguns entendedores da matéria quem declara trégua é quem ataca.
Gosto · 15 h
Homer Wolf
Homer Wolf E tu cais nessa conversa, Donaldson Peterson?
Gosto · 2 · 15 h
Donaldson Peterson
Donaldson Peterson o termo cair não chega a ser apropriado... poderia dizer que sim "acredito" firmemente.
Gosto · 1 · 15 h
Zulficar Mahomed
Zulficar Mahomed Kkkk de "absoluta" para "firme".
Assim vai o dicionário político moçambicano.
Gosto · 13 h
Manuel Maleve
Manuel Maleve Parece que ele é que jurou para servir aos moçambicanos
Gosto · 3 · 16 h · Editado
Homer Wolf
Homer Wolf pois...
Gosto · 15 h
Ricardino Jorge Ricardo
Ricardino Jorge Ricardo Agora começo a pensar num acordo clandestino na formação de um GUN. Espero que nossos amigos americanos nos ajudem a desvendar este mistério entre o PR e o "RIDER".
Gosto · 1 · 13 h
Valdemar Usta
Valdemar Usta O prof. JJ está entretido no Gungu!
Gosto · 1 · 16 h
Cossa Khossa
Cossa Khossa DDT. Rendo-me👏
Gosto · 3 · 15 h
Avelino Namarrocolo
Avelino Namarrocolo O DDT está firme! Teremos paz definitiva brevemente.
Gosto · 2 · 15 h
Álvaro Xerinda
Álvaro Xerinda Merecemos as coisas não por inteiro
Gosto · 1 · 15 h
Constantino Joao
Constantino Joao O mais importante é termos a paz, quem anuncia ou deixa de anunciar, pouco importa.
Gosto · 3 · 15 h
Homer Wolf
Homer Wolf Sim, mas até quando vamos assistir a esta "subversáo" de papeis?
Daqui a pouco é Dhlakama que vai discursar, em nome de Moçambique, na Assembleia Geral das NU...
Gosto · 2 · 15 h
Constantino Joao
Constantino Joao A Frelimo nunca foi BONDOSA com Dlhakhama, alguma coisa estão a tramar contra ele.
Gosto · 5 · 15 h
Cnmutemba Mutemba
Cnmutemba Mutemba É sinal de que ele é quem ataca e mata. Então está aqui o sinal. Até decidir voltar a matar. 
Vamos orar para que o Espírito de Deus lhe toque e tenha consciência de que ninguém vive feliz para sempre matando outros.
Muita paz
Gosto · 1 · 15 h
Cossa Khossa
Cossa Khossa Será?!
Gosto · 1 · 15 h
Ricardino Jorge Ricardo
Ricardino Jorge Ricardo ?Se as as coisas estivessem a acontecer ao contrário...
Gosto · 1 · 15 h
Homer Wolf
Homer Wolf Ahhh... Então esse é o plano do PR Filipe Nyusi? 
Dar todo ´protagonismo ao Dhlakama para depois trazer(em) à colaçáo esse discurso da "pobre vítima seduzida e abandonada"?...
Gosto · 15 h
Cnmutemba Mutemba
Cnmutemba Mutemba Como quiser Homer Wolf, mas todos sabem inclusive você quem é quem
Gosto · 15 h
Ricardino Jorge Ricardo
Ricardino Jorge Ricardo Será que este pensamento é funcional?
Se sim, por que não se libertar as 6 províncias em disputa?
Gosto · 15 h
Cnmutemba Mutemba
Cnmutemba Mutemba Mas epah , neste momento o que interessa os moçambicanos e o espírito da paz e perdão . Estamos felizes por isso
Gosto · 15 h
Homer Wolf
Homer Wolf Eu não sei nada Cnmutemba Mutemba... por isso questiono. Quando a esmola é muita o cego desconfia...
Gosto · 1 · 15 h
Afifa Taquidir
Afifa Taquidir O atacante ou beligerante é que anuncia as tréguas. Quando houverem acordos firmados de cessar fogo o presidente da República fará o devido anúncio.
Gosto · 1 · 15 h · Editado
Valdemar Usta
Valdemar Usta eh eh eh, na boa e a francesa! Homer Wolf.
Gosto · 1 · 15 h
Wa Pessoa
Wa Pessoa Então você Homer Wolf dá mérito ao Dlhakama porquê não a ambos? Acho o melhor é quem toma iniciativa. Agora não percebi bem essa de Sua Excelência fala a nação!!!???? Parece que a emoção tomou conta de nós
Gosto · 15 h
Homer Wolf
Homer Wolf
Traduzido do Inglês
Um???... venha novamente Wa Pessoa, por favor
Homer Wolf
Homer Wolf O Profe Julião, SEM ÓCULOS, a dar show na GunguTV
Sura Rebelo
Sura Rebelo Tb ouvi q temos muitos tomates, batata e cebolas naquele balanco da quadra festiva... ( sei q me apanhaste ja Homer Wolf)
Gosto · 3 · 14 h
Costa Manhiça
Costa Manhiça QUERO OUVIR O QUE AQUELES DOENTES DE GONOREIA,,DO G40 vao falar
Mussagy Juma
Mussagy Juma Doentes de o que ????
Dércio Tsandzana
Dércio Tsandzana Isto pode não ser assim tão óbvio como pensam, em comunicação política, o facto do PR ''deixar'' Dhlakama andar a anunciar essas tréguas pode ser uma forma do Chefe de Estado ganhar alguns pontos políticos, ou seja, Dhlakama pode ser visto (de alguma forma) como aquele que perturba a Paz com os ataques, por isso deve ser ele a dizer que pára com os mesmos. Outrossim, pode ainda ser visto como o mau e vilão da fita, aquele que possui a prerrogativa de atacar e mandar parar, enquanto isso o PR é coitadinho e só quer a Paz. Apenas um ponto de vista.
Gosto · 4 · 10 h · Editado
Francey Zeúte
Francey Zeúte A mesma leitura faço Dércio Tsandzana, o PR não está preocupado que apareçam vozes a dizer que anda a engolir sapos. Se preciso for, que engula os tais sapos, mas que noa consiga garantir a PAZ. isso é mais importante e penso que o PR está nessa. avante PR!
Gosto · 1 · 10 h · Editado
Eunicio Jeje
Eunicio Jeje 😂😂
Gosto · 10 h
Narcísio Mula
Narcísio Mula Estão a deturpar tudo. Existe uma trégua nos ataques dos dois lados. Isso de que DHL perturba a paz existe no seio da Frelimo, tal como no seio da Renamo existe a ideia de que a Frelimo é que não quer a paz, a Frelimo anda a perseguir oposição. Por isso acho bom que usemos os termos corretos: Há treguas e ponto final
Gosto · 3 · 10 h
Dércio Tsandzana
Dércio Tsandzana Narcísio ninguém aqui falou de que as partes não querem a paz, não venha aqui comentar coisas que não dizem respeito a o que eu disse. Apenas fiz uma leitura, diferente daquela que foi feita peloHomer Wolf.
Gosto · 2 · 10 h
Narcísio Mula
Narcísio Mula Mas vc sabe perfeitamente que há uma divisão clara de opiniões no país sobre quem realmente não quer a paz. Não será pelo facto de DHL andar a anunciar tréguas que vai mudaar a opinião dos que neste momento pensam que a Frelimo é que provocou a guerra, nem vai mudar muito a dos que defendem que é DHL que perturba a paz (a única possibilidade que nos colocou no comentario mais acima).
Gosto · 4 · 10 h
Dércio Tsandzana
Dércio Tsandzana A única possibilidade que coloquei no meu comentário surge em virtude de não querer repetir a possibilidade já dada pelo Homer. Se estiver atento poderá ver que falo de hipóteses e não verdades absolutas, apenas fiz uma leitura do cenário. Estou a falar de comunicação política e não meras opiniões de acusações como está aqui a tentar me imputar.
Gosto · 10 h
Narcísio Mula
Narcísio Mula Não vejo a tua posição como antagónica ou complementar a posição do homer. O homer opina que o DHL parece ser o homem mais forte da atualidade. O Dercio opina que DHL pode ser visto como o perturbador da paz (Mas isto não é novo). De facto uma parte do pais já o considera como tal, mas há a outra parte do pais (que vc não a considerou).
Gosto · 2 · 10 h
Dércio Tsandzana
Dércio Tsandzana Tua opinião meu caro, penso não ser obrigado a trazer o que deseja(va) ouvir de mim. Penso ainda ter sido antagónico sim ao que é dito pelo Homer. Bom descanso!
Gosto · 10 h · Editado
Zeca Becane Felisberto Sibia
Zeca Becane Felisberto Sibia Nao irei ajuelhar a um Mocambicano para pedir a Paz... Foi o PR que disse no passado ano
Gosto · 4 · 5 h
Joaquim Gove
Joaquim Gove Prefiro o silêncio por enquanto...
Gosto · 2 · 10 h
Cidadão Comum
Cidadão Comum Eu também!
Gosto · 1 · 1 h
Joaquim Gove
Joaquim Gove Somos 2 confessos!!
Gosto · 1 · 1 h
Jose Eduardo
Jose Eduardo A tregua nao inclui os esquadroes? Ou elas nao pertencem a nenhuma das partes, pois parece que elas sao indiferentes ao evento - treguas.
Gosto · 2 · 9 h · Editado
Bárbara De Brito Martins
Bárbara De Brito Martins Queremos a PAZ! 
Gosto · 3 h
Cesar Cissa
Cesar Cissa O grupo que está na defensiva sempre que pede cessar 🔥 fogo é pra se reorganizar, atenção ataques em novas zonas...(aprendi na guerra)
Ataques militares suspensos por mais 2 meses!
Assinantes: Bitone Viage & Ivan Maússe
De acordo com o JORNAL O PAÍS (versão digital) de 02 de Janeiro de 2017, o Acordo de Tréguas celebrado ao telemóvel pelo Presidente da República e pelo líder do maior partido da oposição do país, a Renamo, será estendido por mais dois (2) meses, até a abertura dos trabalhos da Assembleia da República.
Ademais, de acordo com a mesma fonte, a oficialização da prorrogação do Acordo de Tréguas celebrado há uma semana, no qual o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, decretou 7 dias de tréguas a título de celebração da quadra-festiva, será divulgada à imprensa por este, isso a partir das 9 horas de amanhã.
Lê-se no Jornal que a prorrogação do Acordo de Tréguas dos anteriores sete dias para dois meses deve-se, fundamentalmente, à evolução das conversações entre a Renamo e as autoridades moçambicanas, expectantes de que na primeira sessão da AR, sejam discutidos os pontos levantados pela Renamo.
A nosso humilde ver, essa informação agrada-nos bastante, pois há quase 4 anos que vivemos num clima de tensão político-militar, ou ainda, de guerra não-declarada, que, ainda a título localizado, destruiu centenas de vidas humanas, semeando luto nas famílias, desemprego, erosão da nossa economia, e etc.
1. Não à paz do móbil:
São notáveis os esforços encabeçados quer pelo Governo de Moçambique, quer ainda pelo partido Renamo no sentido de restabelecer a paz aos moçambicanos, mas que infelizmente, devido a desculpas como a necessidade de salvaguardar a LEGALIDADE (ou constitucionalidade), a paz é algo que não colhe.
Aliás, a nosso humilde ver, a fragilidade e a pouca transparência das nossas instituições como a Comissão Nacional de Eleições (CNE) coadjuvada pelo Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), passando pelo Conselho Constitucional (CC) até desembocar na Assembleia da República, retardaram a paz no país.
Por causa do empenho deficiente das instituições acima, que de democráticas ainda lhes falta muito, andamos desde 2012 metidos numa paz não efectiva, numa paz localizada, ou ainda em clima de hostilidades militares na zona do Rio Save com direito à excursões por outras partes da nossa bela Pérola.
Tivemos, nalguns casos, UMA PAZ DO MÓBIL. De 2012 à 2016 tivemos situações de suspensão das hostilidades militares, como em Setembro de 2014 com o Acordo de Cessão das Hostilidades, em Fevereiro de 2015 quando Nyusi manteve contactos com Dhlakama, e Dezembro de 2016 a paz de 7 dias.
Como moçambicanos, amantes da nossa pátria e orgulhosos da nossa história de luta pela independência, bem como dos frutos decorrentes da independência nacional, congratulamos o Governo e a Renamo pelo trabalho que vem realizando à volta da paz. Queremos uma paz efectiva e NÃO UMA PAZ DO MÓBIL!
2. Do papel das instituições (caso da imprensa e da Assembleia da República):
Esperamos que o ano de 2017 seja próspero para todos os moçambicanos, que a paz efectivamente seja devolvida aos moçambicanos, com vista a propiciar o desenvolvimento do nosso país. A nossa pobre e empobrecida economia precisa de um ambiente de paz para se salvar, do contrário, vamos ao martírio.
Esperamos que seja um ano em que as nossas instituições funcionem de forma democrática e transparente, e comprometidas com as causas do povo. Queremos uma imprensa (jornais, televisões, rádios) ISENTA DE BAJULADORES ou de beija-mãos que MALDIZEM as forças políticas da oposição do país.
Afinal, a realidade já nos provou que uma imprensa que não seja transparente e democrática no momento de informar contribui, sobremaneira, para o desencadeamento e ampliação do ódio entre as forcas políticas do país que, em muitos casos, termina em situações de conflito armado, local ou nacionalmente.
Em situações debate político é preciso que haja igualdade de circunstâncias. Jamais convidar forças políticas da posição sem, no entanto, convidar as da oposição, e vice-versa. A ideia do direito à réplica deve prevalecer sempre. A imprensa não deve constituir em um meio de aproveitamento político de uns sobre outros.
Aspiramos uma Assembleia da República fiel aos interesses do povo moçambicano e não uma casa de ampliação de conflitos. Aspiramos uma casa em que as intervenções dos nossos deputados se desligam da especulação e da teatralização dos problemas do povo, ou ainda, da esfera privada de certas figuras.
Aliás, não podíamos aqui nos furtar de endereçar as nossas honras e vénias às forcas políticas da oposição moçambicanas com assento parlamentar, o MDM e a Renamo, pela disciplina mostrada em Dezembro de 2016 aquando do Informe Anual Sobre o Estado Geral da Nação pelo chefe do Estado. Foi inspirador!
3. Considerações finais:
Não queremos uma paz movediça. Queremos viver num ambiente paz, sobretudo, de uma paz que nos seja perene, que não seja objecto de alienação, de penhora ou de prescrição. Queremos circular de norte à sul, e vice-versa, apreciando as maravilhas do nosso país sem medo, regenerando a nossa economia.
Que as negociações continuem e nos levem a bom-porto. Muito obrigado ao Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, e ao líder da Renamo, Afonso Dhlakama, por estarem a entrar na história do país por nobres actos como este. Decerto, as presentes e futuras gerações muito se orgulharão de vossas figuras!
Paz efectiva para Moçambique, já!
À todos, continuação de festas felizes!
Bem-haja Moçambique, nossa pátria de heróis!
Comentários
Aldemar Do Rosario
Aldemar Do Rosario Viva a Paz...Viva a Paz...
Vamos ver até onde isso vai dar, uma vez nós só vemos as coisas a acontecerem de longe, somos cobaias das politicas publicas, se a participação do povo não fosse tomada como quimérica e as suas solicitações constituissem realidade já teri
amos uma paz efectiva, mas parece que na politica contemporânea, não é isso que importa.
Eis uma abordagem que gostaria de ver no presente artigo, " o papel do povo" ilustres autores tem algo a dizer sobre?
..Ver mais
Gosto · Responder · 1 · 15 h
Raul Pontes
Raul Pontes Bom post bro
Gosto · Responder · 1 · 15 h
Ivan Maússe
Ivan Maússe Muito grato, prezado Raul Pontes. 

Vamos aqui, com toda a humildade, fazer a nossa parte. Um fraterno abraço.
Gosto · Responder · 1 · 14 h
Raul Pontes
Raul Pontes Um abraço meu caro amigo
Raul Pontes
Gosto · Responder · 1 · 15 h
Raul Pontes
Raul Pontes Prolongar a trégua? Queremos paz efectiva
Gosto · Responder · 1 · 15 h
Ivan Maússe
Ivan Maússe Definitivamente.
Gosto · Responder · 14 h
Neves Nhavene
Neves Nhavene Vamos manter a calma e firmeza.
Anselmo Fernando Moiane
Anselmo Fernando Moiane Estao de paranbens os Mocambicano
Gosto · Responder · 1 · 14 h
Ivan Maússe
Ivan Maússe Facto, prezado. 
Bem-haja Moçambique.
Ivan Maússe
Ivan Maússe Viva, meu caro Aldemar Do Rosario. Realmente o papel do povo é também relevante, todavia, sobre as matérias ligadas à paz, pouco se pode esperar do povo. 

Isso depende mais da vontade política dos nossos líderes políticos. E isso é quase válido para t
odos os países, incluindo os ditos desenvolvidos em termos de desenvolvimento humano.

No caso moçambicano, assistimos a várias marchas e manifestações de repudio a guerra e a favor da paz, mas porque não havia vontade política, pouco se fez para a paz.
Gosto · Responder · 2 · 14 h
Aldemar Do Rosario
Aldemar Do Rosario Entendido
Gosto · Responder · 14 h
Ivan Maússe
Ivan Maússe Nisto, o povo pode até persuadir através de marchas, manifestações, textos e mais. Todavia, tudo vai depender da vontade política dos líderes políticos para restabelecer a paz.
Aldemar Do Rosario
Aldemar Do Rosario As elites são conservadoras e inseguras, a Classe Média e competitiva e meritocrata.
O povo não é nada.


Concorda?
Gosto · Responder · 1 · 14 h
Aldemar Do Rosario
Aldemar Do Rosario Frase de Clovis de Barros Filho - Filósofo.
Gosto · Responder · 1 · 14 h
Daude Amade
Daude Amade Eloquentes abordagens, muito lúcidas e focadas.
Parabéns aos autores!
Avante.
Gosto · Responder · 1 · 2 h
Ana Paula Paula Habibo
Ana Paula Paula Habibo Dois Meses é Pouco devia ser mais!
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Ana Paula Paula Habibo
Ana Paula Paula Habibo A Paz devia Ser Eterna RENAMO e UNITA!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

1 comentário:

Anónimo disse...

Lamento muito ler alguns mentarios de alguns que se dizem dtores, eruditos ,sem um bom senso. As vezes pessoas que se dizem estudiosas,é que fomenta a guerra do que analfabeto.acredito que se Dhlakama negasse falar com o Yussi, os mesmos estariam o difamando que é belicista.afinal de conta qual é o vosso desejo? Com uma visão miope dos assuntos do país, comentam coisas que nada valem! Coitado meus senhores!acho que se reuníssemos todos vôs numa sala seria o Babel de verdade.

Windows Live Messenger + Facebook