sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Filipinas: Duterte poderá ser impugnado por admitir que matou criminosos


dezembro 15, 2016

Rodrigo Duterte (de branco)
Rodrigo Duterte (de branco)
O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, corre o risco de impugnação por ter admitido que matou criminosos "pessoalmente" quando era presidente da cidade de Davao, disseram dois senadores filipinos, escreve a Reuters.
O polémico líder gabou-se, esta semana num encontro com líderes empresariais, que quando dirigia Davao, costumava patrulhar as ruas numa moto grande e matava os criminosos.
Mais de duas mil pessoas foram mortas pela polícia em operações contra as drogas desde que Duterte se tornou presidente das Filipinas, em julho. Reporta-se que quase todas foram baleadas ao resistir à prisão.
A senadora Leila de Lima, crítica ferrenha de Duterte, disse que a confissão do presidente pode justificar a impugnação.
O senador Richard Gordon, que preside o Comité de Justiça do Senado, também disse que Duterte se expôs a possíveis procedimentos de impugnação após os comentários controversos.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook