segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Três crianças morrem supostamente envenenadas pelo pai em Gaza

Pai dos menores terá agido desta forma por vingança

Trata-se de Odete Daniel Ubisse (6  anos de idade); Latima Alberto Cuna, (6 anos de idade); Orlando Daniel Ubisse (9 anos de idade) que morreram, na quarta-feira, após consumirem pipocas, rebuçados e refrigerantes alegadamente envenenados e enviados pelo seu próprio pai, Mufanequisso Zucula, a partir da África do Sul, onde se encontra a trabalhar.
Ao todo eram quatro, os menores envenenados, tendo três perdido a vida horas depois de consumirem os produtos, enquanto a outra vítima de nome Ester Daniel Ubisse (3 anos de idade) está sob cuidados intensivos no hospital rural de Chókwè.
 As autoridades policiais, que estão a investigar o caso em Gaza, acreditam que o pai dos menores terá agido desta forma como vingança, depois de ter sido forçado a tomar conta dos menores, uma vez separado da sua esposa, mãe das vítimas.
Durante entrevista ao jornal O País, o porta-voz da PRM em Gaza, Edgar Juvane, disse, ontem, que os exames realizados pelas autoridades sanitárias confirmam o envenenamento das pipocas, rebuçados e refrigerantes. Aliás, a denúncia de envenenamento foi dada por um dos familiares dos menores que acompanhou de perto os últimos momentos dos menores após consumirem os produtos.
Juvane disse que, neste momento, decorrem diligências com vista a detenção do presumível autor do crime. Aliás, a nossa fonte explicou que uma equipa de agentes da PRM já se encontra na vizinha África do Sul para o esclarecimento do caso. “Os médicos consideram que o caso do menor que sobreviveu é delicado, pelo que ponderam transferir a vítima para o Hospital Provincial de Gaza com vista a ter outros tratamentos mais especializados”, explicou o porta-voz.

Sem comentários:

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.