quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Dhlakama não aprende dos seus erros...

PIMO - Bloco de Orientação Construtiva
3 h · 
RENAMO ANUNCIA TRÉGUAS EM POSIÇÃO DE FORÇA
Em todo o mundo o bandido nunca propõem tréguas ao poder institucional, mas sim é o poder que movido pelos sentimentos humanos, anuncia tréguas para evitar esmagar os bandidos.
E no nosso caso, esperamos que os verdadeiros bandidos governamentais, encarem esta clemência militar de Afonso Dlhakama com muito carinho e aproveitem-se arrepender para nunca mais tentar provocar Dlhakama em matéria de Guerra!
Vamos privilegiar à luta política, contra Dlhakama, pois até aí é fácil lhe ganhar do que aventurarar-se em batalhas militares!
Mais uma vez Afonso Dlhakama dispensou publicamente as possibilidades de tomar à Ponta Vermelha a Força tal e qual foi em 1992 na altura do AGP!
Eu pessoalmente já tinha advertido a Frelimo e o seu Governo para evitar optar pela solução militar porque Afonso não estava tão debilitado, como o Major General Joaquim Chissano teria previsto, simular uma Paz de 20 anos para depois desarmar Dlhakama de uma forma humilhante!
Eu sou militar e entendo bem à estratégia de Guerra!
Logo quando me apercebi que Dlhakama, continuava a gozar confiança e uma fidelidade militar com homens dele que há mais de 20 anos sem comunicação fisica com eles e nem abastecimento logístico e financeiro, apercebi automaticamente que Afonso era um feroz que o Estado moçambicano devia evitar provocar, sob à pena de voltar a assinar mais um acordo de Paz com Dlhakama em posição debilitada e de fraqueza!
Politicamente o que está a acontecer em Moçambique é muito feio, pois um Estado Soberano com cerébros estrategas militares, não teriam capacidades de prevenir uma solução de derrota antes de provocar este conflito?
Sibindy já tinha advertido ao Presidente Nyusi para se distanciar publicamente da ala da Frelimo que apostavam na Guerra para liquidar Dlhakama e tentar savimbinizar moçambique, porque esses eram maus generais que nunca estudaram o fenómeno Dlhakama e até hoje esses Generais agem como propagandista politicos, emitindo relatórios pejorativos contra Dlhakama e ninguém já fez pelo menos um Estudo para estudar as inéditas habilidades militares de Dlhakama!
A ala militar que apostava na guerra contra Dlhakama, estavam mais interessados na extracção duma certidão de óbito de Afonso Dlhakama, como documento credível para justificar o dinheiro roubado à partir das dívidas secretas!
Como é que um grupo dinamizador pode ganhar uma Guerra contra um General de 4 Estrelas!
Não basta o Nyusi, retratar à sua imagem com o seu irmão Afonso Dlhakama!
É urgente o Presidente Nyusi purficar-se dos maus e péssimos conselheiros politicos militares que lhe rodeiam, principais responsáveis da humilhação politico militar que hoje o Nyusi está sendo sujeito à partir das tréguas que estão a ser pré-anunciados pelo próprio Nyusi , desempenhando o papel baixissímo de porta voz de Dlhakama, pois o povo é prevenido pela voz do Chefe do Estado, garantindo que Sua Excelência Afonso Dlhakama amanhã através da imprensa vai proferir uma grande Declaração Política para a vida da Nação!
Nyusi deve acerlar o acordo militar com Afonso Dlhakama e a seguir dissolver este executivo das dívidas secretas e formar um Governo composto por pessoas da sua inteira confiança comprometidas com à visão do Presidente que promove uma Governação Inclusiva, valorizando às boas ideias sem cores Partidárias!
Caso o Presidente Nyusi assim proceder, vai resgatar imediatamente à paz e confiança de todos moçambicanos, colocando pela primeira vez Moçambique numa zona de grandes influências de investimentos Financeiros e Económicos do mundo!
MOSTRE MARTELO PRESIDENTE!
PERDOEM-ME PELA INCOMPREENSÃO
Ontem uma vez mais fui incompreendido, claro por alguns, quando publiquei o meu artigo intitulado " de que serviu a luta do lider?".
Ainda que nao resultasse expressamente da minha publicação, a minha pergunta baseava-se naquilo que a história e ciência política nos ensinam sobre a aquisição e o exercício do poder político, pela força.
Che Guevara e Fidel Castro, combateram 2 anos, e no terceiro já estavam no comando dos destinos de Cuba, Kabila combateu 9 meses, e no décimo forçou derrocada do regime ditatorial do Mobuto. Os nossos pais combateram 10 anos contra o colonialismo e no 11 ano estavam a dirigir os destinos do povo moçambicano.
Agora, lutar só por lutar, sem foco, como mero exercício de entretenimento ? Por mim, a luta deve ter por objectivo a conquista e o exercício do poder político e não como um mero exercício de entretenimento.
Sem foco, essa luta é um mero exercício de entretenimento, com sabor pré -eleitoralista, pois, começar uma empreitada e deixá-la ao meio, é incompetência do empreiteiro, porque valia a pena não começar. E a vida dos que tombaram nessa empreitada?
Pelo sim, pelo não, bem haja a nossa paz de barro.
Gosto
Comentar
Comentários
Munguambe Nietzsche
Munguambe Nietzsche Ideias aceite. Talvez acrescentar que é política tudo vale. Essa trégua quando a mim como formado em matéria relacionada com a política cheira outras coisas. Para não deixar a desejarem os moçambicanos fico com a trégua, mas vai aí um apelo cuidado com a trégua. 

Para terminar, a trégua pode dár uma guerra generalidade. Apenas disse pode e não confirmei.
Gosto · Responder · 1 h · Editado
Angela Maria Serras Pires
Angela Maria Serras Pires
Traduzido do Inglês
Domingos Gundana: alimento para o pensamentoVer Original
Gosto · Responder · 2 · 1 h
Angela Maria Serras Pires
Angela Maria Serras Pires Eduardo Namburete por favor avisar o Lider que queremos o poder das 6 provincias
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Angela Maria Serras Pires
Angela Maria Serras Pires Ivone Soares queremos a solucao final
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Cadu Moreira
Cadu Moreira Sim senhor, uma excelente reflexão ó ilustre Elvino, e também, cá no meu bairro, em off, cheguei a comentar esse aspecto.
Gosto · Responder · 1 h
José de Matos
José de Matos Viva a Paz, mas Paz sem alicerces solidos é sempre Paz fragil!
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Elvino Dias
Elvino Dias Viva a paz José de Matos, mas uma paz que tenha como ponto de partida e chegada os problemas que nos levaram ao divisionismo
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Elvino Dias , 100% de acordo com a tua reflexao! Afinal quais sao os objectivos da Renamo?!
Matin Sabin

Escreve uma resposta...

Elvino Dias
Elvino Dias Ele não ganhou nada na mesa negocial. Foi ludibriado. A Frelimo é um partido altamente experimente e maduro
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Inocencio Amade
Inocencio Amade Excelente reflexao. A ser assim o povo vai ter que pedir contas ao Lider dos seus irmaos, primos, pais que morreram sem justa causa. Afinal a Frelimo tem o Lider como apaga fogo dos seus desmandos. Sao todos iguais.
Gosto · Responder · 1 h
Elvino Dias
Elvino Dias O líder não forçou nenhuma mudança ao regime como era de se esperar. Capitulação? Benevolência? Paz?
John Wetela
John Wetela Podes ter razão, mas olha bem a luta desse senhor, ele luta com coração na mão, porque ele diz, não meus irmãos estão a sofrer, e ele não pressegue os lideres do governo, mas outros paises a oposiçao mata tudo e todos sem piedades.
Dhlakama ja não, e 
ele ouve quando o povo chora reduz a velocidade combativa, ele aceita ser vitima e quando são mortos quadros grandes dele, não se precipita tanto, tenta estar calmo.
Mas sabemos como fizeram outros rebeldes que ganharam e os ainda não ganharam.
Exemplo é de Laurent kabilá conheço bem desses 9 meses dele. Estava a varrer mas Dhlakama não varre é selectivo, isto é, só soldados e traidores.
Ai tem que demorrar lógico.
Há mais justificação neste assunto.
Gosto · Responder · 2 · 57 min
Macome Antonio
Macome Antonio O lider capitulou se. Esta sem forcas de prosseguir. Viva a PAZ.

Edwin Moz


O Presidente da República, Filipe Nyusi, e o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, estão a brincar com o povo, que almeja uma paz séria, duradoura, abrangente a fim de lhe permitir produzir, desenvolver as suas actividades, movimentar-se por todo o Moçambique sem pensar que a guerra lhe pode tirar a vida.
Para que a paz seja real, sem assassinatos políticos encomendados e perpetrados por esquadrões da morte a soldo do regime e a descaracterização do outro pelo G40, é preciso que haja seriedade na forma como a questão tem sido abordada. A paz não pode depender somente de dois indivíduos, por muito poderosos que sejam. A paz é um assunto que diz respeito a todas forças vivas da sociedade – partidos políticos com assento parlamentar, igrejas e organizações cívicas.
A paz que o povo precisa mesmo não pode estar refém a um telefonema de Nyusi para Dhlakama ou vice-versa. A vida do povo não pode depender da boa vontade de duas pessoas apenas. O povo não é rebanho de Nyusi nem de Dhlakama.
O povo sabe o caminho que leva a uma paz verdadeira e não uma paz tremida e dada aos pingos do tamanho dos seus autores.
Na verdade, a paz que o povo aspira tem que passar, necessariamente, pela revisão profunda da Constituição da República e não a estabelecida por um simples telefonema de quem quer que seja. Está mais que provado que quem, de facto, está contra a paz. Todo o povo sabe quem provoco guerras para ganhar dinheiro. Muitos já não duvidam, porque sabem quem chega a um entendimento de manhã e, ao fim do dia, chama os órgãos de comunicação para dizer tudo aquilo não passou de uma encenação, de uma ilusão porque Moçambique e o seu povo lhes pertence porque lutaram para expulsar o colono.
A História ensina-nos que sempre que há interferências nas conversações, acabam chegando a uma simples paz do calar das armas, aquela paz que permite roubos e saques.
Enquanto as delegações do Governo e da Renamo discutiam, em Roma, Dhlakama estava sendo aldrabado, em Gaberone, capital de Botswana, por Joaquim Chissano e Robert Mugabe, por isso, houve falhanço nos a rodos de Roma. Os resultados desses acordos deram a entender que questões bastante sérias foram deixadas para trás, obrigando, assim, o país a sentar-se por cima de um barril de pólvora que, 20 anos depois, estoirou. Os guerrilheiros da Renamo foram excluídos da polícia e da secreta que, depois, passaram a perseguir e prender os combatentes da Renamo. Isso ainda continua fresco nas memórias de muita gente. A derrota da Renamo foi desenhada em Roma e não determinada pelo voto.
Armando Guebuza, quando se apercebeu que o seu pupilo poderia perder as eleições, mandou os seus emissários para recensearem Dhlakama estivesse onde estivesse, para que esse viesse fazer a interposição, através de um acordo fútil de cessação das hostilidades, depois de ter sido forçado a viver escondido nas matas.
Dhlakama parece não ter aprendido a lição. Agora chegou a vez de Nyusi de jogar a sua cartada de mestre. Foi à Luanda para aprender como eliminar Dhlakama. Começou por mandar montar, contra ele, duas perigosas emboscadas, na província de Manica, e um cerco à sua casa, na cidade da Beira. Neste momento, Dhlakama brinca aos telefonemas com Nyusi.
Todos sabem que a Comissão Política da Frelimo e a sua Bancada Parlamentar vão chumbar as pretensões da Renamo. Disso não há dúvidas. Nyusi é, suficientemente, inteligente ao ponto de não se deixar sujar. Não aparece no palco das bri cadeiras. Como ele sabe que nada do que Dhlakama anda a dizer vai acontecer, empurra o líder da Renamo para frente, a dar a cara, declarando coisas que a Frelimo vai dizer "ah, nós sabemos de nada" e vai enviar a Comissão Política pelas províncias para dizer que "Moçambique é uno e indivisivel", deixando Dhlakama numa verdadeira ilha da vergonha. Sempre foi assim é agora não será excepção à regra.
A esse passo - um para frente e dois para trás - a Renamo não vai governar nenhuma província nem mesmo um povoado devido às imensas incoerências do líder da Renamo. Não se pode compreender que um partido tão grande como a Renamo fique a assistir os seus quadros a serem degolados como ovelhas e nada faz para impedir que isso continue a acontecer! A voz do dinheiro fala mais alto que a voz da razão. Dhlakama cai muitas vezes na mesma armadilha sem nunca tirar as devidas lições...
Nunca mais teremos paz se a conversa continuar no actual ritmo. Vamos de engano em engano, de aldrabice em aldrabice. A Frelimo não está interessada na paz e Dhlakama deveria entender isso. As chacinas encetadas pelos esquadrões da morte vão também ter interrupção? Os corruptos que endividaram o país serão levados à justiça? Que prazo se referem quando falam da reconciliação? A discriminação no acesso à riqueza será levantada?
Porquê Dhlakama não aprende dos seus próprios erros?!...

Comentários


Eduardo Domingos Dhlakama acabara sendo vitima de seus actos incoerentes. Dhlakama está sempre disposto a machucar a consciencia dos seguidores e povo. É um grande brincalhao que parou no tempo. Vive chantageado e gosta. Em gaberone foi enganado com chissano qdo lhe que tinham antepassado com e que estavam entre irmaos. Unico opositor que da O2 a frelimo é Afonso Dhlakhama, por a 20 anos que nao organiza o partido de proposito. Ishhhiiiii esse Dhl vai me deixar louco. Sao tantas pessoas mortas para nada. Nem 6 provincias e mto menos uma localidade conseguiu......
Gosto · Responder · 2 · 19 h


Elias Valente Langa Mi parece que Dlhakama é que virou presidente da república de Moçambique.
Gosto · Responder · 19 h


Elias Valente Langa Ele é que determina as coisas, ele é que nos dá os dias,presidente da república aonde anda? Será que nós temos mesmo o presidente da república? Não sei mesmo.
Gosto · Responder · 19 h


Elias Valente Langa O povo só pois um presidente da república, mais nos temos dois. (Dlhakama e Nyusi )
Gosto · Responder · 19 h


Candido Angelo niku gha
Gosto · Responder · 18 h


Art Macamo Dhlakama assumiu is acordos De Roma sem ler.

Hoje lhe pandaram declarar paz para ser cumplice das suas proprias palavras.
Gosto · Responder · 18 h


Henderson Kadzombe Ja se viu ki o Dhlakhama nao tem programa so ker atrapalhar o povo moçambicano
Gosto · Responder · 16 h


Edwin Moz Pessoalmente admiro bastante o líder da Renamo mas não gosto a sua forma de fazer política. Não é persistente nas suas palavras. Deixou-se enganar nos acordos de Roma. Voltou a cair no acordo.da cessação das hostilidades. O cerco de que foi vítima na Beira, foi resultado de uma grave ingenuidade. Agora anda às voltas com Nyusi as dar a cara enquanto se mantém na sombra...Alguém pode explicar porquê não é Nyusi que aparece a anunciar as tréguas? Muito estranho...Nyusi não quer assumir nada porque sempre negou a existência desta guerra enquanto o líder da Renamo diz que apenas se defende dos ataques das forças governamentais. Em quê ficamos? Quem assume o quê? Nyusi a fazer-se Santo enquanto ele e os seus amigos criaram empresas de guerra e para fomentar a guerra que deixaram o país com uma dívida insustentável e criminosa. Esperteza não é?!...
Gosto · Responder · 2 · 9 h · Editado


Zulficar Mahomed "As FDS continuarão a palmilhar o território uno e indivisível à luz da Constituição"- frase sobejamente usada para a perseguição.
Gosto · Responder · 1 h


Unay Cambuma Scarlet Pimpernel Caro Unay Cambuma lamento dizer que desta vez o senhor está extremamente equivocado ao subestimar ou questionar as capacidades do GRANDE LÌDER (Dhlakama), não podes julgar assim porque ninguém teve acesso ao conteúdo desses telefonemas. Ora vejamos: O Nyusi não é quem controla o País tampouco o seu partido. A mim me parece uma estratégia de Nyusy se despistar dos crocodilos conservadores que comandam o sistema. O Nyusi ao denominar a actual situação como “trégua temporária” estará a evitar que a sua comissão política faça um períplo pelo País repudiando as suas deliberações. Desta feita os crocodilos da Frelimo ficarão relaxados a pensar que estão a enganar a Renamo quando na verdade os dois líderes se entenderam secretamente. O Nyusi também não ganha nada com a guerra e está cansado de ficar acorrentado à vontade dos “crocodilos”, pois as consequências negativas da guerra recaem nele e não nos crocodilos, a sua imagem é que fica manchada dentro e fora do país. Mesmo assim para sabotar a trégua e perpetuar a guerra que ajuda a desviar as atenções e camuflar os negócios sujos, os “crocodilos/predadores” avançam com os esquadrões da morte e usam, à revelia, as FDS para extorquir e saquear bens das populações indefesas para provocar a Renamo para que esta perca a paciência e responda o que ia interna e externamente colocar em causa a seriedade do Líder da Renamo e este perder todo o apoio de que beneficia ficando assim ditada a sua decadência. O Dhlakama em pleno exercício da sua inteligência excepcional e “sobrenatural” apercebeu-se de tudo isso e mantém-se firme rumo ao acordo final que já é inevitável. Ninguém tem a capacidade física, estratégica ou intelectual de “passar a perna” ao Dhlakama. Ademais já temos informações que durante esse período da “trégua” está sendo preparado o pacote legislativo que poderá acomodar a descentralização do poder que culminará com a nomeação dos governadores pela Renamo nas províncias onde esta é a legítima vencedora coisa que os “crocodilos/ predadores” da Frelimo vão tentar evitar a todo custo para salvaguardar os seus negócios sujos pelas províncias visadas. Conclusão: Por reconhecer que está ilegitimamente no poder, o Nyusi teria deixado a Renamo governar onde ganhou quando este solicitou que a Renamo submetesse a sua proposta na AR mas o ficou evidente que o maior inimigo do Nyusi não é a Renamo mas sim parte da própria Frelimo que nem se quer o deixa tomar qualquer decisão sem consulta. Agora acalmem-se o Dhlakama de “matreco” não tem nada, e vos digo que essa “trégua” não é temporária mas sim definitiva porque no meio disso serão acomodadas as exigências da Renamo Gosto · Responder · Eliminar · Denunciar
Gosto · Responder · 10 min


Unay Cambuma Inbox: " Meu irmão,abre vista com obras do Edmund jornalista de Deviz Simango. Muitas parte dessa última publicação é do filho de Urias Simango. O MDM está no fim não pode criar histórias até sujar pessoas. Podemos sim acreditar somos brutos mais do mal ou bem conseguimos se virar não é do Edmund vir nos dar aula. Não permites de qualquer maneira qualquer sujeito usar o seu sair e deixar encomendas só que nos baralha.. Quem falou o que esta no texto e o Deviz na Stv"


Valentim Alfredo Titosse Vc tanbem esta a ecitar a violencia a extrategia e da renamo...vem ai os mediadores para reetoarem as suas actividades ponto final
Gosto · Responder · 1 h


Ákila Eunice Papasseco Domingos Esperemos cautelosamente irmão
Gosto · Responder · 1 h


Ismael C. Gocaldas Tudo que a Renamo planeou irá água a baixo,a frelimo não é burro, muito menos louco de entregar as províncias em que a Renamo ganhou,são sonhos ilusórios,bem conhecemos as tácticas do regime.
Gosto · Responder · 1 · 1 h


Valentim Alfredo Titosse Vc pensa assim,,para o teu conhecimento ainda este ano haverao eleicoes as mesms devem funcionar com a nova lei a ser discutida e aprovada,,e o nitafa sabe muito bem disso soque acabou o tempo do intertenimento por isso esta assim
Gosto · Responder · 2 · 1 h


Elias Valente Langa Pela primeira vez falaste certo.
Gosto · Responder · 1 h


Elias Valente Langa É um caso para dizer:prefiro me machucar ouvindo verdades do que me iludir com mentiras.
Gosto · Responder · 1 h


Elias Valente Langa Pois o povo é prevenido pela voz do chefe do estado. mas hoje próprio Nyusi desenpenha o papel BAIXÍSSIMO de porta voz de Dlhakama
Gosto · Responder · 1 h


Elias Valente Langa Bricadeira com o povo.
Gosto · Responder · 1 h


Elvino Dias Concordo Edwin Hounnou. Ontem fui duramente criticado mas partilho da sua visão.
Gosto · Responder · 1 h


Leo Neguinho Então o senhor Nitafa Nomo aconselha a Renamo a continuar com os ataques??
Sabes por mim a Frelimo e a Renamo qui se explodam, mas não façam nos sofrer, nos só queremos viver em paz e nada mais, esse vosso poder não nos interessa muito menos o poder.
Por qué qui não fazem um palco de boxe pra Dlhakama vs Nyusi lutarem pois eles é qui querem esse poder... Fodas pah
Gosto · Responder · 1 h


Stefan Cumbi Cumbi Nao tenham medo da mudanca.
Gosto · Responder · 1 h


Benilde Mateus Nitafa Nomo pela primeira vez tenho que concoradar com vc .!hj vc merece 100000000000 aplausos a paz não pode so depender de dois indivíduos por mas poderosos que sejam;a paz não pode estar refém a um telefonema do X ou do Y. O povo não é rebanho do dois.muito forte isso! Tomara que eles ponham mão na cosciencia e analizem os a situação do povo moçambicano crianças que abandonaram suas escolas ;pais que deixaram suas m achambas por causa da guerra.
Gosto · Responder · 2 · 44 min · Editado


Afonso Macanda III Moçambique nao respeita se a vida humana treguas kkkkkkkk Isto ate tamos arir muito ca Em Angola tregua parece que sao animais
Gosto · Responder · 41 min


Altaf Varinda Muito boa visão. Os k vão contra isto são os mesmos k cobardemente enganam o povo dizendo k isto tudo é mentira. Este texto é a visão real de Moçambique para kem a paz e realmente essencial. Muito bom meu caro e dou lhe os meus parabéns. E isto k deve ser partilhado para k os moçambicanos acordem. A muita gente acomodada ...... Pensam igual mas não fazem nada. Ficam sentados à espera k algum milagre caia do céu. Nunca vi isso acontecer em lado algum. E preciso mudar isto conforme todos sabemos. Obrigado por tão claras visões. Tão sério e clarificado e este acender de esperança. Abraço e um bom ano de 2017 para todos os moçambicanos.
Gosto · Responder · 33 min · Editado


Pedrocas De Ana Kadzombe Dhlakama sempre foi aldrabado e sempre viverá a reclamar k foi batotado.dhlakama nao sabe uki kere
Gosto · Responder · 31 min


Afonso Chicuare Chicuare APOIADO
Gosto · Responder · 1 · 26 min


Ndashaishenhy Inini Serak todos aqueles homens da Renamo mortos pela Esquadrao d Morte, morreram pra nada? Please queremos as provincias independentes ( P. Autonomas )
Gosto · Responder · 22 min


Cristina Ussene Que maus agouros? Então qual é a melhor proposta? Como deviam os dois agir? Política é mesmo complexa.


Rhuko Rheta
 adicionou 2 fotos novas — com Muzungu Ndini e 8 outras pessoas.
2 h · 
Carta aberta ao Nyusi e sua cupula..
Excia Gomati, sugiro que facam bom uso da tregua concedida por dois meses , o povo quer paz e a mesma, passa necessariamente de respeitar a vontade de povo que e' autonomizar as privincia ganhas pela perdiz. Este e' momento oportuno para que nao se irrite mais as perdizes, pelo que apelo que se pense no bem de todos no's.

Gosto
Comentar
Comentários
Paulo Jorge
Paulo Jorge O apelo é extensivo ao presidente da Renamo também...
Gosto · Responder · 2 h
Genyto Ernesto Saveca
Genyto Ernesto Saveca Eu por exemplo não quero províncias autónomas 
Pq a constituição da republica de Moçambique não permite essa palhaçada da Renamo
Gosto · Responder · 2 h
Muchuquetane Guenjere
Muchuquetane Guenjere Cingir-se na Constituição da Republica de Moçambique é um entrave para o desenvolvimento do nosso Pais, mas viola-se a mesma Constituição da Republica de Moçambique quando entendem. Por exemplo, violou-se a Constituição da Republica de Moçambique quando houve a palhaçada de DIVIDAS OCULTAS, violou-se a Constituição da Republica de Moçambique quando anunciaram o Presidente da Republica sem editais. Epa, essa coisa de Constituição da Republica de Moçambique é um entrave meu irmao, o que queremos é a PAZ.
Gosto · Responder · 2 · 2 h
Cardoso Machai
Cardoso Machai So agem assim os burros e manambwas como voce
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Stefan Cumbi Cumbi
Stefan Cumbi Cumbi Nos e k fizemos essa constituicao,tambem podemos emenda-lo pra se adequar a realidade atual.
Gosto · Responder · 2 · 1 h
Estevao Simoes
Estevao Simoes Pessoas bem atentas ja descobriram k esta alegacao da constituicao e um velho truk d ganacioso k pensam k mocambik e deles
Gosto · Responder · 2 · 1 h
Joaque Muchanga
Joaque Muchanga A constituiçao da Republica nao é biblia ou alcolao quenao se altrra. A CR é istrumento que deve ir ao encontro do contexto actual do povo, Deve ser corrigido desde que o povo achar ultrapassado com a realidade.
Gosto · Responder · 2 · 1 h
Rhuko Rheta
Rhuko Rheta Muchuquetane e Joaque, estou de acordo convosco, forca resustentes.
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Cardoso Machai
Cardoso Machai Vai comendo ratos ai. Pelo menos vai ficar 02 meses sem chupar sangue humana manambwas de merda
Matin Sabin
Escreve uma resposta...
Fernando Chauke
Fernando Chauke Nos so queremos "paz em moz"
Gosto · Responder · 1 h
Zina Ngorinenhi Thomas
Zina Ngorinenhi Thomas Bom conselho para o gomate respeitar o povo
Gosto · Responder · 1 h
Genyto Ernesto Saveca
Genyto Ernesto Saveca Há necessidade de se rever atual constituição
Gosto · Responder · 1 · 1 h
Calisto Meque Meque
Calisto Meque Meque Dois meses são suficientes para se nomear e empossar os governadores e também tratar-se da descentralização
Gosto · Responder · 2 · 1 h
Fernando Lavieque
Fernando Lavieque Na minha opinião os sábios deveriam estar calados. Há vezes que falamos mais sem comentários do que comentando em vão. Obrigado
Gosto · Responder · 1 · 53 min
Piusso Mahindrasinha Mahindrasinha
Piusso Mahindrasinha Mahindrasinha Atençao irmaos. Esses 2 meses podem criar muitas estrategias militares. Porq se atacam subitamente? Porq a Freli decidiu matar o Dlhaka naquele ataque do 25? Ja justificou? A furia e interresse de matar cercando a serra ja acabou? Irmaos, isto é moz com Freli
Tapiwa Bernado Bernado
Tapiwa Bernado Bernado Voce e maluco por q voce nao xta sufrer come coco nem
Estevao Simoes
Estevao Simoes Arenamo deve esquecer agovernacao das provincias logo requer o berco dos recursos deste pais deve mundar d truck reclamar mapt gaza inhambane em 1 mes vai governar

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook