terça-feira, 14 de março de 2017

Já vimos muito recentemente o nome de Manuel de Araújo num jornal em que ele era dito como governador da Zambézia

Não vi artigo do Lazaro Bamo o qual Manuel Araujo deu uma réplica dissipando o equívoco. Contudo, artigos como esse com diferentes objectivos abundam muito. Para os adversário políticos, isso de que o Manuel de Araújo venceu nas duas eleições sem apoio de MDM, pode ter um objectivo único, o de criar crispação entre ele e o seu partido, uma crispação que pode levar o Araújo a abandonar o partido para “caminhar” sozinho. Os adversários sabem com certeza que o MDM é mais forte com Araújo e vice-versa. Eles sabem que o eleitorado puramente do MDM mais o eleitorado também puramente do de Araújo, torna um concorrente muitíssimo sério.
Já vimos muito recentemente o nome de Manuel de Araújo num jornal em que ele era dito como governador da Zambézia indicado pela Renamo sem qualquer concertação com o MDM. Mais, temos visto que as contribuições que Manuel de Araújo dá para o crescimento do MDM são propositamente mal-interpretadas, fazendo entender que ele é um outro centro de poder. Isso se faz propositamente porque se sabe que pode stressar a Daviz Simango, o presidente do MDM, criando assim uma crispação entre os dois.
O mesmo se tem lançado algo como, Manuel de Araújo não é verdadeiramente do MDM ou que ele filia-se no MDM muito depois de ter sido eleito a edil de Quelimane em 2011. Até pode ser que Araújo tenha adquirido o cartão de membro nesse período em referência, mas se de uma forma directa ou indirecta ele se engajou na fundação do MDM, só duvida quem não lhe conheceu na altura da fundação do MDM. Como o de Araújo se diz sobre Venâncio Mondlane e outros. Eu encontro um único objectivo: Fazer deles “outsiders” no MDM e muitas vezes isto encontra eco por parte de alguns membros do partido que gostariam que fossem vistos e reconhecidos como os únicos fundadores. Mas se eles não fossem alguns dos que esboçaram o MDM, como foi possível que discutíamos em 2009 na blogsfera se Araújo ou Venância devia ser Secretário-Geral do partido? Dos meus amigos na blogsfera, quem não se lembra o artigo do Viriato Caetano Dias com o título: publicado de dia 5 de Novembro de 2009, no Reflectindo sobre Moçambique?
Bancada Parlamentar Mdm com Raimundo Pitagoras Lauma e 45 outras pessoas.
Manuel Araujo Dá UM "CHAMBOQUE" POLITICO- INTELECTUAL AO G40
O Presidente do Municipio de Quelimane PhD Manuel Araujo decidiu responder aos que andam a propalar a ideia de que ele (Manuel Araujo) venceu as eleições autarquicas sem precisar do MDM. O Professor mostra que nunca caminhou sozinho. ( eis o texto, Ler e partilhar com os seus amigos).
"Lazaro Bamo, meu irmao! Nao te enganes! Eu venci as eleicoes em Quelimane com mais de 75%, em representacao do MDM! E nao so, Quelimane entrou na historia por ter sido a primeira victoria eleitoral d MDM! Na Assembleia Municipal vencemos com 75% , formando a bancada do MDM, com 26 membros contra os 13 da Frelimo! Ou seja, querendo, podemos deliberar validamente com a ausencia total da bancada minoritaria, a da Frelimo! Ganhamos no Município de Gurue, pelo que somos a unica provincia onde a Oposicao representada pelo MDM tem dois municipios. Ou seja somos a unica provincia onde a Frelimo perdeu de juri dois municipios mas de facto perdeu cinco! se tiveres duvidas pergunte a mama Veronica Macamo, ao Pacheco, ao mano Pantie ou o jovem Presidente da Comissao dos Assuntos Constitucionais! Nao fossem as malandrices habituais e nossa fraqueza interna de controle, ao contreario do que aconteceu no Gurue onde apanhamos em flagrante a senhora Mocambique a roubar votos, estariamos a governar em Mocuba, Alto Molocue e Milange onde a diferenca entre a Frelimo e o MDM ma Assembleia Municipal e de um membro! Se te lembrares mano Lazaro Bamo, na primeira volta, ou seja antes de termos apanhado a senhora Mocambique roubar votos no Gurue, a diferenca entre a Frelimo e o MDM no Gurue era de um membro a favor da Frelimo (Veja Acordao do Conselho Constitucional sobre eleicoes no Gurue). Se seguirmos a mesma logica, ou seja se tivessemos repetido as eleicoes em Mocuba, Alto Molocue e Milange, ja deve estar a imaginar onde o MDM estaria: a governar cinco municipios na Zambezia! Claro que esse cenario nao interessava a muitos, de fora e alguns de dentro! O resto falaremos em off em Kobwe ao som da Makwaela e do Chigubo e de uns bons nacos carne de porco! Pena que nao como cacana! Um abraco municipal mano," MA

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.