quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Já se conhece o último nome da administração Trump

PRESIDENTE TRUMP


Faltava conhecer o secretário para a Agricultura mas o nome já está fechado: Sonny Perdue, governador republicano da Georgia, vai integrar a administração Trump. São 16 nomes no total, 14 são homens.
Scott Olson/Getty Images
A menos de 24 horas da tomada de posse, está fechado o gabinete de Donald Trump na Casa Branca. O Presidente-eleito dos EUA escolheu o ex-governador da Georgia Sonny Perdue como secretário para a Agricultura. Ao todo são 16 personalidades, das quais 14 homens (apenas um afro-americano) e duas mulheres (uma delas de origem asiática). É a primeira vez em 30 anos que o gabinete presidencial dos EUA não tem ninguém de ascendência hispânica.
De acordo com a agência de notícias Bloomberg, o ex-governador, de 70 anos, é primo do atual senador republicano David Perdue, que se acredita que vai passar a ser o grande aliado de Trump no Senado depois da saída de Jeff Sessions, que passará a integrar o gabinete como procurador-geral. E esse grau de parentesco não foi indiferente na hora da escolha. “Sonny vai trabalhar muito para garantir políticas agrícolas inteligentes, que vão ajudar os nossos agricultores e as comunidades ruais de todo o país”, disse o primo David Perdue, citado pela Bloomberg.
A vitória eleitoral de Donald Trump foi muito motivada pela expressiva votação nos estados mais rurais, pelo que é certo que a equipa de Trump vai dedicar-se mais em detalhe às políticas de agricultura. Mas também é certo que a política de exportações dos EUA pode ficar comprometida se Trump insistir na promessa de desfazer e refazer as relações comerciais com países como a China. As implicações dessas decisões são muitas, podendo mesmo mexer com os preços dos bens e mercadorias.
Formado na Universidade da Georgia, Perdue foi senador até, em 2003, se tornar o primeiro governador republicano da Georgia em 130 anos. “É um político talentoso”, disse o ex-secretário para a Agricultura da administração de Bill Clinton, Dan Glickman, citado pela Bloomberg, que conhece o futuro secretário pelo seu trabalho no Bipartisan Policy Center.
Uma organização ambiental intitulada Amigos da Terra, contudo, depressa sublinhou que se trata de um “cético” das alterações climáticas, que apoia a expansão massiva das quintas que exploram frango na Georgia, onde é governador.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook