segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Inicia hoje julgamento do caso de agressão de Josina Machel


Josina Machel pede uma indeminização de 300 milhões de meticais

Inicia hoje, segunda-feira (quando forem 09H00), o julgamento do caso de violência doméstica em que a vítima é Josina Machel, filha da Graça Machel. O julgamento inicia um mês depois de ter sido adiado, a pedido da defesa de Rofino Licuco, único réu no processo.
No dia do adiamento, 16 de Dezembro, o advogado Abdul Carimo, assistente da vítima, manifestou-se contra a medida, afirmando que o acusado saiu do país mesmo sabendo da data do julgamento. “Dia 08 (de Dezembro) tomou conhecimento do indeferimento do pedido de adiamento e viaja no dia 13”, disse na altura Abdul Carimo, em declarações a este jornal.
Depois de ter optado em trabalhar longe da imprensa, a defesa decidiu quebrar o silêncio para desbobinar a sua versão dos factos. Desde logo, a questão das datas. Às afirmações do assistente da vítima, a defesa contrapõe dizendo que só foi notificada do julgamento faltando dois dias e que o réu já tinha viajado. “Não constitui verdade que a defesa foi notificada no dia 08 (Dezembro) e que mesmo assim o meu constituinte decidiu viajar.
No mesmo dia 14 em que fomos notificados, submetemos um pedido de adiamento. A juíza indeferiu o pedido no dia 15 e nós quando tomamos conhecimento já é tarde para contestar. Por isso, no dia (16) marcado para o julgamento, fomos ao tribunal apresentar provas de que o meu constituinte havia viajado para África do Sul e a juiz acabou adiando o julgamento”, explicou Anita Sumburane, advogada de Rofino Licuco.
A fonte negou ainda que esteja a se socorreu de artimanhas legais para arrastar o processo desencadeado em 2015 e disse que o seu constituinte já abriu um processo-crime contra Josina e Graça Machel por supostas declarações de calúnia e difamação proferidas na imprensa sul-africana. Segundo apurou o jornal, o processo foi aberto na segunda esquadra da capital e nas próximas semanas as visadas poderão ser notificadas para audições.
No processo de violência doméstica que vai a julgamento a partir de hoje, Josina Machel acusa o seu ex-namorado de o ter agredido no dia 17 de Outubro de 2015. Na sequência, a filha da Graça Machel diz que perdeu a visão no olho atingido, por isso pede uma indeminização de cerca 300 milhões de meticais.
Josina Machel e Rofino Licuco foram namorados entre 2012 e 2015, ano em que se deram os factos que vão agora a julgamento.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook